Page 1


Capa Juliana do Amaral de Souza Denner Wylly de Araújo Lima

Coordenação e Edição Prof. Cleudemarcos Lopes

Orientações Prof. Iseuda Lima

Revisão ortográfica Prof. Neide Moura

Apoio: NTE – Núcleo de Tecnologia Educacional – 10ª CREDE Fátima Gonçalves Eliana Batista Monalisa Chaves


AUTORES Adja Nyara de Freitas Viana Maria Leiliane Carneiro de Aquino Francisca Claudenira Gomes Vanessa Moreira Paloma Mendes Chaves Ana Patrícia do Amaral Monteiro Gabriela Kerle de Souza Hérick Claudino Mendes Janaína Bezerra Pinto Kherliana da Silva Nogueira Lusiana Moreira de Oliveira Márcia Carlene dos Santos Marciana da Silva Moreira Marineide de Sousa de Oliveira Priscilla Colares Gondim

Alunos do 3º Ano do Curso Técnico em Enfermagem da Escola Estadual de Educação Profissional Avelino Magalhães Tabuleiro do Norte – Ceará 2011


Amar Que pode uma criatura senão, entre criaturas, amar? amar e esquecer, amar e malamar, amar, desamar, amar? sempre, e até de olhos vidrados amar? Que pode, pergunto, o ser amoroso, sozinho, em rotação universal, senão rodar também, e amar? amar o que o mar traz à praia, o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha, é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia? Amar solenemente as palmas do deserto, o que é entrega ou adoração expectante, e amar o inóspito, o cru, um vaso sem flor, um chão de ferro, e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de rapina.Este o nosso destino: amor sem conta, distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas, doação ilimitada a uma completa ingratidão, e na concha vazia do amor a procura medrosa, paciente, de mais e mais amor. Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa amar a água implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita. Carlos Drummond de Andrade Disponível em: http://www.casadobruxo.com.br/poesia/c/drumond11.htm


APRESENTAÇÃO

Este livro é resultado de um trabalho de discussões e reflexões sobre as idas e vindas do público adolescente, suas expectativas, sentimentos, anseios, sonhos e sobre o que pensam da vida e do futuro, especialmente focados no relacionamento afetivo entre meninos e meninas. Os textos produzidos estão reunidos aqui em sua totalidade por entendermos que a valorização do ser humano deve ser feita na íntegra, não importa o tamanho ou a qualidade. Cabe a cada leitor dar o devido valor.


INDICE

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

Namoro Namorar é bom Namoro é felicidade Namoro na adolescência Primeiro namorado Namoro, um passo para a felicidade Amor no namoro Namoro, a difícil conquista Namoro: uma fuga? Namoro, inspiração que nos faz feliz Namorar na adolescência Namoro, base de um relacionamento duradouro Tudo começa com um namoro Namorar Namoro Cristã


NAMORO

O namoro hoje em dia é muito diferente do de antes, antigamente o namoro era “santo”, existiam regras de pode e não pode, ditas pelos pais. No entanto, hoje em dia é considerado praticamente um casamento, pois antigamente era só um pegar na mão e um beijo no rosto, era considerado inocente. Enquanto hoje o namoro é uma verdadeira escola de falat de sentimentos, de falta de valores e principalmente falta de respeito, pois nos primeiros dias do namoro a garota se entrega em todos os sentidos sem ao menos conhecer o cara. Outra diferença é a idade: hoje em dia crianças com apenas 7 ou 8 anos já estão procurando namoro e em alguns casos perdendo a sua virgindade. Antes para namorar era preciso ter seus 18, e na porta de casa com seus pais do lado. Perder a virgindade só depois do casamento. Hoje os pais não têm um certo controle com seus filhos e eles ficam “soltos e livres” para fazerem o que querem, inclusive com seu namoro.

