Page 127

Algumas figurações do monstro no cinema de Hollywood do século XX Jorge Manuel Neves Carrega1

Introdução O cinema de Hollywood nasceu na segunda década do século XX, com o desenvolvimento do chamado Studio System nas planícies da Califórnia, tendo desde cedo procurado afirmar-se como uma indústria cultural de massas, cuja produção cinematográfica se baseava em géneros de raiz literária que o teatro burguês vinha popularizando desde meados do século XIX. É, pois, inevitável que, tal como na literatura, pintura e teatro, o cinema tenha criado obras importantes em que a figura do “Monstro”, nas suas diferentes figurações, assumiu um papel central, particularmente em géneros emblemáticos como o filme de terror, de fantasia ou de ficção científica. Segundo o dicionário Priberam da Língua Portuguesa, o adjetivo masculino “monstro”, define uma “produção animal ou vegetal contrária à ordem regular da natureza”, um “ser monstruoso das lendas” e, em sentido figurado, “uma pessoa muito feia, perversa, desnaturada”. Foi de acordo com o significado mais comum da palavra que o cinema de Hollywood representou ao longo do século XX toda uma galeria de personagens monstruosas que hoje fazem parte do imaginário coletivo.

1 Mestre em Literatura Comparada e Doutor em Comunicação, Cultura e Artes pela UAlg. Investigador de Pós-doutoramento no CIAC – Centro de Investigação em Artes e Comunicação da UAlg.

O monstruoso na literatura e outras artes  

Entre 20 de outubro de 2017 e 9 de fevereiro de 2018 realizou-se um Ciclo de Conferências, dedicado à temática da representação do monstruos...

O monstruoso na literatura e outras artes  

Entre 20 de outubro de 2017 e 9 de fevereiro de 2018 realizou-se um Ciclo de Conferências, dedicado à temática da representação do monstruos...

Profile for clepul
Advertisement