Page 240

22

Gideon não voltou para casa naquela noite. Quando passei em seu apartamento antes de ir para o trabalho, vi que todas as camas estavam arrumadas. Onde quer que tenha passado a noite, perto de mim não foi. Depois da revelação da gravidez de Corinne, fiquei perplexa por ter sido deixada sozinha sem nenhuma explicação. Era como se uma bomba tivesse explodido bem na minha ente e eu tivesse sido largada em meio aos escombros, sozinha e confusa. Angus estava à minha espera no Bentley quando saí à rua. Minha irritação cresceu ainda mais. Toda vez que se afastava de mim, Gideon mandava Angus como seu substituto. “Eu devia ter casado com você, Angus”, murmurei enquanto me ajeitava no banco de trás. “Você está sempre disponível pra mim.” “Mas só porque Gideon manda”, ele falou antes de fechar a porta. Isso é que é lealdade, eu pensei, amarga. Quando cheguei ao trabalho, descobri que Megumi tinha faltado outra vez, e fui invadida por doses de preocupação e alívio. Ela costumava ser muito assídua — e chegava bem cedo —, o que significava que aquelas ausências eram sinal de que havia algo errado com ela. Por outro lado, eu poderia passar pela recepção sem que ninguém reparasse no meu estado de espírito, e sem ter que responder a perguntas às quais não queria responder. Não podia responder, na verdade. Eu não fazia ideia de onde estava o meu marido, e nem de como estava se sentindo. Quanto a mim, eu estava magoada e furiosa. A única coisa que não sentia era medo. Gideon estava certo quanto ao fato de o casamento proporcionar uma sensação de segurança. Nós tínhamos um compromisso que não podia ser desfeito assim tão facilmente. Ele não poderia simplesmente desaparecer ou me ignorar para sempre. O que quer que acontecesse, em algum momento precisaríamos pôr tudo em pratos limpos. A única questão era: Quando? Decidi me concentrar no trabalho e deixar as horas passarem. Às cinco da tarde, quando saí, ainda não tinha recebido notícias de Gideon, e também não tinha procurado falar com ele. Afinal, era ele quem precisava construir a ponte para vencer a distância que havia criado entre nós. Fui para a aula de krav maga, e fiz uma sessão de treino corpo a corpo com Parker durante uma hora. “Hoje você está com tudo”, ele comentou quando o joguei ao chão pela sexta ou sétima vez. Estava imaginando que ele era Gideon, mas não disse nada. Quando cheguei em casa, encontrei Cary e Trey na sala de estar. Estavam comendo sanduíches e vendo um programa de humor na TV. “A gente já comeu bastante”, Trey falou, oferecendo metade de seu sanduíche

Profile for Cláudia Tressoldi

Crossfire 3 para sempre sua  

Crossfire 3 para sempre sua  

Advertisement