Adja Nyara de Freitas Viana Maria Leiliane Carneiro de Aquino


NAMORAR É BOM

Namorar é uma coisa muito boa quando duas pessoas se amam de verdade e um se entrega de coração para o outro. Em um namoro tem que haver um grande respeito, no casal um não deve trair o outro. No namoro tem muitas alegrias e tristezas, mas quase sempre tem mais tristezas, pois sempre os homens traem as mulheres e, como dizem, mulheres têm coração de manteiga e sempre saem perdendo, pois acabam perdoando o que eles fazem. Quando ainda não namoramos temos uma visão diferente de quem já namora. Quem não namora pensa que é besteira e diz que não gosta e que nunca vai fazer aquilo, mas quem já namora diz que namorar é bom. Bom, como eu estava dizendo, namorar é bom mas a gente tem que saber namorar e não nos deixar levar pelas loucuras do amor.

Francisca Claudenira Gomes


NAMORO É FELICIDADE

O namoro é e sempre foi uma forma de demonstrar carinho, afeto, sentimentos bons e desejáveis a outra pessoa.Ao longo das gerações o namoro vem passando por mudanças, por uma evolução que muitas pessoas não entendem. Antes era necessário muito tempo de contato entre duas pessoas para que elas demonstrassem seu carinho uma pela outra e iniciassem um relacionamento sério. Hoje as coisas não são bem assim, em pouco tempo se conhecem e na maioria das vezes já se relacionam intensamente sem compromissos sérios, coisas que seriam inaceitáveis há algum tempo atrás. Na maioria das vezes, o namoro entre os jovens é uma forma de sair da solidão, outros buscam se confortar na mídia. O namoro pode ser uma forma de ser feliz mas também pode ser o primeiro caminho para a infelicidade. As pessoas já não buscam mais por amor, mas sim por diversão, curtição, e hoje é muito comum ver pessoas brincando com os sentimentos das outras sem olhar para trás como se amanhã elas não pudessem amar! Namoro era para ser a união de duas pessoas que se amam intensamente , tentando sempre ser feliz e ser feliz ao fazer outra pessoa feliz. As pessoas já não têm mais capacidade de ser felizes fazendo outra pessoa feliz, já não tem mais capacidade de amar, não têm mais capacidade de namorar e muito menos não se doam umas às outras. E por isso pessoas já não têm mais a capacidade de serem felizes! Amar é viver, e viver amando é viver feliz. Vanessa Moreira


NAMORO NA ADOLESCÊNCIA

A cada dia que passa é mais comum o relacionamento entre jovens sem a preocupação com a saúde do coração e do corpo, e com isso aparecem as consequências. Junto com o namoro vem o sexo, sem segurança, sem amor, sem química. Muitos entre os jovens não têm ideia do quanto é perigoso para a saúde física e psicológica. Ouvi em algum lugar, não lembro qual, que alguns pesquisadores encontraram altas correlações entre as experiências sexuais precoces e o consumo de álcool e drogas. Por isso é importante que os pais tenham um diálogo aberto com os filhos aconselhando-os sempre antes de tomar qualquer decisão e orietando sobre a sexualidade com segurança. Namoro e sexo é muito bom, mas com responsabilidade é melhor ainda!

