Page 1

WWW.CLICJM.COM

Ijuí, Quarta-feira, 25 de agosto de 2021

ENSINO DOMICILIAR É VETADO Os deputados favoráveis ao homeschooling se comprometeram em levar o assunto para Brasília. | 7

VIGILÂNCIA PROMOVE PESQUISA

Ano 48 - Nº 79

R$ 4,00

Reservas hídricas encolhem no País ao longo de 30 anos

Objetivo é orientar combate ao mosquito da dengue e nas ações do órgão. | 4

ARAS SEGUE À FRENTE DA PGR Senado aprova novo mandato de Augusto Aras na Procuradoria Geral da República. | 9

APREENSÃO DE DROGA PREOCUPA Em agosto, BM e PRF de Ijuí apreenderam Skank, entorpecente semelhante à maconha. | 11

Levantamento do MapBiomas identificou tendência de redução em todos os biomas do País | 5

PDT LEMBRA OS 67 ANOS DA MORTE DE GETÚLIO VARGAS

MEIS TÊM ATÉ O FIM DO MÊS PARA QUITAR DÉBITOS COM A RECEITA

Diretório do PDT reuniu filiados na Praça para prestar homenagem ao legado político do líder trabalhista. | 8

Dívidas não pagas pelos microempreendedores no prazo serão encaminhadas para a dívida ativa. | 3


2

Jornal da Manhã

QUARTA-FEIRA, 25 DE AGOSTO DE 2021

RADAR

OLHO DA RUA INDICADORES

MEDICAMENTOS Quando uma pessoa toma um medicamento, como uma vacina, e tem uma reação indesejada, essa consequência é chamada na medicina e pelas autoridades sanitárias de “eventos adversos”. Nesses casos, a orientação é comunicar o episódio à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A notificação precisa ser feita mesmo se não houver suspeita de que o desconforto foi provocado pelo medicamento. De acordo com a Anvisa, a subnotificação pode retardar a identificação de sinais de risco e subestimar a dimensão de um problema. AGRICULTURA O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) quer reverter a imagem negativa, em termos ambientais, que o setor agropecuário tem no exterior. Segundo o secretário de Comércio e Relações Internacionais do ministério, Orlando Leite Ribeiro, os problemas de desmatamento se tornam ainda mais graves para o Brasil devido a uma percepção externa reforçada por países que querem defender “seus sistemas ineficientes” de prática agrícola. A afirmação foi feita ontem durante o debate Pró-Clima: Agroindústria, Segurança Alimentar e Sustentabilidade. ECONOMIA O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) alterou a projeção para a inflação deste ano. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi revisto de 5,9% para 7,1%. Parte da explicação para a mudança é a expectativa de reajustes mais acentuados para a gasolina e a energia elétrica, que remete a uma elevação da projeção de preços monitorados de 9,5% para 11%. Outra pressão vem dos preços dos alimentos no mercado internacional, que devem fechar o ano acima do esperado anteriormente, em particular as proteínas animais. Esse movimento eleva a projeção da inflação dos alimentos de 5% para 6,9%. CONFIANÇA O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) mostra que todos os 30 setores industriais pesquisados em agosto seguem confiantes no mercado. Este é o quarto mês consecutivo de confiança disseminada entre os empresários, em que o Icei permaneceu acima de 50 pontos. Os resultados setoriais da pesquisa foram divulgados ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). No último dia 11, a entidade já havia publicado os dados gerais de agosto, em que o Icei cresceu 1,2 ponto em comparação com julho, chegando a 63,2. EGOV Servidores interessados no curso Gestão de Processos com Foco em Inovação podem se candidatar até domingo, no site da Escola Nacional de Administração Pública (Enap). Promovido pela Enap, em parceria com a Escola de Governo (EGov), vinculada à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), o curso é gratuito e ocorre de 8 a 10 de setembro. Mais informações em escoladegovernors@planejamento. rs.gov.br.

Materiais que poderiam ir para o lixo, viraram um carrinho para esses dois guris brincarem e se divertirem, num tempo que muitas crianças com elas estão trancadas dentro de casa com celulares e tablets.

ENTRE ASPAS "O presidente escolheu a radicalização. Ele investe na convulsão social. As PMs estão sendo usadas por bolsonaristas. O Senado vai aprovar segundo mandato para Aras, o agente de Bolsonaro no MPF. O principal risco econômico é o de ruptura institucional." Jornalista, Miriam Leitão

Poupança 24.8.2021 ................. 0,24 % Ouro 24.8.2021............. . R$ 304,14(gr) Dólar Comercial.................... R$ 5,2616 Dólar turismo ....................... R$ 5,4425 Euro .......................................... R$6,19 IPC/FIPE JULHO /2021.............. 0,96% INPC JULHO /2021 .................... 1,02% IGP-M JULHO /2021 ................... 0,78% IPCA JULHO /2021..................+0,96% TR JULHO/2021 ........................+0,0% SELIC JULHO./2021 ...............+5,25 %

LOTERIAS

NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

1º -2.559 2º -9.100 3º -5.232 4º -3.114 5º -3.679 QUINA

CONC URSO nº

5640

26 30 33 49 79 LOTOFÁCIL

CONCURSO nº 2316

02 03 04 05 06 "O presidente não precisa ser professor de Direito, mas precisa estar cercado de gente que entenda da Constituição e ouvir essas pessoas. O presidente é refém da base radical, e essa base não entende nada de direito constitucional." Ex-ministro do governo de Michel Temer, Carlos Marun "Tão triste ouvir que o Charlie Watts, baterista dos Stones, morreu. Ele era um cara amável. Eu sabia que ele estava doente, mas não sabia que estava tão doente. Então muito amor para sua família, esposa e amigos e família estendida." Músico,Paul McCartney

GETÚLIO

09 10 13 14 15 16 17 19 24 25 PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo

HOJE

MÁX.

19° Chuvoso durante o dia e à noite.

MIN.

13°

QUINTA

MÁX. Nublado de manhã, com possibilidade de garoa. Tarde de sol com diminuição de nuvens.

17°

MIN.

10°

SEXTA

MÁX.

21°

Sol com algumas nuvens, não chove.

MIN.

Fonte: Climatempo


Jornal da Manhã

QUarTa-FEIra, 25 dE agosTo dE 2021

ECONOMIA

MEIs devem regularizar dívidas até 31 de agosto Pelo menos 1,8 milhão de microempreendedores individuais (MEIs) podem ser inscritos na dívida ativa do governo a partir de setembro caso não regularizem débitos com a Receita Federal até o dia 31 de agosto. Esse número corresponde a cerca de 14,5% do total de MEIs ativos no Brasil, que somam 12,4 milhões. De acordo com o

Raphael Bes

Fisco, essas dívidas somam R$ 4,5 bilhões e correspondem a débitos com a União (do INSS e outros tributos) estados (ICMS) e municípios (ISS). O universo de MEIs que estão devendo impostos, no entanto, é maior: são 4,4 milhões de microempreendedores cujos débitos somam R$ 5,5 bilhões. Para que sejam inscritos na dívida ativa a partir de setembro, porém, os débitos devem ser superiores a R$ 1mil (incluindo principal, multa e juros) e não estarem quitados. Para evitar essa situação, a Sala do Empreendedor de Ijuí está orientando os microempresários do município. Ijuí possui 6.029 MEIS registradas. "A pes-

"Num primeiro momento a pessoa precisará regularizar as declarações do ano e posteriormente fazer o parcelamento para que consiga resolver a situação."

Frente em defesa do comércio é lançada Com o objetivo de fortalecer a competitividade do setor terciário gaúcho, a deputada Patrícia Alba (MDB) lançou a Frente Parlamentar em Defesa do Comércio de Bens e Serviços. A instalação ocorreu no Salão Júlio de Castilhos, da Assembleia Legislativa na semana passada e contou com a participação do presidente da Fecomércio, Luiz Carlos Bohn, parceiro da iniciativa. De acordo com a parlamentar, o plano de trabalho terá como foco a simplificação do ambiente de negócios e a rediscussão da reforma Tributária – esta programada para ocorrer no segundo semestre. “O comércio de bens e serviços corresponde a 54% da nossa geração de renda e garante o maior contingente de empregos. Essa é uma prova clara de que não existe, nem existirá um Rio Grande do Sul forte sem um olhar estratégico para os nossos empreendedores”, disse a deputada.

Patrícia também reafirmou o compromisso de trabalhar contra a possibilidade de majoração do ICMS para 2022. A parlamentar já havia refutado a proposta aprovada em dezembro na Assembleia por 28 votos a 25, que prorrogou o aumento das alíquotas básica e para comunicações, combustíveis e energia. Para que o governo obtivesse a autorização do texto junto ao Parlamento, foi necessário afastar Patrícia do mandato, à época suplente, convocando o retorno do titular licenciado. Em seu pronunciamento, o presidente da Fecomércio, Luiz Carlos Bohn, também alegou “contrariedade absoluta” à majoração da carga tributária. “Além do fim de um prazo que era determinado e foi postergado, no momento de elevação de preço, energia combustível, não permitimos que o setor público tire mais renda disponível no bolso dos gaúchos”, afirmou.

soa deve comparecer a Sala do Empreendedor, com o número do CNPJ e um documento que conste o número do CPF e a data de nascimento para verificarmos a situação dela", disse o coordenador da Sala do Empreendedor, Raphael Bes, em entrevista ao JM. "Num primeiro momento a pessoa precisará regularizar as declarações do ano e posteriormente fazer o parcelamento para que consiga resolver a situação", acrescenta. As duas opções também podem ser feitas diretamente no Portal do Simples Nacional. Já o app do MEI permite a emissão da guia para pagamento de débito. O microempreendedor que não regularizar a situação é inscrito na dívida ativa e será cobrado judicialmente, com juros e outros encargos. De acordo com a Receita Federal, além da cobrança judicial do débito, há outras consequências para quem é inscrito na dívida ativa. Uma possibilidade é a de deixar de ser segurado do INSS, perdendo acesso a benefícios previdenciários, como aposentadoria e auxílio doença, por exemplo.

3

Reforma do IR não estará na pauta desta semana O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), reagiu às críticas dos governadores ao projeto de reforma do Imposto de Renda que está para ser votado na Câmara e anunciou que mudou de estratégia e não irá pautar esta semana a proposta. Ele reafirmou se tratar de um tema muito difícil, mas não ïmpossível e indicou alguns caminhos que pode tomar para tentar fazer este tema avançar. Lira afirmou ser necessário desmistificar certas versões sobre as alterações no imposto de renda e falou da necessidade de aprovar essa reforma para a indústria voltar a crescer e o país gerar renda e emprego. A proposta também é fundamental para o governo colocar de pé o Auxílio Brasil, nome do novo Bolsa Família, que precisa ter receita vinculada com a nova tributação por causa das regras fiscais. E voltou a dizer que taxar os dividendos é a "coisa mais difícil do mundo". "Não é uma discussão fácil em todo mundo, se taxar os dividendos. Todo mundo concorda com o conceito, de penalizar quem pega dividendos e aumentar isenção do imposto de renda para os assalariados", disse Lira, acrescentando: "É fácil de defender, mas difícil são os interesses que estão por

Arthur Lira

trás. Os interesses aparecem no Congresso, mas sempre mais apagados, por trás. Temos que enfrentar esses interesses de frente'. Ele citou exemplo de um médico e um advogado que faturem R$ 400 mil por mês e não pagam dividendos e comparou com um assalariado que recebe R$ 6 mil e tem que pagar 27% de imposto. "Qualquer reforma que faça não vai agradar. Certas mudanças causam traumas. Mas são distorções sérias que o País precisa enfrentar."

