Page 1

WWW.JMIJUI.COM.BR

Ijuí, Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

Ano 44 - Nº 237

R$ 3,00

Refis evita fechamento de micro e pequenas empresas Com prazo até 6 de junho, refinanciamento deve beneficiar até 600 mil empresas que têm dívidas com o Fisco. | 5

MOSTRA DO FOLCLORE

Reposição de delegados é urgente em Ijuí e região, segundo Miron Déficit sobrecarrega servidores, afirma titular da 26ª Delegacia Regional de Polícia. | 20

Ceriluz implanta programa para padronizar processos Capacitação para padronização ocorreu nesta semana. | 3

Amuplam cobra referências médicas para municípios Neste final de semana, Ijuí é o palco do folclore étnico | Cad. Dois

Supremo decidirá sobre fim do Foro Privilegiado em maio Julgamento, que começou em 2017, completará um ano. | 15

Transporte diário de pacientes onera prefeituras. | 11


RADAR COMÉRCIO GLOBAL- O Brasil continua a perder espaço entre os maiores exportadores e importadores do mundo. Dados da Organização Mundial do Comércio (OMC) revelam que, mesmo com um aumento importante de vendas gerado pela recuperação dos preços de commodities, o Brasil caiu da 25.ª para a 26.ª posição em 2017 entre os maiores exportadores do mundo. Entre os importadores, o País ocupa a 29.ª posição. Em 2016, o Brasil era o 28.º maior comprador e chegou a ser o 21.º em 2013. Agora, a nova posição é a pior desde 2003, quando o Brasil chegou a ser o 30.º maior importador do mundo e com apenas 0,7% do mercado. FARMÁCIA POPULAR- O Conselho Nacional de Saúde (CNS) aprovou ontem a recomendação para que o governo prorrogue por 30 dias a entrada em vigor da portaria que reduz o valor pago para as farmácias credenciadas no programa Farmácia Popular. A medida foi publicada no final de março, e está prevista para entrar em vigor no dia 30 de abril. A principal preocupação do CNS é que possa haver um desabastecimento de medicamentos disponibilizados por meio do programa, por causa da redução do repasse do governo. O programa Farmácia Popular é uma parceria do Ministério da Saúde com farmácias privadas, que disponibiliza 42 produtos, sendo que 26 deles gratuitamente e o restante com descontos que chegam a 90%. GASTOS- O governo pagou, indevidamente, nos últimos cinco anos, R$ 3 bilhões em aposentadoria a produtores rurais que são classificados como segurados especiais. Esse grupo, que inclui pescadores artesanais, seringueiros e extrativistas, recebeu o benefício sem ter direito a ele, segundo uma auditoria do Ministério da Transparência. Se esses pagamentos não forem suspensos, a conta, daqui para frente, ficará em R$ 1,2 bilhão por ano. A partir do resultado da auditoria, o órgão deu um prazo de 30 dias para o INSS traçar um plano de ação à revisão dos benefícios. Os auditores cobram do instituto a suspensão dos benefícios irregulares, a apuração das responsabilidades pelas concessões e o ressarcimento dos valores. BANCO DE DADOS- O Palácio do Planalto articula a criação de um órgão federal para proteção de dados pessoais na internet no Brasil. O objetivo do governo Michel Temer, com isso, é credenciar o Brasil para uma vaga na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A medida está ligada às discussões sobre a criação de um marco regulatório sobre o assunto, tema que está sendo discutido no Congresso Nacional. TEMOR- O tremor de magnitude 3,6 na escala Richter, que ocorreu a cerca de 100 quilômetros da costa continental de Santa Catarina, foi sentido por moradores de pelo menos cinco cidades. O sismo foi registrado às 9h28min pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo e atingiu Florianópolis, Palhoça, São José, Brusque, Itajaí e cidades vizinhas. O fenômeno também foi registrado pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). O sismo deixou a Defesa Civil em alerta. O diretor do órgão, Luiz Eduardo Machado, relatou que o tremor originou cerca de 40 ligações de moradores da ilha de Santa Catarina e também do continente. Até o momento, não houve relatos de danos estruturais em solo catarinense.

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

2

OLHO DA RUA INDICADORES

Poupança 13.4.2018 .............................0,5 %

Ouro 13.4.2018....................... R$ 146,00 (gr) Dolar Comercial (compra) ............ R$ 3,4254 Dolar Comercial (venda) ............. R$ 3,4261 Dolar turismo (compra) ............... R$ 3,4000 Dolar turismo (venda) .................. R$ 3,6100 Euro (compra) .............................. R$ 4,2195 Euro (venda) ................................. R$ 4,2211 IPC/FIPE Mar/2018 ............................. +0,0% INPC Março/2018............................. +0,07% IGPM Mar. /2018 .............................. +0,64% IPCA Março /2018 ............................ +0,09% ICV Diese Jun/2017 ..............................0,78% TR 13 de março/2018 ......................... +0,0% SELIC Fevereiro / 2018..................... +7,75%

A confiança do brasileiro nos políticos está abalada. Devastada pela corrupção, aliada à inércia de parlamentares e instabilidade econômica, a política gera revolta em parte da população, que se ocupa de espaços para manifestar, de forma pacífica, sua indignação.

ENTRE ASPAS "O crescimento do comércio mundial esteve estagnado por uma década após a crise financeira, com média de 3% ao ano. Mas, no ano passado, cresceu 4,7% - muito acima dos 3,6% estimados em setembro -, e um aumento de 4% é esperado para 2019." Diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, Roberto Azevêdo "Critico a venda das ações preferenciais do Banrisul. Este é um banco viável e que ajuda o Rio Grande do Sul a pagar suas contas. O governo Sartori não assumiu a gestão de fato do Estado e opta por entregar, definitivamente, o Estado à iniciativa privada, e esquarteja o banco." Deputado Estadual Zé Nunes (PT) “Eu estou bem, você está bem. Nosso poder de compra aumentou, porque estamos empregados e, no final do mês, o dinheiro está aqui. Agora, e os outros 12 milhões de pessoas que estão sem emprego? Esse é o lado triste do que foi feito, porque jogou 13 milhões de pessoas no desemprego no pico [da crise]. Como tem sensação de bem-estar?” Ministro da Fazenda, Eduardo Guardia "A liberação do saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para trabalhadores que pedirem demissão teria forte impacto no crédito imobiliário." Presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antonio de Souza.

LOTERIAS NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

1º 2º 3º 4º 5º

-

6.907 4.449 2.748 1.663 7.289

LOTOFÁCIL CONCURSO nº

1649

04 05 08 09 12 13 14 15 16 17 18 20 22 23 24 QUINA

CONCURSO nº

4654

08 34 44 64 65 PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo

Getúlio


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

EXCELÊNCIA

Ceriluz terá programa de revisão de procedimentos

Colaboradores do setor técnico da cooperativam participaram de encontro sobre padronização nesta semana

Além de investimentos pesados em novas redes, como a extensão da fibra óptica em localidades do meio rural, e a expansão do setor de geração de energia - uma nova usina será construída em Ijuí no segundo semestre - a Ceriluz tem se voltado também para a qualificação interna. Nesta semana, a cooperativa ijuiense recebeu engenheiros e técnicos eletricistas e de segurança do trabalho, para um encontro do Programa de Padronização da Federação das Cooperativas de Energia, Telefonia e Desenvolvimento Rural do RS (Fecoergs). O objetivo do programa é gerar um modelo único para as atividades do dia a dia das cooperativas, desde a elaboração dos projetos até a operacionalização das redes, considerando critérios técnicos e de segurança. O engenheiro eletricista, Luís Osório Dornelles, coordenador técnico do programa, explica que esse primeiro encontro serviu para verificar as demandas e prioridades para o ano de 2018. Iniciado em 2003, o programa de padronização é contínuo e, uma

vez que o setor elétrico é muito dinâmico, seus documentos devem ser revisados periodicamente. Esse, conforme Dorneles, será um dos objetivos para esse período. “Em quinze anos muita coisa muda e o objetivo dessa revisão é justamente trazer os nossos procedimentos a uma situação mais adequada às novas tecnologias, à nova realidade, aos novos equipamentos, aos novos métodos de trabalho, que o pessoal costuma buscar em outras empresas [...] ou feiras”, esclarece Dorneles. Também está no foco da comissão responsável pela definição dos procedimentos padrões a definição de parâmetros para instalação de redes compactas e multiplexadas, assim como a unificação das especificações técnicas sobre os Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) e Coletivos (EPCs). “Esse nosso trabalho, quando trata da revisão dos procedimentos operacionais, tem dois objetivos: o primeiro deles é garantir a segurança do colaborador que estiver envolvido nas atividades de

intervenção das redes, e o segundo, é fazer com que a gente consiga atender aos nossos associados com agilidade e segurança”, comenta o engenheiro eletricista. O presidente da Ceriluz e da Fecoergs, Iloir de Pauli, participou do ato de abertura do encontro e mencionou o crescimento na qualidade dos serviços prestados pelas cooperativas ao longo dos últimos anos. “No início nossa meta era alcançar o padrão de distribuição de energia das concessionárias e hoje conseguimos ultrapassá-las, investindo em nossas equipes técnicas e por meio deste programa que seleciona as melhores experiências e as repassa a todos os engenheiros e técnicos das cooperativas. Quem nos disse isso foi a própria Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica] ao apresentar o prêmio IASC 2017 [Índice Aneel de Satisfação do Consumidor]”, avaliou o presidente. Ele se refere ao índice médio alcançado pelas 38 cooperativas de energia do Brasil avaliadas, que foi de 71,14%, enquanto que das concessionárias foi de 63,16%.

Presidente do TRT defende conciliação A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS), Vânia Cunha Mattos, esteve na Federação das Indústrias do Estado (Fiergs), nesta semana, em encontro promovido pelo Conselho de Relações do Trabalho (Contrab). Entre os assuntos tratados estiveram a modernização das leis trabalhistas, saúde e segurança no trabalho e os processos de conciliação – um dos principais focos da gestão da presidente do TRT – 4ª região. Segundo dados apresentados por ela, 2.362 processos trabalhistas foram encaminhados para o Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Cejusc-JT) do primeiro grau em 2017, e 1.057 resultaram em acordo, o que representa 46% do total.

Desembargadora do TRT-RS falou sobre a legislação trabalhista na Fiergs

“Trata-se de uma alternativa importante para os processos nos quais é viável aplicar a conciliação”, destacou Vânia. Durante o encontro, o coordenador do Contrab e diretor da Fiergs, Thômaz Nunnenkamp, en-

tregou à desembargadora o convite para a participação na nova edição do Conhecendo a Indústria, programa da FIERGS que apresenta a realidade do setor fabril gaúcho a integrantes do Poder Judiciário e do Ministério Público.

3

Inflação baixa é ilusória, aponta economista O boletim Focus, documento produzido a partir das principais instituições financeiras sobre os rumos da economia brasileira, apontou nesta semana que a projeção da inflação média no País deve ficar em 3,53%. O índice é considerado baixo, principalmente em comparação com os últimos anos, onde a inflação acumulada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) supera os 20%. A ausência de variação positiva significativa dos preços, porém, não transmite a realidade econômica do País. "Produtos utilizados pela população mais pobre, como arroz, feijão, leite e óleo de soja, apresentam redução de preços nos últimos meses. De outro lado, temos os produtos que têm preços administrados pelo governo, como gás de cozinha e os combustíveis em geral, cujos preços tiveram aumento muito acima da média", avalia

o professor do curso de Ciências Econômicas da Unijuí, Dilson Trennepohl. Para o especialista, muitas pesquisas feitas por diferentes órgãos apontam para uma direção: inflação baixa por conta da perda de capacidade de compra dos cidadãos, ocasionada pela crise econômica que assolou o País. "Os dados da FecomércioRS, que aponta para redução do volume de vendas do comércio, e dados sobre a produção industrial são algo em torno de 13% menores do que eram em 2013, por exemplo. Isso denota um quadro econômico muito complexo, já que a atividade econômica foi fortemente retraída pela queda da demanda", explica Trennepohl. As projeções para o futuro, porém, são incertas. As eleições gerais introduzem fator significativa de imprevisibilidade, já que não há indicativos sobre o modelo econômico a ser adotado pelo próximo mandatário do País.

Alimentos registram inflação baixa, enquanto produtos mais caros têm alta

Estado fechou 2017 com rombo de R$ 1,6 bilhão O governador José Ivo Sartori recebeu, nesta quinta-feira, o Balanço Geral de 2017 onde está consolidada a execução orçamentária ao longo do ano passado. Com um déficit de R$ 1,6 bilhão e ainda refletindo os efeitos da recessão econômica do País, o balanço mostra que houve um crescimento da despesa na ordem de R$ 5 bilhões nominais na comparação com 2015, chegando a R$ 62,4 bilhões no período. O déficit de R$ 1,6 bilhão no fechamento do ano ficou quase R$ 1 bilhão menor do que era previsto na lei orçamentária. Mesmo que num ritmo inferior ao comportamento dos gastos, a receita orçamentária igualmente cresceu em 2017, alcançando R$ 60,8 bilhões. Na comparação com 2016, o aumento é na ordem de R$ 3,5 bilhões nominais. "Este resultado foi puxado, em especial, pelo aumento real da receita dos

nossos tributos, especialmente o ICMS que com crescimento real de quase 4%. Já as transferências da União se mantiveram no mesmo patamar de um ano para o outro", diz o secretário da Fazenda, Luiz Antônio Bins.

Luiz Antônio Bins


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

4

INADIMPLÊNCIA

Quase metade dos MEIs tem dívidas Desde 2009, os brasileiros passaram a ter uma opção fácil e rápida para deixar de ser um empreendedor informal e regularizar sua situação através do Microempreendedor Individual (MEI). O MEI é destinado a pessoas que trabalham por conta própria e se legalizam como pequenos empresários, com carga tributária mais baixa e acesso a benefícios como a Previdência Social. Da mesma forma que trouxe vantagens aos trabalhadores individuais, o programa também tem exigências. Uma delas é a declaração de rendimentos, que exige o pagamento de contribuições mensais, que variam de R$ 48,70 a R$ 53,70, a depender das atividades exercidas. A falta de pagamento destas parcelas, além da ausência de declarações de rendimentos e demais informações não prestadas à Receita Federal, implicam no cancelamento de muitos registros. O problema tem sido larga-

mente registrado em Ijuí, como explica o coordenador da Sala do Empreendedor - serviço público que auxilia os Microempreendedores Individuais no município - Maurício Hanzel. Segundo ele, há, atualmente, mais de três mil MEIs registrados na cidade, e a incidência de inadimplência e demais situações irregulares é alta. "Hoje, trabalhamos com 45% de inadimplência, e a Receita Federal, em conjunto com o Sebrae e através da Sala do Empreendedor, está fazendo um trabalho muito grande de tentativa de regularização desses empreendedores", afirma. A principal razão apontada para o alto índice de dívidas com o Fisco é a não utilização dos registros obtidos. "Muitas pessoas abrem o MEI e não utilizam, mas também não pagam as parcelas, achando que o registro simplesmente seria cancelado", justifica. Diferente disso, as dívidas acumuladas no MEI são regis-

tradas no CPF do empreendedor, e os débitos serão cobrados na modalidade pessoa física. No mês de fevereiro, a Receita Federal cancelou mais 1,37 milhão de registros de Microempreendedores Individuais em todo o País. Somente em Ijuí, mais de mil CNPJs foram cancelados, segundo a Sala do Empreendedor, já que muitos MEIs estavam inadimplentes desde 2014. Além disso, muitos também não haviam feito declarações de rendimento, outra exigência fundamental da modalidade. Trabalho de conscientização Os cidadãos que procuram a Sala do Empreendedor para formalizar seu registro no MEI, antes das questões burocráticas, assistem a uma palestra, ministrada por técnicos do Sebrae, sobre vantagens e obrigações do programa. É a forma encontrada para conscientizar os empreendedores sobre como o programa funciona.

Sala do Empreendedor em Ijuí orienta MEIs sobre benefícios e obrigações

"Quando as pessoas fazem o MEI aqui conosco, elas saem bem orientadas sobre todos os procedimentos, benefícios e obrigações. A palestra ocorre mensalmente, e reunimos cerca de 40 pessoas", explica o coordenador da Sala do Empreendedor, revelando que a procura pelos

registros é grande no município todos os meses. Até o ano passado, os Microempreendedores Individuais podiam ter rendimentos de até R$ 61 mil. Neste ano, porém, passou a valer o novo limite, de R$ 81 mil para o faturamento anual dentro da modalidade.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

5

DÍVIDAS ALONGADAS

Refis deve beneficiar 600 mil empresas

A lei complementar 162/2018, que institui o Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte optantes pelo Simples Nacional (Pert-SN), comumente chamada de Refis, foi publicada na última segunda-feira no Diário Oficial da União. A nova lei abrange débitos vencidos até novembro de 2017 e exige pagamento de, no mínimo, 5% do valor da dívida, sem descontos, em até cinco parcelas mensais e sucessivas. O restante poderá ser quitado em até 175 parcelas, com redução de 50% dos juros, 25% das multas e 100% dos encargos legais. Para menos parcelas, o texto permitia descontos maiores. Para pagamento integral, em parcela única, há redução de 90% dos juros de mora, 70% das multas, de ofício ou isoladas e 100% dos encargos legais, inclusive honorários advocatícios. O valor mínimo das prestações será de R$ 300,00 (trezentos reais), exceto no caso dos Microempreendedores Individuais (MEIs), cujo valor

será definido pelo Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN). O novo texto já está em vigor. O Congresso Nacional, na votação do último dia 3 de abril, por pressão do empresariado derrubou o veto do presidente Temer, que era ao projeto inteiro do Refis. A justificativa do governo foi de que a medida feria a Lei de Responsabilidade Fiscal ao não prever a origem dos recursos que cobririam os descontos. A decisão vinha sendo duramente criticada por parlamentares porque, em 2017, o governo sancionou a lei que garantiu refinanciamentos às grandes empresas. A renúncia fiscal estimada é de R$ 7 bilhões em 15 anos. De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o programa deve beneficiar cerca de 600 mil empresas brasileiras, com dívidas de aproximadamente R$ 20 bilhões com a União. Fôlego às empresas Para o gerente regional do Sebrae em Ijuí, Armando Petinelli, a possibilidade de renegociar dívidas

com o Fisco evitará que muitas empresas fechem as portas. "[O Refis] Dá um fôlego àquelas empresas com dívidas em atraso. Era algo que estava gerando muita preocupação, e temos a informação de que muitas empresas estavam planejando encerrar atividades, justamente por não ter capital e recursos para fazer esses acertos. Acho que liberar o Refis foi uma medida muito acertada e muito inteligente por parte dos nossos governantes, que voltaram atrás e possibilitaram esse refinanciamento", aponta Petinelli. Além de beneficiar as empresas, o Refis tem impacto positivo também na economia, avalia o gerente do Sebrae regional. "Aqui no Rio Grande do Sul, tínhamos alguns informes que algumas empresas estavam à beira da falência, justamente pela impossibilidade de pagar suas dívidas com o Fisco", afirma. Entidade que representa mais de 10 mil empresas do setor de Comércio e Serviços no Estado, a Fecomércio-RS emitiu nota técnica

Após União vetar Refis, Congresso derrubou veto e promulgou a renegociação

sobre o novo Refis das Micro e Pequenas empresas. Em comunicado, a entidade também comemorou a liberação do Refis, prazo para adesão vai até 6 de julho deste ano, já que o texto aprovado prevê que adesão deve ocorrer em até 90 dias. " A Fecomércio-RS atuou junto a todos os parlamentares gaúchos e aos membros da Frente Parlamentar da

Micro e Pequena Empresa, em Brasília, para demonstrar a importância da derrubada do veto ao projeto. A entidade procurou defender junto aos deputados e senadores que, após muito tempo de crise econômica, as empresas de menor porte, que têm mais dificuldade para acessar crédito, também precisariam de um prazo para se regularizar.", diz a nota.


Jornal da Manhã

OPINIÃO

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

ENTREVISTA

FÔLEGO NECESSÁRIO

P

assou a valer nesta semana, após publicação de lei no Diário Oficial da União, o projeto que permite a adesão ao programa de Refinanciamento de Dívidas (Refis) para as micro e pequenas empresas do País, ou, de maneira mais direta, às empresas integrantes do Simples Nacional. Aprovado ainda em 2017, o novo Refis foi vetado pelo governo federal em virtude da grande renúncia de receitas que o programa provoca - estimativas apontam que a União deixará de arrecadar R$ 7 bilhões em 15 anos. À época, o então homem forte da economia, Henrique Meirelles, levava adiante com mão de ferro o projeto de recuperar as contas públicas, ao passo que renúncias bilionárias através de novo Refis não eram vistas com bons olhos. Muito mais por questões eleitorais do que por convicção estratégica, o governo acabou cedendo, e deu carta branca para a derrubada do veto, autorizando o refinanciamento a quase 600 mil empresas endividadas atualmente no País. Mesmo entre os opositores do Refis, é consenso que as empresas integrantes do Simples foram as que mais sentiram o peso da crise econômica que assolou o País. A queda na O refinanciamento demanda em setores é a oportunidade que como o comércio e no muitas empresas têm setor de transportes de continuar funciofez com que muitas nando, principalmente organizações fechasaquelas que, de uma sem as portas, diante forma ou de outra, da falta de opções imposta pela drástica conseguiram resistir redução no consumo. a uma crise Diante disso, convém dizer que o refinanciamento é a oportunidade que muitas empresas têm de continuar funcionando, principalmente aquelas que, de uma forma ou de outra, conseguiram resistir a uma crise que ainda espalha seus efeitos sobre a economia. Como um País de dimensões continentais, o Brasil ainda tem a reprodução de especificidades econômicas regionais, onde iniciativas que ajudam empresas a se reerguer têm ainda mais importância. Esse é o caso dos empreendedores no Rio Grande do Sul. Nos últimos anos, além da conjuntura nacional negativa, a crise sobre as contas públicas estaduais e municipais auxiliou na queda da demanda por serviços, principalmente de setores com o da indústria e dos serviços. Para piorar, empresas que atuam em nichos com incidência direta de ICMS, como o comércio, foram ainda mais prejudicadas a partir de 2016, quando um projeto do governo estadual elevou a alíquota do tributo para 18%. Mesmo empreendedores que buscam fornecedores em outros Estados são prejudicados, pois precisam custear as diferenças entre os impostos cobrados por outras unidades da federação e os do Rio Grande do Sul. É neste cenário que, se o governo não tem condições de apoiar com efetividade as micro e pequenas empresas, ao menos conseguiu não atrapalhar a atividade econômico destas organizações. O fechamento em massa de empreendimentos, além de encerrar uma fonte significativa de impostos de várias instâncias, tem outro fator importante: a geração de empregos. Este item teve relevância na decisão de permitir o novo Refis, já que os dados do próprio Ministério do Trabalho apontam para uma queda no número de vagas formais no País. Com empresas saudáveis, aumenta a probabilidade de sairmos da crise que ainda nos ronda.

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

6

Que panorama traça sobre a participação feminina na política representativa? Como vê a evolução dessa questão atualmente? Há uma diferença entre a representação das mulheres no Brasil e no mundo. De forma geral, é muito ruim. Quando a gente olha para os Parlamentos do mundo todo, a média mundial de presença das mulheres é de 23%. Isso parece muito pouco, porém, no Brasil, é ainda pior. A média de representação das mulheres parlamentares brasileiras é de 9,9%. Geralmente, todas as matérias que falam sobre mulheres na política passam por esse percentual, porque ele é dramático. Considerando a América Latina, o Brasil é um país com quase o pior índice de representação parlamentar. A gente só perde para Belize e o Haiti. E na América do Sul nós estamos em último. Por isso, o Brasil é um caso emblemático de sub-representação das mulheres. O Brasil e o mundo estão vivendo uma nova época de contestação, principalmente na questão de gênero. Vê isso, de alguma maneira, refletindo na estrutura político-partidária? Não necessariamente. Porque, primeiro, o Brasil é um dos países que têm um dos movimentos feministas mais vibrantes, dos mais interessantes. Dez anos atrás, quando eu falava de mulheres na política, tinha pouquíssimo espaço, e os feminismos ainda tinham muita resistência na população comum. Nos últimos anos, o feminismo passou por um processo de popularização, as ideias de igualdade de gênero estão sendo muito mais bem-aceitas na população. (Entende-se que) violência de gênero não é aceitável, que as mulheres têm autonomia e direito sobre o próprio corpo... Isso é extremamente positivo. (Mas) não necessariamente um processo de conscientização ou de abertura da população ao feminismo vai ter um impacto na política institucional, porque boa parte dos movimentos feministas também têm uma postura anti-institucional. Muitas vezes, os feminismos estão pensando em alternativas para além do sistema político como ele está colocado, para além da política eleitoral. Então avançar em reflexões sobre igualdade de gênero não necessariamente vai ter impacto sobre (a presença de) mulheres na política eleitoral. O que seria necessário para aumentar a participação feminina na política? Em primeiro lugar, os partidos têm que mudar a postura deles. Têm que respeitar a cota, investir em candidaturas de mulheres. Isso significa recursos, tempo, colocar nas posições e lideranças partidárias. Isso é o básico. Em segundo lugar, fazer o que os movimentos feministas fazem, que é continuar trabalhando no processo da cultura política, e de transformação da cultura sexista, porque ainda existe muita resistência da sociedade quanto à presença das mulheres na política. Nós não somos educadas e socializadas para ocupar espaços de liderança, e isso é uma mudança de mentalidade, de longo prazo, que os feminismos estão fazendo há muito tempo. Outra coisa que tem que ser alterada são (as chamadas) barreiras socioeconômicas. As mulheres ganham menos, têm menos acesso a recursos financeiros. A feminização da pobreza também tem impactos muito grandes na política. Então, é preciso trabalhar no sentido de igualdade de salários, de oportunidades de trabalho. Outra coisa que tem a ver com esse conjunto de elementos socioeconômicos é arranjar ferramentas de compensar a divisão sexual do trabalho. As mulheres acumulam trabalho remunerado, trabalho doméstico e cuidados com filhos, com os doentes, com os idosos. É uma obrigação do Estado oferecer creche, instrumentos de apoio para o compartilhamento dessas obrigações. Por último lugar, as feministas têm proposto algumas questões para a reforma política. Por que não há

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com Representantes Comerciais: Grupo de Diários

www.clicjm.com

Patrícia Rangel Pesquisadora e doutora em Ciência Política pela Universidade de Brasília (UnB) cotas nas cadeiras (dos Parlamentos)? Porque nosso sistema eleitoral não permite, é representação proporcional com lista aberta. Teria que ser fechada, como na Argentina. A reserva de fundo partidário, de um percentual do fundo partidário para candidatura de mulheres, do tempo de propaganda partidária e de propaganda eleitoral também para mulheres. São coisas que gente sempre propõe. Quais as principais fontes de entrada de mulheres na política? Uma das vias mais apontadas é como representantes de "dinastias familiares". Patrícia - Essa coisa da herança familiar não é a principal porta de entrada das mulheres no Brasil. Geralmente, são mulheres que vêm de movimentos de base, de sindicatos, de movimentos sociais e que (já) estão (em outros cargos) na administração pública. Então esse é o perfil, e não a herdeira. O Supremo aprovou o uso de uma reserva de 30% do fundo partidário para campanhas femininas. O que acha disso? Fiquei atônita, porque essa é uma demanda que a gente coloca há muito tempo e ela nunca foi acatada. Então, a princípio, vejo com muito otimismo, porque esse tipo de mudança estrutural tem a capacidade de alterar a presença das mulheres. É desse tipo de coisa que a gente está falando quando diz que precisa mudar para que as mulheres melhorem suas chances de eleição. Ter mais recursos para mulheres aumenta a chance de eleição delas? Aumenta. Porque, no Brasil, as campanhas são muito personalizadas, e o fundo partidário cobre apenas 10% de uma campanha eleitoral. Quando você vai minando esse personalismo, você melhora as chances das mulheres. As candidaturas que são bem-sucedidas são aquelas que recebem recursos massivos de empresas, de empreiteiras; e, quando você limita isso, você está colocando em candidaturas que não têm isso - que são as de mulheres, da população negra e indígena. Mas é importante a gente lembrar que os fundos partidários cobrem menos de 10% de uma campanha. Então eu, candidata, preciso de R$ 10 milhões para fazer uma campanha mais ou menos bem-sucedida. O fundo não vai me dar nem 1% disso.

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0317 3331-0321 SEMEStRAl: R$ 220,00 ANUAl: R$ 440,00 CORREIO: R$ 440,00 (SEMEStRAl); R$ 880,00 (ANUAl)


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

7

BASE NO RS

Seminário aborda Referencial Curricular Com o objetivo de criar uma base comum curricular integrada entre as redes municipal, estadual e privada, a Secretaria da Educação (Seduc), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), e o Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinepe-RS) lançaram o “Referencial Curricular Gaúcho”. A cerimônia oficial, que ocorreu durante o 1º Seminário Estadual da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), no Auditório do Ministério Público Estadual, deu início a um ciclo de debates e audiências públicas que irão definir os principais assuntos a serem trabalhados no novo currículo. A implantação irá ocorrer a partir de 2019. De acordo com o secretário Estadual de Educação, Ronald Krummenauer, a sociedade se transformou muito nos últimos anos. Para ele, as escolas precisam oferecer uma educação compatível com o que o mundo de hoje exige.

“Além de valorizar o conhecimento, é necessário que o aprendizado esteja conectado com o que o país exige para o futuro. É preciso entender as necessidades dos alunos e oferecer as ferramentas necessárias para a profissão que eles almejam”, destaca. Para o presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação do Rio Grande do Sul (Undime/ RS), André Lemes, o desenvolvimento de ações conjuntas irá elevar o nível educacional do Rio Grande do Sul. “Está nas nossas mãos o poder de conduzir de forma positiva todo este processo. A nova BNCC e o Referência Curricular Gaúcho, sem dúvida, irão qualificar o nosso ensino”, enaltece. Conforme o presidente do Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinepe-RS), Bruno Eizerik, a diferenciação entre a rede privada e a rede pública não é mais aceitável. De acordo com ele, um currículo deve ser construído por todos os setores da educação do

Cerimônia oficial de lançamento do Referencial ocorreu durante seminário no Auditório do Ministério Público Estadual

Estado. “ Temos que ter a ousadia de percorrer novos caminhos e a escola privada está à disposição para trabalhar por este grandioso projeto”, afirma. A representante do Ministério da Educação (MEC), Carolina Tomaz Barbosa, ressalta a importância da base curricular estar mais próxima

Currículo escolar é tema de formação Os professores da área das Linguagens (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira e Metodologia da Pesquisa), da rede estadual de abrangência da 36ª Coordenadoria Regional de Educação, participaram do primeiro encontro presencial da Formação Continuada: “A pesquisa como eixo norteador na construção do conhecimento na área das Linguagens”. A Coordenadora de Aprendizagem da CRE, professora Solange Moraes, abordou o “Currículo Escolar e suas concepções, a partir das 10 competências da BNCC, analisando com os professores, a interferência do Currículo no processo de ensino e aprendizagem dos alunos. Discutiu-se também a importância da pesquisa como princípio educativo, que deverá ser trabalhada de maneira interdisciplinar, com as demais áreas

Professores de Linguagens participam de formação promovida pela 36ª CRE

do conhecimento. As assessoras da área das Linguagens, Angela Link de Jesus e Vania Simon, destacaram a importância do aperfeiçoamento profissional do educador, à medida em que oportuniza o acesso a novos conhecimentos, a troca de experiências com seus pares, a ressignificação do fazer docente, a produção de aulas dinâmicas

e envolventes e a utilização das tecnologias. Na oportunidade ficou definido que a formação será desenvolvida em três módulos presenciais e atividades a distância nos fóruns de discussão, os quais serão desencadeados a partir do debate, das discussões, da troca de experiências e da sistematização das atividades.

Escolas terão game para combater violência Crianças e adolescentes receberam um novo incentivo para propagar a cultura da paz nas escolas do Rio Grande do Sul. O game Baneville, lançado pelo governo do Estado, simula um ambiente em que os jovens podem promover benefícios e melhorias na comunidade escolar. O jogo virtual foi desenvolvido pelo programa Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Vio-

lência Escolar (Cipave), política de combate a violência nas escolas. Pode ser baixado nos serviços de distribuição digital para Iphone e Android e jogado em smatphones, tablets e computadores. A novidade integra a política Facilita RS, um aplicativo que será lançado na próxima semana reunindo todos os serviços online do Estado em uma única ferramenta. "Nesses três anos de governo, a

área social é a que mais cumpriu suas metas no nosso governo, e isso nos orgulha muito. O legado que isso vai deixar é uma sociedade mais humana", afirmou o governador José Ivo Sartori. "Sabemos que a questão da violência ainda não terminou e vamos continuar fazendo as mudanças necessárias, com coragem e determinação, como sempre tivemos nessa caminhada", acrescentou o governador.

das pessoas. “O Rio Grande do Sul tem uma característica própria. A construção de um referencial curricular próprio, dá uma identidade ainda maior para a educação do Estado”, analisa. O governo do Estado irá publicar uma portaria para constituir uma comissão de 22 professores

representando a rede pública para debater o novo currículo. Posteriormente, será criada uma plataforma digital para que professores das redes públicas e das escolas privadas possam contribuir com o novo currículo. As consultas públicas estão previstas para ocorrer até o final do mês de junho.

Amanhã termina prazo para isenção do Enem Termina amanhã o prazo para os candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pedirem a isenção da taxa de inscrição da prova. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) espera que cerca de 4 milhões de pessoas peçam a isenção da taxa neste ano. Em 2018, o Enem completa 20 anos e pela primeira vez o pedido de isenção da taxa é feito antes do período de inscrição. Também pela primeira vez, os candidatos que tiveram a isenção

no ano passado e faltaram aos dois dias de prova terão que justificar a ausência para ter a gratuidade novamente. Se a solicitação de isenção for negada, ainda é possível recorrer da decisão, na Página do Participante, entre os dias 23 e 29 de abril. A aprovação da isenção da taxa de inscrição não significa que o participante já está inscrito no Enem 2018. As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano, pelo site do Enem.

Quem tem direito à isenção Quem está cursando a última série do Ensino Médio neste ano em escola da rede pública Quem cursou todo o Ensino Médio em escola da rede pública, ou como bolsista integral na rede privada, e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio Quem declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda, e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) Quem fez o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado, que tenha atingido a nota mínima.


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

CAMPANHA DA GRIPE

Programa municipal orienta vacinadores O Programa Municipal de Imunização reuniu vacinadores da rede de atenção básica na tarde de ontem, com objetivo de atualizar as equipes sobre a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que inicia-se no dia 23. As informações foram passadas pelo Estado aos 20 coordenadores municipais do programa, dentro da área de abrangência da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), na quinta-feira. "O objetivo é vacinar 90% dos grupos prioritários. É uma reunião preparatória, onde recebemos todas as informações necessárias. Discutimos estratégias e maneiras de trabalhar a fim de conseguir a cobertura", disse sobre este encontro, a coordenadora em Ijuí, Salester Ruver. O município tem 14 salas de vacinas, e no Dia D de Vacinação, em 12 de abril, terá participação de três postos de saúde. Também participaram da capacitação na tarde de ontem, representantes da Unijuí, do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) e do Hospital da Unimed, que realizarão a imunização de seus colaboradores. "O público-alvo que teremos

que imunizar continua sendo o mesmo grupo de anos anteriores. Trabalhamos questões relacionadas às doses de vacina, contraindicações, reações adversas, registros de vacinas que devem ser realizados, e tiramos as dúvidas que vão surgindo durante o período de campanha", enumera Salester. A Campanha terá vacina trivalente, mas com uma mudança na composição da cepa de um dos tipos. "Na H3N2, a diferença é que neste ano é uma vacina da Singapura. Os laboratórios que irão produzir são os mesmos, Butantan e Sanofi Pasteur, francês", acrescenta. "Cepa são os vírus que compõem a vacina, capazes de causar a doença na pessoa." O grupo de prioritários é composto por crianças de 6 meses e menores de 5 anos; gestantes; puerperas; trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos a partir de 60 anos; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; professores; adolescentes e jovens de 12 a 20 anos, submetidos a medidas sócioeducativas; e portadores de doenças crônicas não-transmissíveis.

8

HCI comemora duas mil cirurgias cardíacas No Instituto do Coração (Incor) do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), de cada 100 pacientes que passam por cateterismo cardíaco, procedimento que identifica com precisão o grau de obstrução coronariana, menos de 10 casos acabam em cirurgia cardíaca. Cerca de 30% dos casos acabam em angioplastia, que é a colocação de stents, ou “molinhas” no coração, e na maioria recomenda-se o tratamento clínico, sem necessidade de intervenção. Mesmo assim, são realizadas, em média, cinco cirurgias cardíacas por semana no HCI, cerca de 240 procedimentos por ano. “Essa média coloca o HCI entre os seletos hospitais com maior volume em cirurgia cardíaca no RS”, comemora o cirurgião cardiovascular,

Dante Thomé da Cruz. Conforme a cirurgiã cardiovascular, Silvana Berwanger, existe um entrosamento espetacular da equipe. “ Nós seguimos protocolos estabelecidos com responsabilidade e segurança que garantem esse sucesso do serviço”, avalia a médica especialista. A equipe conta também com cirurgião cardiovascular Daniel Schroeder. Nesta semana, foi realizada cirurgia cardíaca de número dois mil, desde o credenciamento do serviço de cirurgia cardíaca junto ao SUS, em 2010. A cirurgia foi a retirada de um tumor benigno de dentro do coração. O presidente do HCI, Cláudio Matte Martins lembra o esforço da diretoria e lideranças políticas para credenciar o serviço pelo SUS.

Salester Ruver

De acordo com Salester, Ijuí tem população de 28 mil pessoas que deverá receber a vacina. "No ano passado, conseguimos fazer 34 mil vacinas no município, contando com pessoas que não fazem parte dos prioritários, mas realizaram imunização depois que a vacina foi liberada", conta. "A partir do dia 23, todas as salas de vacina irão realizar imunização."

Na realização das cirurgias são envolvidos profissionais de diferentes áreas

Infectologista realiza controle das infecções no ambiente hospitalar O médico infectologista tem a função de pesquisar, diagnosticar e tratar, acompanhando as principais doenças infecciosas e parasitárias, que têm origem através de vírus, bactérias, fungos e protozoários, principalmente. "A gente parte dos sintomas do paciente. Características como febre, dores nas juntas, podendo apresentar sintomas mais localizados em alguns órgãos

e sistemas, mas as principais doenças que o infectologia trata são aquelas que podem acarretar epidemias ou pandemias, até na população mais carente, tratamos de HIV, ebola, malária, Dengue, tuberculose, hepatites virais, que são as doenças que podem ser transmitidas através do contato, e se não bem diagnosticadas e iniciado o tratamento e o paciente bem orientado, a população em geral está sujeita

a transmissões", conta a médica infectologista, Vanessa Zareski. Ela orienta aquele paciente que não está doente, mas apresenta alguns sintomas agudos como febre, vermelhidão, cansaço, a procurar atendimento médico porque podem estar implicados a doenças infecciosas. Vanessa destaca a atuação do profissional no âmbito hospitalar, realizando o controle das infecções, prevenindo que

se espalhem na instituição ou para outros pacientes. "A gente faz o aconselhamento sobre o uso de antibióticos, mesmo que hoje em dia tenhamos um controle maior na dispensação e na venda, cada antibiótico tem uma bactéria que irá combater com mais força no organismo. Um é diferente do outro em sua atuação. Há situações em que há necessidade de internação do paciente, recebendo o antibiótico

pela veia, mas sempre muito bem orientado." São inúmeras as doenças tratadas: virais, que podem ter uma manifestação autolimitada, como um mal-estar, uma febre, de 2 a 3 dias, podendo ter a cura espontânea; as bacterianas, que são principalmente as infecções, e neste caso são tratadas desde pele, ossos, pulmões; e as parasitárias, como a toxiplasmose, uma doença bastante presente no RS.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

9

BIBLIOTECAS

Internet não substitui o livro impresso Decreto brasileiro de 9 de abril de 1980 instituiu no País a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, e o Dia do Bibliotecário. Por este motivo, o dia 09/04 é conhecido como o Dia da Biblioteca. A comemoração da data é essencial para relembrar a importância da leitura, apesar de muitas pessoas não gostarem de praticar esta atividade. Além de ser importante culturalmente, é comprovado que o hábito da leitura causa bem-estar mental. Estudos recentes mostram que o processo de imaginação que as pessoas fazem quando leem um livro é muito diferente daquele gerado por um filme ou outro método audiovisual, por isso, existem tratamentos de saúde feitos com Biblioterapia. "Procuro celebrar, na medida do possível, sempre essas datas, porque a biblioteca cada vez menos, ela é um ambiente reconhecido. Não é que tenha perdido a importância ao longo dos anos. Temos que modificar a maneira de ver a biblioteca, e seu uso, mas ela nunca deixará de ser importante para a comunidade", comenta a responsável pela Biblioteca Pública de Ijuí, Aline Diehl. Os livros são importantes tanto para a formação cultural como a formação de uma pessoa como cidadã, e é na biblioteca, em meio a todos os livros que um mundo diferente é descoberto pelas crianças, adolescentes e adultos. Mas, com o advento da tecnologia, computadores, e

internet, muitas bibliotecas têm caído no esquecimento e sendo substituídas por acervos digitalizados e bibliotecas digitais. "No caso da leitura literária, muito dificilmente a internet vai substituir o livro em papel, o conforto, o hábito de estar sempre com o livro na mão. E no caso da pesquisa, tem a questão da informação impressa, e só isso já a torna mais confiável. O que está na internet, às vezes, não tem como ter informações de quem a colocou lá, e nos livros tem isso", avalia Aline. Leitor que tenha interesse em levar um livro para casa, é disponibilizado mediante cadastro, até dois por pessoa no caso literário, e indeterminado para pesquisa. As bibliotecas não têm apenas livros. O acervo compreende mapas, revista, jornais e material multimídia. Tudo isso sem contar no ambiente calmo e tranquilo, essencial para os bons estudos e a leitura. A biblioteca pode estar saindo de moda, mas as vantagens em relação ao acervo digital e a internet são imensas e incomparáveis. "Temos um bom acervo sobre o município de Ijuí, a parte sobre educação é muito rica, assim como filosofia, psicologia, história. A literatura clássica cobrimos bem, já a mais recente, como estamos formando o acervo por doações, não temos tantas, mas isso não quer dizer que os livros que temos aqui não sejam interessantes", afirma. A bibliotecária reforça a importância da

Biblioteca é um meio de integrar todas as pessoas e oferecer ensino, leitura e conhecimento comunidade, que pode realizar doações, mas faz um alerta. "Evitem trazer livros didáticos, aqueles utilizados pelas crianças, porque temos muitos e ficam defasados. Mas, livros técnicos de qualquer área, e principalmente literários, é só entrar em contato conosco." Assim que assumiu a Biblioteca, Aline realizou mudanças no ambiente. "Um ambiente antigo, que dá impressão de certo descaso, era assim, funcionava e as pessoas não reclamavam. Não esperei as quei-

xas chegarem. Vi o que não me agradou e resolvi modificar. Estou aqui para atender bem, nas melhores condições que eu puder", disse, acrescentando que hoje, o principal desafio, é a busca por um acevo de literatura recente. A Biblioteca Pública Municipal funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30, e das 13h30 às 17h. Para entrar em contato para doações ou agendamento de visitas escolares, os telefones são 9 9734 0546 ou pelo 9 9156 3363.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

DESENVOLVIMENTO

Brasileiros poderão comprar em free shops na fronteira do RS A proposta de instalação de free shops brasileiros em cidades de fronteira voltou a avançar no País no último mês, após a publicação da Instrução Normativa da Receita Federal que estabelece regras e critérios para criação dos comércios de fronteira. A partir da publicação da norma, fica faltando apenas a implementação do sistema informatizado que gere as compras feitas pelos consumidores. A expectativa é que o software entre em operação ainda neste semestre. Conforme o presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Implantação de Free Shops em Cidades Gêmeas de Fronteira, deputado estadual Frederico Antunes (PP), 11 das 32 cidades aptas no Brasil são gaúchas. São elas: Chuí, Jaguarão, Aceguá, Santana do Livramento, Quaraí, Uruguaiana, Barra do Quaraí, Itaqui, São Borja, Porto Xavier e Porto Mauá. Diferentemente do que acontece no Uruguai, onde a população não pode comprar nos free shops, os brasileiros poderão adquirir produtos nos comércios de fronteira do nosso País, mas com restrição de cota de 300 dólares por CPF. “Se nós fizéssemos isso, nós limitaríamos a demanda. E também não teríamos atração para investidores fazerem seus empreendimentos. Então, brasileiros poderão comprar, só que terá uma cota estipulada por mês de 300 dólares. Para produtos brasileiros, ele terá uma cota fixa, chamada de extra cota pagando a diferença tributária”, afirma.

Além do limite de dinheiro, a norma estabelece limite de quantidade de mercadorias: I – 12 (doze) litros de bebidas alcoólicas; II – 20 (vinte) maços de cigarros; III – 25 (vinte e cinco) unidades de charutos ou cigarrilhas; IV – 250 g (duzentos e cinquenta gramas) de fumo preparado para cachimbo. Ainda segundo Frederico Antunes, a lei vai permitir o desenvolvimento das cidades gaúchas com fronteira. “O objetivo da lei é criar uma compensação para os municípios que têm simetria com cidades gêmeas do outro lado do território. Se nós continuássemos assim, nós vive-

ríamos sempre do outro lado recebendo mais turistas e gerando mais empregos. enquanto do lado de cá, servindo apenas como território de passagem. Agora, teremos isso no Brasil para alavancar o nosso desenvolvimento”, ressalta. Uma das mudanças da lei é em relação ao patrimônio exigido para abertura das lojas. Anteriormente era necessária a comprovação de R$ 5 milhões. A partir de agora, o montante a ser comprovado é de R$ 2 milhões para cada comerciante. Também a partir da norma, cada uma das cidades deve aprovar legislação complementar permitindo que as lojas sejam instaladas no município, podendo inclusive criar regras específicas.

Deputados tentam ampliação de freeshops O número de municípios brasileiros aptos a instalar lojas francas poderá chegar a 32 municípios, sendo 11 no Rio Grande do Sul. Após reunião realizada em Brasília, o deputado Gabriel Souza (MDB) e o coordenador da Comissão do Mercosul, Cristiano Guerra, que representou o deputado Frederico Antunes (PP), acompanhados pelo diretor da Câmara de Free Shops do Uruguai, Enrique Urioste, em audiência com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, obtiveram a confirmação de técnicos da Receita Federal e do Ministério da Fazenda, de que até o fim de abril, a Instrução Normativa publicada em março passado que regulamentou os free shops no País deverá ter como base uma portaria editada em 2016 pelo Ministério da Integração que habilita 32 municípios, seis a mais do que publicados pela IN aptos a instalar os empreendimentos do lado brasileiro. Editada em 16 de março, a Instrução Normativa 1799/2018, pôs fim a uma novela que se arrastava desde 2012, autorizando a criação das lojas francas terrestres nas chamadas cidades gêmeas de fronteira. No entanto, a base do documento se reportava a uma Portaria editada em 2014 pelo Ministério da Fazenda, que habilitava um total

Parlamentares se reuniram com o ministro Padilha, a fim de aumentar número de freeshops no RS

de 26 cidades no País, sendo 10 gaúchas. Na reunião na capital federal, a comitiva pleiteou a substituição desta Portaria por outra, editada há dois anos pelo Ministério da Integração Nacional, que autoriza um total de 32 cidades brasileiras sendo 11 gaúchas. Assim que for publicado o novo texto estarão beneficiadas as cidades de Porto Mauá (RS), Barracão (PR), Santa Rosa do Purus (AC), Santo Antônio do Sudoeste (PR), Coronel Sapucaia (MS) e

Paranhos (MS). Além disso, durante a reunião, o dirigente da Câmara de Free Shops do Uruguai, Enrique Urioste, solicitou que sejam aplicadas as lojas francas do lado brasileiro e do Uruguai a mesma cota de US$ 300,00. “Queremos que o que ocorra de um lado também valha para o outro”, resumiu o dirigente. Padilha disse que encaminhará a sugestão para análise do Ministério da Fazenda e da Receita federal.

10

Nilton Kasctin dos Santos Promotor de Justiça

Transformação Qual a razão que leva a maioria das pessoas a viverem desorganizadas, sem prazer no trabalho, sem disciplina, submissas a tudo e a todos, instáveis e por isso indignas de confiança? A razão consiste numa coisa simples e óbvia: falta de atitude. Atitude de líder. No livro O ESPÍRITO DE LIDERANÇA (Munroe, Myles. MG, Ed. Motivar, 2006, pp. 22/25), encontramos uma história impressionante contada ao autor por um ancião camponês do Zimbábue (país do sul da África). Ao conduzir suas ovelhas ao pasto, o velho pastor encontra um filhote de leão perdido entre os arbustos. Certificando-se de que não há nenhum leão adulto por perto, toma o leãozinho e o leva para a fazenda. Por oito meses alimenta o filhote com leite, mantendo-o abrigado no curral das ovelhas. Já desmamado e comendo de tudo o que um leão adulto come, o exuberante animal segue livremente as ovelhas por onde quer que andem pastando, pois, afinal, por ter crescido com elas, tornara-se um fiel amigo de todo o rebanho. Seu comportamento nada tem a ver com um leão. É uma ovelha em forma de leão. Certo dia, quando o leão já conta quatro anos de idade, o pastor observa o rebanho, que bebe água no rio. De repente, na outra margem surge do mato um leão que espreita o rebanho. As ovelhas entram em pânico, iniciando uma desabalada corrida em direção ao curral. O mesmo desespero toma conta do leãozinho, que com elas também corre depressa para o abrigo. É a primeira vez que ele vê um leão de verdade. Amontoados no curral, leão e ovelhas estremecem a cada rugido que vem da beira do rio. Poucos dias depois, o experiente pastor presencia uma cena que o deixa admirado. Mal o rebanho chega à margem do rio para beber água, e o leão-ovelha dá um enorme salto para trás, só parando de correr quando entra no curral. Só ele. As ovelhas continuam bebendo água tranquilamente. O animal havia enxergado sua imagem refletida na água, associando-a com a fera que tentara atacar o rebanho. Só depois de muitos sustos o leão domesticado se acostuma com sua aparência e volta a beber com as ovelhas. Agora já sem medo do reflexo da sua cara na água, eis que surge novamente um leão selvagem na outra margem. Repete-se a corrida desesperada para casa. Corrida agora só das ovelhas. O leão decide esperar na beira do rio. Nisso o leão selvagem entra na água, aos urros ensurdecedores. O leão-ovelha, vendo que a grande fera selvagem se aproxima, caminha em círculos, meio agachado, ganindo como um cão amedrontado. Mas não foge. O selvagem retrocede um pouco, dando as costas para o domesticado, e de novo urra e olha para trás, como a dizer: “venha comigo para a selva, experimente urrar como eu”. O aprendiz de leão tenta urrar. Mas só o que sai é uma mistura de balido com ganido. Um resmungo. Só depois de sete ou oito tentativas acontece o primeiro urro do leão que até ali vivera vida de ovelha sem ter a mínima ideia do que era capaz, de tudo o que havia no seu ser de leão. De rei leão. Mas os urros quase perfeitos emitidos pelo aprendiz de leão não bastam para o grande líder da selva, que não desiste. Sempre rugindo, por várias vezes sai do rio, entra na mata, retorna para o rio e novamente dá as costas para o pupilo. Na sua linguagem, ele insiste: “Atravesse o rio, vem comigo, embrenhe-se no mato, você é um leão como eu, você é capaz, acredite!”. E finalmente o leãozinho passa o rio e desaparece na floresta, soltando rugidos idênticos aos de seu líder. Já não se parece com ovelha. Sua atitude arriscada o transformara.

H


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

AMUPLAM

Falta de profissionais na Saúde onera Municípios Encontro realizado no Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cisa) de Ijuí reuniu representantes da Associação dos Municípios do Planalto Médio (Amuplam) e da região Celeiro (Amuceleiro), na última quinta-feira. “O principal papel do Consórcio é fazer o credenciamento junto aos Municípios que o compõe, hoje são 40. Dentro desta composição, todas as atividades, compras, dentro da área da saúde, são tratadas no Cisa. O credenciamento de atividades, cirurgias, consultas, exames, são serviços prestados aos municípios todos os meses”, conta o presidente da Amuplam, prefeito de Condor Valmir Land. Por meio do Cisa, os Municípios alcançam economia de até 70% na compra de medicamentos da atenção básica. Condor, por exemplo, tem aproximadamente 7 mil habitantes. Somente no ano de 2017, foram realizados mais de 22 mil atendimentos pela unidade básica de saúde do município. “O Cisa vem para facilitar e reduzir significativamente na aquisição dos remédios e consultas”, acrescenta. Na alta complexidade e no atendimento de urgência e emergência, a referência dos

municípios da região é o Hospital de Caridade de Ijuí (HCI). “Através do Consórcio, realizamos todos os procedimentos. Também temos convênios em outros municípios, como Santo Augusto, Tenente Portela, Crissiumal, Três Passos, Passo Fundo, Santa Maria”, enumera. No caso de Condor, especificamente, cerca de 50 pacientes são encaminhados diariamente para atendimento em saúde na região. Secretário municipal de Saúde em Augusto Pestana, Alberto Hintz destaca a importância do Cisa na resolutividade de questões que o SUS não consegue dar celeridade. "Acredito que todos os Municípios de nossa região têm as mesmas demandas. Algumas áreas em especial, mesmo colocando dinheiro próprio, que temos dificuldade de conseguir encaminhar nossos pacientes", disse. Traumatologia e Cardiologia são exemplos deste cenário. Além disso, ele destaca a demanda represada na área da Proctologia em função da falta de médico cadastrado no Cisa. "Também temos questões pontuais na compra de medicamentos, enfrentamos algumas dificuldades na entrega de alguns

Valmir Land

específicos, em que os laboratórios cotam o produto e depois não entregam pela elevação do preço ou falta de matéria-prima", ressalta. No entanto, ele acentua que de maneira geral, o Cisa facilita o encaminhamento dos usuários para consultas e exames especializados.

Ajuricaba organiza 12ª edição da Fenape O jantar de lançamento da 12ª edição da Feira Nacional do Peixe Cultivado (Fenape) foi realizado no último sábado, com participação expressiva da comunidade. "A entrada para o Parque é gratuita. Serão vários shows e diversas atrações. Os espaços já estão praticamente fechados,

a expectativa é de realizar uma grande feira, superando edições anteriores em números", avalia o representante do Executivo municipal na Comissão Organizadora da Feira, Josemar Martins. A feira é realizada a cada dois anos, sendo que nos últimos quatro não foi realizada. "Era um grande pedido da comunidade,

que estava carente de um evento diferenciado, tanto Ajuricaba quanto a região", acrescenta. A Fenape acontece de 3 a 6 de maio, com extensa programação, conforme anúncio da Comissão Central. Os pavilhões abrem todos os dias às 9h, com fechamento às 22h, e ao meio-dia será servido almoço à base de peixe.

PROGRAMAÇÃO QUINTA-FEIRA, DIA 3: 9h30 – 1º Seminário Regional da Água: Qualidade da Água que Bebemos 17h – Reunião da Acaveplam 18h30 - Lançamento do CD da Banda Municipal 19h30 – Circuito de Teatro e Humor com Herta e show com Delcio Tavares 21h – Abertura Oficial da 12ª Fenape 21h30 – Fechamento dos Pavilhões 22h – Show com Indústria Musical SEXTA-FEIRA, DIA 4 9h – Seminário 4º Dia Estadual do

Peixe 20h – Banho de Leite aos vencedores do Concurso Leiteiro 21h – Rodeio Country Show Cezar Paraná 23h – Show baile com Danúbio Azul SÁBADO, DIA 5 10h – Desfile das campeãs do Concurso Leiteiro e entrega da premiação 15h – Apresentação do Ballet Rô Faust 17h – Coral do Grupo Cadagy, da Unijuí 21h – Rodeio Country Show Cezar Paraná

23h – Show nacional com Bob e Robson 1h – Show nacional com Yago e Santhyago DOMINGO, DIA 6 14h – Provas da 5ª Etapa da Copa Cidades de Motocross 16h – Show com Ernani Moura 17h – Entrega da premiação do Concurso do Maior Peixe 17h15 – Entrega da premiação do Motocross 18h – Rodeio Country Show Cezar Paraná 20h – Show nacional com as Morenas Gy e Grazy

11

Catuípe busca recursos para distrito industrial Na última semana, o prefeito de Catuípe, Joelson Baroni, esteve em Porto Alegre, com objetivo de angariar recursos para o distrito Industrial. Em entrevista ao Grupo JM, ele destacou que o Município, em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Catuípe (Acic), tem trabalhado intensamente para realização deste projeto, que permitirá a instalação de novas empresas, ou ampliação das atividades daquelas que já estão na cidade. "No ano passado, adquirimos uma área de 3 hectares, pagamos 50% e neste ano vamos concretizar o pagamento. Nosso objetivo é de que até o final deste ano consigamos estruturar esta área, dando condições de destinar os lotes às empresas interessadas", conta Baroni. Ele acentua que os Municípios enfrentam sérias dificuldades financeiras. "Hoje, para ter recursos para investimento, carece bastante ou de financiamentos ou de recursos externos, e para estruturar essa área, principalmente em relação a ruas, calçamento, enfim, a infraestrutura necessária, precisamos de recursos, e estamos buscando apoio junto ao governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, um aporte de recursos

Joelson Baroni

para fazer frente a essas necessidades e dar andamento ao projeto." Na Capital, o prefeito encaminhou o projeto do distrito Industrial, e também solicitação de patrocínio para a Feicap, que será realizada no dia 31 de maio. "Dependemos bastante de recursos do governo do Estado, que tem nos apoiado bastante, principalmente através da restauração da ERS-342, um fator relevante que nos impulsionou a adquirir esta área, além da retomada dos voos no Aeroporto Sepé Tiaraju,em Santo Ângelo", pontua o prefeito.

Deputados destinam emendas para Bozano

No início deste mês, o prefeito de Bozano, Ernesto Natal Nicoletti, esteve na Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação, para assinatura de convênio que destina um trator à Secretaria de Agricultura do município. "Será de suma importância, um complemento para o trabalho", acrescenta. Ele destaca também a destinação de emendas parlamentares a Bozano. De autoria do deputado federal Darcísio Perondi (MDB), será recebido R$ 230 mil para reforma do CTG Passo do Bozano. Por meio do deputado federal Jerônimo Goergen (PP), o município receberá R$ 100 mil, para área da saúde. Afonso Hamm (PP) destinou R$ 260 mil para ampliação do calçamento na Linha 11 Leste. "Neste caso, quero chegar, até o final do meu mandato, na BR-285", completa. Além disso, Bozano busca a destinação de uma viatura da polícia militar para atuação em tempo integral no município. Em fevereiro, o prefeito esteve em Porto Alegre e fez a solicitação diretamente ao secretário estadual de Segurança Pública, Cezar Schirmer. "Ele comentou que quando fossem entregues

Ernesto Natal Nicoletti

os novos veículos para os municípios maiores, repassariam as outras viaturas. Então, estamos na expectativa de que futuramente seremos contemplados", afirma. Nicoletti reforça que Bozano está localizado no corredor da BR-285, em que o movimento é intenso. "Temos Sicredi, Banrisul, Correios e isso nos preocupa bastante em relação à segurança. Fizemos este pedido, que tenhamos uma guarnição e as viaturas presentes em nosso município."


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

CONSCIENTIZAÇÃO

Ijuí não tem educação ambiental contínua A gestão do lixo em âmbito municipal ainda é dividida entre a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) e o Departamento Municipal de Águas e Saneamento de Ijuí (Demasi), e foi um assunto amplamente debatido na última reunião do Conselho de Saneamento Básico de Ijuí (Consabi). "Conversávamos da necessidade e da urgência de termos um programa de educação ambiental contínua no município. Nesta semana visitamos o projeto Profissão Catador, de Cruz Alta, que está em andamento e funcionando bem, com uma educação ambiental contínua e conseguindo aumentar os índices de separação e melhorar a renda dos catadores que são encubados", conta a titular da SMMA, Andressa Gressler. Ela pondera que a pasta trabalha com orçamento limitado e quadro reduzido de servidores.

12

Poda radical em passeio público é crime ambiental Na última semana, o biólogo do Município, João Pedro Gessing, realizou atendimento de solicitações de condução e podas de árvores. A reportagem do Grupo JM acompanhou de perto o trabalho na tarde de quarta-feira, na Avenida Emil Glitz, onde o trabalho é recorrente. "Mais uma vez, acontece de ter que autorizar remover uma árvore, que não haveria necessidade, não fosse o fato da poda radical. Neste caso, foi uma árvore que sofreu uma poda drástica no ano passado, e acabou morrendo. Hoje está condenada, teremos que remover

e replantar", conta o biólogo. Ele acentua que quando ocorre a perda de uma árvore de passeio público, as consequências são sentidas pela sociedade em geral. João Pedro conta que a poda radical em passeio público é considerada crime ambiental. "Por isso, o proprietário foi notificado e autuado pela poda. Em alguns casos, a árvore consegue reagir, se revigorar, mas não foi que aconteceu. Deixamos pelo período de um ano para ver o que acontece, mas este é um dos casos que, infelizmente, a árvore faleceu e não há o que fazer", salienta.

Secretaria de Meio Ambiente estuda envolver catadores em projeto ambiental

"Realizamos educação ambiental nas escolas, com as composteiras, as hortas e palestras sobre separação de resíduos em empresas, escolas, em condomínios, então temos esse serviço disponível na Secretaria, mas sabemos que é insuficiente. Temos que expandir, ir na porta da casa

das pessoas e ensinar as pessoas a fazer", afirma, acrescentando que há busca de alternativa para envolver os catadores neste processo de educação. Outro desafio da pasta é conscientizar a população em relação aos pontos de descarte irregular de lixo.

João Pedro fala sobre as consequências das podas radicais para a natureza

Projeto beneficiará 67 municípios gaúchos O Senado Federal aprovou na noite de quarta-feira, por unanimidade, alteração dos percentuais de distribuição da compensação financeira pela utilização de recursos hídricos. Pela proposta, municípios sedes de usinas hidrelétricas e alagados passarão a receber 65% dos recursos dessa compensação - aumento de 20%. A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS), que votou a favor e trabalhou pela aprovação da proposta, informou que 67 municípios gaúchos serão contempla-

dos com R$ 17,4 milhões a mais por ano. A aprovação, destacou a senadora, faz justiça a essas localidades, especialmente depois da redução da Tarifa Atualizada de Referência (TAR), utilizada no cálculo da compensação financeira, que trouxe prejuízos às prefeituras. Segundo a Associação Nacional dos Municípios Sedes de Usinas Hidroelétricas (Amush), em todo o País, cerca de 40 milhões de pessoas que residem em 729 municípios serão impactadas.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

13

AGRONEGÓCIO

Mais da metade da soja está colhida no RS A colheita da soja avançou em ritmo muito acelerado, promovido pelo clima quente e seco durante boa parte dos últimos dias, chegando a 52% do total cultivado, sendo que outros 35% já se encontram prontos para serem ceifados. Segundo a Emater, com a baixa umidade do ar e do solo nos últimos dias, o período diário de colheita em condições favoráveis foi ampliado, inclusive noite adentro, dando mais efetividade aos trabalhos. As lavouras colhidas mais recentemente apresentaram uma maturação mais uniforme do que as primeiras, proporcionando maior velocidade de colheita e grãos de melhor qualidade. Todavia a rápida perda de umidade verificada recentemente tem causado, em alguns casos, pequenas perdas por debulha na plataforma de corte. Nesse cenário, as produtividades obtidas seguem apresentando grande amplitude, variando de 30 a 80 sacas por hectare, em um mesmo município. Em termos gerais, entretanto, a média estadual ainda fica dentro das estimativas, que apontam para uma produtividade próxima dos 3 mil kg/ha. Quanto à comercialização, o mercado dá sinais de forte procura pelo grão, impulsionando o preço médio da saca de 60 quilos para R$

76,00, um aumento de 5,15% na semana. A estiagem voltou a atingir parte do Rio Grande do Sul após cinco anos seguidos de tempo favorável – que resultaram em sucessivas supersafras de soja. Com as perdas, a projeção é de que o Estado colha 17,12 milhões de toneladas – 7,83% a menos do que na safra passada, segundo a Emater. Os prejuízos maiores foram registrados na Campanha, em municípios como Bagé, Candiota, Aceguá e Hulha Negra, e mais ao Sul, em Arroio Grande e Jaguarão. A situação da cultura do milho se mostrou sem alteração em relação à semana anterior, com os produtores aproveitando o tempo bom para continuar o trabalho de colheita que, no momento, atinge 85% da área, tendo ainda 10% em condições para tanto. Referente às produtividades obtidas até aqui, elas têm surpreendido positivamente em muitos casos, com os produtores colhendo quantidades acima do esperado, tendo em vista os problemas enfrentados com o clima em determinados momentos, principalmente no Sul. Mesmo assim, é possível que a produtividade média estadual ainda fique próxima dos 6,5 mil kg/ha, proporcionando uma produção de 4,5 milhões de toneladas.

Período diário de colheita da soja em condições favoráveis foi ampliado após monitoramento

Como reduzir perdas na estiagem no Sul do RS **Respeitar o zoneamento agrícola de risco climático, semeando nos períodos indicados por município. **Usar sementes com alto vigor e sanidade para a germinação rápida e uniforme das plantas. **Corrigir acidez e fertilidade do solo. **Escalonar a semeadura e escolher cultivares de crescimento indeterminado, preferencialmente de ciclos médios a tardios. **Rotacionar culturas no inverno e no verão. **Em solos compactados, realizar a escarificação/subsolagem no outono, com o mínimo de revolvimento do solo. **Adotar sistema de plantio direto em conjunto com as técnicas de plantio em nível e terraceamento. **Armazenar água em grande volume para irrigação da lavoura. FONTE EMATER

Vacinação contra aftosa começa em maio Maggi relata 'pouco avanço' No próximo dia 1º de maio, a Todo o rebanho de bovinos produtor deve continuar a aplicar a em reunião com a UE maioria dos estados brasileiros e e búfalos, de todas as idades, vacina na região da tábua do peso Distrito Federal começa mais uma etapa de vacinação contra febre aftosa. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) alerta ser muito importante que o criador continue imunizando o rebanho, conforme o calendário oficial de vacinação de cada Estado. O rebanho brasileiro soma 218 milhões de animais entre bovinos e búfalos.

deverá ser vacinado no próximo mês, com exceção dos Estados do Acre, Espírito Santo e Paraná, que imunizarão apenas os animais de até 24 meses. Em novembro, a maioria dos Estados vacinará os animais de até 24 meses. A coordenadora da divisão de Febre Aftosa (Difa) do Mapa, Eliana Lara Costa, explica que o

coço, debaixo do couro do animal (região subcutânea), observando os cuidados das boas práticas de vacinação, fundamentais para o sucesso da imunização. “O Brasil está livre da febre aftosa, mas continua sendo obrigatório vacinar os bovinos e búfalos conforme o calendário de vacinação oficial de cada Estado”, reafirma Eliana Costa.

Após reuniões com representantes da União Europeia (UE) em Bruxelas, na Bélgica, nesta quinta-feira, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, disse que houve pouco progresso nas tratativas sobre as exportações de carnes de aves do Brasil para a UE. "Houve poucos avanços, mas há alguma expectativa para

minimizar os impactos negativos para as exportações de carnes de aves do Brasil para o bloco europeu", comentou o ministro. Maggi informou que, no próximo dia 18, haverá uma votação na Comissão Europeia para decidir sobre possíveis restrições às exportações brasileiras de carne de aves da empresa BRF e outras para o bloco europeu.


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

COMBATE À CORRUPÇÃO

Lasier quer incluir prisão em segunda instância no CPP O senador Lasier Martins (PSD-RS) protocolou nesta semana um projeto de lei que muda trechos do Código de Processo Penal (CPP) para disciplinar a prisão após a condenação em segunda instância, colocando um ponto final na controvérsia sob análise pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Pela proposta, o réu poderá ser preso logo após sua culpa ser confirmada em segundo grau. Mas destaca que ninguém será tratado como culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória, dialogando com a cláusula pétrea da Constituição na mesma direção. O entendimento é que, ainda que sujeita a recurso especial ou extraordinário, a prisão em segunda instância não viola o princípio constitucional da presunção de inocência. Segundo a justificativa do senador, a atual redação do artigo 283 do CPP tem permitido a interpretação de que a prisão só poderia ocorrer após o trânsito em julgado da sentença penal condenatória. Mas o próprio Supremo Tribunal Federal já decidiu pela possibilidade da execução da pena após esgotadas

a primeira e a segunda instâncias, nas quais se exaurem a produção de provas e a verificação da autoria e materialidade do crime. Lasier argumenta que o sistema processual penal brasileiro permite ao réu continuar recorrendo contra sucessivas decisões condenatórias por anos, impedindo o trânsito em julgado e favorecendo a prescrição penal, quando então o criminoso, ainda que provada a autoria e a materialidade de seu delito, deixa de cumprir a pena devida. "Essa proposta atende aos anseios da maioria da população por efetividade da Justiça e contra a impunidade". Em entrevista ao Grupo JM, nesta semana, o senador gaúcho também esclareceu que a prisão em segunda instância não viola princípios constitucionais. "Depois da primeira instância, e complementando a segunda, a prova que tinha que ser feito no caso de qualquer crime, é totalmente cabal, dali em diante não se produz mais prova. Da mesma forma, as duas primeiras instâncias têm a competência de comprovar a autoria e a materialidade dos crimes, isto é, a existência do ato criminoso propriamente disso. Depois destas

Para senador, prisão em segunda instância não fere princípio constitucional

duas primeiras etapas, existem somente formalidades, questões de direito e de legislação. Por isso, entendo que cabe a prisão nestes casos, desde que, claro, o preso não seja tratado como culpado", justifica o parlamentar. Ainda segundo Lasier, o projeto para a inclusão de novo artigo no CPP leva em consideração os direitos da coletividade. "Se fala muito dos direitos do preso, mas pouco se fala dos direitos da sociedade, da

população que clama por segurança, e que muitas vezes pode estar a mercê de criminosos perigosos e não apenas dos delinquentes da corrupção e da malversação do dinheiro público. Então deve caber a prisão em segunda instância", afirma. Após ser protocolado, o projeto terá um senador relator designado, e seguirá, em princípio, para a Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

PL do horário do comércio recebe duas emendas

Andrei Cossetin

A Câmara de Vereadores definiu ontem, durante a Reunião das Comissões, a inclusão do Projeto de Lei (PL) que modifica o horário de funcionamento do comércio em Ijuí na pauta da próxima sessão plenária, na segunda-feira. Autor do projeto, o vereador Andrei Cossetin (PP) informou que duas emendas foram inclusas na matéria, e serão apreciadas no plenário. A primeira foi assinada pelos vereadores Júnior Piaia (PCdoB), Claudiomiro Pezzeta (PDT) e Mutley (PDT), onde o horário ficaria livre de segunda-feira a sábado. No domingo, as lojas só poderiam abrir se fossem observados os pressupostos contidos na Lei Trabalhista, que estabelece a obediência às convenções coleti-

vas entre sindicatos. "O problema é que, a princípio, há uma inconstitucionalidade nisso, pois nós não podemos obrigar as convenções a acontecerem. Na semana passada, um parecer jurídico do Igam já indicava a inconstitucionalidade deste item, pois uma emenda feita pela comissão que analisou o tema citava as convenções coletivas como base para o horário de funcionamento", informou Andrei Cossetin. O vereador progressista é signatário da segunda emenda, endossada pelos vereadores César Busnello (PSB), Jorge Amaral (PP), Ricardo Adamy (PMDB) e Misco (PDT), que estabelece a liberação do horário do comércio de segunda a domingo,

tendo como base itens como a hora trabalhada, remuneração de horas extras e demais elementos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Na última sessão, o projeto esteve em análise e recebeu pedido de vistas, justamente para a obtenção de novo parecer jurídico. Agora, a tendência é de que uma decisão seja tomada. "Já estamos debatendo este assunto há dois meses, então na minha concepção é um assunto superado. Particularmente, respeito a opinião dos demais vereadores, mas entendo que devemos acompanhar a modernização das leis trabalhistas, visto que demais setores da economia já trabalham nos fins de semana", afirma Andrei.

da Juventude de Ijuí, Tábata Bertoldo, foi eleita secretária de Mobilização na JSPDT/RS e nomeada vice-presidente Sul na JSPDT/Nacional para coordenar a região sul do País. Entre as atividades desenvolvidas no congresso, destacam-se a caminhada contra a Reforma Previdenciária, a formação dos grupos de trabalho (GTs). "Os

grupos formados debateram e criaram teses sobre os movimentos estudantis, conjuntura estadual e nacional, redes sociais, empoderamento feminino, organização interna da JSPDT e núcleos de base", observa Tabata . A programação encerrou com a posse dos novos integrantes do Diretório e da direção responsável pela Juventude

Socialista gestão 2018/2020. Na direção Estadual, Ijuí ficou com duas vagas: a ocupada por Tábata Bertoldo como secretária de Mobilização e Caroline Diniz ficou como 3ª secretária-geral. De acordo com Tabata, as ações a serem desenvolvidas pela diretoria serão definidas em encontro com realização prevista para o próximo mês.

Ijuiense assume cargo nacional no PDT Foi realizado na última semana, em Porto Alegre, o 17º Congresso da Juventude Socialista do PDT/RS. O evento, que aconteceu na sede do partido, teve como tema: Um Não Rotundo!, em referência a uma famosa frase de Leonel Brizola, grande líder trabalhista fundador do partido. A coordenadora Municipal

14

ALEXANDRE GARCIA Jornalista

O PESADELO Desde que nasci, em 1940, nunca testemunhei tanto radicalismo como agora. Um radicalismo ainda latente, embora com algumas demonstrações que revelam sua intensidade. Como um vulcão ativo, que volta e meia emite fumaça, só para mostrar que está muito quente. Vejo hoje nas manifestações de rua. Dos dois lados e percebe nas redes sociais. Num gráfico isso seria mostrado como uma ferradura: os dois extremos estão mais próximos entre si - embora opostos - que ambos em relação ao centro. Vê-se isso nas agressões - sempre a covardia do celular gravando, para usar contra o agredido qualquer reação defensiva dele - nos aeroportos, nas ruas, numa atitude raivosa, cheia de adjetivos, sem argumentos racionais. O ex-presidente da República, com prisão decretada, não aproveitou a oportunidade para jogar água na fervura, mas agiu jogando gasolina na fogueira de seus seguidores, menosprezando a lei e as instituições - que são a espinha dorsal da estabilidade e do sistema democrático. Entre tapas, tiros, socos e pauladas é que os dois grupos discutem suas posições. Em vésperas de eleições gerais, esse vulcão corre o risco de entrar em erupção. O país acabou dividido em mortadelas e coxinhas, em trabalhadores e exploradores, em pobres e ricos - dividiu-se o Brasil até por cor da pele e por preferências sexuais. Tudo mostra que não aprendemos com a História, com tempos recentes em que houve divisões entre arianos e judeus, burgueses e proletários, bolivarianos e imperialistas. Divisões que lembram Hitler, Stálin, Fidel, Chavez - regimes sem liberdade. E agora estamos, por aqui, divididos entre nós e eles. O nós sempre é o bem e o eles é o mal - sejam quais forem as cores. Caminhamos para o desafio, por causa de uma lei física: a toda ação corresponde uma reação em sentido oposto. E a resultante é que podem anular a democracia. Mais do que nunca é o momento de apostar nas instituições, ainda que algumas estejam carcomidas e enfraquecidas pela corrupção - o sinal mais evidente disso é a condenação e prisão de um ex-presidente da República, não por crime político, como acontece nos regimes de exceção, mas por crime comum. Há tempo que saímos das regras da normalidade democrática; invasões e depredações sem reação da lei; enfraquecimento das leis penais, cada vez mais lenientes com o criminoso; Justiça demorada e eivada de recursos protelatórios, fortalecendo a impunidade; desmoronamento das regras de civilidade, de convívio urbano, de honestidade, de princípios éticos. O país parece um boneco de areia, que vai perdendo a umidade que agrega seus grãos; vai secando com um vento maldito e erodindo e perdendo a forma. Fica a impressão de que nada foi ao acaso, como se houvesse uma inteligência inimiga planejando ocupar depois de ter invadido e tomado os órgãos mais sensíveis. Que essa suposição seja apenas um pesadelo e que acordemos rápido.


Notícias Recurso da defesa A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou há pouco com novo recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular o mandado de prisão expedido pelo juiz federal Sérgio Moro. No recurso, os advogados pedem que Lula aguarde em liberdade o fim dos recursos da condenação na ação penal do tríplex do Guarujá (SP). Lula está preso desde o dia 7, na sede da Polícia Federal em Curitiba. Ele cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão, a que foi condenado pelo Tribunal Federal de Recursos da 4ª Regão (TRF4), por corrupção e lavagem de dinheiro. Este é o segundo recurso que a defesa do ex-presidente apresenta à Corte desde que Lula teve a prisão decretada, no dia 5 de abril.

Bens bloqueados O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou o pedido feito pelo Ministério Público do Rio (MPRJ) de bloqueio de R$ 1,028 bilhão em bens do ex-governador Sérgio Cabral e de outras cinco pessoas, além da empresa francesa Michelin, de fabricação e comercialização de pneus. Na decisão, o ministro Benedito Gonçalves indeferiu pedido de tutela provisória em que a Michelin requeria a concessão de efeito suspensivo a seu recurso especial. Ao negar o efeito suspensivo, o STJ mantém o teor do acórdão proferido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, que confirmou decisão da 14ª Vara de Fazenda Pública determinou, em novembro de 2016, o bloqueio dos bens de Cabral e dos outros réus em ação civil pública ajuizada pelo MPRJ.

Julgamento confirmado O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu manter para a próxima terça-feira o julgamento sobre o recebimento da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) em um dos inquéritos resultantes da delação do empresário Joesley Batista, do grupo J&F. Também são alvos da mesma denúncia a irmã do senador, Andrea Neves, o primo dele, Frederico Pacheco, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), flagrado com dinheiro vivo. Todos foram acusados de corrupção passiva.

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

15

LAVA JATO

Supremo julga fim do foro privilegiado em maio

Antes de assumir a Presidência da República temporariamente ontem, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, pautou a retomada do julgamento da ação que restringe o alcance do foro privilegiado no plenário para o dia 2 de maio. O julgamento foi interrompido no ano passado, quando oito ministros votaram a favor de restringir o foro privilegiado. No entanto, o ministro Dias Tofolli pediu vistas para analisar melhor o processo. No último dia 27 de março ele devolveu o processo para a presidente do STF. Agora, ela decidiu incluir o assunto na pauta de maio. A de abril já estava fechada. A restrição ao foro privilegiado é uma proposta do ministro Luís Roberto Barroso. Ele defendeu que a autoridade só tenha direito ao foro privilegiado em relação a atos praticados durante o seu man-

dato político ou cargo em curso. Ou seja, irregularidades praticadas anteriormente não teriam foro privilegiado e ficariam com a Justiça de primeira instância. Apesar de ministros terem a permissão de mudar votos até o final do julgamento, a expectativa é que a proposta de Barroso tenha, no mínimo, maioria para sua adoção. Com isso, vários inquéritos tramitando hoje na Justiça, alguns inclusive da Operação Lava Jato, podem sair da esfera do Supremo Tribunal Federal e seguir para a primeira instância. Nos bastidores, políticos vinham apoiando a restrição ao foro desde que fosse alterada, também, a jurisprudência do STF sobre a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. Nesse caso, eles teriam direito a ficar recorrendo em todas as instâncias, até o trânsito em julgado

Recurso final de Lula será julgado no dia 18 de abril O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) marcou para o dia 18 deste mês o julgamento dos embargos dos embargos de declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex do Guarujá (SP). Os embargos dos embargos foram protocolados pela defesa de Lula na última terça-feira , após a prisão do ex-presidente, no dia 7 de abril , por ordem do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, que não aguardou o julgamento do novo recurso na segunda instância. Na ordem de prisão, Moro escreveu que considera que os embargos dos embargos deveriam ser extintos do ordenamento jurídico brasileiro por ter caráter "protelatório". Segundo o juiz, o objetivo do recurso seria somente o de adiar o cumprimento da pena de 12 anos e um mês de prisão a qual o ex-presidente foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O embargo de declaração é um tipo de recurso destinado a esclarecer obscuridades e contradições de uma sentença, embora não preveja mudança na decisão final de um julgamento. A defesa, porém, aponta contradições que poderiam, em tese, resultar na absolvição de Lula. Um primeiro embargo de Lula já foi negado por unanimidade no fim do mês passado pela

Oitava Turma do TRF4 - composta pelos desembargadores João Pedro Gebran Neto, relator, Victor Laus e Leandro Paulsen. No novo embargo, os advogados de Lula argumentam que, no julgamento do primeiro, o relator Gebran Neto caiu em contradição ao reconhecer, em um trecho de seu voto, que a transferência do tríplex para o ex-presidente nunca foi efetivada pela empreiteira OAS, embora em outra parte tenha escrito que a condenação por corrupção passiva ocorreu devido ao recebimento do bem.

Temer passou a presidência para a ministra Cármen Lúcia, do STF, ontem

final, postergando a execução de uma sentença. Agora, se a jurisprudência não for alterada, esses réus ficariam sujeitos a uma execução de

sentença caso sofram uma condenação em segunda instância, tal como ocorreu recentemente com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ex-ministros envolvidos miram Justiça Eleitoral Na mira da Operação Lava Jato, os ex-ministros Guido Mantega (PT) e Marcos Antônio Pereira (PRB) entraram com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para que seja encaminhada à Justiça Eleitoral uma investigação instaurada contra eles no âmbito da delação da Odebrecht. Os dois são alvo de inquérito que apura a suposta compra de apoio político de R$ 7 milhões para garantir a adesão do PRB à campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República em 2014. Na última quarta-feira a ministra Nancy Andrighi, do Su-

perior Tribunal de Justiça (STJ), decidiu encaminhar à Justiça Eleitoral de São Paulo um outro inquérito instaurado com base na delação da Odebrecht que investiga o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) por suspeita de caixa 2, o que livrou o tucano, por ora, da rota da Lava Jato. Integrantes do Ministério Público Federal ouvidos pela reportagem consideram "lamentável" a saída encontrada por políticos para se livrar da Lava Jato e das investigações na Justiça Federal, já que afirmam que o caminho natural seria uma investigação prévia de crime comum.

Dodge pede prioridade para caso de Demóstenes

Luiz Inácio Lula da Silva

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu urgência no julgamento de uma liminar (decisão provisória) que suspendeu a inelegibilidade do ex-senador Demóstenes Torres (PTB-GO), permitindo a ele se candidatar nas eleições deste ano. A liminar foi concedida pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), no dia 27 de março. Ele negou o retorno do ex-parlamentar ao mandato. O mérito do pedido ainda terá de ser analisado pela Segunda Turma do STF, composta por cinco

ministros. Não há data para esse julgamento. Em seu parecer, Dodge exige apreciação “urgente e prioritária”, pois o resultado do julgamento poderá ter impacto nas eleições, causando "prejuízo irreversível". A procuradora-geral pede que a liminar seja cassada. Cassado em 2012 por quebra de decoro parlamentar, Demóstenes estava inelegível até 2027. Ele foi acusado de usar o mandato para favorecer o bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.


Esporte

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

Concluído o Circuito de Tênis

Orlando Lucchese e Marcelo Buss

Felipe Nicoletti e Paulo Stumm

Taíse de Melo e Taís Cervi

16

PLACAR GERAL COPA DUNGA A 21ª Copa Dunga de Futebol 7 para Menores promovida pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) tem a disputa da segunda rodada hoje a partir das 13h30 em Ijuí. No campo da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) serão disputados estes jogos: infantil,GBM x Ajuricaba; pré-mirim,Grêmio Dimicron x Bozano; mirim verde, GBM x Grêmio Dimicron; fraldinha, Grêmio Mareli x Ajuricaba; prémirim,Grêmio Mareli x Ajuricaba; e infantil,Grêmio Central Tur x São Luiz Vermelho. No campo do Sesc a rodada terá estas partidas: infantil, CFE Ijuí x Tio Mazaroppi/Olinto de Oliveira; mirim amarelo,CFE Ijuí x Cometa; pré-mirim, G.E. Gaúcho x Cometa Vermelho; mirim amarelo,G.E.Gaúcho x ACF Casa do Lanche; fraldinha, Cometa 2009 x ACF Concórdia's do Sidi; e pré-mirim,Cometa Branco x ACF Farmed.

JOGOS DO SESI

Jaison Burtet e Maurício Copetti

Davi Laustein e Édson Puhl

A primeira etapa do Circuito Municipal de Tênis Paulo Weckerle foi concluída com jogos de duplas em Ijuí. Na disputa da categoria 1ª classe duplas, Maurício Copetti e Jaison Burtet sagraram-se campeões ao vencer a dupla formada por Carlos Probst e Eduardo Buss, por 2 sets a 1.Na disputa da categoria 2ª classe duplas, Edson Puhl e Davi Laustein conquistaram o título da categoria ao vencer Marcelo Viecili e Luis pelo placar de 2 sets a 1. A primeira etapa teve como clube sede a Sociedade Recreativa Ijuí (SRI), através do seu departamento de tênis, que proporcionou uma organização perfeita para

a realização da abertura do Circuito Municipal. Foram mais de 100 inscrições de tenistas da cidade. A próxima etapa do Circuito Municipal já tem data e local marcados. Será na AABB entre os dias 11 a 20 de maio. As inscrições para esta etapa abrem na próxima semana, e poderão ser feitas pelo site www.ijui.rs.gov.br/eventos ou diretamente na secretaria da AABB. O Circuito de Tênis Paulo Weckerle é promovido pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo e pelos departamentos de Tênis da Sociedade Recreativa Ijuí, AABB e Sogi.

Lucas Silva e Jeber El Ammar

Classificação 1ª classe 1º)Jeber El Ammar 2º )Lucas Silva 2ª classe 1º) Orlando Lucchese 2º) Marcelo Buss 3ª classe 1º) Felipe Nicoletti 2º) Paulo Stumm Feminino

1º ) Taíse de Melo 2º ) Taís Cervi Duplas 1ª classe 1º) Maurício Copetti/Jaison Burtet 2º) Carlos Probst/Eduardo Buss Duplas 2ª classe 1º) Edson Puhl/Davi Laustein 2º) Marcelo Viecili/Luis

Ceap organiza Torneio de Futsal André da Rosa Acontece a partir da primeira semana de maio o Torneio de Futsal do Colégio Evangélico Augusto Pestana (Ceap). As inscrições estão abertas e poderão ser realizadas até o dia 20 de abril ao valor de R$ 30,00 por atleta na secretaria do Colégio. Esse ano o Torneio da Associação de Pais, Professores e Funcionários do Ceap (APPA) terá como tema as Etnias que colonizaram Ijuí, ou seja, os times serão nomeados de acordo com um sorteio entre as etnias da Expo-Fenadi. Além disso, o nome do evento será Torneio de Futsal André da Rosa,em homenagem ao jornalista André da Rosa que está se recuperando de um grave acidente no ano passado. Os jogos serão disputados nas quartas e quintas-feiras.

Atletas campeões do Torneio de Futsal promovido pelo Colégio Evangélico Augusto Pestana no ano passado

A quarta rodada do futebol sete livre do Campeonato do Serviço Social da Indústria de Ijuí será disputada hoje no Centro Esportivo ArthurFuchsdoSesi.Serãorealizadas estas partidas: 13h45,chave D, Cisbra Farinhas/Taimak x Madecor/ Prosis Informática/Agrimetal/Di Moville; 14h40,chave A, Gimenez/ Minetto Vidros x Hoff Pneus/Star Gesso/Camera; e 15h35,chave A, Hidroenergia x 3 Tentos A. A partida do futebol 7 master que estava prevista para hoje às 16h30 entre as equipes Madecor Móveis/ Prósis Informática/Agrimetal/Di Moville e 3 Tentos Agroindustrial S/A foi adiada.

CORRIDAS UNIMED A Unimed Noroeste/RS promove mais uma etapa do Corridas Unimed. As inscrições podem ser realizadas até a próxima quinta-feira. A prova terá também a terceira etapa do Circuito Regional de Corridas de Rua e está prevista para 29 de abril.A competição terá as categorias Mirim (600 metros), Estudantil (2 quilômetros) e Adulto (5 a 6 quilômetros). Um diferencial deste ano é a categoria Especial, onde podem inscrever-se médicos e funcionários da Unimed Noroeste/ RS (5 a 6 quilômetros). A largada será do Complexo Poliesportivo de Ijuí, a partir das 8h30. Haverá premiação aos cinco primeiros em todas as categorias. Os 100 primeiros atletas inscritos que comparecerem no local da largada para retirada do número oficial da prova receberão uma camiseta.Esta será a 2ª etapa do projeto Corridas Unimed 2018, estimulado pelo Sistema Unimed do Rio Grande do Sul. Inscrições, regulamento e informações sobre o percurso estão disponíveis no endereço www. ucrsm.com/circuitoregional. A prova está sendo organizada pela Unimed Noroeste/RS e pelo Clube de Corredores de Ijuí, com apoio da Secretaria Municipal da Cultura, Esporte e Turismo.


Jornal da Manhã Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

DOIS TOQUES

Carlos Alberto Padilha

esporte@jornaldamanhaijui.com

AMADOR- O Palestino do bairro Industrial promove festa esportiva amanhã no campo da Associação Atlética Imasa, em comemoração aos 38 anos de fundação. Na parte da manhã serão realizados estes jogos a partir das 10h: AABB Sênior x Caxias de Catuípe e Riograndense de Bozano x Posto Antonello. Ao meio-dia tem almoço ao preço de R$ 20,00 a ficha. No período da tarde estão previstos estes jogos a partir das 14h: CFE Veteranos x Arsenal; Chorão x Estrela de Augusto Pestana; e Palestino x Inter de Ajuricaba. O Palestino tem um título na 1ª Divisão de Ijuí. Foi campeão em 2004. BOCHÓFILOS-1º Torneio da Liga Noroeste de Bocha e do Juventude do Rincão dos Goi movimenta atletas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso e da Argentina neste fim de semana em Ijuí. Os jogos começaram ontem e prosseguem até amanhã com as finais. As partidas serão realizadas em duas canchas no Rincão dos Goi, no Parador, Cancha do Marcelo no bairro Modelo, cancha dos Fabrin no Rincão dos Goi, Cancha do Pedrão em Ijuí, Cancha do Assis Brasil e Cancha do Arroio das Antas. ATRAÇÃO-O Curso de Educação Física da Unijuí promove hoje das 8h às 18h na Sociedade Recreativa Ijuí o Desafio 10 Horas de Natação. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: eventosedf@unijui.edu.br, telefone (55) 3332-0210, e pela fanpage Núcleo de Eventos EDF. INÍCIO- O Brasil recebe hoje às 16h30 no Bento Freitas o São Bento pela primeira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.O atacante Michel, ex-São Luiz, deve começar como titular do xavante. LIGA DOS CAMPEÕES- A Uefa sorteou ontem, na Suíça, os confrontos da semifinal da da temporada 2017/18, que colocará frente a frente Bayern de Munique e Real Madrid de um lado, além de Liverpool e Roma do outro.As partidas de ida serão disputadas nos dias 24, terça, e 25, quarta-feira, enquanto que os finalistas serão definidos logo na semana seguinte, dias 1º e 2 de maio. Real e Roma definirão seus confrontos atuando no Santiago Bernabéu e no Estádio Olímpico de Roma, em suas respectivas casas.

17

Grêmio sem Luan enfrenta o Cruzeiro Cruzeiro e Grêmio talvez sejam os melhores times do Brasil, ou, certamente, estão entre os quatro mais fortes. Clubes que abriram 2018 bem, vão se enfrentar, hoje à tarde, no Mineirão, na estreia do Campeonato Brasileiro.O Cruzeiro eliminou o Grêmio na Copa do Brasil e foi à final da competição em 2017. Conquistou o título e comemorou o caneco. O Grêmio, por sua vez, sem o torneio brasileiro, conseguiu o continente, levantou a Taça Libertadores. As fortes equipes iniciaram a temporada em grande fase e conquistaram os títulos regionais. No caso do Cruzeiro, a equipe bateu o Atlético, na final, em uma virada histórica, e comemorou muito. O Grêmio ganhou o Gauchão em cima do Brasil-Pel. O técnico Mano Menezes confirmou que a equipe que vai para o jogo contra o Grêmio será a mesma que bateu o Galo, no Mineirão, no último fim de

semana. Isso significa que Dedé segue entre os titulares, assim como Rafael Sóbis. Quarto colocado em 2017, o Grêmio é um dos candidatos ao título em 2018, e começará sua trajetória contra a Raposa no Mineirão, com praticamente tudo o que tem de melhor. Entretanto, a equipe de Renato Portaluppi não terá Luan, o principal jogador do time. O atacante será preservado e não viajou para Belo Horizonte. Porém, o substituto ainda não foi confirmado. Cícero é o nome mais cotado para aparecer entre os titulares. Thonny Anderson, que entrou em algumas partidas na temporada também é opção, mas é pouco provável que comece a partida em Belo Horizonte. Jaílson é outra alternativa, caso o Grêmio queira povoar o meio-campo e ser mais pragmático. Da última vez em que se enfrentaram no Mineirão pelo Brasileiro, os times protagoni-

CRUZEIRO Fábio; Edilson Léo Dedé Egídio; Henrique Ariel Cabral Robinho Thiago Neves Arrascaeta Rafael Sóbis Técnico: Mano Menezes

Atacante Éverton vive uma ótima fase no time do Grêmio

zaram um dos melhores jogos de 2017. Um empate eletrizante em 3 a 3, e uma bela partida de futebol.

GRÊMIO Marcelo Grohe; Léo Moura Pedro Geromel Kannemann Cortez; Maicon Arthur Ramiro Cícero (Thonny Anderson ou Jaílson) Everton; Jael Técnico: Renato Portaluppi

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR) com os assistentes Bruno Boschilia (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR). Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte. Início: 16h.

Odair Hellmann define o time que joga com o Bahia O Internacional está totalmente focado na estreia do Brasileirão. O grupo colorado treinou na tarde de ontem no CT do Parque Gigante visando ao jogo contra o Bahia, amanhã às 16h, no Beira-Rio, válido pela primeira das 38 rodadas do Campeonato Brasileiro. A atividade foi realizada em campo reduzido, com a participação de três times, porém sem definição de equipe titular. Na manhã deste sábado, o técnico Odair Hellmann comanda mais treino, parte dele com os

portões fechados, no qual acertará os últimos detalhes para a estreia. O lateral Zeca está acertado com o Internacional. O jogador de 23 anos será o principal reforço do Colorado para o início do Brasileirão em um negócio envolvendo o atacante Eduardo Sasha que ficará em definitivo no Santos. O atacante Roger, que marcou apenas dois gols até agora pelo Internacional deve se transferir para o Corinthians. O time paulista busca um atacante.

BRASILEIRÃO 1ª rodada Hoje,14.4 Cruzeiro x Grêmio-16h-Estádio Mineirão em Belo Horizonte Vitória x Flamengo-19h- Estádio Barradão em Salvador Santos x Ceará-21h-Estádio Pacaembu em São Paulo Amanhã,15.4 América-MG x Sport-11h-Estádio Independência em Belo Horizonte Corinthians x Fluminense-16h-

Itaquerão em São Paulo Internacional x Bahia-16h-Estádio Beira-Rio em Porto Alegre Vasco x Atlético-MG-16h- Estádio São Januário no Rio de Janeiro Atlético-PR x Chapecoense-19hArena da Baixada em Curitiba Segunda-feira,16.4 Botafogo x Palmeiras-20h-Estádio Nilton Santos no Rio de Janeiro São Paulo x Paraná-20h Estádio Morumbi em São Paulo

Reunião debate unificação de Campeonato O presidente do São Luiz Pedro Pittol e o diretor administrativo Ivan Pretto participaram de uma reunião quinta-feira no início da noite na Coordenadoria de Esportes. Estiveram presentes o secretário-adjunto de Cultura, Esporte e Turismo Rogério Durks e os dirigentes de times que pretendem disputar o Campeonato de Master e Sênior. Ivan Pretto disse que o encontro foi produtivo. "A ideia é unificar o Campeonato da categoria Veteranos. O São Luiz promoverá a partir de maio a 1ª Copa de Futebol Veterano.Estamos aguardando as equipes responderem, pois temos que unir forças. O objetivo é ir construindo laços entre o São Luiz e as

Dirigentes do São Luiz se reuniram com clubes do futebol amador. Definições ficam para a próxima semana

equipes amadoras que praticam o futebol no município." O dirigente do Rubro comentou que o pensamento é poder ajudar na medida do possível para que cada vez mais o esporte seja organizado no mu-

nicípio e região. Rogério Durks afirmou que a definição fica em relação a categoria master dos 40 anos ou mais. A categoria sênior 47 anos segue normalmente. Termina na próxima segun-

da-feira o prazo para devolução das fichas do Campeonato de Futebol Master e Sênior. Para jogar o master, os atletas deverão ter nascidos até o ano de 1978 e na categoria sênior podem disputar quem nasceu até o ano de 1971.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

18

USO FACILITADO

Banco Central estuda limitar tarifas do cartão de crédito

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse ontem que a instituição avalia fixar um teto para as tarifas operacionais dos cartões de crédito, como já foi definido recentemente para os de débito. O objetivo é baratear os custos das transações para os lojistas e que esta redução chegue ao consumidor, estimulando assim o uso de meios eletrônicos de pagamentos. A partir de 1º de outubro, o BC determinou que haverá limitação dos porcentuais da chamada tarifa de intercâmbio dos cartões de débito, que poderão chegar a no máximo 0,8% de cada transação. A taxa de intercâmbio é a tarifa que a empresa que credencia as lojas paga para o emissor do cartão, os bancos, em cada transação com o plástico. "Com a medida nos cartões de débito, nossa expectativa é que a redução seja repassada para o credenciador e ao lojista e chegue ao consumidor por meio da concorrência", afirmou o presidente do BC nesta sexta-feira

em evento do Insper e do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). "Obviamente, vamos continuar avaliando se o teto para o débito é correto, se tem que reduzir mais. Vamos avaliar também se é preciso colocar um teto em outros instrumentos, como cartões de crédito", afirmou Ilan em seu discurso. "Tudo isso faz parte de nossa agenda neste ano." "Estamos incentivando a competição nos meios de pagamento", disse Ilan nesta sexta-feira, durante palestra. O objetivo do BC é aumentar o uso de meios eletrônicos, como os cartões de débito, considerados mais eficientes que o papel de moeda. Isso trará redução de custos para todo mundo, afirmou ele. "Foram adotadas medidas que melhoram a concorrência e tornam o uso do cartão de crédito mais eficiente e barato", disse Ilan Goldfajn. Entre as medidas recentes para estimular meios eletrônicos de pagamento, Ilan destacou que o governo passou a permitir a

Juros do cartão de crédito Em %, ao mês

diferenciação de preços para quem paga uma compra à vista, que paga valor menor. Isso era prática comum no comércio, mas não era regulamentado, observou ele. "Hoje se tornou formal. Com isso se consegue diferenciar se o pagamento é à vista ou a prazo." O dirigente disse ainda que no ano passado o BC aumentou seu poder fiscalizador e punitivo

para as instituições do sistema financeiro. Para aumentar a competição no sistema, Ilan disse que o objetivo do BC é estimular a entrada no mercado das Fintechs, como são chamadas as empresas nascentes de inovação financeira. "O BC quer incentivar a oferta e a diferenciação de produtos para o consumidor."

Governo recorrerá de liminar que mantém fundações Em relação à decisão liminar do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RS), que suspende o processo de extinção das fundações, o governo do Estado, por intermédio da Procuradoria-Geral do Estado, informa que vai recorrer. A conclusão das extinções das fundações, que atende à lei 14.982/17, aprovada pela

Assembleia Legislativa, estava prevista para o dia 17 de abril. Até o momento, já foram efetivados os desligamentos de 157 empregados das instituições e assinados 136 Planos de Demissões Voluntárias. "Sempre foi intenção do governo enxugar a estrutura, mantendo os serviços mais

relevantes prestados pelas fundações. Todas as ações estão legitimadas pelo processo democrático", afirmou o secretário de Planejamento, Governança e Gestão do Estado, Josué Barbosa. Acrescentou que as equipes estão trabalhando de acordo com o planejamento para cumprir os pressupostos da legislação, com

toda a cautela para zelar pelo patrimônio público. "A PGE está acompanhando as questões jurídicas. A partir dessa liminar, vamos interromper o andamento e aguardar a decisão. Após, poderemos elaborar um novo calendário para seguir os trabalhos”, informa o secretário.

Congresso aprova MP que libera o PIS-Pasep A comissão mista destinada a analisar a medida provisória que liberou o saque de cotas do PIS/ Pasep para pessoas com idades a partir dos 60 anos aprovou relatório do senador Lasier Martins (PSD-RS) com modificações à proposta inicial. O parlamentar propôs a liberação do saque para todos os cotistas até o dia 29 de junho deste ano, podendo o prazo ser prorrogado pelo Executivo até o final de setembro. A extensão aumentará o impacto da MP, que, antes da mudança feita pelo relator, era previsto pelo governo em cerca de R$ 21 bilhões. Quantia que poderia beneficiar 10,9 milhões de pessoas. O novo impacto, com a alteração proposta por Lasier, ainda não foi divulgado. O relatório foi aprovado pelo

colegiado nesta semana. Agora, o parecer da comissão seguirá para análise da Câmara. Se for aprovado pelos deputados, ainda terá de ser analisado pelo plenário do Senado. As mudanças aprovadas na Comissão só valerão se forem confirmadas pelos plenários das duas Casas e depois sancionadas pelo presidente Michel Temer. Por enquanto, o que está em vigor são as regras propostas pelo governo no texto original da MP. O Fundo PIS/Pasep é fruto da unificação dos fundos constituídos com recursos do Programa de Integração Social (PIS), destinado a trabalhadores do setor privado, e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), voltado a servidores públicos. Com a MP, estarão aptos a

Comissão mista aprovou relatório nesta semana para liberar recursos do PIS

sacar os recursos do PIS: pessoas que atingiram a idade de 60 anos; pessoas que se aposentaram; transferência para a reserva remunerada ou reforma, no caso dos militares; invalidez;

titular de benefício de prestação continuada (BPC); titular ou seu dependente portadores de doenças graves, como, por exemplo, câncer, Parkinson e tuberculose, entre outras.

Emater / Ascar

Cuidados com o solo Estamos em um período do ano chamado de transição de cultivos, isto porque a soja está sendo colhida e as culturas de inverno como trigo, cevada, canola, aveia, ainda não foram implantadas. A falta de cobertura do solo neste período do ano expõe o solo às intempéries climáticas e isto contribui para que ocorra perda da fertilidade do solo, e assim precisamos repor a mesma com mais frequência e com maiores custos. Desta forma, logo que terminamos a colheita de uma cultura em uma área, logo temos que iniciar o cultivo de alguma espécie sobre a mesma área evitando-se de deixar o solo exposto por muito tempo às intempéries. É importante salientar que o solo possui uma grande parte dele constituída de organismos vivos que necessitam de agua, oxigênio, ambiente adequado e também alimentos. Quando o solo está muito adensado, estes organismos têm restrição de agua, oxigênio, alimentos e espaços para sua multiplicação e consequentemente para contribuir para a melhoria do solo. É importante salientar que as maiorias destes organismos alimentam-se de restos de raízes e de culturas e quando temos um volume maior destes materiais possibilitamos o desenvolvimento de um numero maior destes organismos. Mas podemos fazer melhor ainda, oferecendo um grande volume de restos culturais de diversas espécies, favorecendo um numero maior de espécies e assim criando um ambiente mais equilibrado no solo e ter uma resposta melhor. Varias opções podem ser usadas neste momento para aumentar a quantidade de raízes e restos culturais ao solo durante o ano como: o cultivo de nabo forrageiro, aveias de ciclo longo, centeio, tremoço ou então fazer o cultivo consorciado de todas estas espécies na mesma área. Também é possível o plantio de espécies como Sorgo sudanense e milheto, que irão vegetar até que tenham ação das geadas e posteriormente fazer o cultivo de um cereal de inverno sobre esta palhada. Todas estas possibilidades são viáveis e beneficiam o solo, ajudam a aumentar a fertilidade e as condições para que os organismos do solo possam trabalhar mais em nosso favor. É logico que para fazer o cultivo destas culturas temos custos e os mesmo serão repassados para o custo de produção da próxima cultura, porem já está comprovado os benefícios que este sistema proporciona ao solo e ao aumento de produtividade das culturas subsequentes. Estamos na semana nacional da conservação dos solos e pedimos que seja reservado um tempo para uma reflexão sobre o mesmo e também para a implementação de ações em favor do mesmo, pois é de lá que tiramos o sustento.


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

DÉFICIT POLICIAL

Miron diz que reposição de delegados é urgente

19

Juíza manda interditar presídio de Vacaria A Justiça determinou a interdição do presídio de Vacaria por conta da situação de superlotação e precariedade estrutural. O presídio abriga 330 presos, mas a capacidade é para 96 pessoas. Para a magistrada responsável pela interdição, a capacidade máxima admitida no local seria de 250 detentos. De acordo com a juíza Greice Prataviera Grazziotin, responsável pela decisão, a situação da casa prisional começou a declinar após o incêndio ocorrido em 2014, quando o fogo consumiu

as instalações dos regimes semiaberto e aberto, mas desde então as soluções não saíram do papel. Na decisão, a juíza enumera os problemas como a precariedade do sistema de esgoto, muro do pátio prestes a ceder e falta de agentes penitenciários, que faz com que os próprios presos, organizados em facções, sejam os responsáveis pelo gerenciamento nas galerias. Foi deteminada a proibição do ingresso de presos de outras localidades que não sejam da comarca de Vacaria.

Atualmente, a 26ª Delegacia conta com o delegado regional Ricardo Miron e os delegados Gustavo Arais e Maurício Posselt

Se há dois anos havia oito delegados, agora a 26ª Delegacia Regional de Polícia conta com apenas três. Com a aposentadoria de Jocelaine Aguiar, os delegados Ricardo Miron, Gustavo Arais e Maurício Posselt acumulam funções para atender as demandas da Polícia Civil em Ijuí e na região de atuação da Delegacia Regional. “Estamos aqui na região com três delegados para atender nove delegacias e não há uma perspectiva de remoção imediata de autoridades. Sabemos que tem um concurso publicado em edital

e que vai ser finalizado apenas no ano que vem”, informou o delegado regional Ricardo Miron. De acordo com Miron, há propostas da vinda de outros delegados. “Sabemos que há propostas da vinda de colegas da região de Rosário do Sul mas, infelizmente, para ele vir para a região é necessária a reposição. Também há o interesse de um colega de Porto Alegre, que é natural de Ijuí que quer retornar para o Município. No entanto, a dificuldade está na substituição”, afirmou o delegado.

Ainda, segundo Miron, o trabalho não está sendo prejudicado. “Obviamente trabalhamos mais. Há o esgotamento profissional pois as pessoas começam a adoecer diante disso. Não vamos deixar de fazer o que tem que ser feito dentro do nosso objetivo policial, mas isso causa estresse e esgotamento, e num futuro próximo esses cargos vagos precisam de reposição”, finalizou o delegado informando que ele está sendo responsável, além de outras delegacias, pela Delegacia da Mulher

Ato oficializa entrega de viaturas O governador José Ivo Sartori segue em roteiro pelo interior do Estado para entregar novas viaturas para a Brigada Militar. Na manhã de ontem foi a vez de reforçar o policiamento ostensivo de seis municípios das regiões do Alto do Jacuí, Missões e Fronteira Noroeste. A solenidade foi na sede do 7º Regimento de Polícia Montada de Santo Ângelo. A frota é composta por 10 automóveis Toyota Corolla, distribuídos da seguinte maneira: Santo Ângelo, Ijuí, Santa Rosa e Cruz Alta receberam dois carros por município. São Luiz Gonzaga e Panambi ganharam um veículo cada. O investimento chega a quase R$ 1 milhão, com recursos provenientes do Tesouro do Estado. Sartori destacou que a segurança dos cidadãos é uma prioridade de seu governo, tanto em Porto Alegre quanto no interior. Como exemplo disso, citou que, entre quinta e sexta, o governo gaúcho entregou viaturas novas para diversas regiões, com solenidades em Passo Fundo, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Uruguaiana e Bagé. “Pode parecer singelo, mas

Ato oficializou, ontem, a entrega de 10 viaturas para a Brigada Militar da região

não é. Nossos policiais precisam de viaturas e equipamentos para ter condições adequadas de combater a criminalidade e proteger a sociedade. Fico muito feliz em entregar esses carros pelo interior, como já fiz na capital. Estamos fazendo o que precisa ser feito. Quem acha que ano eleitoral vai mudar o nosso jeito de enfrentar os problemas está muito enganado”, enfatizou o chefe do Executivo. O governador também ressaltou algumas ações de outras áreas na região de Santo Ângelo. “Entregamos para Santo Ângelo e outros 39 municípios 40 caminhões e equipamentos

para modernização das centrais de recebimento de produtos da agricultura familiar”, destacou. Desde dezembro do ano passado, o governo gaúcho adquiriu e entregou, só para a Brigada Militar, um total de 230 viaturas, divididas em dois lotes. Isso representa um investimento de R$ 25 milhões, dos quais R$ 14,4 milhões do governo do Estado e R$ 10,6 milhões da União, via o Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal (Proinveste). Os veículos destinados aos seis municípios fazem parte do segundo lote, entregue no começo do mês.

Presídio de Vacaria abriga 330 apenados, mas a capacidade é para 96 detentos

PRF efetua apreensão de fuzis na Serra A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 14 fuzis durante fiscalização em Bento Gonçalves, na Serra do Rio Grande do Sul, na manhã de ontem. O armamento estava em um veículo com placas do Paraguai. A abordagem foi realizada por volta das 10h, durante fiscalização de rotina em frente ao posto da PRF localizado na BR-470. Ao revistarem o carro, os policiais encontraram 13 fuzis AR-15, de fabricação americana, e um AK-

47, de origem russa, escondidos no painel do veículo. Uma cidadã paraguaia de 19 anos e um brasileiro natural de Foz do Iguaçu, de 41 anos, foram presos por tráfico internacional de armas. O destino deles, conforme a PRF, seria a Região Metropolitana de Porto Alegre. O material apreendido foi encaminhado para a Polícia Federal em Caxias do Sul, também na Serra, que ficará responsável pelas investigações.

Armamento apreendido estava escondido em veículo com placas do Paraguai


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

20

INCÊNDIOS EM PRESÍDIOS

Susepe reforça segurança na região

Os sucessivos incêndios em estabelecimentos penais em cidades do Estado teriam a mesma motivação: o inconformismo de presos do regime semiaberto do Interior com o fato de que a maior parte (70%) dos que estão nessa mesma condição na Região Metropolitana vive em casa, monitorada por tornozeleiras eletrônicas ou detida "virtualmente". E apenas 30% vivem em albergues. Os detentos de fora da Grande Porto Alegre estariam queimando os alojamentos com a expectativa de também receberem prisão domiciliar ou, ao menos, saídas temporárias. A informação é de uma fonte próxima do sistema penitenciário do Estado e reconhecida por representantes do Ministério Público. Para o secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, o motivo é outro: seria espécie de represália de presos por ações que estariam sendo adotadas

pela pasta, visando a retomada do controle dos estabelecimentos penais — muitos deles comandados por facções. “Não podemos deixar de ter essa preocupação, mas a nossa região está tranquila. Apesar de ter uma lotação acima do normal, as direções dos presídios, Judiciário e Promotoria estão sempre trabalhando juntos para contribuir que haja uma normalidade e uma calma nas casas prisionais”, afirmou o delegado Jair Félix, responsável pela 3ª Delegacia Penitenciária Regional. Félix afirmou que a tentativa dos presos é a busca pela prisão domiciliar. “Sim, reconhecemos que os presos buscam esse benefício. Como as casas estão acima da lotação, o detento quer ir pra casa. Como não tem lugar no albergue para eles ficarem, os detentos não podem retornar para o regime fechado e tentam pleitear a prisão domiciliar”, disse.

Já a administradora do Instituto Penal de Ijuí (IPI), Maria Carolina Jagielski, comentou que a situação é preocupante, mas que através de ações rotineiras na casa prisional, episódios de revolta não devam acontecer. “Intensificamos os nossos plantões com medidas de segurança. Também reforçamos o curso de prevenção a incêndios e aumentamos as ações preventivas para que seja coibida qualquer ação que possa nos pegar de surpresa”, afirmou a administradora. De acordo com Maria, uma avaliação diária é feita para ver o comportamento dos presos. “Acredito que pela forma de tratamentos que a Defensoria e o Judiciário, bem como nós agentes temos com eles, influencia no bom comportamento dos apenados. Acredito que não é a ideia dos nossos apenados fazer esse tipo de coisa”, completou. Na manhã desta quarta-feira (11), as chamas atingiram o

Mulher morre em acidente em Panambi Um grave acidente de trânsito foi registrado na tarde de ontem na Avenida Presidente Kennedy, em Panambi, envolvendo uma motocicleta Sundown e uma caminhonete EcoSport. De acordo com a Brigada Militar, a colisão aconteceu por volta das 13h30, nas imediações da fábrica de rações da Cotripal. A condutora da motocicleta, Debora Denise Britzke, 40 anos, resultou com ferimentos graves e acabou falecendo logo após receber os primeiros socorros médicos. O condutor da EcoSport não se feriu e foi conduzido para prestar depoimento na Delega-

Colisão entre caminhonete e motocicleta vitimou Debora Denise Britzke, 40 anos

cia de Polícia . As circunstâncias em que aconteceu o acidente fatal serão

apuradas pelo Setor de Investigações da Polícia Civil de Panambi

PC faz buscas por jovem desaparecido Um jovem de 25 anos, morador da localidade de Ponte Seca, interior de Santo Augusto, está desaparecido, segundo informou a Polícia Civil. Diego dos Santos Pinto teria saído da propriedade, onde reside com os avós, na última quinta-feira de manhã, por volta das

7h para trabalhar. Ele saiu com sua motocicleta, de cor escura, e vestia uniforme preto com amarelo, da empresa LR Soluções, na qual é funcionário. Porém, segundo informações de familiares, ele não chegou ao destino e não retornou para casa. A família também não

consegue contato por celular. O jovem não tem antecedentes criminais. Qualquer informação sobre o paradeiro de Diego dos Santos Pinto pode ser repassada às autoridades policiais através do 190.

Diego dos Santos Pinto

De acordo com administradora, Instituto Penal de Ijuí teve segurança reforçada

alojamento 2 do regime semiaberto do Presídio Estadual de Erechim, no norte do Estado. De acordo com a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), presos amontoaram colchões e incendiaram. Foi o décimo incêndio provocado em estabelecimento penal gaúcho neste ano — o oitavo no inter-

valo de 24 dias, sendo um com cinco detentos mortos. Em Erechim, o Corpo de Bombeiros chegou em cerca de 10 minutos ao local e conseguiu controlar as chamas rapidamente, sem que ninguém ficasse ferido. Depois, 62 apenados foram alocados provisoriamente em um dos pátios do estabelecimento.

Golpista que se passava por policial é preso A Brigada Militar (BM) de Ijuí divulgou imagens de um homem que se passava por policial civil para praticar crimes em toda a região. O indivíduo de 20 anos foi capturado na Rua 14 de Julho, imediações do Mercado Catarinense com mais um adolescente de 17 anos e um jovem de 23 anos. A ocorrência foi registrada na noite de quinta-feira com desdobramentos e devidos encaminhamentos na madrugada de ontem. O trio foi abordado pelo Pelotão de Operações Especiais (POE) que abordou um veículo Santana vindo da cidade de Santo Ângelo. O automóvel foi monitorado pelos policiais desde a saída da cidade. Durante a busca pessoal foi localizada uma pistola calibre 6.35 da marca Browning. Na busca

veicular foram localizados ainda seis gramas de maconha e um aparelho celular marca LG. Na abordagem, a confirmação de que um indivíduo vestia camiseta da Policia Civil, juntamente com mais duas pessoas, que na ocasião utilizavam um veículo Nissan Sentra para facilitar o cometimento de delitos na região. Em razão do fato, foi dada voz de prisão aos abordados, sendo em seguida conduzidos e apresentados na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento onde, por entendimento da autoridade policial, foi lavrado o flagrante delito para o homem de 20 anos pelo porte ilegal de arma e corrupção de menor, sendo os demais participantes arrolados no inquérito como testemunhas.

Imagens de câmeras de segurança comprovaram a atuação de golpista


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

21

LAR MEAME

Entidade social escolhe nova diretoria No dia 25 de março, foi realizada assembleia geral ordinária da Missão Evangélica de Amparo ao Menor (Meame), com prestação de contas exercício 2017 e eleição da nova diretoria da entidade para gestão 2018/2020, que foi apresentada oficialmente à comunidade no último domingo. Compõem a diretoria o presidente Walter Ernesto Ludwig; o 1º vice-presidente Aurio Scherer; 2º vice-presidente Cidinei de Oliveira Cichoves; secretária Ana Betine Mueller; vice-secretário Leandro Samersla; tesoureiro Julio Anselmo Berwig; e vice-tesoureiro Egon Harter. O Meame está localizada na Rua Pedro Américo, bairro São José, e é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que tem como objetivo acolher crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Além do acolhimento, sua missão é proporcionar educação e convívio familiar cristão. Desde sua fundação, em 4 de novembro de 1993, preocupa-se em proporcionar um espaço que contemple todos os cuidados necessários para que

estas crianças e adolescentes tenham uma vida digna e saudável. Em 24 de setembro de 1994 o Lar Meame foi inaugurado na Rua São Paulo, espaço cedido pela Missão Evangélica União Cristã – Meuc, entidade à qual é vinculado. Em 27 de outubro de 2001, o sonho de ter uma sede própria se realizou. A compra do terreno e a construção da casa só foram possíveis graças ao auxilio do Projeto Mãos Dadas - Paguei Quero Nota, além de doações vindas da Alemanha e contribuições voluntárias da comunidade local. O atendimento se dá em espaço residencial, com rotinas e características de uma unidade familiar. No funcionamento da casa lar prevalecem a rotina domiciliar e familiar, garantindo o acesso da criança/adolescente à escola, atividades socioeducativas, atendimentos de saúde, profissionalização, esporte e lazer, utilizando a rede existente na comunidade. O Lar Meame tem capacidade para acolher 20 crianças e/ou adolescentes, nas duas casas, mas neste momento conta

Nova diretoria do Meame foi oficialmente apresentada à comunidade no último domingo

com 11 crianças /adolescentes. Os recursos financeiros são oriundos de convênio com o poder público municipal de Ijuí e Ajuricaba; convênio com o Demei; participação no Programa Nota

Cipa reforça uso de óculos de proteção No ambiente hospitalar, o risco de contaminação ocorre em diversas rotinas realizadas. Manipulação do paciente durante troca de fralda, punção ou aspiração e, ainda, atividades como a diluição de produtos são alguns casos que merecem atenção. Por isso, é necessário seguir rigoroso controle de segurança, que vai além do investimento na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI). É preciso a conscientização do funcionário para sua utilização. Com esse objetivo o Hospital Unimed Noroeste/ RS desenvolveu mais uma ação, buscando a redução ou mesmo a eliminação dos acidentes de trabalho pela falta do uso, em especial, do

óculos de proteção. A atividade foi realizada nas áreas assistenciais, entre as quais Unidades de Internação, Unidades de Terapia Intensiva Adulto e Neonatal, Centro Cirúrgico e Sala de Recuperação, além do Centro de Materiais e Esterilização (CME). Também envolveu funcionários do Laboratório de Análises Clínicas, Serviço de Oncologia e setor de Medicina Preventiva, entre outros. A presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), Letícia Hartmann, destacou que é preciso intensificar o uso do óculos de proteção, criando uma cultura para que se torne rotina. "Existem vários procedimentos em que os

Atividade lúdica buscou chamar mais atenção para o assunto

funcionários estão mais suscetíveis a um acidente", reforçou. Letícia ressalta que o cunho lúdico, com a presença do personagem Sr. Kurt, buscou despertar maior atenção dos funcionários. A ação lembrou também do

Abril Verde, uma mobilização que trata da segurança e da saúde do trabalhador brasileiro. A iniciativa foi parceria entre a Cipa e o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt).

Moradores concretam buraco na rua

Pagamento do material e da mão de obra foi feito pelos moradores

Desde setembro passado, moradores da Rua Artur Kruger, no bairro Tiraju, solicitaram o fechamento de um buraco aberto no meio da via, junto às poder público. No entanto, a promessa de que o problema seria solucionado, nunca foi cumprida. "Juntamente com os vizinhos, investimos R$ 300 para sanar o problema de uma vez por todas. Do jeito que estava, era difícil de

trafegar com carros, caminhão do lixo, ambulâncias do Samu", conta Clederson Lopes. "Pagamos o pedreiro com dinheiro do nosso bolso. As pessoas perguntaram: mas isso não é função da Secretaria de Obras? É, mas se não fazem, não podemos ficar deixando assim, e daqui a pouco aconteça um acidente." O conserto da via, com concreto, ficou pronto na última quinta-feira,

Fiscal Gaúcha; contribuição voluntária através de repasse ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fundocad) e contribuições voluntárias da comunidade.

Ligação para o CVV é gratuita e sigilosa A parceria entre o Ministério da Saúde e o Centro de Valorização da Vida (CVV) possibilitou a expansão do serviço de chamadas gratuitas. Agora, 23 Estados brasileiros contam com o serviço. E, a partir de primeiro de julho, a Bahia, Maranhão, Pará e Paraná também devem ser incorporados ao atendimento sem qualquer custo para o cidadão. Segundo o coordenador de Saúde Mental do Ministério da Saúde, Quirino Cordeiro, a parceria com o CVV dobrou o número de ligações em todo Brasil para dois milhões de chamadas em 2017. “Depois desse convê-

nio, houve um aumento significativo no número de chamadas para atendimento no CVV, que tem uma experiência grande no acolhimento de pessoas que apresentam transtornos mentais graves e pessoas que se encontram em situação de sofrimento, acolhendo essas pessoas e proporcionando a elas um local onde elas podem ser ouvidas, onde elas podem desabafar, onde elas podem conversar sobre os seus problemas.” O telefone sem custos do CVV é o 188. A instituição é uma entidade sem fins lucrativos que oferece esse serviço de forma sigilosa há 55 anos.

CONVITE PARA MISSA DE 1º MÊS DE FALECIMENTO Esposa, filhas, pais e irmãos de

NOLI SCHORN * 12/10/1958 + 14/03/2018 convidam para missa de 1º mês de falecimento a ser celebrada hoje, dia 14, às 19 horas na Igreja São Geraldo. A família antecipa agradecimentos. Ijuí, 14 de abril de 2018.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

INFRAESTRUTURA

Moradores do Colmeia movem ação na Justiça Moradores do Condomínio Colmeia, no bairro Colonial, reclamam de problemas na infraestrutura. Conforme a subsíndica geral do Condomínio Colmeia, Rúbia, estas dificuldades são enfrentadas desde que se mudaram. Ela destaca que a empresa responsável pela execução da obra nunca se negou a realizar os consertos necessários. "Porém, o trabalho sempre foi de má qualidade, e esses problemas vêm piorando com o passar do tempo. Daqui quatro meses, fechamos cinco anos, e então terminará a garantia do nosso imóvel", afirma. Infiltração, rachaduras no chão, além do piso quebrado, mofos nas paredes, goteiras de chuvas nas lâmpadas, tomadas que não funcionam, são alguns dos problemas enumerados pela moradora. "Tem apartamentos que um vaso pinga em cima do outro. Até mesmo, pessoas que perderam seus móveis dentro de casa, outras que sofreram acidentes dentro de casa e não tiveram nenhuma assistência da empresa. Pessoas que têm problemas respiratórios decorrente do mofo, e a gente quer uma solução", pede Rúbia. Ela conta que um grupo de moradores, formado por cerca de 50 famílias, já está cobrando providências na Justiça. A ação é

Servidores contestam afirmações de vereador Na quinta-feira, o vereador do PSB, César Busnello, disse em entrevista ao Grupo JM que a situação dos banheiros públicos da Praça da República é de abandono total. Na manhã de ontem, a Unidade Móvel da Rádio Jornal da Manhã esteve no local. Isso porque, as declarações do parlamentar resultam em um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia, por dois servidores municipais que trabalham no setor. "O registro foi feito porque o vereador não nos conhece, não sabe do nosso serviço. Então, antes de falar da gente, que venha nos conhecer, venha conhecer a realidade, ver o que é um banheiro público e o que é ser serviçal", relata Daniela Soares. "Me senti magoada, porque ele falou uma coisa que não sabe, estava meu colega e eu trabalhando." José Rodrigo Cortes, que

também atua na limpeza dos banheiros da Praça, disse ter se sentido ofendido no momento em que o vereador afirmou que o serviço não estava sendo executado. "Nunca compareceu em nosso local de trabalho para saber as condições, nossa ocupação, ele não teria o direito de fazer isso comigo e com a colega." Os dois servidores públicos ficam no local das 7h às 18h, com intervalo ao meio-dia, inclusive nos fins de semana e feriados. Eles têm como atribuições a limpeza geral. "Tem que ser feita limpeza todos os dias, porque é ocupado pelas pessoas de Ijuí e da região. É um serviço essencial, e uma das poucas praças que têm um banheiro organizado, que cede papel higiênico gratuito. Então, acho que o vereador deveria rever o que falou", sugere Cortes.

Segundo moradora, problemas estruturais existem desde a inauguração movida contra a empresa e contra a Caixa Econômica Federal. "Tentamos soluções de tudo que é lado, e não encontramos outra alternativa." Segundo ela, na última conversa que teve com a empresa, recebeu a proposta de que os apartamentos seriam pintados por fora. "Porém, cada condomínio, dos 13 blocos que eu represento, na Ala Marrom, teria que pagar R$ 4 mil da mão de obra. Eu disse para eles que isso era um absurdo, porque não foi nós, enquanto moradores, que escalamos os prédios e fizemos

isso nas paredes, todo manchado", salienta. "Não precisamos de maquiagem, precisamos de solução." Atualmente, 400 famílias residem no Condomínio Colmeia, que é divido em duas alas - Marrom e Azul. "É o momento de a gente acordar e dizer chega, porque temos nossos direitos, e ele tem os deveres, que é nos dar assistência", lembra Rúbia, acentuando que a partir do dia 3 de agosto, os moradores perdem a garantia dos imóveis. No caso da Ala Azul, o prazo encerra-se em dezembro.

Escola avalia primeiro trimestre

Escola Especial Recanto da Esperança reuniu pais dos estudantes para avaliação do primeiro trimestre A diretoria da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) realizou, na tarde de ontem, reunião trimestral com pais dos alunos da Escola Especial Recanto da Esperança. "Realizamos uma avaliação positiva, porque a cada dia aumenta o número de alunos. Isso, de certa forma, também nos preocupa em relação ao nosso espaço

22

físico, de recursos humanos, mas também nos deixa muito felizes porque também é o resultado da confiança e do trabalho que os profissionais desenvolvem", comenta a diretora da Escola, Magali Franco. Segundo ela, é importante que os pais tenham confiança na equipe. "Não é porque se trata de uma escola especial que irá

matricular por obrigação, mas também tem que gostar. Existe uma lei especial que ampara, e é clara, que quem escolhe a escola dos filhos são os pais." Recanto da Esperança atende pessoas de 0 a 77 anos. "Então, temos alunos com quase 80 anos." Magali salienta ainda que a participação da comunidade é importante para as atividades.

Servidores que realizam limpeza dos banheiros públicos registraram BO

Presidente do Assis Brasil encaminha demandas No último fim de semana, o bairro Assis Brasil elegeu nova diretoria. Eliseu Barcelos, que assume a presidência, levará as demandas da comunidade ao Executivo municipal. Já na segunda-feira, foi entregue solicitação para instalação de uma rótula na Avenida Getúlio Vargas, em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). "Secretário das Obras, Jair da Rosa, já autorizou, e agora, em curto prazo, será modificado aquele trecho. Nas imediações da Escola Meu Pequeno Mundo será colocada outra faixa de segurança elevada, para dar mais segurança para as crianças", antecipa. "Em frente ao Imeab será redefinido um novo acesso, com flores. Na saída da Rua Dr. Pestana com a Alagoas também será construída outra rótula, um desejo antigo pela quantidade de acidentes naquela região." Além disso, durante encontro com Jair, na última quinta-feira, o presidente recebeu a informação

de que o Assis Brasil foi contemplado com emenda parlamentar para asfaltamento de ruas do bairro. Entre as metas da gestão, está a reabertura da farmácia do posto de saúde. "O Executivo disse que não tem farmacêutico para atender a todas as demandas de todos os bairros, mas assim que abrir a UPA terá que ter um farmacêutico lá, e estamos vendo a possibilidade de esta farmácia atender a comunidade do Assis Brasil, daí não vamos precisar nos deslocar até outros bairros para pegar os remédios", conta. Em relação à nova sede, demanda antiga daquela comunidade, Eliseu conta que já marcou uma reunião para a próxima semana. "Estamos em contato com deputados federais, para ver se conseguimos uma emenda parlamentar para dar início à construção da nova sede. Já contatamos contabilistas, estamos vendo engenheiro. Começamos com o pé direito."


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 14 e 15 de abril de 2018

23

Memória JM Notícias de ABRIL de 1983

CARA OU COROA Armindo Pydd

CONCILIAÇÃO NACIONAL

Administração municipal demite maestro Gil de Roca Sales

**A radicalização de posições no cenário nacional tem preocupado muito. Ela se manifesta nas manifestações antagônicas nas ruas, nas redes sociais, na política e inclusive no Judiciário. Quando votações fundamentais no STF são decididas por um voto como acontece seguidamente, vemos como o acirramento de posições atingiu todos os níveis. **Sem dúvida, uma conciliação nacional se faz necessária, mas ela passa em especial por outros fatores. Um deles, seguramente o mais importante é a brutal diferença de renda entre a população brasileira. 10% da população recebe 0,7% da renda do país enquanto outros 10% no topo recebem 43,3% da renda do país. A diferença entre o mais inferior e o mais superior chega a ser de 36 vezes o valor. **Pior, o índice GINI apontou que entre 1916 e 17 somente no sudeste brasileiro houve melhora. Norte, Sul, Centro-Oeste pioraram. Aquilo que foi apregoado de positivo na verdade era maquiagem de dados. Não serão medidas populistas e paliativas como bolsa família e similares que resolverão este problema. **Outro fator é a manutenção de privilégios que tem como emblemáticos o foro privilegiado e o auxílio moradia. Quando até procuradores destaque na operação lava-jato, heróis da população, fazem campanha aberta pela manutenção destes privilégios, vemos como é difícil mudar. E mesmo o juiz Moro justificou o auxílio moradia como compensação por aumento que não veio. E aí temos todas as vantagens dos legislativos nos três níveis. **No Brasil, 54.992 pessoas têm foro privilegiado. Na China são 2.897, na Alemanha 1 e nos EUA 0 (zero). **Na década de 90, a maioria dos bancos estatais estaduais foi extinta com exceções, como o Banrisul. Agora foram vendidas ações dele, mas que servem para pagar somente um terço de uma folha salarial do Estado. Estado que com o RJ se encontra na pior situação financeira entre todos. **0s 12 anos e 1 mês de prisão de Lula poderão se transformar em 118 anos ao término dos outros 6 processos .

A coleção completa do JM está disponível para pesquisa no Museu Antropológico Diretor Pestana

- O Coral Municipal de Ijuí está agonizando, lamentava ontem à tarde a integrante Mônica Brandt, profundamente decepcionada com o rumo que haviam tomado as conversações entre os cantores, o secretário da Educação e Cultura Leonardo Azambuja e o prefeito Wanderley Burmann. Na noite de quinta-feira, durante ensaio do Coral, o próprio regente, maestro Gil de Roca Sales, comunicou aos cantores que seu contrato seria rescindido no dia seguinte, pois haviam sido inúteis as tentativas de continuar o trabalho. Segundo depoimento da contralto Liana Pydd e do baixo Francisco Baldissera, o maestro se proporia a fazer diversas concessões em termos de salário e inclusive membros do Coral estavam dispostos a hospedar o maestro em suas residências, visando minimizar os custos para a administração municipal. Liana Pydd afirma que os membros do Coral ficaram abismados com a decisão da municipalidade em demitir o

maestro. Além disso, os cantores ficaram decepcionados por não receberem um comunicado oficial sobre o assunto na quintafeira. Outro fato que alarmou os cantores foi a exigência do secretário de Educação e Cultura - que até agora ainda não nomeou um subsecretário para os Assuntos Culturais de que o regente deveria popularizar mais o repertório, alegando que o Coral não agrada ao povo. O resultado de tudo isso é que, na noite de quinta-feira, os integrantes do Coral decidiram, por unanimidade, solicitar seu desligamento. Isso significa, portanto, o fim do Coral Municipal de Ijuí. FINANÇAS O secretário Leonardo Azambuja afirmou ontem que as razões financeiras pesaram mais na decisão. Para uma Prefeitura arrasada financeiramente, gastar cerca de Cr$ 170 mil de honorários e mais despesas com estadia para um maestro é demais. "Não colocamos qualquer dúvida quanto à competência do maestro", afirmou, "achamos que será realmente uma perda para Ijuí."

Embora não sendo descartada a possilidade da vinda do maestro no ano que vem, Leonardo diz que um passo seguinte nas conversações, caso o contrato tivesse sido renovado agora, seria a exigência de que o Coral mudasse a sua linha de atuação. - Não discutimos o nível que o Coral alcançou com a atuação de Gil de Roca Sales, um maestro de renome nacional e internacional. - Mas nós exigiríamos que o Coral assumisse uma linha mais popular, que diversificasse o seu repertório. Música erudita certamente não iria agradar um público reunido no Centro Social Urbano, por exemplo. HISTÓRIA O Coral Municipal de Ijuí foi criado por decreto, a 28 de março de 1972, assinado pelo então prefeito municipal Sady Strapazon. Exatamente dois meses depois, realizava sua primeira apresentação pública. Nos seus 11 anos de existência, o Coral realizou inúmeras apresentações em Ijuí e na região, participou de diversos Festivais Internacionais de Coros em Porto Alegre, gravou três discos e formou-se como um dos únicos corais municipais do gênero no País. A partir de 1978, passou a contar com a regência do maestro Gil de Roca Sales, que sem dúvida promoveu o Coral a um lugar de destaque no estado, constituindose em verdadeiro e inestimável patrimônio cultural de nossa cidade.

CONCURSOS DEFENSORIA PÚBLICA - A Defensoria Pública do Estado do RS dispõe de vagas imediatas para o cargo de Defensor Público do Estado, tendo como banca organizadora a Fundação Carlos Chagas (FCC). São 50 vagas, cinco delas reservadas às pessoas com deficiência, 10 para negros e duas para indígenas. A remuneração é de R$ 22.213,43 e para ingressar na carreira é necessário ter: idade mínima de 18 anos completos; ser bacharel em Direito; ter exercido atividade jurídica pelo menos três anos; e cumprir outros requisitos. A inscrição deve ser feita no www.concursosfcc.com. br/concursos/dpers217/index.html, até

às 14h do dia 30 de abril. A taxa de inscrição é de R$280. CAXIAS DO SUL - A prefeitura abriu inscrições para seleção de candidatos de nível médio e superior, para ocupação de 36 vagas, sob o regime estatutário. Os candidatos serão selecionados pela empresa AVR Assessoria Técnica (Exatus) e o salário vai de R$ 2.717,46 a R$ 6.793,67, para trabalhar em carga horária de 12 a 40 horas/semana. As inscrições estão abertas até o dia 17 de abril, pela internet, no endereço www. exatuspr.com.br. O valor da inscrição vai de R$ 60 a R$ 100. A prova será

aplicada no dia 20 de maio. UFPEL - A Universidade Federal de Pelotas (UFPel) realiza novo concurso público para servidores técnico-administrativos exclusivamente de nível Superior. As inscrições estão abertas até abril, por meio do acesso ao site http://ces.ufpel. edu.br/conctecadmed0004_2018/ , onde também pode ser conferido o edital e demais atualizações. O valor da inscrição é R$ 100 e a remuneração inicial ofertada será de R$ 4.180,66. As provas serão realizadas em 13 de maio, com duração de quatro horas, incluindo o tempo para o preenchimento do cartão - resposta.


www.jmijui.com.br

vacinadores

entre Livros

Equipes das salas de vacina de Ijuí receberam orientação sobre a Campanha contra a Gripe, na tarde de ontem | 8

reivindicaÇÃo Biblioteca é um meio de integrar todas as pessoas e oferecer ensino, leitura e conhecimento, por meio da literatura clássica e da pesquisa | 9

Grêmio estreia hoje diante do Cruzeiro

Preço da soja anima produtores

Tricolor enfrenta a equipe mineira pela primeira rodada do Brasileirão, SérieA.Atacante Luan desfalca a equipe gremista. | 17

O mercado dá sinais de forte procura pelo grão, impulsionando o preço médio da saca de 60 quilos para R$ 76,00. | 13

Moradores da Ala Marrom do Condomínio Colmeia, no bairro Colonial, entraram na Justiça para cobrar consertos | 22

EDITORIAL | 6 Nos devolve a esperança de que as coisas, mesmo que aos poucos, ainda caminham neste País, e que teremos dias melhores.

Jornal da Manhã - Sábado - 14-04-2018  
Jornal da Manhã - Sábado - 14-04-2018  
Advertisement