Paloma Mendes Chaves


PRIMEIRO NAMORADO

Letícia, por ser uma garota tímida, tinha poucos amigos. Mas, no Orkut tinha mais de 300. Ela gostava muito de sites de relacionamentos porque ajudava a combater a sua timidez. No Orkut, ela conheceu Caio que era amigo do primo de sua amiga Rafaela. Eles nunca se viram porque Caio morava em outra cidade, apenas conversavam por MSN e passavam horas. Mesmo assim, eles começaram a namorar. Enquanto Letícia vivia falando do seu amor por Caio para Rafaela, Rafaela vivia falando de suas lamentações com Gustavo para Letícia. Ela estava passando por uma crise no namoro, brigava por tudo e qualquer coisa. A última briga de Rafaela com o namorado foi quando veio a notícia que seu primo Ivan viria à cidade e Gustavo não gostou. Por outro lado, Letícia amou porque finalmente conheceria Caio, já que ele viria com Ivan. No dia da chegada, Letícia, Rafaela e até Gustavo foram à rodoviária para esperá-los e quando eles chegaram Gustavo logo ficou de “cara amarrada” e nem sequer falou com Ivan. Porém, Ivan falou animadamente com ele e sua prima Rafaela. Caio e Letícia se olharam e Letícia ficou envergonhada. Caio, sabendo de sua timidez, apenas beijou o seu rosto. Todos foram para casa de Rafaela e quando Ivan foi perguntado se estava namorando, ele respondeu que não e isso aumentou os ciúmes de Gustavo. Com isso, Gustavo ficou do lado de Rafaela o tempo todo até ela se irritar e mandá-lo embora. Ela disse que não suportava a atitude dele e que Ivan era apenas um primo do qual ela gostava muito. Gustavo até quis brigar com Ivan, e se não fosse Rafaela, eles teriam brigado. Ele foi embora bastante irritado.


Caio convidou Letícia para um passeio e ela aceitou. Eles caminharam pela cidade e conversaram. Aos poucos, Letícia foi perdendo a timidez até que ela o beijou. Depois do passeio, Caio voltou para casa de Rafaela e Letícia foi para a sua casa. Ela falou para a mãe sobre o seu namorado e ela ficou feliz, mas alertou sobre o seu pai que era bastante rígido. Como ela iria falar sobre Caio para o seu pai? Ela não sabia o que fazer, mas a sua mãe disse que ajudaria. Quando o pai de Letícia chegou em casa depois do trabalho, as duas o esperavam no sofá. Ele olhou desconfiado e logo perguntou o que havia acontecido. A mãe de Letícia iniciou dizendo que era algo importante e que primeiro ouvisse para depois falar. Letícia, em sua timidez, falou sobre o seu primeiro namorado. Logo, o seu pai ficou irritado, mas a sua mãe pediu para ele se acalmar. Letícia aos poucos foi falando e quando concluiu, esperou o seu pai falar. Ele começou a passar as broncas dizendo que ela era nova e que no seu tempo era diferente, mas a mãe de Letícia estava do lado ouvindo atenta e sempre revidava os seus argumentos. Logo, eles chegaram a um acordo: Letícia poderia namorar se Caio fosse até a casa deles e conversasse com eles. No dia seguinte, Letícia foi à casa de Rafaela e Caio estava lá conversando com Rafaela que chorava porque havia terminado com Gustavo. Letícia deixou o seu assunto de lado e foi consolar a amiga. Rafaela dizia que não dava mais e apesar de amar muito Gustavo, ela não suportava os ciúmes dele. Letícia ficou o tempo todo do lado da amiga e antes de voltar para casa, ela falou com Caio sobre a proposta. Ele falou que iria naquele momento. Os dois se despediram de Rafaela e foram para a casa de Letícia. Quando o pai de Letícia viu Caio, olhou de cima a baixo e parecia não ter gostado dele. A mãe de Letícia foi muito carinhosa com ele e só ela falou. Como o pai de Letícia cumpria o que prometia, deixou a filha namorar Caio. Letícia ficou feliz. Caio e Ivan passariam uma semana na casa de Rafaela e depois,


voltariam para casa. Letícia passou a semana ao lado do namorado, sem esquecer da amiga que sofria com o término do namoro. Às vezes, ouvia as reclamações do pai que mesmo tendo permitido, não queria ver a filhinha namorando. Ivan, por ser namorador, conquistou vários corações das garotas da cidade, mas ele não queria compromisso. Depois que a semana passou, Gustavo pediu desculpas e queria voltar com Rafaela, até prometeu mudar. Ele também pediu desculpas a Ivan que o perdoou. Rafaela disse que iria pensar e no mesmo dia voltou com ele. Ivan e Caio voltaram para casa, mas Caio passou a visitar Letícia quando podia. Finalmente, o pai de Letícia parou de reclamar quando percebeu que o namoro era realmente sério.