Governo tenta 'plano B' para precatórios O governo já começa a discutir internamente um “plano B” para a fatura bilionária de precatórios (valores devidos pelo poder público após sentença definitiva na Justiça) em 2022, calculada em R$ 89,1 bilhões. Embora o ministro da Economia, Paulo Guedes, insista na necessidade de parcelar as dívidas de valor mais elevado, ministros envolvidos nas negociações reconhecem que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) enviada pelo governo enfrenta resistências e é vista com desconfiança pelos parlamentares e no mercado financeiro. Sondagens feitas no Congresso apontam que o texto da PEC não será aprovado. Por isso, essa ala quer abrir o diálogo – inclusive com governadores que são credores de R$ 16,6 bilhões em precatórios em 2022 – e chegar a um desfecho mais “palatável”. Entre as soluções consideradas possíveis, está a de retirar do alcance do teto de gastos (a regra que limita o avanço das despesas

Paulo Guedes

à inflação e é hoje a âncora do governo para indicar sustentabilidade das contas) apenas o “excesso” de crescimento das dívidas judiciais, isto é, cerca de R$ 30 bilhões de aumento acima do previsto para 2022, mantendo uma regra semelhante para anos seguintes. Outra opção é retirar a

despesa com precatórios do teto e recalcular o limite desde a sua origem, em 2016. As alternativas ainda estão em discussão dentro do governo e também com o Congresso Nacional e, por isso, não há definição sobre qual caminho a ser tomado. O diagnóstico, porém, é de que há problemas de comunicação que precisam ser endereçados e necessidade de “ajustar a narrativa” e dar maior transparência à solução que for escolhida. Um dos problemas foi associar a aprovação da PEC a um aumento do valor do benefício médio do novo Bolsa Família para R$ 400, o que fontes consultadas pela reportagem apontam que não foi e nem está em consideração. Nessa ala do governo, a avaliação é de que o problema dos precatórios foi tratado de forma “nebulosa”, o que contribuiu para os ruídos e as incertezas, que nas últimas semanas jogaram combustível na alta do dólar e dos juros no mercado financeiro.


4

Jornal da Manhã

QUARTA-FEIRA, 25 dE AgosTo dE 2021

SAÚDE

Crescem casos de exercício ilegal da Medicina no RS Um dado que preocupa é o aumento de denúncias ao Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul (Cremers), que já encaminhou ao Ministério Público Estadual (MPE) e à Polícia Civil (PC) 47 denúncias de exercício ilegal da Medicina no Estado, número que supera ocorrências do mesmo período do ano de 2020. Com a divulgação de formas milagrosas nas redes sociais e fake news que vão sendo disseminada, a procura por procedimentos estéticos tem crescido de modo expressivo. Com isso, cada vez mais indivíduos tem trabalhado de maneira ilegal, causando risco aos próprios profissionais e a seus pacientes. O vice-presidente do Cremers, médico Eduardo Trindade, em entrevista a JM, falou sobre o assunto. “Nós não podemos permitir o uso ilegal da Medicina, porque acontecem sequelas desse exercício, pois fazer o procedimento seja ele cirúrgico ou não, com profissionais sem habilitação pode gerar danos permanentes à saúde do paciente.” As incidências são frequentes na área da estética, com

procedimentos invadindo a área da cirurgia plástica e de atuação dermatológica, já que envolve falsos profissionais que realizam atos exclusivos de médicos sem a devida qualificação. “Pacientes que tiveram casos graves com procedimentos no rosto ficaram com necrose, em que é injetado substâncias no nariz ou nos lábios desencadearam complicações graves”, ressalta Trindade. Também, as substâncias utilizadas são de procedência duvidosa, sem identificação dos fármacos. Por isso, cada vez mais é feito o alerta para a população, de buscar fontes confiáveis para conhecer os profissionais, se é apto com habilitação do exercício da profissão e qualificado, para que vidas não sejam colocadas em risco. E para coibir o exercício ilegal da Medicina e proteger a população da prática, o Cremers utiliza de diferentes meios para coletar relatos e denúncias, que podem ser feitos pelo uso aplicativo (Android e IOS), e do e-mail denuncia@cremers. org.br e através das redes sociais para contato de dúvidas e denúncias.

Consulta Popular 2021 terá aporte de R$ 30 milhões O governo do Estado destinou R$30 milhões para a Consulta Popular deste ano, que será investido em projetos de Desenvolvimento Regional que serão eleitos pela população em votação 100% digital. Em 2020, foram destinados R$ 20 milhões. “Gostaríamos que o recurso fosse um valor superior, mas é o que foi passado no momento e as regiões ganham com isso porque fazem com que o cidadão apresente também os seus anseios. Então vamos trabalhar para que a Consulta Popular ocorra da melhor maneira possível esse ano e com a participação efetiva da população”, explica o presidente do Fórum dos Coredes, Roberto Visoto. Visoto observa que, por não haver eleições municipais e para o governo do Estado, este é um bom ano para a realização da Consulta Popular e afirma que a categoria vai realizar reuniões

regionais e microrregionais para definir a questão dos valores. “A votação ficará para o fim do mês de novembro e a gente consegue fazer as assembleias municipais e microrregionais e para que ocorra as definições corretas das indicações de toda a região”, ressalta. Ele destaca também que os Coredes estão interligados com as universidades, tanto públicas, quanto privadas e trabalham com a questão da inovação. “Hoje tem essa busca por parte de todos os integrantes dos Coredes de que nós precisamos buscar alternativas na inovação para que possamos ter avanços nas nossas regiões. Então é um trabalho que tem sido feito através de vários projetos que estão sendo apresentados”, afirma. Além disso, destaca que, a inovação se faz necessária e que a categoria tem travado uma grande discussão a nível de Estado.

Nós não podemos permitir o uso ilegal da Medicina, porque acontecem sequelas desse exercício, como o dano permanente."

Eduardo Trindade

Ijuí realiza Conferência de Assistência Social Com o tema Assistência Social: Direito do Povo, com financiamento Público e Participação Social, a 12ª Conferência Municipal de Assistência Social acontece hoje, às 13h30, no formato on-line e transmitido pelo Facebook do Poder Executivo do município. De acordo com o assistente social do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Claudio Everaldo dos Santos, o tema foi escolhido pelo Conselho Nacional de Assistência Social, por meio de debate entre os trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), de forma que se chegou ao tema em razão do momento vivido, da necessidade de se pensar a Assistência Social como política pública e não como caridade. “É um tema que tem implícita a ideia de garantir a viabilização dessa política pública por conta do Estado e que a população siga tendo um acesso universal e gratuito, até por se tratar de uma política que trabalha com a questão das necessidades básicas da população mais fragili- Claudio Everaldo dos Santos zada”, explica. Ele também pontua que a conferência é a parte final de um processo que estava ocorrendo, ou seja, das dez pré conferências que contaram com a participação de 140 pessoas. Ele destaca que a comunidade já está sendo ouvida e dos encontros realizados foram obtidas propostas que, uma vez organizadas e aprovadas, serão passadas para a Conferência Estadual, que segue até a Conferencia Nacional, no sentido de melhorar a Política Nacional de Assistência Social. “As resoluções do nosso município também poderão ser repassadas diretamente para o prefeito para que ele já tome conhecimento dessas demandas que são apresentadas pela população”, finaliza.

Vigilância realiza pesquisa sobre a dengue A Vigilância Sanitária de Ijuí, em parceria com a 17ª Coordenadoria de Regional de Saúde, está abrigando uma pesquisa de combate ao Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue e de outras doenças. A pesquisa, que faz parte de um projeto do Ministério da Saúde, é realizada em quatro cidades do Estado e visa proporcionar uma eficiência maior no combate ao inseto. O projeto, que teve início na segunda-feira, é realizado concomitantemente com Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (Lira). Ele consiste na colocação de ovitrampas, armadilhas que simulam o ambiente perfeito para a procriação do Aedes aegypti. Ele é um vaso de planta preto e é preenchido com água, que fica parada, atraindo o mosquito. Nele, os pesquisadores inserem uma palheta de madeira, que facilita que a fêmea do Aedes coloque ovos. Depois disso, os pesquisadores retiram as amostras (larvas) e levam ao laboratório.

Ortiz Júnior

Em Ijuí, a ideia é colocar 50 destas ovitrampas nos pontos onde existe o Lira. Em um primeiro momento, conforme o coordenador da vigilância no município, Ortiz Schröer Júnior, foram colocados os itens nos bairro Jardim, Modelo, Novo Leste, Lambari e Assis Brasil.

"Vamos fazer este trabalho para que possamos dar condições de conhecer como ocorre a reprodução, bem como objetiva mapear onde as equipes devem ser direcionadas com maior frequência e com tranquilidade para agir", destaca. No futuro, além dos bairros já citados, a intenção é expandir para toda a cidade a pesquisa, a fim de expandir o controle feito pela vigilância e incrementar o controle populacional dos mosquitos. "A intenção é criarmos fatores para que no futuro tenhamos resultados positivos na pesquisa. Não somente nela, mas para formarmos uma base de controle fundamentada e organizada", ressalta. Nesta primeira semana de projeto, a intenção fazer a colocação e esperar pela colocação de larvas nos ovitrampas. Na segunda semana, serão observadas como elas vão evoluir e a quantidade depositada em cada uma delas. Após isso é feito o levantamento e enviado ao Ministério da Saúde.


Jornal da Manhã

QUarTa-FEIra, 25 DE aGOSTO DE 20215

MEIO AMBIENTE

Superfície de água no Brasil reduz 15% O Brasil, que possui 12% das reservas de água doce do planeta, está secando. Esta é a conclusão obtida pela análise de imagens de satélite de todo o território nacional entre 1985 e 2020 feita pela equipe do MapBiomas. O País vem perdendo 15% da superfície de água desde o começo dos anos 1990. No Mato Grosso do Sul, a perda foi de 57% da superfície de água. Entre as causas estão: uso da terra, construção de barragens, poluição e uso excessivo dos recursos hídricos e as mudanças climáticas. Os dados indicam uma clara tendência de perda de superfície de água em 8 das 12 regiões hidrográficas – em todos os biomas do País. A superfície coberta por água do Brasil em 2020 era de 16,6 milhões de hectares, uma área equivalente ao Estado do Acre ou quase quatro vezes o Estado do Rio de Janeiro. Desde 1991, quando chegou a 19,7 milhões de hectares, houve uma redução de 15,7% da superfície de água no País. A perda de 3,1 milhões de hectares em 30 anos equivale a mais de uma vez e meia a superfície de água de

toda região nordeste em 2020. Mudanças no uso e cobertura da terra, construção de barragens e de hidrelétricas, poluição e uso excessivo dos recursos hídricos para a produção de bens e serviços alteraram a qualidade e disponibilidade da água em todos os biomas brasileiros. Ao mesmo tempo, secas extremas e inundações associadas às mudanças climáticas aumentaram a pressão sobre os corpos hídricos e ecossistemas aquáticos”, afirma coordenador do GT de Água do MapBiomas, Carlos Souza. É importante lembrar que vivemos o pior índice de chuvas dos últimos 91 anos, e o Brasil se prepara para atravessar uma das piores crises hídricas e energéticas. Os reservatórios de hidrelétricas do Sudeste e do Centro-Oeste chegaram ao fim de julho com o armazenamento médio mais baixo de toda a série histórica disponibilizada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) – que teve início em 2000. Os números para o mês são piores, inclusive, que julho de 2001, ano em que o País enfrentou um racionamento de

energia. “Se não implantarmos a gestão e uso sustentável dos recursos hídricos, considerando as diferentes características regionais e os efeitos interconectados com o uso da terra e as mudanças climáticas, será́ impossível alcançar as metas de desenvolvimento sustentável”, alerta. O Estado com a maior perda absoluta e proporcional de superfície de água na série histórica de 35 anos analisada pela equipe do MapBiomas foi o Mato Grosso do Sul, com uma redução de 57%. Se em 1985 o Estado tinha mais de 1,3 milhão de hectares cobertos por água, em 2020 eram apenas pouco mais de 589 mil hectares. Mais de 780 mil hectares de água foram perdidos no período. Essa redução se deu basicamente no Pantanal, mas toda a bacia do Paraguai é afetada pela redução da superfície de água. Em segundo lugar está o Mato Grosso, com uma perda de quase 530 mil hectares, seguido por Minas Gerais, com um saldo negativo, entre a água que entrou e a que se esvaiu, de

Menor perda de água ocorreu no Pampa O Pampa, apesar de ser o menor bioma brasileiro, é o que possui a terceira maior área de superfície de água, principalmente em função das grandes lagoas costeiras, a Lagoa dos Patos, a Lagoa Mangueira e a Lagoa Mirim. A Lagoa dos Patos representa em torno de 56% da superfície de água do bioma e as três lagoas juntas representam mais de 81% da superfície total de água. No Pampa há uma grande densidade de reservatórios artificiais para uso na irrigação do cultivo de arroz, construídos, em sua maioria, antes de 1985. No período de análise da plataforma, houve continuidade na criação de novos reservatórios, com destaque para municípios como Dom Pedrito e Uruguaiana, ambos no Rio Grande do Sul. A construção de reservatórios artificiais, no caso do Pampa, não implica em perda de água no bioma, segundo Juliano Schirmbeck, professor e integrante das equipes MapBiomas Pampa e MapBiomas Água. “Pelo contrário,

Lagoa dos Patos representa em torno de 56% da superfície do bioma dos Pampas

tende a aumentar a quantidade de água superficial presente. Os potenciais impactos negativos destes reservatórios estão associados a alterações das redes de drenagem naturais, reduzindo a quantidade de água e suas variações características ao longo do tempo em pequenos riachos, com consequências indesejadas para a biodiversidade e os serviços ecossistêmicos”, explica. Dentre os biomas, o Pampa é o

que apresenta a menor tendência de redução da superfície de água, com somente pouco mais de 1% da área total de água no bioma. “Em termos absolutos, parte das perdas observadas no período foram compensadas pelo aumento no número de reservatórios. Em termos relativos, essa tendência tende a ser pouco expressiva também por conta da presença da grande massa de água nas lagoas costeiras”, comenta o pesquisador.

