Page 1

WWW.CLICJM.COM

Ijuí, Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

Ano 46 - Nº 8

R$ 3,00

Bloqueio em bolsas de pesquisa atinge a Unijuí No mês de abril, Universidade estava com cinco bolsas 'ociosas'. Benefícios foram retidos, segundo reitora. | 7

Bolsonaro terá que explicar decreto das armas ao STF

CONTABILIDADE EM DEBATE

Ministra Rosa Weber dá prazo de cinco dias para presidente se manifestar sobre medida. | 15

Erros políticos levam País a década perdida Analistas avaliam o baixo crescimento. | 3

Conseleite tenta adiar normativas para o leite Regras técnicas são criticadas por conselho. | 13

Estelionato via internet aumenta em Ijuí Ofertas falsas nas redes sociais têm feito ijuienses caírem em golpes e terem prejuízos nas compras pela internet. | 20

Ijuí recebeu, ontem, evento do Conselho Regional de Contabilidade com painéis sobre os rumos do segmento contábil | 5


2

Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO, 11 E 12 DE MAIO DE 2019

Radar GRIPE - Novo boletim de monitoramento da influenza, divulgado na quinta-feira, aponta que 535 pessoas foram hospitalizadas por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por influenza em todo o país, com 99 óbitos. Do total de mortes por influenza, 88 (90%) foram em pessoas que apresentam fatores de risco como idosos, pessoas com doença crônica, crianças, gestantes, indígenas e puérperas. Todos esses grupos fazem parte do público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação, que vai até o dia 31 de maio. Por isso, o Ministério da Saúde reforça a importância dessa população procurar os postos de vacinação e receber a vacina. DOEÇAS RARAS - A necessidade de mais centros de referência foi levantada durante audiência pública sobre doenças raras e ultrarraras, na Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência. O alerta é do chefe do setor de Neurologia Pediátrica do Centro de Tratamento de Erros Inatos do Metabolismo e Doenças Raras, Lucas Victor Alves, que reclamou também da dificuldade de atendimento especializado e de atraso no tratamento. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, uma doença é considerada rara quando atinge apenas uma pessoa a cada duas mil. O Brasil tem aproximadamente 13 milhões de pacientes com esse tipo de doença. ENEM - A edição de 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já atingiu a marca de 3 milhões de inscritos. O balanço foi divulgado pelo Ministério da Educação e contabiliza os inscritos até as 22h de ontem. As inscrições foram abertas no último dia 6 e vão até o dia 17 de maio, pela internet. As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro. O participante terá até 17 de maio para atualizar dados de contato, escolher outro município de provas, mudar a opção de língua estrangeira e alterar atendimento especializado e/ou específico. Após esse prazo, não serão mais permitidas mudanças. ABONO SALARIAL - A menos de dois meses para o fim do prazo, cerca de 2,34 milhões de trabalhadores que recebem até dois salários mínimos não sacaram o abono salarial ano-base de 2017. O prazo para a retirada acaba em 28 de junho. Quem não tiver feito o saque perderá o direito ao benefício. Segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o montante ainda não sacado soma R$ 1,53 bilhão. Os trabalhadores que não retiraram o benefício equivalem a 9,49% do total. O e Estado com o maior volume de esquecimentos é o Rio Grande do Sul, com 584,1 mil benefícios não retirados. TSUNAMI - Um dia depois de o Congresso ter imposto nova derrota à sua gestão, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) defendeu em discurso que o governo tenha a capacidade de antever problemas, afirmando que "pode haver um tsunami na semana que vem". A fala foi feita em evento em Brasília para treinamento de gestores da Caixa Econômica Federal. O presidente não explicou, contudo, o que quis dizer com "tsunami". Na próxima semana, o Congresso volta a discutir a medida provisória que trata da reestruturação do governo.

OLHO DA RUA

INDICADORES Poupança 10.5.2019 ................. 0,37 % Ouro 10.5.2019 ............. R$ 163,64 (gr) Dolar Comercial.................... R$ 3,9452 Dolar turismo ....................... R$ 4,1000 Euro ..................................... R$ 4,4300 IPC/FIPE Mar/2019..................+0,51% INPC Mar/2018 .......................+0,77% IGPM Mar/2019.......................... 1,26% IPCA mar /2019.......................... 0,75% TR Março/2019 .........................+0,0% SELIC março/2019 ....................+6,5%

LOTERIAS

1º - 8.766 2º - 2.448 3º - 4.599 4º - 1.493 5º - 5.312

Dois pets estiveram no pátio do Hospital Bom Pastor e interagiram com os pacientes seus familiares, e colaboradores da instituição. O objetivo foi de proporcionar um momento terapêutico diferenciado e afetivo durante a internação. Observou-se que a presença dos pets no ambiente hospitalar amenizou tensões e ansiedades, proporcionando momentos de alegria, descontração e relaxamento.

ENTRE ASPAS "Dados da Fecomércio indicam que o Estado deixou de receber R$ 6 bilhões em 2018, por conta do contrabando ou falsificações de produtos. Além dos produtos vendidos nas ruas, contribuem também as falsificações comercializadas através da internet." Deputado estadual, Issur Koch (PP) "A reforma da Previdência (PEC nº 6/19) dará economia de R$ 1,236 trilhão em 10 anos, e poderá assegurar o pagamento de aposentadorias e pensões para as futuras gerações, além de estimular o crescimento econômico." Ministro da Economia, Paulo Guedes "É incrível uma lei proibir um auditor fiscal de comunicar ao Ministério Público a suspeita de um crime, conexo ou não a um crime tributário investigado. Isso é uma obrigação de qualquer cidadão.Só posso acreditar que a nova versão da MP 870 tenha sido um erro de redação no tocante à mordaça dos auditores fiscais." Secretário-especial da Receita Federal, Marcos Cintra

GETÚLIO

NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

QUINA

CONCURSO nº

4971

28 30 70 72 73 LOTOFÁCIL

CONCURSO nº 1812

02 04 06 07 09 11 12 13 18 19 20 21 23 24 25 PREVISÃO DO TEMPO HOJE

MÁX.

18° Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.

MIN.

13°

DOMINGO

MÁX. Sol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens.

18° MIN.

11°

SEGUNDA

MÁX.

18° Sol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens.

MIN.

12°

Fonte: Climatempo


Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO, 11 E 12 DE MAIO DE 2019

3

RELATÓRIO

País terá 'segunda década perdida' em 40 anos O Brasil caminha para encerrar os anos 2010 com mais uma década perdida, a segunda nos últimos 40 anos, afirma o banco americano Goldman Sachs em relatório divulgado recentemente. E, sem reformas, acrescenta, os próximos dez anos também poderão ser perdidos. A instituição aponta que o PIB (Produto Interno Bruto) per capita brasileiro — isto é, a divisão de todos os bens e serviços produzidos no país pelo número de habitantes — já caiu 0,3% entre 2011 e 2018. Entre 1981 e 1990, o recuo havia sido de 0,5%. Apesar de o indicador registrar avanços de 0,9% entre 1991 e 2000, e de 2,5% entre 2001 e 2010, o relatório diz que "é impressionante e desconfortável a realidade de que o crescimento da renda real per capita decepcionou durante as últimas quatro décadas". Nesse período (1981-2020), o crescimento real do PIB per capita deve ficar, na média, perto de 0,8%, estima o banco. Nesse ritmo, levariam 87 anos (ou quatro gerações) para se dobrar a renda real per capita dos brasileiros. E esses 40 anos de economia fraca podem se tornar 50, dizem. "Se o país não conseguir lidar com a crescente solvência fiscal de médio prazo e complementar isso com reformas estruturais de grande alcance para abrir a economia, aumentar o baixo estoque de capital físico e melhorar a produtividade, a próxima década também pode se tornar perdida. Nesse caso, o Brasil não perderia apenas mais uma década, mas abandonaria meio século", afirma o relatório. O documento ressalta que a contração de 2015-2016 foi a mais profunda por dois anos consecutivos em mais de cem anos — incluindo 1930-1931, após o crash de 1929 nos Estados Unidos — e que o crescimento do PIB decepcionou nos últimos dois anos. O Brasil cresceu 1,1% em 2018, mesmo desempenho registrado no ano anterior, segundo o IBGE. Em 2015 e 2016, houve retração de 3,5% e 3,3%, respectivamente. A fraca recuperação brasileira sinaliza, de acordo com o banco americano, que há danos estruturais aos principais motores da economia do país. Mas, enquanto a desaceleração da década de 1980 foi amplificada por fatores e choques externos, a década perdida dos anos 2010 reflete principalmente erros políticos e a falta de reformas, "porque o cenário externo manteve-se, no balanço, bastante favorável", diz o relatório. Para o professor de Economia Argemiro Brum, reforça a ideia de que os investimentos públicos são essenciais para a retomada do crescimento que, segundo ele, começam por setores onde a crise é maior." O principal deles é o segmento de infraestrutura, que não está dando conta do recado. O problema é que não há caixa para esses investimentos, pelo contrário, o orçamento está sendo cortado até quando envolve gastos correntes, ou seja, despesas básicas", avalia Brum. Nos últimos anos, as gestões de Dilma Rousseff e Michel Temer se utilizaram do lançamento de pacotes de estímulo ao consumo, como a liberação de saques do FGTS inativo, ocorrida em 2017, e que injetou R$ 41 bilhões na economia. No entanto, as medidas emergenciais, apesar de necessárias, não podem substituir as reformas estruturais. "O risco que se ocorre é de o governo entrar, novamente, na lógica dos pacotes de incentivo à economia, voltando ao que se fez nessas últimas quatro décadas. Esses pacotes nunca deram resultados sustentáveis, e expõem a falta de condições do governo de investir seriamente. Apesar de todo este contexto, há a necessidade de se fazer esse estímulo no curto prazo", avalia Brum.

Nova lei trabalhista não teve impacto esperado, avaliam especialistas A geração robusta de empregos prometida pela reforma trabalhista esbarra na frustração com o crescimento econômico do Brasil. Pouco antes de as mudanças na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) entrarem em vigor, em novembro de 2017, a equipe do então presidente Michel Temer chegou a falar na geração de 6 milhões de vagas. Até agora, considerando trimestres cheios, o total de brasileiros ocupados passou de 90,3 milhões nos três primeiros meses de 2018 para 91,9 milhões neste ano, segundo dados do IBGE. Ou seja, em um ano, mais 1,6 milhão de pessoas estavam trabalhando. "Assim como ocorria em 2017, ainda temos muita instabilidade no País, o setor produtivo está receoso e à espera de sinais sobre o crescimento econômico. Então

a empregabilidade está estagnada, e a lei trabalhista puramente não trouxe grandes mudanças neste ponto", avalia a advogada Ilhana Vendrúsculo, especialista em Direito do Trabalho. Ela lembra, porém, que embora o governo à época patrocinasse a ideia de geração de empregos a partir da reforma, a nova lei tem outros pontos positivos, como a flexibilização das modalidades

O total de brasileiros ocupados passou de 90,3 milhões nos três primeiros meses de 2018 para 91,9 milhões neste ano, segundo dados do IBGE

de trabalho. "A grande mudança está no processo das relações de trabalho. Nessa questão, acho que houve uma melhoria significativa. Mais que isso, essas mudanças não trouxeram retirada de direitos dos trabalhadores, como alguns temiam antes da aprovação da reforma", pontua a especialista. Para a juíza do Trabalho Carolina Hostyn Gralha, porém, o cenário é diferente. Presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho da 4ª Região (Amatra IV), Carolina diz que a nova lei trabalhista é 'grande fracasso' na intenção de gerar empregos. "As próprias entidades que defendiam a reforma hoje reconhecem que ela é um grande fracasso. Não é alterando itens do contrato de trabalho, ou reduzindo o valor da mão de obra, que vai se aumentar o volume de empregos. Não é assim que as coisas funcionam", afirma.


4

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

MÊS DA ENFERMAGEM

Constante atualização é requisito para profissionais M

Claudia Goergen

Costumo dizer que o desempenho na carreira de enfermagem depende, basicamente, de você nunca perder a motivação."

aio é o mês dedicado à Enfermagem. Neste domingo, dia 12, celebra-se o Dia do Enfermeiro, e no dia 20, o Dia dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem. Para estes profissionais, que atuam 24h no cuidado de pacientes e familiares, o dia a dia é cercado por desafios, mas também por recompensas. Conforme destaca a gerente de Enfermagem do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), Claudia Goergen, gostar de trabalhar com pessoas é fundamental para o exercício da profissão, assim como saber escutar e estar realmente presente no atendimento. “Costumo dizer que o desempenho na carreira de enfermagem depende, basicamente, de você nunca perder a motivação. Acredito que ser enfermeiro envolve captar a necessidade do paciente, identificar quando ele precisa ser ouvido e até mesmo quando ele quer permanecer em silêncio. Precisamos, enquanto enfermeiros,

estar preparados para ter um olhar especializado e humanizado sobre as pessoas”, define. De acordo com ela, para os profissionais de nível médio, o mercado hospitalar tem sido muito receptivo, já que é um setor que necessita de atendimento 24h por dia. A regulamentação pelo Conselho Federal de Enfermagem, que determina que cada técnico de enfermagem atenda somente um determinado número de pacientes (sistema de classificação de pacientes), também ajuda a manter a procura por estes profissionais sempre em alta. Já o enfermeiro, embora não encontre tantas vagas, tem chance de se desenvolver em diversas áreas, como a saúde pública, docência e centros de diagnósticos, podendo prestar assessoria técnica em indústrias do setor, atuar em projetos de pesquisa ou atuar como enfermeiro pesquisador. “Acredito que estar disposto a continuar estudando

é um dos principais requisitos. Se antes a enfermagem tinha um perfil mais missionário, agora ela está mudando para um foco mais científico. Daí a importância de o profissional estar sempre atento às pesquisas e eventos da área de saúde. A todo momento há novas tecnologias sendo descobertas e aplicadas no campo da enfermagem, sendo essencial estar sempre em busca de publicações recentes e literatura”, reforça a profissional. Ela destaca que há uma relação direta entre formação profissional, sobrecarga e qualidade dos serviços de saúde. E entre os desafios está a garantia da qualidade de ensino, ambientes acadêmicos e de prática adequados, bem como a garantia da quantidade de profissionais para as necessidades da prática profissional. “A enfermagem implica em grandes desafios para o presente e futuro da profissão, ou seja, a conquista de uma maior valorização profissional

deve ser acompanhada ou precedida de um forte compromisso com a prestação de cuidados seguros e de qualidade para os pacientes, famílias e comunidades em todos os serviços. Este paradigma de cuidados de enfermagem, seguros e de qualidade, deve nortear a construção de instrumentos e práticas inovadoras que impactem positivamente no desempenho dos serviços e, por isso, é importante que o enfermeiro busque conhecimento também na área de gestão”, comenta. Na avaliação de Claudia, o cuidado e a relação enfermagem/ paciente envolve necessidades biopsico-sócio-espirituais e afetivas e está diretamente relacionado ao processo de comunicação entre o enfermeiro–paciente. Para haver o cuidado eficaz, avalia, ambos precisam compreender os sinais que determinam as relações interpessoais, seja pelos gestos, expressões ou palavras.

Fisioterapia promove a qualidade de vida na terceira idade A fisioterapia geriátrica tem crescido à medida que a expectativa de vida aumenta, e à medida em que os tratamentos avançam. A área, conforme explica o fisioterapeuta Jeferson Hedlund, é a grande aliada da terceira idade, tanto para a prevenção quanto para o tratamento, atuando de maneira que proporcione ao sujeito uma melhor qualidade de vida, dentro das limitações que a patologia ou a idade lhe impõe. “À medida que o tempo passa, o nosso corpo vai se desgastando como uma máquina, exigindo certos cuidados para que continue funcionando de maneira

apropriada. Quando atingimos a terceira idade, certas funções do nosso corpo entram em declínio. E além disso, todos estamos sujeitos a ser acometidos por algum tipo de patologia, seja neurológica, traumatológica ou ortopédica. Contudo, por mais que o idoso não seja acometido por nenhuma patologia, é normal ocorrer diminuição de força, flexibilidade, sensibilidade, equilíbrio e coordenação motora. Com isso, ocorre perda da capacidade de realizar atividades diárias, como tomar banho, vestir-se e realizar outras atividades cotidianas”, explicou Jeferson, que

é fisioterapeuta especialista em geriatria, realiza atendimentos domiciliares especializados e também atende na clínica Espaço Interdisciplinar. Na fisioterapia geriátrica são trabalhados alguns pontos específicos e primordiais, como aumento de força muscular, melhora da flexibilidade e coordenação motora, prevenção de riscos de quedas, complicações respiratórias e cardiovasculares e, acima de tudo, a promoção da independência funcional do idoso. O atendimento fisioterapêutico pode ser tanto ambulatorial quanto domiciliar, o que tem

sido uma ótima alternativa ao idoso, que por vezes prefere ser atendido em casa, ou não consegue deslocar-se para realizar o tratamento. Para cada caso é estabelecido um número de sessões semanais para o tratamento ser realmente efetivo. “Vale ressaltar a importância de o idoso ter bem-estar psicológico, ou seja, ter um bom relacionamento e apoio de amigos e familiares, realizar atividades que goste, buscando estar sempre envolvido com alguma tarefa. Além disso, é essencial que o idoso seja motivado pela família a manter-se ativo", reforçou.

Jeferson Hedlund


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

FERRAMENTA

ACI terá guia eletrônico para associados A

Associação Comercial e Industrial de Ijuí (ACI) inicia neste mês a distribuição, a seus associados, de um aplicativo que congrega os serviços da instituição, mostra informações de empresas conveniadas e funciona como identidade digital de sócio. Chamado de Guia ACI, o aplicativo foi estruturado por uma empresa de inovação tecnológica. A ferramenta ainda está em fase de testes. "Esse Guia será repassado a todos os 625 associados da ACI já neste mês de maio para que tenha adequações e melhorias. Será uma ferramenta eletrônica para as empresas, que poderão usá-la para levantamento de preços de produtos e serviços, e também fazer compras", conta o presidente da associação, Nilo Leal da Silva. O app ainda servirá a outro propósito que a entidade empresarial resolveu investir: novos convênios com bares, restaurantes e hotéis em várias cidades do País. "A ferramenta também servirá como identidade eletrônica, para que o associado chegue a empresas e instituições conveniadas com a ACI, e possa usufruir de vantagens, descontos e promoções", explica.

Em contato com a reportagem ontem, Nilo Leal falou também sobre o andamento do projeto Ijuí Mais, que, entre vários objetivos, pretende estimular o crescimento socioeconômico do município. "Conversamos com diversas lideranças, e estamos na fase final de estruturação da nossa agência de desenvolvimento, que será vital para que os projetos sejam levados adiante. A agência é uma experiência que deu certo em muitos outros municípios, e tenho certeza que será importante para Ijuí", afirma.

Criatividade é diferencial do profissional do futuro Nesta semana, o Senac de Ijuí realizou a 14ª Feira de Oportunidades, com diversas palestras junto a estudantes do Ensino Médio da rede estadual de Ijuí. Speaker, consultor e professor de MBA, o porto alegrense Alexandre Garcia, foi um dos palestrantes. Ele abordou as características do profissional do futuro, com foco no perfil - aqueles que irão se destacar, independentemente da profissão escolhida. "Criatividade. Hoje não interessa o que a gente faça, é preciso ser criativo. A criatividade é algo da essência da gente, mas muitas pessoas se consideram não criativas, então, esse é o primeiro fator". Paa ele, o famoso "sabe tudo" já faz parte do passado. "O profissional do futuro não está preocupado em saber tudo, mas em continuar aprendendo, seja o que for. Há novos conhecimentos que talvez a gente avalie que não precisamos saber, mas precisamos ir atrás." Alexandre destacou ainda as startups como o futuro no setor empreendedor. "Neste momento, deve haver alguma pequena em-

Alexandre Garcia

presa, startup, em algum lugar bolando alguma tecnologia que vai mudar completamente o mercado, e você e eu ficaremos de fora. Startups são empresas de base tecnológica que fundamentalmente têm em seu DNA a incerteza de saber para quê elas existem." Ou seja, são empresas que podem ter uma função específica, mas têm a certeza de que não irão fazer somente isso para sempre, estando abertas ao que o mercado precisa.

Mais da metade da Geração Z não planeja as finanças Nilo Leal da Silva

CRC reúne contabilistas e empresários em evento

O município de Ijuí recebeu, entre quinta-feira e ontem, uma extensa programação promovida pelo Conselho Regional de Contabilidade do Estado (CRCRS), que contou com formação continuada a profissionais da área, e debate sobre temas inerentes à atividade. Na quinta, o Centro de Eventos da Unijuí recebeu o 'CRC & Você', atividade comandada pela direção do conselho que reuniu contabilistas para discutir temas de interesse da classe contábil e colher sugestões que contribuem com a gestão. Também na quinta iniciou o Seminário de Contabilidade & Negócios, que contou com diversos painéis com a participação de empresários. Ontem, o evento se seguiu com palestra ministrada pelos administradores Martinho Luis Kelm e Carlos Alberto Scapini. "Pudemos fazer uma troca de ideias, de informações, linkando o cenário dos serviços contábeis e a importância de uma contabilidade

5

eficiente para o meio empresarial", conta o delegado do CRCRS em Ijuí, André Hoffmann. De acordo com supervisora do Conselho, Leila Ferreira, as temáticas tratadas no evento realizado em Ijuí são propostas após consultas à categoria, que identifica os temas mais latentes a serem tratados pelo CRC. "Temos, ao todo, 103 delegacias do Conselho no Estado, e Ijuí foi uma das 13 contempladas com essa atividade no ano de 2018", pontua a supervisora. O evento do CRC contou, ainda, com palestra do empresário integrante do grupo de empresaspiloto do Sped Decision IT Mauro Negruni, que falou sobre "EFDReinf 2.0 e o projeto de Nota Fiscal de Serviços Nacional Eletrônica (NFS-e)". Outro painel abordou "Direito Previdenciário Rural – CAEPF e eSocial", com o auditor-fiscal da Receita Federal do Brasil Ely Eduardo Lemos de Azevedo.

Quase a metade dos jovens, com idade entre 18 e 24 anos, 47% da chamada Geração Z, os primeiros nativos digitais, não controlam as finanças pessoais. Os dados são de uma pesquisa conduzida pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil em parceria com o Sebrae. Para 19% desses jovens, a principal justificativa é o fato de não saber como controlar as finanças. Outros 18% sentem preguiça. Também 18% dizem não ter hábito ou disciplina e ainda 16% não têm rendimento. O superintendente da CNDL, Marco Antônio Corradi analisa o perfil da Geração Z com preocupação. "É extremamente preocupante, tendo em vista que são pessoas que nasceram entre 95 e 2010, totalmente preparadas para a tecnologia e não utilizam a tecnologia a seu favor, para seu desenvolvimento

pessoal e para o aprendizado, no caso, podcasts e youtubers, ou seja, tudo isso poderia ser utilizado por esses jovens." Em relação às tecnologias, 34% possuem cartão de crédito com abertura e operação via internet. Mas, sobre o futuro, 75% não se preparam para a aposentadoria. O estudo também revela que 65% da Geração Z contribui financeiramente para o sustento da casa, mas em relação aos hábitos de consumo, mais da metade cede aos impulsos na hora da compra. "O que se percebe é que os jovens são imediatistas. Não há uma grande preocupação com planejamento e até mesmo planejamento de compras, apesar de pesquisarem muito na internet buscando os melhores preços." Foram ouvidos 801 jovens brasileiros, com idade entre 18 e 24 anos, residentes em todas as capitais.


Jornal da Manhã Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

6

Opinião do JM PROJETOS CONCRETOS

O

retorno do crescimento econômico, como forma de reduzir o 149 mil pessoas. Outros 25 mil indivíduos deixaram o trabalho imenso contingente de mais de 13 milhões de desempregados por conta própria. O contingente de empregadores encolheu em do País, precisa ser encarado como a prioridade número um dos 85 mil pessoas. É preciso governar, engovernantes, tanto em nível estadual quanto federal. Um primeiro Diante destes números do IBGE, é necessário fazer algo o mais frentar problemas, mas passo já está sendo dado, representado pelo encaminhamento das depressa possível. Basta de discussões sobre preferências, endeusem alimentar debates reformas estruturais, iniciando pela da Previdência Social e, na samentos deste ou daquele líder, críticas exacerbadas por conta absolutamente sem nosequência, a Tributária, entre outras. Mas, paralelamente, a geração de opiniões sobre temas inexpressivos. É preciso governar, enção, como temos visto, e de postos de trabalho em larga escala já deveria ser implementada frentar problemas, mas sem alimentar debates absolutamente sem que não ajudam em nada de forma imediata, o que não está ocorrendo. Já passou da hora noção, como temos visto, e que não ajudam em nada na solução na solução da geração de de implantar um projeto para gerar empregos e tirar a economia da geração de empregos. empregos. do fundo do poço. Claro que diante deste cenário, não podemos esquecer as dificulDe acordo com dados divulgados pelo IBGE, o total de trabadades crônicas enfrentadas por gestores públicos para reorganizar lhadores formais no País desceu a 91,863 milhões no trimestre a máquina administrativa. Uma crise das dimensões atuais, como encerrado em março. Tudo também em decorrência do fato de a enfrentada pelo setor público, não se resolve só com a particique o mercado de trabalho fechou 24 mil vagas com carteira assinada no setor pação do Executivo. É preciso que também os demais poderes possam se ajustar à privado no trimestre encerrado em março, em relação ao trimestre terminado em situação, adequando-se a uma realidade que não tem mais como ser sustentada sem dezembro de 2018. Ao mesmo tempo, o contingente de trabalhadores sem carteira prejudicar ainda mais quem depende da atuação dos governantes. assinada no setor privado diminuiu em 365 mil pessoas. O setor público fechou Transformações como a que o Estado e o País necessitam precisam ser levadas o 234 mil postos no trimestre. O emprego como trabalhador doméstico encolheu em quanto antes e de forma permanente.

ENTREVISTA Ao nos aproximarmos do final do primeiro semestre, muitas das obras elencadas no ano passado, já foram finalizadas. Qual a projeção para as que estão em andamento e para o segundo semestre? Temos obras de esgotamento sanitário, que começaram a partir do nosso alinhamento com o novo contrato com o município de Ijuí. Estamos agora com as bacias 5, 8, 9 e 10 em fase de conclusão, estimada para o segundo semestre algumas partes ou trechos, por final de julho ou agosto, e outras um pouco mais adiante. Mas, ao longo do semestre, até a entrada da primavera, creio que as obras dessas bacias estejam concluídas. Temos a perspectiva também da conclusão da interligação do emissário com a estação de bombeamento de esgoto no Parque Popular da Pedreira, que vai permitir que entreguemos mais 400 economias, uma demanda que eu participei, no dia da inauguração, da ansiedade. Demora um pouco mais do que a gente planeja, mas enfim, estamos chegando à conclusão, que permitirá mais esse benefício à comunidade de Ijuí que é muito valorizada pela Corsan. A Bacia 0 complementar, que abrange o bairro Tancredo Neves, é uma das próximas obras que devemos empreender em Ijuí e trará soluções em esgotamento sanitário para essa região da cidade. Alguns municípios acabam se transformando em um canteiro de obras, em função das intervenções. Como a comunidade pode contribuir para minimizar o impacto das obras em seu dia a dia? Intervenção e obras de saneamento sempre causam interferências na vida das pessoas, até porque vai interferir nas vias do trânsito, nas calçadas, então, solicitamos a compreensão da comunidade, sempre que nós atuamos, porque nessas obras que nós atuamos, até porque, nessas obras que são contratadas públicofinanciadas há também integradas a elas, a contratação de um serviço socioambiental, que são empresas que possuem psicólogos, assistentes sociais, que fazem visitas às comunidades, casa por casa, para chamar atenção de que estamos fazendo intervenção, de que

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

ele realize a intervenção, solicitando a interligação. Foi instituída recentemente a cobrança pela disponibilidade do serviço, autorizada pela Agergs, e temos atualmente 150 residências que foram notificadas e não fizeram a ligação imediatamente após a notificação, e passaram a pagar mesmo sem estarem interligadas ao sistema. É importante ressaltar que essa cobrança pela disponibilidade, tem um sentido compulsório que já foi alinhado com o Ministério Público e pela Agergs e que as pessoas passam a pagar um valor que é aumentado todo o mês, no sentido de multa, para que possam perceber, e de alguma forma se sentir incomodadas, para buscar informações, e quando estiverem inteiradas do assunto, realizem a ligação. Temos percebido uma receptividade muito boa. As pessoas de modo geral compreendem a importância do serviço, mas óbvio que isso tem um custo.

Paulo César Schommer Superintendente Regional Adjunto da Corsan haverá uma melhoria da qualidade de vida, mas para que cheguemos a isso, são necessárias intervenções que eventualmente causam algum transtorno, algum incômodo, e é assim em qualquer lugar que temos conhecimento. Não existe como fazer a implantação dessas infraestruturas sem gerar esses incômodos eventuais, mas que são transitórios, e quando passam, o serviço pode ser usufruído com tranquilidade pela comunidade. Ijuí aos poucos está realizando a interligação do sistema de esgoto das residências à rede que passa em frente às residências. Como está a adesão da comunidade? Após a conclusão das obras, ocorre a notificação para que o usuário consumidor tenha ciência de que existe o serviço disponível em frente à sua residência e que

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com Representantes Comerciais: Grupo de Diários

www.clicjm.com

Em relação à região de abrangência da superintendência, que obras o senhor pode destacar? Temos agora um olhar para os municípios de maior densidade em nossa região. Abrangemos 63 cidades, das quais as quatro maiores são Ijuí, Santo Ângelo, Santa Rosa e Cruz Alta, e em função disso é onde temos os maiores problemas em relação ao esgotamento sanitário. É uma coisa diretamente proporcional, quanto maior a concentração de pessoas, mais esgoto é gerado e maiores problemas aparecem. Então, há essa atenção. Temos obras em andamento há bastante tempo em Santa Rosa, onde ampliamos a cobertura da rede coletora de esgoto, porque foi o primeiro município que celebrou contrato conosco na região e, por isso, viabilizou a captação de recursos logo no início. Temos obras em andamento em Santo Ângelo, em Ijuí e Cruz Alta, e todas elas em esgotamento sanitário, algumas em maior quantidade, outras um pouco menor, porque também tem a ver com o tempo em que os municípios amadureceram e resolveram a questão contratual para permitir a segurança jurídica da execução de obras.

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0317 3331-0321 SEMEStRAl: R$ 220,00 ANUAl: R$ 440,00 CORREIO: R$ 440,00 (SEMEStRAl); R$ 880,00 (ANUAl)


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

BLOQUEIO

Unijuí tem cinco bolsas de pesquisa retidas O

bloqueio de bolsas de pesquisa, anunciado pelo governo federal, também atingirá a Unijuí. De acordo com a reitora, Cátia Nehring, a Universidade tinha cinco bolsas consideradas ‘ociosas’ no mês de abril. “Essas cinco bolsas, agora retidas, não estavam sendo ocupadas porque estamos implantando o curso de doutorado em Direito, o mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade, e efetuando uma troca no programa de Educação. E embora sejam apenas cinco bolsas, essa medida causa um grande impacto na instituição. Estamos falando de estudantes que precisam destes benefícios para produzir ciência, tecnologia”, destacou a reitora. De acordo com Cátia, todas as instituições que trabalham com pós-graduação foram notificadas sobre a medida de bloqueio nas bolsas dos programas stricto sensu – que atingem cursos de mestrado, doutorado e pósdoutorado. Ou seja, a pesquisa no País. “O governo fez um corte nas bolsas que estavam ociosas no mês de abril. E há um equívoco

nessa determinação. Como há pesquisadores defendendo suas dissertações, suas teses, todos os meses, há um espaço até que outro estudante assuma o benefício”, explicou a reitora, lembrando que, hoje, a Unijuí possui 94 bolsas de pesquisa. Em contato com o Grupo JM, Cátia também explicou que a Unijuí está discutindo seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). É neste momento que a Universidade avalia seu reposicionamento e faz uma proposição para os próximos cinco anos. “Estamos desenvolvendo várias atividades ao longo do ano, no qual a instituição projeta-se para 2024. Enquanto Reitoria, estamos aproveitando este momento para trabalhar o reposicionamento da instituição, a partir de um olhar, de um entendimento sobre qual é a missão e a visão da Universidade”, destacou a reitora, lembrando que a universidade tem a missão de promover a formação acadêmica profissional e de realizar a divulgação deste conhecimento para a comunidade. “Mas precisamos compreender quem é o nosso es-

Cátia Nehring

Ceap aplica primeiro simulado do ano Alunos da 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, do Colégio Evangélico Augusto Pestana (Ceap), realizaram, nesta semana, a prova do simulado, correspondente ao 1º trimestre de 2019. Conforme explica a professora Sandra Regina Rychescki, coordenadora pedagógica dos Anos Finais e do Ensino Médio, esta é uma prática implantada há muito tempo na instituição e, atualmente, são aplicados três simulados ao ano. As provas são distribuídas por trimestre e fazem parte da avaliação regular. “No simulado, contemplamos conteúdos desenvolvidos em sala de aula e incluímos uma série de questões do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), bem como de vestibulares de diferentes universidades brasileiras. O exercício para a realização de provas, no formato Enem, contribui para o arcabouço de vivências necessárias aos estudantes que disputam vagas em universidades e sonham com o

ingresso e sucesso acadêmico”, destacou a educadora. Por parte do corpo docente, há o acompanhamento sistemático das exigências conceituais, a prática da análise e interpretação do tipo de questão formatada, orientação e esclarecimento sobre competências que concorrem às diversas questões, inclusive as necessárias à elaboração da redação. Além disso, oportunizase o esclarecimento sobre o modelo de correção adotado pelo Enem, como a TRI - Teoria de Resposta ao Item, entre outros. “Pelo compromisso com a formação integral do nosso estudante, alinhado às exigências de avaliações externas, entendemos que oportunizar as experiências salutares à preparação para o pós-educação básica também é compromisso de uma escola que carrega a marca da tradição e renovação, como é o Ceap”, reforça Sandra.

tudante a partir de agora. Qual o professor do século 21 e como o estudante aprende? O objetivo é proporcionar uma transformação digital e um empoderamento colaborativo. A tecnologia muda a forma de aprender e exige uma nova forma de ensinar", ressalta.

Oficinas do Curtas na Escola terão sequência Mais de 100 alunos e professores participaram, nesta semana, das oficinas preparatórias para o 3º Festival Estudantil Curtas na Escola, realização do Núcleo de Tecnologia da 36ª Coordenadoria Regional de Educação. Nesta primeira fase, os participantes são capacitados sobre criação e formatação de roteiros, técnicas de filmagem e edição de vídeo. “Nestes encontros, nós mostramos como se começa a produção

de um curta-metragem, desde a criação da ideia, do roteiro, até a produção do material. O Curtas na Escola é um espaço pedagógico, em que professores e alunos, através da leitura, da escrita e da utilização das tecnologias, desenvolvem o processo de ensino-aprendizagem dentro das escolas”, explicou o professor do NTE, Adriano Ricardo Ceretta. Como nem todas as turmas foram atendidas até a última

quinta-feira, novos grupos foram agendados para as próximas semanas. E haverá, nos municípios vizinhos, a realização de oficinas reunindo as escolas participantes. O Festival Curtas na Escola é aberto para estudantes e professores das escolas estaduais da região da 36ª CRE e de escolas municipais e particulares de Ijuí. Os curtas concorrentes serão apresentados e premiados no final do ano letivo.

Simulado foi aplicado, nesta semana, aos alunos do Ensino Médio

7


8

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

ECONOMIA

Crise argentina puxa queda de exportações

A

s exportações da indústria gaúcha, com um total de US$ 893 milhões comercializados, sofreram uma forte queda em abril (-9,3%) na comparação com o mesmo mês do ano passado. Apenas quatro dos 23 setores que registraram algum embarque para outros países no mês, expandiram suas vendas: celulose e papel (38,6%), químicos (5%), tabaco (4,8%) e bebidas (100%). Entre os motivos para o baixo resultado das vendas externas do RS está o ocaso econômico dos principais países-destino das exportações gaúchas. “A crise econômica argentina continua contribuindo para as perdas gaúchas. O vizinho sul-americano é o terceiro principal destino de nossas vendas. Em abril, a Argentina reduziu em mais de 50% as compras de produtos daqui”, avalia o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Gilberto Porcello Petry. Além disso, o resultado de abril acompanha a tendência verificada ao longo de 2019, pois no fechamento do trimestre de janeiro a março, ocorreu uma redução de 5,2% nas exportações. Enquantro só quatro segmentos registraram aumento nas exportações, por outro lado, 12 recuaram em abril, com mais intensidade no setor de alimentos (-15,9%), máquinas e equipamentos (-21,5%) e veículos (-31,7%). Apesar do recuo em alimentos pela primeira vez em 37 meses, todas as mercadorias do complexo da carne retomaram o crescimento nas exportações. A

Indústria automotiva teve tombo significativo com a redução das exportações

queda na produção de proteína animal na China causada pela peste suína pode indicar o início de uma recuperação do setor, aponta a Fiergs. Já as perdas sofridas por veículos e máquinas e equipamentos também são consequência do encolhimento do maior mercado comprador destes setores, a Argentina. Ao mesmo tempo, as importações do Estado, que alcançaram US$ 528 milhões, também caíram em abril, pela terceira vez consecutiva

"O vizinho sul-americano é o terceiro principal destino de nossas vendas. Em abril, a Argentina reduziu em mais de 50% as compras de produtos daqui."

No RS, 584 mil ainda não sacaram o abono salarial Faltando menos de dois meses para o fim do prazo, cerca de 2,34 milhões de trabalhadores que recebem até dois salários mínimos (R$ 1.996) não sacaram o abono salarial ano-base 2017. O estado com o maior volume de "esquecimentos", segundo o governo federal, é o Rio Grande do Sul: são 584,1 mil benefícios não retirados. O prazo para o saque acaba em 28 de junho. Quem não fizer a retirada perderá o direito ao benefício. Segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o montante ainda nos bancos soma

R$ 1,53 bilhão, e os trabalhadores que não retiraram o benefício equivalem a 9,49% do total. Tem direito ao abono quem estava inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos e trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2017, recebendo até dois salários mínimos. Além disso, é preciso que os dados do trabalhador tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

em 2019. A queda foi generalizada entre as grandes categorias: bens intermediários (-36,1%), bens de consumo (-47,7%), combustíveis e lubrificantes (-96,4%) e bens de capital (-4,4%). A redução de 45,3% nas compras de insumos industriais elaborados (-US$ 142 milhões), especialmente nafta para petroquímica, foi determinante para a baixa nas importações. De janeiro a abril, as exportações acumuladas da indústria gaúcha (US$ 5,5 bilhões) sofreram uma retração de 5,9% na comparação com o mesmo período de 2018. Desconsiderando o registro de plataformas de petróleo no âmbito Repetro, o setor secundário assinalou queda de 2,3%. Por sua vez, o montante importado pelo RS atingiu US$ 2,9 bilhões, decréscimo quadrimestral de 12,8% ante o mesmo período de 2018.

Consulta de valores Os empregados da iniciativa privada sacam o dinheiro nas agências da Caixa Econômica Federal. Para saber se tem algo a receber, a consulta pode ser feita pela internet ou no telefone 0800-726-0207. Para os funcionários públicos vinculados ao Pasep, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações pela internet e pelo telefone 0800-729-0001.

Onde sacar? Os trabalhadores vinculados ao PIS sacam nas agências da Caixa. Para os servidores públicos, a referência é o Banco do Brasil. Correntistas da Caixa e do BB devem ficar atento às contas, já que o benefício deve ser creditado automaticamente. O pagamento ficará disponível até 28 de junho de 2019.

Iniciativa do Tribunal de Justiça promete agilizar processos envolvendo precatórios no Estado Uma iniciativa do Tribunal de Justiça (TJ) promete agilizar o andamento de processos envolvendo precatórios e Requisições de Pequeno Valor (RPVs): é o projeto Precatório Eletrônico, no qual todo cidadão que tiver algum valor a receber do estado, município ou autarquias poderá enviar a documentação por via eletrônica, eliminando o tempo gasto com tarefas manuais e operacionais de processamento, como intimações, numeração de autos, juntadas de documentos e petições ao expediente. O presidente do TJRS, desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, garante que a medida vai agilizar processos quando existem demandas contra agentes públicos, pessoas jurídicas, agentes públicos, estado, municípios ou autarquias. Mesmo que a iniciativa possa gerar uma avalanche de pedidos de pagamentos ao estado e municípios, Zietlow reforça que os pagamentos têm que ser feitos.

Inflação está sob controle, dizem analistas

China compra 26% da carne brasileira

A inflação de 0,57% em abril desacelerou em relação aos 0,75% de março, mas ficou no nível mais alto para o período desde 2016, de acordo com o IBGE. Março já havia registrado o maior patamar para o mês desde 2015. Ainda assim, analistas não veem, até o momento, riscos de pressão inflacionária para 2019

A China comprou 26% de toda a carne vendida pelo Brasil nos quatro primeiros meses deste ano. Até abril, o país exportou 2 milhões de toneladas de proteína animal. Os chineses ficaram com 520 mil. A participação chinesa nas importações de carne suína subiu muito, devido aos problemas sanitários no país.

Missão internacional começa pela Ásia A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, participou ontem da promoção de cafés especiais nacionais na UCC Coffee Academy, reconhecida escola de barismo de Tóquio. Nesta semana uma comitiva do Ministério da Agricultura iniciou uma viagem pela Ásia, onde tentará abrir mercados para o Brasil, principalmente no setor de proteína animal. O País é concorrente dos EUA na exportação de soja para a China.

1,1%

É o índice de crescimento do PIB brasileiro para 2019, projetado pelo Bradesco, que decidiu fazer uma revisão mais ampla do cenário base, em função das recorrentes frustrações com o crescimento econômico.

Distrubidoras negam excesso de lucros

Guerra comercial entre EUA e China preocupa

Grandes distribuidoras de combustíveis – como BR Distribuidora, Ipiranga, Shell e Cosan – questionam o embasamento de nota técnica da ANP, que sugere concentração de mercado no segmento em que atuam. O argumento é que não há consenso dentro da agência sobre concentração de mercado capaz de restringir o repasse de quedas de preços no refino aos consumidores. As distribuidoras atuam no meio do caminho, ligando a as refinarias da Petrobrás e os postos de combustíveis.

O dólar começou esta sextafeira, 10, com tendência de baixa seguindo a desvalorização externa frente a divisas de países emergentes exportadores de commodities, mas logo depois passou a subir diante da cautela de investidores com as negociações comerciais entre Estados Unidos e China. O governo norte-americano aumentou de 10% para 25% as tarifas sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses e o presidente Donald Trump já fala em novas sobretaxas, o que preocupa investidores.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

PREVENÇÃO

Maio Vermelho alerta para o câncer de boca

Nesta semana, o coordenador do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) Regional, Erlon Beck, esteve em Passo Fundo, participando de um debate sobre saúde bucal na Imed. O evento faz referência ao Maio Vermelho, campanha que visa orientar sobre o câncer de boca, quarto mais frequente no País. “Debatemos a importância da detecção precoce desta doença que, no nosso Estado, é uma das mais prevalentes. Tanto o tabaco, quanto o consumo de bebidas destiladas contribuem para o surgimento do câncer de boca. Já o câncer de lábio é comum entre as pessoas de pele clara, que trabalham na agricultura, e que acabam não protegendo os lábios de forma adequada, com protetor e chapéu. A lesão acaba se instalando e evoluindo para um carcinoma epidermóide, um câncer muito perigoso”, destacou o coordenador. O CEO Regional é responsável por atender 23 municípios da região. Os pacientes chegam às unidades de saúde, são atendidos

CEO realiza o diagnóstico do câncer de boca em pacientes da região pelos dentistas, que realizam uma avaliação inicial. Sempre que há detecção de uma lesão de boca, o paciente é encaminhado para Ijuí, através de um boletim de referência. O CEO Regional é responsável por realizar, entre outros serviços, a biópsia dos pacientes, encaminhando-os, se for necessário, ao Cacon – Centro de Alta Complexidade

em Oncologia. Segundo Erlon, a equipe está em busca de novos recursos, a fim de ampliar o atendimento a outros municípios. Tanto que, na última semana, um representante do Cisa – Consórcio Intermunicipal de Saúde esteve em Brasília, tratando do financiamento ao Centro. O Cisa atua na administração do CEO.

Agenda 21 inicia debate sobre Semana do Meio Ambiente Dando continuidade às discussões sobre as questões socioambientais, o Fórum da Agenda 21 realiza sua reunião mensal no próximo sábado, na sala 312 da Sede Acadêmica/Unijuí, e tem na pauta principal a discussão do planejamento das ações que serão realizadas na Semana Municipal do Meio Ambiente. O Fórum da Agenda 21 de Ijuí é um ins-

trumento de articulação para o caminho de mudanças no modelo de desenvolvimento que a sociedade busca. Por isso, para que o Fórum da Agenda 21 do município de Ijuí seja efetivamente um instrumento de planejamento de políticas públicas entre sociedade civil e governo, é importante a participação de toda a comunidade, tanto nas reuniões quanto nas ações propostas.

9

Ligações ao CVV chegam a 10 mil por dia Em maio do ano passado, começaram as tratativas para implantação de uma unidade do Centro de Valorização à Vida (CVV) em Ijuí. No dia 3 de setembro, a sala foi inaugurada, a partir de uma cedência do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI). Conforme explica o presidente do Centro de Apoio à Vida de Ijuí (CAVI), Gilberto Woitchunas, o Município possui um dos 104 postos que estão espalhados pelo País. Nele, há voluntários, que recebem ligações de qualquer cidade brasileira. Em alguns postos, até realiza-se o atendimento presencial, por e-mail ou Skype. “Embora muitas pessoas tenham participado da formação, temos um pequeno número de voluntários atendendo em Ijuí. A participação passa por trâmites e requer que o voluntário esteja bem psicologicamente. Muitos preferem estar mais bem preparados para começar o atendimento”, explica o presidente. Todas as ligações realizadas gratuitamente para o número 188 caem em uma central de distribuição, em São Paulo, que verifica qual posto está disponível para atendimento. Não significa que a ligação de um cidadão de Ijuí vai cair na unidade local.

Gilberto Woitchunas “As pessoas têm necessidade de conversar, de falar sobre suas frustrações ou simplesmente contar sobre uma conquista. Para se ter uma ideia, em dias de pico recebemos entre 10 e 11 mil ligações. Nos demais dias, cerca de 8 mil. Os voluntários não orientam, não indicam, mas acolhem com carinho, para que a pessoa se sinta bem novamente, e não pense em suicídio”, conta.

Pauta do Fórum da Agenda 21 *8h30 – Aprovação da ata da reunião de abril *8h45 – Relato da professora Francesca Werner Ferreira, da Unijuí, sobre o Congresso Internacional de Educação Ambiental dos Países e Comunidades de Língua Portuguesa e Galiza, ocorrido de 14 a 18 de abril de 2019, em Guiné Bissau *10h – Discussão do planejamento da Semana Municipal de Meio Ambiente. *10h30- Discussão de assuntos pertinentes ao fórum *11h- Encerramento


10

Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO, 11 E 12 DE MAIO DE 2019

DOAÇÕES

Campanha da Assembleia contorna falta de recursos As doações ao Funcriança no Estado tiveram um crescimento superior a 42%, conforme dados da Superintendência da Receita Federal. Uma das causas desse aumento, foi a campanha Valores que ficam, que arrecadou R$ 13 milhões. A iniciativa promovida pela Assembleia Legislativa (AL) incentiva a destinação de 3% do Imposto de Renda para entidades assistenciais do RS. "Onde não tem repasse de dinheiro federal, praticamente, atrasado, com as dificuldades financeiras do governo do Estado, e a população gaúcha se conscientizando de que não precisa mandar todo o dinheiro para Brasília, nós podemos deixar uma parte desse dinheiro aqui. Então, destinar parte do Imposto de Renda a hospitais e entidades sociais é fundamental. Os governos não têm conseguido fazer isso, pois a população fez. Aumentamos em mais de 42% a arrecadação em relação ao ano anterior. Foi o Estado que proporcionalmente mais aumentou essa destinação do

Imposto de Renda", comemora o presidente da AL, Luis Augusto Lara (PTB). Ele explica que a campanha Valores que ficam continuará no Estado. "Hoje começa uma nova fase, porque no final do ano tem a destinação de 6% do imposto devido, e iremos buscá-los porque deu certo. Queremos chegar a R$ 40 milhões e estamos trabalhando para isso. Esse valor para hospitais, Apaes, Ligas de Combate ao Câncer de Mama e entidades afins é uma grande ajuda." A coordenadora das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) do RS, Lucia Maria Cardoso Centena diz que esse recurso é fundamental para garantir a sobrevivência das entidades assistenciais. "Temos 205 Apaes no RS, estamos atendendo 354 municípios, e estamos fazendo a conscientização dos nossos empresários e pessoas da comunidade, dizendo que é possível ajudar o outro, ajudar as pessoas com deficiência intelectual e múltipla ou outro tipo de deficiência, o importante, neste

momento é esse recurso, que em um momento de crise está retornando ao nosso Estado." Em Ijuí, de acordo com a vice-presidente do Conselho dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (Comdica), Marli Gaspar, ainda não foram divulgados os valores arrecadados, mas a expectativa é de que haja um aumento. "Essa doação é feita por meio da Darf. No encerramento da declaração, é possível optar por doar certo valor, que será recolhido, e temos que aguardar o governo federal fazer esse repasse. A Receita Federal que vai nos dizer qual valor foi recolhido em Darfs para o município."

Marli Gaspar

Campanha VALORES QUE FICAM Capitaneada pelo poder Legislativo gaúcho e com o auxílio de entidades assistenciais, a iniciativa visa divulgar a destinação de até 3% do Imposto de Renda devido para fundos da criança e do adolescente, que desenvolvam projetos sociais voltados àqueles em situação de vulnerabilidade social. Por meio do IR, os valores doados ficarão no Estado. A campanha publicitária teve como garotos propaganda o músico Renato Borghetti e o Guri de Uruguaiana.

Educadores devem aderir a novas fontes de pesquisa

Que o mundo mudou com o avanço da Internet é inegável. Muitas empresas, profissões, esportes e áreas das ciências se transformaram. No entanto, parece que a escola é um dos ambientes mais difíceis de implementar o celular e a Internet no processo pedagógico. O papel da tecnologia na alfabetização infantil é um debate constante entre os educadores. Muitos deles, não aceitam o uso de celulares em salas de aula, por temer o desvio da atenção para

vídeos e jogos, o que prejudicaria o processo de aprendizado. Por outro lado, professores têm indicado aos pais o uso de aplicativos de alfabetização em casa, e que incentivem as crianças a ler, pelo menos, um livro por mês - não e-book, que pode desviar a atenção para outros aplicativos, como Youtube. Entretanto, discussões já apontam para a necessidade da modernização da educação, tornando a tecnologia uma aliada do professor, uma vez que a criança

ao pesquisar temas na Internet, tem acesso ao conhecimento mais rapidamente em relação aos recursos que o educador dispõe em sala de aula. "Há crianças que já estão desde o primeiro, segundo ano de vida interagindo efetivamente e ostensivamente, principalmente com o celular. Então, há crianças não alfabetizadas que manejam muito bem o whatsapp mandando áudios, sabem pesquisar no Youtube usando o microfone. Eles abrem um cardápio de opções muito grande

em uma velocidade impressionante, e aí chega na sala de aula e tem um professor analógico, que é um ritmo muito mais lento", argumenta a professora do curso de Pedagogia da Ufrgs, e especialista em alfabetização, Patrícia Camini. Para ela, o professor precisa estar aberto a novas fontes de consulta e metodologias na sala de aula, e cita algumas formas alternativas de introdução à leitura. "A gente tem hoje, jovens e crianças que participam muito de uma leitura multimodal. Ou seja, participam de leituras que integram tanto a imagem quanto o texto em movimento, texto em áudio, e você quer que o aluno entre nesse universo da leitura por um livro. Então, muitas vezes, ele vai se interessar posteriormente pelo livro, ou então, a criança se interessou sim pelo livro de imagens, superinteressante na infância, e isso vai caindo ao longo da escolarização. Então, o que a escola está fazendo que afasta da leitura?" Seja no digital ou no papel, a tecnologia é apenas um dos fatores que influenciam na alfabetização infantil. Justificar os números ruins requer uma análise profunda. É preciso investimento, debate e prática para poder alcançar resultados melhores.

DEJALMA CREMONESE Professor do Depto. de Ciências Sociais da UFSM

Governo da balbúrdia A semana termina e, com ela, mais um capítulo dramático do governo da balbúrdia. Balbúrdia foi o termo usado pelo ministro da educação, Abraham Weintraub para, justificar os corte de investimentos nas universidades federais, que não apresentam desempenho acadêmico suficiente e promovem “balbúrdias” em seus campis. Segundo o ministro, a penalização já estaria sendo aplicadas em três universidades federais: a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA). As universidades citadas já tiveram seus repasses de verbas reduzidos. A intenção do governo Bolsonaro é bloquear 30% das verbas para as IES (Instituições de Ensino Superior) e para os IFES (Institutos Federais de Ensino Superior). Este fato, portanto, levou milhares de estudantes para as ruas protestar em dezenas de cidades do país. O fato é que o bloqueio dos recursos atingiu não apenas os cursos técnicos ou de graduação do país, mas, também os de pós. Segundo a CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), o bloqueio foi generalizado em cursos de mestrado e doutorado em diversas áreas. O “maior volume de corte é nas bolsas de pesquisa no ensino superior: R$ 588 milhões, ou 22% do previsto”, informou o jornal Folha de São Paulo. Enquanto isso, levando mais um 7 X 1, a Alemanha decidiu investir 160 bilhões de euros nas suas universidades e em ciência. Na contramão da história o governo Bolsonaro aposta no desastre, no caos e no atraso. Fala em cortes e contingenciamentos de despesas na educação em vez de tratá-la como investimento. Cumprindo promessa de campanha, Bolsonaro assinou decreto liberando o porte de armas para mais de 19 milhões de pessoas do país. Para especialistas, este foi o maior ataque ao Estatuto do desarmamento desde a sua criação em 2003. Antes restrito a alguns setores da segurança, agora políticos de todas as esferas de poder que estejam em mandatos, jornalistas, agentes de trânsito, motoristas de veículos de carga, proprietários rurais e até conselheiros tutelares terão o direito de andar armados. Em síntese, o governo Bolsonaro é um governo da morte, pois, o que importa, é ver gente armada pelas ruas; um verdadeiro bang-bang. Um banho de sangue nos espera. Para terminar, até que enfim o Brasil está vendo o fim do túnel: fim do ensino público, fim dos radares nas estradas, fim da possibilidade de integrar a OCDE, fim das exportações de açúcar para os árabes, fim da “nova classe média”, fim da comida na mesa de todos, mas com revólver na cintura e assistindo de camarote a briga entre os ideólogos “olavistas” e “militares”. Essa é a nação do bolsonarismo. Parabéns para todos nós.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

TRABALHADORES

Sesi foca na promoção da saúde nas empresas Com 29 anos de atuação no Sesi de Ijuí, Armindo Freudemberger se aposentou e irá deixar a coordenação da área de Lazer, do serviço. Segundo ele, agora será o momento de curtir mais a família e investir em qualidade de vida. O cargo será ocupado por Jandro Fiñata, que já atuou na unidade local por 10 anos, e agora retorna ao município. "Tinha receio de que esse desligamento fosse um pouco traumático. Saio com a sensação de dever cumprido à frente de tantas coisas que foram feitas ao longo desse tempo, assim como as transformações", conta Armindo. "As indústrias e a comunidade de Ijuí e região irão receber o Jandro muito bem, porque há muito o que ser feito." Jandro recebe a nova função contando com auxílio de uma equipe de apoio, que está contribuindo neste período transitório. Segundo ele, em um primeiro momento, dará sequência aos projetos já encaminhados, e futuramente, mudanças serão implementadas gradativamente. Segundo ele, o Sesi sempre se

Armindo Freudemberger falou sobre passagem de cargo a Jandro Fiñata

caracterizou pelo esporte, o que ainda acontece, por meio dos jogos do Sesi, mas hoje o propósito maior é o trabalho com foco na promoção da saúde nas empresas. "Os jogos do Sesi é uma ferramenta para atingirmos isso, mas temos uma série de ações, e dentro do Sesi trabalhamos muito próximo das áreas da saúde, odonto, enfermagem, psicologia, nutrição. Somos uma equipe multidisciplinar para

conseguir desenvolver os programas dentro das empresas, e o papel do analista em promoção da saúde é justamente fazer essa articulação junto às empresas e verificar quais são as necessidades na área, e sugerir, propor ou construir junto com as empresas, soluções para que os colaboradores tenham mais qualidade de vida e automaticamente tenham uma produção mais qualificada."

Conta de água pode aumentar em 13% A Corsan está revisando o preço que cobra pelos seus serviços e, ainda neste ano, a conta de água pode aumentar em 13,54% para clientes de cerca de 280 municípios do Rio Grande do Sul. Esse foi o segundo índice sugerido pela companhia de saneamento. Há algumas semanas, a Corsan

havia apresentado à Agergs, que regula os serviços públicos no Estado, reajuste de 25,75%, mas revisou suas planilhas e chegou ao novo percentual. A revisão tarifária é diferente do reajuste anual automático da conta e ocorre de cinco em cinco anos. Ela é colocada em prática

para atualizar os custos que a estatal tem para fornecer água e demais serviços. AAgergs marcou para segunda-feira, audiência pública para discutir o tema e, assim, fechar um percentual a ser apresentado à Corsan. Ainda não há prazo para o reajuste entrar em vigor.

11

Defesa Civil emite alerta de temporal no fim de semana A semana termina com tempo instável e expectativa de muita chuva sobre o Rio Grande do Sul devido a passagem de uma nova frente fria. A precipitação ocorre de forma volumosa em boa parte do Estado, mas é a metade oeste gaúcha que deve registrar os maiores volumes de água. O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu alerta de temporal, com previsão de acumulados entre 50 e 100 mm/dia, rajadas de vento entre 60 e 100 Km/h e queda de granizo. De acordo com a Somar Meteorologia, a sensação de frio volta ao Estado devido à mudança na direção do vento. No decorrer do dia de hoje, as instabilidades vão perdendo inten-

sidade sobre o RS. O Noroeste do Estado deve ter os acumulados mais expressivos. Enquanto isso, em áreas mais próximas à fronteira com o Uruguai, a chuva já ocorre de forma isolada e sem grande intensidade, dando indícios das mudanças no tempo nos próximos dias. Ontem, a chuva persistiu ao longo do dia em Ijuí, que não registrou grandes problemas. Já na região, alguns municípios foram mais afetados, como Santa Rosa, que uma árvore caiu sobre um carro no Centro da cidade. Além disso, o grande volume de água ocasionou alguns problemas como pequenos alagamentos na cidade.

INSS passa a oferecer novos serviços pela Internet A partir de segunda-feira, serviços de revisão (quando o segurado não concorda com o valor do benefício), recurso (quando não concorda com a decisão do INSS em relação ao pedido) e cópia de processos serão realizados somente pelo Meu INSS ou pelo telefone 135. Ao pedir um desses serviços, o segurado será atendido totalmente a distância, sem precisar, como antes, ir à agência para levar documentos e formalizar o pedido. Ele só vai ao INSS se necessário. Estes serviços representam uma média de mais de 70 mil atendimentos presenciais por mês, que agora poderão ser realizados sem sair de casa, o que proporcionará mais conforto e economia ao cidadão, sem a necessidade de se deslocar a uma agência –inclusive em outras cidades – para acessar os serviços. Além disso, há outras opções no

gov.br/meuinss, como atualização de dados pessoais. Para acessar os serviços de cópia de processo, revisão e recurso pelo Meu INSS, basta ir em Agendamentos/Requerimentos, escolher o requerimento ou clicar em Novo Requerimento, atualizar os dados caso seja pedido e, logo em seguida, escolher a opção Recurso e Revisão ou Processos e Documentos, se o que se busca é uma cópia de processo. A senha inicial para acesso ao Meu INSS pode ser obtida no próprio site/app, ou por meio do Internet Banking da rede credenciada. O telefone para tirar dúvidas é o 135. A mudança nos serviços representa um dos primeiros resultados do projeto de Transformação Digital pelo qual o INSS está passando e que consiste na ampliação da oferta de serviços digitais para a melhoria do atendimento público.


12

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

AJURICABA

Município alerta para índice alto de infestação Dengue, Zika vírus, Chykungunya e Febre Amarela são as quatro doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. O Índice de Infestação do mosquito no município de Ajuricaba encontra-se até o momento em 5,9, o que coloca o município em situação de alto risco para epidemia das doenças transmitidas pelo vetor. Em resumo, de cada 100 imóveis pesquisados, seis apresentam focos positivos para Aedes aegypti. No momento, a equipe da Vigilância Epidemiológica está realizando um novo levantamento, e a situação é preocupante. Dois bairros foram concluídos, e 30 amostras com focos de mosquito foram coletadas, o que indica que o próximo índice de infestação também será de alto risco. Os agentes epidemiológicos citam que os locais com maior prevalência de focos são em lonas deixadas a céu aberto, pneus com acúmulo de água, caixas d`agua usadas para coleta de água da chuva, piscina com água parada sem tratamento, vasos de plantas com água parada, lixeiras, bromélias, entre outras. O combate ao mosquito não

é uma atribuição apenas da Vigilância Epidemiológica, mas é tarefa de todos. O principal cuidado a ser tomado, é ficar atento aos locais onde há acúmulo de água, local favorito para o mosquito depositar seus ovos. A Secretaria Municipal de Saúde alerta sobre os sinais e sintomas provenientes das doenças transmitidas pelo vetor Aedes aegypti. Caso a população apresente qualquer um

dos sintomas, imediatamente procurar o serviço de saúde mais próximo. Após a conclusão do levantamento do índice no município, será realizada a visitação em 100% dos imóveis da cidade, em conjunto com os agentes comunitários de saúde de cada área. A partir destas visitas, será realizado o perfil epidemiológico de cada área e as ações que serão desenvolvidas.

Reitores e deputados defendem mobilização Reitores e pró-reitores de sete universidades e três institutos federais gaúchos foram recebidos, no final da tarde de quinta-feira, pela presidência da Assembleia Legislativa, em reunião para buscar soluções políticas para a crise gerada nas instituições educacionais em razão do corte no orçamento anunciado recentemente pelo governo de Jair Bolsonaro. Em nota divulgada pelo Legislativo gaúcho, os deputados e dirigentes educacionais convocaram autoridades, comunidade acadêmica e sociedade em geral para uma agenda de mobilização contra os cortes - que chegam a 30% das verbas destinadas para instituições de Ensino Superior. Apenas no Estado, o corte passaria de R$ 190 milhões. O presidente Luís Augusto

Lara (PTB) colocou o Parlamento gaúcho à disposição. “A Assembleia Legislativa é uma trincheira dessa luta”, resumiu. O encontro foi intermediado pelo deputado Edegar Pretto (PT). Ele propôs que o Legislativo reedite a mobilização estadual dos poderes e comunidade acadêmica, feita por ele em 2017 na presidência da Casa a partir do pedido de reitores. Os reitores também pediram intermediação da Assembleia para se reunir com o governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB), e cobrar apoio do governo à causa. As universidades já apontaram que, com os cortes anunciados, a perspectiva é de fim de serviços oferecidos à população, projetos e até mesmo o encerramento das aulas a partir de setembro.

Reitores, pró-reitores e deputados se reuniram para buscar solução política

Ouvidoria auxilia advogadas gaúchas vítimas de violência A violência e o desrespeito com as mulheres estão por todos os cantos e classes sociais da sociedade. Visando coibir agressões físicas e psicológicas contra advogadas, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional RS, criou a Ouvidoria da Mulher Advogada. Através do email ouvidoriacma@oabrs. org.br as profissionais gaúchas terão um espaço sigiloso para

denunciar qualquer violência que tenham sofrido. A presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB RS, Cláudia Sobreiro, cita os casos no interior do Estado. "Algumas cidades são pequenas, e qualquer denúncia, qualquer impedimento do exercício da advocacia por parte das advogadas, e também as questões de violência doméstica, tornam

as denúncias muito difíceis no interior, porque as pessoas acabam sempre se conhecendo, e expõe a advogada que está denunciando e expõe também os advogados, a própria subseção, e a advogada que vai atender determinadas ocorrências." Ela revela que há registros de assédio moral no Estado e lamenta a falta de respeito cultural com as mulheres no Brasil.

Com a criação da ouvidoria, os encaminhamentos para cada caso serão tomados preferencialmente em Porto Alegre. Cláudia alerta para alguns casos comuns que as advogadas são vítimas. "Então, há um critério bem fácil, bem simples, que precisa ser sempre focado na competência da advogada, de forma sempre técnica. Então, uma brincadeira que não se faz com

um homem advogado, também não se faz com uma mulher advogada. Temos alguns exemplos de casos, que são alguns elogios exagerados e que perdem um pouco essa conotação de elogio, porque causam constrangimento no trabalho." Segundo ela, metade do quadro da categoria no Estado é do público feminino, o que representa entre 42 e 44 mil profissionais.

Entidades pedem retomada dos recursos para ciência e tecnologia

Centro Integrado é inaugurado no Sul

Coronel Barros alerta produtores para vacinação contra aftosa

Mais de 50 entidades da comunidade científica se reuniram com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, para discutir formas de recompor o orçamento da pasta, contingenciado em mais de R$ 2 bilhões. No fim do encontro, as organizações e o MCTIC indicaram ações para defender a retomada dos recursos junto ao núcleo do governo federal e ao Congresso Nacional, bem como medidas como a busca de outras fontes de verbas para o setor.

O Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública - Regional Sul (CIISPR-Sul) foi inaugurado, em Curitiba, e teve a presença do vice-governador do RS, Ranolfo Vieira Júnior. Dentre suas atribuições, o Centro fará coleta, análise e disseminação de inteligência para tomadores de decisão dos Estados.

ASecretaria deAgricultura de Coronel Barros está informando aos produtores rurais que o prazo para vacinar o rebanho de bovinos contra a febre aftosa vai até o final de maio, sendo que é necessário apresentar à pasta a nota fiscal da compra das vacinas. As notas são necessárias para dar entrada no site da Secretaria de Agricultura do Estado, comprovando a vacinação. Os agricultores que não realizarem a vacinação, ficarão passíveis de receber multa, que é calculada de acordo com o número de cabeças de gado.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

NOVAS REGRAS

Conselho quer prazo para adequação às normativas ACâmara Setorial do Leite solicitou ao Ministério da Agricultura (Mapa) um prazo de transição para que os laticínios e produtores se ajustem a algumas mudanças preconizadas pelas Instruções Normativas 76 e 77, previstas para entrar em vigor em 30 de maio. A principal preocupação refere-se às mudanças quanto à contagem bacteriana total do leite na plataforma – índice até então não contabilizado – e à temperatura de resfriamento e conservação do produto nas propriedades e no transporte. O prazo servirá para levantamento dos índices atuais atingidos, que serão os parâmetros do trabalho a ser realizado para atender às exigências. "Estamos pedindo prazo para monitorar alguns pontos antes da exigência a pleno e, com isso, atingir os índices de forma gradativa. Assim, acreditamos que os setores envolvidos terão tempo e condições de atender às normativas a contento visando a melhoria contínua de nossa produção", disse o presidente

Alexandre Guerra

do Sindicato das Indústrias de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat), Alexandre Guerra, que participou de reunião do grupo na manhã de ontem, em Brasília. Segundo ele, a solicitação partiu dos próprios laticínios, que temem

iniciar a nova legislação com passivo junto ao governo federal. “Relatamos a situação das indústrias, que, em sua maioria, têm dificuldades em atingir a contagem bacteriana total de 900 mil neste momento como define a nova lei”, afirmou. Por meio de especialistas e pesquisadores da Embrapa Clima Temperado e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), as indústrias repassaram dados da atual situação dos laticínios e ressaltaram a preocupação com a possível falta de matéria-prima que pode decorrer da aplicação imediata das normas. O grupo solicitou retorno do Ministério da Agricultura sobre o pleito até o próximo dia 30, quando as INs entram em vigor. “A reunião foi muito boa porque, através dos professores, pudemos apresentar nossos dados. Mas temos que trabalhar para atingir os índices que garantirão uma maior qualidade e competitividade para o leite gaúcho e brasileiro”, frisou o dirigente.

13

Governo confuso inviabiliza agenda de reformas O equilíbrio das contas públicas é vital para que a União federal retome seus investimentos e, dessa forma, possa voltar a irrigar a economia com estímulo sustentável ao consumo. Para isso, porém, é preciso levar adiante uma agenda de reformas que, com a total desarticulação política do governo de Jair Bolsonaro, é improvável que saia do papel. A avaliação é do economistachefe da Farsul, Antônio da Luz, que conversou com o Grupo JM ontem. Segundo ele, a estagnação econômica dos últimos quatro anos é explicada, em grande parte, por uma sucessão de equívocos políticos. "Tem um ponto central para o estímulo à economia que é a reforma tributária. Existe uma proposta pronta no Congresso, e havia indicativos de que ela passaria com facilidade, o que seria fantástico. Mas aí o governo começou a brigar entre si, tem problemas com a base aliada e até com o presidente da Câmara (deputado Rodrigo Maia). Num sistema político como o nosso, o governo pode brigar com quase todo mundo, mas não com o presidente da

Câmara", avalia o especialista. Neste cenário, a desarticulação fragiliza o governo. "Vendo essa confusão, os deputados do famigerado Centrão que antes apoiavam irrestritamente as reformas começam a pressionar o governo, exigindo Ministérios, emendas parlamentares e outras benesses. Essa lógica vai paralisando a economia exatamente da mesma forma que vimos nos últimos anos", completa da Luz. Em outro âmbito, o economista enxerga uma crise que também atinge a confiança do setor produtivo: em meio à instabilidade, as perspectivas de consumo são menos garantidas, e o risco de aumentar a produção em diversos setores é real. "Hoje, com a capacidade ociosa das empresas, seria possível aumentar a produção de bens e serviços no País em 4% sem fazer uma única contratação ou investimento, basta que o empresário module isso. O problema é que isso só vai acontecer se houver expectativas de crescimento de consumo, ou não há razão para produzir mais. Por isso, o clima de confiança é importante", ressalta.

Safra de soja no Estado atinge marca histórica de 19 milhões de toneladas Com quase sua totalidade colhida, a safra de soja do Rio Grande do Sul segue crescendo em números. Novo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revisou para cima a produção do grão. A projeção feita agora é de que o Estado terá volume de 19,18 milhões de toneladas, número histórico. No mês passado, o órgão havia apontado que os gaúchos teriam sua maior colheita, superando o resultado de 2017, até então o maior. Mas a diferença era pequena — 18,74 milhões de toneladas, ante 18,71

milhões de toneladas. Agora, a "folga" apontada é maior. Ainda que o dado não seja considerado unanimidade. Para o IBGE, a produção do atual ciclo ainda fica abaixo da de 2017, somando 18,66 milhões de toneladas, percepção compartilhada pela Associação dos Produtores de Soja do RS (Aprosoja). "Dificilmente iremos nos equiparar ao resultado de 2017, no geral. Tivemos atraso no início da safra, replantio, muito problema de chuva na Metade Sul. Teve regiões em que o resultado foi

superior, como em Passo Fundo, mas no geral, não superou aquele ano", diz Luis Fernando Fucks, presidente da entidade. Consultorias privadas vão na mesma linha da Conab, projetando volume acima dos 19 milhões de toneladas. Com volume farto nos silos, o produtor mira agora nas cotações. Aumentou 60%. Saiu do patamar de 0,57 centavos de dólar para até 0,95 centavos, em cima da proteção que os compradores estão fazendo para eventual não acordo dos dois países", explica

Novo levantamento da Conab revisou para cima a produção do grão


14

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

CRISE NO RS

Leite cria GT para discutir venda das estatais e adia envio de projetos O governador Eduardo Leite (PSDB) cedeu a pressões da base aliada e optou em não encaminhar ontem, os três projetos para a venda das estatais de energia – CEEE, CRM e Sulgás – à Assembleia Legislativa. Na quinta-feira a Assembleia promulgou a emenda à Constituição retirando a obrigatoriedade de plebiscitos populares antes das privatizações. Para atender as reivindicações, o governador decidiu criar um Grupo de Trabalho (GT) para atender às demandas. Com isso, o cronograma de votações é postergado em, pelo menos, duas semanas. Leite assegurou que trabalha com uma base “sólida, coerente e sintonizada”. “Não será uma semana ou dez dias que irá atrapalhar este processo, pelo contrário. Nós vamos ver os pontos que possam

ser melhorados para construir, com tranquilidade, esse processo a fim de que resulte, não apenas na venda das empresas, mas também em segurança para as famílias (dos funcionários) e segurança sobre os valores a serem empregados”, amenizou o governador. O secretário da Casa Civil, Otomar Vivian, vai comandar o GT. Agora, o Piratini já admite a possibilidade de votar as propostas perto do recesso parlamentar, em julho. O Executivo está seguro de que, mesmo com a pressão da base, os projetos autorizando as privatizações não precisarão incluir detalhes sobre a modelagem de cada venda. Com foco na busca de investimentos para o Rio Grande do Sul, o governador Eduardo Leite viajou para um roteiro de seis dias

MDB admite votar rachado em privatizações Se o governo do Estado espera que o MDB, maior partido da base aliada, vote em uníssono em favor das privatizações da CEEE, da Sulgás e da CRM, terá que se esforçar para atender as demandas e tirar as dúvidas dos oito deputados emedebistas. O líder da bancada na Assembleia Legislativa, deputado Fábio Branco, admite que o MDB pode votar rachado no tema, caso o governo do Estado não consiga dar garantias sobre o destino dos recursos provenientes das privatizações e sobre o futuro dos serviços atualmente prestados pelas três estatais. "Pode ser rachado, sim. É uma discussão de conceito (das privatizações). A nossa preocupação é com os usuários, com a política de Estado. Uma votação fechada ou não demanda essa conversa. Podemos, no Legislativo, não ter participação na modelagem final. Mas sabemos também que há empresas com mais e menos urgência (de privatização)", projeta Fábio Branco, após elogiar a decisão do governador Eduardo Leite de adiar o envio dos projetos. Nos bastidores, integrantes do partido também admitem que alguns deputados pressionam por mais cargos no governo. O governo deve enviar os textos em regime de urgência, ou seja, com tramitação em até 30 dias. Essa é apenas uma das questões que incomodam Sebastião Melo (MDB). Para aprovar os projetos, Leite

Fábio Branco

precisará de 28 votos (maioria absoluta) - ao todo são 55 deputados e o presidente vota apenas para desempatar. O PT, maior partido de oposição na Assembleia, também pressiona pelo detalhamento dos planos do governo Leite. O vice-líder da bancada petista, Pepe Vargas, protocolou um pedido para que o presidente da Assembleia, Luis Augusto Lara, faça uma “prévia análise” dos projetos de privatização, quando forem enviados pelo governo. O petista pede que Lara apenas aceite a tramitação dos textos se as exigências formais forem cumpridas, “para prevenir eventuais irregularidades”.

no exterior. “Temos uma agenda muito clara de desenvolvimento para o Estado. Isso passa por buscar oportunidades junto a investidores privados. Vamos utilizar esse espaço para apresentar um Rio Grande do Sul que se abre cada vez mais para novos investimentos. É isso que o governo tem demonstrado com as reformas estruturais que estão em andamento e com um foco muito claro no desenvolvimento do Estado”, explica o governador Eduardo Leite. O governador também se reunirá com investidores do Banco Itaú, além de participar do Brasil Investment Forum, promovido pelo Lide. No período em que Leite estiver no exterior, o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior será o governador em exercício.

Vice-governador Ranolfo Vieira Júnior será o governador em exercício

Deputado debate questão tributária com empresários O deputado Ernani Polo acompanhou representantes de microcervejarias gaúchas em audiência na secretaria estadual da fazenda, com o secretário Marco Aurélio Cardoso e com o subsecretário adjunto da receita estadual, Eduardo Jager. Em pauta, a equiparação de percentual da substituição tributária praticada com pelo governo do Estado com Santa Catarina. O empresário João Moura tamém participou do encontro. No Estado vizinho, a alíquota de substituição tributária está em 13% enquanto que no RS o percentual é de 25%. Segundo as microcervejarias gaúchas, isto traz uma competição desigual para as empresas do Estado, que

já pagam cerca de 60% em tributos por cada cerveja produzida. A condição tributária favorável catarinense faz com que muitas empresas deixem o Rio Grande do Sul, além de presenciarmos produtos do estado vizinho ingressando em no Rio Grande com menor preço, conquistando a preferência do consumidor. “O Secretário Marco Aurélio foi sensível ao tema e irá avaliar a possibilidade do pleito com a equipe da secretaria da fazenda. Estiveram presentes também na audiência o deputado estadual Carlos Búrigo e representantes do deputado estadual Elton Weber e do secretário dos transportes Juvir Costella.

Incentivo a microcervejarias em debate durante audiência na Fazenda

ALEXANDRE GARCIA Jornalista

O FLANELINHA E O NAVIO Domingo último, o Presidente da República foi ao cemitério, para o enterro da mãe de um ex-funcionário do seu gabinete de deputado federal. Caminhou até a sepultura com o braço sobre os ombros do filho órfão, entre as pessoas do cortejo. Três dias antes, havia ido a uma favela construída sobre um antigo lixão, a Cidade Estrutural, para retribuir a visita que recém lhe fizera, no Palácio do Planalto, a menina usada para uma fakenews, em que supostamente recusava o cumprimento do Presidente. Mais uma vez se expôs. Essas últimas sortidas do presidente mostram que nem o cargo maior da República nem a facada do ex-PSOL Adélio Bispo mudaram o seu modo de ser Bolsonaro. Um risco para a segurança, tal como acontecia, durante a campanha, e teve resultado dramático. O sonho da oposição é que esse Bolsonaro mude, pois foi esse Bolsonaro que derrotou todos os candidatos - ao contrário do que afirmavam pesquisas. Derrotou as pesquisas e os que pensavam, com arrogância, que poderiam conduzir a cabeça do eleitor. Com as redes sociais, o eleitor se libertou. Nesses quatro meses de governo, o que se tem visto e ouvido é que os opositores parecem estar ainda em campanha, num terceiro turno, com sede de vingança pela derrota nas urnas. O estilo aprovado nas urnas virou governo do país, mas muita gente gostaria que o setor público federal continuasse com os velhos vícios, para manter as mamatas, os cargos, os benefícios, a pregação destrutiva do país. Não aceitam a mudança e criam ficções, ainda na tentativa de convencer a opinião pública e enfraquecer o governo. Uma parte mais ingênua do governo é usada, ao dar respostas a provocações. Um flanelinha num Centro Comercial de Brasília me abordou, outro dia, dizendo que não havia votado em Bolsonaro, e que não gosta dele, "mas agora que ele é presidente, não adianta mais chorar, porque estamos todos no mesmo barco. Não dá prá deixar o navio afundar só porque eu não gosto do capitão”. Pragmatismo do cidadão flanelinha. Reforma da Previdência, reforma das leis penais, liberdade econômica; corte de mordomias, benefícios, favores e populismos; respeito à independência de poderes, aposta na responsabilidade do Legislativo, enxugamento do estado, é o mínimo necessário para o país se recuperar de anos de corrupção, desperdício e negação da idéia de Ordem e Progresso.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

15

LIBERAÇÃO DE PORTE

Bolsonaro irá explicar decreto das armas ao STF A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber deu prazo de cinco dias para o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro da Justiça, Sergio Moro, apresentarem informações sobre o decreto assinado na terça-feira que liberou o porte de armas para diversas categorias, como políticos, repórteres policiais, agentes penitenciários e conselheiros tutelares. O despacho da ministra foi no âmbito de uma ADPF (arguição de descumprimento de preceito fundamental) ajuizada no Supremo pela Rede Sustentabilidade. Ela requereu informações prévias antes de decidir sobre o pedido de liminar formulado pelo partido, que quer a suspensão do decreto antes do julgamento do mérito da ação. O principal argumento da Rede é que o decreto do presidente é inconstitucional porque violou o princípio da separação dos

Poderes, adentrando em escolhas reservadas ao Poder Legislativo. A Rede sustentou que o texto contraria dispositivos da lei do Estatuto do Desarmamento quanto à regulamentação do limite de compra de armas de fogo e munição, quanto à permissão para que colecionadores, atiradores e caçadores transportem armas municiadas e ao estabelecer a presunção da necessidade da arma para categorias inteiras que não estavam previstas na lei. Além de pedir informações ao governo, Rosa Weber deu vista do processo à Procuradoria-Geral da República (PGR) e à AdvocaciaGeral da União (AGU) e solicitou informações à Câmara dos Deputados e ao Senado, também no prazo de cinco dias. Consultores da Câmara e do Senado elaboraram pareceres que indicam que o decreto extrapola os limites legais, distorcendo o Estatuto do Desarmamento.

Rosa weber

"A medida muda regras sobre aquisição, cadastro, registro, posse, porte e comercialização de armas de fogo."

Reforço milionário deve entrar no caixa do Estado em até 60 dias Em função de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o governo do Estado espera receber cerca de R$ 500 milhões entre 30 e 60 dias. O dinheiro é proveniente de imposto não pago por empresas do ramo alimentício e supermercados que, em 2011, questionaram na Justiça autuação da Secretaria da Fazenda em relação a ICMS sobre produtos da cesta básica.

A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) trabalha agora para levantar todos os devedores que se encaixam nessa situação. O governo do Estado calcula que 31 maiores empresas do ramo devem cerca de R$ 650 milhões — desse valor, R$ 150 milhões já foram pagos à conta dos depósitos judiciais e foram gastos. Dos R$ 500 milhões que serão

depositados, R$ 125 milhões serão destinados às prefeituras, já que, de acordo com a lei, 25% do arrecadado com ICMS tem de ser repassado às prefeituras. Ou seja, o governo terá disponível R$ 375 milhões e deve destiná-los para contas mais urgentes, como a folha de pagamento dos servidores públicos, que continua sendo parcelada.

Plano de recuperação de Estados será enviado ao Congresso O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, confirmou que a proposta que leva o seu nome e tem como objetivo ajudar na recuperação fiscal dos Estados será enviada ao Congresso na próxima semana. Segundo ele, antes disso, será apresentada aos secretários de Fazenda dos Estados. De acordo com o secretário, o plano já foi apresentado a alguns governadores e ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). "Quanto mais rápido enviar (para o Congresso), melhor, porque é projeto de lei, tem a tramitação na Câmara, no Senado", disse Mansueto. O calendário, no entanto,

será definido pelo Legislativo. Segundo explicação de Mansueto, os Estados que possuem nota de rating A e B já possuem atualmente o direito de pegar empréstimos com garantias da União. Já os Estados que têm nota D - Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais -, podem utilizar um regime melhor, de recuperação fiscal. O plano pode dar um alívio aos governadores de até R$ 40 bilhões em quatro anos. O programa permitirá aos Estados ter mais crédito para pagar funcionários e fornecedores, entre outras despesas, desde que se comprometam a adotar medidas de ajuste.

Mansueto Almeida

'2019 é um ano perdido' afirma relator da comissão especial da reforma da Previdência O presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência, Marcelo Ramos (PR-AM), disse nesta sexta-feira, 10, que ainda que o texto seja aprovado, 2019 é um ano perdido. Durante um evento organizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), ele afirmou que este será um ano de PIB baixo e pequena retomada do emprego. Ramos ressaltou que, sem a reforma, "o futuro é de caos absoluto". "Ela não vai resolver todos os nossos problemas. E no dia seguinte à aprovação, não vamos viver em um mundo de prosperidade", disse. Ele frisou também que a reforma pede um sacrifício dos brasileiros, maior de quem tem mais renda. "O País está pedindo a brasileiros com alguma renda que façam sacrifício para que 12 milhões de brasileiros desempregados tenham chance de ter renda no futuro", afirmou.

Corte nas universidades será debatido

UNE convoca para megaprotesto na quarta

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu levar ao plenário da corte ação apresentada pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) e que questiona o decreto que bloqueou 30% do orçamento geral dos institutos e universidades federais. O ministro também deu dez dias para que o presidente Jair Bolsonaro preste informações sobre os cortes.

A União Nacional dos Estudantes (UNE) convocou estudantes de todo o País para uma mobilização nacional na próxima quarta-feira contra os cortes de verba nas universidades federais anunciados pelo governo Jair Bolsonaro (PSL). Sindicatos ligados à educação já haviam anunciado paralisação e manifestações nessa data contra a reforma da Previdência.

Nova secretária de Políticas para Mulheres A nova titular da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Rodrigues Britto, afirmou ontem que, durante sua gestão, a pasta irá priorizar a articulação de medidas de combate à violência doméstica. "Até a semana que vem teremos uma linha definida", informou Cristiane, salientando que "o objetivo do Ministério é fortalecer a rede de proteção e mudar o atual cenário de violência contra a mulher"

34,6%

É a redução no valor destinado para a Uergs, em relação ao que foi solicitado no anterior pelo Conselho Superior ao governo de Sartori – de R$ 154,8 milhões, ficou com R$ 101,1 milhões.

Temer ganha cela com banheiro e frigobar

Venezuela reabre fronteira com o Brasil

O ex-presidente Michel Temer, preso desde quinta-feira na sede da Polícia Federal de São Paulo, foi transferido para uma sala, dentro do próprio prédio, que dispõe de banheiro. Por ter exercido a chefia de Estado, Temer tem direito a uma sala de Estado-maior, que significa um espaço individual e com banheiro, sem contato com outros prisioneiros. Segundo o advogado de Temer, Eduardo Carnelós, além do banheiro, o novo espaço vai garantir mais privacidade, já que tem menor circulação de pessoas.

A Venezuela reabriu a fronteira com o Brasil no início da tarde de ontem após quase três meses -- 78 dias. O acesso oficial entre os países foi fechado por ordem do presidente venezuelano Nicolás Maduro em 21 de fevereiro. A reabertura também foi confirmada pela Operação Acolhida, que cuida do fluxo migratório em Pacaraima, cidade fronteiriça. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou ser inteligente da parte do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, a decisão de reabrir a fronteira com o Brasil.


16

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

Esportes

CANCELAMENTO I

CANCELAMENTO II

O Serviço Social do Comércio (Sesc) de Ijuí em virtude da instabilidade climática cancela os jogos de hoje pela 22ª Copa Dunga de Futebol Sete para Menores. A competição será retomada na próxima semana.

Os jogos que seriam disputados hoje à tarde pelo Campeonato de Futebol Sete Livre e Master do Serviço Social da Indústria de Ijuí foram cancelados. O motivo é a instabilidade climática.

Jogo do São Luiz é adiado

Técnico Tarcísio Macuglia comanda o juvenil do São Luiz

A partida do time juvenil do São Luiz com o Ypiranga de Erechim que estava prevista para hoje à tarde no Estádio 19 de Outubro pela quarta rodada do Gauchão da categoria foi adiada para a próxima quinta-feira. O motivo é a instabilidade climática das últimas horas que deixou o gramado sem condições. As partidas Lajeadense x Encantado e Inter (SM) x Rosário também não serão disputadas neste sábado como previa a tabela. O Rubro treinado por Tarcísio

Macuglia até agora disputou três partidas no Campeonato. Venceu a SER Santa Rosa na estreia por 3 a 0. Depois empatou em 1 a 1 com o Panambi no último dia 1º de maio no Estádio João Marimon Júnior e no último domingo foi derrotado pelo Safurfa no Estádio Renato Bebber em Marau por 3 a 1. O São Luiz, nos critérios, é o terceiro colocado no grupo F com quatro pontos, 3 jogos, uma vitória, um empate, uma derrota. Marcou cinco gols e sofreu quatro, saldo 1. Aproveitamento de 44,4%.

AEIF busca a segunda vitória na Liga Gaúcha 3 A Associação Esportiva Ijuiense Futsal (AEIF) busca hoje a segunda vitória na Liga Gaúcha 3. Recebe no Ginásio Wilson Mânica, a partir das 20h, a AEF de Entre-Ijuís, pela terceira rodada do grupo B. "Tivemos uma semana de treinos puxados pensando no adversário que tem uma forte equipe. É um jogo em que vamos precisar de muita paciência,pois o time de Entre-Ijuís é mais experiente", comentou o técnico Marlon Dias da AEIF. O treinador disse que a equipe ijuiense ainda não está definida. Aguarda pela recuperação dos jogadores Lousada e Vinícus que se recuperam de lesões. O treinador disse que o nível técnico da competição é bom. "Duas equipes se sobressaem, o Cerro Largo e o Entre-Ijuis. Eles têm jogadores mais rodados e investiram mais. Não existe jogo fácil na nossa chave. São partidas muito disputadas", concluiu o treinador. A AEIF tem quatro pontos na chave B. Os ingressos antecipados estão sendo

JOGOS

AEIF (branco) recebe o time de Entre-Ijuis

comercializados ao preço de R$ 7,00 na Deltasul, em Baterias Goi e com dirigentes da equipe. Neste sábado, na hora da partida, o preço será R$ 10,00. Na preliminar, a partir das 18h, tem amistoso entre a Escolinha do Ouro Verde Futsal e a Escolinha Municipal de Nova Ramada.

3ª rodada Hoje,11.5. 20h Grupo A Ibira (Ibiraiaras) xCity (Passo Fundo) SI (Cruz Alta) x AVF(Vacaria) Fundescar(Carazinho) x ANBF(Novo Barreiro) Chave B AIEF (Ijuí) x AEF (Entre- Ijuis) Serade (São Borja) x AFI (Itaqui) AGE(Cândido Godoi) x Cerro Largo Chave C Acesa (Charqueadas) x ASF (Serafina Correa) Três Coroas x XV de Novembro(Vila Maria) Atlético(Candelária) x UJR(Novo Hamburgo) Chave D Brasil Futsal(Pel) x Cruzeiro (Canguçu) Alta Tensão(Santa Vitória do Palmar) x Real (Alegrete)

Desafio de Canoagem fomenta o esporte Integrando a programação oficial da 11ª Feira de Negócios da Indústria de Ijuí (Fenii), aconteceu no último domingo o 5º Desafio de Canoagem e Stand Up Paddle de Ijuí. Foi realizado nas águas do Rio Ijuí, iniciando na Fonte Ijuí e finalizando no distrito do Itaí, próximo a Fonte da Ilha, totalizando 12,5 km de remada. O desafio teve caráter contemplativo, onde os participantes puderam observar e conhecer as belezas naturais que o Rio Ijuí oferece, além de fomentar os esportes de aventura e despertar a importância da preservação do meio ambiente. A recepção dos participantes aconteceu no Parque de Exposições Wanderley Burmann. Os remadores confraternizaram e trocaram experiências sobre os esportes a remo. Às 9h30 iniciou o translado até o ponto inicial e as 10h30 todos já estavam nas águas do Rio Ijuí para iniciar o desafio. Ao meio-dia os primeiros remadores já estavam chegando no ponto final, momento em que ficou evidente a euforia e entusiasmo, mostrando que a prática de esportes na natureza é motivadora e estimuladora. Próximo das 13h todos já haviam completado a remada, momento em que começou o translado de retorno para o Parque de Exposições Wanderlei Burmann. Participaram do desafio 71 remadores de Ijuí, Ibirubá, 15 de Novembro, Santo Augusto e Tenente Portela. O 5º Desafio de Canoagem e Stand up Paddle de Ijuí foi

Remadores trocaram experiências sobre o esporte de aventura

organizado pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo e Comissão Organizadora da 11ª Feira de Negócios da Industria de Ijuí(Fenii). Contou com o apoio do Grupo de Remo de Ijuí, Medianeira Transporte, Secretarias Municipais de Meio Ambiente, Obras e Desenvolvimento Social, Fonte da Ilha e Projeto XXperiences.

MUNICIPAL DE FUTSAL Acontece na próxima segunda-feira, às 19h, na Coordenadoria de Esportes junto ao Ginásio Wilson Mânica reunião técnica do Campeonato Municipal de Futsal. O encontro é convocado pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo. Serão apresentados os números da 1ª fase, classificados, confrontos, e ocorrerá o sorteio dos jogos. As equipes do Penapolense e do Quarta-Feira que se envolveram em briga recentemente na categoria livre foram eliminadas da competição. Os times Santa Cruz F.C. que perdeu por W.0. e Atlético do Getúlio que chegou atrasado para jogo no Ginasião também foram eliminados. Os pontos somados contra estes times não serão computados.

ESTADUAL JUVENIL A quarta rodada do Estadual Juvenil será disputada neste final de semana. Hoje serão realizados estes jogos: Estância Velha x Americano (Novo Hamburgo)-13h; Uruguaiana x Cruzeiro (Santiago)-15h;Cruzeiro (Cachoeirinha) x Torino (Torres)-15h;Guarani-VA x Jaú (Santo Antônio da Patrulha)-15h.Amanhã:Bagé x Guarany(Ba)-15h;Apafut (Caxias do Sul) x Juventude-15h;Panambi x Safurfa (Marau)-18h. Terça-feira,Tamoio (Viamão) x Gramadense15h30. Quinta-Feira, São Luiz x Ypiranga.

PARAQUEDISMO EM IJUÍ Ijuí recebe nos dias 18 e 19 de maio no aeroporto municipal João Batista Boss Filho o 3º Boogie de Paraquedismo. Vai reunir aproximadamente 80 paraquedistas, para saltos de demonstração, treinamentos e diversão. É a oportunidade para quem quiser conhecer e fazer um salto de paraquedas. Será proporcionado curso para iniciantes à prática do esporte, salto duplo, onde o passageiro fica conectado por um equipamento ao instrutor e curte a sensação da queda livre a mais de 200km/hora. Todos os saltos são com fotos e filmagens."Com o apoio da Federação Gaúcha de Paraquedismo, estaremos trazendo o avião Cessna Caravan, um dos melhores aviões para a prática do esporte no mundo, com capacidade para lançamento de 15 paraquedistas", confirmou Fabio Oldenburg, presidente do Clube de Paraquedismo de Ijuí. Ele disse que o 3º Boogie servirá para treinamento do recorde gaúcho de formação em queda livre. Estão confirmados atletas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. No aeroporto haverá praça de alimentação e infra-estrutura completa. O ingresso é gratuito.


Jornal da Manhã

DOIS TOQUES

Carlos Alberto Padilha esporte@jornaldamanhaijui.com

SORTEIO- A fase de grupos da Libertadores foi concluída quinta-feira. Foram conhecidos os 16 clubes que continuam na disputa pelo título mais cobiçado da América do Sul. Dos brasileiros na disputa, apenas o Atlético-MG e o São Paulo foram eliminados. Cruzeiro, Flamengo, Inter e Palmeiras terminam como líderes de seus grupos e disputarão o jogo de volta em seus domínios.AthleticoPR e Grêmio, terão mais chances de encarar um clássico brasileiro pela frente nas oitavas. O sorteio dos confrontos será na noite da próxima segunda-feira na sede da Conmebol, no Paraguai. Quem passou em primeiro ficará no pote 1, e quem avançou em segundo, no pote 2. O Palmeiras teve a melhor campanha geral e terá a vantagem de decidir sempre em casa.Esse ano, pela primeira vez a final da Libertadores será em jogo único e acontecerá em Santiago, no Chile.Pote 1:Cruzeiro-FlamengoInter-Palmeiras-Olimpia-Cerro Porteño-Boca Juniors-Libertad. Pote 2:Athletico-PR-Grêmio-River Plate-Emelec-Godoy Cruz-LDUNacional-URU-San Lorenzo. COLORADO- O talentoso Nonato ganha a vaga de titular no meio-campo do Inter no lugar de Patrick lesionado. Deve se firmar na equipe de Odair Hellmann. DECISÃO-Esportivo de Bento Gonçalves e Guarani de Venâncio Aires se enfrentam amanhã às 16h na Montanha dos Vinhedos no jogo de volta da semifinal da Divisão de Acesso. A arbitragem será de Vinícius Amaral. O time serrano venceu por 2 a 1, no Edmundo Feix. Depende de um empate ou vitória simples para chegar à final contra o Ypiranga e se garantir no Gauchão de 2020. O Guarani terá que vencer por dois gols ou mais. Caso ganhe por um gol de diferença, a decisão será nos pênaltis. GAÚCHOS- O Brasil joga hoje em Pelotas às 19h diante do CRBAL pela Série B do Campeonato Brasileiro. O Juventude atua hoje às 19h15 em Belém do Pará diante do Paysandu pela Série C do Brasileiro, grupo B. Amanhã pela mesma chave às 15h30 no Estádio Colosso da Lagoa em Erechim, tem clássico gaúcho: Ypiranga e São José de Porto Alegre. Na Série D, o Caxias joga amanhã às 16h contra o Tubarão fora de casa. O Avenida recebe a Ferroviária-SP no mesmo horário e o Gaúcho de Passo Fundo atua amanhã às 15h30 no Rio de Janeiro contra o Boa Vista. FELIZ DIA PARA TODAS AS MÃES.

SÁBADO E DOMINGO, 11 E 12 DE MAIO DE 2019

17

Grêmio enfrenta o Corinthians de olho na reabilitação no Brasileiro O Grêmio enfrenta o Corinthians hoje às 19h na Arena Itaquera.Com somente um ponto conquistado na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, na zona de rebaixamento, e ainda em busca da primeira vitória, o Tricolor vai até São Paulo sem os lesionados Bruno Cortez e Jean Pyerre. O lateral esquerdo e o volante desfalcam o time. Na lateral esquerda, entra Juninho Capixaba, enquanto no meio-campo a dúvida fica entre Thaciano ou Luan. Matheus Henrique, que estava suspenso na partida diante do Universidad Católica pela Libertadores, retorna ao time titular. Everton e André seguem no ataque. A primeira parte da atividade de ontem no CT Luiz Carvalho foi executada com os portões fechados. Quando o acesso foi liberado para a

Juninho Capixaba substitui o lateral-esquerdo Bruno Cortez que está lesionado

imprensa, alguns atletas cumpriam um circuito de trabalho físico. Na sequência, fizeram um treino

BRASILEIRÃO 4ª rodada Hoje,11.5 Fluminense x Botafogo-Estádio Maracanã (Rio de Janeiro)-16h Corinthians x Grêmio- Arena Itaquera(São Paulo)-19h Goiás x Ceará-Estádio Serra Dourada(Goiânia)-21h Amanhã,12.5 Flamengo x ChapecoenseEstádio Maracanã (Rio de Janeiro)-11h

Internacional x Cruzeiro-Estádio Beira-Rio(Porto Alegre)-16h Atlético-MG x Palmeiras-Estadio Mineirão(Belo Horizonte)-16h Santos x Vasco-Estádio da Vila Belmiro (Santos)-16h Avaí x CSA-Estádio da Ressacada(Florianópolis)-19h Athletico-PR x Bahia-Arena da Baixada(Curitiba)-19h Fortaleza x São Paulo-Arena Castelão (Fortaleza)-19h

recreativo, o tradicional rachão de véspera de jogos sem indicativo de equipe que entrará em campo na Arena Corinthians. Renato não confirmou oficialmente o time. O Corinthians tem quatro pontos conquistados no Brasileirão, com campanha de uma vitória, um empate e uma derrota, e vai atrás de seu segundo triunfo na disputa nacional. Ainda sem contar com Henrique, Danilo Avelar, o próprio Júnior Urso e Gustagol, o técnico Fábio Carille deve ter o retorno de todos eles à disposição, com exceção do centroavante. Diferentemente dos companheiros, o camisa 19 sequer foi a campo

CORINTHIANS

GRÊMIO

Cássio; Fagner Manoel Henrique Danilo Avelar; Ralf Ramiro Sornoza; Mateus Vital Boselli (Love) Clayson Técnico: Fábio Carille

Paulo Victor; Léo Gomes Geromel Kannemann Capixaba; Maicon M. Henrique Alisson Thaciano (Luan); Everton André Técnico: Renato Portaluppi

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ) Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Silbert Faria Sisquim (ambos RJ) VAR: Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ).Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP). Início: 19h.

durante a semana e continuará de fora. Enquanto a tendência é de que Henrique e Danilo Avelar iniciem a partida como titulares, o volante, recuperado de uma lesão no músculo adutor da coxa direita, deve começar o embate no banco de reservas. Ramiro estará no onze inicial.

Vice de futebol projeta o São Luiz em 2020 O São Luiz ficou entre os quatro melhores do Gauchão deste ano. Em 2020 os desafios serão imensos. O vice-presidente de futebol João Bevilaqua em entrevista ao JM falou dos desafios. JM-Qual tua impressão sobre o São Luiz no Gauchão 2019? Bevilaqua- Realmente foi um sucesso o que aconteceu.Falo até dos últimos anos depois do retorno para a Série A, mas esse ano foi diferente, chegamos entre os quatro melhores. Estamos todos de parabéns. JM-O que tu pensas sobre o São Luiz no futuro? Bevilaqua- Na sessão da Câmara de Vereadores de Ijuí em que o clube foi homenageado, indaguei o que nós queremos do São Luiz para 2020? Acho que deu para repassar tudo isso, os acontecimentos dos últimos três anos, a volta à Série A, o que foi ano passado e este ano, o retorno ao torcedor, às empresas, à imprensa, um contexto geral. O São Luiz cresceu bastante. Já caímos anos atrás, a gente subiu e deu para sentir que aprendemos bastante. JM-As lições de 2014 foram assimiladas?

Bevilaqua-A gente aprendeu que a região abraçou o São Luiz, queremos um clube agora com mais competições. Isso todos queriam, torcedor, imprensa, diretoria, conselheiros e agora chegou o momento de se preparar. Temos ainda uns meses de folga, mas estamos atentos. Tem ainda a situação do gerente Delmar Blatt. Ainda não está acertado o retorno dele, mas 2020 com quase certa Copa do Brasil, mais um Gauchão difícil, e a Série D. O São Luiz aprendeu a querer mais. Querendo mais você não sofre. JM- Por essa campanha de 2019, o São Luiz será olhado de outra forma no próximo ano? Bevilaqua- Muda sim. Estamos em outro cenário. Vamos citar o caso do Avenida que fez um boa Copa do Brasil, estamos vendo hoje o Juventude em alta nesta competição. Se a gente fez um grande Campeonato Gaúcho chegando entre os quatro melhores, jogamos boas partidas fora de casa diante do Juventude e Brasil-Pel, provamos qualidade longe do Estádio 19 de Outubro. Isso é mérito de todos. Estamos no páreo. Vamos tentar fazer uma

boa Copa do Brasil, uma Série D. É o momento de pensarmos em nível de país. Tanto comentávamos com a diretoria atual e as passadas que o São Luiz merecia um Campeonato Brasileiro, agora teremos em 2020. JM- Neste ano, qual a importância da harmonia do vestiário do São Luiz? Bevilaqua- Não estou aqui para criticar outros presidentes, outros diretores. Estou no clube há 20 anos. A gente também sofreu em outras épocas com dificuldades que sempre existem. Teve anos que o grupo não encaixou e não é culpa do presidente, foram momentos que não deram certo. Quando deu certo fomos campeões do interior em 2013,depois caímos. Tiveram pessoas que assumiram, fiquei junto, o próprio Sadi Pereira assumiu na Segundona. Todos tentaram e depois chegou o presidente Pedro Pittol em 2017. Encaixamos, o clube teve sucesso e subimos para a Série A. Estamos agora com dois anos de Série A excelentes. Veio uma comissão técnica que deu resultado, são profissionais organizados, excelentes e o Pittol conseguiu junto com o Delmar

Vice-presidente de futebol do São Luiz, João Carlos Bevilaqua

Blatt e nós, dar espaço para que o trabalho desse certo. O clube deu estrutura para eles trabalharem. Se o Paulo Henrique e a comissão técnica foram bem, tem alguém por trás disso. É o pessoal do futebol, o presidente, o patrimônio, o marketing e o financeiro. O São Luiz sempre foi organizado neste sentido, mas não conseguia acertar no campo. Agora nos últimos três anos conseguimos.


18

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

RADARES

Mortes caem 21,7% em trechos de estradas federais O número de mortes nas estradas brasileiras caiu nos trechos em que há radares de velocidade depois da instalação dos equipamentos, que são alvo de críticas constantes do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Levantamento mostra que a redução média de mortes foi de 21,7% nos quilômetros de rodovias federais em que o dispositivo eletrônico foi colocado. Os dados apontam ainda para uma redução de 15% nos índices de acidentes após a instalação dos radares. Segundo Bolsonaro, os aparelhos serão retirados das estradas conforme seus contratos de operação terminem. Novos contratos não serão firmados, diz. Procurado, o Ministério da Infraestrutura não fala em fim dos radares, mas em reavaliação. Após a declaração do presidente, alguns trechos de estradas ficaram sem controle de velocidade, segundo as empresas do ramo, como é o caso da BR-285, onde foi instalado o aparelho, no mês de março, mas até o momento não esta´em funcionamento. Para especialistas, a retirada dos radares aumentará a insegurança em um país em que já morrem 37 mil pessoas no trânsito por ano. O coordenador da Iniciativa Bloomberg para Segurança Global no Trânsito, Pedro de Paula, diz que elementos locais como má sinalização ou maior fluxo de veículos podem aumentar o risco da via. "É esperado que uma política pública tenha ineficiências. É preciso olhar para os pontos ineficientes e melhorálos e não abandonar o sistema inteiro, que é positivo", avalia. Levantamento O cálculo sobre a eficácia dos equipamentos considerou os acidentes e mortes registrados pela Polícia Rodoviária Federal entre 2007 e 2018 nos quilômetros de estradas que até o

fim do ano tinham radares. Foram analisados os índices de acidente em cada um desses quilômetros antes e depois da colocação dos radares. No total, foram computados 1.530 pontos. O cruzamento dos dados permitiu verificar que, em 72% dos quilômetros onde houve a implantação de radares, caiu o número de mortes. A rodovia que teve a maior queda nominal da taxa de mortes por ano foi a BR470, em Santa Catarina. Os trechos analisados da rodovia tinham em média 21 mortes por ano e passaram a ter 11 após os radares (queda de 49%). Em 28% dos pontos de medição, houve aumento de mortes depois da chegada dos radares. O pior desempenho foi da BR-364,

Campanha quer receber demandas no trânsito Você já parou para pensar qual o trânsito que você quer? Esse é o convite que a Fundação Thiago Gonzaga está fazendo aos gaúchos em alusão à 5ª edição da Semana Global de Segurança no Trânsito, da ONU, que se encerrase amanhã. "Eu quero mais gentileza no trânsito", foi a resposta dada ontem pelo governador Eduardo Leite, ao ser instigado pela coordenadora da fundação, Natacha Ledesma Gastal. “Eu fui coordenador e voluntário do Vida Urgente em Pelotas enquanto era estudante e entendo a importância que esse tipo de ação tem. Eu acredito que a gentileza é fundamental e também pode tornar o trânsito mais

seguro e ajudar a salvar vidas”, complementou Leite. A ideia do movimento mundial é que todos se façam ouvir: cada um deve refletir sobre o seu caminho diário e apontar o que precisa ser melhorado, ou seja, ser um líder pela segurança no trânsito. O objetivo é mobilizar cidadãos e autoridades para alcançar os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) e outras metas de segurança no trânsito.

Quer participar do movimento? Acesse o site https:// www.unroadsafetyweek.org (site em inglês e espanhol) e registre sua demanda.

no trecho de Mato Grosso. Ali, antes da colocação de radares, ocorriam 8,4 mortes por ano; depois, 12 mortes (alta de 42%). Contraponto Para Diumar Bueno, presidente da CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos), entidade que representa caminhoneiros, a proposta do governo federal é louvável, pois tende a reduzir o número de motoristas que são pegos de surpresa e multados por radares que considera "caça-níqueis". "Existem outras formas de se reduzir a velocidade dos motoristas, como a colocação de lombadas fixas [de asfalto], que não tem o caráter arrecadatório", defende ele. Para Bueno, o custo dos radares é elevado frente à sua eficácia.

Somente carros novos terão placas do Mercosul Malvista pelos tantos adiamentos no prazo de instalação nos veículos e mudanças de layout, a placa do Mercosul deverá ter mais uma mudança na sua implementação no Brasil. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou quinta-feira que vai propor ao Contran (Conselho Nacional do Trânsito) que o emplacamento seja só para veículos novos. Até agora, casos como perda, furto, roubo ou avaria do item, além da troca do dono ou carro zero, obrigam a instalação da placa do Mercosul. "Carros já emplacados, ficam com a placa antiga. Ninguém será obrigado a trocar de placa. Apenas os novos carros terão a nova. Os dois sistemas vão existir em conjunto". Tarcísio de Freitas afirmou ainda que estão fazendo alterações e que elementos desnecessários vão ser eliminados, para baixar os custos da nova placa. A ideia é que o valor se aproxime do praticado para a placa antiga. As críticas à chapa comum para os veículos dos países do bloco – Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai – motivaram a criação de projeto de decreto legislativo pelo deputado federal Ubiratan Sanderson (PSL-RS). O parlamentar pede a revogação das resoluções do Contran que tratam do assunto para que a segurança do dispositivo seja melhorada. A placa contém um QR Code que, ao ser lido no celular do fiscal de trânsito, aponta as características do veículo.

Emater|Ascar

CARNE DE PEIXE É UM EXCELENTE ALIMENTO O consumo de peixe deveria fazer parte da dieta alimentar com mais freqüência. A recomendação dos nutricionistas, é de que o peixe deveria ser consumido pelo menos uma vez por semana. Existem muitas razões para introduzir o peixe na alimentação, além de ser um alimento muito saboroso, os peixes são fontes de proteínas, vitaminas e sais minerais. Peixes gordos têm maior teor de vitaminas A e D no corpo, os magros concentram estas vitaminas no fígado. A proteína da carne dos peixes é de alta digestibilidade e de grande valor biológico, ou seja, é possível absorver até 45% do volume da carne de um peixe que se tenha ingeri¬do. A quantidade necessária de carne de peixe por dia para suprir as necessidades de manutenção de um ser humano de tamanho e peso normal é de 100 gramas. O valor biológico se dá em função de que as proteínas presentes na carne de peixe apresentam todos os aminoácidos essenciais ao organismo humano, entre outros. Os minerais presentes na carne de peixe são: Cálcio, Ferro, Iodo, Fósfo¬ro, Cobre e Magnésio em grande proporção. Estes minerais são necessários para a forma¬ção de ossos e dentes e também ajudam as proteínas e vitaminas na formação, regulariza¬ção e funcionamento do organismo. A carne de peixe possui baixo teor de gorduras e tem menor valor calórico que outros tipos de carne. A gordura do peixe possui Ômega 3, substância benéfica para saúde nas questões do tão temido colesterol. Por apresentar pouco tecido conjuntivo, quando comparado com outras carnes, o peixe apresenta a característica de cozimento rápido, sem necessidade de altas temperaturas e fácil digestão no organismo por isso se torna um alimento saudável. Sob o ponto de vista nutricional, a carne de peixe deve ser consumida desde a infância¬ pelos benefícios que apresenta quando participam da dieta dos seres humanos. A EMATER PARABENIZA A TODAS AS MÃES PELO SEU DIA


Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO, 11 E 12 DE MAIO DE 2019

TRÂNSITO

Acidente na BR-285 deixa três feridos Um grave acidente entre um automóvel e dois caminhões deixou três pessoas feridas na noite de quinta-feira, no quilômetro 467, da BR-285, entre os municípios de Ijuí e Coronel Barros. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF,) um Renault Logan, placas de Porto Alegre, que transitava no sentido Ijuí Coronel Barros, após uma tentativa de ultrapassagem atingiu na lateral direita de um caminhão, placas de Chapecó (SC), conduzido por Antônio Marcos Santos de Almeida, e após colidiu com o outro caminhão emplacado em São Luiz Gonzaga, conduzido por Diego Augusto Wagner. Em seguida saiu da pista. O automóvel Logan era conduzido por Rogério Quaresma Schorn. Com ele estavam no veículo a sua filha, Larissa Schorn,

19

POE intercepta e prende homens com drogas Policiais do Pelotão de Operações Especiais (POE) da Brigada Militar prenderam na quinta-feira, dois homens suspeitos de tráfico de drogas em Ijuí Segundo a BM, o POE foi acionado pela seção de inteligência do batalhão para realizar abordagem de dois indivíduos suspeitos que trafegavam em uma motocicleta, vermelha e que supostamente iriam fazer a entrega de drogas na Rua Cassiano Ricardo, próximo a um condomínio no bairro Boa Vista. Os policiais ficaram monitorando os suspeitos, que ao chegarem ao local, segundo o boletim de ocorrência, o caronei-

ro, ao avistar os policiais, tentou se desfazer da droga, jogando o pacote com cerca de 200 gramas de maconha na rua e tentou fugir, mas acabou sendo detido pelos policiais. O homem foi identificado como Bruno Leonardo Ferreira Dynczuk, 19 anos. Já o condutor da motocicleta fugiu do local, mas foi abordado nas proximidades e identificado como Leonardo Andrei Arnold Almeida,28 anos. Os indivíduos foram presos em flagrante por tráfico de drogas e encaminhados à Delegacia de Polícia, onde tiveram o flagrante lavrado.

Colisão entre Logan e dois caminhões ocorreu na BR-285

e a neta, de dois anos. Rogério Schorn, Larissa e a neta foram encaminhadas pelo Samu ao Hospital de Caridade de Ijuí. Pai e filha foram medicados e liberados. Já menina está em estado grave da Unidade de Tratamento

Intensivo (UTI) Neonatal. Nos caminhões houve danos de pequena monta. Os condutores dos dois veículos saíram ilesos. O veículo Logan foi completamente destruído e encaminhado para guincho

Registros de armas cresce apenas 3,6%

A política de liberalização da posse e do porte de armas do governo Jair Bolsonaro teve pouco impacto sobre o total de armas legais em circulação no País. É o que mostram os dados do Sistema Nacional de Armas (Sinarm) da Polícia Federal (PF). O total de armas registradas no País era no dia 30 de abril deste ano apenas 3,6% maior do que o total registrado pelo Sinarm em 30 de junho de 2018. A alta foi, no entanto, puxada pelos registros ativos feitos por pessoas físicas, que tiveram aumento de 5,7% no período. Além do total de armas registradas no País, a PF também constatou em 2019 um aumento da média mensal de pedidos de novos registros e renovações de antigos. Nesse caso, o crescimento foi de 3,4%. Aqui também um número se destaca: é o de janeiro, logo depois da posse de Bolsonaro – pedidos de registros cresceram 118% no mês de janeiro em comparação com o mesmo período de 2018, alcançando 33.058. Mas o fenô-

POE prendeu com os suspeitos cerca de 200 gramas de maconha

BM cumpre mandado de prisão no Centro de Ijuí meno perdeu força em fevereiro, que ainda registrou uma pequena alta, para depois ter quedas em março e em abril. “A liberação não significou maior circulação de armas de fogo e, por isso, também não houve impacto nas mortes violentas no País”, afirmou Renato Sérgio de Lima, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Para o pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência da Uni-

versidade de São Paulo Bruno Paes Manso, os decretos de Bolsonaro não provocaram nenhuma corrida às armas, pois a maioria da população não tem ilusão de que ter uma arma em casa garantirá a sua segurança. “Além disso, o custo ainda é caro, os testes e treinos são obrigatórios e agora existe ainda a exigência de cofre. Tudo isso faz com que a solução para a segurança seja coletiva e pública e não individual”, disse.

Arrombamento

Perícia

Operação

Um veículo Gol que estava estacionado em via pública na Rua Doutor Pestana, próximo ao Campo do Gaúcho, foi arrombado na noite de quinta-feira. O crime ocorreu entre 20h e 22h. Do automóvel foi furtado um aparelho de som e documentos do veículo. Não existe suspeito do furto.

Alexandre Pacheco da Silva, 44 anos, o segundo assaltante encontrado morto após o roubo ao Banco do Brasil de Porto Xavier, não foi atingido por tiros, apontou o laudo pericial. O cadáver foi encontrado na quarta-feira por um agricultor na área rural entre os municípios de Campina das Missões e Porto Lucena.

Na manhã de ontem, a Polícia Civil deflagrou a Operação Estrada Estreita, com o objetivo de desarticular organização criminosa responsável por furtos e roubos de veículos, roubos a malotes e tráfico de drogas em Passo Fundo. Na ação, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária.

Plantão

Uma mulher foi presa na noite de quinta-feira, na Rua 15 de Novembro, área central de Ijuí. De acordo com a Brigada Militar, por volta da meia-noite, durante o patrulhamento de rotina, o Pelotão de Operações Especiais (POE), abordou uma mulher que se encontrava em atitude suspeita na Rua 15 de Novembro. A suspeita foi identificada através do sistema informatizado, como sendo R.G.M., 31 anos, natural de Volta Redonda

(RJ), com antecedentes criminais por roubo, furto, posse de entorpecentes, entre outros. Durante a consulta, foi constatado que em desfavor dela havia um mandado de prisão, expedido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Diante da constatação do fato, os policiais deram voz de prisão a apenada, que, logo após os procedimentos de praxe, foi conduzida e entregue aos cuidados dos agentes penitenciários do Instituto Penal de Ijuí.


20

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

ESTELIONATO

Crimes cibernéticos crescem em Ijuí Todos os dias, alguém perde dinheiro em golpes aplicados por estelionatários. Abusando cada vez mais da internet, eles tentam explorar o lado mais "ingênuo" das vítimas, o que tem feito aumentar a incidência de registros dessa prática na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Ijuí. Na lista dos crimes do tipo mais comuns, um em especial tem liderado os registros policiais e está relacionado a compra de produtos pela internet, que acabam não sendo entregues. As vítimas são atraídas por anúncios feitos nas redes sociais, como Facebook, Instagram e até mesmo whatsapp, e acabam sendo direcionados, através de links para sites não confiáveis, que oferecem produtos com preços bem abaixo do mercado, mas com pagamento à vista, através de boleto ou depósito. "É exatamente aí que ocorre o golpe, a pessoa emite o boleto, faz o pagamento e não recebe a mercadoria", disse o delegado Maurício Posselt, responsável pelas investigações dessa prática criminosa em Ijuí. Mas engana-se quem pensa que o mundo virtual é livre de leis e de regras. Desde 2014, o espaço cibernético é regido pelo Marco Civil da Internet, que determina os direitos e deveres do internauta. A legislação prevê, ainda, punições a quem comete crimes virtuais, com o amparo do Código Penal e do Código Civil. Muitos dos crimes cometidos

Maurício Posselt

nas redes sociais já eram, e continuam sendo, os mesmos praticados no mundo real.Adiferença, é que os criminosos encontram na Internet a facilidade de se esconderem atrás de perfis anônimos para cometer seus delitos. Há, ainda, quem atua com perfis reais, desconhecendo a legislação ou acreditando que seu ato passará impune. No entanto, Posselt explica que o crime de estelionato, que necessita da materialidade para se configurar o crime, se consuma nos locais dos fatos. “Ou seja, se for identificado que boleto ou o dinheiro pago aqui em Ijuí e o valor for retirado em São Paulo, serão dos policiais paulistas a atribuição para investigar e a Justiça de lá julgar o caso. Então essa ocorrência, que a vítima é daqui, vai

ser encaminhada para São Paulo, o que é uma dificuldade quem se envolve nestes crimes", destaca. Como proceder em caso de estelionato na internet Quem sofre estelionato na internet deve denunciar e fazer valer seus direitos. O primeiro passo é reunir as provas do crime. O especialista recomenda anotar o endereço eletrônico do site onde o delito foi cometido e fazer uma captura da tela com os comentários que comprovem o crime. É importante salvar essas informações porque, normalmente, os autores apagam as publicações em seguida. Não se deve fazer modificações nas imagens e nos comentários, o conteúdo deve ser apresentado como prova em seu formato original. O material impresso deve ser reconhecido em cartório, como "fé pública", para que tenha validade legal. É válido também reunir testemunhas, que estejam dispostas a relatar o ocorrido na delegacia ou perante um juiz. Com as provas em mãos, o próximo passo é registrar um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil. Pena O crime estelionato está especificado no artigo 171, do Código Penal. Se condenado, o estelionato pode pegar pena de 1 a 5 anos. " E por ser um crime sem violência, as penas geralmente ficam baixas, e a prisão ocorre se houver condenação", finaliza Posselt.

Suspeito de chefiar quadrilha é preso Um homem apontado como chefe de uma organização criminosa foi preso na manhã de ontem na localidade de Povinho Velho, em Mato Castelhano. O grupo é suspeito de furtar veículos e malotes bancários na região de Passo Fundo. O preso, cuja identidade não foi divulgada, também é apontado pela polícia como responsável por articular uma fuga de detentos no Presídio Estadual de Sarandi no fim de 2018. A polícia conseguiu impedir a ação após uma vistoria na penitenciária, quando um túnel foi descoberto. Segundo o delegado responsável pela investigação, Diogo Ferreira, o suspeito de planejar a fuga teve a prisão temporária decretada há alguns dias e estava escondido no interior de Mato Castelhano. Ele foi indiciado por associação criminosa, furto

Duas espingardas e munições foram apreendidas na mesma operação

de veículo e facilitação de fuga. "Bem articulado. Tem contatos em Porto Alegre e contatos em Foz do Iguaçu e no Paraguai, tem contato com tráfico também", explica Ferreira. Conforme o delegado, a Justiça já converteu a prisão temporária em prisão preventiva.

O homem foi preso durante uma operação. Além do mandado de prisão, a Polícia Civil cumpriu outros oito mandados de busca e apreensão. Com um segundo homem foram encontradas duas espingardas e munições. Ele foi preso em flagrante, mas pagou fiança e foi liberado.

Jovem é preso com moto furtada comprada na internet

Apreensão ocorreu na BR-158, em Cruz Alta, na tarde de ontem

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na tarde de ontem um jovem trafegando em uma motocicleta furtada na BR-158 em Cruz Alta. Segundo a PRF, por volta das 12h30, a PRF abordou uma motocicleta Shineray/XY 150. Ao realizar a consulta nos sistemas informatizados, verificou-se estar com ocorrência de furto. Ela foi furtada em 2017, no

interior do município de Giruá. O jovem, de 22 anos, de Cruz Alta, informou que havia comprado a motocicleta através de comunidade de rede social, na modalidade "até perder". Diante dos fatos, ele foi conduzido até a Delegacia de Polícia Civil de Cruz Alta para registro. Ele responderá ao processo em liberdade. A motocicleta foi recolhida e será devolvida ao proprietário.

TJ RS condena ex-juiz a 12 anos de prisão por corrupção O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul condenou o ex-juiz Diego Magoga Conde a 12 anos e oito meses de prisão em regime inicial fechado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O julgamento ocorreu na quintafeira na 4ª Câmara Criminal, em Porto Alegre. A defesa diz que "não existiu corrupção alguma" e afirma que irá recorrer da decisão. "Tanto é que, quando julgado pelo Pleno do TJ no processo administrativo, o voto condutor afirmou categoricamente que estava provado que o Diego era inocente do crime de corrupção e de lavagem de dinheiro, que não havia prova disso. Mais do que não ter prova suficiente, era um caso de estar provado que os fatos não ocorreram", sustenta o advogado Aury Lopes. Conforme o TJRS, Diego atuava na Comarca de São Lourenço do Sul quando foi denunciado pelo Ministério Público (MP). A acusação é de que ele e outras quatro pessoas

criaram um esquema envolvendo a liberação irregular e posterior apropriação de verbas honorárias (remuneração pelo trabalho advocatício) em valor superior a R$ 700 mil. O ex-juiz teria recebido R$ 112 mil. Em 2011, ele foi afastado das funções de magistrado, e depois pediu exoneração. De acordo ainda com a denúncia do MP, o advogado Eugênio Correa Costa teria oferecido dinheiro ao exmagistrado e a seu assessor, Juliano Weber Sabadin, em troca da liberação de alvarás de honorários e da posse ou a propriedade de determinados bens, em um processo de inventário. Segundo o MP, o esquema ocorreu duas vezes, entre dezembro de 2009 e julho de 2010. Na primeira vez, foram movimentados R$ 308.940,41, dos quais o ex-juiz e o assessor receberam R$ 50 mil cada. Na segunda, o então magistrado recebeu R$ 62 mil dos R$ 437.642,31 liberados para o advogado.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

área central

Especialistas reforçam a necessidade de arborização Quem anda pelo Centro de Ijuí tem encontrado as sombras dos edifícios que alongam pelas calçadas. Os prédios se apresentam em diversas cores, quase nenhuma verde. E as árvores, conhecidas por esta cor, têm diminuído gradativamente. Esse debate sobre arborização nas ruas de Ijuí, principalmente no Centro, tem sido um dos pilares de discussão da Associação de Moradores. A paisagista e vice-presidente da associação de moradores do Centro, Melissa Gressler, afirma que existem estudos que mostram que arborização urbana auxilia na redução da criminalidade, porque as pessoas sentem um bem-estar psicológico e que o consumidor se sente muito mais inclinado a entrar em estabelecimentos comerciais localizados em área arborizada. “No entanto, tem acontecido muitas solicitações de empresários que não querem árvores na frente do seu estabelecimento, pedindo a retirada dela ou arrancando por conta própria, com a crença de que a árvore vai retirar a visão da fachada, quando na verdade, ela é um convite para que o consumidor fique muito mais tempo em frente à vitrine, pois ele não terá insolação, mas sim o frescor, a beleza e o perfume”. Melissa cita o exemplo da rua Oscar Freire, em São Paulo, um dos locais onde tem as lojas mais caras do país, e os comerciantes usaram as árvores como um atrativo para a vinda de clientes. “Tem uma questão de passeios alargados, mobiliário urbano, mas são as árvores as protagonistas desse espaço, o que demonstra que a árvore não atrapalha, mas ajuda, pois tem a questão do meio ambiente, além de

ruas sem árvores acabam tendo o calor mais acentuados em dias quentes

permitir maior tempo em frente a vitrine e percepção de qualidade”, salienta. O biólogo da Secretaria Municipal de Meio de Ambiente, João Pedro Gessing, afirma que o plano municipal de arborização determina que todos os estabelecimentos, não importa se casas ou comerciais, devem ter uma árvore na fachada ou a cada 10 metros lineares. A ideia é que a gente consiga arborizar mais e não retroceder neste aspecto”, disse ao grupo JM. “Infelizmente, a gente precisa lutar e bater de frente com esse paradigma de que o avanço e o progresso ocorrem somente pelo uso de concreto e cimento. Essa ideia é muito retrógrada. Hoje todos os maiores arquitetos, paisagistas e urbanistas, eles não conseguem ver um meio urbano em que arborização fique

HOMENAGEM E CONVITE PARA MISSA DE 2° ANO DE FALECIMENTO

fora das cidades, pois elas fornecem serviços ambientais, como alteração do microclima, reduzindo a temperatura, aumentando a umidificação do ar, o sombreamento. Na mesma cidade, áreas verdes podem ter até 10 graus a menos do que em áreas sem árvores”. O biólogo ressalta ainda que as árvores são também elementos que protegem contra a ação do vento, além de influenciar a psique humana e o bem-estar dos cidadãos. E por isso precisamos questionar que tipo de cidade nós queremos ter. Se é uma com barulho de buzina e sirene ou uma que a gente escuta o som das aves, pois isso influi diretamente na nossa mentalidade, na qualidade de vida, nos índices de estresse", acrescenta o biólogo do município.

HOMENAGEM E CONVITE PARA MISSA

GERSON LUIS AMORIM DOS SANTOS *08/07/1966 +10/05/2017

ANTONIO CARLOS GRABER (CACO) *11/05/1969 +31/05/1994

“Bendito seja Deus que nos conforta em toda a nossa tribulação...” 2Cor 1:34 Já se passaram 2 anos da tua ausência mas o “Dodo” permanece vivo entre nós. A alegria que tu tinhas de viver e lutar pela vida, a aceitação da doença e a paz adquirida foi tão intensa que mantém acesa a chama da admiração de teus familiares e amigos. O tempo passa depressa, mas a tua presença é diária e a saudade eterna. Convidamos para a missa que será celebrada na Igreja São Geraldo, hoje, às 19 horas.

Querido filho e irmão, hoje estaríamos comemorando os teus 50 anos, mas tua festa será no céu ao lado de Deus Pai. Você continua vivo em nossos corações. A todo momento, em cada data, lembramos de você. Da tua alegria e do teu sorriso. Quando você nasceu, filho, foi uma alegria imensa pois nasceste no dia das mães. Em nós guardamos com carinho as tuas lembranças. De teus pais, Antônio e Cemira; irmão Rodrigo e demais familiares. Convidamos para missa a ser celebrada hoje, às 19 horas na Matriz São Geraldo.

Ijuí, 11 de maio de 2019.

Ijuí, 11 de maio de 2019.

21

Grupo de Escoteiros 300 faz entrega de diplomas O Grupo Escoteiro Ijuí - 300°/RS realizou, na semana passada, no Lions Clube de Ijuí, um jantar em comemoração ao seu 8° ano de fundação, transcorrido no dia 30 de abril, e a entrega de diplomas às pessoas e grupos que prestaram serviços ao grupo. O evento contou com a presença 300 pessoas, entre autoridades, familiares e delegações dos Grupos Escoteiros Érico Veríssimo de CruzAlta e Velho Lobo de Ijuí. Em Assembleia extraordinária no Lions Clube de Ijuí, entidade parceira do Grupo Escoteiro Ijuí, ocorreu a cerimônia de Promessa Escoteira, entrega de distintivos de "Grupo Padrão Ouro" 2018 - 2019, conquistado pelo Grupo em nível nacional, através da União dos Escoteiros do Brasil (UEB), a qual certifica anualmente os Grupos

Escoteiros que se destacam pelos resultados da Gestão Administrativa e pela avaliação positiva na Aplicação do Método Escoteiro em suas Atividades. Além disso, recebeu o distintivo de Cruzeiro do Sul a Lobinha Ana Carolina Pieniz Bazzan e o Lobinho Giovanni Luigi Garbinato Barboza. A medalha de Bons Serviços foi dada aos chefes Bernardo Beilfuss e Nathalia Rosa Krüger de Ávila, Medalha de Gratidão Grau Bronze aos chefes José Luciano Agostini, Miguel Rithmüller e Arthur de Oliveira dos Reis e a medalha Ordem do Mérito dos Serviços Extraordinários ao Chefes Ivan Carlos Noster, Roger Lincoln Rieger dos Santos e Jefté Cainã Desdevalle, concedida como distinção honorífica pelos relevantes serviços prestados em prol do Grupo Escoteiro Ijuí.

Durante o jantar foram comemorados os oito anos do Grupo

PARTICIPAÇÃO DE FALECIMENTO WALDOMIRO VICTOR KÜMPEL *11/01/1931 +05/05/2019 A família de Waldomiro Victor Kümpel nas pessoas da esposa Lilian Marlene Raspolt, os filhos Liane, Leila, Marlon (in memoriam), os genros Elmer, Gerson e a nora Annelise, os 8 netos e 9 bisnetos, com pesar comunicam o seu falecimento ocorrido na data de 5 de maio no Hospital da Unimed de Ijuí. Obrigado a todos que trouxeram seu abraço e demonstração de carinho. Como ele costumava crer: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus...” Romanos 8:28 Ijuí, 11 de maio de 2019.


22

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

luiz fogliatto

Comunidade cobra promessas para o bairro Com problemas em diversas ruas, além de melhorias nas áreas de lazer e diversos outros problemas, moradores do bairro Luiz Fogliatto, na região Norte de Ijuí, se dizem esquecidos pelo poder público. Além de destacar os problemas no bairro, eles cobram as promessas de melhorias na região, que geralmente são feitas em época de campanha eleitoral, mas que acabam sendo deixadas de lado após a eleição. Segundo o presidente da Associação de moradores do Luiz Fogliatto, João Fiuza, a rua não é pavimentada e situação provoca vários transtornos para a população. “A promessa de melhorias era para quando o orçamento de 2019 fosse aberto, no início do ano, mas até agora ninguém fez nada. Está ficando difícil a coisa aqui, pois a prefeitura está a par de tudo, só que os problemas não são solucionados”. Fiuza diz que as ruas que precisam de melhorias são a Décio Betinelli, a Francisco Varnhager, Humberto de Campos, Muxfeld e Afrânio Peixoto. Outra promessa que até o momento não foi cumprida foi a reforma no campo de

João fiuza

futebol do bairro, o centro de convivência e a construção do muro da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis (Acata). No entanto, segundo Fiuza, existe a informação de que as obras do Centro de Convivência irão começar a partir de 30 de junho. Na semana retrasada, moradores e a direção do bairro estiveram reunidos com representantes do Executivo municipal em busca de

uma solução para os problemas. "O secretário Jair da Rosa nos prometeu em uma reunião em novembro do ano passado, que na abertura do orçamento de 2019, as melhorias seriam realizadas, mas até o momento nada foi feito. E o prefeito coloca a desculpa do tempo, que somente chove, que não dá para trabalhar. Mas daqui alguns dias não dá para fazer mais nada, porque está somente esperando melhorar o tempo e não toma atitude nenhuma”, afirma. O presidente do bairro salienta que os moradores cobram providências dele, mas que infelizmente fica de mãos atadas, pois vai até o Executivo cobrar providências, eles acabam fazendo promessas, mas acabam não cumprindo. "Estamos descoroçoados, porque promessas são tantas e nós não somos atendidos. A gente vai, bate na porta dos homens, mas eles não estão fazendo nada". Em contato com o secretário municipal de Desenvolvimento, urbano, Obras e Trânsito, Jair da Rosa disse que tem o compromisso em relação ao trabalho nas ruas e nos próximos dias devem ser realizadas melhorias na pavimentação.

Casal marca bodas com doação ao HCI Ércio Eickhoff e Leonice Meincke Eickhoff comemoram cinco décadas de matrimônio e decidiram fazer uma festa de Bodas de Ouro diferente, onde os convidados para o evento contribuíram para a compra de um televisor de 43 polegadas para o Banco de Sangue, e de 30 cobertores para a unidade Clínica Médica II B, que atende pacientes do SUS. A entrega das doações ocorreu nesta semana e foi prestigiada pela médica Cheila Eickhoff, que é filha do casal, pelo gerente administrativo de serviços Rui Protti, pela encarregada da lavanderia, que cuida do enxoval, Laira Pascoal, e pelas enfermeiras da Clínica Médica II

Ércio e leonice Eickhoff e a equipe do Banco de Sangue com a tV doada

Programa rural ensina cuidados com hortaliças Terminou na última quartafeira, no distrito de Colônia Santo Antônio, o curso de Processamento de Hortaliças, através do programa Vida Rural, da Secretaria de Desenvolvimento Social. Entre os dias 6 e 8 de maio, a instrutora Joelma Rodrigues da Silva, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - Senar, abordou assuntos como processamento de alimentos, no que diz

respeito às exigências de natureza microbiológica, higiênica e métodos de conservação. De acordo com a Secretária de Desenvolvimento Social, Romi Rohde, este curso tem se tornado uma alternativa na geração de renda e na qualificação profissional. “A parceria com o Senar contribui para a evolução social dos grupos que participam do programa Vida Rural” afirma Romi.

Capacitação reuniu mulheres do distrito de Colônia Santo antônio

Divulgados os selecionados do programa Mais Verde A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (SMDR) torna pública a relação de produtores classificados para atuação na primeira etapa do Programa de Reflorestamento Mais Verde Mais Vida 2019. O repasse de recursos deve ocorrer entre os meses de maio e junho. O município fornecerá mudas de erva-mate, noz-pecã e espécies nativas de reposição. A correção de solo, a adubação, o plantio e a manutenção ficam a cargo do agricultor contemplado com o projeto. Todas as ações serão acompanhadas e orientadas pelo técnico em Agropecuária da SMDR, Jaime Humberto Porazzi. Ao aderir ao programa, segundo o técnico da Secretaria, o produtor assume o compromisso de realizar o plantio de árvores na proporção vigente na lei, ou seja, 70% da área, devem ser destinados ao plantio de erva-mate e/ou

nogueira pecã e os 30% restantes, para a implantação de espécies nativas de reposição”, explica. Acorreção de solo, a adubação, o plantio e a manutenção, ficam a cargo do agricultor contemplado com o projeto. Os valores de subsídio a serem pagos, devem obedecer 85% de mudas pegas, conforme avaliação, cabendo ao município pagar valores referentes a R$ 1,5 mil por hectare ou fração implantada até o período de cinco anos. Confira a lista de selecionados: Almir Miguel Schultz Szervieski; Amauri Krawechuka; Diones Zangirolami dos Santos; Douglas P. Picolli; Ervino Jacoboski e Rosana S. Koperzinski; Hélio e Norma Müller; João Kuchak; Jocemar A. S. Assmann; Lucidio Gubiani; Osmar Wielens; Pedro Silva Cavalheiro; Rosemeri S. Sagave; Volmar Martins

B, Rosana Zambra e Ethel Ribas. "Conhecemos muito bem o HCI e pra nós é uma satisfação

enorme poder ajudar, mesmo que pouquinho, mas de coração", disse Leonice.

Industrial

AABB

Demei

Seminário

Lixo Eletrônico

Acontece no próximo sábado um encontro das Associações de Moradores de bairros, às 19h, no bairro Industrial de Ijuí. O evento conta contará com a participação de mais de pessoas, vindas de diferentes municí-pios do Estado. No encontro também será definido o processo para a Mais Bela Comunitária.

A Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) está vendendo fichas de Galeto, ao preço de R$ 20, para arrecadação de recursos para auxiliar o tratamento oncológico de funcionários da AABB. O Galeto Solidário ocorre no dia 1º de junho.

O Departamento Municipal de Energia Elétrica de Ijuí está atendendo a comunidade a partir da 8h às 12h e das 13h às 17h. Em relação ao atendimento emergencial 24 horas, o Demei informa que nada foi alterado, e, os consumidores podem continuar utilizando o DDG 0800519200.

Acontece nos dias 24 e25 de maio o 3ª Seminário Nacional Sesc de Educação Infantil, com a temática: “O que podemos aprender com a experiência do Jardín Fabulins (Argentina) e do Sesquinho?”, promovido pelo Sesc de Ijuí. Mais informações pelo telefone: 3332-7691.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) disponibiliza um ecoponto permanente de coleta de lixo eletrônico na Eletrônica Spitzer, localizada na Rua Crisanto Leite, em 202, em frente ao Sesc de Ijuí. O coleta ocorre de segunda a sexta, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h.

Serviços


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 11 e 12 de maio de 2019

23

Memória JM Notícias de MAIO de 1984

CARA OU COROA Armindo Pydd

Chuvas acima da média

CUSTO BRASIL DE NOVO ** Se nem empregadores, nem funcionários estão satisfeitos com a legislação do trabalho por que ela não muda? Verificando os principais encargos sociais logo concluiremos o motivo. Os encargos se dividem em tributários e trabalhistas. E aí temos uma fila com INSS, FGTS, férias, 13º salário, ausência remunerada, adicional de remuneração, licenças, vale transporte, PIS/Pasep, salário educação. ** As múltiplas estruturas e atividades de Senac (1%), Sesc (1,5%), Senai (1%), Sesi (1,5%), Sebrae (0,3%), Incra (2,5% mais 0,2%), têm recursos oriundos da folha de pagamento. E temos ainda a contribuição sindical confederativa que é de um dia de trabalho de todos com carteira assinada e associativa para os sócios do sindicato. ** As inúmeras situações na área do trabalho são regidas por outras inúmeras leis. É assunto de especialista. Sobra em dinheiro para o trabalhador um valor insuficiente e cabe ao empregador desembolsar mais outro tanto ou mais. Os interesses, inúmeros, também que vivem dependurados nas contribuições são de tal volume que qualquer mudança é extremamente difícil. É o Custo Brasil se impondo. ** Suíça tem quatro estatais, Austrália e Japão, oito, Áustria, 10, EUA e U.K., 16, Chile, 26, e o Brasil, 418. Uma das estatais brasileiras, a Caixa Federal possui sete prédios na Avenida Paulista e 15 em Brasília, sendo um somente para Recursos Humanos. Tem 40 diretores e 84 diretores regionais. ** Circula a informação de que a composição do preço do combustível no RS é a seguinte. Sai da refinaria por R$ 2,03. No Estado, incide logo o ICMS de 30%, mas não sobre o preço de refinaria e sim sobre o preço de referência de 4,68 estabelecido pelo Estado. Isto faz com que na verdade o tributo sobre o preço de refinaria vá a 70%. E agora tem mais; foi colocado ainda um preço de pauta a ser reajustado a cada 15 dias e também com os 30% de ICM. Assim, no RS teríamos os inacreditáveis 75% de ICMS sobre o preço de refinaria do combustível. É mais do que os tributos sobre o cigarro e bebidas. Com pequenas mudanças A SITUAÇÃO SE REPETE EM TODOS OS ESTADOS. ** Tá explicado o nosso espanto quando vemos o preço do combustível nos EUA (tudo privado) e mesmo em países vizinhos. E também a necessidade de concorrência no setor e diminuição do peso do Estado. ** Estima-se que com o novo decreto presidencial, milhares de brasileiros poderão ter armas. Acontece que milhões de bandidos já as têm. A compra não é obrigatória. ** Paulo Guedes no centro do furacão na Nova Previdência. Atual Previdência é injusta e iníqua. Foi implantada e beneficia quem legisla e quem julga e aí os privilégios. Situações como a patroa que se aposenta 10 anos antes da empregada doméstica e do dono do negócio 10 anos antes do seu trabalhador da obra é a atual realidade injusta. ** Dois ex-presidentes (Lula e Temer) e todos os ex-governadores vivos do RJ (Garotinho, Pezão, Sérgio Cabral), presos. E tem gente que ainda duvida que o Brasil esteja melhorando.

Cortes de energia O secretário municipal de Energia e Comunicações, Astor Mayer, baixou ordem de serviço determinando maior rigor em relação aos cortes no fornecimento de energia aos consumidores em atraso. A ordem de serviço foi motivada principalmente pelo crescimento da dívida dos consumidores para Cr$ 177.904.608,00, no mês de maio. Mayer justifica maior rigor pela necessidade de evitar que a complacência demasiada em relação aos devedores acabe se convertendo em privilégio inadmissível para estes. A ordem determina, entre outros pontos, "o corte para todos os consumidores que, embora não constando na listagem dos 250 maiores devedores, estejam em débito há mais de três meses".

O

Polêmica do IPTU

Rio Ijuí alaga parte da Fonte Ijuí

nível dos rios que cortam nosso município é alto, face ao volume excessivo de chuvas nos quatro últimos dias, superior à media mensal de maio em mais de 30 anos de pesquisa. A situação no entanto, ainda não é alarmante, como em outras regiões do Estado, onde já ocorreram oito mortes e mais de 1.600 pessoas estão desabrigadas. O Centro de Treinamento Cotrijui, onde está instalada uma estação meteorológica da Secretaria da Agricultura, informou que o volume de chuvas, de sábado até às 9 horas de ontem [dia 8], era de 122,3 milímetros, superior à média mensal que é de 100,9 milímetros.

Estado às portas da moratória

O secretário da Fazenda, Clóvis Jacobi, esteve quinta-feira [dia 10] na Assembleia Legislativa para entregar o projeto de lei do Executivo estadual que dispõe sobre a emissão de Obrigações Reajustáveis do Tesouro do Estado (ORTEs). O secretário esteve reunido no Palácio Farroupilha com o presidente Renan Kurtz e os líderes do PDS, PMDB e PDT, a quem declarou que a viabilidade e conveniência de partir para a declaração pública do estado de inadimplência, de certa forma uma moratória, só poderá ser descartada se o Estado conseguir a outorga da Assembleia Legislativa para emissão de 57 milhões 922 mil e 474 ORTEs. Sem isso, adiantou Jacobi, o Estado não terá condições de manter em dia o pagamento do funcionalismo. O secetário da Fazenda afirmou ainda que "a atual política tributária centralista adotada pelo Governo Federal é inadequada e avessa os interesses das Unidades Federadas e dos municípios".

A Câmara de Vereadores aprovou, em sessão extraordinária, o anteprojeto de lei de autoria de Euclides Veriato da Cunha, com o apoio de Moesés Berlese e Valmir Beck da Rosa, que concede descontos de 40 por cento para quem pagar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em uma única parcela, e de 30 por cento em cada parcela no caso de pagamento dentro dos prazos estabelecidos. A discussão do anteprojeto, como era previsto, foi prolongada e bastante polêmica, pois envolvia assunto sobre o qual o prefeito Wanderley Burmann já havia se manifestado, na própria Câmara, de que não haveria qualquer alteração. Na votação, o resultado final foi de 11 votos a favor e 5 contra o anteprojeto. A favor votou a bancada do PDS e mais Moesés Berlese, do PDT, enquanto que votaram contra Valdir de Oliveira, João Batista Lucchese, Heitor Fernandes, Nelso Miron e Leoveral de Oliveira. Arnaldo Sakis, do PMDB, não participou da votação, abstendo-se de votar.

A coleção completa do JM está disponível para pesquisa no Museu Antropológico Diretor Pestana

CONCURSOS ALVORADA - A Câmara Municipal divulgou edital para selecionar candidatos de níveis Médio e Superior, para cinco vagas imediatas. Os vencimentos ofertados vão de R$ 1.980 a R$ 3.980, para 30 horas/semana. As inscrições vão até as 12h do dia 10 de maio, via internet, no endereço eletrônico www.objetivas. com.br. O valor da taxa de inscrição vai de R$ 50 a R$ 70.

HOSPITAL - A Fundação Hospitalar Getúlio Vargas lançou edital para preenchimento de 96 vagas, para níveis Técnico e Superior. Todas as vagas são destinadas ao município de Tramandaí. A carga horária semanal varia de 12 a 40 horas e a remuneração chega a R$ 8.140,78, mais gratificações. A inscrição é realizada apenas via internet, no site www.quadrix.org.br até o dia 20 de maio.

IBIRUBÁ - A prefeitura publicou edital que irá preencher duas vagas para agente comunitário de saúde, com vencimento de R$ 1.507,32 e jornada de 40h/semana, mais vale-alimentação no valor de R$ 420 e possibilidade de adesão ao IPÊ Saúde. As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de maio, na Secretaria da Administração e Planejamento, na Rua Tiradentes, n° 700, Ibirubá.

AUGUSTO PESTANA - A prefeitura publicou edital do processo seletivo emergencial que irá preencher uma vaga para Agente Comunitário de Saúde, com vencimento de R$ 1.145,42 para 40 horas/semana. O profissional irá atuar na Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social.org.br até o dia 20 de maio. As inscrições serão realizadas até o dia 16 de maio, no Setor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal, que fica

na Rua da República, nº 96. CAMPOS BORGES - A prefeitura publicou edital que irá preencher 12 vagas de estágio para alunos do Ensino Superior nas áreas da Educação, Administração e Saúde. O valor da bolsa estágio é de R$ 936,93 para jornada de 6 horas diárias e 30 horas/semana. As inscrições poderão ser realizadas até o dia 14 de maio através do endereço eletrônico www.cieers.org.br. CRISSIUMAL - A prefeitura publicou edital referente a processo seletivo que abre duas vagas temporária para Operário de Serviços Gerais. O salário mensal é de R$ 1.018,73 para jornada de 40 horas/semana. As inscrições serão realizadas apenas nos dias 13 e 14 de maio, das 07h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, no Departamento de Pessoal da prefeitura.


WWW.CLICJM.COM

MÃES DE FIBRA

Ensaio fotográfico muito especial com mães em luta contra o câncer | CADERNO 2

AIEF joga hoje em casa pela Liga Gaúcha de Futsal Equipe ijuiense enfrenta Entre-Ijuis pela chave B. Jogo no Ginasião começa às 20h. | 16

EDITORIAL | 6

Recurso dá fôlego a entidades Contribuintes doaram cerca de R$ 13 milhões ao Funcriança, por meio da declaração do Imposto de Renda. | 10

Geração Z não planeja gastos e não se preocupa com aposentadoria Pesquisa revela que jovens entre 18 e 24 anos não têm preocupação com planejamento financeiro. | 5

MÊS DA ENFERMAGEM

Ao lado de Jean Carlos Kittlaus, enfermeiras e técnicas de enfermagem do HCI comemoraram datas alusivas às profissões, marcadas por desafios | 4

É preciso governar, resolver problemas, mas sem alimentar debates absolutamente sem noção.

Profile for clicjm

Jornal da Manhã - Sábado - 11-5-2019  

Jornal da Manhã - Sábado - 11-5-2019  

Profile for clicjm
Advertisement