Ana Patrícia do Amaral Monteiro


NAMORO, UM PASSO PARA A FELICIDADE

Namorar não é apenas um passa-tempo, uma diversão, um esquema inventado na vida. Namorar significa muito mais que isso, muito mais que uma simples diversão, muito mais que um simples “ficar”. Namorar é, saborear maus e bons momentos da vida junto de alguém com quem aprendemos a ter um sentimento e uma afinidade maior, é compartilhar alegrias e tristezas, diversões e desânimos. Afinal, não é assim que os casais prometem um ao outro quando se casam? Só que antes disso, há uma longa história... E ao sabermos disso ficam as perguntas: Quem nunca chorou por um amor não correspondido? Quem nunca sorriu ao lado de quem ama? Quem nunca ficou desesperado ao ver seu (sua) amado(a) junto de pessoas que nós odiamos? Até mesmo, há perguntas que nem nós mesmos sabemos explicar sobre o amor. É na fase do namoro que conhecemos melhor um ao outro interiormente, é quando aprendemos a não ser mais tão egoístas, pois somos livres para escolhermos quem será o nosso “príncipe encantado”. Esta é uma das decisões mais importantes da nossa vida e deve ser bem pensada, pois, é quando escolhemos quem vai estar ao nosso lado em todos os momentos da nossa vida para participar de nossa felicidade futura. Afinal... Quem namora por passa-tempo, irá perceber que com o tempo, o amor passa e que no final restarão apenas lembranças.

Gabriela Kerle de Souza


AMOR NO NAMORO

Namorar não é só amar, e sim ser correspondido pelo amor do(a) companheiro(a). Muitos jovens começam a ficar e uma semana depois um diz para o outro que quer levar o relacionamento a um outro nível, porém às vezes um não quer, só que não quer deixar aquela oportunidade passar, pois muitas vezes já gosta do outro. Começam a namorar e um mês depois (talvez duas semanas) falam na “primeira vez” como se fosse a coisa mais normal do mundo. Geralmente um logo se assusta, demonstra estar mais maduro e diz que não está na hora, mas o outro insiste e coloca até situações como prova de amor até conseguir. Depois de alguns meses terminam como se nada tivesse acontecido.

Hérick Claudino Mendes


NAMORO, A DIFÍCIL CONQUISTA

Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namoro de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, de saliva, lágrimas, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Mas, namorado, mesmo, é muito difícil. Namorado não precisa ser o mais bonito, mas aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção dele não precisa ser parruda, decidida ou bandoleira: basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição. Quem não tem namorado, não é que não tem um amor: é quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes, mesmo assim pode não ter um namorado.

Janaína Bezerra Pinto


NAMORO: UMA FUGA?

Às vezes as pessoas se apegam muito ao namorado porque geralmente não têm o carinho dos pais em casa, têm poucos amigos para conversar, e enxergam na pessoa do namorado seu abrigo e refúgio, uma pessoa com quem você pode se abrir e falar dos seus problemas, quem poderá proteger. Mas quando

consegueguimos

esses “amigos” nos apegamos mais e

traçamos novas metas e objetivos para nossa vida, e os sonhos antes sonhados já não têm mais importância. Afinal, viver intensamente todos os momentos é o que quer o adolescente sem a preocupação com o futuro. Portanto, quero aqui deixar um conselho: se você pensa em ingressar numa Faculdade não se apaixone, cuidado para não perder as oportunidade de futuro, deixe as paixões para quando você já tiver encaminhado seu futuro. Seus estudos atualmente são mais importantes.