5

TODOS OS BIOMAS TIVERAM REDUÇÃO DA SUPERFÍCIE DE ÁGUA

mais de 118 mil hectares. Vários pontos de maior redução da superfície da água encontram-se próximos a fronteiras agrícolas, o que sugere que o aumento do consumo, construção de pequenas represas em fazendas, que provoca assoreamento e fragmentação da rede de drenagem e que vem junto com o desmatamento e aumento de temperatura, são fatores que podem explicar a diminuição da superfície da

água no Brasil. Além disso, o aumento de temperatura global de 1,5º C, com contribuição significativa pelas ações humanas, segundo o relatório recente do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da ONU (IPCC), pode estar contribuindo para esse processo de redução de superfície de água no Brasil. Vários casos indicam os efeitos combinados do uso da terra e das mudanças climáticas.

Rios Francisco e Negro estão secando Os dados analisados pela MapBiomas mostram que o Rio São Francisco, que corre por áreas de Cerrado e Caatinga, tem tendência de decréscimo na superfície de água, especialmente na margem esquerda, onde ficam as regiões de fronteiras agrícolas A redução foi notada nos últimos 15 anos, que coincidem com o período de expansão agrícola no Matopiba, região formada por áreas majoritariamente de cerrado nos Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. O maior consumo de água dessas atividades, combinado ao assoreamento da calha do rio devido a forte intervenções e períodos de seca típicos da região por onde o Velho Chico passa, resultou em uma redução de 10% em sua superfície de água nos últimos quinze anos. Em sua foz, as comunidades já sentem os efeitos, com a invasão do rio pelo mar. Outro rio que está perdendo seu vigor é o Negro, na Amazônia.

Há uma tendência de decréscimo de superfície de água generalizada em sua sub-bacia hidrográfica. Considerando o início e o final da série, ela perdeu mais de 360 mil hectares de superfície de água, uma diferença de 22%. O sinal de queda mais acentuado ocorreu entre 1999 e 2000 com redução de mais de 560 mil hectares – ou um pouco mais de 27% de diferença. O município que mais pegou fogo e mais perdeu água, entre 1985 e 2020, foi Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Cáceres, o quinto que mais queimou no País, é o vice-líder em perda de superfície de água. “Os ciclos de fogo e água estão interligados e se retroalimentam. Menos água deixa a terra e a matéria orgânica que se depositam sobre ela mais vulneráveis ao fogo. Mais fogo suprime a vegetação, que tem papel crucial para perenizar nascentes e mananciais”, explica o coordenador do MapBiomas, Tasso Azevedo.


6

Jornal da Manhã

QUARTA-FEIRA, 25 DE AGOSTO DE 2021

Opinião do JM

ARTIGO

É PRECISO AVANÇAR NA INCLUSÃO

humanos formados E é uma para a inclusão, o responsabilidade que envolve todos coletiva, ela os funcionários da não é uma escola, do professor responsabilidade à merendeira ou o só da família zelador. Todos preciou só daquela sam estar preparados pessoa, isso é uma mudança de para atender os alunos visão que precisa com deficiência. cada vez mais O Poder Público acontecer. tem papel fundamental nesse processo ao garantir ações que promovam resultados eficazes e eficientes para uma sociedade mais acolhedora. Ontem começou em todo o Estado a Semana da Pessoa com Deficiência: momento para debater a inclusão social e combater o preconceito e a discriminação em relação à

pessoa com deficiência. O governador Eduardo Leite entregou à Assembleia Legislativa o projeto da Lei Gaúcha de Acessibilidade e Inclusão (Legai). Se for aprovado, o Rio Grande do Sul será o primeiro Estado do País a ter sua própria legislação para acessibilidade e inclusão. A discussão é antiga e infelizmente não existe uma receita para sensibilizar a sociedade para a questão da inclusão de pessoas com deficiência, mas deve ocorrer a partir da conscientização de que as pessoas especiais ou não têm direitos e que elas podem construir a sua autonomia se a sociedade eliminar barreiras, oferecer espaços, pensar em acessibilidade. E é uma responsabilidade coletiva, ela não é uma responsabilidade só da família ou só daquela pessoa, isso é uma mudança de visão que precisa cada vez mais acontecer. O assunto precisa avançar com políticas públicas amplas, impactantes e que sejam duradouras. Não basta, no entanto, criar legislações diversas que teorizem acerca de determinações que não são executadas. O ideal é fornecer subsídios para que essa construção rumo à inclusão total ocorra no dia a dia, mesmo que aos poucos.

ARTIGO

Justiça, um direito de todos! Gilberto Capoani - deputado estadual Uma das premissas do Estado Democrático de Direito é a garantia de que todos os cidadãos tenham acesso à Justiça. A Constituição, em seu artigo 5º, inciso LXXIV, garante que o Estado proverá assistência jurídica integral e gratuita àqueles que comprovarem insuficiência de recursos. É dever dos defensores públicos buscarem sempre a melhor solução para os problemas dos cidadãos menos assistidos. Lembrando que, segundo a Constituição (Artigo 134º) é responsabilidade da instituição promover também os direitos coletivos. Com isso, a atuação das Defensorias Públicas pode abranger grupos considerados especialmente vulneráveis como pessoas idosas, mulheres em situação de violência, LGBTs, pessoas negras, entre outros. O parlamento gaúcho aprovou cinco PL’s que permitem a criação de 21 defensorias públicas em locais com atendimento pouco eficiente, precário ou inexistente. De autoria da Defensoria Pública estadual, as referidas proposições datavam de 2018 e 2019 em tramitação na Assembleia Legislativa do RS. A delonga se deu ante o gravoso contexto da pandemia que não permitia a discussão sobre criação

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

de cargos, mas sim solidariedade. Solidariedade e compartilhamento que se efetivou, juntamente com outros órgãos e instituições. A Assembleia Legislativa em especial, que resultou no acordo histórico da Lei de Diretrizes Orçamentárias e, na ação patrocinada no montante de R$70 milhões direcionados ao socorro das Santas Casas. Embora não tenhamos afastado de nossas vidas este tenebroso vírus, podemos evoluir com a apreciação. De observar que o provimento que atende premissa constitucional, planejamento estratégico, e principalmente, o atendimento a quem mais precisa, não resultará em investimento imediato ante os impeditivos da LC 173/2020 e a necessidade da realização de concurso público. Destaco que a Defensoria possui capacidade orçamentária/financeira resultado de gestão responsável e equilibrada do recurso público. Observo que a pandemia resultou em massiva procura nos serviços públicos, em especial, na defensoria que neste período atendeu mais de 600 mil pessoas em situação de vulnerabilidade. Sabemos das dificuldades e estamos fazendo nossa parte no enfrentamento da crise e da pandemia.

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui. com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com Representantes Comerciais: Grupo de Diários

www.clicjm.com

Em busca das ilusões perdidas Geder Parzianello Professor da Universidade Federal do Pampa, doutor em Comunicação, com pós-doutorado na Alemanha A eleição de 2022 vai ser definida pelo eleitor de centrodireita que votou em Bolsonaro, mas se arrependeu. A avaliação é do cientista político Antonio Lavareda, para quem o pleito vai se resumir à busca dos votos perdidos. "A disputa é esta" diz ele. A queda da popularidade do presidente tem feito as previsões dos cientistas sociais soarem pessimistas, principalmente, depois das denúncias envolvendo crimes ambientais e que levaram ao afastamento do ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles e, também, depois dos últimos fatos que mudaram o rumo da CPI da Covid-19. Parte do descontentamento desta camada de eleitores que será preciso recuperar se Bolsonaro quiser se reeleger se deve à perda do poder aquisitivo da maioria da população, à volta da inflação (por mais que o governo tente distrair para que não seja o foco da opinião pública), e também às dificuldades de emprego e renda, mesmo com a ajuda emergencial simbólica oferecida pelo governo, mas que, na prática, não deve amenizar em nada a vida dos brasileiros. O fato é que a classe média brasileira não está conseguindo ver as aspirações que tinham se realizarem nestes quatro anos de governo. Tirando a militância que vota no seu candidato não importe o que aconteça e que existe tanto na extrema-direita quanto na extrema-esquerda, o que sobra é o contingente de eleitores que decidem de fato a eleição porque não votam em branco e não deixam de votar. São estes eleitores que farão toda a diferença. Mas eles estão descontentes. E também não parecem dispostos a votar na esquerda, o que pode fazer com que migrem para o percentual de quem não vota ou invalida o voto. É isso que também a esquerda precisará evitar se não quiser dar a vitória ao atual presidente, mesmo diante de sua queda de popularidade. A desaprovação do governo federal vem acontecendo, na verdade, desde o final de 2020, segundo pesquisa da XP/ Ipespe. Será uma eleição difícil, não apenas no primeiro turno. E a possibilidade, claro, de que ela termine ainda no primeiro turno, se houver mesmo um voto coordenado junto a estes eleitores, seja pela liderança de oposição, seja por parte do apoio a Bolsonaro. Há a possibilidade, embora mínima, de que denúncias de crimes que pedem o impeachment do presidente possam vir a tumultuar ainda mais este cenário eleitoral. Mas uma coisa é certa: não há futuro seguro para ninguém, muito menos para o cidadão brasileiro. Enquanto a campanha formalmente não chega, a tentativa tem sido criar distrações, como as motociatas, nem que seja para criar a aparência de apoio e fazer frente a manifestações de oposição que começam também a crescer numerosas e que podem prejudicar a adesão deste eleitor indeciso. Governo e eleitor estão em busca de ilusões perdidas.

Artigos assinados são responsabilidade de seus autores. Para publicação, os artigos devem ser enviados com identificação do autor (nome, profissão, documento, endereço e fone) em fonte times, com no máximo 2.750 caracteres (espaço maior), ou 2.050 caracteres (espaço menor) com espaçamento, para o e-mail redacao@jornaldamanhaijui.com

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATURAS E CIRCULAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0317 3331-0321 Semestral: R$ 280,00 Anual: R$ 560,00 Correio: R$ 460,00 (semestral); R$ 900,00 (anual)


Jornal da Manhã

QUarTa-FEIra, 25 dE agosTo dE 2021

7

ENSINO

Deputados rejeitam ensino domiciliar Por 24 votos a 22, a Assembleia Legislativa manteve o veto do governador Eduardo Leite (PSDB) ao projeto de lei que instituiria o ensino domiciliar no Rio Grande do Sul. A decisão dos deputados estaduais enterra a proposta que autorizaria os pais a manterem os filhos fora da escola no Estado, desde que as crianças recebessem ensino doméstico regular, por um pai tutor. A proposta de instituir o ensino domiciliar, também chamado de homeschooling, havia sido aprovada pelos parlamentares em junho, com 28 votos favoráveis. Em julho, apontando inconstitucionalidade na medida, o projeto de lei foi vetado pelo governador Eduardo Leite. Nesta terça, com a mudança de posicionamento de parte dos deputados, o veto foi mantido e a proposta, arquivada. Ao longo de uma hora e meia de debate, um dos argumentos mais repetidos pelos deputados

contrários ao ensino domiciliar foi de que os pais não podem privar as crianças e adolescentes do acesso à escola e à pluralidade de ideias."Quero colocar a minha mudança de voto. Vou falar como mãe. A escola é o momento de convivência, de crescimento, de aprender a viver com as diferenças. Não adianta criarmos os filhos dentro de uma redoma", disse a deputada Fran Somensi (Republicanos), mantendo o veto de Leite. A deputada Juliana Brizola (PDT) argumentou que, convivendo apenas com a família, as crianças teriam mais dificuldade em compreender e tolerar as diferenças que existem na sociedade."O projeto contribui para a desproteção social dessa população. As medidas propostas prejudicam principalmente crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. E, sem convivência com a diversidade social, estaremos contribuindo

com uma sociedade com tendência maior ao individualismo extremo, a cidadãos com dificuldades para tolerar e respeitar diferenças", acrescentou Juliana Brizola. O autor do projeto, deputado estadual Fábio Ostermann (Novo), apelou à manutenção do apoio que havia angariado em junho, mas não obteve sucesso. Em suas falas, Ostermann argumentou que as famílias devem ter direito à liberdade de não levar os filhos à escola."Não estamos aqui tratando de sermos favoráveis ou contrários ao homeschooling. O que está em questão é o conceito de liberdade que cada deputado carrega consigo. O que está em jogo é se vamos aceitar que o Estado manda nas famílias", disse o deputado. Um dos argumentos jurídicos contra o homeschooling é o de que o tema só poderia ser regulamentado pelo Congresso. Em sua fala, Ostermann prometeu seguir

Seguiremos atuando para garantir acolhimento a quem se dedica a essa tarefa tão nobre. Iremos a Brasília em busca de uma regulamentação" em defesa do ensino domiciliar em âmbito nacional: "Independentemente do resultado, essa história não acaba aqui. Seguiremos atuando para garantir acolhimento a quem se dedica a essa tarefa tão nobre. Iremos a Brasília em busca de uma regulamentação razoável e justa". A proposta de Ostermann ainda previa que a criança ou o adolescente em homeschooling fosse matriculado em uma instituição de ensino a distância ou de apoio à educação domiciliar.

