Page 1

WWW.CLICJM.COM

Ijuí, Sexta-feira, 12 de abril de 2019

Ano 45 - Nº 238

R$ 3,00

Municípios em crise elevam pressão por verbas federais Após evento em Brasília, prefeito Valdir Heck afirma que União está disposta a ajudar prefeituras. | 5

Bolsonaro apresenta pacote de medidas de governo

SUS EM DEBATE

Pacote foi anunciado em celebração de 100 dias. | 9

IBGE quer reduzir orçamento do Censo Chefe em Ijuí, Elis Regina fala sobre as mudanças. | 3

Sebrae realiza em maio feira para jovens Feira de Oportunidades acontece entre os dias 6 e 11. | 7

Conferência Municipal de Saúde foi aberta ontem e segue hoje, no Salão de Atos | 4

Moro defende medidas eficazes de projeto Ministro disse que pesquisa de opinião sobre projeto anticrime foi mal feita. | 11


RADAR

PRODUÇÃO- A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar 2019 com 230,1 milhões de toneladas, um crescimento de 1,6% (mais 3,6 milhões de toneladas) em relação a 2018. A terceira estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é 0,6% mais otimista do que a previsão anterior, de fevereiro (mais 1,3 milhão de toneladas). A área colhida estimada é de 62,3 milhões de hectares, ou seja, 2,3% maior do que a de 2018 e 0,6% superior ao total previsto em fevereiro. Entre as três principais lavouras de grãos do país é esperada alta na produção de 2018 para 2019 apenas para o milho (11,9%), que deverá fechar o ano com 91,04 milhões de toneladas. DÍVIDAS- Pessoas, empresas e associações que tenham dívidas junto ao governo federal poderão quitar os débitos pela internet. A ferramenta foi disponibilizada pela Advocacia-Geral da União. Ela está disponível como uma das funcionalidades da plataforma Sapiens, hospedada no site da AGU. O sistema permitirá a consulta dos débitos na dívida ativa e a realização de simulações sobre formas de pagamento, como parcelamentos. O devedor poderá optar pela modalidade de quitação e efetuála por meio da plataforma Sapiens. Para acessar o sistema, a pessoa física ou jurídica deve ter um certificado digital. Este é uma espécie de identificador adotado para fazer transações ou assinar documentos pela Internet. O certificado é adquirido por meio de entidades que prestam este serviço. O Instituto de Tecnologia da Informação (ITI) traz uma lista de entidades deste tipo. CONSELHO TUTELAR- O Senado aprovou o projeto de lei que permite a reeleição, por mais de uma vez, dos membros do Conselho Tutelar dos municípios e do Distrito Federal. O projeto altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Atualmente, o estatuto permite apenas a reeleição de membros dos conselhos tutelares por apenas uma vez. O texto segue para sanção presidencial. O argumento do autor do projeto, o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), é que a recondução única dos membros dos conselhos tutelares prejudica a boa gestão dos conselhos. O argumento do deputado foi acolhido pelos senadores em plenário. Para o relator, senador Lucas Barreto, não há motivos para limitar o número de reeleições nos conselhos tutelares.

2

OLHO DA RUA INDICADORES Poupança 11.4.2019 ...........................0,37 % Ouro 11.4.2019....................... R$ 160,03 (gr) Dolar Comercial ............................. R$3,8566 Dolar turismo ................................ R$4,0100 Euro ................................................... R$4,34 IPC/FIPE Fev/2019 ............................ +0,54% INPC Fev/2019.................................. +0,54% IGPM Fev/2019 .....................................0,88% IPCA Fev /2019 .....................................0,43% ICV Diese jan/2019 ...............................0,78% TR Feve/2019 ...................................... +0,0% SELIC Feve/2019 ................................ +6,5%

LOTERIAS

NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

Estudantes do Colégio Tiradentes de Ijuí participaram ontem do segundo treinamento para a Formatura das Boinas, que acontece hoje, às 18h30, no Palco das Etnias, no Parque de Exposições Wanderley Burmann. O 12º Batalhão de Bombeiros de Ijuí e a Comissão de Formatura auxiliaram na limpeza do espaço.

1º 2º 3º 4º 5º

-

3.078 9.930 9.709 0.861 1.043

QUINA

ENTRE ASPAS

CONCURSO nº

"Praticamente todos os municípios de pequeno e médio porte vivem hoje exclusivamente para o custeio e não têm recursos para investimento, porque o bolo dos recursos fica no governo federal." Deputado federal, Marcelo Nilo (PSB-BA) "Nós estamos acompanhando postos de saúde sendo fechados; unidades de atendimento básico para garantir a saúde da população sem condições de funcionar; prefeitos que não estão conseguindo manter o pagamento dos funcionários de hospitais, escolas, creches e centros de assistência à saúde; e obras que não se realizam." Deputado federal, Daniel Almeida (PCdoB-BA) "Foi um lamentável incidente a morte do músico Evaldo dos Santos Rosa, 51 anos, em decorrência de uma operação do Exército, em Guadalupe, Rio de Janeiro. O carro de Evaldo foi atingido por mais de 80 tiros de fuzil, disparados pelos militares. Vamos apurar o caso e cortar na própria carne." Ministro da Defesa, General Fernando Azevedo

4948

10 16 65 76 78

"O governo pretende criar ainda neste ano o Imposto Único Federal, com a união de três a cinco impostos. Com o imposto único, contribuições e impostos serão todos compartilhados com estados e municípios." Ministro da Economia, Paulo Guedes

MEGA SENA CONCURSO nº

Resultados de quarta

VIOLÊNCIA- Mulheres vítimas de violência doméstica estão mais perto de conquistar direito à indenização por danos morais. Pelo texto do Projeto de Lei 1380/19, que amplia a Lei Maria da Penha, aprovado pelo plenário da Câmara dos Deputados, o processo seria mais rápido, sem necessidade de uma nova fase de provas após o pedido da vítima. A proposta segue para o Senado. Segundo o projeto, o juiz também poderá determinar como medida protetiva que o agressor deposite a quantia em juízo, como caução por perdas e danos morais e materiais decorrentes da prática de violência doméstica. A intenção é garantir o pagamento da indenização. A relatora da proposta, deputada Maria do Rosário (PT-RS) decidiu retirar do texto original a definição dos valores devidos por indenização.

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

2141

10 11 17 19 37 41 LOTOFÁCIL CONCURSO nº

1799

02 03 04 05 08 10 11 12 15 18 20 22 23 24 25

PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo

Getúlio


Notícias

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

CENSO DEMOGRÁFICO

IBGE vai cortar orçamento e revisar metodologia O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está revisando a metodologia e operação do Censo Demográfico previsto para ir a campo em 2020. O objetivo é fazer o levantamento censitário caber num orçamento 25% menor do que o calculado, com um questionário mais enxuto, informou o instituto, em nota divulgada na terça-feira. O assunto foi pauta de uma reunião realizada entre a nova presidente do IBGE, Susana Cordeiro Guerra, e o ministro da Economia, Paulo Guedes. "A partir do momento em que não temos o orçamento que foi calculado para realizar essa operação, e com a certeza de que não podemos deixar de fazer uma pesquisa tão importante para o Brasil em todas as esferas, o IBGE se prepara para poder ficar dentro deste corte que foi imposto, de 25%", explica a chefe da agência do instituto em Ijuí, Elis Regina Allegranzi. "Então, desde que o ministério sinalizou um orçamento menor, o IBGE faz estudos para ver exatamente onde serão os cortes, se em pessoal, questionários ou logística." Elis avalia o índice de 25% elevado dentro do orçamento de R$ 3,4 bilhões previsto, e que terá que chegar a R$ 2,6 bilhões. Ainda em nota, o IBGE disse que o Censo Demográfico 2020 é prioridade para o órgão, mas pondera que “nesse momento, desafios adicionais se apresentam”. “No governo federal como um todo, a diretriz é de restrições

orçamentárias e a realização do Censo requer a aprovação de orçamento pela União”, declarou o instituto, no texto. Segundo o órgão, ainda não está definido o tamanho do corte no questionário nem no número de recenseadores necessários para coletar os dados, tampouco quais tipos de informações serão eliminadas do levantamento. Técnicos do instituto ainda estudam os dados que deixariam de ser coletados no Censo e poderiam passar a integrar outras pesquisas do órgão que têm apenas coleta amostral, como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. "De toda forma, o que temos como base até o momento, é que o questionário deverá sofrer uma redução, que não deverá ser muito significativa, exatamente quais temas que serão reduzidos nós ainda não sabemos, porque a partir de agora, nossos grupos de estudos se reúnem novamente para estudar o que pode ser cortado, sem que a comparabilidade dos dados seja prejudicada em relação aos demais censos", pontua Elis. "Também deveremos ter uma redução no número de recenseadores, de supervisores, enfim, na estrutura de contratação de pessoal deverá ter uma redução também." Por consequência, haverá redução na aquisição de equipamentos e na logística. A realização do Censo Demográfico já vinha ameaçada por falta de recursos desde o ano passado. O governo do ex-presidente Michel

Elis Regina Allegranzi

Temer já defendia um Censo mais enxuto, por conta de restrições orçamentárias. Embora os testes e preparativos estejam em andamento, o levantamento não teve até hoje garantia de verbas para aquisição de equipamentos e contratação de pessoal. O presidente anterior do IBGE, Roberto Olinto, funcionário de carreira do órgão, defendia reiteradamente que o Censo não poderia ser enxugado sem que houvesse perda de qualidade de informações. "Essa redução, apesar de ser bastante significativa, entendemos que a base de dados não deva sofrer nenhuma alteração, ou seja, os indígenas, os quilombolas, a população de rua, devem ter o tratamento que já estava sendo estudado para tal", confirma Elis.

3

Demanda trava confecção de carteiras de trabalho No mês de março, a agência local do Sine fez um mutirão para a confecção de carteiras de trabalho, já que havia demanda represada pelo serviço, decorrente de problemas enfrentados durante o mês de fevereiro. Além das senhas distribuídas semanalmente, mais de 100 carteiras foram confeccionadas durante o mutirão. Mesmo assim, segundo o coordenador do Sine, Flamarion Miranda, a fila de espera para encaminhar o documento segue exigindo espera de dois meses. "Há dois fatores para esse problema. O principal deles é a alta demanda, pois atendemos pessoas de outros municípios da região. Outro é a falta de comprometimento de quem agenda e não vem encaminhar a carteira, acaba sendo um tempo perdido", afirma Miranda. A carteira de trabalho pode ser utilizada como um documento de identificação em várias situações. Diferente de outros documentos, como CNH e RG, não há custos para a confecção da carteira. Mesmo com o longo tempo de

espera para encaminhar a carteira de trabalho, o Sine abre exceções a cidadãos que precisam urgentemente do documento. "Se a pessoa perdeu a carteira de trabalho e precisa fazer uma rescisão, ou se está com uma vaga de emprego encaminhada e precisa do documento com urgência, não vamos deixar de fazer o encaminhamento, ninguém vai ficar desassistido ou ser prejudicado por causa disso", garante o coordenador do Sine. Após o encaminhamento da carteira de trabalho, o prazo de entrega é de dois a sete dias, com as entregas sendo feitas exclusivamente nas sextas-feiras. Em outro serviço, o encaminhamento do seguro desemprego, o coordenador do Sine de Ijuí afirma que a média de procura tem se mantido estável, com leve queda nos meses de janeiro e fevereiro. "Se considerarmos o ano de 2018, houve uma média de 300 encaminhamentos por mês aqui na agência. Já nos três primeiros meses de 2019 notamos uma pequena queda, natural para essa época do ano, com uma média de 250 encaminhamentos por mês".

