{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

WWW.CLICJM.COM

Ijuí, Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

Ano 46 - Nº 198

Aberta a colheita do milho no Rio Grande do Sul

R$ 3,00

Ceriluz completa 20 anos de geração própria de energia e tem crescimento Cooperativa registrou crescimento de 8,7% em sua produção de energia elétrica, no ano passado. | 3

Inscrições para o concurso público da prefeitura de Ijuí são prorrogadas Interessados em concorrer a uma das 99 vagas têm até a próxima terça-feira para fazer sua inscrição no site. | 3

Governador Eduardo Leite e lideranças participaram do evento, em Chiapetta

|5

Empresários Presos de Carazinho são seguem na suspeitos de assassinato Jovens de 18 e 19 anos foram presos pela Brigada Militar busca da após assassinato no bairro Luiz Fogliatto, em Ijuí. | 20 redução do ICMS no Estado Presidente da Associação Comercial de Ijuí, Nilo Leal da Silva, destaca que tanto setor quanto Federasul estão debatendo o tema. | 3


2

Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO, 8 E 9 DE FEVEREIRO DE 2020

RADAR

OLHO DA RUA

HORÁRIO - Conforme Decreto Municipal nº 6.951/2020, o horário de expediente nas repartições integrantes do poder Executivo, no período de carnaval será o seguinte: nos dias 24 e 25, haverá ponto facultativo; já no dia 26, turno único, das 12h30 às 18h30. Segundo o prefeito Valdir Heck, os pontos facultativos previstos no decreto serão compensados mediante ajustes internos das respectivas secretarias.

Um dia após a pavimentação da Rua Tiradentes, a Corsan precisou realizar um conserto, resultando em danos no asfalto. Ações como esta demonstram a importância do planejamento, para que recursos - tão escassos - não sejam desperdiçados.

BOLSAS - O poder Executivo, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e em parceria com a Unijuí, publicou o edital que regulamenta a concessão de bolsas, com gratuidade de 100%, oferecidas pela própria Universidade, para o curso de Pós-Graduação Lato Sensu nas seguintes áreas: Enfermagem Obstétrica, Gestão e Atenção Farmacêutica, Oncologia e Saúde Mental. Podem participar do processo seletivo servidores da rede municipal de Saúde. As inscrições podem ser realizadas até a próxima sexta-feira, dia 14. Informações sobre o edital pelo 3331-8815. CORONAVÍRUS - O número de mortes confirmadas na China pelo novo coronavírus subiu para 636, após o registro de 73 novos falecimentos. Nas últimas 24 horas, apenas na província de Hubei, epicentro do surto, 69 pessoas morreram, indica a atualização diária do balanço da Comissão Nacional de Saúde. Segundo o relatório, também foram diagnosticados 3.143 novos casos da doença, elevando a 31.161 a quantidade de portadores do vírus no país. Entre os contaminados no território chinês, mais de 4,8 mil estão em estado grave. PRODUÇÃO - A produção de veículos caiu 3,9% em janeiro ante igual mês do ano passado, informou a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Foram produzidas 191,4 mil unidades no primeiro mês do ano, em balanço que soma os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O volume, se comparado a dezembro do ano passado, representa alta de 12,2%. O crescimento já era esperado, pois, no último mês de cada ano, as fábricas costumam suspender as operações para dar férias coletivas aos funcionários REDE ESTADUAL - Conforme o Decreto nº 54.875, assinado pelo governador do Estado, Eduardo Leite, as aulas na rede pública estadual começam no dia 18 de fevereiro e se encerram no dia 16 de dezembro. As férias discentes e o recesso escolar ocorrem entre os dias 20 de julho e 2 de agosto. Os estabelecimentos de ensino, cuja integralização do ano letivo de 2019 avançou o ano civil de 2020, por conta da greve dos professores, poderão elaborar calendários escolares diferenciados que serão aprovados pelo Conselho Escolar e submetidos à análise e à homologação da respectiva Coordenadoria Regional de Educação e da Secretaria da Educação.

INDICADORES Poupança 7.2.2020 ......................0,5 % Ouro 7.2.2020.............R$ 218,12(gr) Dólar Comercial.................... R$ 4,3198 Dólar turismo ....................... R$ 4,7282 Euro ......................................... R$ 4,94 IPC/FIPE Dez. /2019 .................. 0,94 % INPC Nove/2018 ........................ 0,54% IGPM Dez. /2019 ........................ 2,09% IPCA Dez. /2019 ......................... 1,15% TR Jane./2019 ...........................+0,0% SELIC jane./2019 ......................+4,5%

LOTERIAS

NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

1º - 5.405 2º - 6.393 3º - 2.969 4º - 8.207 5º - 0.758 ENTRE ASPAS "Não há outra forma de resolver a tragédia da Argentina se não for através da Memória, da Verdade e da Justiça." Presidente argentino, Alberto Fernández

"O nosso ministro da Educação não trata com seriedade um tema primordial para evolução do País, um erro do governo atual que espero que possa ser corrigido. Não tenho nada contra o ministro nem o conheço pessoalmente, mas aquilo que ele emana, aquilo que fala e aquilo que propõe estão em total dissintonia para um país que quer reduzir as desigualdades." Governador de São Paulo, João Doria "Muitas pessoas estão preocupadas com alguns governos que assumiram em vários países, com as mensagens que eles estão disseminando e as táticas que estão usando, que não parecem ser éticas. Esse foi um enorme sinal de alerta, acho que por isso estão entendendo o que é alfabetização midiática." Pesquisadora do Laboratório de Educação Midiática na Universidade de Rhode Island, Pam Steager

GETÚLIO

QUINA

CONCURSO nº

5191

03 20 53 57 78 LOTOFÁCIL

CONCURSO nº 1926

01 04 05 06 09 10 13 14 15 16 17 18 21 23 24 PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo

HOJE

MÁX.

32° Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

MIN.

21°

DOMINGO

MÁX.

31° Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

MIN.

21°

SEGUNDA

MÁX.

27°

MIN. Sol com algumas nuvens. Não chove.

19°

Fonte: Climatempo


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

ENERGIA ELÉTRICA

Ceriluz comemora aumento na geração No ano que completou o vigésimo aniversário da geração própria de energia, a Ceriluz registrou um crescimento de 8,7% em sua produção. No ano passado as usinas administradas pelo Grupo geraram 134,7 milhões de quilowatt-hora (kWh), frente aos 123,9 milhões de 2018. Esse número inclui as produções das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) José Barasuol e RS-155, estas duas de Ijuí, e as Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs) Agudo, localizada em Zortéa (SC) e a Nilo Bonfanti, em Chiapetta. O grande destaque em produtividade foi a PCH José Barasuol (foto), maior usina do cooperativismo brasileiro, que sozinha gerou 62,8% de toda a produção, com 84,6 milhões de kWh. Já a PCH RS-155 ficou na segunda posição, com 24,7% dos resultados, tendo gerado 33,3 milhões de kWh. Entre as Centrais Geradoras Hidrelétricas sobressaiu-se a CGH Agudo, no município de Zortéa, em Santa Catarina, usina pertencente a empresa SPVR Geração e Comercialização de Energia Elétrica Ltda., da qual a Ceriluz Geração possui 40% dos ativos - estando associada a um grupo de investidores catarinenses - e controla toda a geração por meio da sua Central de Operações, em Ijuí. Essa unidade produziu 11,4% da energia do grupo, alcançando uma produção de 15,4 milhões de kWh. A CGH Nilo Bonfanti, usina mais antiga do grupo e que completou 20 anos em 2019, por

Toda região de Ijuí ganha significativamente com nossas usinas. Os associados ganham em dobro.

sua vez, não apresentou resultado tão positivo, uma vez que passou por manutenção para melhorias no primeiro semestre de 2019. Ela representou apenas 1% de toda a produção, com 1,4 milhões de kWh. As usinas apresentaram um resultado melhor no primeiro semestre de 2019, com a maior produtividade registrada em maio, quando 15,4 milhões de kWh foram gerados pelas usinas. No segundo semestre ocorreu um declínio de produtividade pela escassez de chuvas. O pior resultado ocorreu em setembro, com produção de 6,3 milhões de kWh. No segundo semestre, apenas novembro apresentou uma reação em razão das chuvas mais frequentes, superando os 13,8 milhões de kWh. O recorde de produção das usinas da Ceriluz foi batido em 2015, quando o Grupo produziu um total de 146,2 milhões de kWh. O fator determinante para essa diferença foi o clima, uma

Iloir de Pauli

vez que as usinas funcionaram normalmente nos dois períodos. A produção de 2019 também foi superada pelos resultados de 2017, quando as usinas geraram 138,3 mi kWh. "Esses resultados mostram que gerar energia é sim um bom negócio. Além de gerar recursos financeiros, essas usinas ajudam a estabilizar o sistema elétrico nas regiões onde estão fixadas, uma vez que a energia consumida aqui não precisa ser trazida de fora. Toda região de Ijuí ganha significativamente com nossas usinas. Os associados ganham em dobro", afirma o presidente da Ceriluz, Iloir de pauli.

IR deveria ter correção de 7,39% O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teria que fazer um reajuste de 7,39% da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) para cumprir a promessa de campanha de não aumentar a carga tributária dos brasileiros durante o seu governo. O custo da correção seria de R$ 13,5 bilhões, de acordo com estudo da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco). "Temos uma defasagem histórica de praticamente 100% na tabela, e vinculado a isso, a intenção do próprio presidente, quando na campanha, de não tributar aqueles que ganham até cinco salários mínimos, então, estamos na expectativa de que essa tabela seja corrigida, que desde 2016 não acontece, e considerando somente as inflações dos últimos dois anos, teríamos que ter, no mínimo, uma reposição de 7% ou 8%", comenta o contabilista, integrante do Conselho Regional de Contabilidade (CRS), André Hoffmann. A correção corresponde à defasagem da inflação acumulada em dois anos. Em 2019 (ano base 2018), primeiro ano do governo Bolsonaro, já houve um

aumento da carga tributária porque não houve correção. Quando não há a correção da tabela, o contribuinte acaba pagando mais imposto, o que aumenta o peso dos impostos na sua renda. "Não havendo a correção na tabela, naturalmente irá contribuir com valores maiores. Aqueles que não estejam pagando Imposto de Renda poderão vir a pagar, porque a tabela não foi atualizada", resume Hoffmann. O estudo mostra que se a tabela tivesse sido corrigida no ano passado em 95,45% (defasagem integral desde 1996), 11,42 milhões de trabalhadores ficariam isentos do pagamento do imposto na declaração a ser entregue até abril. Hoje, a isenção é para quem ganha até R$ 1,9 mil. O custo da correção integral é de R$ 109,1 bilhões. Ainda em entrevista ao Grupo JM, o contabilista destacou que, para que uma reforma Tributária aconteça efetivamente é necessário equacionar os gastos públicos. "Enquanto isso não acontece, também é difícil de tentar falar em reforma, que consiste em aumentar ou diminuir tributos. Então, acho que o governo precisa primeiro fazer o dever de casa."

3

ACI acentua necessidade de redução do ICMS no Estado

A diretoria da Associação Comercial Industrial de Ijuí (ACI) realizou a primeira reunião do ano, na noite de quinta-feira. Entre as definições, ficou decidido que as reuniões da diretoria com associados serão realizadas na primeira quinta-feira de cada mês. Entre os assuntos debatidos pelos empresários, esteve a alta carga tributária do Estado, que dificulta o ambiente de negócios e o desenvolvimento do setor empresarial. No ano de 2019, a ACI participou de inúmeras reuniões regionais e estaduais realizadas pela Federasul para debater o tema do ICMS. "Elaboramos documentos mostrando que a carga tributária no Rio Grande do Sul é exagerada", acrescenta Nilo, destacando que avanços foram alcançados, principalmente relativos à Substituição Tributária. "No geral, o Estado está empobrecendo. Muitas empresas estão indo embora, fechando as portas porque não aguentam mais tanto imposto se perdendo pela má gestão dos governos municipais, estaduais e o próprio governo federal. Então,

Nilo Leal da Silva

nós, os empresários, estamos debatendo essa questão do ICMS, para reduzir a carga tributária, a substituição tributária, e a previdência no Estado." Para Nilo, a redução da carga tributária passa por cortes no Legislativo e no Judiciário. "Essa é a proposta dos presidentes das ACIs do Estado e a Federasul está atenta, para que haja uma carga tributária menor." O governador Eduardo Leite deu a garantia de que, ao final de 2020, será encerrado o regime excepcional da alíquota do ICMS sobre o combustível, instituído no governo Sartori e mantido até agora. Leite disse que essa mudança impactará na diminuição de R$ 3,5 bilhões na arrecadação. No caso dos combustíveis e da energia elétrica, a alíquota atual de 30% deverá retornar para 25%.

Prefeitura de Ijuí prorroga inscrições do concurso O período de inscrições para o concurso público da prefeitura foi prorrogado até a próxima terça-feira, às 23h59. O pagamento da inscrição poderá ser feito até às 18h, de quarta-feira. Até o momento, já foram recebidas 12,5 mil inscrições. "Optamos por fazer a prorrogação em função da alteração de valores. Mesmo que tenha passado bastante tempo, porque fizemos o edital de retificação de valores no dia 16 de janeiro, em função de alterações na unidade fiscal do município, acontece que muita gente que se inscreveu até essa data, acabou não pagando o boleto, deixando o prazo de validade para pagamento que seria ontem. Nesse período, as pessoas estavam procurando os caixas e aparecia boleto estornado, e acabaram não pagando. Então, essa prorrogação se deve para um ajuste disso", explica a integrante da comissão organizadora do concurso, Márcia Gatelli. Segundo ela, esses candidatos deverão entrar no site da organizadora do concurso, em legalleconcursos.com.br, e realizar uma nova inscrição para gerar boleto com o valor correto. "São três níveis exigidos. Para o nível Fundamental, o valor é R$ 35,43, no Médio, R$ 82,68, e para o Técnico e Superior é R$ 177,17. Estão previstas 99 vagas, para 49 cargos", detalha Márcia. "Temos um cronograma no edital sujeito a alterações, mas estamos tentando trabalhar com a data de 29 de março, para aplicação da prova." Para quem não tem acesso à internet, a prefeitura disponibilizará, das 8h30 às 11h30, um ponto para inscrições na Praça da República.


4

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

Número de transplantes cai e preocupa Estado A Central de Transplantes do Rio Grande do Sul tem trabalhado em várias frentes, no sentido de aumentar o número de doadores efetivos e, consequentemente, de transplantes. Ao Grupo JM, a coordenadora do serviço, médica Sandra Coccaro, destacou que o Estado sempre teve um “caráter transplantador”. No entanto, de 2017 a 2019, houve uma queda de 9% no número de transplantes. Um número não tão alto, mas que acendeu o alerta da equipe. “Foi um alerta para que nós, dentro dessa cascata de processos de doações, transplantes, verificássemos qual o motivo dessa queda”, afirmou a coordenadora. O número de notificações por morte encefálica, feita pelos hospitais gaúchos, está muito longe do número de doações efetivadas. Segundo Sandra, no ano passado, foram 691 notificações, contra 243 doações. “Há um grupo, dentro da Central, focado em trabalhar estes fatores que levam as famílias a dizer não à doação. A grande maioria das negativas está relacionada à falta de conhecimento dos familiares sobre a vontade

do sujeito, que deve ser manifestada em vida. Também pesa o fato de a família desconhecer a situação em que esse corpo vai ser entregue depois da captação. Esse é um ponto, inclusive, que precisamos desmistificar, porque o corpo é entregue íntegro para o velório. Não aparece cicatriz, nada, e até na doação de córneas, colocamos próteses abaixo da área dos olhos”, comentou a médica, lembrando que há um terceiro fator ligado à negativa: a demora para entrega do corpo. “Neste ponto, a Central de Transplantes se torna importante na monitorização dessa logística. De todos os passos que levam desde a captação até a entrega do corpo aos familiares. Nossa tarefa é fazer com que esse tempo seja curto”, disse. Hoje, uma das principais preocupações está na fila de espera pelo transplante de rins, já que, por mês, há cerca de 1.000 pessoas aguardando. Em segundo lugar, estão os pacientes à espera de um fígado, chegando ao número de 100, 120 por mês. “É muito doloroso para quem aguarda em lista, dependendo

de uma máquina de hemodiálise para sobreviver, ou aqueles que, independente da máquina, acabam morrendo por não ter o transplante. É uma situação triste, que precisamos trabalhar para conscientizar a população. Hoje, temos uma taxa de negativas que chega a 40% por mês. Isso é muito. Nossa meta é chegar a 25%. Desde que assumi o cargo de coordenadora, tenho visitado macrorregiões do Estado, realizando cursos abertos à comunidade, orientando médicos e profissionais, num processo de educação continuada.” Recentemente, muito se questionou como a doação de órgãos do apresentador Gugu Liberato poderia ajudar tantas pessoas – cerca de 50 foram beneficiadas, segundo a mídia nacional. Sandra explica que, além do transplante dos dois pulmões; do fígado, que pode ser dividido; dos rins e córneas, também há a possibilidade de doar pele, que pode beneficiar várias pessoas, e enxertos ósseos, por exemplo. “Tendo uma logística pronta, e receptores esperando, é possível auxiliar muitas pessoas com um

Equipe da Central de Transplantes auxiliou, no último mês, equipe do HCI

único doador, sim”, lembra a coordenadora. Para garantir que a rede de transplantes realmente funcione, as equipes dos hospitais são treinadas, como já lembrou a coordenadora, bem como os motoristas que realizam o transporte. Há Organizações de Procura de Órgãos (OPO) que se responsabilizam por manter os órgãos íntegros. “Quanto à lista de espera, há critérios bem definidos junto às equipes dos hospitais para classificar cada paciente”, reforça. Questões como tempo de espera, compatibilidade e gravidade da situação do paciente pesam para a chamada.

