Page 1


Sumário "Dedico este compêndio Introdução “A capacidade de ensinar não é um dom mágico contido nos cromossomos de uma minoria favorecida. Considerações preliminares sobre ensino e professores O ensino cristão é um chamado Divino. Os professores que Deus chama precisa de treinamento. Clima de aprendizagem


Tanto aluno quanto professor, influencia, positivamente ou negativamente, no clima da classe, mas, cabe ao professor tomar a iniciativa. Princípios fundamentais Liderança firme sem dominar a classe. Didática Princípios de didática Métodos didáticos Utilize ilustrações em profusão. Preparando lições com antecedência Poucos de nós alcançam seu melhor desempenho sob pressão.


Hermenêutica e exegese Hermenêutica é a ciência de interpretação textual Ferramentas de trabalho Bíblias Bibliografia: COLEMAN JUNIOR, Lucien E. Como Estudar a Bíblia; tradução e pequenas adaptações por Cesar Bueno.̶ 3. ed.̶ Rio de Janeiro: JUERP,1992. Compartilhe sua opinião escrevendo para: contato@cleitonantonio.com


"Dedico este compêndio à minha esposa Tânia de Paula, meu filho Kaick, e, a todos os amantes da palavra de Deus"


Introdução

“A capacidade de ensinar não é um dom mágico contido nos cromossomos de uma minoria favorecida. Ensinar é uma arte: pode ser aprendida, praticada e cultivada como qualquer outra habilidade de alto nível” Lucien E. Coleman Jr.


Trataremos da mesma coisa de sempre com idéias novas. A mesma coisa de sempre, mais idéias novas é igual à melhor aprendizagem.


Considerações preliminares sobre ensino e professores O ensino cristão é um chamado Divino. O Senhor continua convocando para a importante tarefa de ensinar a Bíblia. Efésios 4.11 “E Ele mesmo concedeu uns para... mestres”; 1ª Coríntios 12.28 “A uns estabeleceu Deus na igreja... mestres” (Almeida Revista e Atualizada, ARA).


Os professores que Deus chama precisa de treinamento. “Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” (Seja um bom obreiro, um obreiro que não precisa ficar envergonhado quando Deus examina o seu trabalho e ensina corretamente a palavra da verdade, Nova Bíblia Viva, NBV) 2ª Timóteo 2.15.


Na arte de ensinar não há substituto para o treinamento básico. A capacidade de ensinar é aperfeiçoada pela prática. Ninguém aprende a ensinar simplesmente ouvindo como se faz, a arte de ensinar se aprende fazendo, é preciso ler, assimilar, expor, errar, e, continuar tentando. “O único lugar aonde sucesso vem antes de trabalho, é no dicionário”. A Bíblia é o centro do ensino


cristão. A Bíblia deve ser a base de princípios de toda a Educação Religiosa Cristã. Família, Teologia Sistemática, Missões, entre outras tantas. A postura do professor em relação à tarefa de ensinar será em grande parte responsável pelo clima das aulas. O que o professor é e o que ele faz na classe de estudo bíblico, é tão importante quanto o que ele sabe. O professor deve conciliar: perícia (preparo, aptidão). com entusiasmo (disposição mental e física) de ensinar; e, sensibilidade (em relação aos alunos) e percepção (do ambiente) para cada dia de aula.


O que é ensino bíblico? Quando concluí um curso de Educação Cristã, (no Instituto Bíblico de Campinas, Goiânia, IBCAMP), descobri que havia aprendido apenas uma coisa: “Aprendi a aprender”. Aprendi a aprender, porque fui ajudado, orientado, guiado a aprender. O papel do professor é facilitar a aprendizagem, é despertar ideias na mente dos alunos.


Clima de aprendizagem

Tanto aluno quanto professor, influencia, positivamente ou negativamente, no clima da classe, mas, cabe ao professor tomar a iniciativa.