Kherliana da Silva Nogueira


NAMORO, INSPIRAÇÃO QUE NOS FAZ FELIZ

Ao falar sobre namoro lembro-me o quanto é facil se apegar às pessoas, e com isso penso que o apego ao namoro traz o desapego a outras coisas como a escola, a família e aos amigos, que são pessoas e coisas essenciais na nossa vida. Isso nos leva para uma breve reflexão: nossos pais, nossos amigos e a escola são algo que necessitam de tempo e compromisso em nossa vida e é por isso que não temos que pensar que o namorado é a unica coisa que nos faz feliz hoje e nos vai fazer felizes para sempre. Nós, seres humanos, achamos que para um bom relacionamento é preciso sempre estar perto, mas mal sabemos que cada um precisa de tempo para cuidar da sua própria vida. É por isso que existe tempo pra tudo em nossa vida e quase sempre começamos um relacionamento pelo simples fato de querermos alguém para sair, para mostrar aos nossos amigos que também temos um namorado, o que nos deixa popular. O namoro pode começar de uma amizade, do ficar, de um simples beijo, mas que mexe com a gente, nos deixa feliz quando está tudo bem ou triste

quando

temos

aquelas

briguinhas

que

são

normais

em

todo

relacionamento. Mas namorar é assim mesmo, tem suas vantagens e desvantagens, que são comuns em qualquer coisa que se faz no mundo. Estar ao lado de alguém que você ama é bom e muitas vezes nos inspira e é isso que nos deixa feliz.

Lusiana Moreira de Oliveira


NAMORAR DA ADOLESCÊNCIA

A maioria dos jovens está começando a namorar muito cedo. Namorar e não ficar. Acho uma decisão muito séria. Para os pais isso é horrível falar, já que para eles ficar é quando você tem uma relação sexual e, para nós jovens, definimos ficar como uma troca de carinhos, um período curto, sem compromisso de namoro no dia seguinte. Mas se falarmos que ficamos com alguém para os nossos pais eles nos matam. O namoro é um momento muito importante na vida da gente para nos amadurecer mais e proporciona o conhecimento e aprenddizagem de coisas novas, mas se um jovem falar para os amigos que está namorando ele será alvo de gozação porque para eles não existe mais isso. O que mais vemos também são jovens que namoram e rapidamente começam a fazer sexo muito cedo. Isso não é bom. As jovens ficam com medo de "perder" aquele rapaz "lindo e maravilhoso" e cedem à tentação, quando ele diz: "Querida, prove que me ama realmente e transe comigo... "Este é o golpe mais velho e mais baixo que existe! Ele, na verdade, não a ama, não está nem um pouco preocupado com ela nem com as consequências que ela vai enfrentar! Ele só quer se divertir com o corpo dela! Então pense bastante antes de fazer escolhas.

Márcia Carlene dos Santos


NAMORO, BASE DE UM RELACIONAMENTO DURADOURO

O namoro é a base de um relacionamento entre duas pessoas e vem com o passar dos tempos sofrendo alterações e várias mudanças. O namoro de hoje não é mais como era antes, como na época de nossos pais, além de termos o livre arbítrio de escolhermos um(a) companheiro(a) ainda podemos decidir se queremos um compromisso ou ficar por ficar, como é o caso de muitos jovens . O namoro é o início de todo relacionamento a dois e pode ser o início de uma história de amor com final feliz, ou não, entre duas pessoas. Para ser feliz precisa-se que seja um namoro no qual haja confiança, respeito, compreensão, amizade, companheirismo de ambos os lados e em todas as horas.