Fábio Ostermann

Além disso, previa a realização de exames e fiscalização pelo Estado. Ao longo do debate, o Ministério Público se manifestou contra a proposta, apontando riscos às crianças e insegurança jurídica.

Escolas da 36ª CRE participam de avaliação Sinpro sinaliza perdas para o Ensino Fundamental “Na nossa região temos três para profissões", relata. Com a participação de 28

Coordenadorias Regionais de Educação, teve início ontem a Avaliação Amostral da rede estadual de Educação. Ela ocorre até a próxima sexta-feira, com o envolvimento de 52 municípios, mais de 500 escolas, além de 45.335 alunos do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental, e do 3º ano do Ensino Médio. De acordo com a titular da 36ª Coordenadoria de Educação (CRE), Eveline Eberle, a avaliação pretende mensurar as perdas de forma a nortear o Poder Público acerca das próximas ações com foco nos alunos.

municípios participando da avaliação: Jóia, Panambi e Catuípe. São 12 escolas da 36ª CRE, e 1.091 alunos”, explica, destacando também que a avaliação terá um questionário em que os alunos vão poder relatar suas experiências com o ensino remoto. “Estamos com grande expectativa do que vem da nossa região e Estado, das experiências deles, além do que será diagnosticado a partir da avaliação para ações futuras e até fomento financeiro de novos cursos de incentivo principalmente no Ensino Médio

"A gente sabe que muitas lacunas ficaram, porém acreditamos que esse projeto de recuperação e aceleração de aprendizagem tem saída para os nossos jovens que passaram pela pandemia”, pontua. Eveline relata que a pasta está trabalhando de forma intensa e séria junto à Secretaria de Educação e com o apoio da comunidade e equipes diretivas para que nenhum dos alunos fique para trás, para auxiliar a sanar as lacunas no aprendizado, de forma que eles tenham um futuro digno.

Ensino de Libras é tema de oficina

Oficinas e roda de conversa aproximam alunos dos Anos Iniciais de Libras

Na manhã de segunda-feira, a professora e intérprete de Libras Jocelaine Flores Fontana, realizou oficinas e roda de conversa com os Anos Finais da Escola Estadual de Ensino Fundamental Centenário. O objetivo era aproximar os alunos de Libras, que é a segunda língua oficial de nosso País, bem como marcar a Semana Estadual da Pessoa com Deficiência que é comemorada de 21 a 28 de agosto. Atividades como essa têm como objetivo o exercício da empatia, tão importante nos dias de hoje.

Valdir Kinn

Após um ano e meio, em que professores e alunos tiveram que se readaptar fazendo uso das tecnologias, que se tornaram ferramentas de ensino e aprendizado, a Educação Superior retornou, ainda de forma gradual, à presencialidade. O que ocorre com bastante preocupação, conforme o coordenador-geral do Sindicato dos Professores do Ensino Privado de Ijuí (Sinpro-Noroeste), Valdir Kinn. “Nós, professores, ainda estamos completando a imunização

contra a covid-19 e a grande maioria dos estudantes ainda não está imunizado. Então, nas aulas presenciais, têm toda esta preocupação e a gente está trabalhando de forma alternada, uma semana presencialmente e outra com aulas on-line”, explica Kinn. “É uma retomada dentro de um quadro ainda muito preocupante, que se agrava ainda com a possibilidade de novas variantes do vírus que possam comprometer ainda mais as condições sanitárias do nosso País. Mas, fazendo a parte que cabe aos educadores, que é desenvolver a Educação aqui em Ijuí e na nossa região”, acrescenta. Kinn observa que o impacto da pandemia se deu conforme fatores como o nível de Educação, bem como a estrutura que estudantes, professores e instituições de Ensino tinham para fazer frente à nova realidade. De acordo com o coordenador, esse problema ocorreu de forma menos expressiva no Ensino Superior, tendo em vista fatores como a faixa etária dos alunos e a estrutura e experiência das instituições com o ensino à distância, que proporcionaram um acompanhamento maior para as atividades realizadas diante do distanciamento social.


Jornal da Manhã

QUarTa-FEIra, 25 dE agosTo dE 2020

HOMENAGEM

Ato na Praça lembra morte de Getúlio Vargas

Lideranças do PDT de Ijuí estiveram reunidos na Praça da República em homenagem aos 67 anos da morte de Getúlio Vargas

O PDT de Ijuí prestou, ontem, uma homenagem aos 67 anos da morte do presidente da República Getúlio Vargas. No dia 24 de agosto de 1954, Vargas se matou com um tiro no peito durante a madrugada, no Palácio do Catete (RJ), após ter sido informado de que os Altos Comandos Militares exigiam o seu licenciamento do cargo de presidente da República como condição para a solução da crise política em que seu governo se viu envolvido nos últimos anos de seu segundo mandato. A sua morte causou indignação nacional e milhares de popu-

lares acompanharam a trajetória de seu enterro. A partir de seu falecimento, o dia 24 de agosto passou a ser data de luto popular e também dia significativo do nacionalismo brasileiro, profetizado pela Carta Testamento. A mensagem final de Vargas sinalizava, como aponta registros da Alesp, caminhos para o Brasil encontrar-se com sua soberania, com o desenvolvimento e com o equilíbrio social. Segundo o presidente do PDT de Ijuí, o vereador Josias Pinheiro, sempre é preciso lembrar e exaltar o fato do partido ter sido

fundado por Getúlio Vargas, o mais importante líder político do País. "Temos a missão de garantir que a nossa filosofia esteja afinada com a de Vargas, que sempre lutou pelo povo, levantando a única bandeira que sobreviveu às mudanças e às crises históricas, a do trabalhismo. Somos herdeiros de um legado que concebeu ao País, todas as suas grandes conquistas. Ele foi um grande presidente, pois instituiu o voto secreto, liberou o voto da mulher e criou as leis trabalhistas", finaliza o pedetista.

8

Volta das coligações é retrocesso, diz Goergen No terceiro mandato e integrante da comissão de finanças e tributação e da comissão de agricultura, o deputado Jerônimo Goergen (PP), em entrevista ao JM, falou sobre a reforma Eleitoral que estabelece a volta das coligações e comentou as críticas ao projeto de reforma do Imposto de Renda. Jerônimo Goergen ainda analisou a polêmica em torno do parcelamento dos precatórios e o planejamento do Progressistas para as eleições de 2022. Na entrevista o deputado foi categórico ao dizer que é contrário a volta das coligações nas eleições proporcionais (para deputado e vereador). Defendido por políticos que alegam lutar pela pluralidade, o retorno do modelo sepultado em 2017 é classificado como retrocesso por Goergen. "Eu acho que o pior é a volta da coligação na proporcional. Só que eu estou vendo que está muito difícil Jerônimo Goergen para formar a nominata de deputado estadual e federal, porque o fundo eleitoral está na mão do comando nacional do partido, e os deputados federais com as emendas. Então, não vai dar para fazer uma nominata grande, sem uma estrutura financeira e concorrendo contra a máquina existente. O ideal seria ficar como está hoje, pois na proporcional tu vota num candidato e elege outro, o que não é bom, enfraquece os partidos." Questionado sobre as perspectivas pessoais para as eleições de 2022, ele reafirmou que colocou seu nome à disposição do partido para a “majoritária”, mas, a decisão do partido é priorizar a candidatura do senador Luiz Carlos Heinze ao governo.

Leite encaminha lei gaúcha de acessibilidade e inclusão à Assembleia O governador Eduardo Leite entregou ontem à Assembleia Legislativa o projeto da Lei Gaúcha de Acessibilidade e Inclusão (Legai). Se for aprovado, o Rio Grande do Sul será o primeiro Estado do País a ter sua própria legislação para acessibilidade e inclusão. O documento, assinado pelo governador Leite e o chefe da Casa Civil, Artur Lemos Júnior, foi entregue à deputada Kelly Moraes (PTB), vice-presidente da Assembleia Legislativa, durante a cerimônia de abertura da 27ª Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, realizada no

Salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini. O projeto foi elaborado em parceria com as entidades que atendem pessoas com deficiência e sua proposta é adaptar o conteúdo da Lei Brasileira de Inclusão (LBI) à realidade do Rio Grande do Sul. Vicente Fiorentini, vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência do RS (Coepede-RS), destacou três momentos importantes para a Legai. O primeiro foi a construção, o segundo será a tramitação na Assembleia Legislativa, que precederá a sua

implantação. Explicou que a proposta foi desarquivada a partir de um pedido formal do Coepede-RS e agradeceu ao chefe da Casa Civil, Artur Lemos, que atendeu à solicitação. “Este também é um projeto a muitas mãos, secretário, em que tem sido trabalhadas as ideias e as ações em nosso governo através de uma ampla escuta plural e democrática”, destacou. Ao defender a diversidade, o governador Eduardo Leite aproveitou para dar algumas alfinetadas no governo federal. “Diversas formas de ver os problemas

trazem também diversas soluções e isso, essa criatividade a partir dessas diferenças que nós temos na nossa sociedade, não é um problema sem dúvida nenhuma, não é algo que atrapalhe, como foi dito por um importante ministro recentemente. Pelo contrário, é algo que nos torna mais ricos, é uma alavanca para as soluções desse nosso país”, declarou. A deputada Kelly Moraes, atenta às manifestações quanto à tramitação da Legai na Assembleia, antecipou que a proposta será abordada com a devida atenção pelos deputados.

Ministro diz que governo não quer inclusivismo nas escolas

Senador propõe prazo para análise de impeachment

Senadora Katia Abreu alerta para mudanças no Mercosul

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, voltou a fazer novos comentários sobre o ensino de crianças com deficiência na mesma sala de outros alunos. Ele disse que o governo não quer inclusivismo, argumentando que certos tipos de pessoas com deficiência precisam de turmas especiais. O ministro disse que 12% das crianças com deficiência nas escolas públicas têm um grau que “impede dela ter o convívio” dentro da sala de aula."Nós não queremos o inclusivismo, criticam essa minha terminologia, mas é essa mesmo que eu continuo a usar", disse.

Em meio à tensão institucional entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o Supremo Tribunal Federal (STF), o senador gaúcho Lasier Martins (Podemos) tenta fazer andar um projeto de sua autoria que agiliza a apreciação, na Casa, de pedidos de impeachment de ministros do STF e do procurador-geral da República. O projeto prevê que o presidente do Senado tenha 15 para comunicar ao plenário o acolhimento ou indeferimento de pedidos de impeachment.

A flexibilização e alterações nas regras do Mercosul de modo gradual foi defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, no Ciclo de Debates Mercosul: ampliação e modernização, promovido pela Comissão de Relações Exteriores do Senado. Já o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, disse que prossegue a negociação com a Argentina para redução da tarifa externa comum (TEC). Para a senadora Kátia Abreu (PP-TO), esses temas são complexos e podem criar impasse para o avanço do bloco.