É muito doloroso para quem aguarda em lista, dependendo de uma máquina de hemodiálise para sobreviver, ou aqueles que, independentemente da máquina, acabam morrendo por não ter o transplante. "

Coordenadoria da Mulher atendeu mais de 400 casos de violência em 2019 Já começam a ser organizadas as ações para o Mês de Março, Mês da Mulher, no município. Segundo a titular da Coordenadoria da Mulher, Noemi Huth, alguns eventos já estão previstos – como o Encontro Regional das Mulheres Rurais, na próxima terça-feira, em Colônia Santo Antônio. O evento terá como tema ‘É possível ser feliz?’. O Gabinete da Primeiradama também prepara, para o dia 6, um encontro dos Clubes de Mães, no Gervi. E no dia 18, já está prevista a realização de um seminário regional, para debater políticas públicas às mulheres,

sob o olhar e a assessoria do Tribunal de Contas do Estado. O evento foi discutido, nesta semana, durante reunião no TCE, com representantes de Ijuí, Santo Ângelo, Santa Rosa e Três de Maio –município onde o evento será realizado. “Cada instituição tem a autonomia para promover a sua ação alusiva ao Dia Internacional da Mulher. Enquanto Coordenadoria da Mulher, iremos apoiar e auxiliar na divulgação”, explicou Noemi, lembrando que as instituições têm até a próxima sexta-feira, dia 14, para encaminhar à equipe a ativi-

dade que está sendo programada para o mês. O evento constará na programação oficial. Ao Grupo JM, Noemi elencou alguns desafios para este ano – todos alicerçados nos pilares que sustentam o Plano Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres. Dentre eles, está o acolhimento das mulheres em situação de violência, a prevenção e o enfrentamento de todas as formas de violência. Também, a saúde integral da mulher –incluindo a discussão sobre os seus direitos sexuais e reprodutivos; a igualdade de todas e o trabalho em áreas como esporte, cultura e comunicação. “Tanto que, durante o ano, várias ações serão realizadas, trabalhando estes eixos”, lembrou Noemi. Reunião realizada pelo Fórum Permanente da Mulher, ao qual faz parte a Coordenadoria, já definiu alguns temas que estarão em debate neste ano, bem como as datas de realização. O calendário inicia com uma reunião ampliada de ambos, no dia 3 de março, a partir das 8h30, na Câmara Municipal. Em abril, no dia 7, haverá uma discussão sobre

‘Demandas de saúde mental que atingem a mulher ijuiense’, com a equipe do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Colmeia, no auditório do serviço. E em maio, no Legislativo, um debate sobre ‘A mulher e a questão previdenciária’, com a OAB, às 8h30. A Câmara Municipal também sedia, no dia 6 de junho, a discussão sobre ‘Mulheres e mídia’, a partir das 8h30. Outros eventos estão previstos até o fim do ano. “Dificuldades existem, mas, dentro da estrutura que temos na cidade, conseguimos avançar enquanto plano de trabalho. A Coordenadoria não é apenas uma Coordenadoria. É uma estrutura, hoje, necessária para o acolhimento de pessoas em situação de violência, que viabiliza, ainda, políticas públicas para as mulheres”, destacou Noemi. De acordo com ela, desde que a Coordenadoria da Mulher foi implementada na cidade, em março de 2013, 2.658 casos de violência doméstica foram registrados. Deste total, 31 mulheres passaram por casa de passagem. No ano passado, foram 401 ca-

Noemi Huth

sos novos. O acolhimento sócio psicológico atendeu 436 pessoas e quatro necessitaram de casa de passagem. “Nosso trabalho não é invisível. Dá resultados. Não apenas acolhemos estas pessoas como também damos encaminhamento a outras questões, em áreas como saúde e educação”, reforça.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

5

AGRICULTURA

Aberta a colheita do milho no Estado Com expectativa de chegar a 4 milhões de toneladas na safra 2019/2020, a 9ª Colheita do milho foi inaugurada ontem, em Chiapetta - município considerado o principal produtor da cultura no Estado. O evento ocorreu na localidade de Monte Alvão, sede da Chiapeta Empresa Agrícola. Ao Grupo JM, o presidente da Associação dos produtores de Milho do Rio Grande do Sul (Apromilho), Ricardo Meneghetti destacou a importância do evento. "Esse ato é como sempre uma demonstração da importância desse cereal para todos nós." Além da abertura simbólica da colheita, o evento também marca o lançamento do Programa Estadual de Produção e Qualidade do Milho, o Pró-Milho RS. No evento, o governador assinou o decreto que cria o Pró-Milho RS. Em seguida, as entidades parceiras entregaram a Leite o termo de apoio ao programa. “Não é apenas um papel assinado, é um programa consistente, criado com a participação de quem

está na ponta, que sabe quais são as necessidades”, afirmou o governador, lembrando que o decreto já foi publicado no Diário Oficial do Estado de ontem. Leite ressaltou que somente o Pro-Milho RS não é suficiente. Ao lembrar as medidas que vêm sendo tomadas pelo governo para melhorar as condições de investimento no Estado, o governador também citou a modernização do Código Ambiental e os esforços tomados para a redução dos custos logísticos e tributários e da burocracia. Meneghetti ressaltou que o programa assinado por Leite vai incentivar a produção de milho no Estado. "Ele quer melhorar a produtividade, a produção do grão e o acesso a financiamento dessas lavouras. Acho que não é o programa ideal, mas é um passo significativo no aumento da produtividade e que a gente consiga abastecer a nossa demanda no Estado", ressaltou. O prefeito do município Eder Luis Both destacou a importância

Leite participou da abertura da colheita do milho. A expectativa é de colher 4 milhões de toneladas

do milho. "Temos muito que crescer ainda tanto em Chiapetta quanto na região, como o Estado do Rio Grande do Sul, que é uma planta muito importante pra a longevidade do nosso país". De acordo com a Emater/

RS, a expectativa era de que a produção de milho tivesse um aumento, em relação à safra anterior, de 3,65% – cerca de 209 mil toneladas –, como resultado do aumento de 1% na área cultivada, e de 2,58% na

produtividade. Sendo assim, antes da estiagem, a estimativa era de que a colheita do grão chegasse a 5,9 milhões de toneladas, um pouco acima do resultado da safra de 2018/2019, que foi de 5,7 milhões de toneladas.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

6

Opinião do JM A FORÇA DO COOPERATIVISMO

A

No agronegócio basta comparar onde tem cooperativismo com os poucos, em 2019, o Brasil começou a dar seus primeiros passos Onde tem cooperativa lugares onde não existem cooperativas. Podemos ver crescimento do para sair de uma de suas piores crises econômicas, marcada pelo bem liderada, cresce a PIB em ambas, porém iremos ver níveis de desigualdades diferentes alto índice de desemprego e redução no poder de compra das famílias. renda e a distribuição da em ambas. Onde tem cooperativa bem liderada, cresce a renda e a Milhares de empresas fecharam suas portas, enquanto que os impostos renda. A única forma de dar distribuição da renda. continuaram crescendo, a fim de dar fôlego ao caixa dos governos. dignidade a 80% do total Temos aqui no município um exemplo disso. A Ceriluz, que além de Nesse cenário de recessão e de dificuldades, tanto para governos dos agricultores do Brasil, aumentar sua geração de energia, foi considerada a melhor distribuidora quanto para a população em geral, o cooperativismo mostrou sua chama-se cooperativismo. de energia do País, em 2019, e neste, concorre ao prêmio novamente. força.No caso das cooperativas agropecuárias gaúchas, elas fecharam o ano com faturamento próximo a R$ 25 bilhões, dando continuidade No agronegócio, quando olhamos para quatro milhões de produtores ao crescimento registrado entre 2016 e 2018. rurais do País, micros e pequenos, sem acesso à assistência técnica, Esse resultado demonstra que, apesar do momento tímido que a economia brasileira a única forma de dar dignidade a 80% do total dos agricultores do Brasil chama-se vive, o setor cooperativo continuou avançando em patamares superiores a outros seg- cooperativismo. E quando olhamos para as cooperativas de crédito, de táxis, de mentos do País e do Estado, e a expectativa é de que esse crescimento continue. Isso recicladores de lixo, do trabalho, de saúde, de consumo, de energia, assistimos ali demonstra, principalmente, o dinamismo e a inserção das cooperativas no desenvolvi- formulando o futuro, de um futuro que já existe aqui e agora. mento local e regional.

ENTREVISTA entre em dificuldades de novo.

O ex-senador Pedro Simon acredita que o Rio Grande do Sul deveria se unir para reivindicar as compensações da Lei Kandir, pois, na avaliação dele, o Estado não vai conseguir sair da crise sem recuperar esses valores. O senhor concorda que o Estado deveria se unir em torno desse tema? Conversei com ele (Simon) sobre isso. A situação da Lei Kandir demonstra uma fragilidade do País, que é a insegurança jurídica. Afinal, apesar de a lei ter sido aprovada há muitos anos, não foi regulamentada. A parte que não foi regulamentada foi justamente a que daria a contrapartida aos Estados exportadores. Esse é um tema que pode e deve ser retomado. Claro que não é uma coisa tão simples, porque não tem como o governo federal fazer uma construção com um Estado só. Tem que estabelecer uma regra geral para todos os Estados afetados por essa legislação. Os créditos pela Lei Kandir desses Estados representam recursos vultuosos. Então não é simples. De qualquer forma, entendo que é necessário um movimento com toda a sociedade, com todas as forças políticas e empresariais. Está disposto a mobilizar um movimento em torno da Lei Kandir? Concordo e sou parceiro nessa tese de unirmos forças políticas do Parlamento, Executivo, bancada federal, iniciativa privada, empreendedores, para fazermos uma grande mobilização e, pelo menos, tentar buscar aquilo que a lei, quando foi aprovada, garantia aos Estados exportadores (uma compensação financeira). Para Simon, o Rio Grande do Sul não vai conseguir sair da crise financeira se não fizer um encontro de contas entre a Lei Kandir e a dívida do Estado com a União... É, esse realmente seria um mecanismo. Ao mesmo tempo que devemos à União, ela nos deve o crédito da Lei Kandir. Várias tentativas foram feitas para chegar a esse reconhecimento (da dívida de um com o outro), mas talvez, agora, tenha chegado o momento de fazer uma grande mobilização de toda a sociedade, setor público e privado em cima desse tema. Até pela situação (fiscal) em que nos encontramos. Entretanto, a Lei Kandir já vem sendo discutida há muitos anos. Temos consciência também de que a mudança da realidade do nosso Estado se dá por uma condição como essa (compensações da Lei

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

Um tema importante no que diz respeito às finanças do Estado é a negociação para a adesão do Regime de Recuperação Fiscal. O governo Eduardo Leite (PSDB) espera assinar o RRF neste ano. O que o pensa sobre esse tema? Dentro dessa discussão sobre o Regime de Recuperação Fiscal, é importante esse foco na Lei Kandir, porque isso pode criar condições melhores para o Estado aderir ao regime. O RRF é o alongamento da dívida que temos com a União, e, por outro lado, temos esse crédito da Lei Kandir. Temos que avançar de uma vez por todas no Regime de Recuperação Fiscal, para focarmos a nossa força em uma agenda de crescimento. Esse debate (do RRF) começou com o governador (José Ivo) Sartori. Na época, eu estava à frente da Secretaria Estadual da Agricultura. Se tivesse sido possível avançar nisso naquele momento, como era o desejo do governador Sartori, isso teria se concretizado. Mas, para aderir ao RRF, a União impõe muitas condicionantes, justamente para que os Estados façam a sua lição de casa. Estamos fazendo a nossa.

Ernani Polo Presidente da Assembleia Legislativa gaúcha Kandir) ou pelo crescimento econômico, que vai ser o mote da nossa gestão. Queremos focar em atitudes para ver o que podemos fazer para melhorar a competitividade e promover o desenvolvimento econômico. Dá para sair da crise sem esse acerto da Lei Kandir? Não podemos apostar tudo nisso. Além da Lei Kandir, temos que trabalhar em outras possibilidades para não corrermos o risco de concentrarmos todas as forças em cima desse ponto e, eventualmente, as coisas não avançarem como gostaríamos. Então a Lei Kandir precisa ser avaliada, acho que a mobilização é válida, mas temos que trabalhar também no crescimento econômico. O Rio Grande do Sul perdeu muita competitividade ao longo dos últimos anos no cenário nacional, perdemos muitos empreendedores gaúchos para outros estados da Federação. Por quê? Porque o Estado tem muitas dificuldades, morosidades, burocracias. Então precisamos resolver isso. Mesmo que consigamos as compensações da Lei Kandir, precisamos criar as condições para o crescimento econômico, até para evitar que o Estado

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com Representantes Comerciais: Grupo de Diários

www.clicjm.com

Como avalia o primeiro ano de governo do Eduardo Leite? Ele está criando condições para a retomada do crescimento econômico? Na verdade, nesse primeiro ano, ele permaneceu em uma agenda bastante voltada às reformas, muitas delas iniciadas pelo governo Sartori. Algumas reformas já tinham sido concluídas no governo Sartori, outras estão em andamento (no governo Leite), o que é um fator importante. Sempre defendi que as reformas precisam estar acontecendo permanentemente. É assim no setor privado. Em pouco tempo, as coisas se transformam e os empreendedores se reinventam, trazem tecnologia, novas ferramentas. Enfim, o governo (Leite) se concentrou bastante nas reformas da estrutura administrativa, teve avanços no Código Estadual do Meio Ambiente, o que, sem dúvida, cria um ambiente melhor para destravar (os empreendimentos). O governo tem trabalhado nessa agenda de deixar o Estado mais ágil, mais célere nos processos. Isso converge com o objetivo da nossa gestão na Assembleia: queremos debater e discutir para ver o que o Parlamento e os demais Poderes podem fazer para deixar o Rio Grande do Sul mais competitivo.

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0317 3331-0321 SEMEStRAl: R$ 240,00 ANUAl: R$ 480,00 CORREIO: R$460,00 (SEMEStRAl); R$ 900,00 (ANUAl)


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

7

EDUCAÇÃO

Famurs aguarda solução para o Fundeb Segundo o presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Eduardo Freire, prefeitos e secretários municipais de Educação estão um pouco mais tranquilos quanto ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), vigente até 31 de dezembro deste ano. Isso porque os parlamentares estão entrando num consenso quanto à renovação ou aprovação de uma nova proposta. Principal fonte de financiamento da Educação Básica, o Fundeb tem de ser renovado até o final do ano, sob pena de afetar essa etapa da aprendizagem em pelo menos 85% dos municípios gaúchos. Conforme a União dos Dirigentes Municipais de Educação do Estado, aproximadamente 420 prefeituras dependem do Fundo para pagar a totalidade de seus professores. “No início, estávamos realmente preocupados com esta questão, porque existiam várias vertentes que defendiam posicionamentos diferentes em relação ao Fundeb. Isso colocava em risco a nossa

principal fonte de financiamento público em educação. Nos últimos meses de 2019, no entanto, houve um grande acordo, realizado por todas as bancadas, da extrema direita à extrema esquerda, para que houvesse um consenso em torno da matéria – que hoje tramita na Câmara dos Deputados”, explicou o presidente ao Grupo JM, lembrando que, em outubro, um grande debate foi realizado em Porto Alegre, reunindo mais de 200 secretários municipais de Educação, para discussão do tema. Formado por uma reserva especial feita por todos os Estados e pelo Distrito Federal para subsidiar a Educação Básica, o Fundeb é formado por 20% de oito receitas e distribuído proporcionalmente ao número de alunos. Também engordam o fundo 10% de verba federal calculado sobre o total arrecadado pelas 27 unidades da federação. Os Estados que, com os 20% de suas receitas, não atingem o valor mínimo estipulado para ser gasto anualmente com cada estudante, fixado em R$ 3.643,16

para 2020, se apropriam desses 10% da União para atingir a cota mínima. É nesse percentual que reside a principal discussão para renovação do mecanismo, criado em 2006. Por meio de três propostas de emenda à Constituição (PECs), o Congresso caminha para torná-lo permanente (sem data de validade, como prevê a lei atual) e aumentar a contribuição federal. Porém, as matérias apontam diferentes caminhos. “A tendência da proposta que está sendo apresentada por esse grupo de parlamentares é melhorar o que temos hoje. Temos vários estados que recebem subsídio para a área de educação, e isso não acontece com o Rio Grande do Sul. Recebem estados mais carentes, do Nordeste, por exemplo. Nessa nova proposta existe a previsão para estados como o Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, mesmo que em índices inferiores a estes mais carentes. O que é positivo”, disse o presidente. No Senado, tramitam duas propostas: a PEC 65/2019, que

Escola aguarda conclusão de ginásio

Com investimento de mais de R$ 1 milhão, por parte do governo do Estado, ginásio deverá ser concluído neste ano

É grande a expectativa pelo término da obra do ginásio poliesportivo da Escola Estadual de Ensino Fundamental Luiz Fogliatto. O Grupo JM esteve ontem no educandário, conferindo o andamento do projeto, e conversou com a vice-diretora, Loreni Isabel Gonzalez. “O ginásio será fundamental para a escola, para a realização das nossas atividades, uma vez que tínhamos uma quadra já bastante deteriorada”, destacou. Mais do que permitir a reali-

zação de atividades esportivas aos alunos, o ginásio, orçado em R$ 1,2 milhão, permitirá a realização de eventos internos e externos, segundo a vice-diretora. “Sempre que realizamos algum evento, seja formatura, uma festa junina, comemoração ao Dia das Mães, nos preocupamos com a condição climática. A partir do momento que a obra estiver concluída, poderemos nos despreocupar com este ponto”, disse, lembrando que o espaço também será posi-

tivo para a realização do projeto Escola Aberta e para a ampliação de ações aos alunos, integrantes do turno integral. “Por termos turno integral, não podemos ficar apenas na sala de aula. O novo espaço possibilitará a realização de atividades físicas, motoras, torneios com os alunos”, reforçou, lembrando que a escola mantém uma média de 220 alunos. O educandário se prepara para voltar às aulas no dia 18 de fevereiro.

sugere tornar o fundo permanente na Constituição e ampliar dos atuais 10% para 40% a complementação da União em 11 anos; e a PEC 33/2019, que propõe tornar o fundo permanente na Constituição com complementação de 30% em três anos. Ambas aguardam que a Mesa Diretora defina se tramitarão conjuntamente. Depois, serão encaminhadas à Comissão de Constituição e Justiça. Não há data para votação em plenário. Já na Câmara, tramita a PEC 15-A/2015, que prevê elevação inicial da complementação para 15% e aumento gradual até 40% em 10 anos. Tramita em comissão especial sem data para ir a plenário. “Grande parte dos municípios utilizam todo o Fundeb para pagamento da folha, e principalmente de professores. Cerca de 30% dos municípios gaúchos utiliza mais de 90% do valor para este fim. Palmeira das Missões é um caso crítico, porque há ações movidas na Justiça por servidores, e acabamos utilizando praticamente 100% daquilo que

Eduardo Freire

é recebido para pagamento da folha”, lembrou o presidente, que também é prefeito de Palmeira. Freire tem a esperança que, até início do abril, uma proposta seja aprovada. “Para que tenhamos segurança de ter recurso para custear as despesas na educação.”

Estado tem menor gasto com Educação desde 2013 O governo do Estado fechou o primeiro ano da gestão de Eduardo Leite com investimento com recursos próprios recorde na área da segurança pública e o resultado pôde ser visto na redução de quase todos os índices de criminalidade em 2019. O mesmo, porém, não pode ser dito em relação à educação. Conforme dados disponíveis no Portal da Transparência estadual, o ano passado foi o de menor gasto direto do Piratini no ensino desde 2013. Os valores aplicados pelo governo em qualquer área se dividem em transferências aos municípios, gastos diretos (feitos com recursos próprios e realizados diretamente pelo governo) e transferências intragovernamentais (via de regra, recursos federais repassados). A redução dos recursos próprios aplicados em 2019 em relação ao ano anterior foi de 5,7% - R$ 3.702.995.133,40 em 2018 e R$ 3.495.121.744,36 em 2019. Desde 2016, o Estado vem diminuindo as aplicações diretas em educação. Em 2015, primeiro ano do governo de José Ivo Sartori (MDB), a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) gastou a maior quantia de recursos próprios na década - R$ 4.102.314.754,42. Se comparado com esse período, o valor aplicado diretamente em 2019 foi 14,9% menor. Em nota, a Seduc afirmou que, em 2019, atendeu a programação orçamentária e priorizou a regularização dos pagamentos das despesas correntes, como transporte escolar, alimentação e a verba de Autonomia Financeira repassada mensalmente às escolas. No que diz respeito aos investimentos realizados, a pasta diz que "as iniciativas nesse sentido se baseiam no Decreto nº 54.476, de 2 de janeiro de 2019, que busca assegurar o equilíbrio fiscal e a efetividade das ações da administração pública estadual". A secretaria aponta que, no ano passado, "foram feitos investimentos em projetos de qualificação da rede, como o Jovem RS Conectado no Futuro, e a busca por otimização de recursos, como o Diário de Classe On-line".


8

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

HOSPITAIS

Repasse da União ajuda, mas não traz solução Nesta semana, o governo do Estado formalizou o repasse de recursos provenientes da Portaria 3.339, do Ministério da Saúde. No total, 163 instituições hospitalares contratualizadas com o Estado foram beneficiadas com R$ 12,4 milhões (os valores variam de município para município). Somando os municípios em gestão plena (nos quais os recursos não passam pelo Estado, e são repassados diretamente às prefeituras), a portaria 3.339 prevê o total de R$ 24,7 milhões em parcela única, distribuídos entre 238 hospitais gaúchos. Ainda durante o evento, foi anunciado o repasse de recursos de emendas parlamentares de comissão e individuais, no valor de R$ 23 milhões, aos hospitais gaúchos. “É um recurso importante, uma verba complementar de custeio, que vai ao encontro de uma necessidade e um pleito dos hospitais. No entanto, os recursos provenientes da portaria serão pagos em parcela única, não haverá continuidade. É um recurso pontual. O que de fato queremos, e gostaríamos de ter, é um recurso para custeio de forma permanente, regular. E como Federação, com a nossa Confederação Nacional,

André Lagemann

que congrega outras 15 federações a nível de Brasil, vamos continuar trabalhando para que, ao longo de 2020, possamos sensibilizar os parlamentares federais e, principalmente, o presidente Jair Bolsonaro, para conseguirmos recursos novos”, destacou ao Grupo JM o presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio

Grande do Sul, André Lagemann. De acordo com ele, o governo do Estado vem conseguindo manter a regularidade dos repasses, conforme compromisso assumido no último ano. “Desde março passado, o governo vem fazendo o repasse aos hospitais. Os programas da competência dezembro foram pagos nesta semana e, portanto, os repasses estão regulares. O que é importante para os gestores. Sem essa regularidade, temos uma enorme dificuldade em manter as atividades, a porta das nossas instituições aberta.” No entanto, como reafirma, a mobilização, junto ao governo federal, em busca da regularidade dos repasses e novos recursos, segue. “Estamos trabalhando há vários anos sem nenhum recurso novo no Sistema Único de Saúde”, disse o presidente, lembrando que, eventualmente, surge alguma verba oriunda de emenda parlamentar ou portaria. O que ajuda, mas não resolve a situação. “A solução virá apenas com novos recursos, de forma regular. Todas as nossas despesas têm correções por índices de inflação. Elas vão crescendo, mas a nossa receita não. Precisamos, sem dúvida, de nova verba, para que possamos fazer frente às nossas necessidades.”

Estudo descreve protocolo de reabilitação cardíaca O exercício aeróbico e o equipamento de ventilação não invasiva com ventilação contínua nas vias aéreas, conhecido como CPAP, beneficiam os pacientes no pós-operatório da cirurgia cardíaca. A associação de exercício aeróbico em bicicleta ergométrica com CPAP ainda não havia sido demonstrada. Um estudo realizado pela egressa do Programa de PósGraduação Stricto Sensu Mestrado em Atenção Integral à Saúde da Unijuí, Pollyana Windmoller, objetivou avaliar a eficácia do exercício físico em cicloergômetro combinado com CPAP no pós-operatório de cirurgia de revascularização do miocárdio. Os protocolos usando um cicloergômetro e ventilação não invasiva foram estudados durante a fase hospitalar de reabilitação cardíaca. No entanto, um protocolo ideal e viável ainda não havia sido estabelecido. Exercícios de ciclismo, com monitoramento da hemodinâmica cardíaca e estabilidade elétrica, permitiria exercícios mais precoce e poderia ser uma estratégia mais segura nesta fase inicial da reabilitação. O estudo mostrou que o protocolo de reabilitação cardíaca foi seguro, pois não se observou intercorrências durante sua execução. Também mostrou ser uma alternativa viável para reabilitação cardíaca realizada durante a fase hospitalar, principalmente em pa-

cientes incapazes de treinamento de escada e deambulação. Isso é importante porque a utilização de ventilação não invasiva em associação com o exercício é pouco explorada nesses pacientes. A fisioterapeuta e mestre Pollyana Windmoller, autora do estudo, verificou que o exercício físico combinado ao CPAP promoveu a manutenção da capacidade funcional e reduziu o tempo de permanência na UTI e pode ser usado de forma segura em pacientes no pós-operatório de cirurgia cardíaca, sendo uma estratégia eficiente na reabilitação cardíaca. Esse estudo foi orientado pela Fisioterapeuta Professora Doutora Eliane Roseli Winkelmann, da Unijuí, integrante do corpo docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado em Atenção Integral a Saúde, em parceria com a co-orientação do Fisioterapeuta Professora Doutora Audrey BorghiSilva, integrante do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado e Doutorado em Terapia Física da Universidade Federal de São Carlos, de São Paulo. Também contou com o apoio das pesquisadores e fisioterapeutas Emely Teixeira Bodnar, Julia Casagrande, Fernanda Dallazen, Juliana Schneider e da médica cardiologista, especialista em cirurgia cardíaca do Incor/Ijuí Silvana Agnolleto Berwanger .

Campanha de vacinação contra o sarampo inicia-se na segunda-feira Em preparação à campanha de vacinação contra o sarampo, que inicia-se na segunda-feira, vacinadores da rede pública de saúde estiveram reunidos, na última quinta-feira, no município. Conforme destaca a coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Salester Ruver, o movimento é direcionado a crianças e jovens, dos 5 aos 19 anos. Mas,

nem todos serão vacinados. A campanha é seletiva e só receberá a dose quem estiver com a caderneta de vacinação incompleta. “Nesta faixa, todas as pessoas devem ter recebido, pelo menos, duas doses da vacina tríplice viral. Nós orientamos que pais e adolescentes busquem a sua caderneta, e verifiquem o esquema vacinal”, destacou.

Estima-se que, no Rio Grande do Sul, há 329 mil pessoas, neste grupo, que não receberam nenhuma dose da vacina. Em Ijuí, 14 salas estarão atendendo durante a semana. No sábado, acontece o Dia D de imunização, quando seis equipes estarão atendendo. “Paralelo à vacinação contra o sarampo, estaremos trabalhando no reforço da vacina contra a febre

amarela, em crianças a partir dos 4 anos, e na verificação da situação dos jovens, quanto ao HPV”, destacou a coordenadora, lembrando que, no Estado, ainda é baixa a cobertura contra o HPV. “A gente foi nas escolas, fez uma dose, e os adolescentes foram orientados a retornar aos postos de saúde, para a segunda dose. Muitos não fizeram isso”, reforça.


10

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

MISSÕES

Departamento garante recursos para aeroporto

Os recursos para as obras de ampliação do Aeroporto Regional Sepé Tiaraju estão garantidos e previstos no orçamento do Programa de Modernização Aeroportuária, inserido no Plano Aeroviário Nacional (PAN) do governo federal. A garantia é do diretor do Departamento de Investimentos da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), Eduardo Henh Bernardi, ao prefeito Jacques Barbosa, ao deputado Eduardo Loureiro e ao secretário de Turismo de Santo Ângelo, Vando Ribeiro de Souza, nesta semana, em Brasília. “Estamos aguardando o edital do projeto do Estado de adequação às novas normativas da aviação civil nacional, com prazo até o final deste mês. Os R$ 44 milhões estão previstos e devem ser encaminhados para empenho assim que a SAC estiver com o projeto da Secretaria de Estado dos Transportes aprovado. A SAC precisa saber o valor final

Comitiva esteve na Secretaria da Aviação Civil, em Brasília, nesta semana

do projeto para empenhar os recursos”, garantiu Bernardi. As lideranças políticas estiveram na capital federal onde participaram de uma série de audiências nos ministérios e no Congresso Nacional, articulando a liberação de recursos e encaminhando projetos para obras e ações do governo federal em Santo Ângelo.

O prefeito Jacques e o deputado Loureiro também colocaram em pauta na audiência com o diretor da SAC, a ampliação dos voos comerciais para o aeroporto de Santo Ângelo. Este assunto já foi tratado pelo chefe do Executivo com a equipe técnica do Departamento Aeroportuário do Estado (DAE/RS), em reunião na capital gaúcha na última semana.

Mourão participa de reabertura de divisão militar De terno, gravata e óculos de sol, o vice-presidente Hamilton Mourão participou, na manhã de ontem, da cerimônia de reabertura da 6ª Divisão de Exército. O ato ocorreu ao ar livre no 19º Batalhão de Infantaria Motorizado, em São Leopoldo, no Vale do Sinos, sob temperatura de 32ºC. Por decreto, a divisão havia sido desativada em 2014 pela expresidente Dilma Rousseff em meio a um processo de "transformação, modernização e reorganização" do Exército, desagradando a ala militar. À época, Mourão era o comandante militar do Sul. Em gesto às Forças Armadas, o presidente Jair Bolsonaro atendeu a reivindicação da categoria e reverteu a medida, também por meio de decreto, em agosto do ano passado. O vice-presidente também já comandou a unidade. A reativação da 6ª Divisão do Exército é um compromisso do governo do presidente Jair Bolsonaro com o reequipamento e a recapacitação operacional das nossas Forças Armadas. Temos visto algumas críticas proferidas a esse respeito, mas trata-se de Hamilton Mourão uma decisão do Estado brasileiro para que efetivamente tenhamos a capacidade para cumprir as nossas missões constitucionais", disse Mourão, em discurso de dois minutos na solenidade. Depois de encerrada a cerimônia, o vice-presidente não atendeu a imprensa. Mais tarde, às 19h30, ele participará da passagem de comando do Colégio Militar de Porto Alegre. O retorno a Brasília deve ocorrer hoje.

Dúvidas sobre dados de contracheques são esclarecidas pela Fazenda

A pedido do Cpers Sindicato, as secretarias da Fazenda e da Educação receberam ontem parte da diretoria e técnicos da entidade para esclarecer sobre dúvidas em registros em contracheques do magistério. Os secretários Marco Aurelio Cardoso, da Fazenda, e Faisal Karam, da Educação, dividiram a reunião em duas etapas. Na primeira parte do encontro, o Tesouro do Estado esclareceu sobre mudanças ocorridas em dezembro de 2019 por imposição legal ao Estado. Estas alterações foram aplica-

das para todos os contracheques, não somente do Executivo. A mudança procedida pela Secretaria da Fazenda é uma forma de evidenciar os valores relativos aos vencimentos mensais, de férias ou de 13º salários. A apresentação da composição de cada natureza de pagamento no contracheque é uma necessidade para elaboração dos arquivos ESocial e atendem a novas exigências contábeis. Segundo explicado, essa abertura de informações não tem impacto financeiro aos servidores, nem relação com a greve

da Educação, pois é apenas um detalhamento de rubricas. Na segunda parte da reunião, a secretária adjunta da Educação, Ivana Flores, acompanhada também da diretora de Recursos Humanos, Cleusa Flesch, recebeu manifestações sobre descontos relativos a dias parados, que são decorrentes da efetividade informada pelas escolas à Educação. Disponibilizaram as equipes da Secretaria da Educação para esclarecer questões pontuais e proceder a encaminhamentos que venham a ser necessários nas

escolas e coordenadorias. O subsecretário do Tesouro do Estado, Bruno Jatene, explicou os procedimentos relativos aos dias de paralisação. O governo do Estado disponibilizou termo de adesão para quem quisesse receber valores em folha suplementar, que serão descontados a partir de março. No dia 28 de janeiro, em folha suplementar, foram pagos os valores relativos a novembro e dezembro. Os dias de paralisação registrados em janeiro serão pagos em nova folha suplementar, no dia

14 de fevereiro, para todos aqueles servidores que aderiram ao termo até 24 de janeiro. Os servidores que aderiram à proposta automaticamente passaram a integrar as listas de matrículas que compõem as folhas suplementares. Segundo a chefe da Divisão de Pagamento de Pessoal do Tesouro do Estado, Juliana Debaquer, a partir de março, esses valores serão descontados em parcelas mensais e consecutivas, até o limite legal de 20% da remuneração, conforme informado no termo de adesão.

Estiagem vai se agravar a partir da semana que vem, diz Metsul

Dados de balneabilidade registra oito pontos impróprios

Missão da China no Estado estuda importação do leite em pó

O Rio Grande do Sul está em alerta para períodos prolongados de estiagem. Conforme a MetSul Meteorologia, a irregularidade da chuva com déficit de precipitação que começou no meio de novembro e se acentuou muito durante dezembro vai prosseguir. A empresa explica que as pancadas de chuva que ocorreram pelo Estado nos últimos dias foram muito localizadas e, em geral, com volumes baixos. A água que se precipita logo evapora com o sol e o forte calor. Amanhã, espera-se a chuva que será mais generalizada pelo Estado, mas, ainda assim, muito irregular na distribuição dos volumes, o que fará com que em muitas cidades chova pouco.

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) divulgou ontem, novo boletim da balneabilidade das praias e balneários do Rio Grande do Sul. Dos 92 pontos analisados, oito estão impróprios para banho: Osório: Lagoa do Peixoto; Pelotas: Balneário Balverde – Pontal da Barra; Pelotas: Balneário Santo Antônio – em frente ao Hotel Praia Laranjal; Pelotas: Balneário dos Prazeres – em frente à estátua de Iemanjá; Pelotas: Totó; Pelotas: Colônia Z-3; São Jerônimo: Praia do Encontro – Rio Jacuí; Tapes: Balneário Rebelo

Uma comitiva da China está visitando o Rio Grande do Sul e sinaliza para a possibilidade de o país comprar mais leite em pó do Estado, segundo o Sindicato da Indústria de Laticínios do RS (Sindilat). A entidade informou que a CEO da chinesa Luwaly, Elysa Luo, disse que a empresa tem planos para iniciar a operação em breve e o interesse é maior pela fórmula infantil. “A CCGL é uma das empresas que está desenvolvendo o produto que buscamos”, disse a executiva, segundo o Sindilat. A visita a unidades frigoríficas no interior gaúcho deve ocorrer ainda em fevereiro. “Esperamos um grande negócio”, disse o presidente do Sindilat, Alexandre Guerra.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

EMPRESAS

Falha no eSocial obriga uso de sistema antigo

Anunciada como uma simplificação das obrigações das empresas, a substituição total do Caged Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) pelo registro de empregados por parte das empresas via eSocial precisou ser interrompida no primeiro mês de funcionamento. As declarações de contratações e demissões realizadas em janeiro precisavam ser comunicadas ao governo até ontem, mas falhas no novo sistema obrigaram empresas a retomar o uso do cadastro antigo para prestar essas informações. Esse é mais um dos sistemas administrados pelo governo federal e que apresentam falhas. INSS, Receita Federal, Dataprev, Ibama e universidades federais registraram dificuldades em serviços e informações. Pelo menos 265 empresas, mais as filiais, precisaram enviar os dados por meio do Caged. A falta do envio gera multa automática de R$ 4,47 por funcionário, no caso de atrasos de até 30 dias. Até 60 dias, o valor sobe para R$ 6,70 e vai a R$ 13,40 se ultrapassar os dois meses. Os relatos de problemas começaram na quinta-feira, segundo informações da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e do

Rosangela Jardim de Farias

Conselho Federal de Contabilidade (CFC). Mas um comunicado tratando de "problemas no envio dos eventos" por meio do eSocial já havia sido publicado no site do Caged no dia 27 de janeiro. Na publicação, a coordenadora de cadastros administrativos do Caged, Rosangela Jardim de Farias, diz que até os problemas de processamento serem sanados, as empresas devem usar o cadastro

antigo. Afirma também estar trabalhando para solucionar a falha até o próximo mês. A desobrigação de uso do Caged foi definida em portaria publicada pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho em outubro do ano passado e está valendo desde 1º de janeiro para as empresas dos grupos 1 e 2. Juntos, esses grupos têm 1,156 milhão de empresas e 23 milhões de empregos, segundo dados de setembro de 2019. O eSocial é o sistema de escrituração criado pelo governo para reunir as informações trabalhistas e previdenciárias. Ele vem progressivamente substituindo outras bases. Conselheira do CFC e integrante do Grupo de Trabalho do eSocial, Angela Andrade Dantas Mendonça, diz que as dificuldades tiveram início na quinta-feira. Os relatos são de que o envio das informações no eSocial não é concluído. A primeira recomendação do conselho é para a realização de um "batimento de dados", que consiste na revisão das informações enviadas, pois inconsistências podem barrar a transmissão da comunicação de admissão, desligamento e transferência.

Guedes promete o dobro de crescimento O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou na quinta-feira, que pretende seguir com a agenda de reformas e prometeu que o Brasil crescerá em 2020 o dobro de 2019. Ele participou de uma transmissão nas redes sociais com o presidente Jair Bolsonaro. O Produto Interno Bruto (PIB), que é soma dos bens e serviços produzidos, do ano passado só será divulgado em março, mas o mercado financeiro estima crescimento de 1,17% em 2019 e de 2,3% em 2020, segundo o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central.

Durante a transmissão, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que deve enviar ao Congresso a proposta reforma administrativa. Ele não mencionou, no entanto, uma data. Bolsonaro disse que também pretende discutir a reforma tributária com o ministro. "O modelo antigo levou à corrupção na política e estagnação na economia”, disse Guedes. O ministro prometeu diminuir impostos no Brasil, mas somente se as reformas estruturais prosseguirem. “Quando implementamos reformas, o que acontece é isso: com o tempo juros vão descendo, impostos vão começar a cair também", disse Guedes.

Ferrovias receberão investimentos federais O Ministério de Infraestrutura prevê investimentos de R$ 30 bilhões para ampliar a malha ferroviária do País. Os recursos seriam obtidos por meio de concessões. Informações foram detalhadas pelo ministro Tarcísio Gomes de Freitas. "Vamos investir R$ 30 bilhões em ferrovias nos próximos 5 ou 6 anos", disse. O primeiro contrato de concessão foi assinado no ano passado e envolve a Ferrovia Norte-Sul. O governo planeja ainda trabalhar por uma mudança legislativa que permita o regime de autoriza-

ção. Trata-se de um modelo em que o investidor tem mais liberdade do que no regime de concessão. “Hoje não é possível nós operarmos com autorização nas ferrovias. No setor portuário, nós já fazemos isso. As autorizações abrem uma nova porta. Vale para aquele investidor que quer tomar o risco de engenharia, para que possa empreender e ter a propriedade da ferrovia, ter o benefício da perpetuidade, a liberdade para definir sua tarifa. Isso é importante para quem assume risco de longo prazo e proporciona novos investimentos ferroviários

no Brasil”, disse Tarcísio. Segundo um estudo de 2018 da Fundação Dom Cabral, a malha rodoviária é utilizada para o escoamento de 75% da produção no País. As ferrovias respondem por 5,4%. Os impactos causados pela greve dos caminhoneiros de 2018 expôs a dependência do país do transporte rodoviário e gerou um debate público sobre a necessidade de se ampliar a malha ferroviária. Tarcísio disse que o Ministério da Infraestrutura tem conversado com todos os setores em busca de melhorias coletivas.

11

Receita abre na segunda-feira consulta a lotes residuais do Imposto de Renda A Receita Federal abre às 9h de segunda-feira a consulta do lote multiexercício de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), contemplando os residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2019. No Estado, 7.052 contribuintes terão direito ao crédito programado para ser pago em 17 de fevereiro. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a regularização, mediante entrega de declaração retificadora. A Receita ainda disponibiliza aplicativos para tablets e smartphones. A restituição fica disponível no banco durante um ano. Se passar o prazo, é preciso fazer o pedido pelo site da Receita.

Ministro compara servidores públicos a parasitas

Servidores respondem declaração de ministro

Em defesa do projeto de emergência fiscal, o ministro da Economia, Paulo Guedes, comparou servidores públicos a parasitas, que estão matando o hospedeiro (o governo) ao receberem reajustes automáticos enquanto estados estão quebrados. "O governo está quebrado, gasta 90% da receita com salário e é obrigado a dar aumento", argumentou o ministro.

A declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, repercutiu mal entre integrantes do funcionalismo. O Sindilegis (sindicato dos servidores da Câmara, Senado e Tribunal de Contas da União) emitiu nota de repúdio. "Parasita é o sistema financeiro, protegido pelo ministro da Economia, que escraviza o povo brasileiro em benefício de meia dúzia de banqueiros."

7,96%

Em fevereiro, a taxa média de juros do cheque especial ao mês caiu 0,04 ponto percentual em relação ao mês anterior. No cheque especial, a taxa média dos bancos estava em 7,96% ao mês.

Coronavírus afetou preços, mas não exportações O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirmou ontem que o surto de coronavírus na China afetou os preços, mas não as exportações de petróleo da companhia. Ele disse, ainda, que a estatal está preparada para os preços baixos da matéria-prima. O barril do petróleo tipo brent, referência no mercado, recuou cerca de 15%, para US$ 55. Entre as medidas adotadas para a redução dos custos da companhia, citou a redução no nível de endividamento da empresa e a seleção de investimentos com maior retorno.

Dólar sobe e fortalece comercialização da soja

Governo vai publicar medida a estrangeiras

O mercado brasileiro de soja teve um dia mais movimentado na quinta. Safras estima que ao menos 250 mil toneladas trocaram de mãos. Os preços oscilaram entre estáveis e mais altos, acompanhando a forte alta do dólar e os ganhos moderados de Chicago. Em Passo Fundo, a saca de 60 quilos permaneceu em R$ 82,50. Na região das Missões, ficou em R$ 81,50. No porto de Rio Grande, o preço subiu de R$ 86 para R$ 86,50.

A gestão Jair Bolsonaro prepara uma medida para permitir que empresas estrangeiras disputem licitações e sejam fornecedoras do governo sem a necessidade de uma filial brasileira. A medida, na visão do Ministério da Economia, vai facilitar a participação de grupos internacionais também em obras de infraestrutura - como em rodovias, ferrovias e aeroportos. Estima-se que a medida seja publicada em março.


12

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

JUSTIÇA

Juiz das garantias visa dar maior imparcialidade

Aprovado com o pacote anticrime, o instituto do juiz das garantias divide a condução dos processos criminais entre dois magistrados. Um deles é responsável pela fase da investigação, enquanto o outro se encarrega do julgamento. O objetivo, dizem defensores da proposta, é dar mais imparcialidade aos julgamentos. A aprovação se deu na esteira da revelação de mensagens que sugerem a colaboração entre integrantes da forçatarefa da Lava Jato em Curitiba e o então magistrado Sergio Moro, hoje ministro da Justiça. Moro é contra a medida. Para ele, haverá acúmulo de trabalho para os magistrados. Parecer do Ministério da Justiça também afirma que o instituto "dificulta ou inviabiliza a elucidação de casos complexos, como crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e delitos contra o sistema financeiro". Já o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, diz que é possível redistribuir os processos sem necessidade de novas contratações e sem sobrecarregar juízes. Segundo o ministro, o juiz das garantias traz mais imparcialidade ao Judiciário. Para o professor de Direito, Gilmar Antônio Bedin, a instituição do juiz de garantias é positiva, mas não irá resolver todos os problemas. "É uma inovação importante e está presente em diversos países do mundo ocidental. Nós temos um

sistema democrático consolidado, então, neste sentido, o juiz das garantias tem uma dimensão de buscar maior imparcialidade dos juízes." Pela proposta, o magistrado que fica responsável pela fase de investigação poderá decretar e prorrogar prisão preventiva, decidir sobre quebra de sigilo, busca e apreensão e interceptação telefônica e questões ligadas à obtenção de provas. Também é o juiz das garantias que decide se aceita a denúncia (elaborada pelo Ministério Público) ou a queixa-crime (no caso de ações penais privadas). A partir do recebimento da denúncia ou queixa, o caso passa para outro magistrado, o juiz da instrução e julgamento. Ele será responsável pelas etapas seguintes (ouvir testemunhas, por exemplo) e pela sentença. Bedin destaca que essa mudança é importante, pois enquanto seres humanos, todos são influenciáveis é o juiz que coleta a prova e o mesmo que julga, "muitas vezes ele fica contaminado pelas questões da prova, do que ele vivenciou". "Isso não é apenas um problema do magistrado em si, mas de todos nós. Então essa separação de funções me parece bastante importante para o avanço do processo penal no Brasil", ressaltou o professor universitário. O juiz das garantias teve início no ano de 1970, na Alemanha. A primeira experiência efetiva com a medida foi feita em

Portugal, em 1987. Já a Argentina possui juiz das garantias desde 1991, mas faz isso gradualmente. Até hoje, ainda não o colocou em prática em todas as cidades. "Os cuidados que os países do primeiro mundo têm em função à relação judicial, é muito mais significativa do que para nós, que temos, de certa maneira, talvez pela história do País, certa pressa no mecanismo de punição", disse o professor. "Isso tem o seu lado positivo, mas tem o lado negativo. A possibilidade de ter um processo e incluir o juiz, que, de certa maneira, vai buscar controlar a produção da prova, e o outro, com uma instância mais parcial, vai decidir de uma forma mais isenta do processo sobre a vida da pessoa, é muito importante. São valores, por exemplo, a restrição da liberdade, na maioria dos países é uma exceção. Ou seja, não se decreta a prisão de ninguém como se faz no Brasil por qualquer motivo." De acordo com o professor, no Brasil, 41% das pessoas que estão presas não

foram julgadas. "Muitas vezes, já estão presas há dois ou três anos, o que restringe o direito fundamental da pessoa que é sua liberdade. E tem muitos países do mundo que têm muito cuidado com isso, muito mais que o Brasil, que para nós não parece muito importante." Sobre as demais propostas do projeto Anticrime, que entrou em vigor, o professor destaca que são medidas restritivas, mais que do que historicamente se tem feito. "Mas elas vão produzir resultados efetivos? É muito difícil de responder, porque se formos pensar a questão do aumento do cumprimento da pena de 30 para 40 anos e formos verificar quantos presos com mais idade são muito poucos. Isso significa que por algum motivo a pessoa que está dentro do crime, principalmente organizado, não tem uma vida longa. Qual é a influência de aumentar uma pena de 30 para 40 anos para uma população que sabidamente tem uma longevidade muito pequena?"

Manter a magistratura forte é o objetivo do novo presidente da Ajuris

Orlando Faccini Neto tomou posse nesta segunda-feira em Porto Alegre

Em cerimônia nesta semana, o novo presidente da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris), Orlando Faccini Neto, tomou posse em Porto Alegre. Antes vice-presidente administrativo, Faccini assume a partir de agora o lugar da desembargadora Vera Deboni. Aos 43 anos, Faccini é juiz de Direito e se formou pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, em São Paulo. É mestre em Direito Público pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e doutor em Ciências Jurídico-Criminais pela Universidade de Lisboa (Portugal). Em seu discurso de posse, o juiz falou sobre a situação atual do País. "Polarização política, confrontação de valores, exaltação do preconceito e vilipêndio à liberdade de pensar, tudo isso amplificado pelas redes sociais, eis o retrato de um Brasil que vem sendo tratado como país do futuro… do pretérito. A Ajuris há

de imiscuir-se nessas discussões", defendeu. Faccini afirmou que, nos últimos anos, tem "assistido com doses de amargura" o "rebaixamento da autoestima da magistratura gaúcha", e que é preciso resgatar "o orgulho e o prestígio". "Somos juízes, mas somos agentes políticos, de modo que se nos afigura uma imposição a defesa da democracia, a refutação da intolerância, a atenção para com os direitos humanos e o fortalecimento da independência judicial". Faccini ingressou na magistratura em 2001, na comarca de Jaguarão. Em 2004, assumiu a Vara Criminal de Carazinho e, em 2011, foi promovido para a comarca de Passo Fundo, também na área criminal. Em 2016, assumiu como titular do 1º Juizado da 1ª Vara do Júri de Porto Alegre, cargo de que está afastado atualmente por sua atuação associativa. O novo presidente da Ajuris também atuou no gabinete do mi-

nistro Felix Fischer, no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, quando auxiliou em julgamentos de recursos de processos da Operação Lava-Jato. Na Ajuris, Faccini integrou duas vezes o Conselho Deliberativo como conselheiro eleito. Na gestão que se encerra, era o vice-presidente administrativo da associação. Os demais integrantes do Conselho Executivo que foram empossados são o vice-presidente administrativo, Cláudio Luis Martinewski; o vice-presidente de Patrimônio e Finanças, Mauro Peil Martins; a vice-presidente Cultural, Márcia Kern; o vicepresidente Social, Káren Rick Danilevicz Bertoncello; o vicepresidente de Aposentados, Felipe Rauen Filho; o diretor da Escola da Magistratura, Jayme Weingartner Neto; e a vice-diretora da Escola da Magistratura, Patrícia Laydner. A nova direção será responsável pela gestão no biênio 2020-2021.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

PROGRAMA

Entidades já podem solicitar sementes A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) informa que está fazendo levantamento preliminar para avaliar de recursos necessários para o Programa de Sementes Forrageiras deste ano. O prazo para envio das manifestações de interesse vai até o dia 14. “O programa tem como objetivo fomentar a aquisição de sementes forrageiras a serem utilizadas na formação de pastagens de inverno e verão destinadas à alimentação dos rebanhos de leite e corte nos estabelecimentos de base familiar”, explica o secretário Covatti Filho. O programa é operacionalizado anualmente e beneficia aproximadamente 13 mil agricultores familiares, em sua maioria produtores de leite que têm a base da alimentação do rebanho sobre pastagens. Em 2019, o programa proporcionou o cultivo de cerca de 30 mil hectares de espécies como azevém, aveia preta, aveia branca, trigo duplo propósito, ervilhaca e capim sudão. Em especial, devido aos impactos ocasionados pela estiagem

O aumento da área de pastagens nesse período é fundamental para produção

este ano, o programa tem uma função ainda mais importante. A operacionalização será feita em calendário antecipado, proporcionando ao agricultor a oportunidade de semeadura em condições climáticas favoráveis no início do calendário de cultivo. O cultivo de forrageiras no cedo possibilita, de forma antecipada, ter as pastagens de inverno, reduzindo a escassez de alimento no vazio forrageiro de outono e proporcionando um bom estabelecimento da cultura, que é

fundamental para a produção de forragem no período de outono/ inverno/primavera. O aumento da área cultivada com pastagens nesse período é fundamental para a recuperação e a estabilidade na produção leiteira. O incremento no volume de forragem busca também compensar uma parte do estoque de alimento de reserva que foi consumido em decorrência da estiagem, evitando assim perdas ainda maiores na produção.

Chuva ajuda e safra de soja será recorde O Brasil deve produzir 124,5 milhões de toneladas de soja na safra 2019/2020, segundo o levantamento da consultoria Safras e Mercado, alta de 4,4% ante as 119,3 milhões de toneladas da temporada anterior. No levantamento de janeiro, a consultoria acreditava que o País pudesse colher 123,5 milhões de toneladas. Segundo o analista Luiz Fernando Gutierrez esse aumento se deve a ajustes finos, positivos, nas produtividades médias esperadas para alguns Estados produtores da região Centro-Oeste. A área a ser colhida na temporada atual é de 37 milhões de hectares, 1,8% maior que as 36,3 milhões de hectares da safra passada. "No Rio Grande do Sul e

na Bahia, o retorno da umidade registrado em janeiro foi positivo para parte das lavouras que sofreram com a estiagem no final de 2019 e início de 2020, trazendo certa recuperação para as plantas e impedindo o avanço das perdas. O Brasil está consolidando a colheita de uma nova safra recorde." A colheita da soja ainda não começou no Estado. Entretanto, levantamento semanal da Emater aponta que pelo menos 1% da área de 5,9 milhões de hectares, já está pronta para colher. Alguns produtores relatam que já iniciaram os trabalhos. A entidade afirma que a cultura retomou o desenvolvimento com a normalização das chuvas, apesar da sua distribuição desuniforme.

13

Pesquisa destaca educação no combate a problemas Para combater com sucesso uma doença que ameaça culturas, pode ser mais importante educar os produtores sobre a eficácia das estratégias de controle do que enfatizar o risco da doença, de acordo com uma nova pesquisa de Alice Milne, da Rothamsted Research, em Harpenden, Reino Unido. As campanhas de controle de doenças ajudam a combater os patógenos das plantas que ameaçam se espalhar entre as culturas, mas só são bem-sucedidos se forem suficientemente bem coordenados e se produtores e outras partes interessadas cumprirem. No entanto, a maioria dos modelos matemáticos de controle de doenças negligenciou como as opiniões das pessoas sobre estratégias de controle de doenças influenciam sua decisão de participar. Para entender melhor como as opiniões afetam o sucesso de uma campanha de controle, Milne e seus colegas combinaram um modelo

matemático da disseminação da doença cítrica huanglongbing (HLB) com um modelo de comportamento humano que incorpora os resultados de uma pesquisa com produtores. O HLB ameaça a produção de citros em todo o mundo e só pode ser controlado se os produtores vizinhos coordenarem o uso de pesticidas e outras estratégias de controle. A análise das previsões dos modelos combinados destaca a importância de manter um compromisso frequente entre produtores e pessoas que prestam consultoria e apoio no controle do HLB. Também sugere que educar os produtores sobre a eficácia das estratégias de controle pode ser muito mais importante do que enfatizar quanto risco o HLB representa para as lavouras. Muitas campanhas se concentram no risco de doença, mas isso pode ser desnecessário e levar à perda de confiança se uma epidemia nunca ocorrer.

Pangolim pode ser principal canal na transmissão de vírus O pangolim, um pequeno mamífero conhecido por suas escamas e ameaçado de extinção, pode ser um animal-chave na transmissão ao homem do coronavírus, que já matou mais de 600 pessoas na China. Pesquisadores da Universidade de Agricultura do sul da China identificaram o pangolim como um possível "hospedeiro intermediário" que facilitou a transmissão do vírus, informou a universidade em um comunicado, sem dar mais detalhes. Um animal que hospeda o vírus sem estar doente e pode transmiti-lo para outras espécies é chamado de reservatório. No caso do coronavírus, o reservatório provavelmente é o morcego. De acordo com um estudo recente, os genomas deste vírus e os que circulam neste animal são 96% idênticos. O vírus do morcego não é, porém, capaz de se fixar em humanos receptores e, sem dúvida, precisa passar por outra espécie para se adaptar ao homem, o que é chamado de "hospedeiro intermediário". Tendo estudado mil amostras de animais selvagens, os cientistas determinaram que os genomas das sequências de vírus estudadas no pangolim eram 99% idênticos aos dos pacientes infectados pelo coronavírus de Wuhan. Esse novo vírus apareceu em dezembro passado, em um mercado da cidade chinesa de Wuhan, no centro do país, onde muitos animais vivos são comercializados, alguns deles selvagens.


14

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

ELEIÇÕES 2020

"Não está nada definido", afirma presidente do PCdoB O PCdoB ijuiense, que tinha em 2019, o apoio do Partido dos Trabalhadores (PT) e mantinha uma estreita afinidade com o PSB - dos vereadores Cesar Busnello e Jeferson Fernandes - com menos de oito meses das Eleições dá alguns passos atrás no tabuleiro do jogo eleitoral. Nas últimas semanas, o PT, que afirmava que não iria entrar na disputa para os cargos do Executivo lançou o nome do vereador Beto Noronha, e do ex-vice-prefeito, Bira Teixeira, como pré-candidatos a prefeito. Do outro lado, o PSB, que tem como pré-candidato ao Executivo o vereador César Busnello, anunciou apoio à pré-candidatura de Andrei Cossetin (Progressistas). Com as mudanças dos apoios dos partidos, o que parecia convergir para uma união em nome do pré-candidato e vereador Junior Piaia (PCdoB), deu uma nova embaralhada, fazendo com que as negociações e articulações dos dirigentes ampliassem, como confirma o presidente do PCdoB, Ângelo Schiavo, ao Grupo JM. "É

um momento onde temos conversado e dialogado com todos os partidos, buscando entendimentos, amparados naquilo que a gente imagina que é o melhor para o município. Temos o nome da nossa liderança, que é o Junior Piaia, que está presente nas mesas de negociação, mas é um momento que a gente parte para criar um plano de governo." Mesmo com o recuo do PT e as mudanças de estratégicas do PSB, Schiavo garantiu que o PCdoB segue conversando com as lideranças das duas siglas, como também os Progressistas, do PDT, e PL. "Estamos conversando sobre questões problemáticas, suas divergências e diferenças. Nós temos muitas diferenças em relação a muitos partidos daqui do município, mas com um entendimento pragmático a gente consegue sentar à mesa e avaliar o que a gente pode abrir mão, acrescentar para construir uma coligação mais ampla, que pode ter a nossa candidatura ou não. Nossa candidatura não é por vaidade, mas é legítima, pois tem um quadro experiente que tem condições de

Governo atinge 100% de aprovação na Assembleia Dos 59 projetos encaminhados pelo Executivo à Assembleia, 45 foram à votação e obtiveram a aprovação. Outros cinco foram retirados e nove ainda aguardam a análise dos deputados. O resultado não poderia ser mais satisfatório ao governador Eduardo Leite (PSDB), que celebrou o desempenho, na tarde desta quinta-feira, com o chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, e o líder do governo, deputado Frederico Antunes (PP). Porém, há considerações que superam os números. Uma das avaliações possíveis é que projetos difíceis foram aprovados, não só porque o governo tem maioria no Legislativo, mas pelo trabalho de articulação e pelos recuos nos momentos certos. Dois casos justificam essa avaliação. O primeiro foi o do Código Ambiental. Apesar de críticas, com uma emenda e muita negociação, o governo obteve aprovação em dezembro de 2019. Outro foi o do pacote de reforma nas carreiras. Se em dezembro do ano passado, as condições eram dificílimas de êxito, o resultado foi favorável na convocação extraordinária,

neste mês, após a condução de uma ampla articulação política, que valorizou as manifestações dos parlamentares. Praticamente, um giro de 180 graus. Agora é a vez de projetar o futuro. O processo de discussão promovido no pacote, com encontros com deputados e entidades, se repetirá na reforma tributária já a partir do mês que vem.

Eduardo Leite

A política é dinâmica. As coisas mudam com frequência, apesar da máquina, dos partidos tradicionais (...) o jogo ainda está sendo jogado e nós estamos participando" encarar esse processo", ressaltou o presidente. Fazendo uma análise do momento eleitoral, Schiavo acrescenta que as indefinições estão em todos os partidos, inclusive no PDT, e o debate ser colocado como situação contra oposição, quando existem, por exemplo, as principais bases partidárias que se alinham para disputar o Executivo estão hoje no governo. "Se formos pensar por aí, na oposição de 2004 para cá, somente se mantiveram o PCdoB e PSB. Alguns foram se revezando ao se coligar com o PDT. Então, nós precisamos sentar à mesa com os demais partidos, apresentar nosso projeto e ver se tem entendimento

Ângelo Schiavo

ou não, pois a política é dinâmica. As coisas mudam com frequência, apesar da máquina, dos partidos tradicionais (...) o jogo ainda está sendo jogado e estamos participando. E por enquanto não está nada definido".

Projeto do deputado Covatti Filho vai para sanção Plenário do Senado Federal aprovou nesta semana o Projeto de Lei da Câmara (PLC 44/2018), de autoria do deputado federal Covatti Filho, que autoriza a transferência do dinheiro arrecadado com a venda de veículos apreendidos em leilões também às secretarias estaduais de Segurança Pública. Atualmente, esse recurso é destinado apenas ao Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito (Funset). O texto segue para sanção presidencial. Pelas regras em vigor, se após a quitação dos débitos do carro leiloado (custos do leilão, despesas com remoção e estadia do veículo e tributos e multas vinculados ao automóvel) o saldo remanescente não for resgatado pelo antigo proprietário num prazo em até cinco anos, o valor é repassado integralmente ao Funset, gerido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O projeto, por sua vez, abre a possibilidade de o valor não resgatado pelo proprietário ser repassado às secretarias estaduais de Segurança Pública, nos casos de leilões realizados por órgãos executivos estaduais. Fica proibi-

Covatti Filho

do, no entanto, o uso dos recursos em despesa de pessoal. Quando os leilões forem realizados pelos órgãos da União e dos municípios, o recurso continuará a ser enviado para o Funset. De acordo com Covatti Filho, "a medida pode contribuir para ampliar os recursos destinados à área de segurança pública nos estados e no Distrito Federal".

ALEXANDRE GARCIA Jornalista

SAPO NA PANELA Costuma-se contar que se pusermos um sapo na água fria da panela e a aquecermos lentamente, o sapo vai se adaptar, sem perceber que a água vai ferver e ele vai morrer. Se o sapo fosse jogado na panela já com água quente, ele sentiria o calor e saltaria fora. Fico pensando se não somos como o sapo na panela. Fomos nos acostumando com absurdos, foram nos enganando com a temperatura da água, fomos nos adaptando e ainda hoje não nos damos conta da panela em que nos meteram. Trabalhamos quase cinco meses por ano para sustentar o Estado, supostamente em troca de bons serviços públicos. Não notamos que não temos segurança, a menos que viajemos para o exterior, quando nos surpreendemos sacando num caixa eletrônico na calçada de uma rua escura, pela madrugada. Não notamos que não temos asfalto, que a chuva não se acumula na pista, até que alugamos um carro no exterior. Por aqui, de tanto ecoar a voz do Doutor Ulysses, de Constituição Cidadã, acabamos pensando que ela foi feita para nós, o povo, quando foi feita para o Estado e para as elites que operam o Estado. Não nos damos conta de quanto somos submetidos aos nossos representantes no Legislativo – e não eles a nosso serviço. O mesmo notaríamos, se recém tivéssemos chegado de uma vida inteira em outro país, como ficamos sujeitos aos intemporais princípios do direito adquirido ou do trânsito em julgado. Temos uma legislação trabalhista que dificulta e encarece o emprego e precisou de uma recessão causadora de 12 milhões de desempregados para que nós, os sapos acomodados, descobríssemos que é melhor ser empreendedor, sem as amarras da “carteira assinada”. Resta-nos para nós o quinto artigo da Constituição, mas ele começa com “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”. Não é preciso sequer comentar com você a hipocrisia que se contém nessa determinação. Mas somos sapos já acostumados com essa temperatura. Aplicaramnos o princípio de A Revolução dos Bichos, e criaram a necessidade de nos jogarem uns contra os outros, na disputa entre as igualdades, para decidir quais são os mais iguais que os outros. É um pouco a lição do poema No Caminho com Maiakowski, de Eduardo Alves da Costa, em que primeiro nos roubam uma flor e nada dizemos, depois, pisam no nosso jardim e matam nosso cão e nada dizemos; até que um dia roubam-nos a voz da garganta e já não podemos dizer nada. Ao longo das décadas fomos nos acostumando com o crime, a bagunça urbana, a insegurança jurídica, as leis de encomenda, a corrupção que levou parte de nosso patrimônio; com o estado que submete a nação, a burocracia escravizadora, a alegria alienada, o desrespeito a nós e a nossas famílias, a doutrinação estranha de nossos filhos, o culto da mentira como ritual da política. Resta a esperança de que tenhamos percebido que tentaram nos enganar como ao sapo, e os expulsemos de nosso jardim.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

15

MEDIDAS

Reformas vão começar a andar no Congresso Governo e Congresso deram sinais de que, em breve, as duas reformas esperadas para este ano, administrativa e tributária, devem sair do papel. Após sucessivas postergações, o presidente Jair Bolsonaro prometeu que está “na iminência” de enviar a proposta que corta direitos de novos servidores públicos. Já a unificação de impostos deve ser discutida em conjunto, por um grupo de 20 deputados e 20 senadores, conforme decidiram os presidentes do Senado, DaviAlcolumbre (DEMAP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Alcolumbre explicou que o colegiado vai atuar nos moldes da comissão especial de senadores criada durante a tramitação da reforma da Previdência. À época, o Senado juntou um grupo à parte para acompanhar os trabalhos em andamento na Câmara. O objetivo era que, quando o texto chegasse à avaliação da Casa, não houvesse muita discordância, para que a tramitação fosse mais rápida. Na visão dele, a estratégia “deu muito

Davi Alcolumbre

certo”, o que sugere que deve ter bons resultados se replicada no caso da tributária. “O texto que chegou da Câmara foi aprimorado no Senado, mas foi amplamente debatido no

decorrer dos debates da comissão especial”, lembrou Alcolumbre. Segundo ele, “o mesmo rito, nós vamos estabelecer na reforma tributária”. O resultado das discussões deve ser um novo texto, mais próximo de um consenso entre as duas propostas de emenda à Constituição (PECs), hoje em discussão — a 45/2019, na Câmara, e a 110/2019, no Senado. Também pode incluir uma possível contribuição do Executivo, ainda não enviada ao Congresso. Se for criado um texto único, a tramitação precisará começar do zero, pela Câmara. Na primeira etapa, passa pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. Em seguida, pela avaliação de uma comissão especial. Só então pode ir ao plenário e, depois, ser debatida no Senado. A ideia da versão unificada é justamente facilitar o andamento e acelerar o trâmite. Quando uma PEC é alterada pelo Senado, precisa retornar à Câmara, o que atrasa a promulgação.

Eduardo Leite é novo alvo de Bolsonaro O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), se tornou mais um alvo na polêmica entre Jair Bolsonaro e os governadores envolvendo o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O presidente da República publicou em sua conta oficial no Twitter um vídeo no qual um jornalista de um programa gaúcho de televisão fala sobre a “vigarice” do governo do Rio Grande do Sul no controle do preço do combustível. Em seu comentário, do início de 2019, o jornalista Gustavo Victorino afirma que “ao contrário do que as pessoas imaginam, os 30% do ICMS não são

cobrados sobre o valor da gasolina que sai da refinaria […]. Aí vem a vigarice: o consumidor paga o ICMS sobre o preço que o governo acha que será vendido”, diz Victorino. “A vigarice está no governo do Estado do Rio Grande do Sul”, acrescenta. Em outro trecho do comentário, o jornalista diz que a política de preços adotada é um “estelionato” contra a população do estado. Na quarta-feira, o presidente da República afirmou que estava preparado para o zerar os impostos federais sobre os combustíveis se os governadores também zerassem o imposto estadual.

Rosa extingue interpelação de Glenn contra Bolsonaro A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, decretou a extinção da interpelação do jornalista Glenn Greenwald contra Jair Bolsonaro por causa da declaração do presidente, em julho de 2019, sobre a possibilidade de o editor do The Intercept 'pegar uma cana'. A ministra considerou que a interpelação 'cumpriu sua finalidade' após Bolsonaro responder à ação, dizendo que o comentário foi um 'discurso político, sem qualquer conteúdo ilícito' e que ele exerceu 'direito constitucional de livre manifestação do pensamento'. A frase foi dita durante evento na Vila Militar, em Deodoro, no Rio, quando o presidente foi questionado sobre uma portaria do ministro da Justiça Sérgio Moro, que permitiu a deportação de estrangeiros considerados perigosos. Bolsonaro negou que a medida tivesse ligação com o jornalista americano e afirmou: "Ele não vai embora. O 'Green' pode ficar tranquilo. Talvez pegue uma 'cana' aqui no Brasil, não vai pegar lá fora não." "Pelo que o Moro falou comigo, ele tem carta branca, né, eu teria feito um decreto. Tem que botar pra fora mesmo, quem não presta tem mandar embora".

Rosa Weber

Justiça Criminal adia interrogatório para que Lula se encontre com o papa A 10ª Vara Criminal Federal do Distrito Federal aceitou o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar um interrogatório para que ele vá ao Vaticano, onde tem um encontro agendado com o papa Francisco em 13 de fevereiro. Lula, que aguarda em liberdade o resultado de um recurso contra uma sentença de cerca de nove anos de prisão por corrupção, pediu o adiamento do interrogatório agendado para a próxima terça-feira, na 10ª Vara Criminal Federal do Distrito Federal, devido a sua viagem à Itália e ao Vaticano entre os dias 12 e 15. De acordo com a decisão do juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite, emitida na quartafeira, mas divulgada apenas na quinta, a audiência foi remarcada para 19 de fevereiro, às 14h30.

R$ 9,7

milhões é o valor do contrato assinado por Eduardo Leite para realização da pavimentação de um trecho da ERS-305, em Crissiumal.

Conselho cobra explicações de Aras

Senado quer que Estados assumam ônus de pacote

O conselheiro do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) Valter Shuenquener pediu ao procurador-geral da República, Augusto Aras, que se explique, em até 15 dias, sobre as mudanças que ele promoveu na ESMPU (Escola Superior do Ministério Público da União). Shuenquener quer ouvir Aras, que comanda o Ministério Público Federal.

O Senado Federal quer que Estados e municípios deem a palavra final em regras mais duras da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) emergencial, que aciona gatilhos de ajuste fiscal em situações de crise. Senadores articulam para incluir a determinação de que as medidas de controle de gastos precisam ser aprovadas pelas Assembleias Legislativas e Câmaras de Vereadores para entrarem em vigor.

Indicada por Regina Duarte é exonerada O ministro do Turismo do governo Bolsonaro, Marcelo Álvaro Antônio, decidiu demitir a secretária adjunta de cultura, Janicia Silva, a imediata que ocupava o cargo de Regina Duarte até que a atriz assumisse a Secretaria de Cultura. O chefe da pasta não informou os motivos da exoneração. Ainda não há um nome para substituí-la na ausência de Duarte. Ela indicou Janicia, até então secretária da Diversidade Cultural, em 23 de janeiro de 2020.

Vara da Lava Jato barra acesso a documentos

Tarso Genro diz que não vai à festa do PT

A Vara Federal responsável pela Operação Lava Jato em Curitiba restringiu a consulta a dados da investigação sobre Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, após reclamação da defesa, e depois recuou da medida. Papéis que haviam sido apreendidos em buscas da operação e relatórios da Polícia Federal (PF) sobre o caso, entre outros documentos, deixaram de ser acessíveis na quartafeira a quem não é parte envolvida no procedimento. O acesso voltou a ser possível somente no fim da tarde desta quinta-feira.

No dia em que começa uma festa no Rio de Janeiro para iniciar as comemorações de 40 anos de fundação do PT, um dos principais nomes do partido, o ex-governador Tarso Genro disse estar revendo sua relação com o partido e reflete sobre os caminhos que a legenda percorreu ao longo de suas quatro décadas de existência. Sobre a festa do partido, Tarso foi contundente: "Não pretendo participar Não me sinto identificado, hoje, com o tipo de visão que o PT construiu de si mesmo."


16

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

Esportes

R$ 54 MIL POR MÊS

BAGÉ

O Palmeiras irá depositar R$ 54 mil por mês ao ex-meia do Corinthians Marcelinho Carioca. O clube cumpre decisão judicial que determinou o repasse de 15% do salário do técnico Vanderlei Luxemburgo, condenado a indenizar o ex-jogador por ofensas feitas num programa de TV.

Após a saída do técnico Badico do comando técnico do Bagé, a direção anunciou o novo treinador para a sequência dos trabalhos na pré-temporada. Conforme a assessoria do clube, quem assume o time para a disputa da Divisão de Acesso é Arílson Gilberto Costa, ou somente Arílson.

Copa Ijuí inicia hoje com três confrontos Doze times vão participar da Copa Ijuí de Futebol, que tem início marcado para este domingo, 9. São 11 agremiações de Ijuí e outra de Augusto Pestana. Felipe do Rosário, um dos organizadores do evento, fala que o regulamento não permitiu que atletas punidos em outros campeonatos passem a atuar na Copa. “Isso é para manter a organização. Queremos ter um campeonato disputado, mas com segurança”, disse. Estão inseridos no certame as equipes: Palmeira do Boa Vista, Santa Cruz do Thomé de Souza, Barcelona de Ijuí, Boa Juniors, Lion, Palmeiras do Herval, Bahia, Independência, Farroupilha, Bahia Esquadrão de Aço, Petrol, Resenha e Barcelona de Sede Velha, Augusto Pestana. Amanhã jogam: às 10:30 - Santa Cruz X Barcelona de Ijuí; 14h15 - Resenha x Bahia; e às 16 - Petrol X Lion. Todos os jogos ocorrem no Campo da Imasa.

BRASIL X ARGENTINA

Com time reserva Inter recebe o Novo Hamburgo

Goleiro Marcelo Lomba será o único titular da equipe

Com as situações já definidas, Inter e Novo Hamburgo se enfrentam neste sábado, às 17h, no Beira-Rio, pela quinta rodada do Campeonato Gaúcho. O Inter está na primeira posição do Grupo A, com dez pontos, ao lado do Ypiranga. A equipe conquistou nas quatro rodadas anteriores três vitórias e um empate e precisa nesta rodada final do primeiro turno definir somente se mantém ou não o posto de líder. Por outro lado, o Novo Hamburgo está fora da etapa seguinte e nos quatro compromissos anteriores, empatou três e perdeu um. Confira as escalações: INTER Marcelo Lomba; Heitor, Pedro Henrique, Roberto, Uendel; Johnny; Marcos Guilherme, Nonato e Boschilia; Sarrafiore e Thiago Galhardo . Técnico: Eduardo Coudet. NOVO HAMBURGO Jacsson; Chicão, Kesley, Diego Ivo, Romano; Bertotto, Itaqui, Mossoró, Felipe Lima, Juba; Alison. Técnico: Julinho Camargo.

Everton desfalca Grêmio diante do Aimoré Amanhã, o Grêmio enfrenta o Aimoré, em São Leopoldo, às 16h, pelo Gauchão. Renato Portaluppi deve mandar a campo, mais uma vez, o time titular. No treino de quinta, 6, Everton foi ausência, mas não preocupa e deve começar a partida. O atleta fez um trabalho de reforço físico junto a Marcelo Oliveira no campo suplementar do CT Luiz Carvalho, enquanto o grupo principal realizava uma atividade em terreno reduzido. Depois disso, Cebolinha correu ao redor do campo e está à disposição de Renato Portaluppi, de acordo com o clube. As possíveis escalações AIMORÉ Luiz Felipe; Bruno Ferreira, Pablo, Renato e Márcio Goiano; Felipe Guedes e Germano; Eder, Wagner e Anderson Canhoto; Matheus Rodrigues. Técnico: Hélio Vieira. GRÊMIO Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Paulo Miranda e Cortez; Maicon e Lucas Silva; Alisson, Thiago Neves (Thaciano) e Everton; Luciano (Diego Souza). Técnico: Renato Portaluppi.

A seleção sub-23 decidirá a classificação para a Olimpíada de Tóquio em clássico contra a Argentina, domingo, às 22h30 (de Brasília). Após empates em 1 a 1 com Colômbia e Uruguai, o Brasil tem dois pontos e ocupa o segundo lugar no quadrangular final do Pré-Olímpico. Os argentinos lideram com seis pontos, têm 100% de aproveitamento na competição e já conquistaram não apenas uma das duas vagas em Tóquio, como também o título do torneio disputado na Colômbia. Se vencer o clássico, a seleção sub-23 garantirá a classificação à Olimpíada. Porém, é possível carimbar o passaporte até mesmo com um empate, caso não haja vencedor no duelo entre Colômbia e Uruguai, que acontece antes, às 20h. Há uma chance remota de o Brasil conseguir a vaga em Tóquio até mesmo com uma derrota, desde que Colômbia e Uruguai empatem, e o Brasil fique à frente nos critérios de desempate: saldo de gols, gols pró e confronto direto (pela ordem). Se a Colômbia ganhar o seu último jogo, o Brasil terá de enfrentar também a pressão da torcida da casa. Estão esgotados os ingressos para a última rodada, que ocorrerá no estádio Alfonso López, na cidade de Bucaramanga.

SALÁRIO DE NEYMAR A revista "L'Equipe" divulgou nesta sexta-feira uma lista com os maiores salários da Ligue 1, a primeira divisão do Campeonato Francês. O atacante Neymar é o atleta mais bem pago no país, com estimados € 3 milhões brutos por mês. Todos os atletas do top 10 são do Paris Saint-Germain. Em segundo lugar vem o francês Mbappé, com cerca de € 1,9 milhão, ou seja, mais de € 1 mihão a menos do que Neymar. O terceiro mais bem pago é o zagueiro Thiago Silva, com € 1,5 milhão mensais. O top 5 ainda tem o uruguaio Cavani, com aproximadamente € 1,3 milhão, e o zagueiro Marquinhos empatado com Verrati, cada um recebendo estimados € 1,2 milhão. Os salários não incluem bônus.

HONDA

Everton ficou de fora do treino do Grêmio

Com quase duas horas de atraso, o meia japonês Keisuke Honda, 33 anos, desembarcou na tarde de ontem no Rio de Janeiro, onde foi recepcionado por um mar de torcedores do Botafogo no aeroporto internacional. A Polícia Militar estimou a presença de mil pessoas. No saguão, o atleta subiu em um suporte, sobre o qual exibiu uma bandeira do clube e acenou, para delírio dos alvinegros. Honda, que vestia um blazer bege, ganhou um boné do Botafogo, mas preferiu deixar os cabelos descoloridos à mostra. Os botafoguenses estavam munidos de faixas na cabeça em alusão ao Japão. Uma imensa bandeira com a imagem do jogador e mensagens em japonês também foi estendida no local. Os torcedores ainda puxaram coro: "Olê, lê, olá, lá! O Honda vem aí e o bicho vai pegar!".


Jornal da Manhã

DOIS TOQUES

Leonardo Carlini

esporte@jornaldamanhaijui.com

SEM TEMPO PARA LAMENTAR Que a situação vivenciada pelo São Luiz é complicada, todos sabem. Os jogadores reconhecem que, apesar do esforço, a maré de maus resultados está sendo difícil de ser superada. Problemas táticos foram vistos logo na chegada por Antônio Picoli: falta profundidade no ataque. Michel, o camisa 9, apesar de ser o artilheiro do time com três gols, é pouco municiado pelos companheiros. "Ilhado", o centroavante vê a correria do time ser infrutífera. A expectativa é que com a leitura de jogo do novo comandante, mudanças possam ser vistas diante do Pelotas. A primeira vitória no Gauchão é urgente e dará um fôlego à equipe para iniciar com um ânimo renovado para o segundo turno da competição. TRANSMISSÃO - A rádio Jornal da Manhã irá transmitir o confronto deste domingo na Baixada. A pré-jornada inicia após o final do jogo entre Aimoré x Grêmio. A equipe esportiva que vai a campo é composta pelo narrador Adelar Amarante, o comentarista Sandro Silvello, o repórter Fausto Bertoldo, o plantão de estúdio Alexandre Pimentel, o repórter da galera Elieser Cavalheiro, o técnico de externas Gelson Palharini e eu serei repórter de campo. Hoje, durante o programa Super Sábado, das 9h às 11h, novamente serão sorteados ingressos para o jogo. Quem acompanhar a programação pode ligar para o telefone 3331 0332 e concorrer. DEMISSÃO - O gerente administrativo do Caxias, Diogo Aver, pediu demissão do cargo. Ele agrediu o árbitro Lucas Belotte, após a eliminação do clube da Copa do Brasil em um empate em 1 a 1 com o Botafogo, no Estádio Centenário. O clube deve ser denunciado no STJD. "Estou com meu coração em pedaços. Sempre garanti a segurança dos árbitros no estádio, mas, infelizmente, perdi o controle. Sei que errei e me arrependo. Também sei que o que aconteceu no gramado pode representar o encerramento das atividades em breve. Deixei a minha paixão falar mais alto que a razão, pois nada justifica a violência", disse Aver, em nota.

SÁBADO E DOMINGO, 8 E 9 DE FEVEREIRO DE 2020

17

São Luiz joga em busca de sua primeira vitória no Gauchão Em busca de sua primeira vitória no Campeonato Gaúcho, o São Luiz recebe o Pelotas amanhã, no estádio 19 de Outubro, pela 5ª rodada da competição. O time de Ijuí vive situação incômoda na tabela de classificação, ocupando a última posição da Chave A, com apenas um ponto somado em 12 disputados. Após o empate em 0 a 0 diante do América de Natal e a consequente eliminação na Copa do Brasil, o elenco rubro se reapresentou na quinta-feira, 6, com trabalhos regenerativos aos jogadores que atuaram mais de 45 minutos no confronto. Ontem, o elenco comandado por Antônio Picoli – que faz sua estreia no Gauchão pelo São Luiz – realizou trabalhos táticos na Baixada. Um fos trunfos a serem utilizados por Picoli, é o conhecimento dos pontos fracos existentes no elenco do Pelotas. Afinal, foi ele mesmo quem estruturou a equipe que, recentemente conquistou a Recopa Gaúcha nos pênaltis após um empate em 0 a 0 em tempo normal diante do time de transição do Grêmio, na Boca do Lobo, O adversário do São Luiz chega

Atacante Elias vai enfrentar a equipe pelotense no duelo de amanhã

em Ijuí na manhã deste sábado, 8. O Pelotas teve uma semana cheia de trabalho. Luís Carlos Winck – técnico que assumiu o lugar de Picoli – tem o saldo positivo: um jogo e uma vitória sobre o Juventude por 3 a 1 em seu jogo de estreia que ocorreu na Boca do Lobo, em Pelotas. Para a partida contra o São Luiz, Winck não vai poder contar com o volante Tiago Costa, com uma lesão na panturrilha.

Entrevista: Principal nome do São Luiz na partida diante do América, o meia-atacante Elias concedeu entrevista ao Grupo Jornal da Manhã. Confira: JM: O São Luiz vive uma situação difícil: são cinco jogos oficiais sem vitória. Como superar este momento? ELIAS: Copa do Brasil foi um campeonato à parte. Agora o foco total é no Campeonato Gaúcho. Estamos confiantes. Vamos lutar do começo ao fim e com certeza a vitória virá. JM: Percebemos uma mudança positiva no seu futebol. Qual é a participação do técnico nesta melhora? ELIAS: O professor Picoli falou comigo antes do jogo, me passando muitas informações sobre a equipe do América e me deu muita liberdade para usar ao máximo a minha velocidade com companheiros me ajudando, com aproximações. Agora precisamos implantar o que deu certo no jogo da Copa do Brasil e melhorar nossos erros. JM: Você conhece bem a equipe do Pelotas, afinal, em duas temporadas, você atuou pelo Brasil, o principal rival. Quais os pontos fortes deste time? ELIAS: Foram três temporadas que atuei no Brasil. Tenho total respeito pela equipe que vem aqui. É um time que já conquistou título esse ano (Recopa Gaúcha), mas não podemos deixar de implantar

Nesta semana, o clube anunciou a contratação do lateral-direito Iago Barbosa, de 24 anos, que atuava no Floresta do Ceará. Outro reforço é o meio-campista Talles Cunha, de 30 anos, que foi demitido pelo São Luiz na última terça-feira. O jogo de amanhã teve alterações no horário. Das 16h, como era previsto inicialmente, passou para as 19h, a pedido do São Luiz que foi acatado pela Federação Gaúcha de Futebol.

o nosso jogo. Vai ser um jogo completamente diferente do que foi com o América. Este time possui a característica de ter uma marcação forte, precisamos superá-la. Domingo vai ser guerra. JM: Por ser formado na base do São Luiz, ser de Augusto Pestana e ter identificação com o clube, há uma cobrança ou um incentivo maior por parte da torcida? ELIAS: Independente da situação, a torcida tem todo direito de me cobrar. A gente sente pela fase ruim. Precisamos entendê-los e lutar por eles. Não é qualquer time do interior que lota um estádio. Eu, como sou da casa, tento me doar ao máximo, porque isso é muito importante pra mim. Amo jogar aqui. É o meu clube do coração. Quero me aposentar aqui.

1º Internacional 2º Ypiranga 3º Pelotas 4º Juventude 5º N. Hamburgo 6º São Luiz

PELOTAS

Lúcio; Lucas Carvalho Ramon Baiano (João Marcus) Sílvio Samuel Balbino; Maycon Tássio Jean Carlo; Everton JR. Michel Elias Técnico: Antônio Picoli

Douglas; Felipe Chaves Negretti Vitão Tattto Mateus Santana Felipe Guedes Wallacer; Jô Hugo Sanches Hugo Almeida Técnico: Luís Carlos Winck

Árbitro: Eleno Todeschini; assistente 1: Lúcio Beiersdorf Flor; assistente 2: Michael Stanislau Local: Estádio 19 de Outubro Início: 19h. Ingressos disponíveis: Cadeira – R$ 120,00 Pavilhão Social – R$ 80,00 Geral – R$ 50,00 Meia-entrada: Pavilhão Social – R$ 40,00 Geral – R$ 25,00 • Idoso – acima de 60 anos com documento RG ou CNH. • Estudantes – com carteira válida. • Crianças dos 09 aos 16 anos com documento RG.

GAUCHÃO 5ª rodada Hoje,8.2 Brasil de Pelotas x São José de POA -16h - Bento Freitas Juventude x Ypiranga -17h - Alfredo Jaconi Internacional x Novo Hamburgo - 17h - Beira-Rio Amanhã, 9.2 Esportivo x Caxias - 16h - Montanha dos Vinhedos Aimoré x Grêmio - 16h - Cristo Rei São Luiz x Pelotas - 19h - 19 de Outubro

Este time (Pelotas) possui a característica de ter uma marcação forte e precisamos superá-la. Amanhã vai ser guerra.

CHAVE B

CHAVE A TIMES

SÃO LUIZ

P

J

V

E

D GP GC SG

TIMES

10 10 4 4 3 1

4 4 4 4 4 4

3 3 1 1 0 0

1 1 1 1 3 1

0 0 2 2 1 3

1º Caxias 2º Grêmio 3º São José 4º Esportivo 5º Aimoré 6º Brasil-Pel

8 4 5 4 0 4

4 1 6 5 1 8

4 3 -1 -1 -1 -4

P

J

V

E

D GP GC SG

10 9 5 5 3 1

4 4 4 4 4 4

3 3 1 1 1 0

1 0 2 2 0 1

0 1 1 1 3 3

5 8 5 5 4 0

1 3 4 9 7 3

4 5 1 -4 -3 -3


18

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

ACIDENTES

Seguro DPVAT pagou mais de 353 mil indenizações em 2019 Em 2019, o número de indenizações pagas por acidentes de trânsito no Brasil cresceu 8% em relação ao ano anterior, chegando a marca de 353.232 pagamentos. As informações fazem parte do Relatório Anual 2019 da Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT. Quando observados os números por tipo de cobertura, foram 40.721 indenizações por Morte, 235.456 por Invalidez Permanente e 77.055 por reembolso de Despesas de Assistência Médica e Suplementares (DAMS). Do total de pagamentos em 2019, a cobertura de invalidez permanente continua responsável pela maioria das indenizações, representando 67% dos casos e com crescimento de 3% no número de pagamentos em relação ao ano anterior. Na cobertura de Morte, o número de indenizações pagas cresceu 6% na comparação com o mesmo período. A cobertura de DAMS foi a que apresentou o maior crescimento, com 25% mais reembolsos. O documento também traz um recorte específico para os acidentes envolvendo motocicletas. Apesar de representar apenas 29,3% da frota nacional, esta categoria de veículos concentrou 77% dos pagamentos, ou seja, mais de 273 mil indenizações. Mais de 80% das indenizações

A cobertura por mortes aumentou 6% na comparação ao ano anterior

por morte em acidentes com motocicletas foram para vítimas do sexo masculino. Os motociclistas foram as principais vítimas nas indenizações pagas por Morte e Invalidez Permanente por acidentes nesse tipo de veículo em 2019 (62%). Em um levantamento inédito, a Seguradora Líder apresenta a idade média dos veículos circulantes do país. O cálculo é feito a partir da base de veículos com potencial para pagamento do Seguro DPVAT, que estão sujeitos ao licenciamento anual.

A maior incidência (75%) de indenizações pagas foi para vítimas do sexo masculino. Os motoristas representam 57% das indenizações pagas (22.276) para acidentes fatais. Os pedestres ficaram em 2º lugar nas indenizações por acidentes fatais no período (29%), assim como nos acidentes com Invalidez Permanente (35%). A faixa etária mais atingida foi de 18 a 34 anos, idade economicamente ativa, representando 46% do total das indenizações pagas (163 mil). A maior incidência de acidentes indenizados ocorreu

no período do Anoitecer, entre 17h e 19h59, representando 23% das indenizações, seguido pela Tarde, que representou 20% das indenizações no período. Destaques por Região Nordeste: teve a maior concentração (32%) das indenizações pagas em 2019 e registrou a segunda maior incidência do país de acidentes com vítimas fatais (32%) e as motocicletas representam 65% destes registros. Quando olhado apenas o recorte de motocicletas, a Região Nordeste concentrou 37% das indenizações por Morte e Invalidez Permanente envolvendo esse tipo de veículo em 2019. O Sul foi a única região em que todos os estados apresentaram reduções nos números totais de indenizações pagas no comparativo dos últimos dois anos (2018 e 2019). Considerando todas as coberturas, o Rio Grande do Sul teve queda de 5,57%; o Paraná de 5,39% e Santa Catarina de 1,23%. A Região Sul concentrou 15% das indenizações por morte em 2019, sendo 49% dos acidentes fatais envolvendo automóveis. Já o Sudeste concentrou a maior incidência no país dos acidentes com vítimas fatais (34%), especialmente com predomínio de motocicletas (42%). Sua frota representa 48% do total nacional de veículos do país.

ANTT amplia prazo de emissão do Ciot AAgência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) ampliou prazo até o dia 16 de março para contratantes de transportadoras gerarem o Código Identificador da Operação de Transporte (Ciot), informou o órgão regulador. A medida sobre o Ciot, que consta em publicação no Diário Oficial e valeria todas as atividades de transporte, entraria em vigor ontem. O adiamento do Ciot, um instrumento que também permite a fiscalização dos valores estabelecidos na tabela de frete rodoviário, ocorreu em meio a preocupações de companhias contratantes, que em geral não estão prontas para se adequarem ao novo sistema, que incluiu mais exigências e maiores custos. "A nova norma é uma mudança muito grande, não exige Ciots somente para os TACs (Transportador Autônomo de Carga), mas para a cadeia toda. Antes, era só para os TACs, agora

passa a exigir para as empresas...", afirmou à Reuters o especialista Diogo Ciuffo Carneiro, sócio do Bichara Advogados. Um dos setores mais afetados pela norma é o agronegócio, especialmente o setor de grãos, que responde por mais da metade da demanda do transporte rodoviário no Brasil. Caso a ANTT não adiasse o prazo haveria o risco de empresas judicializarem a questão, tentando obter mais tempo na Justiça para evitar sanções previstas na norma. "Ouso a dizer que esses 45 dias (de prazo adicional) não serão suficientes também...", acrescentou Carneiro, que atua em escritório líder em casos relacionados ao tema. "Existia risco de as empresas buscarem na Justiça esse adiamento, pois a lei prevê sanções se não cumprir, por isso está todo mundo receoso." O advogado comentou que o Ciot, anteriormente uma forma de proteger o caminhoneiro,

Prazo de exigência do cadastro de todas as obrigações foi estendido

para que o autônomo recebesse valores integrais, tem servido também para fiscalização do cumprimento da tabela do frete, cujo julgamento de constitucionalidade está previsto para fevereiro, no Supremo Tribunal

Federal (STF). Ele comentou que a maior complexidade das novas regras do Ciot se deve ao fato de o registro ter de refletir não somente a contratação do transporte, mas também a subcontratação, por exemplo.

Emater|Ascar

ARMAZENAGEM DE GRÃOS ATRAVÉS DE SILOS DE ALVENARIA A EMATER/RS sempre atuou na armazenagem de grãos a “nível” de propriedades rurais, porém com pouca inserção na secagem desses grãos. Quando a produção era pequena os agricultores secavam “ao sol” ou terceirizavam quando em quantidades maiores. A nossa maior atuação em secagem de grãos deu-se a partir do uso de aeração forçada (por ventiladores) no processo de retirada de umidade desses grãos. Nas décadas de 1990 e 2000 os colegas acompanharam e pesquisaram desde a secagem a fogo (secador de leito fixo), com ar aquecido pela energia solar (secador de leito fixo solar) e com uso apenas do ar ambiente (silos secadores). Hoje preconizamos apenas o uso de silo secador (de alvenaria, prioritariamente), pois ele possui vantagens construtivas em relação aos anteriores, vantagens ambientais pelo uso de energia renovável e vantagem na qualidade dos grãos secados. Esse modelo possui um menor custo e menor tempo construtivo, pois proporciona o aproveitamento de materiais da propriedade e a mão-de-obra do agricultor. A técnica de manejo é facilitada pelo não revolvimento e deslocamento dos grãos, ou seja, faz-se a secagem e a armazenagem no mesmo silo. Também evoluímos para uma planilha (elaborada pela EMATER/RS) que proporciona calcular as características dos ventiladores e os materiais necessários para qualquer tamanho de silo. Disponibiliza a relação de materiais, orçamento, pressão e vazão do ventilador, memorial descritivo, planta baixa e corte. Este material qualifica os projetos e dá condições para anexar junto aos planos de crédito na busca de recursos bancários. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS CONSTRUTIVAS: - Os silos deste modelo não possuem vigas e colunas e poderão ter capacidade até 5.000 sc; - A relação altura/diâmetro (H/D) é, normalmente, inferior a 0,7, o que se justifica pelo manejo de aeração com ventiladores com menor pressão estática, adequando os motores a energia disponível; - Podem ser construídos sobre pisos existentes (superior a 10 cm de espessura), porém em silos mais altos poderá ser necessário “sapata” se a planilha calcular; - São utilizados tijolos maciços ou furados, deitado ou de cutelo. A melhor opção é tijolo de 6 furos e de cutelo pelo custo menor e maior rapidez na construção; - No assentamento de parede tem as opções de uso de cola (argamassa polimérica) ou argamassa de cimento. O custo final é menor com cola devido ao menor tempo de construção, diminuindo o valor de mão-de-obra; - O ripamento para o estrado foi adequado para usar madeira serrada na propriedade (guias); - A ferragem tem o uso de uma tela soldada na contenção interna e externa, mais ferros adicionais (com bitolas calculadas conforme o tamanho do silo) que são acrescidas na horizontal. Silos muito altos requerem ferros também na vertical. Maiores informações podem ser obtidas com equipe técnica da EMATER/RS.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

SEGURANÇA PÚBLICA

Secretários fazem apelo por mais recursos Uma carta com solicitações referentes ao sistema penitenciário brasileiro foi entregue ao presidente Jair Bolsonaro pelos secretários de Estado que compõem o colegiado do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, da Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej). O encontro contou com a presença do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. O secretário da Administração Penitenciária do Rio Grande do Sul, Cesar Faccioli, participou do encontro no Palácio do Planalto, em Brasília. A partir do entendimento de

que o sistema penitenciário é parte fundamental da área de segurança pública, a carta expõe a necessidade de recompor as fontes de financiamento do Fundo Penitenciário Nacional que foram transferidas para o Fundo Nacional de Segurança Pública. Para Faccioli, a criação da Polícia Penal foi um avanço histórico e um justo reconhecimento à importância do sistema prisional como centro de gravidade do combate à criminalidade, especialmente a violenta e organizada. “Por isso é fundamental que esse reconhecimento se concretize em aporte de recursos ao Fundo Penitenciário”,

O colegiado do Consej reuniu-se em Brasília com Bolsonaro e Moro

destacou. A carta entregue ao presidente também trata da garantia de investimentos nos sistemas penitenciários dos Estados e da flexibilização dos processos construtivos das unidades prisionais. Além da agenda com o presidente, a primeira reunião do ano do Consej, que ocorreu no Ministério da Justiça e Segurança Pública, debateu a normatização da Polícia Penal. Faccioli apresentou a proposta que discutida no grupo de trabalho sobre o tema no Rio Grande do Sul, destacando que as três categorias da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) sejam incluídas na Polícia Penal. Representantes de outros Estados também apontaram a importância de uma Polícia Penal que abrigue as três especialidades, de forma a atender à Lei de Execução Penal. Em razão dessa discussão, foi agendada para 12 de março uma reunião do Consej, em São Paulo, com pauta específica para tratar do assunto. No encontro, estiveram presentes o diretor-Geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Fabiano Bordignon, o presidente do Consej, Pedro Eurico Barros e Silva, além de todos os secretários ou representantes das pastas dos Estados. O Consej tem reuniões periódicas para troca de experiências e alinhamento de práticas relativas à execução penal para o aperfeiçoamento constante dos sistemas prisionais.

PC alerta sobre golpes com uso de nomes A Polícia Civil alerta sobre um golpe, em tese, de delito de estelionato, praticado por indivíduos que se identificam como sendo policiais civis. Os suspeitos entram em contato, por telefone, com empresários e solicitam doações em dinheiro, via depósito bancário. A justificativa da doação seria de que o dinheiro iria ser destinado para a Associação da Polícia Civil, com a finalidade de melhorar o atendimento no combate ao crime. A Polícia Civil não realiza nenhum tipo de contato nesse sentido. Ao receber ligações do gênero, não dê crédito e leve o caso

às autoridades. Denúncias de golpes pela internet no site OLX, com a utilização de nomes de policiais civis também estão sendo reportadas. Fotografias e perfis falsos de WhatsApp também estão sendo utilizados pelos indivíduos para enganar. Vítimas que recebam esse tipo de abordagem devem procurar a Polícia Civil e repassar informações que auxiliem na investigação para identificar os criminosos. A recomendação é procurar a Delegacia de Polícia mais próxima e registrar boletim de ocorrências o mais rápido possível.

19

Paciente é morto a tiros dentro de hospital Um jovem de 19 anos foi morto a tiros dentro do Hospital de Caridade de Carazinho, na Região Norte do Rio Grande do Sul, na manhã de ontem. Segundo a Polícia Civil, William Gabriel Claro Severo havia sido baleado em uma tentativa de homicídio no sábado e estava internado em estado estável na instituição. Pelo menos dois homens invadiram o hospital, informou a polícia.

Após o crime, eles fugiram. Os suspeitos foram identificados por meio das imagens das câmeras de segurança e são procurados. Segundo as autoridades, o jovem que foi morto tinha passagens pela polícia. A arma usada no crime já foi encontrada. O Hospital de Caridade disse que não vai se manifestar sobre o caso. A Polícia Civil apura a motivação do assassinato.

Polícia Civil procura por suspeitos de matar paciente em hospital

Exame toxilógico para posse de arma é criticada O presidente Jair Bolsonaro criticou a aprovação, pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, de um projeto de lei que exige exame toxicológico para a posse ou porte de armas de fogo. A proposta foi aprovada pelo colegiado na quarta e tem caráter terminativo - ou seja, só irá ao plenário do Senado se houver recurso; caso contrário, segue direto para a Câmara dos Deputados. “Meu Deus do céu, tem que infernizar a vida de quem está fazendo a coisa errada, não de quem quer fazer a coisa certa. Quem quer comprar uma arma não é para fazer besteira. (Para) fazer besteira ele vai aí para o câmbio negro, um lugar qualquer”, declarou o presidente, durante uma live nas redes sociais. Pelo texto votado pelos senadores, o exame toxicológico negativo precisa ser comprovado a cada três

anos para a renovação do Certificado de Registro de Arma de Fogo. Além disso, o projeto estabelece que a Polícia Federal e as Forças Armadas poderão submeter os possuidores de arma de fogo a exame toxicológico de forma randômica durante o prazo da autorização de modo a surpreender os eventuais usuários de drogas. Defensor de regras mais frouxas para o acesso a armas, Bolsonaro disse ainda esperar que o projeto não seja aprovado pelo Congresso e sinalizou veto à matéria caso ela ganhe sinal verde do Parlamento. “Se porventura passar, eu posso exercer o direito de veto e depois o Congresso Nacional decide se mantém ou não (o veto)”, declarou. O presidente também conclamou os eleitores a procurar os parlamentares e defender a derrubada da proposição.

Plantão

ATROPELAMENTO

VEÍCULO

APREENSÃO

CAPOTAMENTO

OPERAÇÃO

Uma criança de quatro anos foi atropelada em São Paulo das Missões, na tarde de quinta-feira. Ela brincava numa estrada vicinal no interior do município quando foi atropelada por um automóvel Gol. Ela foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

A caminhonete do homem encontrado morto na BR-153, em Passo Fundo, foi localizada pela Guarda Municipal de Cachoeirinha, na quinta-feira. Pablo Scariot foi atingido por um disparo na cabeça, na noite de terça-feira. Ele tinha 27 anos.

A Polícia Rodoviária Federal preendeu na BR-386, em Nova Santa Rita, duas mulheres transportando 30 quilos de maconha em um ônibus. Ao revistarem as bagagens que estavam no ônibus, os agentes encontraram a de maconha em duas malas.

Um caminhão tombou na ERS223, no trevo de acesso a Ibirubá, distante 70 quilômetros de Carazinho. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual de Tapera, o condutor perdeu o controle no trecho e não conseguiu evitar o acidente. Ele não se feriu.

Em uma operação realizada na manhã de ontem, Polícia Civil e Brigada Militar combateram o tráfico de drogas e os roubos a estabelecimentos comerciais em cinco municípios do Litoral Norte. Mais de 90 agentes cumpriram 21 mandados de busca e apreensão e de prisão.


20

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

POLÍCIA

Quadrilha de Carazinho é apontada como autora de assassinato de jovem O terceiro homicídio do ano ocorrido em Ijuí demonstra a realidade e a crueldade do mundo do crime: jovens de 18 e de 19 anos assassinaram outro jovem. A ocorrência, registrada no início da noite de quinta-feira, mostra como grupos criminosos tentam impor regras, e, se utilizando da “mão-de-obra” financiada pelo tráfico de drogas, deixam rastros de sangue por onde se instalam ou lotam presídios. Após os disparos de pistola .40 que vitimaram Bruno Fabrim Fernandes, aos 19 anos, em um matagal nos fundos da Penitenciária Modulada Estadual de Ijuí, uma intensa perseguição da Força Tática da Brigada Militar (BM) capturou os suspeitos do homicídio. Eles foram localizados próximos à BR-285, onde pediam carona. Com um deles, a arma de fogo foi encontrada. De acordo com informações policiais, os jovens são de Carazinho. “Não podemos adiantar muitas informações até para não prejudicar o trabalho da investigação, mas os crimes têm uma relação

estreita com o tráfico de drogas. Pessoas estão vindo de fora para praticar essas execuções, impondo suas regras através da violência. Mais uma ocorrência deste tipo que nos preocupa pela retirada da vida de pessoas que se aventuram na vida criminosa achando que vão se dar bem”, disse o capitão Gilmar Bischoff. Coincidentemente durante o mesmo dia da morte do jovem, Felipe de Almeida Rolin, 25 anos, estava sendo condenado pela morte do pai da vítima. No dia 7 de abril de 2016, foi morto a tiros de revólver o apenado Paulo Rogério Fernandes, conhecido como Marcos Cota, aos 56 anos, e baleado o também apenado Carlos Roberto Cardenal, o Betinho, 46 anos. Na época, Rolin havia sido transferido da Penitenciária Modulada de Ijuí ao Instituto Penal um dia antes dos fatos, quando, segundo o Ministério Público já teria prometido vingar a morte do amigo de infância Bayron Eduardo de Azevedo da Silva, assassinado aos 17 anos, em 2010, no bairro Luiz Fogliatto, por

Força Tática efetua prisão no bairro Alvorada Após a ocorrência de homicídio no Luiz Fogliatto, a Brigada Militar de Ijuí efetuou uma série de ações no município. Em uma delas, no bairro Alvorada, um homem foi preso pelo crime de tráfico de drogas. O indivíduo de 38 anos foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil, e após o entendimento da autoridade policial, foi encaminhado à Penitenciária Modulada de Ijuí. Com ele. segundo a BM, havia três tipos de droga: crack, maconha e cocaína. O peso do entorpecente não foi divulgado.

Maconha, crack e cocaína estavam de posse de indivíduo que foi preso pela BM

Bruno Fabrim Fernandes foi executado com tiro na cabeça. Pistola .40 foi localizada com dois suspeitos do crime

Marcos Cota. Betinho também acabou se envolvendo em fatos relacionados à morte de Bayron. Destes crimes, Rolin foi condenado a 25 anos de prisão em regime fechado por homicídio e tentativa de homicídio. A polícia também suspeita que ele possa ser o mandante de execuções ocorridas em Ijuí. Bischoff acredita que não

possa haver relação de Rolin com a morte de Bruno. “Isso a Polícia Civil vai buscar esclarecer através do inquérito policial. Pelo que apuramos ontem, pode ser que não tenha relação com a condenação de ontem. São relacionados a outra pessoa que é daquela região. Pela minha experiência, acredito que não tenha essa relação”, conclui.

"Pessoas estão vindo de fora para praticar essas execuções, impondo suas regras através da violência." Capitão Gilmar Bischoff

Operação combate o tráfico na fronteira A Polícia Civil (PC) de Santa Catarina deflagrou, na manhã de sexta-feira, 7, a operação Game Over, na cidade de Iraí. Com uso de helicóptero, cães farejadores, viaturas e policiais no solo, a PC prendeu um homem suspeito de distribuir cocaína há pelo menos sete anos. Além do indivíduo, uma mulher foi presa em flagrante por esconder 22 buchas de cocaína em um urso de pelúcia. A operação Game Over foi deflagrada após quatro meses de investigação, e é um desdobramento da Operação Peacemakers, realizada recentemente pela PC catarinense. O homem investigado é apontado por distribuir cocaína de Iraí para as cidades catarinenses de Palmitos, Caibi, Mondaí, Riqueza,

Helicóptero foi usado nas buscas por criminosos na divisa com Santa Catarina

São Carlos, Águas de Chapecó, Cunha Porã, Maravilha, entre outras. Além das 22 buchas, que somaram 17,1 gramas de coca-

ína, foram apreendidos R$ 797 em espécie, uma espingarda de pressão com silenciador e celulares. A operação foi movida pela Delegacia de Polícia de Palmitos.

Venda de droga em cemitério é flagrada

Na manhã de ontem, policiais que realizavam buscas em vários locais de São Luiz Gonzaga visando efetivar a prisão de um indivíduo por crimes relacionados a Lei Maria da Penha, flagraram um fato inusitado Após receberem informações de que o indivíduo poderia estar escondido no cemitério municipal, os policiais deslocaram-se até lá e realizaram uma ampla varredura, localizando o homem e com ele

uma porção de cocaína e R$ 250 em dinheiro. Durante a varredura realizada, foram abordadas e identificadas várias pessoas no interior do cemitério, que alegaram serem usuárias de drogas. Com um dos indivíduos abordados, foi localizada uma pequena porção de cocaína acondicionada exatamente no mesmo tipo de embalagem daquela encontrada com o primeiro homem, que estava com mandado de prisão expedido.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

FESTA DA UVA

Voluntários ajudam na festa desde a primeira edição A Festa da Uva da Paróquia São Geraldo de Ijuí iniciou sua 52º edição na terça-feira, contando com programação diversificada, onde estão sendo comercializados sucos, uvas, cucas, pastéis de uva, cachorros-quentes, assados e bebidas. Para a produção, o evento conta com o apoio de voluntários que tornam a realização da festa possível. Os voluntários Anselmo e Catarina Dalla Rosa Canal, contribuem com o evento desde sua primeira edição, em 1968. Em entrevista, Canal disse que além de voluntários, o casal também já foi festeiro e coordenador da festa. “É um prazer trabalhar em comunidade. Nos sentimos bem e todos são bem servidos. Eu trabalho no setor de fabricação de sucos, com uma grande equipe, durante todos os dias, totalizando um montante de aproximadamente 6,5 mil garrafinhas de suco”, relatou ele, e Catarina acrescentou: “Eu debulho

A programação do evento segue até amanhã, na igreja São Geraldo

as uvas e também auxilio na fabricação do suco.” O casal recorda a época em que a festividade teve início. “Há 52 anos a festa era bem diferente, desde a fabricação dos produtos, as uvas eram daqui, os freis tinham parreiral aqui, então nós colhíamos e fabricávamos os produtos”, explicou Canal. Segundo Catarina, na época alguns tipos de uvas vinham de Caxias do

Sul. “Era uma novidade, e eram muito bonitas, então tinha exposição dos cachos de uvas”. Canal informou que atualmente as uvas vêm da Serra, de Veranópolis, Caxias do Sul e Bento Gonçalves. “Temos uma equipe responsável pela verificação de onde se encontram as uvas e por trazê-las. Aqui na região ainda tem alguns produto-

res, mas a safra aqui é mais cedo, então nesta época do ano não se encontram mais uvas”, falou Canal. Catarina afirmou que a festa, além de ser um momento de integração entre a comunidade, possui um vínculo religioso, com programação definida para que em cada noite um frei realizasse uma pregação. “Agradecemos a oportunidade de participar anualmente do evento e desejamos que todos possam vir comemorar e saborear nossos produtos”, enfatizou Canal, e Catarina enfatizou, “sou muito grata a Deus pelos voluntários, que chegam a 600 pessoas que se envolvem gratuitamente para a realização da festa e é uma satisfação muito grande”. O Frei Gilmar Gonçalves de Azevedo, informou que as expectativas de público e de venda de produtos estão sendo superadas. A festa acontece até amanhã, e terá transmissão ao vivo no programa Domingo JM, a partir das 9h.

Projeto Muleke Modelo conta com novas atividades O projeto Muleke Modelo retomou suas atividades no último sábado, tendo como objetivo manter suas atividades em todos os sábados de cada mês, até o final do ano. A idealizadora, Graciela Bidinha, em entrevista ao Grupo JM, informou que o projeto está passando com um processo de melhorias, dentre elas, a regularização para criar um CNPJ, para ser reconhecido e também para facilitar a captação de recursos para manter as atividades. Graciela disse que os voluntários que integram o projeto desde o início continuam realizando atividades com as crianças. “A Taísa Bidinha é responsável pela parte do futebol e assessoria contábil, o Talvane Dornelles dá aulas de capoeira, e a Gabriele Sá dá aulas de boxe, eu sou responsável pela parte da dança, mas não tenho formação nisso, então se houver algum profissional da área que queira

21

Realizada coleta de resíduos na BR-285

Material recolhido foi classificado e destinado a local próprio

O coordenador socioambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Sérgio Burmann, em entrevista ao Grupo JM, informou que na tarde de ontem, foi realizada uma ação de limpeza e classificação de resíduos na lixeira em frente a entrada de captação de água da Corsan, na BR285, com o auxílio dos albergados do município. Burmann disse que a pasta recebeu uma denúncia de que havia um depósito de vidros no local, então, como uma atividade já estava sendo realizada no ecoponto de recolhimento de vidros, a equipe decidiu realizar esta ação. “Chamamos atenção para que as pessoas encaminhem os resíduos de vidro para os ecopontos, pois temos mais de 110 na cidade. O trabalho realizado foi voluntário, e apesar dessa parte de recolhimento de resíduos ser de responsabilidade da empresa Ansus, nós aproveitamos e fizemos a classificação”, disse. Segundo Burmann, no ano passado, foram recolhidas 440 toneladas de vidro no município, e “se esse material não fosse destinado corretamente, ele estaria avolumando o descarte no aterro sanitário em Giruá, o que traria custos para o município. Além de colaboramos com a natureza, fazendo o descarte correto, estamos economizando recursos para o nosso município aplicar em outras áreas”, salientou.

CONVITE PARA A MISSA DE 7º DIA DE FALECIMENTO NELCI OLIVA SIQUEIRA *16/05/1936 +02/02/2020 “Mãe, a luz do teu amor foi descobrindo o amor em nosso caminho, porque teu exemplo a tua bondade é nosso guia nas horas de dúvida, o teu olhar, repleto de fé, alimenta nossos atos”.

Projeto conta com novos voluntários nas áreas de instrumentação e atividades esportivas

se voluntariar, seria ótimo”, disse. Além disse, neste ano, o projeto recebeu novas voluntárias, a pedagoga Gabriela Dobler que dá aula de instrumentação e a educadora física Deise da Cunha Kulmann, que dá apoio às atividades esportivas. No final do ano passado, o advogado aposentado, Valdir Michael, de 78 anos,

procurou o projeto e se propôs a ensinar xadrez para as crianças, pois ajuda no desenvolvimento e memória. Michael criou 80 tabuleiros de papelão e as peças para o jogo com madeira, manualmente, para dar para todas as crianças. “Ele tem feito isso com muito amor, e ter uma pessoa tão cheia de vontade como o senhor Valdir está sendo uma

experiência maravilhosa e um belo exemplo para as crianças”, salientou. Neste ano, o Muleke Modelo conta com o apoio da Unijuí, visando incentivo ao esporte e inserir mais voluntários dentro do projeto, além das empresas que apoiam mensalmente com algum valor para manter as refeições oferecidas às crianças.

Filhos, netos e bisneto, agradecem a todos que nos confortaram nessa hora de dor, em especial a Clinica do Idoso Bem Viver e a Legião de Maria do Bairro Mundstock. Convidamos, família, amigos para Missa de 7° dia de Falecimento a se realizar na Igreja Natividade dia 09/02 as 8:30hrs em Ijuí. A Família agradece a todos. Ijuí, 8 de fevereiro de 2020.


22

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de fevereiro de 2020

GINÁSIO MUNICIPAL

Novos equipamentos serão entregues hoje O Ginásio de Esportes Wilson Mânica foi revitalizado e recentemente recebeu 520 novas cadeiras e piso modular. O secretário adjunto de Cultura, Esporte e Lazer, Rogério Dürks, em entrevista ao Grupo JM, falou acerca das melhorias e investimentos no local. Segundo Dürks, os assentos esportivos têm por objetivo proporcionar comodidade àqueles que usufruem do espaço. A entrega dos novos equipamentos ocorre hoje, a partir das 13h30, com a presença do ex-deputado federal, João Berlim, que atual é secretário do Estado, de Esporte e Lazer, que destinou o recurso utilizado para a realização das obras através de emenda parlamentar. Na oportunidade será realizada a 1ª edição do Torneio Comunitário de Futsal Uabi/SMCET de Ijuí, evento esportivo que irá estimular as práticas esportivas entre os bairros da cidade, e acontecerá hoje e amanhã. As equipes deverão ser formadas por moradores dos bairros de Ijuí, nas categorias masculino e feminino, e deverão ter o aval do presidente do bairro para confirmarem participação. “Após os jogos, iremos fazer uma análise do piso para verificar se ele não apresentou falhas, e a partir daí começarmos a abrir a agenda para a comunidade e o projeto pró-vôlei

Ação de prefeitura resulta em depósito para resíduos O morador do bairro Thomé de Souza, José Beltrame Rigol, procurou a equipe de reportagem do Grupo JM para fazer uma denúncia. Segundo Rigol, equipes da prefeitura depositaram montes de terra nas imediações do Parque da Pedreira, o que acabou acarretando o crescimento de vegetação que se encontra consideravelmente alta. Posteriormente, algumas pessoas da comunidade passaram a descartar lixo no local, o que está ocasionando a proliferação de animais peçonhentos que estão invadindo as residências. “Houve uma situação em que meu sobrinho estava jogando bola em casa e encontrou uma cobra dentro de um vaso de flor, e ele tem apenas 8 anos, então é arriscado”, disse.

Rigoli informou que muitos moradores estão preocupados com a situação, e têm entrado em contato com a prefeitura e com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente para tentar solucionar a questão, mas não obtiveram respaldo. “Há mais de três meses estamos contatando o poder público, e às vezes eles respondem até ironicamente, dizendo que não é responsabilidade deles, que devemos procurar meios de solucionarmos o problema”, declarou. A equipe de reportagem do Grupo JM irá entrar em contato com o setor competente, pois o local é pertencente ao município, para que seja solucionada essa situação que tem preocupado moradores da região.

O ginásio recebeu 520 novas cadeiras e piso modular para a prática de esportes

retomar suas atividades”, disse. A licitação do piso modular custou R$ 112,6 mil, e os assentos R$ 74 mil - já com a instalação. Dürks pediu que a comunidade ajude a cuidar dos equipamentos, utilizando o tênis adequado para cada modalidade e não pular nos assentos. “Pedimos para que os pais instruam seus filhos para que eles cumpram essas regras, vamos colocar placas informativas quanto a isso. É da comunidade, então esperamos que todos entendam esse novo momento”, salientou. O material do piso foi escolhido levando em consideração algumas goteiras que existem no ginásio, então ele recebe uma manta em baixo do piso, que não

permite que a água o prejudique. Com relação as goteiras, Dürks comentou que existem três goteiras específicas que aparecem com chuva moderada, mas que até hoje não apresentaram danos nem no antigo piso. No início do segundo semestre, o objetivo é trocar as translúcidas, que são telhas laterais que auxiliam na iluminação do ginásio. “Os engenheiros já estão trabalhando nas planilhas orçamentárias para realizar essa troca”, disse. Além disso, serão realizadas manutenções na estrutura do telhado e melhoramentos nos vestiários e nos banheiros do lado leste do ginásio, e também a pintura externa do telhado.

Movimento reduz em agência do Sine O coordenador do Sistema Nacional de Emprego (Sine), Flamarion Miranda, em entrevista ao Grupo JM, informou que após a validação da carteira digital, diminuiu significativamente o movimento na agência, além de também, normalmente diminuir no período de janeiro e fevereiro. “Durante o ano tínhamos aproximadamente 2 mil carteiras de trabalho que eram encaminhadas pelas pessoas nos guichês, causando grandes demandas e filas, e com a carteira digital, as pessoas ainda procuram a agência, mas é possível auxiliar mais pessoas ao mesmo tempo e fazer o cadastro digital mais rápido”, explicou. Além disso, Miranda disse que para aqueles não possuírem computador ou não tiverem acesso à internet, a agência do Sine possui um computador a disposição para quem quiser realizar o cadastro

digital, e ainda conta com profissionais que irão auxiliar aqueles que necessitarem, inclusive, no processo de instalação do aplicativo no celular. Miranda disse que os encaminhamentos de seguro desemprego diminuíram bastante também nesse período, principalmente em virtude das férias dos atendentes, pois como o atendimento é por agendamento, foi reduzido o número de agendamentos, mas que até o final do mês serão normalizados. O coordenador salientou que a agência tem sido muito procurada por pessoas que estão em busca de vagas de emprego, mas que “elas estão um pouco restritas no momento, e as vagas que temos tendem a ser mais específicas, e o comércio realmente não está contratando, as contratações ocorrem normalmente após o carnaval e no final do ano”.

A vegetação e o depósito de lixo no local estão crescendo gradativamente

Projeto amplia benefício a mais de uma pessoa O projeto de lei 3260/19 permite que mais de uma pessoa com deficiência da mesma família possa receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC). O texto, que tramita na Câmara dos Deputados, foi proposto pelo Senado e altera a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Autora da proposta, a senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) argumenta que o objetivo é equiparar a condição das pessoas com deficiência à das pessoas idosas, para as quais a Lei Orgânica da Assistência Social (Loas) reconhece o direito individual ao BPC. Na prática, o projeto determina que o BPC recebido por qualquer membro da família em razão de deficiência não será computado para fins de cálculo da renda familiar per capita que ampara sua concessão. O texto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa; de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência; de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Serviços BRECHÓ

VAKINHA

PROJETO

DESCONTO

VACINAÇÃO

Com o objetivo de beneficiar felinos que foram abandonados, o Brechó do Gatil da Mel está oferecendo promoção em suas peças durante o dia de hoje, das 9h30 às 18h30. Todo o valor arrecadado será revertido em ração e castração dos gatos.

O Lar Meame está realizando uma Vakinha Online com o intuito de arrecadar fundos para substituir o sistema elétrico da instituição por um sistema limpo e renovável. Para quem tiver interesse em doar, basta acessar o link vaka.me/650488.

O projeto Focinho Amigo está em busca de apoio para arrecadação de recursos para a aquisição de ração e castração dos animais. Além disso, aqueles que quiserem se voluntariar podem entrar em contato através das páginas no facebook e instagram.

O Executivo irá conceder desconto no pagamento do IPTU para os responsáveis de terrenos urbanos, edificados ou não, que realizem a limpeza e manutenção de seus imóveis visando promover o embelezamento e acessibilidade na cidade.

A Secretaria Municipal de Saúde reforça o chamado para a segunda dose da vacina contra Febre Amarela em crianças a partir dos 4 anos de idade. A vacina contra febre amarela é a medida mais importante para prevenção e controle da doença.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 8 e 9 de FeVeReiRo de 2020

23

Memória JM Notícias de FEVEREIRO de 1985

CARA OU COROA Armindo Pydd

Movimento sindical completa 50 anos em Ijuí

POLÍTICO SEM MANDATO ** O preço da gasolina baixou 13% na refinaria e do álcool 10%. Nas bombas para o consumidor, no entanto aumentou em média 1%, nos últimos tempos. Acontece que os tributos cobrados pelos Estados não diminuíram. Daí a nova polêmica com a cobrança do presidente aos governadores. ** AGIT-PROP. Agitação e propaganda é uma diretriz antiga da estratégia política comunista. É só observar que veremos sempre presente esta diretriz. Aliás, na política em geral. ** Em Santa Rosa, foi a leilão a estrutura e os equipamentos do Hospital Filantrópico Dom Bosco. Aqui em Ijuí, programa-se a inauguração das novas instalações do Hospital Filantrópico Bom Pastor. ** Com três hospitais em funcionamento somos uma exceção. Isto não significa, no entanto, que tudo está bem. A remuneração dos serviços hospitalares pelo Sistema Único de Saúde é deficitária cronicamente. Chega a 80% da população a procura por serviços pelo SUS. A dependência permanente de emendas parlamentares tem sido uma rotina. Quem mais oferece serviços mais fica endividado. Será que teremos agora até uma concorrência por pacientes do serviço público? Não seria uma autofagia? ** A partir de 2035, na Inglaterra, será banida a venda de carros novos a diesel, gasolina ou mistos. ** O governador do Estado está conseguindo reformas importantes. Persistem, no entanto, algumas “joias”. O Prêmio de Produtividade e Eficiência (PPE) continua sendo pago pela Secretaria da Fazenda, inclusive para inativos e pensionistas. ** R$ 2,5 bilhões é Fundo Partidário para 2020. PSC com R$ 110 milhões e PT com R$ 100 milhões. Serve até para que Lula (que tem os bens bloqueados) alugue imóvel para residir com sua noiva Rosangela da Silva, como se informa nas redes sociais. ** Político sem mandato sai do ar. É esquecido. Nem sequer é mais ouvido. Daí a importância das eleições como a deste ano.

Praça dos Imigrantes recebeu iluminação

I

juí é hoje uma cidade de grande expressão no Estado, em termos de movimento sindical. A primeira entidade – Sindicato dos Trabalhadores na Indústria e Comércio foi fundada no dia 12 de fevereiro de 1935, há, portanto, 50 anos. Para comemorar o cinquentenário do movimento sindical em Ijuí está prevista para o próximo dia 12 uma reunião solene dos sindicatos dos trabalhadores, que terá a presença de diversos presidentes de federação de trabalhadores. A comemoração será realizada na sede do Sindicado dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Ijuí, um dos pioneiros após a divisão por categorias, com início às 20 horas.

ACI, prefeitura e a Expo-Ijuí

O

presidente da Associação Comercial e Industrial, Élbio Paulo Bagetti, esteve reunido segunda-feira com o prefeito Wanderley Burmann para acertar detalhes referentes às obras no Parque de Exposições Assis Brasil, com relação à II Expo-Ijuí, marcada para o período de 12 a 20 de outubro deste ano. Bagetti manifestou preocupação da entidade com a demora das obras de transferência dos piquetes e pavilhões de exposições de animais para outra área mais ao fundo do Parque. O prefeito garantiu que as obras estão se desenvolvendo em ritmo normal, devendo nos próximos 15 dias, estar concluído o piquete e até o fim de março os dois pavilhões previstos. Outra preocupação da diretoria da ACI em relação ao Parque Assis Brasil, é quanto à definição dos arruamentos internos, a demarcação dos espaços externos de exposições e a construção de um pavilhão coberto. O prefeito Burmann adiantou que já está em fase de negociação a construção do pavilhão coberto, garantindo que até o dia 15 de março entregará a ACI todo o material necessário para o início das vendas dos espaços para os estandes, tanto internos quanto externos.

M

Campanha do câncer

ais de 80 senhoras estiveram presentes domingo pela manhã, na sede do bairro Pindorama, à palestra do médico Carlos Alberto Dias, que marcou a abertura oficial da Campanha de Prevenção do Câncer Ginecológico, promovida pela Comissão Interintitucional de Saúde do Município de Ijuí (Cismi). Na manhã de segunda-feira, uma unidade móvel do Serviço Social da Indústria (Sesi) foi instalada junto à sede do bairro Pindorama, onde até a próxima sexta-feira estará coletando material para exames preventivos de câncer ginecológico. O material está sendo coletado por uma equipe de enfermeiras, especialmente treinadas para esta atividade.

Uma equipe da Secretaria Municipal de Energia e Comunicações (SMECom) concluiu esta semana a iluminação da Praça dos Imigrantes, conforme revelou o prefeito Wanderley Burmann. O funcionamento permanente da iluminação pública deste local de lazer teve início ontem à noite [dia 7). A administração municipal investiu Cr$ 18 milhões somente na iluminação deste local de lazer. Foram implantados seis postes de aço, cada qual com 12 metros de altura, e 20 luminárias de 400 watts cada uma, totalizando 8 mil watts, além de outros materiais necessários, como a rede subterrânea. Uma equipe do COMMA (Conselho Municipal do Meio Ambiente) ainda está trabalhando no ajardinamento da área.

CONCURSOS CANOAS - A prefeitura publicou dois editais com normas para realização de concursos que não têm vagas imediatas e servirão para formar cadastro reserva. As inscrições devem ser feitas em www.fundacaolasalle. org.br/concursos até o dia 13 de fevereiro.

devem ser feitas até o dia 12 de fevereiro, em www.fundacaolasalle.org.br/concursos. A taxa de inscrição é R$ 125.

ALECRIM - A prefeitura abriu inscrições do novo concurso público que vai formar cadastro de reserva em vários cargos do quadro geral. Interessados deverão fazer sua inscrição até o dia 12 de fevereiro, em www.legalleconcursos. com.br. As taxas variam entre R$ 70 e R$ 90.

SÃO JOSÉ DO HORTÊNCIO - A prefeitura abriu o novo concurso público. A nova seleção tem 10 vagas e cadastro de reserva em cargos de várias secretarias e de todos os níveis de escolaridade. Os salários variam entre R$ 1.490,09 e R$ 5.364,32. As inscrições devem ser feitas em www.unars. com.br até o dia 11 de fevereiro de 2020. A taxa de inscrição é R$ 52,40.

CHARQUEADAS - A prefeitura divulgou novo edital que dá abertura ao concurso público destinado ao provimento de 11 vagas e formação de cadastro reserva em cargos de Ensino Superior na área da saúde. As inscrições

TAPES - A prefeitura abriu seu novo concurso público para preencher três vagas e formar cadastro de reserva em dois cargos de nível médio completo para atuarem na educação. As inscrições devem ser realizadas até as 17h

do dia 6 de março, em www.nbsprovas.com. br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 70. IJUÍ - A prefeitura publicou edital para concurso público do Departamento Municipal de Energia Elétrica da cidade de Ijuí-RS (Demei). São seis vagas abertas, mais formação de cadastro de reserva em cargos de todas as escolaridades. As inscrições devem ser feitas até dia 13 de fevereiro, em Legalle Concursos. MINISTÉRIO PÚBLICO - O Ministério Público do Estado contratará 15 candidatos para o cargo de Promotor de Justiça. As inscrições provisórias estão abertas até as 14h do dia 7 de fevereiro, no site do MPRS. O valor único da taxa de inscrição é de R$ 272,71. As inscrições devem ser feitas até dia 13 de fevereiro, em Legalle Concursos.


www.clicjm.com

aVanÇoS

em andamento

Comunidade da Escola Estadual Luiz Fogliatto aguarda ansiosamente pela conclusão do ginásio poliesportivo, orçado em mais de R$ 1 milhão | 7

em BUSCa da PRImeIRa VItÓRIa São Luiz enfrenta o Pelotas no estádio 19 de Outubro na busca de "driblar" a crise pela falta de vitórias no Campeonato Gaúcho. | 17

Estudo realizado pela egressa do mestrado em Atenção Integral à Saúde, Pollyana Windmoller, descreve protocolo de reabilitação cardíaca na fase hospitalar | 8

INVESTIMENTO

prOjETO

Novos equipamentos instalados no Ginásio Wilson Mânica serão entregues hoje à tarde em evento para a comunidade | 22

Muleke Modelo retoma atividades com novos voluntários e atividades ofertadas às crianças ao sábados, até o final do ano | 21

EDITORIAL | 6 Onde tem cooperativa bem liderada, cresce a renda e a distribuição da renda. Os resultados obtidos pelo cooperativismo em 2019, mostram o tamanho de sua força.

Profile for clicjm

Jornal da Manhã - Sábado 8.2-2020  

Jornal da Manhã - Sábado 8.2-2020  

Profile for clicjm
Advertisement