Marciana da Silva Moreira Marineide de Sousa de Oliveira


TUDO COMEÇA NAMORANDO

Em toda nossa vida exitem ótimas fases, quando a menina chega à fase de virar uma mocinha o que ela mais pensa é em namoro , como vai ser seu primeiro beijo, e com quem vai ser, é uma fase muito boa. O primeiro beijo vai ser com o amor da sua vida. Namorar é muito bom hoje em dia mas também é muito complicado, não tem só o seu lado bom , a menina começa a namorar com um menino hoje em dia, mas não basta estar com a pessoa só por estar, tem que gostar, ter um carinho muito grande, se não o namoro não vai da certo . No começo do namoro é tudo muito bom, como dizem por aí, “tudo são flores”, só amor, sem brigas e tudo mais. Só que o namoro envolve situações e atitude que para continuar com um relacionamento hoje em dia a gente tem que ter, como por exemplo, ter confiança um no outro, gostar de verdade mesmo. Mas também o namoro faz muto bem a uma pessoa, porque não há coisa melhor do que estar com alguém que a gente goste de verdade, saber que quando chega a noite tem aquela pessoa pra você abraçar, te dar carinho e nunca se sentir sozinha, saber que pode contar com o seu amor, pois um amor de verdade sabe ser seu amigo, ser companheiro e ser namorado, não há coisa melhor. Mas também vão existir várias barreiras em um namoro, problemas que todo relacionamento tem e só gostando de verdade para ir em frente e enfrentar os ciúmes, algumas brigas, as fofocas. Quando brigamos com um namorado sentimos muita falta daquela pessoa que estava junto de nós ali toda noite, e é só assim que percebemos o quanto gostamos realmente de uma pessoa, quando ela está longe. A saudade de um alguém que traz em nossa vida


mais felicidade. Portanto, vale a pena lutar por aquilo que a gente gosta sempre, pois um amor de verdade a gente nunca pode perder, deve valorizar, cuidar. Por que hoje e sempre nunca haverá algo tão lindo quanto o amor. E isso tudo que acontece na vida de uma pessoa começa com o namoro, encontramos a pessoa certa com um namoro, conhecemos melhor o outro no namoro, descobrimos sentimentos lindos ao lado do outro. E isso nos torna capazes de enfrentar tudo por um amor, pelo namorado, pela pessoa que nos faz mais felizes nesse mundo, que nos traz dias e mais dias de felicidade por que um namorado, um amor de verdade é para a vida toda, não é só por um dia, mês ou ano, um sentimento puro

e verdadeiro não é sempre que

a gente vai

encontar, e sim só uma vez .

Priscilla Colares Gondim


NAMORO CRISTÃ

O namoro é uma etapa importante e necessária no desenvolvimento do ser humano e na preparação para o futuro. Para se começar um namoro é preciso existir cumplicidade, amor, desejo, respeito... A persistência das angústias em relação à vida amorosa, apesar do conhecimento

e

das

liberdades

atuais,

tem

uma

explicação

óbvia.

Constantemente ouvimos os pais dizerem a seus filhos, principalmente às meninas: “Não está na hora ainda de namorar, primeiro os estudos!”. Contudo, no ambiente escolar, no grupo de amigos ou até mesmo no convívio com os amigos motiva ao namoro. Mas isso pode sim ser normal na vida dos jovens, mas precisamos ter a responsabilidade de sabermos que nosso namoro pode se encaminhar para uma coisa mais séria um “Casamento”. É por isso que deve ser encarado com muita responsabilidade. O namoro pode e deve ser agradável, mas também é sério. A seleção de um parceiro para o casamento é uma das mais significativas decisões que uma pessoa fará na vida. A Bíblia ensina que quando um homem e uma mulher se casam, deverão permanecer casados pelo resto de suas vidas. Por isso jovens amigos vamos ter muito cuidado ao namorar, para não nos enganarmos e nem magoarmos a ninguém, pois brincar com os sentimentos de alguém não é brincadeira é coisa séria. Não se preocupe se até agora você não conseguiu namorar ninguém, pois

Deus sempre tem alguém especial pra sua vida, basta você esperar o

tempo dele. E você não tem que se preocupar com o desejo carnal, e sim o espiritual.


E para você jovem cristã muito cuidado na hora de escolher um namorado, lembre-se sempre de seus princípios religiosos, procure sempre jovens como você, para que lá na frente você possa ter a certeza de que fez a coisa certa. Um bom companheiro é uma bênção maravilhosa em nossa vida. Suzane Maria Maia Conrado


NAMORO  

Relatos de adolescentes sobre suas angustias e reflexoes.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you