Jornal da Manhã

QUarTa-FEIra, 25 DE aGOSTO DE 2021

PROMOTORIA

Senado aprova novo mandato para Aras O Senado aprovou, ontem, a recondução do procurador-geral da República, Augusto Aras, para mais dois anos à frente do Ministério Público Federal. A indicação feita pelo presidente Jair Bolsonaro passou pelo plenário do Senado por um placar de 55 votos favoráveis, 10 contrários e uma abstenção. Aras precisava do “sim” de pelo menos 41 dos 81 senadores. Antes, durante a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o procurador-geral fez um aceno aos senadores e reiterou o compromisso contrário à “criminalização da política”, uma posição popular no Congresso, inclusive com a oposição. A sabatina de Aras durou aproximadamente seis horas. Ali ele criticou a Lava Jato e Rodrigo Janot (2013-2017), que também ocupou o cargo, rebateu acusações de que tem sido omisso diante dos ataques de Bolsonaro a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e a instituições e

Augusto Aras se esquivou de falar sobre o caso do orçamento secreto. Foram poucos os senadores que fizeram perguntas mais duras, como Fabiano Contarato (Rede-ES), Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Oriovisto Guimarães (Podemos-PR). Ao fim, a CCJ aprovou o parecer

de Eduardo Braga (MDB-AM), favorável a Aras, por 21 votos a 6. O procurador-geral chegou ao cargo em setembro de 2019, por escolha de Bolsonaro. Desde 2003, ele foi o primeiro chefe do Ministério Público Federal escolhido fora da lista de três nomes preparada pela Associação Nacional dos Procuradores da República. Apesar de popular entre os políticos, Aras é acusado por colegas na PGR de ser conivente com as falhas do governo na condução da pandemia de covid-19 e com as ações antidemocráticas de Bolsonaro e seus aliados. Em seu primeiro mandato, o procurador-geral aboliu o modelo de “forças-tarefa”, usado nas operações Lava Jato, Zelotes e Greenfield, entre outras. Na sua avaliação, as forças-tarefas resultaram em “uma série de irregularidades” e em gastos desnecessários com passagens e diárias de procuradores.

9

Emanuel Catori presta depoimento à CPI A CPI da Covid confrontou o empresário Emanuel Catori, sócio da Belcher Farmacêutica, com informações que levantam suspeitas sobre a atuação da empresa ao negociar com o Ministério da Saúde. Catori é mais um personagem da CPI que tentou vender vacinas para o governo federal e tem ligações com o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PPPR). A Belcher atuou na tentativa de comercializar 60 milhões de doses da Convidecia, produzida pelo laboratório chinês CanSino, ao Ministério da Saúde. Durante a oitiva, Catori negou que tenha tratado com Barros sobre a proposta de venda do imunizante da CanSino, mas admitiu que mantém uma relação com o líder do governo, com quem teria conversas periódicas. A fabricante rompeu os contatos alegando uma série de "delitos" da Belcher, investigada em uma operação no Distrito Federal. Após os senadores apontarem contradição entre o depoimento e a afirmação do laboratório chinês, Catori insistiu no silêncio sobre o valor do "comissionamento", mas admitiu a tentativa. A negociação

Emanuel Catori do governo com a Belcher segue o mesmo roteiro observado em relação a outras duas vacinas na mira da CPI, a Covaxin e a Sputnik V: imunizantes mais caros produzidos por laboratórios internacionais e negociados por meio de intermediários no Brasil, com elos com Ricardo Barros. E isso após o governo Bolsonaro adotar uma postura mais fechada com outros agentes, como a Pfizer e o Instituto Butantan.

Cármen Lúcia mantém quebra de sigilo de Barros

Carmen Lúcia

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve a decisão da CPI da Covid que quebrou os sigilos fiscal, bancário, telefônico e telemático do líder do governo na Câmara, o deputado Ricardo Barros (PP-PR). Ela negou uma liminar que havia sido pedido pela defesa de Barros, mas destacou que os dados obtidos com a medida devem ficar restritos aos senadores integrantes da CPI, além do próprio Barros e seus advogados.

Cármen Lúcia destacou que uma CPI tem poder para determinar, entre outras coisas, a quebras de sigilos. E ressaltou que, no caso de Barros, a comissão justificou a necessidade da medida. A decisão é liminar, ou seja, temporária, e o caso ainda será analisado mais profundamente pela ministra. A CPI está de olho na relação de Barros com a Precisa, empresa que representou no Brasil a Covaxin, vacina desenvolvida pelo laboratório indiano Bharat Biotech. Foi o imunizante mais

caro a ter contrato fechado com o Ministério da Saúde, ao custo de 15 dólares a dose. O negócio acabou suspenso pela pasta após o caso ter entrado no radar da CPI. Quando Barros foi ministro da Saúde no governo do ex-presidente Michel Temer (2016 a 2018), o ministério firmou negócio com a empresa Global, que recebeu pagamento adiantado, mas não forneceu os medicamentos que deveria. Em razão disso, ele tem um processo por improbidade administrativa na Justiça Federal.

A Global é sócia da Precisa. Em documento enviado ao STF, a defesa do deputado disse que ele é vítima de revanchismo na CPI da Covid. Na quinta-feira da semana passada, a CPI estendeu a quebra do sigilo fiscal de Barros até 2016, o que vai abranger todo o período em que ele foi ele foi ministro da Saúde durante o governo Temer. Para a defesa do deputado, a CPI, de maioria oposicionista, adotou "providências absolutamente ilegais e completamente impertinentes"


10

Jornal da Manhã

QUARTA-FEIRA, 25 dE AgosTo dE 2021

TECNOLOGIA

Cartórios gaúchos terão portal único de serviços

Com o objetivo de concentrar o acesso a todos os serviços on-line prestados pelos diferentes tipos de Cartórios do Rio Grande do Sul foi lançado o Portal Cartório Gaúcho. A iniciativa permite ao cidadão que, em uma única plataforma, encontre informações sobre os diferentes tipos de cartório e possa ter acesso às plataformas de serviços digitais desenvolvidas por cada um deles. “É um meio de comunicação simples, direto e de fácil compreensão, onde o cidadão não precisa mais buscar um local específico para determinado serviço, mas que ele passe a acessar o Portal Cartório Gaúcho e consiga encontrar todos os tipos de serviço num único lugar. É um facilitador do usuário dos serviços registrais e notariais no Estado”, destaca o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Rio Grande do Sul (Anoreg/RS), João Pedro Lamana Paiva. Através do Portal, o usuário terá acesso a serviços registrais

Iniciativa permite informações sobre os diferentes tipos de cartório

relacionados a registro civil, de imóveis, de contratos marítimos, de distribuição, de pessoa jurídica e de títulos e documentos, como também às atividades notariais: aberturas de firmas, autenticação de cópias, divórcio e separação extrajudicial e demais serviços ligados aos tabelionatos de notas e protestos. Além disso, o Cartório Gaúcho apresenta uma série de informações de interesse públi-

co ao cidadão e dados sobre os diferentes serviços prestados nas unidades notariais e registrais, além de um sistema de localização dos Cartórios do Estado. A plataforma é uma ação conjunta das entidades extrajudiciais do Estado, com apoio de entidades associativas da atividade. A ideia surgiu no ano passado, em meio ao período de pandemia, onde muitos serviços prestados passaram para o formato on-line.

MEC não usa R$ 220 mi em escolas Até o dia 20 de agosto, o governo Jair Bolsonaro não havia gasto nenhum centavo dos R$ 220 milhões reservados para o programa Educação Conectada, que busca levar internet para escolas públicas. Dificuldades de conexão estão entre os principais entraves para o ensino híbrido, aposta das redes de ensino na retomada de aulas presenciais. Um quarto das escolas públicas brasileiras não tem acesso à internet e, mesmo entre aquelas com conexão, poucas têm velocidade adequada para o uso pedagógico de professores e alunos. Procurado, o Ministério da

Educação não respondeu aos questionamentos da reportagem. O governo Bolsonaro já vetou proposta que garantia internet a alunos pobres e, depois da derrubada do veto pelo Congresso, brigou na Justiça para não investir R$ 3,5 bilhões previstos na lei. Além disso, a atual gestão editou uma medida provisória que alterou a lei e retirou prazos para esse investimento. Com a inação do Executivo, especialistas veem nas contrapartidas do edital de implementação do 5G possibilidades reais de tirar 19.782 escolas de uma espécie de apagão de conectividade, além de ampliar

a velocidade na grande maioria dos colégios. O Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações também é elencado como fonte de recurso. Além de fugir da obrigação de novos investimentos durante a pandemia, o MEC tem patinado nos investimentos de programas já existentes que buscam garantir internet. O Educação Conectada é um exemplo. A execução do programa tem sido inconstante desde 2019. No primeiro ano de governo Bolsonaro, apenas 40% dos recursos orçados foram executados, chegando ao total de R$ 85 milhões, contra R$ 117 milhões do ano anterior.

Bolsonaro vai ao STF contra lei de profissionais de Saúde O presidente Jair Bolsonaro acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) contra uma lei aprovada pelo Congresso Nacional que prevê compensação financeira a profissionais de saúde da linha de frente do combate à covid que ficaram incapacitados para o trabalho de forma permanente por terem contraído a doença. A lei prevê, por exemplo, indenizações de R$ 50 mil. Inicialmente, tinha sido vetada pelo Executivo, mas o veto foi derrubado no Congresso. Além de garantir recursos a profissionais e trabalhadores em saúde, a lei inclui entre possíveis beneficiários os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, além de herdeiros, cônjuges, companheiros e dependentes dessas pessoas. A ação, assinada também pelo advogado-geral da União, Bruno Bianco, pede a suspensão dos efeitos da regra. Para o governo, a aprovação do texto violou princípios constitucionais por invadir tema de competência do Executivo, por criar benefício cujo pagamento vai se estender para além da pandemia e por não prever fonte de custeio

Bruno Bianco

para os gastos. "Embora se compreenda as razões de mérito da norma impugnada, em relação ao reconhecimento dos profissionais que atuaram diretamente no combate ao novo coronavírus e à preocupação com aqueles que ficarem incapacitados ou que vierem a falecer em decorrência da covid-19, verifica-se que o texto do referido diploma foi extremamente impreciso ao estabelecer os beneficiários da compensação financeira", diz o texto.

Estudo sobre uso de máscara deve divulgado em outubro Pedido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desde junho, o uso facultativo de máscaras para quem se vacinou ou se recuperou da covid-19 é tema de estudo do governo federal que tem conclusão prevista para o mês de outubro, afirmou o Ministério da Saúde. A informação veio da assessoria de imprensa da pasta depois que informações, via Lei de Acesso à Informação, trouxe detalhes sobre o estudo anunciado no começo daquele mês pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

O anúncio do ministro minimizou fala anterior de Bolsonaro mais cedo no mesmo dia. Durante evento para assinatura de projeto de lei, o presidente respondeu às críticas que sofria por não usar o equipamento em aparições públicas e garantiu que Queiroga iria "ultimar" um parecer desobrigando o uso de máscaras nestes grupos. "Ele (Queiroga) vai ultimar parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados para tirar essa ", comentou o mandatário.

Rio Grande do Sul ultrapassa 34 mil mortes pelo coronavírus

Leite chega a R$ 1,71 em ano de safra contida

Bozano abre processo seletivo para agente comunitário de Saúde

Com mais 47 mortes confirmadas pela Secretaria Estadual de Saúde, o Rio Grande do Sul chegou à marca de 34.011 óbitos atribuídos ao coronavírus ontem. Assim, a mortalidade da doença em cidades gaúchas subiu para 298,9 a cada 100 mil habitantes. A letalidade se mantém em 2,4%.A secretaria também reportou mais 1.786 contaminados, de um total de 1.402.070 pessoas que contraíram a doença desde o início da pandemia no Estado. Dessas, 97% se recuperaram.

O valor de referência do leite projetado para agosto no Rio Grande do Sul atingiu R$ 1,71 com base em dados apurados nos primeiros dez dias do mês pelo Conseleite. O indicador, divulgado na manhã de ontem, representa uma elevação de 0,45% em relação ao consolidado de julho, que foi de R$ 1,7082.

A Administração Municipal de Bozano abriu as inscrições para contratação de agente comunitário de Saúde. O processo seletivo simplificado termina às 16h30 do dia 3 de setembro. A seleção será para atuar na microárea de Santa Lúcia, Rincão de Jesus e Rincão dos Figueiras. A contratação será temporária com carga horária de 40 horas semanais e remuneração mensal de R$ 1.530,37 vale alimentação de R$ 170.


Jornal da Manhã

QUarTa-FEIra, 25 dE agosTo dE 2021

TRÁFICO

Polícias combatem venda de novo tipo de droga

Apreensões de maconha Skank foram feitas em duas oportunidades em agosto

O tráfico de drogas em Ijuí, além de apostar em entorpecentes considerados comuns, tem levado ao mercado drogas mais potentes, que causam preocupação tanto para as forças de segurança, como também para a comunidade. No início do ano, as atenções estavam voltadas às drogas consideradas sintéticas, como ecstasy e LSD. Em fe-

vereiro, uma grande apreensão destes entorpecentes foi feita no Centro da cidade, com mais de 100 frações das drogas. Atualmente, a preocupação é referente à comercialização da maconha chamada Skank, ou por muitos chamada de supermaconha. A Skank é uma droga mais potente que a maconha, ambas são retiradas da espécie Can-

nabis sativa e, por esse motivo, possuem em suas composições o mesmo princípio ativo - THC (Tetra-hidro-canabinol). A diferença é proveniente do cultivo da planta em laboratório. A espécie Skank é mais entorpecente que a maconha, seu uso leva a alterações da serotonina e da dopamina no organismo, e fazem o indivíduo ter dificuldades de concentração por provocar danos aos neurônios. Provoca também lapsos de memória e afeta a coordenação motora. Somente em agosto a Skank foi encontrada em duas oportunidades. Uma pela Brigada Militar, no dia 9, quando foram apreendidos mais de meio quilo do entorpecente com três adolescentes no Centro do município. A outra apreensão ocorreu na noite da última sexta-feira, durante abordagem feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-285. Na ocasião foram localizados cinco quilos da maconha.

Evasão de divisas é investigada pela PF A Polícia Federal deflagrou a operação P2P para combater os crimes de organização criminosa, evasão de divisas, operação ilegal de instituição financeira e lavagem de dinheiro. A ação ocorreu na fronteira com o Uruguai.

Está sendo investigada a remessa ilegal de mais de R$ 11 milhões ao país vizinho. Houve o cumprimento de três mandados judiciais de prisão e de outros quatro de busca e apreensão, além do bloqueio de contas bancárias, indisponibili-

dade de bens imóveis e sequestro e arresto de veículos. Indícios apontam que a remessa dos valores ao exterior teria como principal objetivo a evasão de divisas, câmbio ilegal e lavagem de dinheiro. O trabalho investigativo terá prosseguimento.

PC faz ação para combater golpe dos nudes A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos e Defraudações (DRCID), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), deflagrou ontem a Operação Alfarrábio, com objetivo de combater o Golpe dos Nudes. Foram cumpridas 16 ordens judiciais, sendo sete prisões preventivas e nove mandados de busca e apreensão nas cidades de Alvorada, Canoas, Viamão, Erechim e Charqueadas; e, ainda, na Penitenciária Estadual do Jacuí, Penitenciária Estadual de Canoas III e Colônia Penal Agrícola. Foram presas preventivamente e apreendidos diversos cadernos com anotações sobre o golpe, telefones celulares, dentre outros objetos. O crime conhecido como Golpe dos Nudes consiste, ini-

cialmente, com o envio às vítimas de solicitações de amizade por redes sociais de mulheres jovens e atraentes para homens, geralmente de meia idade. Num segundo momento, via whatsa-

pp, compartilham fotos íntimas, que serão utilizadas na extorsão. A vítima, então, passa a receber ligações dos supostos pais da menina e/ou de falsos policiais civis, os quais pedem dinheiro.

Operação prendeu seis pessoas envolvidas com o golpe em cinco cidades

11

Suspeitos de integrar facção são presos em Cruz Alta A Polícia Civil de Cruz Alta, por meio da Draco, com apoio da DP e Decrab, cumpriu mandados de busca e apreensão em três residências no bairro Vida Nova II. Dois indivíduos foram presos em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico, sendo apreendidas porções de cocaína, uma balança

de precisão, valores em dinheiro, celulares e anotações relativas à atividade que praticavam. Os indivíduos, 35 e 36 anos, conforme investigação, são integrantes de organização criminosa que atua na cidade. Eles têm antecedentes por tráfico e associação para o tráfico, além de receptação.

Mandados de prisão geraram apreensão de cocaína, dinheiro e uma balança

Plantão

DROGAS

SOBREVIVENTE

Na manhã de ontem, na BR470 em Lagoa Vermelha, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu uma carga de maconha, que era transportada em um Peugeot 2008 roubado em São Paulo. Em uma ação com a participação do serviço de inteligência da PRF. No carro, centenas de tabletes de maconha foram encontrados no porta-malas e nos bancos.

Permanece internado em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Caridade de Ijuí, Márcio de Oliveira, 39 anos, morador de Condor. Ele estava em um dos veículos envolvidos em um grave acidente de trânsito ocorrido na manhã de segunda-feira, na BR-158, em Panambi. Os outros três ocupantes morreram.

PORNOGRAFIA

ARMAS

Três foram presos na Operação Infância Protegida em Porto Alegre. Investida combate o armazenamento, a produção e o compartilhamento de pornografia infantojuvenil na Internet. Trio tem 25, 28 e 43 anos. Uma quarta pessoa foi detida por posse de drogas. Foram apreendidos computadores, notebooks, tablets e outros.

A Polícia Rodoviária Federal prendeu duas mulheres transportando 25 pistolas argentinas, com 50 carregadores próprios, e dois carregadores de AK-47, escondidos em uma adaptação oculta no banco traseiro de um Honda City. A ação ocorreu na segunda-feira, em Lajeado, na BR-386, e contou com serviço de inteligência da PRF.

FURTOS

ACIDENTE

A Brigada Militar realizou a prisão de dois homens por furto qualificado no Centro de Carazinho. Após informações de que indivíduos haviam pulado a cerca do Fórum e estariam furtando um ar condicionado do local, guarnições deslocaram-se até o endereço, e localizaram os dois acusados com o objeto furtado em carrinho.

Um caminhoneiro, 38 anos, morreu após um grave acidente de trânsito no km 662 da BR285, em São Borja. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão envolveu um ônibus que estava vazio e a carreta, que havia batido na lateral de um outro caminhão anteriormente. O motorista ficou preso nas ferragens e faleceu no local.


12

Jornal da Manhã

QUARTA-FEIRA, 25 DE AGOSTO DE 2021

MEDIDA

Taxa extra na conta de luz pode dobrar As medidas adotadas pelo governo para evitar um racionamento de energia elétrica vão custar caro para o consumidor. Novos cálculos internos do governo apontam para a necessidade de que a bandeira vermelha nível 2, hoje em R$ 9,49 a cada 100 quilowatts-hora (kWh), seja elevada para algo entre R$ 15 e R$ 20. Há ainda um cenário-limite de até R$ 25, mas é improvável que ele seja adotado. Na próxima sexta-feira, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deve definir qual bandeira vai vigorar nas contas de luz do mês de setembro. Como não há sinal de melhora nas condições de abastecimento e diante da situação crítica dos reservatórios das usinas hidrelétricas, a expectativa é que a bandeira vermelha nível 2 seja mantida até o fim do ano Em junho, a agência abriu consulta pública para decidir se manteria a taxa extra em R$ 9,49 ou se aumentaria o valor para R$ 11,50. Esses valores, no entanto, foram propostos pela Aneel antes das ações adotadas pela Câmara de Regras Excepcionais para a Gestão Hidroenergética (Creg), grupo presidido pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e criado por meio da Medida Provisória 1055. Desde que o comitê foi criado, o governo adotou diversas ações para tentar evitar apagões

ou ainda a necessidade de um racionamento de energia. A termelétrica William Arjona, em Mato Grosso do Sul, por exemplo, tem um custo variável superior a R$ 2,4 mil por megawatt-hora (MWh), e a importação de energia da Argentina e do Uruguai, por exemplo, custa mais de R$ 2 mil por megawatt-hora (MWh). Por dia, o Brasil importa 2 mil megawatts dos países vizinhos. As despesas com térmicas mais caras são pagas pelas distribuidoras praticamente à vista, e o repasse ao consumidor pode ser feito de duas formas: ou pelas bandeiras, ou no reajuste anual. A previsão da Aneel é que a Conta Bandeiras feche o ano com déficit de R$ 8 bilhões. As

medidas emergenciais já adotadas devem aumentar o rombo em mais R$ 2,4 bilhões a R$ 4,3 bilhões. As empresas reclamam que o caixa está no limite e não há como carregar valores tão elevados por tanto tempo. Outras ações que devem começar a ser implantadas em setembro também terão custo elevado, ampliando o buraco das distribuidoras. É o caso do programa de estímulo à economia pela população, que prevê o pagamento de um bônus na conta de luz de quem poupar eletricidade, e a resposta à demanda, que pretende remunerar indústrias que conseguirem deslocar seu consumo para horários menos concorridos em termos de consumo

Endividamento bate recorde no Brasil O País alcançou em agosto um recorde 11,890 milhões de famílias endividadas, segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A Peic (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), iniciada em 2010, registrou ápice de 72,9% dos lares brasileiros com dívidas em agosto, alta de 1,5 ponto porcentual em relação a julho, quando essa proporção era de 71,4%. O indicador já acumula nove meses de aumentos consecutivos. Na comparação com agosto de 2020, quando o total de endividados somava 67,5%, o avanço foi de 5,4 pontos. Ou seja, em apenas um mês, mais 251,6 mil famílias contraíram dívidas. Em um ano, são mais de 930 mil lares endividados

a mais. A pesquisa da CNC considera como dívidas as contas ainda a vencer no cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, crédito consignado, empréstimo pessoal, prestação de carro e de casa. "Esse endividamento começou a apontar uma tendência de alta entre novembro e dezembro do ano passado, só que, de abril para cá, houve um acirramento desse crescimento. Isso aconteceu nos dois grupos de renda (baixa e alta), mas as características de endividamento entre esses grupos é diferente", diz a economista Izis Janote Ferreira, responsável pela pesquisa da CNC. Entre as famílias de renda mais baixa, que recebem até 10 salários mínimos mensais,

74,2% estão endividadas, um recorde. Na faixa de renda mais elevada, que recebe mais de 10 salários mínimos mensais, também há um ápice de 67,6% de endividados. A situação ainda difícil do mercado de trabalho, com elevado nível de desemprego, e a inflação elevada, com choques de preços em itens essenciais como alimentos, estão impulsionando a maior contratação de dívidas pelas famílias, especialmente as de renda mais baixa. "As pessoas estão recorrendo ao cartão de crédito para consumir produtos de primeira necessidade, porque o dinheiro não dá para fechar o mês. É para poder fechar as contas, para poder chegar ao fim do mês minimamente com as contas em dia", justificou Izis.

CCJ aprova projeto que prevê câmeras em policiais A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou ontem o projeto de lei 211/2020, da deputada Luciana Genro (PSOL), que determina a instalação de câmeras em viaturas e uniformes da Brigada Militar e da Polícia Civil no Rio Grande do Sul. O PL deve agora passar a tramitar em uma comissão de mérito antes de ir para votação em plenário. “É preciso avançar neste assunto, que já vem sendo implementado em outros estados com resultados muito positivos. A instalação das câmeras têm diminuído muito a ocorrência de violência por parte da polícia e também contra a polícia, pois gera uma sensação de controle e segurança tanto nos agentes quanto na população”, disse Luciana Genro. O PL recebeu o nome de Lei Gustavo Amaral, em referência ao jovem engenheiro negro que foi morto em meio a uma ação policial na cidade Marau enquanto ia ao trabalho. O caso gerou uma disputa de versões entre a Brigada Militar e a família de Gustavo, que até hoje luta por justiça. “Situações como essa vão diminuir drasticamente quando todas as viaturas e uniformes tiverem câmeras. E, caso ocorram, terão um desfecho justo, seja para as partes abordadas, seja para a

polícia, pois as imagens permitirão uma análise concreta dos acontecimentos ao invés de uma disputa de versões”, acrescentou a deputada. O projeto foi aprovado na CCJ por 7 votos a 3. Votaram a favor os deputados Pepe Vargas (PT), Luiz Fernando Mainardi (PT), Juliana Brizola (PDT), Vilmar Zanchin (MDB), Elizandro Sabino (PTB), Luciano Zucco (PSL) e Elton Weber (PSB). Os deputados Francisco Turra (PP), Frederico Antunes (PP) e Mateus Wesp (PSDB) votaram contra. Tiago Simon (MDB) se absteve e Sergio Peres (REP) estava ausente.