Num grupo de estudo bíblico, cada pessoa precisa ter a sensação de que é de casa, precisa se sentir valorizada, ter sua participação apreciada, ser conhecida, compreendida, ouvida, aceita como pessoa. Como Influenciar positivamente a classe? Dentre tantas, notemos algumas: Faça menção do aluno pelo nome, o som mais doce para uma pessoa é seu nome. Interaja com o aluno não só durante a aula, mas também, antes ou depois das aulas. Permita que o aluno fale participando da aula.


N茫o interrompa o aluno quando este estiver falando. Mantenha contato visual com o aluno quando ele estiver falando. Se o aluno fizer uma pergunta responda, ou se comprometa em trazer a resposta na pr贸xima aula.


PrincĂ­pios fundamentais

Liderança firme sem dominar a classe. Para isso o professor precisa da estrutura (plano de aula) e propósito (objetivo final aprendizagem) a aula, mas deve estar preparado para fazer mudanças no decorrer da aula se


necessário. Conceda tempo para a aprendizagem, sem permitir que a aula fique maçante. Diz respeito, a administração do tempo em relação à participação do aluno. De maneira equilibrada, permita que o aluno, reflita, pense e participe. Desafie sem ameaçar. Diz respeito ao nível de aprendizagem. Desafie o aluno a pensar, esclarecer ideias vagas e a justificar seu próprio ponto de vista; sem, contudo exceder o nível do aluno para que este não fique desencorajado. Perguntas e respostas.


Se você deseja obter informações específicas, faça perguntas específicas? Enuncie um conceito e peça para os alunos explicarem. Faça perguntas hipotéticas visando provocar um debate. Faça pergunta problema para estimular a reflexão sobre determinados princípios bíblicos.


Didática

Princípios de didática As pessoas esforçam-se por aprender quando a aprendizagem lhes proporciona prazer, satisfaz necessidades ou promete ser útil. Há assuntos na bíblia, que a princípio, não desperta interesse, nem por isso devem ser ignorados ou ensinados de maneira enfadonha. O que o povo quer é entender a bíblia. Quando se entende o que está sendo


ensinado, a receptividade por parte do aluno se torna prazerosa. O segredo é simplificar! Quando se simplifica se é entendido, e o entendimento gera convicção. E, se torna útil e necessária, quando se é feita a aplicação à vida do aluno, e isso se faz respondendo a seguinte pergunta: Em que sentido as pessoas deveriam mudar ao estudar este trecho da Escritura? A resposta a esta pergunta será o ponto de contato entre o ensino e sua utilidade na vida do aluno. O grau de participação é maior nos


grupos de aprendizagem quando as atividades didáticas são direcionadas à pessoa em sua totalidade. O melhor estudo bíblico envolve todos os aspectos do ser humano, e os métodos ensino/aprendizagem, devem envolver o aluno como ser completo: Fisicamente, psicologicamente e espiritualmente. “O evangelho é para todo homem, e para o homem todo”. O ensino baseado em metas é mais eficiente do que aquele que não possui propósito específico. Quem não sabe pra onde está indo


termina em lugar nenhum, ou lugares errados. A meta permite liderar a aula com mais facilidade, e avaliar a aprendizagem. É mais provável que os alunos participem de atividades de aprendizagem quando o professor cria o clima adequado no inicio da aula. Livrar os alunos de distrações e influências que concorrem com a aprendizagem, e, direciona-los para o objetivo da aula, a aprendizagem. Desperte a curiosidade. Lance situações hipotéticas ou conflitantes.


Quando o professor fizer uso de perguntas elas devem variar em forma, escopo e grau de dificuldade. Evite fazer perguntas simples e limitadas, que possuem só uma resposta certa. Perguntas devem desafiar o intelecto, despertar a curiosidade e o interesse. Métodos didáticos Preleção A definição formal de preleção é: discurso público informativo. Pressupõe que o professor tem


algo que precisa compartilhar; algo, que o aluno precisa ou deseja ouvir. Saiba do que você esta falando. Se um assunto merece uma preleção, merece ser estudado. É preciso familiarizar-se com o assunto, mediante, um bom trabalho e pesquisa. “A pesquisa quando está sendo realizada, por um lado, exige muita dedicação e esforço, mas, garantira o magnetismo que uma preleção merece”. Pesquise assuntos das lições para saber como se encaixam, desenvolva uma visão específica de cada lição


antes de ensinar, e, responda as seguintes perguntas: Qual é a ideia central ou ênfase desta parte passagem bíblica? Que outras ideias serão de interesse para minha classe? Como meus alunos podem beneficiar-se desta lição em termos de suas necessidades, e interesses pessoais? A que precisarei dar atenção especial no decorrer do estudo desta lição? Utilize a preleção combinada a outros métodos.


Quebre a cadência rígida da preleção. Mude o ritmo e o tom, antes de passar para outro ponto ou atividade. Recursos áudio visuais que podem ser combinados à preleção: Esboços (Templo de Salomão; Mapas...). Diagramas (Organização do arraial de Israel; O Plano Divino através dos Séculos...). Ilustrações Gráficas (Vestuário do sumo sacerdote...). Também pode ser feito exercícios por escrito, debate e dupla, leitura em classe, etc.


Focalize e refocalize a atenção. Ao usar recursos áudio visuais, não mostre tudo e uma vez, mas em progressão. Se preciso for, use técnicas de envolvimento (algum som, comando ou postura do preletor), mas, sem exageros. Durante a ministração, se fizer menção a algum texto que deve ser lido (Bíblia ou livro texto), certifiquese que todos localizaram a referencia, então, retome a preleção. Utilize ilustrações em profusão.


Ilustrar é iluminar no lugar onde precisamos ver melhor. A ilustração tem o propósito de esclarecer e justificar uma ideia. Há Cinco tipos de ilustrações: Conceitual: Quando se cita pensamento ou opinião de uma pessoa. Técnica: Quando se explica um princípio científico ou técnico. Estórica: Anedota imaginária, lenda ou parábola. Histórica: Quando se narra um fato, registrado ou transmitido pela imprensa; ou ainda, ouvido de testemunhas.


Pessoal: Fatos testemunhados ou protagonizados pelo professor. Diga sempre a verdade. Certifique-se dos fatos quando envolver outras pessoas. Fuja da auto-exaltação. Evite a delação. Cuidados a tomar ao contar uma ilustração Cada ilustração tem que ter uma relação direta com o assunto que se quer ilustrar. Evite detalhes que não estão diretamente ligados ao assunto, pois,


podem desviar atenção dos alunos do foco principal da lição. Não passe como verdadeiros fatos que são duvidosos, cujas fontes são indeterminadas.


Preparando lições com antecedência

Poucos de nós alcançam seu melhor desempenho sob pressão. Nem sempre conseguimos fazer uma estimativa de quanto tempo será necessário para a preparação de uma lição.


Professores que começam a se preparar com antecedência podem tirar vantagem de fontes enriquecedoras. Quando não dispensamos tempo suficiente à preparação da lição, nossa tendência é recorrer a métodos didáticos que exigem um mínimo de preparação. O ensino criativo exige tempo.


Hermenêutica e exegese

Hermenêutica é a ciência de interpretação textual A Hermenêutica não é apenas um conjunto de regras de interpretação, mas, uma ciência que tem fundamentação racional com uma maneira peculiar de ação. A finalidade da Hermenêutica é


dar uma interpretação correta a um texto, através de seus princípios de interpretação, que são: Regra Fundamental: “A Bíblia Interpreta a Própria Bíblia”. 1ª Regra: “O quanto for possível, tomar as palavras em seu sentido usual comum”. 2ª Regra: “Tomar as palavras no sentido que indica o conjunto da frase”. 3ª Regra: “Toma as palavras no sentido que indica o contexto”. Obs. O contexto pode ser: Anterior, posterior, paralelo ou remoto.


4ª Regra: “Considerar o objetivo ou desígnio do texto, em que aparecem palavras obscuras”. 5ª Regra: “Consulte passagens paralelas”. Obs. Paralelos de palavras, ideias, e, ensinos.

Exegese é a arte de expor uma ideia. Do grego: Exegese: exposição; do verbo, exágô: tirar para fora. Conduzir, expor. Expl. Lucas 1.1 “narração


coordenada” no grego é exegese. A finalidade da exegese é dispor os elementos, de maneira clara, lógica, sequencial, progressiva, estética, e, convincente. Exegese é transmissão, comunicação, exposição. A exegese pode ser admitida como hermenêutica somente quando o exegeta não é apenas o expositor, mas o interprete. Faz-se necessário o conhecimento básico de línguas originais da bíblia, para usar plenamente tanto a Hermenêutica quanto a Exegese.


Ferramentas de trabalho

Bíblias Corrigia (Pentecostal, Plenitude). Contemporânea (Tompsom). Atualizada (Shedd, Plenitude). Linguagem de hoje (NTLH). Bíblia Viva. A mensagem (Eugene Peterson). Dicionários


De Bíblia (John Davis, Juerp; Almeida, SBB; Novo Dicionário da Bíblia, Vida Nova). De Português - ou do idioma em domicilio (Aurélio B. de Holanda). De teologia (Dicionário popular de teologia, Millard J. Erickson, Mundo Cristão). De escatologia (Dicionário de Escatologia bíblica, Claudionor Corrêa de Andrade, CPAD). Concordância bíblica A Pequena Enciclopédia Bíblica de Orlando Boyer, além de uma boa concordância possui outras funções bem importantes,


como atlas e chave bíblica. Comentário Bíblico Moody Matheu Henry Novo Atlas Bíblico Bons livros “Aprenda tudo o que você puder, sobre tudo que te for possível, pois como professor, pregador uma hora você precisará “Gilmar Santos.


Bibliografia:

COLEMAN JUNIOR, Lucien E. Como Estudar a Bíblia; tradução e pequenas adaptações por Cesar Bueno.̶ 3. ed.̶ Rio de Janeiro: JUERP,1992.


MOREIRA DA SILVA, Plinio. Homilética ̶ A arte de pregar o evangelho; 4. ed.̶ São Paulo̶ SP: Direitos reservados à ELEVA ̶ Editora de Livros Evangélicos Ltda ME. ROBISON, Haddon; BRIAN LARSON, Craig; Tradutores Valdemar Kroker; Daniel Hubert; Rebeca Hubert Kruker. —São Paulo: Shedd Publicações,2009. ARAÚJO, Berenice; RIBEIRO SILVA, Luzelucia. Escola Dominical: A Formação Integral do Cristão̶ Pindamonhangaba: IBAD, 2008. LUDOND, E.; NELSON, P.C. Hermenêutica̶ Regras de Interpretação das Sagradas Escrituras; 13.Imprs. São


Paulo SP, Editora Vida, 1996. MATIAS, Everly. Educação Cristã ̶ Edificando o Reino Através do Ensino ̶ 1. ed. Direitos reservados a IBCAMP, Goiânia GO, Editora Karis, 2003. ERICKSON, Millard j. Dicionário Popular de Teologia ̶ traduzido por Emirson Justino. ̶ 1. ed. rev. São Paulo: Mundo Cristão, 2011.


Compartilhe sua opini達o escrevendo para: contato@cleitonantonio.com Acesse nosso site: www.cleitonantonio.com Cleiton Antonio

Didatica professores de biblia cleiton antonio  

Treinamento para quem deseja aprender ou melhorar sua aptidão no ensino bíblico, ideal para seminaristas pastores e obreiros...

Didatica professores de biblia cleiton antonio  

Treinamento para quem deseja aprender ou melhorar sua aptidão no ensino bíblico, ideal para seminaristas pastores e obreiros...

Advertisement