Executivo faz inventário patrimonial A Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz) e os integrantes da Comissão de Inventário e Avaliação Patrimonial do Município de Ijuí deram início à coordenação dos trabalhos de acompanhamento do Controle Patrimonial relativo ao ano 2019. O Inventário Geral dos Bens Patrimoniais deriva de obrigação legal prevista na Lei Federal nº 4.320/1964 e a avaliação patrimonial imposta pela Portaria STN nº 828, de 14 de dezembro de 2011, já orientada pela NBCT 16.10 (CFC, 2008). “O Inventário anual é o levantamento físico dos bens móveis e imóveis, o que nos permite ajustes de dados escriturais na contabilidade, movimentações que ocorrem entre as secretarias e levantamento dos saldos físicos da realidade do Município”, disse. Com a revisão, segundo a

presidente da Comissão, Lidiane Zawatski Bussler, os componentes das Comissões Setoriais, responsáveis nas Secretarias, acompanhados pelo setor de Patrimônio, irão levantar a situação dos equipamentos e materiais permanentes em uso e a constatação da utilidade do bem móvel naquele local. “Será estimada a vida útil e o estado de conservação do bem para posterior avaliação patrimonial”, acrescenta. O objetivo desse trabalho, segundo a contadora da Sefaz, é manter atualizados e corretos os registros patrimoniais na Contabilidade do Município e no Relatório de Inventário Geral. Além disso, a Comissão estará também orientando cada servidor público acerca de sua responsabilidade. “Por meio do trabalho conjunto, a Comissão

Filas se acumulam para atendimentos na agência local do Sine

SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE IJUÍ EDITAL DE CONVOCAÇÃO O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Ijuí CONVOCA todos os associados, em pleno gozo de seus direitos, para a ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA a ser realizada no dia 16 de abril de 2019, às 7h30 horas (sete horas e trinta minutos) em primeira convocação com a presença da maioria absoluta dos associados, ou, às 8h00 (oito horas) em segunda convocação, com qualquer número de associados presentes, na sala de reuniões do Sindicato à Rua 15 de Novembro, nº 275, 7º andar, sala 703, do Edifício Panorama em IJUÍ/RS, para deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA: Discussão, apreciação e aprovação das contas do ano 2018 e do relatório de atividades, instruído com parecer do Conselho Fiscal.

Vera Kapp

propõe desenvolver alternativas para melhor controle dos bens públicos”, conclui Vera Kapp.

Ijuí/RS, 12 de abril de 2019. BRUNO ALBERTO HASS – Presidente


Notícias

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

4

SAÚDE

Financiamento do SUS pauta Conferência

Ontem pela manhã, no Salão de Atos da Unijuí, foi aberta a 9ª Conferência Municipal de Saúde, que terá sequência nesta sextafeira. O evento é tradicionalmente realizado a cada quatro anos, sempre no primeiro ano dos governos federal e estadual. Conforme destacou o presidente do Conselho Municipal de Saúde (Comus), Moacir Deves, a preparação para o evento teve início no mês passado, quando começaram a ser realizadas as pré-conferências municipais de saúde, nos bairros, meio rural e com profissionais da área. "Nestes encontros, discutimos demandas que são ampliadas durante a Conferência Municipal de Saúde. As propostas vão nortear o trabalho da Secretaria Municipal pelos próximos quatro anos, e também serão encaminhadas às Conferências Estadual e Federal de Saúde", explicou o Deves. O presidente do Comus lembra que a instalação de um Pronto Atendimento municipal partiu de debates da Conferência Municipal de Saúde, tendo sua concretização em 2010. Ontem pela manhã, o evento

contou com a cerimônia de abertura e, também, com a palestra da farmacêutica, especialista em Saúde Pública, com atuação na Escola de Saúde Pública da Secretaria Estadual de Saúde, Irene Porto Menezes. Ela trabalhou o tema "Democracia e saúde". Em contato com o Grupo JM, a palestrante destacou que a Conferência é um momento importante, em que a comunidade discute os problemas de saúde e as alternativas de melhoria para o sistema. "É um momento de luta, de reafirmação do Sistema Único como sistema universal. É um momento de luta, também, contra o 'desfinanciamento' da saúde, causado pela Emenda Constitucional 95, aprovada em 2016 e que recebeu o nome de 'emenda da morte'", destacou. Prevendo o congelamento de recursos em áreas como saúde e educação, a emenda é uma das principais fontes de preocupação entre as autoridades. "Temos uma população que envelhece, que aumenta e que têm cuidados crescentes. E diante deste quadro, temos o engessamento dos recursos",

Salão de Atos da Unijuí é palco da 9ª Conferência Municipal de Saúde, que segue nesta sexta-feira, com definição de propostas

explicou a palestrante, lembrando que há é imprescindível reafirmar a necessidade de um sistema universal para todos, com financiamento suficiente e sustentável. Irene vê as propostas de redução do financiamento do SUS e de diminuição do acesso às políticas públicas como uma perda de direitos, conquistados com a Constituição de 1988.

Parcelamento pode gerar indenização Todos os funcionários públicos que tiveram seus salários parcelados, desde 2015, têm a possibilidade de ação de dano moral em razão do parcelamento de seus proventos alimentares. A afirmação é das advogadas Adriane Hanke e Emanuelle Malgarin. Em sessão das Turmas Recursais Reunidas, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) reconheceu a necessidade de pagamento de danos morais, por parte do governo a servidores estaduais, em caso de parcelamento de salários. A decisão fixa jurisprudência, ou seja, somente a ocorrência do parcelamento em si passa, automaticamente, justificar o dano moral, sendo que os funcionários públicos estarão dispensados de comprová-lo. "Na realidade, tínhamos uma turma do Tribunal de Justiça que dizia que era possível dano moral para os servidores públicos e outra turma que dizia que não, porque isso oneraria demais o Estado do RS. E tivemos uma uniformização que veio reconhecer o direito dos funcionários públicos", explica Emanuelle. O salário é utilizado para o pagamento de despesas pessoais como água, luz, transporte e alimentação, entre outros serviços. Com o parcelamento, muitos

"Temos diversos gargalos na saúde, como a problemática do financiamento, o atendimento à média e alta complexidade, a contratualização dos serviços que o SUS não consegue fornecer e a necessidade de recursos humanos dedicados, dispostos a acolher os pacientes", aponta, contrapondo que também é necessário comemorar as conquistas do SUS, como

a erradicação de diversas doenças, através do programa nacional de imunização. Ontem à tarde, discussões em grupos foram realizadas. Hoje, a partir das 8h, serão apresentadas e votadas as principais propostas. Também serão escolhidos os delegados que representarão o Município na Conferência Estadual, que será realizada em maio.

Atividades estimulam cuidados com a saúde Para comemorar o Dia Mundial da Saúde, celebrado no último domingo, o Hospital Bom Pastor de Ijuí promoveu, nesta semana, uma tarde de atividades com ginástica laboral e roda de conversa. Na ocasião, participaram pacientes, familiares e profissionais. Ainda durante o mês, várias atividades de promoção à saúde estão programadas, envolvendo

educação e nutrição, educação em saúde, atividades laborais e artes. Entre duas ou três vezes por semana há atividades em grupos, momento que as temáticas podem ser trabalhadas pelos profissionais. Todas as ações desenvolvidas pela instituição visam sensibilizar para importância do cuidado com a saúde, estimulando para uma vida mais saudável.

Advogadas Adriane Hanke e Emanuelle Malgarin explicam decisão do TJ

servidores ficaram sem recursos até mesmo para locomoção ao local de trabalho. "Foi realizada coleta de alimentos em benefício de professores, que é o maior grupo de servidores. Então, houve o ingresso desta ação, e se decidiu, está consolidado, mas ainda cabe recurso para Brasília, em última instância, embora em razão de se tratar de matéria do juizado especial, que seriam as pequenas causas, dificilmente vai a Brasília, mas há outro recurso, que é agravo de instrumento que pode

levar a uma discussão final lá. Mas, o que já está definido é que existe a possibilidade desta indenização em razão do sofrimento, da preocupação, do transtorno", reforça Adriane. No julgamento, não ficou decidido o valor da indenização. Cabe às turmas recursais, em cada processo individual, mensurarem a indenização devida. De acordo com o CPERS, sindicato dos professores do estado, já são 39 meses de salários parcelados e atrasados.

Ginástica laboral foi uma das atividades desenvolvidas pelo Hospital Bom Pastor


Notícias

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

5

MARCHA

Em crise, prefeituras pressionam União

Terminou na última quartafeira a 22ª edição da Marcha dos Prefeitos a Brasília, evento realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) que reúne gestores de todo o País. O objetivo, anualmente, é um grande movimento em direção à discussão de pautas que beneficiem os municípios, responsáveis pela execução da esmagadora maioria dos serviços públicos essenciais em áreas como saúde, educação e assistência social. Assim como nas primeiras edições da Marcha, o prefeito de Ijuí, Valdir Heck, participou do evento neste ano, acompanhado da primeira-dama, Jussara Heck, e dos secretários de Saúde, Josias Pinheiro, e de Planejamento, Márcia Boniati. Em conversa com o Grupo JM, ontem, Heck avaliou o evento em Brasília, destacando o crescimento massivo do movimento municipalista. "Calcula-se que entre prefeitos e demais agentes de Executivos

municipais, a Marcha tenha reunido sete mil pessoas. Esse número, a meu ver, está diretamente ligado à situação de crise que os municípios atravessam", avaliou o prefeito. "Nós, em Ijuí, ainda vivemos uma realidade distinta, mantemos os pagamentos em dia, os salários em dia, enfim, honramos com nossos compromissos. Mas a lógica não é essa, basta ver a situação das contas de cidades como Porto Alegre, onde a crise impera", completou Heck. Diante do cenário adverso, onde a lógica é de recursos escassos e demanda crescente, o prefeito de Ijuí trouxe de Brasília a avaliação de que, cada vez mais, sobe a pressão sobre o governo federal para uma melhor distribuição do bolo tributário. Confirmando esta tendência, o presidente Jair Bolsonaro fez discurso no evento na terça-feira, e anunciou construção de um novo pacto federativo, e o aumento de 1% dos recursos para o Fundo de Participação dos Municípios

(FPM). Respaldado por Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que a intenção é repassar, até o fim do ano, R$ 10 bilhões adicionais via FPM e outros dispositivos. "As receitas federais caem demais após os meses de agosto, e isso é muito prejudicial às prefeituras. Se essa tendência de repasse adicional se confirmar, nosso município terá acréscimo de R$ 1,4 milhão. Não resolve todos os problemas, mas já ajuda muito", avalia Valdir Heck. A ideia de 'mais Brasil, menos Brasília', frase de efeito utilizada por Bolsonaro durante a campanha, foi novamente repetida pelo presidente em seu discurso na Marcha dos Prefeitos. Dessa forma, o presidente também acenou com a possibilidade de repassar 40% de todos os tributos aos municípios em um novo pacto federativo - atualmente, 17% dos impostos federais são repassados às prefeituras.

Prefeito Heck afirma que anúncios de Bolsonaro geram dúvidas e expectativas

"É um percentual que até nos deixa em dúvida, mas se é um desejo, talvez possa acontecer. Seria mais do que dobrar o percentual dos municípios, e reduzir o percentual do governo federal de 60% para 30%", afirma Heck. Outro tema tratado pelo prefeito na Marcha que interessa

diretamente a Ijuí é a questão envolvendo as Unidades de ProntoAtendimento (UPAs). "A data limite para definir a flexibilização do uso das unidades é 30 de junho. Ainda há muitas dúvidas, e precisaremos discutir isso com calma, para ver se conseguimos antecipar essa definição aqui", afirma.


Jornal da Manhã

OPINIÃO

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

BALANÇA DESEQUILIBRADA

O

Brasil é um País profícuo em desigualdades e estruturações capengas. Muitas delas remontam o período colonial, outras são mais recentes, mas invariavelmente confirmam o viés torto de nossa formação histórica. Exemplo disso é a distribuição de recursos da estrutura federativa do poder público, que separa o Estado brasileiro entre a União federal, Estados e municípios. Portanto, se os serviços Por lei, de todos públicos municipais são os recursos vultosos ruins e/ou sucateados, arrecadados através isso se deve também de impostos, a União à míngua de recursos fica atualmente com a que os municípios 60% do total. Os têm direito do total de Estados ficam com impostos arrecadados pouco mais de 20% no País. e às prefeituras cabe o restante, cerca de 17%. A isso deu-se o nome de pacto federativo, embora não tenha sido exatamente um pacto, já que expressão dá a ideia de concordância mútua e o caso não é exatamente esse, no contexto atual. Embora as responsabilidades do governo federal sejam bastante complexas, e aos Estados caibam exigências igualmente importantes, a maioria dos serviços públicos que utilizamos diariamente é gerida pelos municípios. As escolas, os postos de saúde, a infraestrutura

das ruas são exemplos práticos de responsabilidades municipais viabilizadas, em grande parte, por recursos recebidos via pacto federativo. Portanto, se os serviços públicos municipais são ruins e/ ou sucateados, isso se deve também à míngua de recursos a que os municípios têm direito do total de impostos arrecadados no País. Esse tema tem sido amplamente debatido anualmente na Marcha dos Prefeitos, que acontece em Brasília. Apesar do grande número de gestores que vão à capital federal para fazer turismo político, e retornam a seus municípios totalmente alheios aos debates promovidos sem se importar com resultados práticos às populações das cidades, há uma gama de agentes públicos responsáveis que estão preocupados com o desequilíbrio nas relações federativas. É claro que há muito tempo o problema já foi diagnosticado, e o grande entrave para tornar o sistema mais justo é o simples fato de que, independente de quem estiver no comando do Palácio do Planalto, dificilmente a União abdicará de controlar a maior parte do orçamento - mesmo que, cada vez mais, ele seja abocanhado sem poder de manobra. De qualquer modo, um Estado nacional tão amplo e rico como o nosso precisa constantemente se reinventar, sob pena de prejudicar muitos em detrimento da vontade de poucos.

PONTO DE VISTA

Alceu Moreira

solução para o debate político que, principalmente, mostre para as pessoas que o caminho da política é construir consenso, convergências. Não podemos continuar com um Brasil que trabalha somente conflitos, temos que descobrir no outro aquilo que ele tem de bom, porque ele é fundamental para nos ajudar a fazer o que precisa.

Deputado federal do MDB gaúcho fala sobre recondução ao cargo de dirigente do diretório estadual do partido

O que sua recondução ao cargo no diretório estadual significa para o partido dentro do Estado? Construímos ao longo do tempo, pelo debate, pela própria eleição estadual, pelos exemplos que tivemos, um consenso de que iríamos permanecer na presidência do partido, e o MDB mostra, definitivamente, o conjunto de lideranças que temos. Um patrimônio gigantesco do RS, não apenas pelas lideranças antigas, mas também pelos jovens, que cada vez mais vêm conversar conosco, e já estamos construindo a

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, sugeriu que o nome de José Ivo Sartori seja apresentado para presidir a Executiva nacional. Qual sua opinião? A questão do Sartori está muito mais ligada ao que aconteceu na eleição estadual. O Sartori com um governo sem dinheiro, pagando salário atrasado e com Saúde atrasada, fez 47% dos votos, e é candidato do MDB, o que significa dizer que tivemos uma derrota eleitoral, mas uma grande vitória política. É claro que se o MDB do RS quer trilhar um novo caminho, e tem que fazer isso, porque ele anoiteceu com 66 deputados federais e amanheceu com 34, portanto, aquele argumento que sempre disseram de que estamos fazendo de nosso jeito e elegemos uma grande bancada, agora não vale mais. Então, se realmente quiser fazer um partido decente, que tenha o respeito e a admiração da população, o RS busca José Ivo Sartori, transforma ele em presidente nacional do MDB e o partido passa a ter outra imagem perante a sociedade.

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com Representantes Comerciais: Grupo de Diários

www.clicjm.com

6

ARTIGO

Para que privatizar? Mateus Wesp Deputado estadual (PSDB)

A polarização sobre o tema privatizações é conhecida de todos. De um lado, os que a defendem com um fim em si mesmo. De outro, os que creem que o Estado tudo deve prover. Os extremos por vezes compartilham os mesmos atributos. Nutrem a cegueira das paixões ideológicas, o idealismo doutrinário, os pré-conceitos arraigados. É um debate em que a racionalidade e o equilíbrio costumam ser as primeiras vítimas, logo seguidas pelas considerações sobre o bem comum. Assim como nas nossas decisões individuais, também na política a finalidade é aquilo que dá sentido às nossas ações, de modo que esse debate precisar ser colocado em perspectiva a partir da seguinte questão: para que privatizar? A resposta a essa pergunta precisa ser dada com olhos abertos para a realidade do Rio Grande do Sul. Infelizmente, o nosso Estado tem sérias dificuldades para entregar à população aquilo que dele se espera. Há deficiências gritantes na segurança, na saúde, na educação e na infraestrutura. Na raiz dessas deficiências, temos um orçamento público cronicamente deficitário, que suga recursos da economia gaúcha sem que se apresente o devido retorno à sociedade. Suprir essas deficiências passa necessariamente pelo equacionamento da dívida com a União e por mais racionalidade no uso dos recursos públicos. Com tantas carências em serviços essenciais, faz sentido o Rio Grande investir R$ 1,6 bilhão na distribuição de gás encanado? Faz sentido ter que cobrir um déficit de R$ 700 milhões em uma empresa de distribuição de energia? Em nosso entender não faz sentido, pois a iniciativa privada tem condições de fazê-lo muito melhor do que Estado, que deve direcionar seus esforços para servir à população naquilo que só ele pode fazer.

Artigos assinados são responsabilidade de seus autores. Para publicação, os artigos devem ser enviados com identificação do autor (nome completo, documento, endereço e fone) em fonte times, corpo 10, entrelinha 11, com até 30 linhas, para o e-mail redacao@jornaldamanhaijui.com

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0317 3331-0321 Semestral: R$ 220,00 Anual: R$ 440,00 Correio: R$ 440,00 (semestral); R$ 880,00 (anual)


Notícias

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

IMEAB

Projetos de matemática são tema de mostra

7

Jogos estimulam aprendizado em aula Alunos do 1º Ano do Ensino Fundamental, da Escola Municipal Dona Leopoldina, estão intensificando os estudos sobre o alfabeto. E para isso, foram disponibilizados jogos pedagógicos em sala de aula. Conforme explica a coordenadora pedagógica do educandário, Vera Gramville, os jogos foram confeccionados com materiais alternativos, como caixa de sapatos e tampinhas retiradas de caixas de leite. “As crianças fazem a relação do som, da letra, da sílaba, brincando. A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) reforça que

devemos propor vivências, experiências e relações aos alunos, já que é através da interação que a criança aprende”, explicou a coordenadora. A partir da BNCC, está sendo reconstruída uma proposta de currículo na rede municipal de ensino. Mas, diante dos estudos que são realizados, os professores já buscam aplicar aquilo que é viável. Os brinquedos foram construídos pela professora Ivana Uecker, para os cerca de 50 alunos que integram duas turmas, nos turnos da manhã e tarde.

Imeab participou da mostra, em Pinhal, na última semana, com projetos de destaque em Feira Regional de Matemática

Alunos do Instituto Municipal de Ensino Assis Brasil (Imeab) participaram, na última semana, da mostra do Projeto Feira Extensão em Ação, parceria entre a Unijuí e o Grupo Creluz, dando início às atividades do Programa Educacional Ligado nas Escolas, da cooperativa. Mais de 500 estudantes, de 38 escolas, participaram do evento que ocorreu em Pinhal. Segundo a coordenadora do Imeab, Denise de Oliveira, a escola participou com trabalhos classificados na Feira Regional de Matemática, realizada no ano passado. Os alunos que representaram a escola hoje estão no 9º Ano do Ensino Fundamental, mas os projetos foram desenvolvidos no 8º Ano. “A Unijuí vem desenvolvendo ações em torno das feiras de matemática e nós, tanto em 2018, quanto em 2017, temos conseguido bons resultados. Quando um trabalho é

classificado na fase regional, está apto a representar o município, e a própria instituição de ensino, em um evento maior, que acontece em nível de Brasil”, explicou. No ano passado, estudantes de Ijuí estiveram participando da Feira Nacional de Matemática, realizada no Acre, no mês de maio. A próxima feira nacional será realizada no Amapá, em 2020. “Dentre os trabalhos apresentados em Pinhal, tivemos o projeto que falava da matemática e da qualidade de vida, onde os alunos fizeram apontamentos sobre o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Por meio de tabelas, gráficos, foi apresentada a situação da fome, da educação, do desenvolvimento da sociedade. Outro projeto trabalhou a Matemática na Expo-Ijuí/Fenadi. Neste trabalho, foi realizado um levantamento sobre o número de visitantes, custos e aplicações”,

destacou Denise. Como lembra a coordenadora, a pesquisa está inserida às atividades da escola, desde a Educação Infantil até o Curso Técnico. A escola entende que, com a pesquisa, amplia-se a visão do aluno em torno de diversos temas, que são de interesse dos estudantes ou vinculados a conteúdos escolares. “A pesquisa traz mais qualidade ao nosso trabalho. Faz com que o aluno amplie sua visão de mundo, já que têm outras habilidades e competências que vão prepará-lo para a vida. A pesquisa está sempre inserida nas nossas reuniões pedagógicas e a gente tem todo um planejamento anual, que direciona de que forma vamos fazer e que área do conhecimento vamos aprimorar. Sempre que há atividades externas, como o Concurso de Redação e feiras, incentivamos a participação dos nossos alunos”, destacou Denise.

Assinado projeto do ensino domiciliar O presidente Jair Bolsonaro assinou ontem o projeto de lei que regula a educação domiciliar de crianças e adolescentes, prática conhecida como homeschooling. Segundo o Palácio do Planalto, o texto traz os requisitos mínimos que os pais ou responsáveis legais deverão cumprir para exercer essa opção, tais como o cadastro em plataforma a ser oferecida pelo Ministério da Educação (MEC) e a possibilidade de avaliação. A proposta fez parte dos instrumentos assinados em uma

cerimônia no Palácio do Planalto que marcou a passagem dos 100 dias de governo. A princípio, o governo havia planejado editar medida provisória (MP) sobre a educação domiciliar, segundo informou na quarta-feira a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Em entrevista, o chefe da Casa Civil da Presidência da República, ministro Onyx Lorenzoni, disse que o governo resolveu enviar projeto de lei ao Congresso

Nacional por entender que sua tramitação trará mais segurança para a família que quiser adotar essa modalidade de ensino. Para virar lei, a medida provisória precisa ser aprovada pelo Congresso em até 120 dias. Caso contrário, perderá a validade. “E se ela [MP] caduca, e se cai por decurso de prazo? E as famílias que optaram por esse método? E as crianças, vão ficar sem salvaguarda? Vão perder aquele ano escolar? Então foi uma medida de proteção às crianças”, disse Onyx.

Jogos pedagógicos foram construídos a partir de materiais alternativos

Senac de Ijuí prepara Feira de Oportunidades O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) está preparando, para a semana de 6 a 11 de maio, uma série de atividades que integrarão a Feira de Oportunidades. Durante o evento, são realizadas palestras em escolas, com o intuito de capacitar os jovens do Ensino Médio. “O tema é quase sempre focado no jovem que está se formando e se preparando para ingressar no mercado de trabalho”, explicou o diretor do Senac Ijuí, Milton Pereira. De acordo com ele, uma aula magna está sendo preparada para o dia 8 de maio, no Sesc, às 18h30. Enquanto isso, o Senac segue com inscrições abertas para os cursos a distância. De acordo com o diretor, há algum tempo o Serviço vem trabalhando com a modalidade, mas, no ano passado, foi ampliada a oferta de títulos, especialmente nos técnicos de Ensino Médio. A unidade oferta técnicos em Recursos Humanos, Guia de Turismo, Informática, Segurança do Trabalho, Qualida-

de, Transações Imobiliárias, Meio Ambiente, Programação de Jogos Digitais, Design de Interiores, Administração e Logística. “Antigamente, tínhamos duas entradas ao ano. Mas, agora, há seis possibilidades de ingresso. Tivemos turmas iniciando em janeiro, em março, e agora as inscrições estão abertas para os cursos que terão início em maio”, destacou o diretor, lembrando que a carga horária varia de 800h a 1.200h. “A modalidade EAD é interessante porque o aluno estabelece o seu horário de estudo, com aulas a distância. O aluno só precisa comparecer uma vez por semestre, na unidade, para realizar as provas.” Na graduação, há oferta dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, licenciatura em Pedagogia, Comércio Exterior, Gestão Ambiental, Gestão Comercial, Recursos Humanos, Gestão da Tecnologia da Informação, Gestão Financeira, Gestão Pública, Logística, Marketing e Processos Gerenciais.


Notícias

Jornal da Manhã Sexta-feira, 12 de abril de 2019

ECONOMIA

Assembleia acerta em extinguir benefícios, avalia Loureiro

Eduardo Loureiro

Por unanimidade, os deputados estaduais aprovaram nesta semana a extinção da ajuda de custo paga pela Assembleia Legislativa a deputados em início e fim de mandato. O benefício era de R$ 25.322,25, um salário de parlamentar e servia, em tese, para custear despesas com mudança de residência. Porém, os deputados reeleitos, que continuavam na Assembleia, recebiam o valor dobrado (em referência ao fim de um mandato e o começo de outro), mesmo sem a necessidade de mudança. Neste ano, se todos tivessem recebido R$ 25,3 mil, o impacto nos cofres públicos seria de R$ 2,7 milhões. Ao longo de fevereiro e março, alguns parlamentares desistiram do valor ou doaram o que receberam.

A ajuda de custo estava embasada em resolução de 2013 da Assembleia. Conforme a Superintendência Geral da Casa, antes de 2013, os parlamentares recebiam uma espécie de 14º salário todos os anos, de acordo com a presença do deputado nas sessões. A partir da nova regra, foi instituída a ajuda de custo apenas na entrada e saída do mandato. De início, o texto cortava a ajuda de custo apenas a deputados reeleitos, mas, em função de um substitutivo, acabaram extinguindo de vez esse benefício. 47 dos 55 deputados estavam na sessão. Em conversa com o Grupo JM, o líder do PDT na Assembleia, Eduardo Loureiro, afirmou que a medida segue uma linha de decisões do Parlamento no sentido de contribuir para não promover

mais gastos. "Seria inadmissível manter esse auxílio diante da penúria financeira do Estado. Então acho que demos nossa contribuição, assim como nos quatro anos sem aumento salarial para deputados completados em 2019", afirma o parlamentar. O próximo passo nesse sentido, conforme Loureiro, é extinguir as regras especiais para aposentadoria parlamentar. "Vamos ter que acabar com esse benefício. Eu, particularmente, recusei ainda na legislatura passada, minha contribuição é para o regime geral do INSS. Mas sei que muitos deputados optaram por esse regime especial, e há um projeto que já tramita na Casa para acabar com esse benefício. É mais uma medida de austeridade que vamos votar", afirma.

Anunciado novo diretor-presidente da Corsan O governo do Rio Grande do Sul anunciou, ontem, Roberto Barbuti como novo diretor-presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). Ele foi convidado pelo próprio Eduardo Leite e pelo secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, a presidir o cargo. Bacharel em Administração Pública e em Direito, Barbuti acumula quase 30 anos de experiência em bancos nacionais e internacionais e em consultorias. Pela primeira vez, aceitou assumir um cargo público. Na terça-feira, o governador Eduardo Leite confirmou a decisão do seu mandato de vender até 49% das ações da Corsan, mantendo o controle acionário por parte do Estado. Ainda não existe data definida para a abertura de capital. "É um grande desafio, mas me considero preparado para

contribuir com a empresa e, consequentemente, com o governo do Estado", afirmou Barbuti. Na primeira reunião com o governador, o novo gestor já elencou prioridades, como redução de perdas e de custos, tornar as obras mais eficientes e ágeis, além de avançar na regulação dos serviços. Responsável por 5,9 mil funcionários e pelo abastecimento de água tratada para 6 milhões de pessoas em 317 municípios gaúchos, a Corsan tem como principal desafio ampliar o índice de atendimento com serviço de esgoto, atualmente em 14,9%. "O saneamento é dos aspectos fundamentais para o nosso governo. O serviço de coleta e tratamento de esgoto não condiz com o desenvolvimento do estado. Por isso, a Corsan é uma autarquia muito importante e terá atenção

Barbuti (ao centro) assumirá um cargo público pela primeira vez

total durante os próximos quatro anos", ressaltou o governador. Nesse sentido, Leite confirmou que a companhia será incluída no RS Parcerias, buscando parcerias

com o setor privado para realizar obras de ampliação do abastecimento de água e do saneamento, no que teve o apoio do novo diretor-presidente da Corsan.

PEC que revoga plebiscito é aprovada em comissão Em reunião extraordinária na tarde de ontem, a Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle, presidida pelo deputado Elizandro Sabino (PTB), aprovou o parecer favorável do deputado Frederico Antunes (PP) à PEC do Executivo (PEC 272 2019) que revoga a realização de consulta plebiscitária para a venda de empresas estatais gaúchas. No parecer, lido durante a reunião ordinária da manhã, o deputado Frederico Antunes (PP) destacou os aspectos negativos dos resultados obtidos pelas três

empresas públicas, CEEE, CRM e Sulgás, combinado com o esgotamento das finanças públicas que registram acúmulos de déficits orçamentários nos últimos anos. Os deputados Pepe Vargas e Luiz Fernando Mainardi, ambos do PT, defenderam o recurso constitucional que assegura a consulta popular “para impedir atropelos”, conforme destacou Pepe Vargas, lembrando o episódio da venda de parte da CEEE, em 1996, cuja tramitação legislativa cumpriu prazo de apenas 12 dias. Contrárias ao parecer, na reunião

extraordinária, as deputadas Juliana Brizola (PDT) e Sofia Cavedon (PT) também argumentaram em favor das empresas públicas. Em contraponto, o deputado Giuseppe Riesgo (NOVO) contestou os argumentos que classificou como “antiprivatização e ideológicos”, alertando que se trata de empresas que provocam prejuízos e, por isso, “não é prudente mantê-las”, defendendo a venda de todas as empresas públicas, até mesmo daquelas que são lucrativas. Mateus Wesp (PSDB) justificou ausência pela manhã porque acompanhava

prefeito de Passo Fundo em reivindicação por repasse aos hospitais da cidade, e defendeu a aceleração da votação da matéria. Para amparar seus argumentos, Pepe Vargas, Juliana Brizola e Sofia Cavedon entregaram documento com declaração de voto contrário ao parecer. Votaram em favor do parecer o relator, Frederico Antunes (PP); Silvana Covatti (PP); Elizandro Sabino (PTB); Carlos Búrigo (MDB); Fran Somensi (PRB); Fábio Branco (MDB); Capitão Macedo (PSL); Mateus Wesp (PSDB); e Giuseppe Riesgo (NOVO).

8

Análise crítica I Depois de o governador Eduardo Leite (PSDB) fazer um balanço dos 100 primeiros dias da sua gestão - completados nesta quarta-feira -, a bancada do PT na Assembleia Legislativa - que tem o maior número de deputados estaduais de oposição - fez a sua análise do início da administração tucana. Depois da manifestação crítica do líder da bancada petista, Luiz Fernando Mainardi, ontem foi a vez do deputado Zé Nunes, também do PT, tecer críticas e contestações às posições tomadas pelo governador nos primeiros três meses.

Análise crítica II Segundo Zé Nunes, Eduardo Leite deveria liderar um movimento com outros governadores de Estados que têm créditos da Lei Kandir, para pressionar o governo federal a estabelecer uma quantia a ser paga anualmente. Além disso, conforme Nunes, o tucano deveria exigir que o Palácio do Planalto apresentasse um cronograma de pagamento do passivo - que, no caso do Rio Grande do Sul, chegaria a quase R$ 60 bilhões. Nunes também reclamou da falta de reação do governador frente a medidas do governo federal que poderiam prejudicar a economia gaúcha. Entre essas ações do Planalto, citou a retirada da taxa sobre importação de leite da Nova Zelândia, o que poderia ter gerado prejuízo ao setor leiteiro brasileiro, caso não tivesse sido revogada.

Mandato cassado O Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso cassou, por unanimidade, o mandato da senadora Selma Arruda (PSL-MT), nesta quarta-feira. A alegação é a de que ela incorreu em crime de abuso de poder econômico e caixa dois. Cabe recurso. Segundo advogados que acompanham o caso, o voto do relator foi pesadíssimo e seguido pelos demais juízes. Pouco antes de receber o veredito da Justiça Eleitoral, a senadora votou na Comissão de Constituição e Justiça pela instalação da chamada CPI da Lava Toga. Selma Arruda é juíza aposentada e ficou conhecida em seu estado como "Moro de saias" pela atuação mão pesada na penalização de autoridades e servidores públicos acusados de crimes.


Notícias Auxílio fora de pauta A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou ontem que não está em análise no ministério a possibilidade de prestar assistência ou auxílio financeiro aos familiares do músico morto no Rio de Janeiro depois que seu carro foi alvejado por 80 tiros disparados por militares do Exército. Ao afirmar que defende a punição de “quem errou” no episódio, Damares enfatizou que deve haver punição “se houve erro”. De acordo com a ministra, quem tem autonomia para determinar eventual pagamento de pensão é o Congresso, e não o ministério de Direitos Humanos. “Esta semana não foi conversado sobre isso. Uma semana de muito trabalho, a gente não conversou sobre isso”, afirmou.

Silêncio quebrado

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foi o primeiro integrante da família a se pronunciar sobre a morte do músico Evaldo dos Santos Rosa, fuzilado com 80 tiros por homens do Exército no domingo, no Rio de Janeiro. Em Porto Alegre, o mais novo dos três filhos políticos do presidente Jair Bolsonaro disse que os militares envolvidos no assassinato não seguiram o protocolo de atuação e irão responder por seus atos. "É um fato lamentável, muito triste. Eles sofreram prisão disciplinar e está em investigação. Você não verá ninguém passando a mão na cabeça de ninguém, caso tenha cometido um erro. Pra quem comete um erro, existe a lei", afirmou.

Sem paixão O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou ontem que o presidente Jair Bolsonaro "não está apaixonado" pela reforma da Previdência, mas sabe que a medida é necessária para o equilíbrio das contas públicas e vai apoiá-la. Segundo as projeções do ministro, a aprovação do texto deve acontecer até o início de julho. "É de coração? Ele [Bolsonaro] está apaixonado pela reforma? Claro que não", afirmou Guedes durante evento no centro de pesquisas Brookings Institute, em Washington. "Bolsonaro brinca e fala: 'por mim, as mulheres poderiam se aposentar com 20 anos. Eu acho que elas merecem'. É só uma piada, mas é como ele se sente sobre a reforma".

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

9

100 DIAS

Bolsonaro assina pacote de medidas Em uma breve cerimônia em comemoração dos 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que país vive um momento de "céu de brigadeiro". "O general porta-voz disse que o mar está revolto, mas eu tenho certeza que o céu é de brigadeiro. A esperança que todos nós temos no futuro do nosso Brasil. Feliz é o chefe do executivo que pode contar com a bancada de 22 ministros, com servidores, parlamentares, com militares, com civis, com pessoas comprometidas como nunca com o futuro da sua pátria." O presidente começou sua breve fala, que durou menos de cinco minutos, com um discurso improvisado, brincando com declaração feita minutos antes pelo porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, que comparou as dificuldades de governar o país à navegação em mar revolto. Durante o evento, que durou apenas 20 minutos, Bolsonaro

assinou um pacote com o lançamento de 18 ações de governo, entre elas a assinatura de decretos, revogação de atos normativos e criação de programas. Sob o lema "100 dias - 100% pelo Brasil", ele aproveitou o evento no Palácio do Planalto para assinar publicamente as ações, numa tentativa de desfazer um mal-estar gerado no início de sua gestão com sucessivas crises, quedas de dois de seus 22 ministros e baixa popularidade. Entre as medidas assinadas, Bolsonaro promoveu o "revogaço", que tornou sem efeito um total de 250 decretos de caráter normativo numa tentativa de desburocratizar o setor econômico. A justificativa do governo é que essas normativas tornaramse, ao longo do tempo, desnecessárias. Os decretos foram editados entre 1903 e 2017, sendo a maior parte deles das áreas de Economia e Defesa. O objetivo é simplificar as normas vigentes e reduzir o excesso de regras.

OS 18 ATOS ASSINADOS PELO PRESIDENTE 1. “Revogaço” 2. Revogação dos colegiados 3. Extingue cargos efetivos vagos e que vierem a vagar dos quadros de pessoal da administração pública federal. 4. Institui o Comitê Interministerial de Combate à Corrupção. 5. Termo de compromisso com a integridade pública 6. Forma de tratamento e de endereçamento nas comunicações com agentes públicos da administração pública federal. 7. Conversão de multas ambientais 8. Política Nacional de Turismo 9. Política Nacional de Alfabetização 10. Regulamentação da Lei Brasileira de Inclusão 11. Política Nacional de Drogas 12. Doação de bens 13. Institui o portal único “gov.br” e dispõe sobre as regras de unificação dos canais digitais do governo federal. 14. Conselho Nacional de Política Energética: cessão onerosa 15. Projeto de lei complementar - autonomia do Banco Central do Brasil. 16. Projeto de lei complementar - indicação de dirigentes de instituições financeiras 17. Projeto de lei – ensino domiciliar 18. Projeto de lei ordinária – Bolsa Atleta

Presidente confirma 13º para o Bolsa Família

Previdência irá a plenário entre maio e junho

Na cerimônia que marcou os 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) oficializou a criação do 13º para beneficiários do Bolsa Família, que atinge sobretudo moradores da região Nordeste, onde o presidente tem maior rejeição. A medida foi uma das 18 ações anunciadas ontem, e foi uma promessa de campanha de Bolsonaro. A concessão do 13º terá um custo anual de R$ 2,6 bilhões, mas, por outro lado, não haverá reajuste no valor do benefício neste ano. Em uma rede social, Bolsonaro escreveu nesta quinta que foi possível estabelecer o 13º do Bolsa Família graças a "recursos oriundos em sua esmagadora maioria de desvios e recebimentos indevidos", sem dar mais detalhes. O presidente classificou o momento como um "grande dia!". A medida beneficia diferentes áreas do país que têm em comum a população de baixa renda e foi oficializada após Bolsonaro registrar a largada com pior avaliação entre presidentes em primeiro mandato —segundo pesquisa Datafolha, 30% consideram a gestão ruim/péssima, 32%, ótima/boa, e 33%, regular.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), disse esperar que a proposta de reforma da Previdência vá a votação no plenário da Casa entre maio e junho. Nas previsões do deputado, feitas a investidores em Nova York ontem, a tramitação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) deve engrenar após os próximos feriados, de Páscoa e 1º de Maio. “[O cenário] é muito diferente hoje do que era em 2017. Se todo mundo ajudar, a gente vai aprovar. Mais 30 dias ou menos 30 dias não fará nenhuma diferença. O que faz a diferença é antecipar e perder ou tirar da matéria o que é fundamental, professor e policial”, afirmou. Nessa projeção otimista, a reforma seria votada na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) na próxima semana, até quarta-feira (17), e seguiria para uma comissão especial após a Páscoa. “Tem condição de aprovar, tirando o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e aposentadoria rural e garantir uma economia perto do trilhão [estimada por Guedes]. Para isso, precisa paciência. Na democracia, precisa paciência. Ouvir muito, falar pouco e dialogar muito.”

Se autonomia do BC passar, 'é caso de quebrar tudo'

Ciro Gomes

Candidato derrotado à Presidência da República em 2018, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) criticou ontem a proposta do governo Jair Bolsonaro de dar autonomia ao Banco Central. "Isso acontecendo, é daqueles casos de ir para a rua e quebrar tudo. Afirmo com toda serenidade", declarou. O pedetista se exaltou quando questionado a respeito do projeto de lei sobre o assunto, que será enviado ao Congresso pelo Palácio do Planalto, conforme anunciou Bolsonaro em evento sobre seus primeiros 100 dias de gestão. Ele disse que o Brasil é o país do mundo capitalista que "tem

menos bancos do planeta Terra", e afirmou que, ao entregar o BC ao predomínio do sistema financeiro com o atual nível de concentração bancária, o governo está destruindo a nação brasileira com qualquer condição de autonomia. "Isso é a violenta e definitiva formalização de entrega do destino da nação brasileira a três bancos. Eu não conheço o projeto, vou lê-lo, mas conheço a intenção". O ex-ministro discursou nesta quinta na sede nacional do PDT, em Brasília, e alegou em algumas ocasiões não querer ser injusto com o governo do rival político neste início. Mas criticou o que

chamou de "postura criminosa" em temas como a administração em política externa A avaliação de Ciro sobre os cem primeiros dias de Bolsonaro no Planalto é que o governo do presidente é "muito ruim", mas que um processo de afastamento capitaneado pelo Congresso não é o remédio adequado, e sim pressão popular. "Remédio para governo ruim, e eu considero o governo de Bolsonaro mais do que ruim, não é impeachment. Remédio para governo ruim é pressão. É o que eu estou tentando fazer. Respeitar o voto popular e aprender a votar."


Notícias

Jornal da Manhã Sexta-feira, 12 de abril de 2019

PEREGRINAÇÃO

Prefeitos reivindicam o fim das emendas parlamentares Os avanços e as conquistas desses últimos quatro dias da 22ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios foram consolidados e apresentados pelo presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi. Foram 22 itens destacados pelo líder municipalista, resultado da presença do Executivo e do Legislativo no maior encontro de autoridades locais da América Latina. Segundo Aroldi, o levantamento é importante para se entender o que foi construído. “Tenho certeza que muitas coisas vão acontecer, nas próximas semanas, de positivo”, sinalizou. Presente no evento, o presidente da Associação dos Municípios do Planalto Médio (Amuplam), e prefeito de Jóia, Adriano Marangon, destacou ontem, em entrevista ao Grupo JM, a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, que saiu do evento ovacionado pelos cerca de oito mil participantes, como um dos principais momentos. "Das pessoas que usaram o microfone nesses dias, ele foi o mais aplaudido. Outro

ponto positivo da Marcha, foi de conhecermos os ministros." Na tarde de quarta-feira, Marangon e demais gestores participaram de audiência na Casa Civil, envolvendo o superintendente Vicente Santini. Na oportunidade, representantes da Amuplam, e da Associação dos Municípios da Região Celeiro (Amuceleiro) apresentaram revindicação voltada à Rota da Yucumã, em que solicitam a reabertura da aduana de Porto Soberbo. "A preocupação dos prefeitos da região, além do turismo, que entra por ali, porque para ir para fora do Brasil precisa de autorização, e para entrar no País não precisa de nada, é relativa ao que está entrando em nossos municípios, porque não há fiscalização alguma." Ao avaliar o evento, em âmbito geral, Marangon disse que todos que usaram o espaço falaram praticamente a mesma linguagem que o presidente Jair Bolsonaro, quando em campanha eleitoral. "Menos Brasília, mais Brasil. Porque a vida acontece nos municípios e é onde é preciso injetar dinheiro.

Catuípe está em alerta para infestação A 17ª Coordenadoria Municipal de Saúde (CRS) emitiu alerta ao município de Catuípe relativo ao risco de infestação pelo mosquito transmissor da Dengue, Aedes aegypti. Em função disso, a Secretaria Municipal de Saúde intensificou as ações de prevenção, buscando identificar focos, em parceria com a Vigilância Epidemiológica. O índice de infestação predial em Catuípe é de 2,6%, e está acima do limite considerado seguro pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 1%. O índice significa que, a cada mil casas, 26 têm foco do mosquito. Na semana passada, o titular da pasta de Catuípe, Vilmar Fucilini, participou de reunião com o coordenador técnico da 17ª CRS, Chico Noll, que orientou sobre prevenção à proliferação do mosquito. "As residências são visitadas a cada dois meses. Nossas equipes têm trabalhado bastante neste propósito, principalmente de alerta e orientar sobre as formas de reduzirmos esse índice", disse, em entrevista ao Grupo JM, ontem. Neste ano, Catuípe registrou um caso suspeito de Dengue, mas que já foi descartado. Fucilini reforçou a importância de a população ter consciência em

O discurso foi alinhado. Mas, tem um porém, que é a reforma da Previdência. Toda essa demanda que estamos barganhando aqui em Brasília, precisa primeiro da aprovação da reforma, que sabemos ter pontos que são divergentes daquilo que a gente espera que aconteça", pontua o presidente da Amuplam, acrescentando que tanto Bolsonaro quanto os ministros também concordam que há necessidade de que alguns pontos sejam modificados na reforma da Previdência. "E acredito que isso virá de encontro ao que espera a população. Um ponto que acreditamos que deva ser revisto, é relativa ao aposentado rural e também defendemos mudanças para o Magistério. Acredito, pelo que acompanhamos, que esses pontos serão modificados." A Marcha em Brasília encerrou-se ao meio-dia de ontem. À tarde, os gestores de cada município visitaram os gabinetes de seus deputados federais levando as demandas locais. "Fizemos essa procissão. Outra coisa defendida na Marcha foi o fim das emen-

10

Mundo islâmico A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou na noite de quarta-feira, que está convencida de que as relações comerciais entre o Brasil e os países árabes poderão ser intensificadas. A declaração foi dada durante um jantar promovido pela pasta em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária no Brasil (CNA), a 37 embaixadores árabes, com objetivo de fortalecer a parceria comercial entre o agronegócio brasileiro e o mundo islâmico, informou o ministério em nota.

Esvaziar entidades

Adriano Marangon

das, e que esses recursos sejam acrescentados no FPM, indo de forma direta aos Municípios, sem necessidade de que nós, cada vez que vamos a Brasília, tenhamos que estar de sala em sala pedindo, implorando para que os deputados lembrem dos municípios."

Empresas gaúchas traçam ações após feira

Vilmar Fucilini

De volta para casa, a comitiva gaúcha, liderada por Federação das Indústrias do RS (Fiergs), Centro das Indústrias do RS (Ciergs) e Sebrae-RS, tem muitas tarefas. As empresas já começam a traçar estratégias de como poderão levar aos seus ambientes o que viram na Feira de Hannover, maior mostra de tecnologia para a indústria do mundo. O presidente da Fiergs, Gilberto Petry, considerou a inserção da comitiva este ano uma das mais promissoras nos anos recentes. Ele destacou a aproximação com um grupo global que discute a inovação no setor e ainda a largada

relação ao cuidado com a limpeza de pátios e terrenos abandonados, uma vez que a falta de ações preventivas pode desencadear uma infestação, e, por consequência, um surto da doença. "Fazemos muito transporte de pacientes, para todas as cidades, e em um momento desses, pode acontecer um caso importado, de paciente que seja picado pelo mosquito. Em qualquer situação suspeita, a equipe da Vigilância Epidemiológica deve ser comunicada, para que faça avaliação e bloqueio do local."

Comitiva do RS visitou estandes com soluções em diversos segmentos

nas conversas com a gigante de sensores Pepperl Fuchs que pretende investir no Brasil, e o RS se habilita a ser o destino. O superintendente do SebraeRS, André de Godoy, vislumbra que as empresas podem ver possibilidades para fazer melhorias. "Esperamos que, de volta para casa, as micro e pequenas empresas que foram a Hannover consigam aplicar muito do que viram na feira para melhorar e transformar os seus negócios", projeta. Além disso, Godoy acredita que a missão à feira desmistificou "a ideia de que inovação é só para a grande empresa".

O governo Jair Bolsonaro tem trabalhado para criar uma carteira de identificação de estudantes com o objetivo de esvaziar a carteirinha emitida por entidades estudantis. O documento, que garante meia entrada em cinemas e espetáculos, é a principal fonte de renda dessas organizações. O projeto é discutido desde a transição, segundo a reportagem apurou. A viabilização coube ao Inep. A iniciativa passa pela criação de um aplicativo de identificação de participantes nos exame se avaliações, como o Enem.

Ações vencidas A Advocacia-Geral da União (AGU) promete, a partir deste mês, desistir de recorrer em ações previdenciárias vencidas na Justiça Federal por segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Com isso, pedidos de revisão que acabaram nos tribunais superiores podem ser destravados. A AGU é o órgão do governo que representa o INSS – e qualquer outro órgão federal – contra quem aciona o Judiciário.

Jovens em vulnerabilidade O plenário da Câmara dos Deputados aprovou acordo com tratado do Mercosul para a criação de uma base de dados compartilhada sobre crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade para combater crimes como tráfico e sequestro de menores de 18 anos. Assinado por Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela, na prática, esses países vão trocar informações sobre o paradeiro de crianças e adolescentes e comunicados de restrições à saída de menores de 18 anos do país de origem.


Notícias

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

PACOTE ANTICRIME

Maioria da população rejeita posse de arma

Mais da metade dos brasileiros acredita que a posse de armas deve ser proibida no Brasil. A informação foi divulgada pelo Datafolha ontem, após avaliar a opinião popular acerca de pontoschaves do pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro. De acordo com a publicação, 64% dos entrevistados são contrários à posse, e 72% não acreditam que a sociedade fica mais segura com pessoas armadas. Além disso, o instituto mostrou que a maioria (51%) tem mais medo do que confiança na polícia, contra 47% que pensam ao contrário. Ao todo, 81% das pessoas avaliam que a polícia não pode ter liberdade para atirar em suspeitos, já que pode atingir inocentes. Apenas para 17% essa postura é admitida. E 79% acham que os policiais que matam devem ser investigados. Um dos pontos do pacote de Moro é o excludente de ilicitude, que amplia a proteção policial, caso o agente mate uma pessoa durante serviço. O Datafolha entrevistou 2.806 pessoas em 130 municípios em 2 e 3 de abril. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Em resposta aos dados, o ministro Sérgio Moro disse que "nenhuma das perguntas feitas na pesquisa diz respeito a medidas constantes no projeto de lei

PLANTÃO ARROMBAMENTO - Na rua Osvaldo Rieger, bairro Morada do Sol, um veículo Gol foi arrombado. Segundo a ocorrência, elementos usaram de uma pedra de calçamento para quebrar um dos vidros. Foram furtados um aparelho de som e um telefone celular. RECUPERAÇÃO - Um trator foi avaliado em R$ 130 mil foi recuperado em Ijuí. O veículo foi roubado de uma propriedade rural em Ibirubá na última terçafeira. No assalto, ladrões também levaram um veículo Siena Prata. A investigação do roubo é feita pela Delegacia de Ibirubá. O trator foi devolvido aos proprietários. COLISÃO - Dois caminhões acabaram colidindo na tarde de ontem, na ERS-342, em Boa Vista do Cadeado. Com o impacto, um dos veículos acabou saindo da pista.

Outros temas da pesquisa *A polícia deveria ter permissão para atirar em legítima defesa? Sim: 72% Não: 25% Não sabe: 2% *A sociedade seria mais segura se os policiais matassem mais suspeitos? Não: 68% Sim: 29% Não sabe: 3% *Policiais deveriam ter mais liberdade para atirar em suspeitos mesmo que isso possa atingir inocentes? Não: 81% Sim: 17% Não sabe: 1% *Quanto mais pessoas presas, mais segura estará a sociedade? Sim: 54% Não: 42% Não sabe: 3% anticrime", escreveu o juiz, que em seguida classificou a pesquisa como "mal feita". Apesar das críticas, Moro afirmou que ainda aguarda uma nova pesquisa de opinião relativa ao projeto. Segundo ele, uma das perguntas a serem feitas numa eventual nova rodada poderia questionar o nível de aprovação da prisão após condenações em segunda instância, outro ponto importante do projeto. "Pesquisas de opinião são importantes para auxiliar na construção de políticas públicas. Ainda espero que alguma possa ser feita sobre o projeto de lei anticrime e seus pontos chaves: medidas simples e eficazes contra corrupção, crime organizado e crimes violentos", expressou o ministro.

Confiança De acordo com a pesquisa, homens (52%) e pessoas brancas (51%) estão entre os que mais confiam nas forças policiais. Enquanto as mulheres (55%), pessoas de cor preta (55%), indígenas (60%) ou amarelos (56%) têm mais medo da polícia. Gênero e cor Mulheres (74%), jovens de 16 a 24 anos (69%) e pessoas com renda até dois salários mínimos (72%) consideram que a posse de armas deve continuar proibida. Essa opinião muda conforme gênero e cor: entre homens (47%), pessoas de cor branca (44%) e com renda maior de 10 salários mínimos (40%), a revogação do Estatuto do Desarmamento é melhor avaliada.

MP denuncia suposto assassino de gerente O Ministério Público do Rio Grande do Sul denunciou, ontem, o dentista Carlos Alberto Weber Pattusi por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Ele é suspeito da morte do gerente bancário Jacir Potrich, de 55 anos, que desapareceu depois de uma pescaria em um açude, em Anta Gorda, no Vale do Taquari, interior do Rio Grande do Sul, em novembro do ano passado. Patussi, que era amigo pessoal e vizinho da vítima, chegou a ser preso em janeiro, mas foi solto uma semana depois. Embora o inquérito ainda não esteja concluído, para o promotor André Prediger, a investigação apontou que Potrich teria sido asfixiado por Carlos. O crime teria ocorrido em menos de um minuto, segundo o MP. Foi pedida a prisão preventiva do suspeito. A denúncia traz vários indícios

de que o dentista teria cometido o crime, mesmo que o corpo ainda não tenha sido encontrado, de acordo com o promotor. "Nós temos muitas provas dentro do inquérito policial e agora processo. Temos filmagens, depoimentos de testemunhas, contradições no depoimento do investigado com o depoimento de outras testemunhas, quebra de sigilo telefônico, enfim. Não temos o corpo, não temos o exame de corpo de delito direto, mas tanto doutrina quanto jurisprudência permitem que, em alguns casos, essa prova pode ser feita de prova indireta, suprida por depoimentos e no nosso caso aqui por filmagens", contou o promotor. As investigações para localizar Jacir seguem. A hipótese até o momento é de que Carlos tenha usado ácidos para desaparecer com os restos da vítima.

11

Homem é preso por furto de hidrômetros A Brigada Militar de Santo Ângelo prendeu na madrugada de ontem, durante patrulhamento no Bairro Pippi, um homem por furto de hidrômetros. De acordo com a BM, os policiais faziam uma ronda quando constataram o vazamento de água em uma residência por falta de hidrômetro. Na sequência, um homem de 24 anos foi abordado e com ele foram apreendidos10 hidrômetros e uma lixeira.

O acusado relatou que teria mais 12 hidrômetros em casa e que os produtos teriam sido furtados no decorrer da noite. Na residência, a polícia conversou com avó do acusado, que informou que ele havia deixado os objetos enrolados em uma peça da casa. Diante dos fatos, os policiais deram voz de prisão ao acusado, que foi conduzido à Delegacia de Polícia, onde foi lavrado flagrante.

Brigada Militar localizou com o suspeito mais de 20 hidrômetros furtados

Presos suspeitos de atear fogo em adolescente A Polícia Civil prendeu dois suspeitos de envolvimento na morte de um adolescente, em Santiago, no mês de março. O corpo de Pablo Vinícius Moreira Garcia, de 16 anos, foi encontrado carbonizado no dia 14 de março, 11 dias depois do desaparecimento do adolescente. Conforme a delegada Débora Poltosi, responsável pelo caso, a investigação levou a Polícia Civil até os dois jovens, de 20 e 18 anos. A suspeita é de que a motivação tenha sido o envolvimento com

tráfico de drogas. Poltosi afirma que os dois foram ouvidos, e um deles confessou ter participado da morte. O adolescente desapareceu na noite de 3 de março, e a hipótese é de que ele tenha sido morto nesta data. Não se sabe exatamente como Pablo foi morto. No dia 14 de março, moradores da região acionaram os policiais quando viram o corpo. Ele foi encontrado no mesmo bairro onde morava, próximo da casa da vítima. Os dois presos também moram no mesmo bairro.

Suspeitos são detidos com mais de R$ 100 mil A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu a quantia de 44 mil dólares, 34 mil pesos argentinos e R$ 8 mil em uma Toyota Hilux com placas da Argentina, na manhã de ontem, durante fiscalização de combate a delitos transfronteiriços. Cerca de 20 mil dólares estavam escondidos nas calças de um homem. A caminhonete era ocupada por dois homens, um de 36 e outro de 32 anos, ambos cidadãos argentinos. Após desconfiar da atitude suspeita dos indivíduos, foi realizada busca no interior do veículo onde foram localizadas as elevadas quantias

em moeda estrangeira e nacional sem a devida comprovação da origem. Parte do dinheiro foi encontrado dentro das calças de um dos ocupantes e outra parte estava escondida sob o painel do carro. Valores não declarados acima de R$10 mil, em qualquer moeda, são passíveis de apreensão caso não seja comprovada a natureza lícita do dinheiro. A moeda foi apreendida e encaminhada para a Receita Federal de Santo Ângelo que dará andamento ao processo. Os ocupantes, juntamente com o veículo, foram liberados.


Esporte

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

Amistoso do time juvenil

Juvenil do São Luiz treina no campo da Imasa para a disputa do Estadual

O Juvenil do São Luiz, em preparação ao Campeonato Estadual da categoria, acertou amistoso para a próxima terça-feira às 19h no Estádio 19 de Outubro. O adversário será o CMD/Sementes Hamel de Coronel Bicaco. O técnico Tarcísio Macuglia terá mais uma oportunidade para observar como está o grupo para a disputa da competição. No momento ele trabalha com 35 atletas e a ideia é manter este grupo para jogar o Estadual. Os treinos de quarta-feira e ontem foram realizados no campo da Imasa. Hoje a partir das 14h o treinamento deve ser no mesmo local. O primeiro jogo do São Luiz no Campeonato será dia 20 de abril no Estádio João Marimon Júnior contra a SER Panambi.Na segunda rodada atua em Ijuí diante da SER Santa Rosa. O diretor Edemir Sebastiany confirmou para amanhã às 14h no Estádio 19 de Outubro, avaliação médica de todos os atletas. Os

exames cardiológicos serão realizados pelo médico Emerson Palha Ceratti e os exames ortopédicos através do médico Armindo Pydd. 1ª rodada do Estadual Juvenil 19.4 União Harmonia x Torino 20.4 Caxias x APAFUT Inter-SM x Uruguaiana Cruzeiro de Santiago x Elite de Santo Ângelo SER Santa Rosa x Ypiranga de Erechim SER Panambi x São Luiz Bagé x Progresso Brasil-Pel x Rio Grande Guarani-VA x Cruzeiro de Cachoeirinha Brasil-FA x Juventude Novo Hamburgo x Esportivo 21.4 Tamoio x Oriente Estância Velha x Nacional Pinheiros x Lajeadense Santa Cruz x Encantado

Circuito Municipal de Voleibol de Areia

Primeiras colocadas do feminino no Circuito Municipal de Vôlei de Areia

Os jogos da segunda etapa do Circuito Municipal de Voleibol de Areia, duplas feminino e masculino foram disputados no sábado e domingo, 6 e 7 de abril. O local foi a Associação Atlética Banco do Brasil (AABB). Foram realizadas 26 partidas. As próximas

12

DE PRIMEIRA ANIVERSÁRIO O Atlas do bairro São José promove amanhã na Sociedade Recreativa Ijuí (SRI) a festa tradicional da agremiação. Vai comemorar os 53 anos de fundação. Às 11h tem jogo de integração entre ex-atletas e ex-dirigentes do Atlas e ao meiodia almoço de confraternização. A equipe foi uma das mais tradicionais do futebol amador ijuiense nos anos 1970 e 1980.

DECISÃO

As equipes do Mercado Darci e do Comércio Dal Molin decidem hoje a partir das 20h o título do Campeonato de Futebol Sete do Clube Aquático Tiarajú. Na preliminar tem jogo amistoso. A competição que iniciou em fevereiro busca estimular a prática esportiva através da confraternização e do lazer dos associados do CAT. Participaram estas equipes: Posto Ouro e Prata, Baterias Goi, Baterias Noll, Comércio Dal Molin, Rota Automotiva, Mercado Darci, Cid Produtos Ltda e Táxi do Cristiano.

FUTSAL O Campeonato Municipal de Futsal de Ijuí tem dois jogos hoje no Ginásio Wilson Mânica marcando o início do feminino a partir das 19h. Jogam pela chave A E.C.Ijuí e UMBB Ijuí. Em seguida pelo grupo B, se enfrentam ASUF e E.C. Avante. Abrindo a categoria sênior serão realizadas estas partidas: Mercado Darci/Bayer Scherer x x S.E. Ouro Verde; e Amigos do 7 x Afumisa Climaq. Na quartafeira foram disputados estes jogos no Ginásio Wilson Mânica pelos veteranos: chave A, Gaúcho Futsal 35, 2 x 7 Schell/Gráfica Berlesi/2 Ipês; chave B, Boleiros Futsal/Kit Love 3 x 4 AABB Sênior; e chave C, Ajax 1 x 4 Mecânica Batu.

Primeiros lugares da competição realizada dias 6 e 7 de abril na AABB em Ijuí

etapas do Circuito serão nos meses de outubro e novembro. Classificação: Masculino 1º) Fabio Andrei Schmidt e Fabio Andrei Schmidt Junior

2º )Arian Mankowski e Matheus Dallabrida 3º)Erick Barboza e André Colombo Feminino 1º)Rafaela Hahn Schneider e Bruna Hahn 2º) Naiara Casanova e Juliane Capra 3º Ariele Peluffe e Paula Betina Prass

Rodrigo Dourado é a dúvida do Inter

Grêmio começa os treinos para o clássico

O elenco do Internacional retornou aos treinos ontem no CT Parque Gigante visando o clássico Gre-Nal de domingo, às 16h, no Estádio Beira-Rio, pela primeira partida da final do Campeonato Gaúcho. Os titulares realizaram uma atividade regenerativa no vestiário. Com uma entorse no tornozelo esquerdo, o volante Rodrigo Dourado é dúvida para o duelo. Ele seguirá realizando tratamento intensivo e será reavaliado diariamente. Caso não possa atuar, Rithley e Rodrigo Lindoso são os favoritos para ocupar a vaga. Já o lateral-direito Bruno, lesionado, fica de fora do jogo. O restante do grupo trabalhou com o técnico Odair Hellmann em um treinamento tático que foi reforçado por alguns garotos da base. D´Alessandro e William Pottker concorrem por um lugar no time titular.

É tudo Gre-Nal no horizonte gremista depois da vitória sobre o Rosario Central, na última quinta-feira, pela Libertadores. Vivo na briga pelo tetracampeonato, o Grêmio dá uma pausa na competição e foca integralmente nos dois clássicos que valem o título do Campeonato Gaúcho. Ontem à tarde os jogadores que não atuaram contra os argentinos realizaram um treinamento coletivo no CT Luiz Carvalho, com alguns atletas das categorias de base. Dos jogadores que estiveram em campo, apenas Thaciano, Alisson e Rômulo participaram do coletivo. Foram dois tempos de trinta minutos, com o comando do auxiliar Alexandre Mendes e a atenta observação de Renato Portaluppi. O meia Luan, que faz trabalhos físicos, correu ao redor do gramado sob a observação dos profissionais de preparação física e fisioterapia.

MUNICIPAL DE BOCHA A 8ª rodada do Campeonato Municipal de Bochas, Canchas de Calcário e Carpete será disputada hoje com estes jogos: 19h30, cancha do Assis Brasil, Unidos da Bocha x CTG Laureano Medeiros; cancha do Kiko, Cossetim/Gimenez x Cancha do Mário/Giovani/ ACSI; e cancha do Elizabeth, L.N. Amigos da Bocha x Amigos de Temporada; a partir das 20h, cancha dos Austríacos, Sociedade 12 de Outubro x Amigos do Kiko; cancha da Linha 8, Ijuí da Linha 8 x Cancha do Carlinhos; cancha do Alberi, Rancho da Amizade x Amigos da Oca B; cancha do Kuntz, Dallepiane Moto Peças x Avante do Arroio das Antas; cancha do CTG Farroupilha, CTG Farroupilha x Juventude do Rincão dos Goi; cancha da Linha 4, São José Eventos x Associação Jardim; e cancha da SER Burtet, SER Burtet x Amigos do Timbó.


Acontece

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

Café da PÁSCOA Na tarde de quarta-feira aconteceu o Café da Páscoa na Comunidade Evangélica do Centro. A tarde festiva teve muitas delícias à mesa e a devoção, já a cargo da nova pastora Silvia Marcia Mobs, que substituiu Ana Isa dos Reis.

13

RECITAL DO MUSEU

O 2º Recital no Museu acontece na próxima quarta-feira, às 18h30. Na apresentação Tânia Brandt Brendler e alunos vão apresentar um repertório diversificado, de música clássica e erudita. Os ingressos são limitados e custam R$20,00, à venda no Museu.

MASSA E NATIVISMO

Hoje, a Invernada Adulta do Grupo de Folclore Chaleira Preta promove o 1º Festival de Massas e Nativismo, a partir das 20h30. Serão massas, quatro tipos de molhos, galeto e saladas. Os convites custam R$ 25 para adultos e R$ 15 para crianças de 7 a 12 anos. Haverá show nativista com Tchê Que Tal.

JANTAR DOS POVOS

No dia 4 de maio, acontece o Jantar dos Povos na Casa Italiana, durante a 11ª Fenii, com animação de Márcio Boranga. Os convites custam R$ 45 e podem ser adquiridos com os integrantes das etnias e na Ueti, na ACI. ALMOÇO NA PENHA O Núcleo Evangélico Betânia, do bairro da Penha, promove almoço no próximo domingo, em sua sede. No cardápio, galeto, carne de porco, arroz, mandioca, maionese, saladas diversas e sobremesa. Os convites podem ser adquiridos com Norberto Bauer, pelo telefone 3332-2655 ou Glacir Fleck, pelo 3332-8727. Pastora Silvia Marcia Mobs, pastor Adir Pfeiffer e Lori Jandrey

Mirna Morais e Erica Vendruscolo

Veleda Rowe e maria Valentini

Elma da Costa e Edvino Hepfner

Nas entidades tradicionalistas

Piazito Carreteiro: Adelar e Valéria Manchini

Fogo de Chão: Marcelo e Fabiana Becker

Chaleira Preta: Celso Kessler e Eliane Schmidt

Farroupilha: Marcelo e Leila Paz

Novo Tom, novo lugar A Escola de Música Novo Tom, neste ano, mudou de endereço e foi para um local com mais espaço e salas. Conforme a diretora Ana Maia, a mudança se deu em função do novo momento da escola que busca firmar sua identidade como promotora de educação musical. O espaço cedido para Primeira Igreja Batista era temporário e agora, as aulas acontecem na Rua Floriano Peixoto, 240 / 10 – Subsolo. A Escola de Música Novo Tom conta com quatro professores de música, Emerson Carnelutti, Jefferson Costa, Kayeno Reis e Ana Maia.


Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

NOVELAS Camila se encanta com Jamil

Aziz ordena que Youssef viaje para o Brasil atrás de Jamil. Camila insinua a Rania que Laila está grávida. Jamil se candidata à vaga de vendedor na loja de Miguel. Bruno descobre que Valéria fala regularmente com Norberto. Rania tem a ideia de afastar Laila da cidade para ter seu bebê, e Camila ouve. Camila se encanta com Jamil. Bruno termina o relacionamento com Valéria. Soraia alerta Hussein sobre a desconfiança de Aziz com Jamil. Miguel confronta Jamil.

Verão 90- Globo

Vanessa faz elogios a Álamo

Manu se surpreende ao ver o método esquisito de Wladimir com o elenco e desiste do teste. Vanessa se irrita quando Jerônimo descarta a possibilidade de testá-la para ser a Garota Top Wave. Madá e Raimundo comem o doce de leite deixado por Patrick e se beijam. João diz a Diego que, enquanto não provar sua inocência, não pode ficar com Manu. Vanessa faz elogios a Álamo, com a intenção de conseguir o título de Garota Top Wave. Jerônimo consegue manter o programa de Ticiano na PopTV. Manu coloca pó de mico nas roupas que Vanessa reservou na Top Wave. João comenta com Herculano sobre sua ideia de lançar Manu como a Garota Top Wave e incentiva o cineasta a fazer um piloto do programa para concorrer à vaga.

O Sétimo Guardião - Globo

Valentina se despede de Feliciano

Milu e Ondina sofrem pela morte de Feliciano. Ondina confessa que não acredita na transformação de Valentina. Marcos Paulo conta a Valentina sobre Feliciano. Com medo das ameaças aos guardiães, Valentina decide tirar Gabriel do hospital, e Judith a apoia. Padre Ramiro teme por sua vida. Marilda questiona Eurico sobre as mortes dos guardiães. Geandro contrata Rivalda, e Lourdes sofre com a rejeição do ex-namorado. Luz se preocupa com Gabriel. Rivalda desconfia da gravidez de Afrodite. Neide expulsa Firmina de sua casa. Valentina pede o apoio de Luz no resgate de Gabriel, mas as duas acabam discutindo. Olavo explica a Laura seu plano para acessar o lençol de água da fonte. Valentina se despede de Feliciano.

www.coquetel.com.br Rei da Macedônia, morreu sem ter perdido uma batalha Símbolo do desafio, na alquimia (pl.) A 5a letra

É adquirida com o tempo de vida (?) Tchekhov, escritor russo Domenico Scarlatti, compositor italiano

© Revistas COQUETEL

Classe no Tecido de topo da mesas de Brinquedo pirâmide bilhar e como Ted (Cin.) social sinuca

Pablo Neruda, poeta chileno

Nico (?), campeão da F1 em 2016

Instalação de seguFase de Formato desenvol- rança em edifícios tradicional vimento que pode ser externa de velas de insetos Avaro; mesquinho

Grito de lutadores de artes marciais

A vitamina dos frutos cítricos

(?) Gorda, município gaúcho (?) Ryan, atriz de famosa cena em restaurante

Revista (?): "Veja", "IstoÉ" ou "Época" Cinza, em inglês (?)-moço: honesto

Forma de protesto adotada por Gandhi Objeto de busca nas agências do MTE Antílope africano semelhante ao búfalo

Dia (?): marco da Segunda Guerra

Hera, em relação a Ares (Mit. gr.)

Sensação que é sintoma da dengue

"Louco por (?)", série da TV Globo (?) Open, torneio de tênis dos EUA

Adolescente, em inglês Parte inicial da viagem turística

Amor, em inglês Principal foco da cirurgia estética

Avenida (?), extensão da BR101 no Rio (?) Gore, político Alternativa à pílula Que não se casou por vontade própria

BANCO

Rígidos "(?) generis": peculiar (lat.)

Assunto de aulas de Direito Estado de Vanessa da Mata (sigla)

Bolsa, em francês

Leila Diniz, atriz e feminista

Copiei "Bureau", em FBI

3/ash — meg — sac — sui. 4/love — teen. 5/anton. 7/rosberg.

Órfãos da Terra - Globo

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

45

Solução E O S C I A D T A D M E Ã I E N C C E N L D E I I O

odos nós “carregamos” marcas , que vêm desde nossa infância. Marcas essas positivas e também negativas, tóxicas, dolorosas...apesar disso, ainda somos responsáveis pelas nossas escolhas, independente do que nos aconteceu de bom ou ruim. Nossos primeiros cuidadores nem sempre foram sinônimo de alegria, identidade, união, lealdade, respeito, amor, fidelida-

I N T I A E N C F A A N M H E F O G O T E V O L F A R O S B M I T T A R

T

U I R S R I O N S H B O E D R E G P E I L D U A C I B A

COISAS DA VIDA

A B A P E N T A S E V M P A N U A S L S I U L I

Psicóloga Esp. em Gestão de Pessoas Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental

dobrado para se fortalecer e apreciar o sentimento de amor e respeito em relação a si mesmo e aos outros (2019). Buscar ser um ser humano melhor dá trabalho pois requer um exercício diário do amor: a si e aos outros. Mas se não consegue lidar com suas dores e feridas adequadamente , talvez você precise de ajuda profissional. “Não podemos viver sem termos curado as nossas feridas, sem termos deixado de lado as lâminas das facas”( resiliência Humana). Lya Luft completa a reflexão nos dando um belíssimos recado...repassando: “Cada porta, uma escolha. Muitas vão se abrir para um nada ou para algum absurdo. Outras, para um jardim de promessas. Alguma, para a noite além da cerca. Hora de tirar os disfarces, aposentar as máscaras e reavaliar: reavaliar-se. Pensar pede audácia, pois refletir é transgredir a ordem do superficial que nos pressiona tanto (...) Mas pensar não é apenas a ameaça de enfrentar a alma no espelho: é sair para as varandas de si mesmo e olhar em torno, e quem sabe finalmente respirar”.

A L E E X A N D G R E O G B R A N D C E

Sônia Arriens Cassel

de, honestidade...muitas vezes o contrário disso. Mesmo assim, essas marcas não são sentenças definitivas pois “no presente, o responsável pela sua vida é você. Você é responsável pelo que cria para si, pela família que constrói, pelo amor próprio que pratica, pelos abraços que dá em si mesmo, pelo calor de afeto que gera para si e para os que o rodeiam” (Resiliência Humana). Alguns, infelizmente, quando feridos não conseguem sair desse “atoleiro” de mágoas e ressentimentos, optando por ferir e levar toxidade para todos os lugares que circula. Discordo de Freud ao afirmar que a infância é destino. Ainda que nossa infância determina muito do que somos, sempre temos novas possibilidades e não precisamos insistir em cantar sempre as mesmas canções. Eu escolho se quero usar como desculpa ter tido uma infância complicada para justificar condutas amargas e autodestrutivas. Concordo que aqueles que não tiveram a sorte de crescer em uma família totalmente funcional, terão trabalho

14

Horóscopo Áries O seu canal psíquico está bastante aflorado, e é ele quem tende a conduzir as suas ações e reflexões nesse momento. Por isso, esteja atento às emoções ao longo do dia. É tempo de ouvir a sua alma. Touro Aproveite o dia para encontrar formas de simplificar o seu trabalho, evitando assim que falhas e enganos sejam cometidos. É tempo de contar com quem pode ajudar a aperfeiçoar o seu sistema produtivo. Gêmeos Para beneficiar a sua rotina, é preciso agora que você se dedique integralmente a todas as mudanças e aperfeiçoamentos que precisam ser feitos. É tempo de se comprometer com a sua qualidade de vida. Câncer Procure acolher com serenidade as suas questões, ao invés de lutar contra o que vem incomodando internamente, já que hoje a tendência é você perceber certas sensações vindo à tona. É tempo de acalmar. Leão O seu estado de espírito tende a passar por certas oscilações ao longo do dia, mas lembre que isso é consequência das transformações positivas pelas quais você vem passando. É tempo de se renovar. Virgem Estabelecer boas parcerias é uma maneira sábia de beneficiar os resultados, já que nem sempre somos capazes de perceber todos os detalhes que estão presentes nos nossos projetos. É tempo de unir forças. Libra O dia tem uma força bastante produtiva, já que suas intuições e percepções chegam para auxiliar o andamento daquilo que você vem se empenhando em concretizar. É tempo de investir nas suas ideias. Escorpião Uma boa maneira de obter os entendimentos que você vem buscando é abrindo o coração para quem confia. Um novo ponto de vista pode ajudar a compreender o que está confuso. É tempo de se expressar. Sagitário Hoje é um bom dia para você se recolher e objetivar a cura dos sentimentos que não quer mais levar adiante. Afinal, o seu entusiasmo deve ser nutrido e estimulado. É tempo de aprimorar a energia interna. Capricórnio Aproveite o dia para estar mais perto de quem você ama, conversando sobre novos assuntos e fortalecendo os vínculos afetivos. É tempo de se permitir viver bons momentos de romance e cumplicidade. Aquário As suas ambições devem contemplar tanto o crescimento profissional quanto o desenvolvimento espiritual, já que a sua sensibilidade é potente e tende a crescer cada vez mais. É tempo de investir na alma. Peixes Caso sinta os seus ânimos mais aflorados hoje, lembre que essa sensação pode ser uma boa oportunidade de acessar as questões emocionais que precisam de cura. É tempo de refletir sobre o que sente.


Notícias

Jornal da Manhã

Sexta-feira, 12 de abril de 2019

15

THOMÉ DE SOUZA

As reformas que o Brasil precisa Há muito tempo o Brasil precisa de muitas reformas. Tenho 49 anos e desde cedo me interessam leituras, análises e críticas sobre economia e política. Todos estes anos as reformas que o Brasil precisa estão na pauta de quem critica os governantes e dos candidatos que pleiteiam cargos públicos. São décadas de discussões, discursos, críticas, movimentos, propostas, e infelizmente para os brasileiros comuns, nenhuma das reformas se efetiva. Nestes anos todos vimos movimentos contra as reformas, muita gente brigando, mas em verdade, muito poucas propostas efetivas de solução para os problemas que se acumulam e levam o país à dificuldades cada vez maiores. Há décadas se falava das reformas importantes e cruciais para o país. Não tendo havido reforma alguma nestas décadas, parece que chegamos ao momento em que todas passam para o status de urgente ao mesmo tempo. E quando tudo é urgente, pouco se consegue solucionar, planejar ou estruturar. Várias organizações internacionais, entre elas a OCDE – Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico vem apontando que o Brasil precisa realizar pelo menos 5 reformas para iniciar o desenvolvimento que se espera para um país deste tamanho e com as condições existentes oferecer melhores condições de vida para a sua gente. Reforma previdenciária, reforma trabalhista, reforma tributária e fiscal, reforma política, e a reforma do pacto federativo são as principais, mais importantes e que se tornaram urgentes todas ao mesmo tempo. Qual seria o motivo que impediu os Presidentes, partidos e coligações que dirigiram o Brasil nos últimos 20 ou 30 anos de fazer as reformas que o Brasil precisa? É possível que as dificuldades em superar os interesses de grupos em particular, estejam entre as principais barreiras para as reformas. As dificuldades de articulação com 30 ou 40 partidos, pode ser outra causa. A quantidade de instâncias de aprovação de projetos de reformas, com grandes colegiados de discussão e inúmeras possibilidades de trâmites, pode estar associada. Reitero ainda, o que tenho dito e escrito, de que temos uma população que vota em quem promete mais mudanças, mas apoia e participa de movimentos que não querem mudanças. A verdade é dicotômica, no Brasil, pois as mudanças elegem Presidentes, Govenadores e parlamentares que quando eleitos temem a impopularidade no caso realizarem mudanças que prometeram. Para realizar as mudanças que o Brasil precisa, me parece evidente a necessidade de uma ordem de prioridade, que conhecendo os motivos das dificuldades das últimas décadas, iniciaria pela reforma política, reestruturando a relação de partidos e pelo menos reduzindo práticas que viciaram os processos e impedem as mudanças. Na sequencia precisaríamos da reforma do pacto federativo, dando mais racionalidade, equilíbrio e justiça nas responsabilidades e fontes de receita dos Estados e Municípios. O modelo atual oportuniza a corrupção, pelo grande volume de recursos em poder da união e pelo trânsito necessário entre a origem que é o município, até voltar ao local de uso, que é também o município. A reforma previdenciária tão em voga, tão midiática, é muito importante especialmente para reduzir privilégios extremamente injustos e principalmente para que nossos filhos e netos tenham alguma chance de se aposentar. Todavia, não é mais importante do que a reforma tributária e fiscal, para que tenhamos menos sonegação, menos evasão de divisas, mais arrecadação e ao mesmo tempo, estimular a produção, a produtividade, o empreendedorismo e a inovação. A reforma trabalhista, que muito se falou, mas pouco mudou, deveria seguir na pauta para igualmente estimular o emprego, o empreendedorismo e as forças produtivas como um todo. Desejando um país melhor para todos, um abraço e até a próxima!

Famílias são notificadas para deixar residências

Cerca de 200 famílias que moram no bairro Thomé de Souza, próximas às torres de transmissão de energia elétrica da empresa Rio Grande Energia (RGE), foram intimadas pela concessionária para deixar a área. São moradores que estão no local há mais de 40 anos e que agora terão prazo de 90 dias para deixar o local. Na próxima quarta-feira, moradores que receberam as notificações proporão uma reunião com os vereadores e o poder Executivo para debater ações para que as famílias não precisem deixar o local. “Todos os moradores que estão embaixo das torres têm escritura, eles não são invasores como a empresa está tratando eles. Então propomos essa reunião com os vereadores e representantes do Executivo para que possamos ganhar apoio deles e que essa pauta entre no debate da próxima sessão da Câmara”, disse o presidente do bairro Thomé de Souza, Gilberto

da Fontoura. O vereador Jeferson Dalla Rosa, que foi um dos quatro vereadores que esteve presente no encontro, explicou que as intimações estão no âmbito administrativo da empresa e não na esfera judicial, mas que está organizado uma equipe para tratar do assunto. “Tivemos como encaminhamento a criação de uma comissão de moradores e que ocorra, na Câmara de Vereadores, um debate sobre essa situação e quem sabe até mesmo uma audiência com a presença dos integrantes da RGE para entender melhor essa situação. Também será proposto um encontro com o Executivo, pois todas essas casas estão legalizadas, pagam IPTU, iluminação pública, têm ligação de água”, disse o vereador ao Grupo JM. Hoje o tema será debatido na reunião de comissões da Câmara

Demasi faz reparos no bairro Glória O Departamento Municipal de Água e Saneamento de Ijuí (Demasi) instalou ontem uma tampa em um buraco na rede de captação de água pluvial, na rua Sepé Tiaraju com a Pará, no bairro Glória. A falta da tampa, que havia quebrado em decorrência da passagem de um caminhão, estava causando apreensão da comunidade, principalmente, dos moradores em relação às crianças que insistiam em brincar no local, correndo risco de queda. O presidente do Demasi, Ênio dos Santos, acompanhou os trabalhos. Ele conversou com o Grupo JM e explicou que o departamento está realizando investimentos em manutenção, porém, é necessário que haja a colaboração da população. “Aqui estamos com um exemplo de coisas erradas que

acontecem, onde o cidadão lamentavelmente não faz a sua parte. É um local dentro de um terreno, onde existe uma canalização e não pode haver trânsito de caminhões, e poderia ter causado um acidente de maior proporção. Mas a pessoa quebrou, foi embora, não informou ninguém e quem ficou com o problema foram os moradores. E hoje novamente o Demasi está fazendo a manutenção”, disse. Santos disse que é comum a quebra de tampas de bueiros, bocas de lobo e canalizações pelo excesso de peso. “Já solicitamos ao departamento de trânsito que observe isso, que cobre a legislação para os caminhões, pois estamos refazendo algo que já foi feito e estamos investindo onde já teve um gasto de recurso públicos por um descuido”, disse.

Obras de manutenção foram realizadas na rede pluvial no bairro Glória

Moradores estiveram reunidos na quarta-feira à noite para debater ações

de Vereadores. Também participaram do encontro os vereadores Beto Noronha, Junior Piaia e He-

lena Stumm Marder. A vereadora, que integra a situação, ficou de levar o tema para o Executivo.

Comupa debate ações do Maio Amarelo em Ijuí O Comitê Municipal de Prevenção de Acidentes (Comupa) começou a organizar a programação do Maio Amarelo - que tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. No encontro, realizado na 10ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, na última quarta-feira, foram debatidas as ações que cada entidade que integra o comitê irá realizar no próximo mês. A programação

deverá ser apresentada nos próximos dias. A gestora de projetos no setor de Educação para o Trânsito, agente Elaine Cabral, disse que o Comitê também definiu a realização da quarta edição do Curso de Urgência e Emergência, cujo objetivo é a qualificação dos profissionais da Rede Básica de Ijuí, envolvendo também, municípios da região da abrangência da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS).

Feira do Peixe acontece a partir de terça-feira Acontece a partir da próxima terça-feira até quinta-feira, a tradicional Feira do Peixe, realizada pelos associados da Cooperativa Ijuí Peixe. Neste ano serão disponibilizados sete mil quilos para a venda. A produtora Jutiane Meiger informou que na terça-feira, os produtores estarão na Aprofeira, na Rua 24 de Fevereiro, das 6h ao meio dia. Na quarta-feira, a venda de peixes acontece na Aprofeira e na Feira do Produtor, na Avenida Getúlio Vargas, das 6h até as 18h. Na quinta-feira, a venda inicia às

6h até terminar o produto. “Em alguns anos aconteceu que ao meio-dia acabou o peixe. Então na quinta-feira estaremos trabalhando enquanto houver peixes”, disse. Estão disponíveis para compra a carpa capim, por R$ 13,5 o quilo; carpa húngara e prateada, R$ 11 o quilo; o pescado sem pele, de R$ 19,50; pescado sem pele carpa capim, 22,50 o quilo; e filé de tilápia, R$ 32 o quilo. Bolinho de peixe, a partir de R$ 7. “São produtos garantidos, fiscalizados, de boa procedência”, ressaltou Jutiane Meiger.


www.clicjm.com

ExtEnSãO EM AçãO

IntERAçãO

Imeab participou, na última semana, em Pinhal, da mostra do projeto Feira Extensão em Ação, uma parceria entre Unijuí e Grupo Creluz | 7

MELHORIAS

Alunos da Escola Dona Leopoldina intensificam estudos através de jogos pedagógicos | 7

Juvenil do São Luiz define primeiro jogo Equipe faz teste em preparação ao Campeonato Estadual da categoria que começa no próximo dia 20. | 12

Prefeitos pedem o fim das emendas Após denúncia de moradores, Demasi fez no dia de ontem a instalação de uma nova tampa em buraco de drenagem pluvial no Glória | 15

Segundo presidente da Amuplam, Adriano Marangon, recurso deveria ser destinado aos Municípios. | 10

EDITORIAL | 6 Portanto, se os serviços públicos municipais são ruins e/ou sucateados, isso se deve também à míngua de recursos a que os municípios têm direito.

Profile for clicjm

Jornal da Manhã - Sexta-feira - 12-04-2019  

Jornal da Manhã - Sexta-feira - 12-04-2019  

Profile for clicjm
Advertisement