Luciana Genro

Debate sobre combinação de vacinas diferentes avança Implementada no Exterior para frear a covid-19, a vacinação feita com imunizantes diferentes vem se tornando cada vez mais alvo de discussões no Brasil.Amedida, chamada de intercambialidade vacinal, ganha força em meio ao avanço da Delta - e está sendo estudada pelo Ministério da Saúde e pelo governo do Rio Grande do Sul. O assunto voltou à discussão em um momento no qual a produção de AstraZeneca pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) está abaixo do esperado e no qual cada vez mais estudos sugerem que todas as vacinas, meses após a segunda aplicação, reduzem a eficácia, o que indicaria necessidade de terceira dose e consequente maior demanda por imunizantes. Entre os pontos positivos da intercambialidade, estão evitar o atraso da segunda dose, controlar o avanço da Delta e, conforme sugerem alguns estudos, estimular ainda mais a resposta do sistema imune contra o coronavírus. Contra, no entanto, está a falta de estudos com número maior de voluntários e mais análises comparando o uso cruzado com o uso normal. No Brasil, o Ministério da Saúde autorizou em julho o uso de duas vacinas diferentes apenas para poucas exceções. Grávidas que tomaram a primeira dose de AstraZeneca podem tomar a segunda de Pfizer. A opção também é oferecida aos raríssimos casos de pessoas que desenvolveram reação alérgica na primeira dose de algum imunizante. Afora casos excepcionais, a orientação é seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI) e completar o esquema com o mesmo imunizante, ainda que o Ministério permita outras decisões. "A recomendação da pasta é de que os entes federados sigam à risca as estratégias definidas", diz a Saúde por e-mail.


Jornal da Manhã

QUARTA-FEIRA, 25 DE AGOSTO DE 2021

Esportes

PÚBLICO NO ESTÁDIO I

PÚBLICO NO ESTÁDIO II

A partida entre Brasil e Argentina, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, contará com a presença de até 12 mil torcedores na Neo Química Arena, em São Paulo. Ontem, a CBF anunciou que o jogo será um primeiro e importante teste para a presença de torcedores em grandes eventos esportivos no estado de São Paulo.

O protocolo foi discutido em conjunto com o Governo de São Paulo e a Federação Paulista de Futebol. O jogo seguirá as normas estabelecidas pelo Protocolo de Recomendações para Retorno do Público aos Estádios, da Comissão Médica Especial, com a supervisão das autoridades sanitárias estaduais e municipais.

Grêmio duela com Flamengo abrindo as quartas de final Grêmio e Flamengo duelam hoje às 21h30, na Arena em Porto Alegre, em jogo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. O técnico Renato Portaluppi reencontra o Tricolor pela primeira vez como rival na Arena.Depois de duas vitórias consecutivas no Brasileirão, mesmo ainda na zona do rebaixamento o Grêmio vive o seu melhor momento nos últimos dois meses. O jogo pode representar a consolidação de uma nova fase gremista na temporada.O técnico Felipão ainda não confirmou a volta do zagueiro Pedro Geromel. Ferreira fica na reserva como opção. O Grêmio apresentou, na tarde de ontem, o seu mais novo reforço, o colombiano Jaminton Campaz. O jogador disse que pensa em fazer história no clube e comentou a responsabilidade que é vestir a camisa 7, utilizada por ídolos gremistas como Renato Portaluppi e Paulo Nunes.O meia de 21 anos chega do Tolima, da Colômbia, e assina contrato até dezembro de 2025 com o Tricolor. O clube gaúcho pagou cerca de US$ 4 milhões (R$ 21 milhões) pela transferência. O reforço já foi registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e está apto a estrear. Foi relacionado para a partida. A principal novidade no Flamengo para esta

Lucas Uebel/Grêmio

Vice de futebol Marcos Herrmann apresentou ontem o meia colombiano Jaminton Campaz

quarta-feira é Andreas Pereira, meio-campista que foi anunciado como novo reforço do time para esta temporada. Contratado por empréstimo junto ao Manchester United, o atleta praticamente não treinou ainda na Gávea, mas viajou com o restante do elenco e está à disposição do técnico Renato Portaluppi. Na lateral-direita a dúvida é entre Matheuzinho e Isla.

GRÊMIO

FLAMENGO

Gabriel Chapecó; Vanderson Rodrigues (Geromel) Kannemann Rafinha; Thiago Santos Lucas Silva Douglas Costa Villasanti Alisson; Borja Técnico: Felipão

Diego Alves; Matheuzinho (Isla) Bruno Viana Gustavo Henrique Filipe Luís; Willian Arão Diego Everton Ribeiro Arrascaeta; Bruno Henrique Gabigol Técnico: Renato Portaluppi

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo, auxiliado por Daniel Paulo Ziolli e Evandro de Melo Lima. VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (quarteto paulista). Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Início:21h30.

Inter ganha mais uma opção no meio-campo O técnico Diego Aguirre iniciou ontem sob muita chuva a preparação do Inter para o jogo contra o Atlético-GO com um reforço. Recuperado de uma lesão muscular, Maurício participou normalmente da atividade no CT do Parque Gigante. A tarde ainda teve a visita de D'Alessandro aos excompanheiros.Maurício ficou fora de ação

13

nas últimas três semanas após sofrer lesão muscular na coxa esquerda nos primeiros 20 minutos do empate sem gols com o Cuiabá. Aguirre terá um desfalque certo no meio do campo para o jogo contra o Atlético-GO. Lindoso cumpre suspensão. O atacante colorado Palacios será desfalque contra o Bragantino na última

rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O jogador foi convocado ontem pela Seleção Chilena para jogar nas próximas três rodadas das Eliminatórias à Copa do Mundo. Ele participará das partidas diante do Brasil, dia 2 de setembro, contra o Equador, em 5 de setembro e diante da Colômbia, dia 9 do próximo mês.

Abertos os Jogos Paralímpicos de Tóquio

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 tiveram início na manhã de ontem, com a realização da cerimônia de abertura no Estádio Nacional do Japão. O tema foi Nós temos asas. Os medalhistas paralímpicos Petrúcio Ferreira, do atletismo, e Evelyn Oliveira, da bocha, foram os porta-bandeiras do Brasil no evento.Também participaram do desfile pela delegação brasileira a técnica da classe BC4 da bocha e staff da atleta Evelyn, Ana Carolina Alves, e o diretor técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Alberto Martins.Com direito a dancinha de Petrúcio e muita alegria de Evelyn, o Brasil foi o 116º país a desfilar na cerimônia, logo em seguida das Ilhas Faroe, já que a ordem do desfile dos países foi baseada no alfabeto japonês. No total, foram cerca de 6 mil atletas e integrantes de comissões técnicas que participaram da solenidade, além de 900 pessoas entre patrocinadores e convidados de honra. .A Seleção Brasileira masculina de goalball foi a primeira a estrear pelo país. Jogou contra a Lituânia na noite de ontem. A natação, segunda modalidade com o maior número de representantes, estreia no primeiro dia oficial de competições do evento, nesta quarta, com grandes nomes da natação nacional e mundial na piscina do Centro Aquático de Tóquio como o multimedalhista Daniel Dias (classe S5), Carol

GAUCHÃO FEMININO A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) publicou ontem a tabela básica do Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino. A competição terá início no dia 19 de setembro, com término previsto para 5 de dezembro.Os dois melhores de cada chave passam para as semifinais, a serem disputadas em partidas de ida e volta. A decisão do terceiro lugar e a final serão realizadas em jogo único.O Elite de Santo Ângelo em uma parceria com o Esporte Clube Ijuí, está na chave B ao lado do Internacional,Juventude, e Flamengo (Tenente Portela). Na chave A estão: Grêmio, Brasil (Farroupilha), Pelotas e Guarany (Bagé).A estreia do Elite será dia 19 de setembro em Ijuí, no campo da Associação Atlética Banco do Brasil(AABB), diante do Flamengo de Tenente Portela. Jogos do Elite 19.9- Elite x Flamengo 3.10-Internacional x Elite 10.10-Elite x Juventude 17.10-Juventude x Elite 24.10-Elite x Internacional 31.10-Flamengo x Elite

GAUCHÃO SÉRIE A2 I A 4ª rodada abriu ontem com dois jogos. No Estádio das Castanheiras em Farroupilha, Brasil e Cruzeiro de Cachoeirinha empataram em 2 a 2. Matheus Paulista e Alison marcaram os gols do Brasil. Menezes e Jadson anotaram os gols do Cruzeiro que manteve a invencibilidade. Em Crissiumal no Estádio Rubro-Negro, o União Frederiquense venceu o Tupi por 2 a 1, gols de Marquinhos e Tony Junior. Thiago descontou.

GAUCHÃO SÉRIE A2 II

A 4ª rodada tem andamento hoje com estas partidas às 15h: no Estádio Alberto Schwingel, Igrejinha x Veranópolis; no Estádio Altos da Glória em Vacaria, Glória x Passo Fundo. O Veranópolis lidera o grupo A com 9 pontos e na chave B os líderes são Lajeadense e Avenida com 9 pontos. Ontem caiu o primeiro técnico na competição. Claiton Santos foi demitido do Bagé.

ABERTO DE VÔLEI

Brasil foi o 116º país a desfilar na cerimônia de abertura dos Jogos

Santiago (S12) e Phelipe Rodrigues (S10).Em seu Planejamento Estratégico, o CPB estabeleceu como meta se manter entre as dez principais potências do planeta nos Jogos Paralímpicos.

Estão abertas as inscrições para o 1º Aberto de Vôlei de Duplas Feminino. Poderão ser realizadas até o dia 1º de setembro com Gabriel no Instagram Holz Arena ou pelo 51.9.8692.3327. As disputas serão no Holz Arena no dia 5 de setembro a partir das 9h. A prefeitura de Ijuí através da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo apoia o evento.


Jornal da Manhã

QUARTA-FEIRA, 25 DE AGOSTO DE 2021

NOVELAS

Cristina procura José Alfredo

Josué vê Maria Clara se aproximando com seu carro. José Alfredo leva Maria Ísis para seu esconderijo. Maria Clara conta para Maria Marta o que aconteceu com Maria Ísis. Cristina procura José Alfredo e conta sobre a ameaça de Maria Marta. Salvador muda sua pintura por causa de Helena. Maria Marta pensa na morte de José Alfredo. José Alfredo e Maria Ísis fazem as pazes. Érika pede que Téo não publique a declaração que Danielle fez para Maurílio. Robertão procura Érika. Leonardo enfrenta Enrico e Amanda comemora. Cláudio vibra com seus novos trabalhos.

Edir (?), fundador da Igreja Universal do Reino de Deus Papai, em inglês Inflamação de (?): amigdalite

Conclusão da fábula Tanque de vinícolas A mulher descrente de Deus

(?) Regina, cantora Inclusive Cantora e rapper paulistana

Santa (?): Estado natal de Guga

Adepto de ideias radicais

(?)-prima: a de Da Vinci é a "Mona Lisa"

O maior mamífero brasileiro

(?) de Angkor, atração do Camboja

Editores (abrev.) Ouvido, em inglês

Recomendação médica ao obeso

Metro (símbolo)

Sulca (o terreno)

Interjeição do gaúcho

Fúria Bárbara Paz, atriz gaúcha Morador da roça Dentro, em inglês

Formato do esquadro de pedreiro

Adjetivo associado ao cão

Embutido de origem italiana

BANCO

12

Solução

R

Império

"Cheio de", em "esperançoso"

F O F O C A

Agnaldo fica decepcionado com Sandra Helena e Wanderley e prefere não escutar as explicações da namorada e do irmão. Antônia passa o dia na festa de máscaras do Carioca Palace para observar o movimento do hotel. Canivete informa a Timóteo que a polícia está de olho nele. Eric convida Malagueta para trabalhar na empresa. Sandra Helena decide ir de penetra na festa. Sandra Helena beija Eric, e Douglas vê. Agnaldo comunica a Sandra Helena que Dona Marieta faleceu. Eric descobre que a consulesa falsa era Sandra Helena.

(?) raciais, forma de ação afirmativa

De você (pl.) Sucesso dos Titãs

M

Pega Pega

Sandra Helena beija Eric

Sensação que provoca o choro

Lideram a Otan (sigla)

U

Thereza sofre com a decisão de Luísa, e Celestina tenta confortar a imperatriz. Nélio pede ajuda a Eudoro para encontrar Tonico. Pedro celebra a permanência de Luísa no Brasil. Quinzinho compra um imóvel sem saber que está fazendo um mau negócio. Pilar confronta a Madre Zoé para cuidar de um menino. Eudoro repreende Dolores por tentar escrever para Pilar. Lota e Batista negociam a compra de Minervina com Borges. Luísa desabafa com Justina sobre o rancor de Thereza.

Rompe (contrato)

O C

Quinzinho compra um imóvel

© Revistas COQUETEL

Assunto dos sites Carta que Guardar sobre celebridades inicia um na Divisória ausente naipe do memória no "loft" baralho

Londres e Nova Iorque, pela importância e Torneio influência mundiais da Espanha Atração da quermesse (pl.)

2/in. 3/dad — ear. 5/lagar. 9/copa do rei.

Nos Tempos do Imperador

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

D R E I E U S T A S E O R A L N V A T E T A E T I M E A M B P E A L N H O

Desde a infância a personalidade vai se desenvolvendo por meio das aprendizagens de uns com os outros. Hábitos vão sendo incorporados em convívios que afetam maneiras de interagir no ambiente. Nem sempre há zelo em cuidar e preservar a natureza. O que dizer do consumismo por detrás das notícias que escancaram proble-

D O S C O O M O I S D A N E E G A R R A L M I

Cuidar do lugar

lugar de intervenção seja caminho para o cuidado de Gaia: nosso planeta, organismo vivo e única casa para viver. A beleza de um lugar bem cuidado não é obra do acaso. É zelo pessoal e coletivo para organizar sistemas de inter/ação que qualifiquem a vida no ambiente. É preservar árvores, fontes/cursos d'água, natureza, andar a pé ou bicicleta, repensar o lixo, limpar, reduzir, reutilizar, reparar, reciclar, reintegrar. Nem sempre é assim. Cuidar do ambiente é gostar de si. Representa o que se é, amor à casa, ao habitat e, como diz Clarice Lispector, "a direção é mais importante do que a velocidade". A temática do cuidado ambiental é complexa. Está presente no convívio social, em todo e qualquer âmbito da vida. Morar num lugar saudável afeta a personalidade, cria interações e aprendizados coletiva e individualmente responsáveis pela organização de cada espaço, desde a organização dos brinquedos, materiais da escola, quarto, guarda-roupa, casa, jardins, ruas, praças. Quem ama, educa, cuida!

P A A S R E D D E L A R G R A R A P I R L A

Edemar e Lenir Zanon

mas ambientais? Queimadas, produção/ destino de lixos, poluição, agrotóxicos, depredações, combustíveis fósseis, extinção de espécies, como anda a saúde ambiental? Situações de risco assolam a destruição da vida. Marcas de desleixo se propagam em nichos culturais que reproduzem sistemas, entre gerações. Conferências, fóruns, movimentos e ações em prol da causa ambiental destoam no cenário de vulnerabilidades e extermínios das condições necessárias à preservação da vida. Faz refletir o alerta de David Coimbra (em matéria recente de ZH) de que a pessoa que não cuida o lugar onde vive, "talvez goste pouco de sua cidade, ou talvez goste pouco de si mesmo". Sem romantizar ou incorrer em simplificações e ingenuidades, lembrando Caetano Veloso: "quando a gente gosta é claro que a gente cuida". Se cada pessoa, grupo, organização, instituição, sistema social, assumisse sua parte de responsabilidade, agindo coletivamente para melhorar o entorno onde vive, então, oxalá, cada

C A T A R I N A

CONVIVÊNCIAS

C I D A D E S G L O B A I S

14

Horóscopo Áries Ao se atualizar internamente, você se permite abandonar as questões emocionais que comprometem a sua tranquilidade e o seu bem-estar. Desapegue do que ficou no passado. É tempo de seguir em frente. Touro Ainda que o pensamento objetivo perceba detalhes que fazem a diferença em nossos resultados, é preciso também reconhecer o valor subjetivo da imaginação. É tempo de ser inspirado pelas suas fantasias. Gêmeos Neste momento seu poder criativo está em alta e as ideias estão sendo estimuladas por novos pontos de vista. Por isso mesmo é preciso se organizar para concretizá-las. É tempo de amadurecer seus projetos. Câncer A sua mente se abre para as infinitas possibilidades, sugerindo uma maior curiosidade. Permita-se viver experiências que lhe tragam novas informações, percepções e orientações. É tempo de renovar o olhar. Leão Hoje você encontra desafios ao expressar suas ideias. Mantenha-se em silêncio para selecionar as suas palavras com cuidado. É tempo de respeitar o seu ritmo, organizando a mente e evitando os impulsos. Virgem Se você sentir que vale a pena parar para aperfeiçoar o caminho até suas metas, faça isso com a certeza de estar facilitando ainda mais a obtenção do seu sucesso. É tempo de usar o seu senso crítico. Libra Cuidar de si é a maior prova de amor à vida. Abra espaço na rotina para momentos de relaxamento e descontração, permitindo assim a restauração do seu equilíbrio. É tempo de valorizar as suas necessidades. Escorpião Ao usar a sua sabedoria espiritual, você naturalmente se destaca e é reconhecido pelos outros, afinal, sua sensibilidade promove percepções e entendimentos únicos e preciosos. É tempo de usar o seu talento. Sagitário O seu poder pessoal ilumina agora os seus sonhos, seja simplesmente acreditando neles, ou elaborando estratégias eficientes rumo às realizações. É tempo de ter fé na sua força e no seu merecimento. Capricórnio Quando você resiste àquilo que deseja viver, acaba comprometendo o seu contentamento. Seja generoso com as suas necessidades, abrindo-se para o lado bom da vida. É tempo de prezar pelo seu prazer. Aquário Nem sempre o caminho que se está trilhando é o que traz significado à existência, e por isso é preciso fazer valer a liberdade, mudando de ideia quando preciso for. É tempo de repensar suas intenções. Peixes Quando aceitamos as falhas que cometemos, nos permitimos crescer com elas em vez de gastarmos energia lamentando o ocorrido. Use os fatos a seu favor e aprimore suas técnicas. É tempo de se aperfeiçoar.


Jornal da Manhã

QUARTA-feiRA, 25 de AGOSTO de 2021

15

BAIRROS

Palestra sobre Jornalismo Digital aborda práticas, tendências e desafios da profissão Por Krislaine Baiotto, acadêmica do curso de Jornalismo da Unijuí.

A palestra “Jornalismo Digital: práticas e tendências” na disciplina de "Jornalismo Digital” ministrada pela professora Gisele Noll. A palestra contou com a participação da jornalista e relações públicas, empregada atualmente na Deutsche Welle, Leila Endruweit, e da jornalista, doutora em Ciências da Comunicação e atual professora substituta no curso de Jornalismo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Tássia Becker Alexandre. Com transmissão aberta no YouTube, o evento contou com a participação de alunos de outras turmas de comunicação e professores da Unijuí e da comunidade em geral. Com a temática do evento voltada às práticas e tendências do jornalismo digital, as convidadas contaram um pouco de suas histórias como acadêmicas e profissionais da área. Leila apontou alguns desafios tanto do passado quanto do presente do modelo de Jornalismo Digital. “Um dos maiores desafios do jornalismo digital, hoje, é reter as pessoas''. Outra questão desafiadora abordada por ela foi trazer o público do impresso para o digital. O dilema entre o que é jornalisticamente ético e relevante ao público e o que fornece cliques foi, também, abordado. Leila comentou sobre as diversas estratégias existentes para manter um jornalismo ético e que chame a atenção dos leitores como, por exemplo, o uso dos hyperlinks. Ainda sobre isso, a palestrante trouxe para sua fala que os tipos de jornalismo se complementam: “é um ecossistema, uma coisa precisa da outra”. A palestrante Tássia trouxe para a discussão o desenvolvimento de uma linguagem específica para dispositivos móveis, proposta elaborada em sua tese de doutorado, intitulada “Linguagem jornalística autóctone para dispositivos móveis”.

Moradores do Thomé de Souza reivindicam melhoria em rua As péssimas condições da rua João Eickhoff, no bairro Thomé de Souza, preocupam os moradores que solicitaram apoio junto à Secretaria Municipal de Obras e Desenvolvimento Urbano e Trânsito. O local possui estrada de chão e, conforme a comunidade local quando chove a situação fica mais complicada, com barro nas portas das casas. Já nos dias de calor, a poeira incomoda os moradores. Conforme o presidente do bairro, Gilberto da Fontoura a situação foi levada ao Executivo. “A demanda é antiga, a rua está em condições precárias com buracos e sem iluminação. Como líder comunitário sou

cobrado. Estive na secretária e eles se comprometeram em arrumar, mas nada acontece. Ficamos tristes com a situação que causa problemas nos carros dos moradores e dificulta o tráfego”, destaca. O vereador Rodrigo Noronha (Progressistas) esteve no local após pedidos dos moradores. Segundo ele, as obras devem acontecer. No entanto, com o maquinário quebrado, os moradores devem aguardar o concerto para iniciar as obras na rua. "Estamos atentos às reclamações e necessidades. Nossas demandas municipais são inúmeras, auxiliando a comunidade. Eu colaboro com o poder público”, enfatiza.

Oficina de confeitaria é realizada pela Apae

Buracos em rua João Eickhoff preocupa moradores e causa transtornos

Interact entrega donativos para o Ponto das Roupas O projeto Aquecendo Vidas desenvolvido pelo Interact, grupo de adolescentes vinculados ao Rotary Clube Nova Geração, tem o objetivo de arrecadar agasalhos. Na última ação o grupo arrecadou mais de 750 peças entre roupas/calçados e cobertas, que foram destinadas a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) em parceria com Gabinete da Primeira Dama para distribuição junto ao Ponto

das Roupas. "São ações em conjunto associadas à forca da comunidade que nos projetaram para a maior arrecadação de Campanha do Agasalho da história", agradeceu Andressa Carvalho, primeira dama do município. A comunidade também pode doar peças de roupas e calçados ao Ponto das Roupas que funciona no prédio da Secretária e atende das 8h às 11h e das 13h30 às 16h de segunda a sexta-feira

Confeiteira Alexandra Riedel ministra aula de confeitaria para alunos da Apae

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) está realizando uma série de atividades para comemorar a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, com o tema Transformar Conhecimento em Ação. A programação segue até o sábado. Nesta semana foi realizada uma oficina de confeitaria para mãe e alunos. Foi feito na aula, uma produção de brownie, ministrada pela confeiteira Alexandra Riedel. A transmissão foi realizada pelo canal do Youtube da entidade. Mesmo de casa, os alunos

participaram e movimentaram as redes sociais da Apae, compartilhando o novo conhecimento adquirido em casa com a sua família. Segundo a presidente da Apae, Avani Brizzi, o patrocínio e incentivo da comunidade é muito importante para a realização das atividades. “Sem apoio não teríamos conseguido fazer esta semana especial e nem o nosso lançamento do livro. As empresas podem ajudar na inclusão e fazer uma Educação, Saúde e Assistência Social melhor”, finaliza Avani.

Projeto Aquecendo Vidas tem como objetivo arrecadar agasalhos para doação


www.clicjm.com

GRÊMIO ENCARA O FlAMENGO NA ARENA

INClusÃO

No reencontro com o técnico Renato Portaluppi, o Tricolor joga pelas quartas de final da Copa do Brasil. | 13

BRAsIl EsTREIA NAs PARAlIMPÍADAs Eduardo Leite entregou à Assembleia o projeto da Lei Gaúcha de Acessibilidade e Inclusão. Se for aprovado, o RS será o primeiro do País a ter sua própria legislação | 8

CREMERs AlERTA sOBRE EXERCÍCIO IlEGAl DA MEDICINA NO EsTADO

No primeiro dia oficial de competições, o País participa das provas de natação no Centro Aquático de Tóquio. | 13

REIVINDICAÇÃO

EM 2021, o Conselho Regional de Medicina encaminhou ao Ministério Público Estadual e à Polícia Civil 47 denúncias de exercício ilegal da Medicina. | 4

PORTAl REúNE TODOs Os sERVIÇOs PREsTADOs POR CARTóRIOs GAúChOs Iniciativa lançada por entidades permite ao cidadão que, em uma única plataforma, encontre informações sobre os diferentes tipos de cartório do Rio Grande do Sul. | 10

Moradores do bairro Thomé de Souza reclamam das péssimas condições da rua João Eickhoff, que está cheia de buracos | 15

É uma responsabilidade coletiva, ela não é uma responsabilidade só da família ou só daquela pessoa, isso é uma mudança de visão que precisa cada vez mais acontecer.

Leia Opinião JM na página 6

Profile for clicjm

Jornal da Manhã - Quarta-feira - 25-08-2021  

Jornal da Manhã - Quarta-feira - 25-08-2021  

Profile for clicjm
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded