__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

WWW.CLICJM.COM

Ijuí, Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

Ano 47 - Nº 155

R$ 4,00

Cooperativas investem no agronegócio digital

Mais de 170 mil associados de cooperativas passam a usar aplicativo nas propriedades. | 5

BLOQUEIOS E CORTES

FALTA DE RECICLAGEM CAUSA PREJUÍZO De todo material que vai para o lixo, somente 3% é reciclado, impactando no bolso do contribuinte. | 4

ESTADO AUTORIZA AULAS PRESENCIAIS Orçamento da União sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro foi publicado no Diário Oficial | 11

A partir desta segunda, Educação Infantil e Anos Iniciais podem retornar às escolas; Cpers é contra. | 7

AUMENTO DE CASOS DE ABUSOS CONTRA CRIANÇAS PREOCUPA

HCI SE ADAPTA PARA RETORNO À NORMALIDADE

BM CAPTURA ASSALTANTES APÓS CERCO POLICIAL

Conselho Tutelar de Ijuí aponta aumento no registro de lesão corporal e maus tratos contra crianças e adolescentes. | 13

Com a redução nas internações clínicas por coronavírus, Hospital retoma o Bloco Cirúrgico e a realização de exames. | 9

Assalto ocorreu na manhã de ontem, em um estabelecimento no bairro Storch. Buscas duraram cerca de seis horas. | 20


2

Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO, 24 E 25 DE ABRIL DE 2021

RADAR

OLHO DA RUA

CORREÇÃO Na matéria veiculada na página 5, da edição do fim de semana, intitulada Situação financeira dos hospitais é crítica, a foto colocada é do presidente da Hospinoroeste, Amauri Lampert, e não do presidente da Federação das Santas Casas, Vilmar Scheer, conforme está na legenda. Scheer também é presidente do Hospital de Panambi e concedeu entrevista ao Grupo JM na quinta-feira, dia 15 de abril. WORKSHOP O Hospital Bom Pastor promove no dia 29 de abril, às 19h30, o workshop A importância da saúde emocional como gerenciar preocupações e manter a saúde emocional sob controle diante das adversidades. O workshop será ministrado pelo diretor da Dale Carnegle e Instituto Eneagrama no Noroeste do Rio Grande do Sul, Leandro Riffel Roth. Devido a medidas de distanciamento controlado, evento será transmitido pela página do Facebook. COVAXIN A Bharat Biotech anunciou nesta semana que a vacina Covaxin tem eficácia interina de 78% contra casos leves a moderados de Covid-19, de 100% contra casos graves e de 70% contra casos assintomáticos, o que indica que pode agir para evitar a propagação do vírus a partir de pessoas assintomáticas e que reduz as internações em casos de pessoas já infectadas. Além disso, ela se mostrou eficaz contra a maioria das variantes. Os resultados fazem parte do segundo estudo de eficácia divulgado com base na fase 3 de desenvolvimento da vacina, que foi testada em 25,8 mil voluntários na Índia. PIX Desde quinta-feira, mais de 16 milhões de micro e pequenas empresas e de microempreendedores individuais (MEI) poderão usar o Pix, plataforma de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC), para recolher os tributos do Simples Nacional, regime especial para os negócios de menor porte que unifica o pagamento de tributos federais, estaduais e municipais. Com a nova tecnologia, o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) terá um código QR (versão avançada do código de barras). PROPAGANDA A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que trata da inserção de mensagens sobre a igualdade de direitos e deveres entre homens e mulheres em propagandas de produtos para afazeres domésticos, como material de limpeza, por exemplo. O objetivo é combater o estereótipo de que as atividades do lar são atribuições apenas das mulheres. Entre outros pontos, a proposta também prevê que as campanhas publicitárias dos órgãos públicos devem valorizar a responsabilidade compartilhada do trabalho doméstico.

INDICADORES Poupança 23.4 .2021 ................ 0,15 % Ouro 23.4.2021.............R$ 312,88(gr) Dólar Comercial.................... R$ 5.4982 Dólar turismo ....................... R$ 5.7209 Euro ......................................... R$ 6,65 IPC/FIPE Fevereiro. /2021 ......... 0,23% INPC Fevereiro. /2021 ................ 0,82% IGP-M Fevereiro. /2021............... 2,53% IPCA Fevereiro. /2021 .............+0,86% TR janeiro./2021........................+0,0% SELIC Março../2021 ...............+2,75 %

LOTERIAS Com o anúncio de retorno dos alunos para as salas de aula, as servidoras da Escola Estadual de Ensino Médio Ruy Barbosa (Ruyzão) já fizeram um mutirão de limpeza no eduncadário nesta semana. Tudo limpinho para receber os estudantes.

ENTRE ASPAS "O número preciso [dos recursos] não é possível estabelecer agora, porque nesta semana se está definindo o Orçamento junto ao Congresso Nacional. Porem, é possível dizer que o que houver de disponibilidade, o presidente vai dobrar o recurso." Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles "A mãe natureza não está esperando. A última década foi a mais quente já registrada. Gases de efeito estufa perigosos estão em níveis nunca vistos em 3 milhões de anos. As temperaturas globais já subiram 1,2 grau Celsius, chegando a esse limiar da catástrofe." Secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres "A primeira resposta (a ser dada pela CPI) é se houve materialização da tese da imunização de rebanho. A CPI vai dizer se houve ação ou omissão do governo e se isso pode ter agravado as circunstâncias. Em outras palavras: se o governo tivesse acertado a mão, quantas vidas poderiam ter sido salvas no Brasil?" Senador do MDB-AL, Renan Calheiros

GETÚLIO

NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

1º - 2.625 2º - 8.492 3º - 5.353 4º - 1.884 5º - 0.996 QUINA

CONC URSO nº

5547

04 16 20 32 61 LOTOFÁCIL

CONCURSO nº 2213

03 04 05 06 07 08 10 16 17 18 19 20 22 24 25 PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo

HOJE

MÁX.

27° Sol com algumas nuvens, pancadas de chuve a tarde e a noite

MIN.

15°

DOMINGO

MÁX. sol com nuvens durante o dia, periodo de nublado, com chuva a qualquer hora

23° MIN.

17°

SEGUNDA

MÁX.

20°

Sol com algumas nuvens. Não chove.

MIN.

11°

Fonte: Climatempo


Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO, 24 E 25 DE ABRIL DE 2021

3

TENDÊNCIA

Crescimento da economia mundial refletirá no Estado

A perspectiva de crescimento da economia mundial deve respingar no Brasil e no Rio Grande do Sul. A tendência animadora, apesar da pandemia da covid-19, é justificada pelo economista e membro do Transforma RS, Igor Morais, por três fatores fundamentais: o avanço da vacinação, a aprovação do pacote fiscal norte-americano (US$ 1,9 trilhão a ser gasto ainda em 2021) e o compromisso dos maiores bancos centrais do mundo em manter os juros baixos, o que impulsiona o consumo e investimento. “O cenário nos fornece sinais de crescimento que não são vistos desde o final da 2ª Guerra Mundial”, afirma Morais, em entrevista ao Grupo JM. Segundo o economista, os dados do exterior, especialmente de países como Estados Unidos, China e outros que integram a região do euro, mostram o crescimento de setores importantes para a economia e que terão impacto para o País e para o Rio Grande do Sul. É o caso do mercado das exportações, que

vê com boa expectativa a alta do dólar e a confiança do consumidor estrangeiro, principalmente o chinês. A realidade gaúcha também prevê perspectiva positiva graças a safra recorde de soja. “A China é nosso maior parceiro comercial e deve aumentar as compras em 2021 devido ao cenário de crescimento. O contexto econômico externo é propício para oportunidades ao Rio Grande do Sul”, explica. "As projeções que o Fundo Monetário Internacional fazia para o mundo, para os Estados Unidos e China, no início do ano, eram bem tímidas, com crescimento mundial de 4%, americano de 3% e chinês de 7%. Com este movimento conjunto de fatores, estamos falando de um crescimento mundial de 5%, e pasme, os Estados Unidos nos próximos meses vão crescer 6,4%", acrescenta, lembrando que o crescimento norte-americano representa mais do que o dobro da taxa média de expansão dos Estados Unidos nos últimos 10 anos, e que a China irá crescer 8%.

"Os Estados Unidos vai crescer em 12 meses o que a China crescia há poucos meses. Então estamos falando em metade do PIB mundial com o maior crescimento dos últimos 50 anos. E é óbvio que isso vai respingar para países emergentes", reforça. Quanto à vacinação, o economista lembra que países como Israel e Estados Unidos, que já aplicaram as doses na maior parte da população, já estão observando importante evolução na sua economia. Apesar do otimismo, o futuro ainda traz desafios, como a inflação ao produtor e ao consumidor, ponderou o especialista. Morais lembrou que o preço da gasolina aumentou 44,50% de janeiro a abril deste ano. Este fator, assim como a alta dívida bruta do país, acendem o sinal de alerta. “O Brasil ainda tem muitas demandas sociais a atender. A gestão as contas públicas para os dois próximos ciclos eleitorais ainda será um grande desafio”, finaliza o economista Igor Morais.

Setor agropecuário tem perspectiva positiva no RS

Giovana Menegotto

A retomada da produção agrícola e os preços das commodities em alta contrastam com o cenário incerto em relação à evolução da pandemia no curto prazo, às medidas necessárias para combater seus efeitos econômicos e ao impacto que elas poderão causar no comércio, serviços e indústria. As perspectivas para o Rio Grande do Sul trazidas no Boletim de Conjuntura, divulgado na quinta-feira, apontam para um cenário de incertezas nos próximos meses na economia brasileira. Elaborado pelos pesquisadores Fernando Cruz, Martinho Lazzari, Tomás Torezani e

Vanessa Sulzbach, do Departamento de Economia e Estatística, vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (DEE/SPGG), o documento traz estimativas para um cenário mais positivo na agropecuária do Estado em 2021, uma reversão de tendência. Na sua edição anterior, o Boletim relatava uma previsão climática que apontava o risco de nova estiagem, mas as chuvas dos meses de janeiro e fevereiro eliminaram a preocupação. Com a nova projeção no campo, as atenções ficam agora concentradas nas medidas econômicas e sanitárias definidas em função da pandemia. "Apesar das perspectivas positivas vindas da agricultura, é a evolução da pandemia que vai acabar ditando o ritmo da atividade econômica gaúcha nos próximos meses", destaca Vanessa, coordenadora do estudo, em entrevista ao Grupo JM. No Rio Grande do Sul, após um ano em que, além da pandemia, a estiagem também afetou fortemente a economia, os dois

primeiros meses de 2021 mostraram um avanço da indústria, com alta de 8,4% até fevereiro, tendo destaque os setores de máquinas e equipamentos, produtos de metal, químicos e de borracha e plástico. No entanto, a previsão é de que este fôlego não se mantenha por muito tempo. A perspectiva é a mesma para o comércio, que sofreu forte queda já no primeiro bimestre, com baixa de 9,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. A baixa no Estado foi mais intensa do que a registrada no País no mesmo período (-2,1%), de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). "Se, por um lado, a volta do auxílio emergencial trará um acréscimo de renda, e por consequência, de consumo, as medidas adotadas para refrear os efeitos da pandemia geram um quadro de incerteza para a indústria e, principalmente, para o comércio e os serviços", conclui Vanessa.

Igor Morais

A China é nosso maior parceiro comercial e deve aumentar as compras em 2021 devido ao cenário de crescimento. O contexto econômico externo é propício para o Estado."

Eliseu Barcelos assume o Sindicato dos Municipários O servidor público Eliseu Barcelos é o novo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ijuí (SSPMI). A nova diretoria foi eleita nesta semana, em eleição que ocorreu com chapa única. Em entrevista ao Grupo JM, o presidente criticou a Lei 173, do governo federal, que impede o reajuste e a contratação de novos servidores concursados devido à crise da pandemia da covid-19, mas permite que os agentes públicos contratem funcionários em Cargo de Comissão (CCs). "Um servidor concursado para entrar no sistema de trabalho não pode, a não ser que tenha vacância, mas um contratado pode [ser admitido], o que vai onerar a folha de qualquer jeito, mas a qualificação [fica prejudica]", disse. Barcelos lembrou que o servidor tem estabilidade, mas que precisa cumprir deveres e quando comete alguma transgressão é punido. "Nós temos exoneração,

punição. E se não vai para a rua, é porque o servidor não deve. A estabilidade do servidor é para que o político não faça o quiser, como tirar uma pessoa que se doou para o estudo para colocar um cargo político, às vezes, um semianalfabeto chefiar uma coordenadoria. Isso é inadmissível", reforça o presidente, lembrando que existem relatos de que isso está acontecendo no governo municipal, mas que ainda é preciso de confirmação. Nos próximos dias, a diretoria irá encaminhar propostas para o Executivo. Entre elas, a do reajuste salarial de 2,6% retroativo à implantação da Lei 173. "Nós iremos fazer um reforço jurídico. Vamos visitar outras cidades que deram. Vamos falar com outros sindicatos e aprofundar muito nesta questão, pois sempre há uma saída. Nós estamos sem reajuste há muitos anos, ganhando o INPC. Não é justo ficarmos sem reajuste, enquanto os políticos reajustam os salários deles", finaliza.


4

Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO, 24 E 25 DE ABRIL DE 2021

MEIO AMBIENTE

Coleta seletiva é desafio para o Executivo de Ijuí

C

om foco na preservação do meio ambiente e no pensamento ecológico, foi celebrado na última quinta-feira o dia Mundial da Terra. A data busca incentivar atitudes ecológicas como a coleta seletiva e a destinação correta de materiais recicláveis. Em Ijuí, embora a coleta seletiva exista (no papel) desde 2007, a maior parcela da população não separa o lixo, o que faz com que a coleta de recicláveis praticamente não ocorra. Conforme o coordenador socioambiental da Secretaria Municipal de MeioAmbiente (SMMA), Sérgio Burmann, atualmente, Ijuí descarta 80 toneladas de lixo todos os dias, o equivalente a 29 mil toneladas todo o ano. Desse total, cerca de 60% do lixo produzido no município é considerado orgânico, 10% é de rejeito, que não pode ser aproveitado, e o restante, 30%, é de material reciclável. Apesar do alto volume de reciclados, somente 3% chega às associações de recicladores. O restante é transportado ao aterro sanitário, em Giruá.

O número é bem próximo da estimativa apontada pelos dados do Panorama dos Resíduos Sólidos, da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). No Brasil, anualmente, são geradas 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos. Desse total, somente 3% são reciclados. Burmann explica que boa parte desses resíduos descartados poderia ser reutilizada. Os orgânicos, por exemplo, seriam reaproveitados como compostagem e transformados, posteriormente, em húmus, que propicia uma melhora para o solo. Essa mudança propiciaria, de acordo com o coordenador, uma economia para o município de aproximadamente R$ 500 mil por mês. Em um ano, a economia

seria de R$ 6 milhões. “Esse é o nosso custo de coleta e transporte ao aterro sanitário e que poderia estar sendo investido, se todos fizessem a sua parte, em infraestrutura, saúde e educação”, declara. Já os lixos recicláveis, ao contrário dos orgânicos, são reaproveitados, mas o número ainda é aquém do que seria o ideal. Segundo o coordenador, todo o material reciclável é destinado para duas associações de recicladores parceiras do Executivo, a Acata e a ARL6. “As duas são auxiliares com o trabalho de seleção e encaminhamento correto de materiais. Nesses locais, as famílias que atuam utilizam [a renda] dos materiais coletados para sua sobrevivência”, comenta. Burmann também destaca que boa parte dos resíduos encaminha-

Coleta seletiva foi implantada em 2007, mas apenas 3% do lixo é reciclado

dos para as associações precisa ter uma prévia separação, ainda nas residências. “Se criarmos o hábito de separar em vasilhames o lixo seco do úmido, seria muito mais fácil reutilizarmos esse material, sem ele estar contaminado. Por exemplo, quando colocamos uma embalagem de pizza com restos de comida, com outros materiais, todo aquele material que seria reciclado e não estava contaminado antes é descartado, por isso precisamos ter essa consciência”, expõe. Ele complementa dizendo que é preciso ficar atento, uma vez que quanto mais os resíduos forem separados domesticamente, mais produtos vão poder ser reciclados e comercializados pelas famílias que atuam nas associações de catadores. Além destas dificuldades, ainda há a falta de conhecimento da população sobre as cooperativas. Segundo uma pesquisa do Ibope de 2019, 54% dos brasileiros não sabem como funciona a coleta seletiva na sua região. Neste sentido, é importante, segundo o órgão, que se implementem, junto da coleta, políticas públicas que promovam campanhas e palestras explicando sobre reciclagem e demonstrando alternativas para serem feitas em casa, de como deve ser realizada a separação entre sólidos e orgânicos. Além, é claro, da divulgação das coletivas da região e os principais contatos. Em Ijuí, esse trabalho não está sendo realizado devido à pandemia de covid-19. De acordo

com o coordenador socioambiental, o Município está evitando fazer atividades ambientais nas comunidades, como palestras, oficinas e outros. “A gente utilizava essas ações para aproximar a população das informações quanto à separação correta do lixo na cidade”, comenta. Um problema, no entanto, são os chamados atravessadores. Segundo explica Burmann, muitas pessoas acabam recolhendo materiais recicláveis por conta própria e negociam por um preço mais baixo. “São pessoas que precisam, que recolhem durante o dia e utilizam o dinheiro para comer à noite. Mas há alguns que recolhem para consumir álcool ou até mesmo drogas, e isso temos que combater, pois na medida que organizamos esse pessoal, o Município poderá facilitar demandas, não só possibilitando ajuda na questão financeira, mas colaborar com questões sociais, de saúde e isso também têm importância para nós”, ressalta. Sobre o cronograma de coleta seletiva, o coordenador socioambiental destaca que há um projeto de repaginação. De acordo com ele, o Município irá divulgar nos próximos dias, na imprensa e no próprio site da prefeitura, os dias e horários em que o caminhão irá passar pelas residências. “Isso será feito para que os materiais não sejam recolhidos ou carregados por atravessadores. Eles também fazem uma parte importante na coleta de recicláveis, mas queremos organizar esse processo”, finaliza.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

5

TECNOLOGIA

Cooperativas investem no digital O avanço das tecnologias digitais sobre todos os terrenos da vida humana é uma realidade incontornável já há algumas décadas. Apesar da nitidez em que se nota a marcha das tecnologias digitais nos centros urbanos, o setor agrícola começa uma revolução digital que não alterará somente a forma de cultivo, mas todos os elos da cadeia agroalimentar. Associado da Cotripal Agropecuária Cooperativa, Tiago Sartori trocou as planilhas no computador por um aplicativo capaz de realizar análises das lavouras e ficar de olho no mercado. Há cerca de um mês, vem utilizando a SmartCoop, plataforma que entrou em funcionamento nesta semana. Ele faz parte de grupo de testes que reúne 90 agricultores. A ferramenta foi elaborada numa parceira da Federação das Cooperativas Agropecuárias (Fecoagro-RS) e CCGL, com participação de 30 associadas. Sartori é um dos 173 mil que podem ter acesso à plataforma. O agricultor de Pejuçara tem com os irmãos uma propriedade de

358 hectares (295 dos quais com milho, soja e trigo). Com a ferramenta, Sartori conta que consegue conferir o desenvolvimento vegetativo por mapas de satélites e a previsão do tempo por talhão, além de gerir a colheita e os manejos. Ele tem acesso a históricos de dados, a análises e a saldos e extratos na cooperativa à qual está associado. Assistência técnica pelo aplicativo e ranking anônimo de produtividade, comparando o seu desempenho com o de outros associados, também são possíveis, segundo o produtor. "Na semana passada, assim que encerramos a colheita, coloquei os dados na SmartCoop. A plataforma processa esses dados. Ela também dá o poder de análise, que era mais manual", descreve. Diretor-superintendente da CCGL e coordenador do projeto, Guilhermo Dawson Júnior, a plataforma permite uso on e offline. Quando o produtor está em área sem sinal de internet, armazena os dados, e o envio ocorre assim que houver conexão. O objetivo da plataforma, segundo ele, é

Tiago Sar tori, vice-presidente da Cotripal e um dos produtores a testar a SmartCoop

aumentar a produtividade do produtor e da cooperativa. "As cooperativas estavam na era analógica, agora estão indo para a digital", destaca Dawson. A SmartCoop integra em uma mesma plataforma centenas de dados que alimentam e orientam todos os processos de gestão de uma propriedade rural, do apoio comercial à assistência técnica. Ao aderir, o produtor passa a receber, em tempo real, atualizações de

dados que alimentam um grande banco de inteligência artificial em que decisões essenciais são tomadas de modo a otimizar a competitividade da produção primária. Por exemplo, uma previsão meteorológica de chuva processada no sistema pode acionar ou travar uma aplicação de defensivo, aumentando a efetividade da aplicação dos recursos. Por outro lado, um diagnóstico por imagem da produtividade da

soja via satélite em determinado talhão pode ajudar o produtor a manejar seu solo. Agilidade que pode significar ganhos reais para o produtor, uma vez que, de posse dos dados, pode melhorar sua rentabilidade. Presidente da Fecoagro, Paulo Pires diz que a tecnologia precisa gerar avanço de informação. " Essa ferramenta tem de servir para as cooperativas ajudarem o produtor na gestão da propriedade."


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

6

Opinião do JM O LIXO É NOSSO assuntos sobre os quais nunca é demais discutir. E um H deles é a destinação correta do lixo, tema de reportagem desta edição, na página 4. É consenso que o respeito ao meio á

recuperado, ao mesmo tempo em que se perde a oportunidade de lucrar com a recolocação desses materiais no mercado. Para onde se olhe, a falta de investimento em reaproveitamento só tem um único significado: prejuízo. Em Ijuí, é quase irrisório o percentual da média de resíduos direcionados à reciclagem: 3%, sendo que 97% vão para o aterro sanitário, pesando no bolso do contribuinte. De nada adianta o município ter Plano de Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos, se o volume coletado é baixo e não avança. É preciso fazer mais do que disponibilizar pontos de entrega voluntária, é preciso tornar a coleta seletiva acessível levando o cidadão a transformá-la em um hábito. Diante desta realidade, somente com um trabalho conjunto entre todos, cidadãos, empresas, cooperativas e governos, para reverter esse cenário e dar ao lixo o cuidado que ele deve ter. O poder público deveria olhar com atenção para esta questão e abrir para a iniciativa privada, sendo que em Ijuí, há empresários capazes de assumir este processo, pois se as questões políticas forem deixadas de lado, a solução pode ser alcançada e ainda com baixo custo aos contribuintes. Desta forma, a consciência ecológica e a educação ambiental andam juntas, ao passo que somos todos responsáveis pelo lixo que produzimos.

Não investir em reciclagem, com conscientização e políticas públicas, é a típica situação em que todos os lados perdem. Não é uma questão só ambiental, mas também econômica e social.

ambiente começa por pequenas atitudes individuais, como a separação dos resíduos - solução simples para o problema dos aterros sanitários, além de ser fonte de renda para famílias e estimular a indústria da reciclagem, que não funciona de forma plena. O cidadão sabe da importância da reciclagem e acredita que seja uma prática correta, mas não faz disso uma rotina. Embora seja feita, a forma como ocorre em Ijuí hoje é insuficiente. As cooperativas nem sempre conseguem aproveitar todo o material depositado em frente às residências e também estabelecimentos comerciais, pois grande parte da comunidade ainda não aprendeu ou se conscientizou da forma correta de fazer esse descarte. Outra preocupação que deveria partir do poder público é a Educação Ambiental, com campanhas que reforcem a importância da separação do lixo. Não investir em reciclagem, com conscientização e políticas públicas, é a típica situação em que todos os lados perdem. Não é uma questão só ambiental, mas também econômica e social. Gasta-se para enterrar lixo que poderia ser

ENTREVISTA Além disso, essa PEC prevê o fim da vitaliciedade (do cargo). Em vez disso, propõe mandatos de 12 anos, como existe na maioria dos países europeus, como Espanha, Portugal e Suécia. Isso é importante para que haja no Brasil tempo limitado para ser ministro do Supremo. Hoje, como se sabe, o ministro Toffoli vai ficar 34 anos no cargo; o Kassio Nunes Marques (o mais novo ministro, indicado por Bolsonaro em 2020) vai ficar trinta e poucos anos. Isso não renova a jurisprudência.

O presidente Bolsonaro reclama que o STF invade as competências do Executivo. Como o senhor avalia isso? O presidente escolheu para ministro da Defesa um general que era assessor do presidente do STF, Dias Toffoli (o agora ex-ministro da Defesa, general Fernando Azevedo). Portanto, ele deveria saber que era um general ligado por relações profissionais e de amizade com o presidente do Supremo. Se ele está descontente com as condutas do STF, não poderia ter trazido oficiais que eram ligados ao presidente da Suprema Corte. Isso denota que, sim, ele está preocupado com o STF. E me parece que se poderia incluir aí a decisão do ministro Edson Fachin, que anulou as sentenças contra Lula. O que o senhor achou da decisão do ministro Fachin, que anulou as condenações de Lula? Sob o ponto de vista formal, a decisão tem fundamento. Não competia, de maneira clara, a Moro levar esses processos (para a vara de Curitiba). Por outro lado, por que os presidentes e diretores de empreiteiras foram presos? Porque eles concederam presentes, benefícios materiais muito grandes ao Lula, em troca de vantagens nas concorrências, nas licitações da Petrobras. Então, esse é o ponto de contato (com a Petrobras, que era o que a Lava Jato investigava). Isso não foi levado em conta (pelo ministro Fachin). Deu-se total relevância ao aspecto formal. Se despreza tudo isso em função das conversas que o juiz teve com o Ministério Público, o que é muito comum no Judiciário. É muito comum o juiz falar com o promotor, o desembargador falar com o procurador. Além disso, pinçaram um problema, a condução coercitiva do Lula (para anular as sentenças proferidas por Moro). A condução coercitiva era permitida. Poderia haver um excesso, o juiz poderia ser punido por isso, mas não invalidar o ato da coerção e o depoimento tomado. O senhor apresentou a proposta tira das mãos do presidente a indicação para o STF?

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

Lasier Martins (Podemos) Senador Tenho 77 projetos propostos, alguns já foram aprovados, outros estão na Câmara. Mas o primeiro que apresentei foi a PEC para que os ministros do STF não sejam mais indicados pelo presidente da República, porque isso tira a independência dos ministros. Eles ficam com um débito de gratidão a quem os indicou. Além disso, normalmente as indicações são feitas por amizade ou afinidade política e ideológica ou por expectativas de benefícios nos julgamentos. Propus que, após a abertura de vagas no STF, uma comissão de juristas - formada por representantes dos tribunais, da Procuradoria-Geral da República, da OAB...- se reúna e faça uma lista tríplice em um mês. A escolha dos nomes da lista deve considerar os dispositivos constitucionais, principalmente o notório saber jurídico para ser ministro do Supremo. Aí, o presidente da República, depois de pinçar um nome, manda para a sabatina do Senado. Com isso, a escolha dos ministros do STF perde aquele condicionamento a que os presidentes estão habituados, de colocar na Suprema Corte e depois cobrar favores.

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com Representantes Comerciais: Grupo de Diários

www.clicjm.com

Em março, o presidente Bolsonaro criou uma comissão de crise com os governadores para combater a pandemia de covid-19, que já se estende por um ano. Como avalia isso? Ele constatou o óbvio muito atrasado, muito tarde. Eram um absurdo aquelas cenas de aglomerações, ele (Bolsonaro) sem máscara. Desde o dia em que falou que era uma gripezinha, que ele era um atleta e não ia pegar, nunca se preocupou com os outros. Hoje o Brasil é o campeão de óbitos (por dia). É onde mais morre gente no mundo. Isso tem muito a ver com as negligências e os equívocos que ele cometeu. Agora, ao criar esse convênio com os outros Poderes (e entes federados), não sei como vai funcionar.(O sucesso do comitê) depende muito do novo ministro da Saúde e do novo ministro de Relações Exteriores, que, por tudo que tenho lido, é muito inexperiente, jamais ocupou uma embaixada do Brasil no mundo. Como avalia o cenário para as eleições em 2022? Lula é ficha suja, dificilmente sustenta uma campanha. Seria torpedeado, de todos os lados, pelo comando do processo de corrupção que se atribuiu a ele, quando estava na presidência. Então, não acredito que prospere a candidatura dele. Com relação a Bolsonaro, também não acredito (no êxito eleitoral) pela sucessão de erros, absurdos que ele tem cometido. Entretanto, até o presente momento, não há uma terceira força, um novo nome que cresça com possibilidade de colocar o Brasil nos trilhos. Não estou vendo esse nome. E precisamos de uma alternativa honesta, confiável.

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0317 3331-0321 SEMEStRAl: R$ 240,00 ANUAl: R$ 480,00 CORREIO: R$460,00 (SEMEStRAl); R$ 900,00 (ANUAl)


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

7

ENSINO

Estado autoriza retorno das aulas presenciais As atividades presenciais da Educação Infantil e dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental já podem ser retomadas nas regiões classificadas em bandeira preta quando os protocolos municipais permitirem aplicação das regras da bandeira vermelha para as demais atividades. É o que estabelece o decreto estadual publicado na última quinta-feira. Os detalhes foram explicados pela secretária da Educação (Seduc), Raquel Teixeira, e pelo governador Eduardo Leite, ontem. A decisão tem base no sistema de cogestão do Distanciamento Controlado. "É importante que tenhamos o retorno das aulas de forma híbrida, com atividades presenciais com protocolos e distanciamento. Para isso, a Educação foi incluída no sistema de cogestão. Isso significa que, embora o Estado esteja em bandeira preta, que serve de alerta para a população, os municípios podem aplicar as regras mais brandas, de bandeira vermelha, e assim possam fazer a retomada da Educação presencialmente”, disse

o governador. O Estado tem redução na ocupação de leitos de UTI – atualmente, há cerca de 480 leitos livres, tendo registrado a falta de 120, em março - e a ocupação dos leitos chegou a passar de dois mil pacientes confirmados para covid-19; agora são cerca de 1,9 mil. "A gente tem melhorado, mas ainda estamos em um nível muito alto de ocupação hospitalar, por isso que a bandeira preta segue valendo. É importante que a população entenda que o risco ainda é alto e ajude no cumprimento de protocolos, denunciando casos de aglomerações pelo disque-denúncia. É uma questão de exigir respeito por si mesmo, para sua família, para os que estão à sua volta”, afirmou o governador. O retorno da Educação Infantil e dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental foi priorizado diante da dificuldade de acompanhamento das aulas de modo remoto e da importância de estímulos na Primeira Infância, além da necessidade de um lugar seguro para que os pais que trabalham possam

deixar as crianças. "Esse retorno será opcional para as famílias. As escolas estarão abertas para acolher principalmente as mães que trabalham e não têm onde deixar os filhos, crianças que não têm conectividade e equipamentos, os mais vulneráveis que precisam da escola inclusive para alimentação. Esse retorno envolve em torno de 125 mil alunos, dos quais 72 mil são da Rede Estadual, e estamos com Plano de Contingência, fazendo busca ativa das crianças mais vulneráveis, com maior necessidade da escola para apoio pedagógico, emocional e nutricional", destaca a secretária da Educação. Professores e funcionários de escolas que pertencem aos grupos de risco, em especial de idade avançada ou de comorbidades, permanecerão em suas casas. Funcionários temporários serão contratados para substituir aqueles que precisam trabalhar de forma remota. Para a Rede Estadual, a Seduc e as coordenadorias regionais de Educação (CREs) estão em contato com as escolas para

Aprovadas diretrizes para retorno das aulas

Câmara dos Deputados aprova projeto de lei (PL 5595/20) com as diretrizes para retomada das aulas presenciais em escolas e faculdades. Segundo o texto, Educação Básica e Superior são serviços essenciais e não podem ser interrompidos durante a pandemia. O projeto segue agora para análise do Senado. Segundo a relatora do PL, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), muitas crianças da periferia, sem aulas presenciais, não possuem alimentação adequada e não estão necessariamente mantendo o isolamento. O projeto proíbe a suspensão de aulas presenciais durante pandemias e calamidades públicas, exceto se houver critérios técnicos e científicos justificados pelo poder Executivo em relação às condições sanitárias do Estado ou município. A presidente da Comissão de Educação da Câmara, deputada professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) criticou a proposta, dizendo que o texto não se restringe à Educação

Infantil. Segundo ela, o retorno presencial mobiliza professores e funcionários que utilizam o transporte público e estão mais expostos ao coronavírus. A Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) emitiu nota oficial assinada por seu presidente, Sérgio Luis Amantea, sobre o retorno presencial das atividades escolares. Para embasar seu posicionamento, favorável à retomada, a entidade lembra que o Brasil ocupa, segundo dados da Unesco, a posição de ser um dos países do mundo com o maior número de dias de escolas fechadas. "A leitura do dado é desconfortável. Poucos países deixaram de levar à escola políticas de restrição. Suécia, EUA, Nova Zelândia, Uruguai e Singapura apresentam os menores tempos de fechamento (zero até 27 dias). Tal cenário é de fevereiro/21, quando o Brasil completava 267 dias sem escolas", diz a Sociedade, em nota. Pediatras têm listado o porquê das escolas precisarem abrir:

maior frequência de distúrbios psicológicos, comportamentais, doenças orgânicas e atrasos cognitivos. "Um potencial impacto sobre a expectativa de vida e o futuro da sociedade. Uma conta que começa a ser paga agora e se estende por gerações. O quando nos parece a questão complexa", pontua a entidade, afirmando possuir indicativos de segurança: a doença é menos frequente e menos grave na população infantil, papel da criança na cadeia de transmissão é controverso, abertura das escolas não parece aumentar o número de casos. "Talvez pudéssemos ter valorizado a escola como um serviço realmente essencial e com isso não termos penalizado a sociedade com tão longo afastamento", explica e conclui apontando como deve ser a retomada. "Para finalizar, o como é o agora da discussão. Neste quesito temos muitas evidências que demonstram que a escola pode ser um ambiente seguro, mesmo durante a pandemia. Mãos à obra, as crianças agradecem."

Secretária da Educação, Raquel Teixeira, e o governador do Estado, Eduardo Leite

garantir que estejam em condições de retorno a partir de segunda-feira. As que não estiverem deverão realizar ajustes, a fim de possibilitar a retomada nos próximos dias. O Estado busca, com o governo federal, a possibilidade de antecipar, no cronograma do Programa Nacional de Imunizações (PNI), a vacinação de professores e de profissionais da educação. A proposta do Estado é começar com os profissionais que atendem a Educação Infantil e os Anos Iniciais do Ensino Fundamental, mas Leite lembra que, para isso, é preciso autorização judicial. "Queremos fazer uma parte das vacinas para profissionais da Educação, para podermos ter o retorno com absoluta tranquilidade. Não é possível,

porém, esperar, assim como profissionais de saúde não puderam parar de trabalhar na ponta por não ter vacina, de transporte coletivo, de supermercados, no setor de energia, em tantas outras áreas essenciais que não puderam deixar de trabalhar”, lembrou Leite. Segundo ele, as escolas já estão autorizadas a retomar as atividades presenciais mediante cumprimento de todos os protocolos. A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) enviou ao Tribunal de Justiça, na manhã de ontem, uma petição para informar as novas regras da cogestão para a Educação, reafirmando o compromisso do poder Executivo com o combate à pandemia de covid-19 e com a priorização da Educação.

Cpers acusa governo de fugir da responsabilidade

Pais interessados em levar os filhos para aulas presenciais da Educação Infantil ou do 1º e 2º Anos do Ensino Fundamental a partir de segunda-feira devem aguardar o contato das escolas para certificar-se sobre quando ocorrerá o retorno, orientou a secretária estadual de Educação, Raquel Texeira, ontem. Ainda na quinta-feira, após divulgação do decreto estadual, o Cpers Sindicato reiterou a exigência de um calendário completo de imunização dos professores, protocolando ofício junto ao gabinete do governador Eduardo Leite. "Com o decreto publicado na madrugada, Leite cede mais uma vez à pressão de interesses privados em detrimento do direito à vida. O Cpers espera que a liminar conquistada na Justiça seja preservada e respeitada, e mantém a posição quanto ao alto risco do ambiente escolar", disse a entidade, em nota. "Sob qualquer parâmetro científico, as taxas de transmissão comunitária no Rio Grande do Sul permanecem muito acima do aceitável e não permitem flexibilizações de forma segura." Diretora do 31º Núcleo do Cpers de Ijuí, Terezinha Melo concorda com o posicionamento oficial do Cpers Sindicato e acusa o governo do Estado de fazer uma manobra. "Onde passa a responsabilidade para os prefeitos decretarem se voltam às aulas ou não. É bastante sério, porque cada prefeito irá fazer o que bem entende, e precisamos ter dados que comprovem que realmente é possível voltas às salas de aula." Com a autorização para o retorno às aulas, a Rede Municipal de Ensino está se preparando. Secretário de Educação (Smed), Cláudio de Souza sinaliza que, na próxima semana, será realizada reunião com os gestores municipais da Associação dos Municípios do Planalto Médio (Amuplam), para definições do retorno de forma organizada com as famílias, principalmente devido à faixa etária. "Para que juntos possamos definir a melhor estratégia e as datas."


8

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

COMORBIDADES

Ijuí aguarda orientações do Estado para nova etapa Novo lote de vacinas contra a covid-19 chegou ao Estado na manhã de ontem. São 192.750 doses da Astrazeneca e 50,2 mil da Coronavac, e a distribuição às coordenadorias regionais de Saúde (CRS) teve início ontem mesmo. A definição dos grupos beneficiados com a nova remessa ocorreu em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), na quinta-feira. Até o momento, Ijuí já recebeu 19.843 doses, sendo aplicadas 19.716 - 23,5% da população. Para aplicação da segunda dose, foram recebidas 9.908 doses, sendo aplicadas 7.328 - 8,7% da população. "No município, já estamos vacinando as pessoas com 60 anos. Fizemos uma busca de todas as sobras de vacinas de outas faixas etárias e conseguimos iniciar esse processo. Não estamos com todas as faixas etárias concluídas, com o total de pessoas que deveriam estar vacinadas, e isso ocorre pelo fato delas não virem até nós", comenta a coordenadora municipal de Imunização, Salester Ruver, acrescentando que, em torno de 20% das pessoas ainda não

buscaram a segunda dose. "Nós temos um controle nas unidades de saúde, de quem deve fazer. Caso não venha, a equipe faz a busca para saber os motivos." Esquecimento é a principal justificativa para não realizar a imunização completa. "No meio disso, também temos aquelas pessoas que tiveram sintomas compatíveis com covid e há orientação para aguardar e fazer o exame, e em caso de negativo buscar a vacinação, e muitas pessoas em viagem", enumera. Salester acentua que o município está adiantado em relação ao Estado, uma vez que já está imunizando a população de 60 anos. "O próximo passo é aguardar as orientações para trabalharmos com o grupo de pessoas com comorbidades, porque não temos ainda a orientação correta de como irá ocorrer." Entre as informações que ainda não estão claras sobre a próxima etapa está a classificação das comorbidades para recebimento das doses. "Essa parte nos preocupa, porque sabemos que haverá um trabalho minucioso, pois cada um entende que sua situação é mais urgente que a do outro."

Destino das 242,9 mil vacinas que chegaram ao Estado ontem: 50,2 mil Coronavac • Atender até 86% da segunda dose das pessoas que receberam a primeira aplicação no dia 20 de março - somando com as doses que já estavam reservadas para este fim, ficam faltando, ainda, 40 mil doses para atender a integralidade desse público. 192.750 Astrazeneca • Atender 100% da segunda dose das pessoas que receberam a primeira aplicação na remessa que chegou em 24 de janeiro. • Completar 100% da primeira dose de idosos de 62 anos. • Ampliar a vacinação de idosos de 61 anos, atingindo 92% desse grupo. • Repassar doses extras para vacinação de idosos de 65 anos ou mais que ainda não foram vacinados.

Mutações podem tornar a covid-19 mais transmissível

Desde que surgiu no final de 2019, o coronavírus (Sars-CoV-2), como foi denominado, rapidamente se espalhou a nível de pandemia e hoje registra mais de 140 milhões de casos e 3 milhões de óbitos em todo o mundo. Como agravante, em 2020, a comunidade médica e científica notificou novas cepas em vários países, inclusive no Brasil, que podem tornar a infecção mais transmissível e contagiosa. Professor do Instituto de Física da Universidade Federal do Alagoas (Ufal), Sérgio Lira, explica que assim como acontece naturalmente com outros vírus, o Sars-CoV-2 passou por um processo de evolução. “Essas mutações no código genético do vírus ocorrem quando ele se replica dentro do organismo humano e as características mais vantajosas para o vírus sofrem seleção natural. Quando várias dessas mutações se acumulam num subgrupo da população viral, dizemos que esta é uma nova cepa.” Doutor e pesquisador da Universidade Federal do Ceará (UFC), Marco Clementino afirma que até o momento centenas de cepas já foram identificadas, mas nem todas são consideradas relevantes para Saúde Pública. "Atualmente, não há indicativos de que uma variante altere os sintomas da doença ou a letalidade. Contudo, temos evidências de que algumas variantes possuem uma taxa de transmissão maior do que outras."


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

9

PANDEMIA

Conscientização ainda é determinante O mês de março foi o mais complicado da pandemia no Rio Grande do Sul. Tanto do ponto de vista da letalidade e da disseminação do coronavírus, quanto da capacidade do sistema hospitalar. A maioria das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Estado operava com lotação acima de 100% no mês passado. Diretora técnica do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) e médica reumatologista, Mariele Zardin Moraes explica, ao Grupo JM, que há tendência de queda dos casos de infecção no município desde o final de março e início de abril, assim como há redução, em relação a leitos de internação clínica e UTIs, nas últimas três semanas. Entretanto, no início da pandemia, em março de 2020, eram registrados casos mais leves em geral, sendo inclusive fechada a UTI Covid do HCI, em outubro - por não ter pacientes. "A partir do final do ano, prin-

cipalmente depois do Carnaval, percebemos que a doença está mais agressiva. Antigamente, os pacientes que ficavam bem até o 10º dia apresentavam evolução favorável e dificilmente precisariam de internação. Agora, vemos muitos pacientes começando a piorar a partir do 11º dia, tendo internações mais prolongadas e graves, e percebemos aumento no número de infecções graves em pacientes jovens, com menos de 50 anos", comenta a médica. Mariele pondera que, se por um lado há uma redução, por outro ainda há vigência de patamar muito elevado, o que pode gerar novas elevações em poucos dias. Conforme especialistas, isso pode significar o risco de novas ondas, sobretudo de considerado o papel da variante P1, que gera mais infecções e com maior quantidade de vírus para cada infecção. Ijuí não tem dados sobre a circulação das variantes de coronavírus, mas, com base

em um decreto do governo do Estado relativo à transmissão comunitária das cepas mais violentas no Rio Grande do Sul, e pelo comportamento do vírus nos pacientes, Mariele acredita que elas estejam circulando em Ijuí e região. Por ora, é possível avaliar que há tendência de queda no registro de novos casos em função das sucessivas bandeiras pretas praticadas nas últimas cinco semanas, e também se observa uma maior conscientização. Já os efeitos da imunização contra o coronavírus, para Mariele, ainda é cedo determinar com exatidão. "Uma parte pequena da população já realizou as duas doses da vacina contra covid. Não percebemos o impacto ainda nas internações, mas que as pessoas se cuidaram um pouco mais, da metade de março em diante, e isso fez com que diminuíssem as internações. Agora, um aumento novamente, decorrente do feriado de Páscoa,

em que foi dado uma relaxada. A vacina, por enquanto, é cedo para dizer se teve impacto", diz. Diante do número elevado de internações por covid-19, tanto clínicas quanto em UTIs, no mês de março, todas as unidades SUS do HCI foram transformadas para atendimento de pacientes com coronavírus. No início deste mês, o Hospital, a exemplo das demais instituições de Saúde, iniciou readequação para retomada à normalidade, direcionando maior atendimento a pacientes não-covid. "Conseguimos voltar ao funcionamento do Bloco Cirúrgico e montamos algumas dinâmicas com exames, que haviam sido suspensos. O Hospital está conseguindo retornar à normalidade, mas no fim de semana começamos a percerber novamente aumento no número de internações. Estamos com nossa lotação em 80% na enfermaria, e 100% na UTI Covid", pontua a médica,

Mariele Zardin Moraes

lembrando que os sinais de alerta para busca de atendimento médicos são febre persistente e falta de ar - é importante monitorar a saturação do oxigênio em casa, devendo buscar atendimento com índice entre 92% e 94%.


10

Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO, 24 E 25 DE ABRIL DE 2021

TRÂNSITO

Substituição de semáforos altera o trânsito na área central O desafio de transformar Ijuí em uma cidade mais humana, inteligente e criativa dialoga diretamente com a modernização da mobilidade urbana. Por isso, a Coordenadoria de Trânsito, por meio do Núcleo Viário, aposta na implantação do sistema semafórico inteligente em quatro cruzamentos da Rua do Comércio, que garantirão maior organização e fluidez do trânsito. Desde o início desta semana estão sendo substituídos os equipamentos localizados nos cruzamentos da Rua do Comércio com 13 de Maio, com Bento Gonçalves, 19 de Outubro e São Francisco. "Estes semáforos trazem equipamentos mais modernos e tecnológicos. Nós tínhamos semáforos com 30 anos, com fiação antiga e postes com mais de 40 anos. Alguns danificados por choques veiculares outros tortos em decorrência do tempo", disse o responsável pelo Núcleo Viário, Rogério Costa.

O equipamento instalado no cruzamento com a Emílio Glitz não será substituído neste momento. A licitação para a realização dessas melhorias ocorreu no ano passado, na gestão de Valdir Heck (PDT). "Então agora estamos substituindo todos os grupos focais veiculares que trazem também marcadores de tempo, onde definem o tempo de verde e vermelho para os condutores. Além disso, foram trocados cinco postes e braços que estavam danificados, além de toda a fiação. E no cruzamento da 19 de Outubro também foram instalados grupos focais para pedestres", explica Costa. Costa reforça que enquanto as reformas estão sendo realizadas, a sinaleira do cruzamento da Rua do Comércio com a São Francisco ficará desligada e que os condutores e pedestres que utilizam estas vias redobrem a atenção. "Os condutores devem res-

Núcleo Viário de Ijuí está fazendo a modernização de quatro semáforos

peitar a sinalização existente, dando a preferência para os veículos que trafegam pela Rua do Comércio, dirigindo em velocidade compatível com a segurança, evitando acidentes", reforça o agente de trânsito.

O semáforo somente será religado quando as condições mínimas de funcionamento estiverem implementadas. Mais informações podem ser obtidas na Coordenadoria de Trânsito- 3331-6142.

Investimento em infraestrutura pode aumentar PIB Os investimentos públicos em infraestrutura previstos até o fim de 2022 podem render R$ 40,4 bilhões ao Produto Interno Bruto(PIB) brasileiro até o fim de 2023. O dado considera R$ 28 bilhões na implantação de projetos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) previstos até o próximo ano em transporte, logística e saneamento. Isso significa que a cada R$ 1 aplicado em infraestrutura, R$ 1,44 é revertido para a economia. A estimativa faz parte do estudo “Raio X do setor de Infraestrutura”, feito pela LCA Consultores a pedido do Sindicato Nacional da Indústria

da Construção Pesada – Infraestrutura (Sinicon). Além do impacto sobre o PIB, observa-se ainda a geração de 943,5 mil empregos, arrecadação de R$ 6,4 bilhões em impostos e pagamento de R$ 14,4 bilhões em salários. Segundo o levantamento, o Brasil investiu R$ 123,9 bilhões em infraestrutura em 2019, o que equivale a 1,71% do PIB. Caso a taxa se mantenha, o estoque de infraestrutura –tudo o que havia sido investido, descontada a depreciação– do país deverá cair. Em 2019, foi de 36,36% do PIB e pode chegar a 32,09% até 2040.

CNT faz pesquisa econômica sobre o diesel nacional

Licenciamento vence em 30 de abril para veículos com placas final 1, 2 e 3

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) realiza até dia 27 de abril a pesquisa com os representantes do transporte rodoviário de cargas e de passageiros para avaliar eventuais problemas mecânicos e econômicos relacionados à composição do diesel comercial, a partir da elevação dos teores de biodiesel aplicados nos últimos anos. A coleta de respostas acontece por meio: https://www.cnt.org.br/CNT_Biodiesel

O Detran/RS alerta os proprietários de veículos com placas de final 1, 2 e 3 para o vencimento do prazo para o licenciamento 2021 no mês de abril. A regularidade do exercício corrente passa a ser exigida para a circulação desses veículos a partir do dia 1º de maio. O proprietário deve quitar, além do IPVA, a taxa do serviço anual e multas vencidas, se houver. O valor do seguro obrigatório (DPVAT) foi zerado esse ano. A taxa do Detran esteve em discussão na Assembleia Legislativa para redefinição do valor.

Emater|Ascar

Combate a mosca das frutas Frutíferas cultivadas em pomares domésticos e comerciais tem apresentado problemas relacionados ao ataque da moscas-das-frutas (Anastrepha spp.), provocando redução na qualidade e perda de frutos. Sintomas: O dano ocasionado pela mosca é causado tanto pelas fêmeas, que realizam punctura (furo) nos frutos para depositar seus ovos, quanto pelas larvas, que fazem galerias na polpa. Controle: a) destruição dos frutos atacados: Frutos infestados que caem precocemente das plantas ou amadurecem rapidamente devem ser coletados, retirados do pomar e enterrados entre 20 e 40 cm. b)ensacamento de frutos: O ensacamento de frutos é excelente alternativa par ao controle da mosca-das-frutas. As embalagens mais utilizadas são o papel manteiga branco parafinado. c) proteção do pomar: A utilização de plásticos ou telas sintéticas com malha de no máximo 2 mm de espessura impossibilitará a entrada dos insetos no pomar e, consequentemente, seu contato com as frutas. Como atrair e capturas as mocas: Antes de pendurar a armadilha na fruteira, o usuário deve abastecer a armadilha com a isca, que é um atrativo alimentar. O princípio é baseado no fato de que as moscas-das-frutas, especialmente as fêmeas, necessitam de proteína e carboidrato para a maturação de seus ovos antes de proceder à postura dos mesmos (oviposição) nos frutos, onde a sua cria (as larvas) se desenvolvem. Vários tipos de substratos alimentares podem ser usados como iscas para uso em frasco caça-moscas, e dentre os mais usados estão: Proteína hidrolisada a 5% (disponível no mercado, mas é de pequena abrangência). Para preparar 500 ml de solução, diluir 25 ml da proteína hidrolisada em 475 ml de água; Melaço de cana-de-açúcar a 7% (diluir 35 ml de melaço e 465 ml de água para preparar 500 ml de solução); ou Suco de fruta, tais como suco de uva 1:4 (uma parte de suco para 4 partes iguais de água) ou suco de pêssego 1:10 (uma parte de suco para10 partes iguais de água). Onde Instalar: O usuário deve pendurar a armadilha PET, abastecida com a solução atrativa, na copa da fruteira a uma altura de 3/4 de sua altura, a partir do nível da superfície do solo, ficando geralmente na porção mediana da copa da árvore, altura em que normalmente se concentra um maior número de moscas, e voltada para o nascer do sol.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2020

11

GOVERNO

Analistas preveem mais cortes no Orçamento O presidente Jair Bolsonaro sancionou, na noite de quintafeira, o Orçamento de 2021 com vetos, sendo de R$ 19,8 bilhões em cortes de emendas parlamentares (R$ 11,9 bilhões) e de despesas discricionárias (R$ 7,9 bilhões), conforme comunicado do Palácio do Planalto. Haverá também um bloqueio adicional de R$ 9 bilhões por meio de decreto. O corte, contudo, não deverá aliviar os problemas apontados por especialistas no Orçamento deste ano, que já estão sendo investigados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O governo fez um acordo com o Centrão para as eleições das presidências da Câmara e do Senado, e a fatura veio em forma de emendas parlamentares, que foram ampliadas na proposta original. Pelos cálculos do especialista em contas públicas e secretário-geral da Associação Contas Abertas, Gil Castello Branco, o aumento ficou em torno de R$ 32 bilhões, o que fez o total de emendas somar R$ 49 bilhões. “Está todo mundo ainda sem entender direito qual é o verdadeiro acordo que permitiu a sanção do Orçamento, porque o governo ainda não explicou

Jair Bolsonaro

direito como serão vetadas as emendas e solucionados os problemas criados com os cortes de despesas obrigatórias efetuados pelo relator do Orçamento”, comentou Castello Branco. Ele lembrou que o senador Marcio Bittar (MDB-AC), responsável pela relatoria do projeto de lei da LOA de 2021, cortou R$ 26,5 bilhões de despesas obrigatórias como aposentadorias e abono

salarial, para criar um total de R$ 29 bilhões de emendas, e sinalizou em carta que poderá abrir mão de R$ 10 bilhões do valor. Bittar e parlamentares do Centrão argumentaram que tudo foi feito com anuência do Executivo. Estimativas de especialistas, contudo, mostram a necessidade de cortes maiores para o cumprimento da regra do teto — emenda constitucional que limita o aumento das despesas à inflação do ano anterior —, podendo chegar a R$ 39,7 bilhões, pelos cálculos do economista Marcos Mendes, um dos autores da emenda do teto de gastos. O dado supera os cálculos da Instituição Fiscal Independente (IFI) de um estouro de R$ 31,9 bilhões. Conforme o levantamento feito por Mendes, há despesas obrigatórias subdimensionadas, como as da Previdência Social, em torno de R$ 28,8 bilhões, por exemplo, e as emendas parlamentares, que somaram R$ 49,2 bilhões, das quais R$ 27,2 bilhões são investimentos. O analista destacou que o corte excessivo de discricionárias pode afetar os serviços essenciais, e o caso atual é de uma inversão de prioridades.

Educação terá o maior bloqueio de recursos Para poupar as emendas parlamentares deste ano de um corte maior, o governo promoveu um bloqueio de R$ 9,2 bilhões de despesas de ministérios e estatais que atinge principalmente a Educação. A pasta foi a mais sacrificada, entre os órgãos alvos, com o congelamento de R$ 2,7 bilhões. O bloqueio atinge despesas discricionárias, que incluem o custeio da pasta, como conta de luz, água e telefone. Mas também poderão ter alcance maior.

"Deve afetar ainda mais os programas de expansão do ensino médio e outros. Corte grande no discricionário", avaliou a presidente do Todos Pela Educação, Priscila Cruz. Para ela, o governo peca ao não estabelecer as despesas com Educação como prioridade em ano de pandemia. Depois do Ministério da Educação, as pastas que sofrerão os maiores congelamentos são o da Economia e o da Defesa.

Ao todo 28 órgãos federais vão sofrer cortes. Os valores de referência estão detalhados na edição de ontem, do Diário Oficial da União. As instituições terão sete dias para indicar à secretaria de orçamento, vinculada ao Ministério da Economia, onde é possível bloquear os recursos. Na lista, não estão relacionados os ministérios da Saúde e do Meio Ambiente — que, neste primeiro momento, ficaram de fora do contigenciamento.

Sem dinheiro, Censo de 2021 é cancelado O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou ontem que o Orçamento de 2021 não traz recursos para a realização do Censo Demográfico e que, portanto, a pesquisa será adiada. "Não há previsão orçamentária para o Censo, portanto ele não se realizará em 2021. As consequências e gestão para um novo Censo serão comunicadas ao longo desse ano, em particular em decisões tomadas na Junta de Execução Orçamentária", declarou ele.

Na tramitação do Orçamento no Congresso Nacional, os parlamentares já haviam cortado os valores destinados ao Censo, de R$ 2 bilhões para R$ 71 milhões. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pela pesquisa, já havia informado, em nota divulgada em março, que o corte inviabilizava a realização do Censo em 2021. Por conta disso, o IBGE suspendeu, no começo de abril, a realização das provas dos concursos para contratação de recenseadores.

Bolsonaro: fim à discriminação salarial pode piorar situação de mulheres O presidente Jair Bolsonaro sugeriu que arranjar emprego pode se tornar "quase impossível" para as mulheres, caso ele sancione um projeto de lei que amplia a multa contra empresas que praticam discriminação salarial contra trabalhadoras. A proposta prevê o pagamento de indenização à empregada prejudicada, no valor de até cinco vezes a diferença de remuneração em relação ao homem que ocupa a mesma função. "Pode ser que o pessoal não contrate, ou contrate menos mulheres, vai ter mais dificuldade ainda", disse ele em sua live semanal, sem apresentar dados ou estudos que corroborem essa visão. O texto foi aprovado pelo Senado no fim de março, após a bancada feminina na Casa ter articulado a votação em defesa da igualdade salarial. Trata-se de uma mudança em relação à regra atual, vigente desde 1999, que condena explicitamente a discriminação.

Marco legal pode ajudar a aumentar emprego

Reforma Administrativa não avança na CCJ

Aprovação do marco legal da energia solar deve resultar na abertura de postos de trabalho em múltiplas áreas nos próximos 30 anos, nos 26 estados da Federação e no Distrito Federal, segundo previsão da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Para especialistas, regulamentação do setor é imprescindível em meio à pandemia. Somente em 2021 o setor de energia fotovoltaica deve gerar mais de 147 mil empregos.

Sem acordo e tempo hábil, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) suspendeu os trabalhos na manhã de quinta-feira sem avançar com a reforma Administrativa. O relator da Proposta de Emenda à Constituição no colegiado, deputado Darci de Matos, pretendia votar o cronograma para a realização de audiências sobre o tema. O cronograma começaria com uma audiência na próxima segunda-feira com o ministro Paulo Guedes.

70%

das famílias brasileiras têm dívidas; grande parte foi adquirida na pandemia, aponta pesquisa da Acordo Certo.

Sem pressa, diz relator da privatização dos Correios Relator da proposta que abre caminho para a privatização dos Correios, o deputado Gil Cutrim afirmou que não tem pressa em apresentar o relatório, embora a Câmara tenha aprovado um requerimento de urgência da tramitação do texto nesta semana. Na prática, o texto vai tramitar mais rapidamente do que outros, mas o relator afirma que quer ouvir mais os funcionários da empresa e as áreas técnicas do governo antes de entregar seu parecer.

Produção do setor mineral cresce 15%

BC vai divulgar dados agregados pré-Copom

A produção comercializada do setor mineral no Brasil alcançou 227 milhões de toneladas no primeiro trimestre deste ano, com aumento de 15% na comparação com o mesmo período de 2020. De janeiro a março de 2021, o setor faturou R$ 70 bilhões, o que representa alta de 95% frente aos R$ 36 bilhões obtidos no primeiro trimestre do ano passado.

O Banco Central informou ontem, por meio de sua assessoria de imprensa, que passará a divulgar as estatísticas agregadas compiladas a partir das respostas quantitativas ao questionário pré-Copom. O questionário, enviado às instituições financeiras antes da reunião do colegiado, serve de base para a decisão do BC sobre a Selic (a taxa básica de juros).


12

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abRiL de 2021

INOVAÇÃO

HCI segue cronograma de obras do Incor O Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), por meio do setor de Arquitetura e Obras, está com diversas frentes de trabalho, visando qualificar os serviços da instituição e trazer maior conforto e segurança a pacientes, familiares e colaboradores. Neste mês, a equipe está focada na estrutura de quatro pavimentos no Instituto do Coração (Incor), que irão abrigar novos equipamentos e salas para o curso de Medicina da Unijuí. Conforme o cronograma, a sala onde será instalado o novo angiógrafo, no segundo pavimento, que está em fase final e tem previsão de entrega para maio. Até o momento, foram investidos R$ 500 mil. A partir da montagem e testes, que serão feitos pela equipe da multinacional Canon, o Serviço de Cardiologia do HCI terá dois equipamentos. O angiógrafo é usado para mapear veias e artérias do corpo humano, e faz procedimentos

como cateterismo, angioplastia, estudos eletrofisiológicos e cuidados das doenças neurológicas e vasculares. Também no mesmo prédio, no primeiro pavimento, será instalado outro novo equipamento: uma ressonância magnética, exame de diagnóstico por imagem que consegue criar imagens de alta definição dos órgãos internos através da utilização de campo magnético. A diretoria voluntária do HCI, liderada pelo médico Douglas Uggeri confirma investimentos de R$ 1,5 milhão para o término dos quatro pavimentos, previsto para o final deste ano. "A comunidade vai enxergar um prédio pronto e com os novos equipamentos, vamos dar um salto ainda maior, com tecnologia de ponta, mantendo-nos competitivo e resolutivo”, explica. O médico Leonardo Zanatta, especialista em procedimentos de cardiologia comemora a novidade. "Estamos sempre

Cronograma prevê conclusão dos novos pavimentos até o final deste ano

com uma equipe pronta para prestar um serviço de qualidade e eficiência. Com certeza, com o novo aparelho, estes números vão ser ainda melhores, o que significa que muitas vidas poderão ser salvas a tempo", afirma. Além do cateterismo

cardíaco, a equipe realiza angioplastia coronariana e angiografias periféricas, cerebrais. A hemodinâmica atende os principais convênios - Unimed, IPE Saúde, Fusex e, principalmente, SUS. Outra novidade é que na área

da cardiologia intervencionista, o Incor atende também a região de Santa Maria, sendo referência para mais de 100 municípios da macrorregião do SUS, com uma população estimada em 1,4 milhão de pessoas.

Sicredi tem expansão responsável de negócios

A Sicredi das Culturas RS/ MG realizou na quinta-feira a Assembleia Geral Ordinária, encerrando o ciclo assemblear de 2021. O evento que foi realizado de forma on-line contou com a presença virtual dos Delegados de Núcleo, que representaram as decisões dos associados nas pautas em votação na Assembleia. Em razão da pandemia o evento foi realizado a distância, permitindo que os associados pudessem participar de suas casas. "Neste ano, todo o processo assemblear ocorreu de forma virtual, buscamos alternativas para garantir a participação dos nossos associados nas decisões da cooperativa e a segurança de todos neste momento de pandemia. Encerramos mais uma Assembleia Geral Ordinária, que privilegia os interesses coletivos e é instância máxima de governança e de gestão democrática", afirma o presidente da cooperativa, Antenor José Vione. Em 2020, quando completou 95 anos de história, a Sicredi das Culturas RS/MG fechou o ano com 56.752 associados, o resultado da cooperativa registrou evolução de 3%, chegando a R$ 42,3 milhões e patrimônio líquido de R$ 269,3 milhões.

Antenor Vione

Os recursos totais superaram a marca de R$ 1,3 bilhões, registrando crescimento de 38% em relação a 2019. Por meio de sua atuação, a instituição financeira cooperativa permite a expansão responsável dos negócios, no qual o resultado positivo é distribuído anualmente aos associados que realizam operações financeiras, o que representa um dos diferenciais das instituições financeiras cooperativas, já que os resultados retornam para os associados ao final do exercício.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

ALERTA

Crianças e adolescentes são alvos de violência diariamente

A morte do menino carioca Henry Borel, 4 anos, traz a tona novamente o alerta para agressões contra crianças e adolescentes. E os casos de violência doméstica envolvendo menores de idade não são raros em Ijuí, de acordo com o Conselho Tutelar. Confome o órgão, o número de casos apresentou aumento significativo na pandemia. Conforme a conselheira Rosane Morais, quando há casos de violência contra a mulher, geralmente as crianças e adolescentes também são atingidos, sendo agredidos fisicamente e psicologicamente por se tratar de uma situação que envolve os pais. "A maioria da violência contra a criança e o adolescente acontece na família, por uma série de motivos. Desde o início da pandemia, os pais tiveram um novo normal com crianças e adolescentes em casa o dia todo

e muitos não conseguem ainda lidar com isso", relata. Segundo ela, entre os fatores geradores de conflitos está o uso exagerado de aparelhos celulares e outras tecnologias, com muitos adolescentes trocando o dia pela noite para ficar nas redes sociais. Isso causa um choque com os limites impostos pelos pais, que muitas vezes acham que a solução são punições, como agressões verbais e físicas. A conselheira informa que a maioria dos casos envolve vítimas menores de 12 anos. "Os fatos ocorrem mais dentro de casa, praticados tanto por familiares quanto por amigos que têm relação de proximidade, vizinhos e conhecidos." Ela informa ainda que somente neste mês de abril, o Conselho Tutelar recebeu 27 denúncias, além de 33 nos plantões, e realizou 56 atendimentos

relacionados à violência contra crianças e adolescentes, sendo que o principal registro é de violência psicológica, mas também há ocorrências de maus-tratos, abuso sexual e lesão corporal. Uma das preocupações das forças de segurança é que muitas vezes a criança relata uma agressão, mas os pais ou responsáveis não acreditam. "Sempre é importante os pais estarem atentos e darem credibilidade aos relatos dos filhos." Na dúvida, a orientação é que os pais levem o fato ao conhecimento das autoridades policiais, que farão a investigação e tomarão as medidas de proteção necessárias. Os pais devem ficar atentos a sinais como hematomas frequentes e dores pelo corpo, que podem indicar agressão. Outros sinais de estresse e ansiedade devem ser observa-

dos, como náuseas, tonturas, vômito e taquicardia. Também vale atentar às mudanças de apetite ou de sono. Problemas de aprendizado e de rendimento escolar são frequentes em crianças agredidas. Se uma criança se recusa a ver certa pessoa, dá as costas para ela, desvia o olhar, é preciso estar atento. O que é interpretado como birra pode ser medo. Agressividade em excesso com colegas é outro sinal. Problemas de autoestima devem ser levados a sério: podem indicar a internalização de impressões negativas passadas por adultos. Por meio do Conselho Tutelar qualquer cidadão pode e deve denunciar violações de direitos das crianças e adolescentes pelos telefones 3331 8870, em horário comercial, e 9 8451 1029, no plantão 24 horas.

Rosane Moraes

Sempre é importante os pais estarem atentos e darem credibilidade aos relatos dos filhos."

13


14

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

GOVERNO

"Orçamento não atende às necessidades do setor primário" Para o deputado Heitor Schuch (PSB-RS), o grande drama, hoje, na agricultura familiar "é o orçamento." Segundo ele, com o acordo firmado entre Executivo e Parlamento, pode se dizer que a Casa estava fechada, agora, se abriu uma janela para salvar o Orçamento e salvar o Ministério da Agricultura. O parlamentar destacou que foi realizada, antes disso, uma audiência pública com os ministérios da Cidadania, Agricultura e Economia para tentar consertar o Orçamento, que ficou muito aquém das necessidades do setor primário. Segundo o congressista, na agricultura familiar, os agricultores que têm plantéis de aves, suínos e bovinos, precisam do milho da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que por sua vez, com o orçamento que dispunha, não tinha como atender às necessidades do setor. Schuch afirmou que a Em-

brapa é importante porque dialoga diretamente com a agricultura familiar. "Produtores de uva, de leite, que têm necessidades urgentes. O Orçamento deste ano estava saindo muito mais magrinho." O presidente Jair Bolsonaro sancionou o Orçamento dois dias após o acordo entre o Legislativo e Executivo. "Nossa expectativa é de que, com o acordo e o acréscimo de R$ 35 bilhões, o governo possa atender as necessidades do setor primário, sabendo distribuir corretamente os valores, conforme as reais necessidades de cada setor. O cooperativismo também está perdendo 65% da verba. Nós estamos perdendo 40% do que tínhamos na safra passada." O resultado disso todos já sabem, alertou o deputado. "Muito menos agricultores financiando, muito menos dinheiro no próximo Plano Safra. Isso

Alexandra Lentz defende atendimento pós-covid

A vereadora Alexandra Lentz (PDT) apresentou na última sessão indicação sugerindo a implantação de uma equipe multidisciplinar para atender às pessoas que apresentam alguma fragilidade física ou emocional causada pela covid-19. Em entrevista ao Grupo JM, a vereadora frisou que os profissionais irão atender os pacientes recuperados que permaneceram com

Alexandra Lentz

sequelas decorrentes do coronavírus - Síndrome Pós-Covid. De acordo com Alexandra, a equipe seria composta por clínico geral, cardiologista, psicólogo, nutricionista, fisioterapeuta e enfermeiros, que dão seguimento à assistência a esses pacientes. “Muitos pacientes relatam dificuldades, mesmo depois de recuperados, como cansaço, falta de ar, dor muscular, dores nas articulações, dor no peito, enxaqueca, perda de memória, depressão e perda de olfato e paladar”, explica a parlamentar, que também é enfermeira e atuou no Centro de Triagem do município. Alexandra destacou ainda que os vereadores continuam debatendo o projeto de reposição salarial para servidores municipais. Segundo ela, a Lei 173/2020, redigida como ferramenta de enfrentamento ao coronavírus, prevê o contingenciamento de gastos, mas os vereadores apresentaram ao Executivo local um projeto buscando a reposição inflacionária de janeiro a maio de 2020, no valor de 2,26%.

significa muito menos recursos circulando na economia local. É menos máquinas, menos trator, menos financiamento, menos gente comprando ordenhadeiras e outras coisas mais", lamentou. Na avaliação do parlamentar, todo esse cenário terá um reflexo direto na Indústria, no Comércio, e nas empresas que dependem dos setores. O congressista alerta também que o maquinário mais velho é o equipamento que está sujeito a dar problemas, e, portanto, mais despesas. O caminho, na opinião de Schuch, é quem tem a caneta na mão, no caso os ministérios da Economia e da Agricultura, fazerem a sua parte. "A nossa esperança é que eles se entendam, que façam cortes em outros ministérios e não penalizem apenas o Ministério da Agricultura. Tem coisa para acertar no Orçamento, que todos sejam solidários, e que

Heitor Schuch

os ministérios da Defesa, da Aeronáutica, de todas as áreas possam dar sua contribuição, de fazer um corte linear e não querer sacrificar a Agricultura. Além disso, agora, tem dinheiro para investir", finaliza.

Senador afirma que sobrou dinheiro em 2020 na Saúde Em audiência pública remota da Comissão Temporária da covid-19 na última quinta-feira representantes das secretarias de Saúde de Estados e municípios alertaram para a falta de dinheiro para manutenção de leitos e compra de medicamentos, e pediram que o governo federal aumente os repasses de recursos para garantir o adequado enfrentamento à pandemia. Do senador Jean Paul Prates (PT-RN), o requerimento para a realização do debate destaca a necessidade de avaliar as dificuldades de Estados e municípios no enfrentamento à pandemia, o cumprimento do cronograma de vacinação e o apoio logístico e financeiro para a manutenção e ampliação de leitos de UTI. A avaliação é compartilhada pelo presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Wilames Bezerra. O senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) disse durante a reunião que “não vai faltar dinheiro” e lembrou que Estados e municípios têm R$ 26 bilhões disponíveis nos fundos estadual e municipal de Saúde, que sobraram do ano passado.

Luis Carlos Heinze

"São quase R$ 26 bilhões, que podem ser gastos em 2021 pelos prefeitos e também pelos secretários estaduais de Saúde", assinalou o senador. Heinze questionou os representantes dos secretários de Saúde sobre o estoque de vacinas ainda não aplicadas. De acordo com o senador, foram liberados 53 milhões de doses de vacina e somente 33,8 milhões foram aplicados.

ALEXANDRE GARCIA Jornalista

A LÓGICA DA CPI Ficou para a semana que vem a instalação da CPI da covid. Apenas um de seus 18 integrantes, titulares e suplentes, dá sinais de que não agirá visando às eleições do ano que vem. No mínimo 14 serão candidatos, à reeleição ou a governo estadual; outros, com mandato de senador ainda no meio, vão fazer campanha por seus candidatos. A criação da CPI foi um ineditismo institucional. Um único ministro do Supremo mandou abrir e o Presidente do Senado leu o requerimento ainda na véspera de o Supremo examinar a liminar. O Senado prostrou sua independência e no dia seguinte o Supremo deu o tiro de misericórdia. O Senador Fernando Collor lembrou que o Supremo poderia simplesmente ter respondido a Kajuru que o requerimento de CPI havia cumprido as exigências legais. Essa seria a resposta na época em que Collor foi Presidente. Seria acrescida da afirmação de que a oportunidade de levar ao plenário é assunto doméstico, interna corporis, de um poder independente. Inclusive porque já havia outra CPI pronta, a das ONGs da Amazônia, com tudo para começar, parada pelas prioridades da pandemia. Seu autor, o Senador Plínio Valério reclamou do fura-fila mas não foi ouvido. A prioridade passou a ser a ordem de Barroso. Entre titulares e suplentes, além de interessados na eleição do ano que vem, há dois pais de governadores. O que fará Renan Calheiros se investigarem verbas federais destinadas a Alagoas, onde o governador é seu filho? Jáder Barbalho é primeiro suplente da CPI. O que fará ao investigarem a parede falsa que escondia 19 respiradores? A Polícia Federal já pediu o indiciamento de Helder Barbalho por compra de respiradores; o Ministério Público já pediu o afastamento do governador. A CPI, assim, será um grande palanque para 2022. O sensato seria esperar a pandemia passar e fazer uma investigação ampla sobre as responsabilidades de todos, os desvios, os erros, as falsas causa mortis, as falsas aplicações de vacinas, as campanhas do medo, os lockdowns sem resultados positivos, as mortes que poderiam ser evitadas com tratamento, as empresas fechadas, o desemprego, as mentiras. O corona certamente não foi responsável sozinho por tanto sofrimento. Pela eleição de 2022, sepultou-se no Senado a lógica de concentrar esforços no combate à pandemia e a suas sequelas econômicas. A lógica que sobrou é a ideo-lógica.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

POLÍTICA

Bolsonaro faz promessas sobre desmatamento Numa mudança de postura - ao menos no discurso -, o presidente Jair Bolsonaro prometeu, na Cúpula dos Líderes sobre o Clima, que o Brasil deixará de emitir gases do efeito estufa até 2050, meta mais ambiciosa do que aquela estabelecida pelo governo de Michel Temer, de fazer o mesmo até 2060. De acordo com o chefe do Planalto, já em 2025, a redução das emissões de carbono será de 37%. Para 2030, o compromisso é de diminuir em 40% as emissões e erradicar o desmatamento ilegal. As declarações de Bolsonaro foram marcadas por informações verdadeiras e falsas. No início do discurso, por exemplo, ele afirmou que o Brasil foi responsável por menos de 1% das emissões de gases do efeito estufa, nos últimos 200 anos, e responde por somente 3% do que é lançado na atmosfera hoje, o que não condiz com a realidade. Bolsonaro destacou que “somos pioneiros na difusão de biocombustíveis renováveis, como o etanol, fundamentais para a despoluição de nossos centros urbanos”. “No campo, promovemos uma revolução verde a partir da ciência e da inovação. Produzimos mais com menos recursos, o que faz da nossa agricultura uma das mais sustentáveis do planeta.” De acordo com o chefe do Executivo, o país tem o mérito de preservar a floresta amazônica. “Temos orgulho de conservar 84% do nosso bioma amazônico e 12% de toda a água doce da Terra. Como resultado, somente nos últimos 15 anos, evitamos

Jair Bolsonaro afirmou que Brasil eliminará o desmatamento ilegal até 2030

a emissão de mais de 7,8 bilhões de toneladas de carbono na atmosfera”, disse. “À luz de nossas responsabilidades comuns, porém diferenciadas, continuamos a colaborar com os esforços mundiais contra a mudança do clima.” Ao mencionar os atos de preservação do Brasil, Bolsonaro voltou a pedir recursos, o que já era esperado por especialistas, pois já constava da carta enviada pelo mandatário ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na semana passada. “É preciso haver justa remuneração pelos serviços ambientais prestados por nossos biomas ao planeta, como forma de reconhecer o caráter econômico das atividades de conservação. Estamos, reitero, abertos à cooperação internacional”, enfatizou. Segundo Bolsonaro, as ações

pela preservação ambiental devem ter foco, ainda, em elevar as condições da população que vive no bioma amazônico. “Devemos enfrentar o desafio de melhorar a vida dos mais de 23 milhões de brasileiros que vivem na Amazônia, região mais rica do país em recursos naturais, mas que apresenta os piores índices de desenvolvimento humano”, afirmou. O compromisso do mandatário foi saudado pelos Estados Unidos, que, no entanto, querem ações, não apenas discurso. O enviado especial dos EUA para o Clima, John Kerry, afirmou. “Alguns dos comentários que o presidente Bolsonaro fez me surpreenderam, e isso é muito bom. Vão funcionar essas coisas se forem feitas. A questão é: eles vão cumprir? A questão é: como será feito e de que forma?”

Aras se opõe a ação sobre verba para vacina

Augusto Aras

Em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu a rejeição da ação proposta pela Rede Sustentabilidade para obrigar o governo federal a transferir dinheiro aos Estados e municípios para a compra de vacinas contra a covid-19. O partido argumenta que, diante da lentidão da União na aquisição de imunizantes, governadores e prefeitos têm corrido por fora para garantir doses, sem o devido repasse de verbas. Para Aras, não ficou provada inércia do governo federal. O chefe do Ministério Público Federal diz que as condições são “críticas” no atual estágio da pandemia e que há “esforço” do Planalto para aquisição das doses. O procurador-geral afirma ainda que não há motivo para crer que as negociações dos governadores e prefeitos poderão superar o empenho do governo federal.

15

Parlamentares criticam a PEC que retira exigência de plebiscito Em audiência pública virtual a Comissão de Segurança e Serviços Públicos da ALRS, conduzida pelo deputado Edegar Pretto (PT), debateu a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 280/2019, que retira da constituição Estadual a exigência do plebiscito para venda do Banrisul, Corsan e Procergs, prevista para votação nos dias 27 de abril e 4 de maio. Durante a audiência, o procurador de Justiça e ex-deputado estadual, Carlos Eduardo Vieira da Cunha criticou o governo pelo processo de privatização das estatais sem a participação da população através do voto. Um dos proponentes da PEC que inclui a obrigatoriedade do plebiscito para a venda das estatais na Constituição do Estado, Cunha afirmou que retirar o direito ao plebiscito dos gaúchos atende a interesses de grandes setores econômicos privados do País que querem assumir empresas altamente lucrativas.

Eleição na Famurs ocorre dias 27 e 28

Pazuello vai para a Secretaria do Exército

A Famurs encerrou ontem o prazo para que prefeitos se cadastrem e participem nos próximos dias 27 e 28 da eleição que irá indicar o novo presidente. O resultado será conhecido no dia 29. Disputam a eleição na próxima semana, os prefeito de Jacutinga, Beto Bordin; de São Borja, Eduardo Bonotto; de General Câmara, Helton Barreto, e o prefeito de Dom Pedrito, Mário Augusto.

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello foi transferido para a Secretaria-Geral do Exército. Com isso, o general deixou de estar ligado (adido, no termo militar) à 12ª Região Militar, em Manaus (AM). O segundo no comando da Saúde durante a gestão de Pazuello, coronel Elcio Franco, também ganhou novo cargo em Brasília como novo assessor especial da Casa Civil da Presidência.

4G

já é realidade em mais de 98 municípios gaúchos e totaliza alcance em 404 cidades.

STF mantém julgamento que declarou Moro parcial A maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) votou para confirmar o julgamento da Segunda Turma que declarou o ex-juiz federal Sérgio Moro parcial ao condenar o ex-presidente Lula (PT) na ação do tríplex do Guarujá. A posição do plenário é mais uma vitória do petista e frustra o relator da Lava Jato, Edson Fachin, que havia tentado uma manobra para esvaziar a discussão sobre a atuação de Moro à frente da Justiça Federal de Curitiba.

Senado deve votar novo Refis em maio

Campanha alerta contra maus-tratos de animais

O O Senado deve votar na primeira quinzena de maio o projeto para instituir um novo Refis (programa de parcelamento de débitos tributários). A proposta é patrocinada pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e foi discutida em reunião de líderes, nesta quinta-feira. De acordo com o líder da minoria, Jean Paul Prates (PT-RN), não há tantas resistências a essa medida.

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Sul (CRMV-RS) lançou a campanha “Abril Laranja: Uma conversa sobre maus-tratos”. O objetivo é conscientizar a sociedade sobre os maus-tratos não perceptíveis em animais, sejam eles equinos, de produção, silvestres ou domésticos. Há peças disponíveis no site do CRMVRS para quem quiser imprimir ou usar nas redes sociais.


16

Jornal da Manhã

SÁBADO E DOMINGO,24 E 25 DE ABRIL DE 2021

Esportes

ELIMINATÓRIAS I

ELIMINATÓRIAS II

A Conmebol confirmou que as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, no Catar, serão retomadas em junho, antes do início da Copa América, que começa no dia 13 do mesmo mês. A quinta e a sexta rodadas, adiadas devido a um agravamento da pandemia do coronavírus na América do Sul, serão disputadas em setembro, outubro e novembro. Os dias ainda serão definidos.

Após a reunião de seu Conselho, a confederação continental emitiu um comunicado. “A Conmebol pediu à Fifa três dias adicionais para garantir que os jogadores se recuperem adequadamente”, detalhou a confederação. A modificação do calendário vem após o cancelamento de março e visa minimizar o desgaste das viagens em tempos de pandemia”, acrescenta a nota".

São Luiz recebe o Aimoré em decisão na Baixada Lucas Dornelles/E.C.São Luiz

SÃO LUIZ Renan Rocha; Mizael João Marcus Jadson Gabriel Araújo; Leandro Leite Gustavo Xuxa Germano; Juba Hugo Almeida Ariel Técnico: Paulo Henrique Marques

Zagueiro João Marcus permanece na equipe do São Luiz para jogo decisivo diante do Aimoré

O São Luiz tem uma decisão hoje à noite no Estádio 19 de Outubro, contra o Aimoré de São Leopoldo, pela 11ª e última rodada da fase classificatória do Gauchão. É o jogo mais importante do ano, decidindo seu futuro no Campeonato Gaúcho e projetando 2022. O duelo direto com o Índio Capilé vale uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro do próximo ano e com uma vitória o Rubro garante vaga para disputar pela segunda vez seguida a competição nacional. Empate mantém o São Luiz na Série A do Gauchão, mas classifica o Aimoré para a Série D. Em caso de derrota, precisa torcer para que Esportivo ou Novo Hamburgo percam ou empatem seus jogos. Caso contrário será rebaixado.

O técnico Paulo Henrique Marques já definiu a equipe. Na zaga João Marcus ganhou a posição de Rafael Goiano, que se recuperou de lesão no músculo anterior da coxa esquerda e não enfrentou o Brasil em Pelotas. Quem volta ao time na vaga de Lucas Carvalho é o atacante Juba, após se recuperar de contusão no posterior da coxa direita, que o afastou dos jogos diante do São José-POA e do Xavante. O desfalque é o capitão Paulinho Santos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Paulo Henrique optou por Germano que também é volante e tem entrado na equipe com mais frequência. Na última atividade ontem antes do duelo decisivo, foi trabalhado o modelo de jogo, com as movimentações ofensivas. Depois, o auxiliar técnico Marcello

AIMORÉ Pablo(Mikhael); Bruno Ferreira Renato Darlan Lucas Sampaio; João Denoni William Mineiro Isaias Guilherme Beléa; Luis Soares Neto Baiano Técnico: Gilson Maciel

Árbitro: Rafael Rodrigo Klein. Os assistentes serão Lúcio Flor e Fagner Bueno Cortes. Quarto Árbitro: Jonathan Giovanella Vivian.Local: Estádio 19 de Outubro, em Ijuí. Início: 21h.

Cupini Filho orientou um treino de bola parada ofensiva. No início da tarde começou a concentração do elenco em um hotel da cidade. Paulo Henrique Marques acredita que o adversário vai atacar o São Luiz e não terá uma postura defensiva."O Gilson Maciel não é um treinador que gosta que seus times apenas se defendam. Com certeza o Aimoré também atacará. Nós precisamos ter paciência e sabermos que temos um tempo bem longo, no mínimo 98 minutos para fazermos um gol e não tomarmos. Se tivermos paciência, vamos criar de novo e conseguiremos o nosso objetivo", finalizou.

ÍNDIO CAPILÉ O Aimoré terá dois desfalques no jogo deste sábado diante do São Luiz. O volante Marabá, expulso na goleada de 6 a 1, sofrida diante do Internacional e o meia Jean Roberto, que levou também o cartão vermelho no banco de reservas não enfrentam o Rubro. Na vaga do goleiro Raul, que se transferiu para o CSA de Alagoas, a dúvida é entre Pablo e Mikhael. William Mineiro deve substituir Marabá. O jogo vale muito para o Índio Capilé que busca vagas na Série D e na Copa do Brasil de 2022, e até mesmo classificação para a semifinal do Gauchão. Neste caso precisa vencer o São Luiz e torcer por derrotas do Caxias contra o Pelotas e do Ypiranga frente ao Grêmio. Caso um deles pontue, o Juventude não pode derrotar o Brasil de Pelotas. Para jogar a Série D da próxima temporada o Aimoré necessita de um empate diante do São Luiz.

GRENÁ O técnico Rafael Lacerda vai deixar o Caxias após a participação do clube no Gauchão. O treinador em um pronunciamento ontem à tarde antes da entrevista pré-jogo, disse que não permanecerá para a disputa da Série D. Afirmou que mesmo com a saída programada, está focado na partida deste sábado diante do Pelotas, na Boca do Lobo. O comandante pediu desculpas à torcida entendendo que é um momento de renovação e por isso deixará o Caxias. Lacerda assumiu oficialmente como técnico do grená em 29 de julho de 2019.

XAVANTE O lateral-esquerdo Artur cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo no BrasilPel, que encara o Juventude hoje em Bento Gonçalves, na Montanha dos Vinhedos. Igor Miranda deve iniciar como titular. Nas demais posições, o técnico Cláudio Tencati deve repetir a mesma escalação da vitória de 1 a 0, diante do São Luiz, no Bento Freitas.

Presidente Lauro Hass avalia participação do clube no Gauchão O presidente Lauro Hass disse que o São Luiz dentro do possível fez uma boa campanha no Campeonato Gaúcho em um ano atípico onde disputou apenas três jogos no Estádio 19 de Outubro. Espera que neste sábado o clube possa encerrar a competição sendo coroado com uma vitória no último compromisso, o que garantirá vaga na Série D do Campeonato Brasileiro de 2022. " Jogar a competição nacional será muito importante para tudo o que tem se projetado naquilo que a diretoria pensa para o clube nos próximos anos. A gente alimentava uma esperança de que chegando

nestas últimas três rodadas estaríamos dentro do grupo de classificação para as semifinais. Infelizmente isso acabou não acontecendo, poderíamos ter obtido resultados melhores em algumas partidas, mas no futebol isso acontece. Chegamos neste último jogo no compromisso de buscar a vitória para que possamos colocar no calendário de 2022 a Série D. Lauro Hass lembrou que a participação do clube na 4ª Divisão Nacional em 2020 em um momento de pandemia sem presença de público no Estádio, acabou levando o São Luiz para uma situação financeira muito delicada. Afirmou que diante

E.C.São Luiz/Divulgação disso o Rubro iniciou o Campeonato Gaúcho deste ano sem absolutamente nenhum recurso. "Toda a verba que era destinada ao Gauchão acabou sendo antecipada justamente para saldar a folha dos atletas e chegou em fevereiro, mês que inicou o Estadual, a agremiação não tinha os recursos suficientes". O presidente disse que o São Luiz foi buscar alternativas e neste ponto a diretoria e todos que se empenharam em trazer o clube até aqui com a folha em dia e o pagamento dos fornecedores, ajudaram. Isso segundo ele foi possível pela antecipação de parcela de mensalidade, por conta de empréstimos que foram conseguidos tanto por ex-dirigentes, Presidente do Esporte Clube São Luiz, Lauro Hass como integrantes da atual diretoria.


Jornal da Manhã

DOIS TOQUES

Carlos Alberto Padilha esporte@jornaldamanhaijui.com

RUBRO I- O São Luiz encerra hoje sua participação no Gauchão 2021. Após dar a impressão de que poderia brigar por uma vaga nas semifinais a equipe caiu de rendimento e não vence há seis partidas. Com um grupo enxuto o Rubro não teve muitas peças no banco para encarar um Campeonato difícil e muito equilibrado, um dos mais equilibrados dos últimos anos. O departamento de futebol e a comissão técnica fizeram um bom trabalho e devem permanecer. O ideal é não perder muito tempo e logo iniciar o planejamento da próxima temporada. RUBRO II- O São Luiz ainda não está garantido no Gauchão 2022. Claro que existe uma série de combinações para que o clube seja rebaixado, mas é preciso a equipe entrar focada hoje diante do Aimoré, para buscar a permanência na elite do futebol gaúcho e a vaga na Série D do Brasileiro do ano que vem. O técnico Paulo Henrique Marques e os jogadores sabem que o Aimoré será um duelo duríssimo. DISPUTA- O Pelotas, com 8 pontos, e o Novo Hamburgo, com 9 são os times que estão na zona do rebaixamento, a uma rodada do fim da fase classificatória do Gauchão.A primeira equipe fora do Z-2 é o Esportivo, com os mesmos 9, porém, com melhor saldo de gols ,um a mais. Além desses, três outros times ainda têm chances matemáticas de rebaixamento: São José, Brasil e São Luiz. COPA DO BRASIL-A dupla Gre-Nal conheceu ontem seus primeiros adversários na Copa do Brasil 2021. O Grêmio enfrentará na terceira fase da competição o Brasiliense, enquanto o Inter terá pelo caminho o Vitória, da Bahia. O Tricolor decidirá seu futuro em Brasília, enquanto o Colorado faz o segundo jogo no Beira-Rio. As partidas de ida devem ocorrer na primeira semana de maio. Neste ano, diferentemente do que ocorria desde 2013, os clubes participantes da Libertadores entram na terceira fase de mata-mata do torceio, e não mais nas oitavas de final.

SÁBADO E DOMINGO,24 E 25 DE ABRIL DE 2021

17

Técnico Tiago Nunes estreia hoje à noite contra o Ypiranga O novo técnico do Grêmio, Tiago Nunes teve uma sextafeira movimentada. Além da sua apresentação oficial ao grupo de jogadores, torcida e imprensa, também comandou treinamento na manhã de ontem. Orientou sua primeira sessão de trabalho à frente da equipe e já pegou a estrada com a delegação, a caminho de Erechim. O novo comandante estreia na casamata gremista na noite deste sábado, contra o Ypiranga, no Estádio Colosso da Lagoa. O primeiro treinamento da nova comissão técnica gremista abordou conceitos técnicos da equipe. A nova metodologia de trabalho foi vista já no início, quando o auxiliar Kelly Guimarães orientou um treino de troca de passes em movimentação. Em um segundo momento, o também auxiliar Evandro Fornari assumiu o apito para outra atividade.

Lucas Uebel/Grêmio

YPIRANGA

Tiago Nunes orientou o primeiro treinamento ontem no CT Luiz Carvalho

Ainda focada na troca de passes, os jogadores que estavam no campo foram divididos em dois grupos, que trabalharam em pequenos retângulos. Cada grupo foi separado em dois times. Enquanto um mantinha a posse e precisava girar a bola em velocidade e com somente um toque, o outro se encarregava de encurtar espaços. Tiago deu atenção

à terceira etapa do trabalho. Líder da competição com 21 pontos, o Grêmio joga pela manutenção da primeira colocação, que dá a vantagem de decidir a semifinal na Arena. Geromel, Maicon e Kannemann seguem fora do time. O novo técnico assistiu a estreia na Sul-Americana, vitória de 2 a 1 no La Equidad-COL na quinta-feira.

GRÊMIO Brenno; Rafinha Ruan Rodrigues Cortez (Diogo Barbosa); Thiago Santos Matheus Henrique; Léo Pereira (Léo Chú) Jean Pyerre Ferreira; Diego Souza Técnico: Tiago Nunes

Deivity; Muriel Reinaldo Dutra Léo Kanu Luís Eduardo Zé Mário; Mikael Fidélis Mossoró; Jean Silva Caprini Cristiano Técnico: Junior Rocha

Árbitro: Eder Davi Zanella, auxiliado por Claiton Timm e Juarez de Mello Júnior. 4º Árbitro: Marcus Vinicius Gonçalves dos Santos.Local: Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim. Início: 21h.

Internacional fará mais testes na equipe

O Inter enfrenta o Esportivo hoje às 21h no Beira-Rio.A partida vale pela última rodada da primeira fase do Gauchão. O Colorado, que já está classificado às semifinais, ocupa o segundo lugar na tabela, com 20 pontos, um a menos que o Grêmio. Pensando no duelo de terça-feira, contra o Deportivo Táchira, pela Libertadores, o técnico Miguel Ángel Ramírez fará mais testes na equipe. A defesa terá mudanças.Víctor Cuesta cumpre suspensão pela expulsão na goleada por 6 a 1 sobre o Aimoré. Pedro Henrique fará sua estreia com o treinador e será o parceiro de Zé Gabriel, já que Lucas Ribeiro se recupera de edema no joelho esquerdo. O volante Rodrigo Lindoso ganha nova oportunidade à frente dos zagueiros. Será o protetor da zaga e terá a missão de iniciar as jogadas quando o Inter estiver com a posse de bola.Taison ainda não está à disposição do treinador. O atacante já foi regularizado no BID da CBF, mas não está inscrito no Gauchão e ainda não tem data para estrear. A tendência é que ocorra no dia 5 de maio, diante do Olimpia. O que estará em jogo na última rodada Apenas a dupla Gre-Nal está classificada às semifinais. Mas até mesmo os rivais têm algo em disputa: a primeira colocação geral. O Grêmio é o atual líder com 21 pontos e enfrenta o Ypiranga no Colosso da Lagoa. O Inter é vice-líder com 20 pontos e recebe o Esportivo no Beira-Rio.Quatro clubes brigam pelas duas vagas restantes. Ypiranga e Caxias fecham o G-4 em terceiro e quarto respectivamente, ambos têm 16 pontos. Juventude, quinto com 14, e Aimoré, sexto com 13, também estão no páreo.A luta para escapar do rebaixamento tem seis equipes ameaçadas. O Pelotas é o lanterna, com apenas oito pontos. Tem um a menos que o Novo Hamburgo, vice-lanterna, com nove. O Esportivo é o primeiro time fora da zona da degola, também com nove pontos. O sétimo, o oitavo e o nono colocados têm 12 pontos e são, respectivamente: Brasil de Pelotas, São José e São Luiz.

CAMPEONATO GAÚCHO 11ª e última rodada-1ª fase Hoje,24.4 às 21h Ypiranga x Grêmio(Estádio Colosso da Lagoa em Erechim) Internacional x Esportivo( Estádio Beira-Rio em Porto Alegre) Juventude x Brasil-Pel-Estádio Montanha dos Vinhedos em

Bento Gonçalves) São Luiz x Aimoré(Estádio 19 de Outubro em Ijuí) Novo Hamburgo x São José(Estádio do Vale em Novo Hamburgo) Pelotas x Caxias(Estádio da Boca do Lobo em Pelotas)

De volta ao Inter após 11 anos de brilho na Europa, Taison foi oficialmente apresentado no final da manhã de ontem.Ou melhor, reapresentado. Completamente à vontade, o novo 10 do Beira-Rio concedeu entrevista na sala de

imprensa do Estádio, onde definiu o alegre sentimento com o retorno à casa que tanto ama. “Estou muito feliz de voltar a minha casa, ao Inter. Não vim aqui a passeio, vim para trabalhar", disse.

Ricardo Duarte/Inter

INTER

ESPORTIVO

Marcelo Lomba; Rodinei Zé Gabriel Pedro Henrique Léo Borges; Rodrigo Lindoso Nonato Praxedes; Peglow(Caio Vidal) Yuri Alberto Patrick Técnico: Miguel Ángel Ramírez

Anderson; Itaqui Júnior Alves Juan Sosa Michael; Lucas Hulk, Mateus Santana Juninho Tardelli; Vini Martins William Warlei Técnico: Gustavo Papa

Árbitro: Jonathan Benkenstein Pinheiro com os assistentes Artur Birk Preissler e Fabulo Oliveira Diniz. 4º Árbitro: Rodrigo Brand da Silva.. Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Início: 21h.

Atacante Taison foi apresentado e deve fazer estreia dia 5 de maio

CLASSIFICAÇÃO TIMES 1º Grêmio 2º Internacional 3º Ypiranga 4º Caxias 5º Juventude 6º Aimoré 7º Brasil de Pelotas 8º São José 9º São Luiz 10º Esportivo 11º Novo Hamburgo 12º Pelotas

P

J

V

E

D GP GC SG

21 20 16 16 14 13 12 12 12 9 9 8

10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10

6 6 4 4 4 4 3 3 3 2 2 1

3 2 4 4 2 1 3 3 3 3 3 5

1 2 2 2 4 5 4 4 4 5 5 4

20 19 18 12 12 10 7 7 10 9 12 9

7 9 12 10 11 14 10 10 15 13 17 17

13 10 6 2 1 -4 -3 -3 -5 -4 -5 -8


18

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

INVESTIGAÇÃO

CPI da Covid poderá ouvir Wajngarten sobre Pazuello

Ex-secretário do Governo, Fabio Wajngarten, alegou incompetência do País

O ex-secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, em entrevista, declarou que o Brasil não comprou antes vacinas da Pfizer por incompetência e ineficiência. A declaração reforçou aos

integrantes da CPI da Covid a intenção de chamá-lo a depor. Alguns senadores que estão na comissão consideraram graves as informações e uma acareação com o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello não está

descartada. Um requerimento para convocar o ex-secretário na CPI será apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) após a instalação da comissão O ex-titular da Secretaria de Comunicação da Presidência revelou reuniões que teve sobre a aquisição de imunizantes da Pfizer durante o ano passado e fez críticas à equipe comandada por Pazuello, mas poupou o presidente Jair Bolsonaro. No requerimento, Randolfe cita a entrevista de Wajngarten e destaca que o ex-secretário diz possuir e-mails, registros telefônicos, cópias de minutas do contrato, dentre outras provas para confirmar sua afirmação. "Sendo assim, requeiro a convocação do ex- Secretário Especial de Comunicação da Presidência,

uma vez que considero ser de suma importância o seu relato em contribuição aos trabalhos desta Comissão Parlamentar de Inquérito" diz trecho do documento. O futuro presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que as acusações feitas pelo ex-secretário são "muito sérias". Segundo ele, as razões de o governo não ter comprado antecipadamente as vacinas da Pfizer no ano passado é um dos pontos a serem abordados na comissão. De acordo com a minuta do plano de trabalho da CPI da Covid, estão previstos depoimentos de pelo menos 15 integrantes do governo Bolsonaro que ocuparam postos de comando na pandemia de Covid-19, entre eles Wajngarten.

Custos de produção mantêm tendência de alto no ano

O Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP) acumulado em 2021 atingiu 13,83% em março. No mesmo período, o IPCA registrou alta de 2,05%. Já o Índice de Inflação dos Preços Recebidos pelos Produtores Rurais (IIPR) acumula elevação de 9,08% neste ano, enquanto o IPCAAlimentos ficou em 1,43%. Os dados foram divulgados pela Farsul, nesta semana. Os custos de produção vêm mantendo a tendência de alta desde o início do ano. A elevação do IICP foi de 6,54% em fevereiro na comparação com janeiro e de 6,36% em relação a março. A alta é reflexo dos aumentos no preço dos combustíveis e fertilizantes, somados a uma alta taxa de câm-

bio. Já os preços praticados no campo mantiveram a valorização, porém em escala menor do que em meses anteriores, especialmente de 2020. O IIPR de março registrou inflação de 1,65% em relação ao mês anterior. No acumulado em 12 meses, o IICP atingiu a maior inflação na série histórica, iniciada em 2010, com 20,84%. Assim, ultrapassa o IPCA no período que ficou em 6,10%. Por outro lado, o IIPR já acumula 83% em um ano. Uma série de fatores contribui para a valorização dos preços se formasse em 2020. A seca, a desvalorização cambial; e o aumento da demanda por alimentos em função do Auxílio Emergencial.

Entidades se mobilizam com corte no Plano Safra

Entidades do setor agrícola estão mobilizadas e preocupadas com o anúncio de corte no orçamento disponível para o Plano Safra 2021-2022, conforme parecer do relatorgeral da proposta no Congresso Nacional, deputado Marcio Bittar (MDB-AC). Caso a medida seja aprovada na Casa, a redução para crédito rural, seguro agrícola e apoio à comercialização deve chegar a R$ 2,7 bilhões, o que, conforme o próprio subsecretário de Política Agrícola e Negócios Agroambientais do Ministério da Economia, Rogério Boueri, “inviabilizaria o Plano Safra”. O problema é mais grave do que possa parecer. Com o orçamento, segundo o governo, já apertado, a previsão de recursos destinados ao próximo Plano Safra já não

havia recebido um plus em relação ao atual, ainda em execução. Ou seja, com custos de produção estimados em 30% a mais do que na última safra, os valores seriam os mesmos do ano passado, cerca de R$ 10,3 bilhões. “Isso quer dizer que, mesmo aprovado o orçamento original, haveria de ocorrer uma redução de 30% na área plantada para atender a demanda de financiamentos”, explicou o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (FetagRS), Carlos Joel da Silva. Ainda, o problema vai atingir, principalmente, a execução do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), prejudicando com maior força os agricultores familiares. Dos R$ 2,7 bilhões

que deverão ser cortados, cerca de R$ 1,3 bilhão seria do programa, para as subvenções junto às instituições financeiras. Com mais dificuldades de obter crédito de outras formas do que os produtores maiores, o agricultor familiar busca justamente o Pronaf para conseguir financiamento, pois é a iniciativa que dá garantias aos bancos."Se isso acontecer, os municípios vão sofrer e os produtores vão ter que buscar recursos fora, os custos de produção vão aumentar muito e, consequentemente, esse aumento ou o produtor vai perder ou normalmente será absorvido pelos consumidores. Vai perder toda a sociedade porque alguns produtores não vão conseguir buscar outros financiamentos", avaliou Joel.

CAPITALISMO DE ESTADO Se existe "capitalismo de estado", deveria então existir "comunismo de mercado". Obviamente, tanto uma expressão quanto a outra são contradições nos termos, compõem integrações inválidas de conceitos. No capitalismo, ao estado é reservado o monopólio da coerção apenas para o provimento de segurança e justiça em última instância através do uso retaliatório da força contra aqueles que iniciam o uso da coerção violando direitos individuais de terceiros. No comunismo, ao mercado é proibida qualquer atividade livre e espontânea, cabendo ao estado o monopólio de qualquer atividade produtiva a partir da propriedade exclusiva dos meios de produção, sejam estes recursos naturais, tecnológicos, bens de capital ou mão de obra. ECONOMIA MISTA O que não é capitalismo nem comunismo, que são modelos radicais de organização social, pode-se chamar de sistemas de economia mista que, dependendo do grau de intervenção estatal podem ser chamados de socialismo ou fascismo. Normalmente, sistemas de livre mercado, ou sociedades capitalistas, tendem a ser abertas, privadas e pacíficas, onde o instituto da livre iniciativa, da propriedade privada e do estado de direito, erigido sobre leis objetivas, visam dar segurança jurídica e estabelecer a confiança na justiça, protegendo assim os direitos individuais contra a violência, seja do uso da força ou de fraude. No entanto, há exceções. Inúmeros países têm economias que funcionam como se capitalistas fossem, porém o governo controla e suprime o direito à liberdade dos indivíduos impedindo-os de se manifestarem livremente em muitos aspectos que não o da produção de bens e serviços. Da mesma forma, há sociedades onde a manifestação de opinião ou crença são livres mas as atividades econômicas são reguladas e taxadas pelo governo exacerbadamente.Nos dias de hoje, há países que tendem a ser mais capitalistas e outros mais comunistas, mas a maioria faz parte do grupo que pode ser caracterizado como sociedades de economia mista com variados graus de liberdade de expressão intelectual e espiritual. Além disso, as sociedades são dinâmicas e muitas vezes, em pouco tempo, os países mudam de posição tanto num aspecto quanto nos outros. (via Roberto Rachewsky)


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abRiL de 2021

POLICIAMENTO

Brigada Militar reduz criminalidade em Ijuí A Brigada Militar de Ijuí está entre as melhores do Estado no que diz respeito ao combate a crimes dolosos contra a vida. É o que diz o comandante do 29º BPM, capitão Gilmar Bischoff. Em entrevista ao Grupo JM, o comandante apresentou ações que fizeram com que os índices criminais do município fossem reduzidos de forma significativa em relação ao mesmo período em 2020. Conforme Bischoff, boa parte das atitudes tomadas pela BM resulta de planejamento, com foco especial para o combate ao tráfico de drogas. “Quando combatemos o tráfico, conseguimos reduzir outros delitos que têm relação muito próxima da infração penal, o que traz resultados muito bons aqui para Ijuí no combate à criminalidade”, destaca. O capitão também ressalta que todo o Batalhão está ciente de que 2020 foi um ano ruim, onde os indicadores tiveram aumento, mas que agora estão conseguindo resolver e evitar os crimes mais violentos. “Roubos de veículo, a estabelecimentos comerciais, crimes que têm uma violência maior e

Gilmar Bischoff

causam uma maior preocupação da polícia, estamos conquistando índices importantes de redução. Em quase todos eles, acima de 75% em relação ao ano passado. Crimes de homicídio também diminuíram”, comenta. Contudo, Bischoff salienta que crimes como roubos a pessoa em via pública são mais difíceis de coibir, pois são, em sua maior parte, voltados ao roubo de celulares. No ranking dos 23 muni-

cípios com maiores índices de crimes dolosos contra a vida, Ijuí ocupa a liderança da lista com os menores números em 2021. “Ano passado estávamos na parte de baixo da lista, mas hoje estamos na vanguarda e inclusive fomos elogiados pelo Estado em razão da diminuição dos números de criminalidade em Ijuí. Isso é fruto da dedicação que todos os policiais têm para garantir a segurança na cidade”, afirma o capitão. Atualmente, segundo Bischoff, o maior desafio é conseguir mobilizar recursos humanos, pois a cada ano que passa, o efetivo tem diminuído. “O aumento da criminalidade em relação à redução do quadro de policiais nos traz um problema que nos obriga a cada vez fazer mais com menos, para isso, temos que fazer igual a um time de futebol, armar bem a estratégia e contar que todos a sigam para que tudo funcione de forma correta”, relata. O capitão conclui dizendo que é importante que todos os policiais saibam o que deve ser feito. Tudo é colocado no papel e depois aplicado na rotina de trabalho.

Líderes de facção são transferidos de Ijuí A Seapen/Susepe transferiu três líderes de uma facção que atua em Ijuí e na região. Eles estavam na Penitenciária Modulada. A operação de transferência ocorreu na manhã de hoje e envolveu diversos agentes da Susepe. O pedido de transferência foi acatado pela Vara de Execuções criminais. O local para onde os apenados foram levados não foi divulgado por questões de segurança. Um dos prisioneiros transferidos foi preso recentemente em uma apreensão de tráfico de drogas.

Eles eram considerados lideranças negativas e agiam nas redes e mídias sociais, fazendo vídeos com apologia ao crime e principalmente com ameaças a servidores do sistema prisional e judiciário. Os criminosos são da mesma facção alvo de operação da Polícia Civil realizada há cerca de duas semanas, que culminou na prisão de três pessoas ligadas ao tráfico no município. Os três controlavam a logística de dentro e fora do sistema prisional do tráfico em toda a região.

Mãe e filho são presos por furto a loja As guarnições do policiamento ostensivo da Brigada Militar de Ijuí prenderam mãe e filho por furto a um estabelecimento comercial. O fato ocorreu na tarde de quinta-feira, no Centro de Ijuí. Os suspeitos foram capturados na Praça da República, após denúncia. Os policiais identificaram os suspeitos como sendo uma mulher, 55 anos, natural de Cruz Alta, com antecedentes por perturbação da tranquilidade, calúnia e dano, e um homem,

21 anos, também de Cruz Alta, com antecedentes como suspeito de furtos e outras ocorrências como adolescente infrator. Com os abordados foram encontrados diversos objetos dentro de uma sacola, no valor aproximado de R$ 400, como pares de meias, calcinhas, máscara, pantufa, cabo USB e uma calça de abrigo. A vítima compareceu na Praça e confirmou que a mercadoria havia sido furtada na loja na qual é gerente, bem como reconheceu

os suspeitos como sendo os autores do furto. Os policiais deram voz de prisão aos acusados, que foram conduzidos para exames de saúde na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e posteriormente apresentados na Delegacia de Polícia junto com o material apreendido, onde foi feito o registro do fato por furto em estabelecimento comercial. As mercadorias foram restituídas à vítima e os acusados liberados.

19

Foragido por agressão seguida de morte é preso Policiais da Força Tática da Brigada Militar cumpriram mais dois mandados de prisão em Ijuí. Uma mulher, 30 anos, e um homem, 29, foram capturados após a inteligência policial receber informações sobre o paradeiro dos foragidos. A principal captura foi do homem. Após denúncias de que ele estaria na Rua Venâncio Aires, no Centro, a guarnição foi até o local e encontrou o suspeito. O homem, natural de Ijuí, possui antecedentes policiais por ameaça, posse de entorpecentes, e lesão corporal seguida de morte, que ocorreu em abril de 2014. Ele foi condenado em 2017, junto de outras duas pessoas, por provocar a morte de um homem, identificado como Laércio Rodrigues Cardoso da Silveira, na época com 38 anos. A vítima, que atuava como serviços gerais, teve ferimentos em órgãos internos do corpo após ser espancado com um pedaço de madeira pelos três indivíduos

em um desentendimento. Ele morreu no dia posterior. O caso foi registrado na Quadra D, no bairro Getúlio Vargas. Já a mulher foi presa em uma casa noturna, localizada na Rua Siqueira Couto, no Bairro Burtet. Os policiais fizeram diligências no local e localizaram a suspeita, que foi abordada. Ela possui antecedentes policiais por desacato, resistência, desobediência e tráfico de entorpecentes. Ao consultar seus dados no sistema informatizado, foi constatado que havia em seu desfavor um mandado de prisão pela Comarca de Ijuí. A mulher já havia sido presa em dezembro do ano passado no mesmo local, por posse de maconha e crack. Ambos receberam voz de prisão e passaram por exames médicos na UPA. Posteriormente, o homem foi entregue ao Instituto Penal de Ijuí e a mulher à Penitenciária Modulada Estadual de Ijuí.

Plantão

ACIDENTE

INCÊNDIO

Uma mulher ficou ferida em um acidente de trânsito registrado na manhã de ontem, no Centro de Ijuí. A vítima, que estava de motocicleta, colidiu com outro veículo, próximo à sinaleira da Avenida Coronel Dico com a Rua 13 de maio. O Samu, a Brigada Militar e a Coordenadoria de Trânsito atenderam a ocorrência.

Uma carreta pegou fogo na manhã de ontem, no km 18, da ERS-155, em Ijuí, na localidade de Linha 6 Norte. Segundo informações, o fogo iniciou a partir dos freios do veículo, atingindo a carroceria. O caminhão estava carregado com uma carga de calcário. O Corpo de Bombeiros controlou as chamas e ninguém se feriu.

TRÁFICO

HOMICÍDIO

A BM de Três Passos prendeu mãe e filho por tráfico de drogas. Segundo informações, a prisão ocorreu próximo a uma residência às margens da BR-468. Com ambos, foram localizadas 11 pedras de crack, seis de maconha e R$ 1.919,40. Mãe e filho foram presos em flagrante, sendo encaminhados para a Delegacia de Polícia.

Um jovem de 19 anos foi morto a tiros na noite de ontem, em Frederico Westphalen. A vítima foi alvejada em casa, onde foram encontradas pela PC 20 cápsulas deflagradas. O homicídio, segundo suspeita da polícia, pode ter relação com o incêndio registrado em uma casa próximo ao local onde o jovem foi morto.

MORTE

ASSALTO

Uma mulher, 24 anos, morreu em um acidente de trânsito na noite de quinta-feira, em Santa Rosa. De acordo com a BM, ela era caroneira de uma caminhonete Hilux, a qual colidiu em uma árvore, após a condutora, uma mulher, 29 anos, ter perdido o controle do veículo. Ela morreu no local. A condutora passa bem.

Duas funcionárias de uma lanchonete foram rendidas na noite de quinta-feira, no Centro de Ijuí. Elas foram abordadas por dois indivíduos em uma motocicleta. O fato ocorreu na Rua do Comércio, no final do expediente das duas mulheres. Os criminosos ameaçaram as duas e levaram uma bolsa, que continha apenas documentos.


20

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

SEGURANÇA

Apreensões de cigarros crescem em dois anos

Polícias de Ijuí e região apreenderam cerca de 15 mil maços em 2021

Cada vez mais comuns na região, as apreensões de cigarros de origem estrangeira e sem documentação vêm virando rotina entre autoridades da Segurança Pública. No ano passado, no Rio Grande do Sul, cerca de R$ 58,2 milhões em cigarros foram apreendidos. Somente a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi responsável pela apreensão de 9,5 milhões de maços de cigar-

ro, uma alta que representa 21% em relação a 2019. No Brasil, de acordo com dados do Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas, Programa Vigia, do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), mais de 114,7 milhões de maços de cigarro contrabandeados foram apreendidos, evitando prejuízo de mais de R$ 549 milhões aos cofres públicos, com base na

evasão fiscal evitada. Neste ano, as apreensões seguem na mesma linha e devem bater novos recordes. Nesta semana, inclusive, a Polícia PRF, apreendeu mais uma carga de cigarros contrabandeados. A ação aconteceu em Cruz Alta e culminou na prisão de três homens, assim como na localização de 105 pacotes da mercadoria, que corresponde a 1.050 maços de cigarro. Há cerca de uma semana, uma carga do mesmo produto foi localizada em ação conjunta da Brigada Militar e da PRF, em Sananduva. Na ocasião, 200 mil maços foram apreendidos, o que corresponde a um prejuízo aos contrabandistas avaliado em R$ 1 milhão. Os dois contrabandistas também foram presos. Em Ijuí e nas cidades do entorno, foram quase 15 mil maços de cigarro apreendidos no primeiro quadrimestre do ano, em três apreensões. A maior delas ocorreu em março, quando 12 mil maços foram apreendidos pela Brigada Militar.

BM faz cerco policial na região Norte

Uma ação policial movimentou a região Norte da cidade, ontem. Guarnições do policiamento ostensivo e da Força Tática da Brigada Militar realizaram um cerco para capturar dois indivíduos que assaltaram um estabelecimento comercial na Rua 13 de Maio, no bairro Storch, em Ijuí. O crime ocorreu na manhã de ontem, por volta das 9h15. Segundo informações, os indivíduos chegaram de motocicleta no local e anunciaram o assalto. Eles fizeram menção de sacar uma arma de fogo e fugiram com o dinheiro do caixa, cerca de R$ 600. Eles também levaram um celular e comprovantes de jogos de apostas. Após a ação, os criminosos fugiram em direção ao Norte da cidade. Na fuga, os dois indivíduos ingressaram na Rua Class Rewssat, no bairro Colonial.

Ação policial iniciou pela manhã e culminou na captura dos dois assaltantes

Os criminosos abandonaram a motocicleta utilizada no ato e fugiram em um mato. Os policiais iniciaram as buscas na área ainda pela manhã e conseguiram capturar um dos suspeitos envolvidos por volta das 15h. Ele é um homem, 28 anos, sem antecedentes criminais. Os

policias também apreenderam a motocicleta e uma réplica de arma de fogo. Ele foi levado até a Delegacia de Polícia para registro do fato. Já o segundo indivíduo se apresentou espontaneamente na DP. Ele foi identificado como um homem, 20 anos, com antecedentes por tráfico de drogas e confessou a participação no delito como condutor da motocicleta e que receberia R$ 100 pelo serviço.

Jovem morre após grave acidente em Entre-Ijuís Um grave acidente de trânsito foi registrado na tarde de ontem, na BR-285, próximo ao trevo de acesso da localidade de Rondinha, no município de Entre-Ijuis. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista conduzia um veículo VW/Gol quando perdeu o controle na direção, invadiu a pista contrária e bateu na parte lateral de um caminhão, que trafegava no sentido contrário. Um terceiro veículo, uma van que seguia o caminhão, também acabou envolvida no acidente. O motorista do Gol chegou a ser conduzido ao Hospital

Santo Ângelo (HSA) com ferimentos graves, mas não resistiu e foi a óbito. A vítima foi identificada como Gabriel Ramos Antunes, 22 anos, natural de Vitória das Missões. Além da PRF, equipes do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu), Polícia Civil e Bombeiros atenderam a ocorrência. Na hora do acidente, o trânsito no local ficou em meia-pista, mas foi liberado logo em seguida à remoção dos veículos. Demais motoristas envolvidos no acidente não se feriram com gravidade. O Gol ficou completamente destruído com o impacto.

Gol acertou a lateral de um caminhão e ficou completamente destruído

Policiais morreram mais por covid do que por assassinatos A covid-19 provocou somente no ano passado a morte de 465 policiais no Brasil. É mais que o dobro do número de agentes assassinados nas ruas do país em 2020. A doença também tem afetado diretamente a rotina nas corporações. Um em cada quatro policiais brasileiros foi afastado das atividades em algum momento durante a pandemia por apresentar sintomas, fazer parte de algum grupo de risco ou ter de fato contraído o vírus. Os dados foram coletados a partir de levantamentos feitos pelas polícias Civil, Militar e secretarias de segurança pública de todos os Estados do País. De acordo com o levantamento, foram 465 mortes de agentes em razão do coronavírus e 198 casos de assassinados em serviço ou de folga no Brasil. Além disso, um em cada quatro policiais precisou ser afastado das atividades em

algum momento em razão da doença apenas no ano passado. Foram 126.154 policiais foram afastados da função em algum momento, o que representa 25% do total do efetivo no país. Todas as unidades da federação tiveram ao menos um policial morto pela doença no ano passado, e o número certamente já é maior, já que o levantamento não leva em conta os primeiros meses deste ano, quando a covid-19 atingiu seu pico. O Piauí foi o estado com a maior taxa de policiais mortos (1 a cada mil policiais). Acre, Paraná, Rio Grande do Sul e Tocantins não tiveram mortes de policiais em 2020 em assassinatos. No Rio Grande do Sul esse número já mudou, pois no início deste ano houve a morte de um policial em ação, realizada em março, na região Metropolitana.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

CELEBRAÇÃO

Atividades on-line marcam Dia do Escoteiro

Desde março de 2020 sem atividades, os grupos de escoteiros estão tendo que se reinventar na pandemia para seguir com suas ações. Ontem, foi celebrado o Dia do Escoteiro, e para não deixar as comemorações de lado, os três grupos existentes em Ijuí, Velho Lobo, Farrapos Carijós e Ijuí 300, resolveram inovar e promover uma ação virtual. Os membros dos grupos foram convidados a fazer um tributo das atividades que participaram nas redes sociais, ou utilizando o lenço escoteiro. O Ijuí 300 inclusive incentivou o uso do lenço em suas atividades diárias, como no trabalho, em casa ou nas aulas virtuais. Conforme o diretor do grupo, Jean Marques, a intenção é promover o

movimento escoteiro junto à comunidade. Já entre os participantes do Grupo Farrapos Carijós, que tem como principal objetivo a inclusão social, as ações virtuais buscam também o engajamento para continuar com o trabalho de ajuda às famílias durante o período de isolamento. Conforme a chefe Quélen Tabile, somente em 2020, o grupo distribuiu cerca de 35 cestas básicas mensais, além disso, confeccionou e distribuiu mais de 10 mil máscaras de tecido, e outras 2,5 mil barras de sabão caseiro, feitos a partir de óleo de cozinha, tudo a partir da doação. “Se a comunidade quiser ajudar doando itens para a confecção destes produtos e assim ajudando nossas famílias a levar o

Ações buscavam relembrar atividades feitas antes da pandemia

espirito escoteiro por toda a nossa cidade ficaremos muito gratos. Qualquer item é bem-vindo”, declara Quélen. O Dia do Escoteiro foi escolhida pelo fundador Robert Baden-Powell, por

ser o mesmo dia em que se celebra o Dia de São Jorge, patrono do Escotismo - na época, em 1910. Hoje em dia, mesmo sem o caráter de “santo”, Jorge continua sendo referência para os escoteiros.

Vaquinha ajuda venezuelana a retorna ao seu país Uma ação solidária com o objetivo de ajudar uma imigrante venezuelana a retornar ao seu país foi promovida em Ijuí. A ação se deu a partir da necessidade de Eglis Lares visitar o seu filho, diagnosticado com câncer na medula espinhal, em julho do ano passado. Eglis é funcionária do Salão Sônia Mello, há mais de um ano. Ela começou a trabalhar no local no início de abril de 2020, e desde que seu filho ficou doente, encaminhava todos os meses dinheiro para o tratamento, já que na Venezuela não existe um sistema único de saúde pública, como no Brasil. Conforme explica a proprietária do estabelecimento, o dinheiro transferido era transformado em dólar. Contudo, Eglis necessitava voltar a seu país para ver o filho. “Estamos vivendo em meio à pandemia e isso dificulta muito as coisas. Então, pensamos em fazer uma campanha nas redes sociais e também no próprio salão para que a Eglis pudesse viajar”,

Eglis (esquerda) teve ajuda de Sônia (direita) para retornar

salienta Sônia. Durante a campanha, que teve início há quatro meses e meio, foram arrecadados cerca de R$ 8 mil. No dia 8 de março ela foi até Roraima com a incerteza de que conseguiria ingressar em seu país de origem por causa do fechamento de fronteiras ocorrido em razão do agravamento da pandemia. “Ela ficou esperando mais de um mês para conseguir, dormiu em uma praça por 15 dias e na última segunda-feira recebemos a notícia de que ela finalmente havia conseguido”, comemora. Sônia, que teve

a iniciativa de criar a campanha de arrecadação,

celebrou toda a ajuda que recebeu dos amigos de Eglis e dos frequentadores do salão para angariar os valores. “Nossos clientes vinham aqui, viam a urna que colocamos e contávamos a história e então as pessoas ajudavam. Ela recebeu muitas gorjetas como ajuda, então todo mundo, de certa forma, contribuiu”, comenta. Segundo Sônia, Eglis ainda quer retornar ao Brasil. "Torcemos para que tudo dê certo e ela e o filho voltem para cá", afirma.

EM MEMÓRIA DOS 8 ANOS DE SAUDADE

PAULO ARGEU DA CUNHA +23/04/2013

Pai querido deixaste luz em nossos caminhos e as mais belas lembranças em nossos corações. TE AMAMOS HOJE E SEMPRE... Saudades eternas de teus familiares. Ijuí, 24 de abril de 2021.

21

Executivo realiza mutirão de limpeza Não é novidade que Ijuí tem sérios problemas relacionados ao acúmulo de lixo em vias públicas - situação apresentada inclusive pelo Grupo JM, em reportagem especial na edição do dia 15 e 16 de abril, na página 5. De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), somente neste ano, foram mapeados cerca de 100 locais considerados como impróprios para o depósito de resíduos. Para tentar solucionar esse problema, que há muito tempo desafia os gestores do município, o Executivo irá promover, na manhã de hoje, uma ação especial: um mutirão de limpeza e de cascalhamento na periferia do município. A ação será realizada no bairro Getúlio Vargas e tem o objetivo de dar uma atenção maior à comunidade que vive no local, além de resolver questões que há muito tempo geram reclamações

por parte dos moradores daquela região. O mutirão será realizado pela união de esforços de ao menos três secretarias: Agricultura, Obras e Habitação. O intuito também é de fortalecer o trabalho de cuidado com os bairros. Segundo informações do Executivo, a ação faz parte do plano de inovação, proposto pelo prefeito Andrei Cossetin (Progressistas) ainda em sua campanha. Este planejamento busca a união de todas as pastas do governo para agilizar a resolução de demandas de cada localidade do município. “Otimizamos tempo, economizamos combustível e deixamos resultado em cada ação”, afirmou o prefeito. Conforme informa o secretário de Habitação, Marcelo Buss, a atividade promovida neste sábado irá atender uma área que envolve 170 terrenos.

Mutirão faz parte de plano de inovação proposto pelo Executivo

EM MEMÓRIA AO 15° ANO DE FALECIMENTO ENIO ROBERTO AOZANE *16/10/1959 +19/04/2006 Não há como esquecer este dia 19/04 por mais que os anos passam, você permanecera sempre em nossos corações. Não podemos esquecer a pessoa que nos ensinou tantas lições sobre a vida. Sua partida deixou uma dor que ninguém pode curar, mas seu amor deixou memorias que ninguém pode apagar! Saudades eternas da esposa Glaci, filhas, genros e netos. Te amaremos para sempre! Ijuí, 24 de abril de 2021.


22

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abril de 2021

CAPS

Pais relatam experiências com tratamento de crianças autistas O Caps Infantil de Ijuí tem cerca de 50 pacientes autistas em tratamento, atualmente. São crianças e adolescentes, e também suas famílias, que contam com atendimento de profissionais das áreas de Serviço Social, Enfermagem, Artes, Educação Física, Fonoaudiologia, Psiquiatria, Psicologia, Nutrição, Neuropsicopedagogia e Terapia Ocupacional. Alguns familiares relatam os desafios diários. Para Marcia, familiar do Luiz, 3 anos, a maior dificuldade é entender o que ele quer e o que sente. "Não é sempre, mas tem dias que ele está bastante agitado, e tenho que ter mais tempo com ele, dar mais atenção, mais paciência e principalmente muito amor." Eliane, mãe de Victor, 9 anos, destaca que encontraram algumas dificuldades relativas à ansiedade. "Tudo tem que ser no momento, dificuldade de se relacionar com as demais

pessoas, tempo de concentração muito restrito, preconceito das pessoas com a forma de falar, de manifestar as estereotipias", conta. Muitos pais falam sobre o momento em que receberam o diagnóstico do filho. Para Fernanda, mãe de Henrique, 6 anos, receber o diagnóstico de autismo foi como entrar em uma sala escura, sem ventilação e sem porta de saída. "O desafio de não saber como seria seu desenvolvimento foi angustiante, porém, procuramos intervenção imediatamente." Assim como Fernanda, que, em meio à angústia, entendeu a importância do tratamento precoce, Sabrina, mãe de Vitoria, 3 anos, e Silvana, mãe de Giovanna, 5 anos, também perceberam a importância de buscar um tratamento. Depois que Vitoria começou o tratamento no Caps Infantil evoluiu bastante, principalmente no quesito

Susan Pereira, acadêmica de Jornalismo

Caps Infantil dispõe de atendimento de profissionais nas diferentes áreas

comunicação. "Outras pessoas já a entendem e ela não pede mais as coisas usando meu braço como extensor dela", conta Sabrina. Giovanna, por sua vez, desde que iniciou acompanhamento no Caps Infantil, também teve boa evolução. "Ela gosta muito de ir aos atendimentos, às vezes, ela diz o que faz e até hoje não tenho nenhuma reclamação,

são ótimos profissionais e somos bem tratadas, agradeço por tudo que fizeram." Desde 2007, 2 de abril foi estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, com objetivo de difundir informações sobre o autismo e, assim, reduzir a discriminação e o preconceito que cercam as pessoas com este diagnóstico.

Projeto trabalha o uso racional e seguro da energia elétrica e temas e utilizá-los em nosso cotidiano. Porém, isso requer que tenhamos conhecimento e sejamos sujeitos capazes de explorar, de forma clara, os conceitos. Desta forma, seremos agentes propulsores em nosso meio, seja no ambiente escolar, residência, ambiente de trabalho ou em qualquer local que frequentamos ou vivemos, ou seja, em nossa cidade”, explica a coordenadora. O projeto ajuda os alunos a criarem um senso crítico e a pensarem sobre o uso racional e seguro de energia e resíduos tecnológicos, gerando, assim, um crescimento econômico, inclusão social e proteção ao meio ambiente. Para a bolsista do projeto, acadêmica do curso de Design,

Naiara Vam Groll, só é possível atingir resultados positivos se todos trabalharem juntos pela causa. “Nós podemos te ajudar nesse desafio de conhecer mais sobre o uso racional e seguro de energia elétrica e resíduos tecnológicos, gerando assim crescimento econômico, inclusão social e proteção ao meio ambiente. O projeto conta com a comunidade para construir um futuro inclusivo e sustentável para todos. Faça parte das ações do projeto Energia Amiga porque, dessa forma, você também estará contribuindo com a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) para um desenvolvimento sustentável”, pontua a acadêmica.

Caroline Raduns

CURSOS

BRECHÓ

EXAME

SINE

A Unijuí lançou na quarta-feira, a nova campanha dos cursos EaD, com o mote Seu futuro tá ON!, com a oferta de 15 cursos. As inscrições para o segundo módulo podem ser realizadas até o dia 4 de junho, pelo endereço unijui.edu.br/ead.

A Liga Feminina de Combate ao Câncer está com brechó aberto à comunidade, nas segundas-feiras, entre 14h e 17h. Os itens variam de valor entre R$ 5 e R$ 50. Os recursos obtidos com a vendas das peças são revertidos às famílias atendidas pela entidade.

O exame nacional para certificação de competências de Jovens e Adultos, que seria hoje, foi alterado para 29 de agosto. A informação está no Diário Oficial da União, de 9 de abril, onde podem ser conferidos mais detalhes.

O Sine de Ijuí oferece oportunidades de emprego em diversos setores. Há vagas para vendedor interno, operador de caixa, auxiliar contábil, motorista de caminhão, auxiliar de almoxarifado, operador de escavadeira hidráulica e empregada doméstica, entre outras.

Desenvolvido desde 2017, o projeto de extensão Energia Amiga, da Unijuí, atua baseado em dois pilares: na segurança em eletricidade e na eficiência energética. É por meio dele que criançasejovenssãoincentivados a buscar mais informações acerca da energia elétrica, da segurança em eletricidade, eficiência energética e resíduos tecnológicos. Segundo a coordenadora do projeto, professora Caroline Raduns, é importante buscarmos mais conhecimento sobre energias renováveis, sustentabilidade, uso correto da energia elétrica e descarte de equipamentos eletrônicos queimados ou em desuso. “É importante nos apropriarmos desses assuntos

Intermediação e disponibilidade de vagas por meio do Sine

Serviços

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) é um órgão do governo federal, criado com o objetivo de unificar mão de obra através de suas agências em todo o País, controlar o pagamento do seguro desemprego e consultar vagas de trabalho disponíveis. O Sine é uma política pública voltada à independência financeira das pessoas e para confeccionar a Carteira de Trabalho. Além disso, oferece o serviço de emissão de seguro desemprego, que pode ser feito de maneira presencial ou pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital. De acordo com o coordenador do Sine de Ijuí, Nestor Tellier, a intermediação de mão de obra é feita de três maneiras: por meio da procura do empresário, que entra em contato com o Sine ou busca os canais pela internet da Fundação Gaúcha do Trabalho; quando o coordenador faz visitas periódicas às empresas para captação de vagas; e através de ligações - o próprio órgão entra em contato com as empresas. Tellier ressalta que na região tem inúmeros tipos de vagas. O coordenador explica que existem vagas sazonais que são ofertadas somente na safra, outras no Natal, Páscoa, datas comemorativas, onde os empresários necessitam de mais pessoas para integrar o quadro de funcionários, já que existe aumento no movimento. Além disso, existem vagas que não são fáceis de preencher, como açougueiro, pedreiros, operadores de maquinário pesado como pá carregadeiras, retroescavadeira e soldador. Tellier explica que em frente à sede do Sine é posicionado um cavalete com uma lista de vagas, assim os cidadãos podem olhar o que mais desejar e estiverem qualificados e irem até o guichê pedir o encaminhamento. Outra forma de busca é através do aplicativo Sine Fácil, onde são ofertadas vagas espalhadas pelo País, além de fazer o encaminhamento pelo aplicativo. Os serviços são gratuitos, tanto para o empregador quanto para quem procura por vaga, ou devido a emissão do seguro desemprego. Mais informações pelo e-mail ijui@fgtas.rs.gov. br ou pelo número 3332 7555.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 24 e 25 de abRiL de 2021

23

Memória JM Notícias de ABRIL de 1986 Armindo Pydd

Convenção Distrital de Lions teve 750 participantes

LONGE DOS HOSPITAIS 1- Devemos ter em mente que a despeito da pandemia temos alta prevalência na população de doenças crônicas não transmissíveis, como doenças cardiovasculares, respiratórias, câncer, diabetes, doenças ortopédicas, doenças neurológicas e isso implica em tratamento continuado. Senão feito, a qualidade da vida e a própria vida do paciente fica afetada. Isso mostra estudo realizado pelas entidades médicas. 2- Para ressaltar o que acontece com a economia, 52% dos recém-formados não conseguem emprego e dos que conseguem emprego, somente 20% o conseguem em sua área de formação.

A 24ª Convenção Distrital de Lions Clube, desenvolvida de 19 a 21 do corrente, em nossa cidade, tendo como anfitriões o Lions Clube de Ijuí e o Leo Clube de Ijuí, revestiu-se de pleno sucesso. Nada menos do que 750 convencionais, entre leões e domadoras, participaram da intensa programação desenvolvida nesses três dias, representando 51 clubes do Distrito L-9 de 46 cidades. Os trabalhos das Convenção foram coordenados pelo governador do Distrito L-9, Odilo Zimmermann, e pelo presidente da comissão organizadora, Fredolino José Limberger. Um dos pontos altos foi a eleição do novo governador do Distrito L-9, domingo à tarde, recaindo a escolha no "leão" de São Gabriel, Júlio Adolfo Pires Garcia, de profissão advogado.

3- O afastamento dos pacientes dos seus tratamentos em vigor, ficando longe de médicos e hospitais, está trazendo graves consequências. Aumentou em 132% o número de mortes, comparando a períodos anteriores à pandemia de doenças cardiovasculares. 4- Voltaire já dizia no século 18 que temos o ladrão comum, que rouba o nosso veículo, a nossa carteira, o nosso cavalo e temos o ladrão político, que rouba o futuro, rouba a saúde, a educação e demais serviços que a pessoa precisa. E tem mais uma diferença, o ladrão comum não se escolhe, o ladrão político nós escolhemos. 5- E lá se vão 13 meses sem aulas aqui no Rio Grande do Sul. Existe uma decisão de uma juíza que proíbe as aulas com a bandeira preta e existe também um conselho presidido pelo Governador que coloca como um fator principal para não ter aulas o número de UTI’s ocupadas. Então, bandeira preta continua e há ainda um gatilho feito nesse sentido aumentando o rigor do afastamento dos nossos jovens da sala de aula. 6- O Brasil é o segundo mercado mundial de procedimentos de estética e como muitos desses procedimentos não precisam de internação, mesmo na pandemia, o movimento dos nossos especialistas nessa área, dos nossos cirurgiões plásticos, em geral continuam muito bom. 7-Houve momentos em que chegou a 50% o número de óbitos de vítimas de covid-19, mas era por problemas cardiovasculares. Isso faz com que também as estatísticas que estão sendo divulgadas sobre essa pandemia sejam muito questionadas e não remetem aos reais motivos dos óbitos de tanta gente. 8- As maiores autoridades entre muitas entidades nacionais no Brasil que tem referência com a área da saúde não são médicos. Vamos dar o exemplo de três: Fiocruz, Presidente é socióloga, Conselho Nacional de Saúde, é gestor ambiental e Conselho Nacional de Secretários de Saúde, é um advogado.

A mesa principal

A

Domésticas vão à rua no seu dia

Associação Profissional das Empregadas Domésticas de Ijuí está organizando uma programação especial para 27 de abril, Dia da Empregada Doméstica. Às 15h30min terá início um chá de confraternização em sua sede, que funciona junto à Igreja da Natividade. Às 17 horas, elas promoverão um ato público na Praça da República para a divulgação das suas principais reivindicações, que são aviso prévio de 30 dias, férias de 30 dias, 13º salário e auxílio natalidade. A Associação funciona de terças a sextas-feiras, das 14 às 17 horas, aceitando encaminhamentos para emprego. Quem coordena a atividade é Flávia Marlene Gomes da Silva, do Departamento Feminino do Conselho de Bairros de Ijuí.

Jornada de Pediatria

Encerrou sábado [dia 19], com absoluto suceso, a 1ª Jornada Médica de Pediatria promovida pela secção regional do Planalto Médio da Amrigs, que teve na presidência a pediatra Elizabete Sartori El Ammar. A programação científica da Jornada, que contou com 87 participantes, foi desenvolvida na sexta-feira à noite e no sábado, no auditório da Clínica El Ammar. Estiveram presentes pediatras de toda a região.

Novo secretário

Roosevelt Barros assume sextafeira [dia 25], às 11 horas, a Secretaria-Geral, preenchendo cargo vago desde 5 de março com o retorno do vereador Nelso Miron ao Legislativo. Barros já integrou a administração municipal como secretário de Turismo, função que deixou em julho de 1984 alegando motivos particulares. A função de secretário-geral vem sendo acumulada por Delmar Leviski, da Pasta da Administração.

Hortas domésticas

A Prefeitura Municipal, através da coordenação do programa "Horta Doméstica 86", a cargo do viceprefeito Valdir Heck, do técnico Delmar Amorim e da Secretaria de Saúde, Trabalho e Ação Social, iniciou esta semana a distribuição de sementes para os moradores dos bairros interessados em fazer suas hortas domésticas.

CONCURSOS CANDELÁRIA - A prefeitura abriu concurso para 70 vagas imediatas, além de formação de cadastro reserva, de níveis Médio e Superior. As oportunidades são destinadas aos profissionais da área da Educação. A inscrição deverá ser feita de forma on-line no site da Fundatec, empresa responsável pela execução da seleção, até o dia 7 de maio. ESA 2021 - Foi aberto edital para o concurso ESA 2021 com 1,1 mil vagas para os Cursos de Formação e Graduação de Sargentos das Áreas Geral, Música e Saúde, do Exército, em diversas localidades do País. Após a formação na Escola de Sargentos das Armas (ESA), os alunos se tornarão sargentos. As inscrições

devem ser feitas até o dia 4 de maio, no site da ESA. ELDORADO DO SUL - A Câmara de Vereadores, por intermédio do Centro de Integração Empresa Escola (Ciee), seleciona estudantes de ensino Médio Técnico, Técnico em Administração, Técnico em Contabilidade, e aos de nível superior dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Processos Gerenciais e Recursos Humanos. As inscrições gratuitas serão concluídas no dia 4 de maio, por meio do site do Ciee. CAMPO BOM - Concurso é destinado a formação de cadastro reserva de estagiário de nível superior.

Os interessados devem efetuar as inscrições no período até 14 de maio pelo endereço procuradoria.procuradoria@campobom.rs.gov.br. A prova discursiva será no dia 20 de maio, às 14h, na Avenida Independência, nº 800, Bairro Centro. AGU - Dois editais de processos seletivos para temporários na Advocacia-Geral da União (concurso AGU) foram publicados. Oportunidades são de nível médio e superior, com salários de R$ 8,3 mil a depender do cargo. Vagas estão distribuídas em diversos estados. As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas a partir do dia 20 de abril até o dia 28 de abril. A avaliação será dada por meio de análise de Títulos e experiência profissional.


WWW.CLICJM.COM

AUMENTA O CONTRABANDO DE CIGARROS

NOVIDADES DA

DUPLA GRE-NAL

Grêmio apresentou o novo técnicoTiago Nunes, que estreia hoje diante do Ypiranga. Atacante Taison foi apresentado pelo Internacional e deve disputar primeiro jogo dia 5 de maio, contra o Olimpia, pela Libertadores | 17

Índices de apreensões subiu 21% no Estado, em relação a 2019 | 20

INCOR PREVÊ CONCLUSÃO DE OBRAS EM 2021 Conforme cronograma da instituição, pavimentos irão abrigar equipamentos. | 12

Lucas Dornelles/São Luiz

TRÂNSITO RECEBE MELHORIAS Substituição de sinaleiras visa melhorar a fluidez do tráfego nas vias públicas. | 21

"Não investir em reciclagem, com conscientização e políticas públicas, é a típica situação em que todos perdem." Leia no editorial na página 6

DUELO DECISIVO São Luiz enfrenta o Aimoré, pela última rodada da primeira fase do Gauchão. Rubro precisa da vitória para conquistar vaga na Série D do Campeonato Brasileiro de 2022. Empate garante time na 1ª Divisão. Germano substitui o capitão Paulinho Santos | 16

Profile for clicjm

Jornal da Manhã - Sábado23.4.2021  

Jornal da Manhã - Sábado23.4.2021  

Profile for clicjm
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded