Page 175

Eu engoli em seco. “Isso não vai rolar, Brett.” Ele abriu um sorriso, revelando suas covinhas tentadoras. “Isso é o que nós vamos ver.” “Não estou conseguindo acreditar que eles são ainda mais gatos pessoalmente”, comentou Ireland, olhando para os membros da banda enquanto davam uma entrevista para a TV. “O mesmo vale pra você, Cary.” Ele sorriu, mostrando seus dentes impecavelmente brancos. “Ora, obrigado, querida.” “Então...” Ela me olhou com seus olhos azuis como os de Gideon. “Você namorava o Brett Kline.” “Não exatamente. Na verdade, a gente só saía de vez em quando.” “Você era apaixonada por ele?” Tive que pensar um pouco antes de responder. “Eu achava que era, mas as coisas não eram bem assim. Acho que me apaixonaria por ele se as circunstâncias fossem outras. Ele é um cara legal.” Ela sorriu. “E você?”, eu perguntei. “Está namorando?” “Estou.” Ela abriu um sorrisinho malicioso. “Eu gosto muito dele, mas é uma situação meio esquisita, porque os pais dele não podem saber.” “Por que não?” “Os avós dele perderam tudo o que tinham naquele esquema do pai do Gideon.” Olhei para Cary, que ergueu as sobrancelhas por trás dos óculos escuros. “Isso não é culpa sua”, eu falei, irritada com a injustiça cometida contra ela. “Os pais do Rick acham ‘coincidência demais’ que Gideon seja tão rico hoje”, ela murmurou. “Coincidência? O que eles querem dizer com isso?” “Meu anjo.” Eu me virei na direção da voz de Gideon, que me pegou de surpresa. “Que foi?” Ele se limitou a me olhar. Eu estava tão irritada que demorei para perceber o sorriso em seu rosto. “Nem tente me interromper”, falei, estreitando os olhos. Eu me virei de novo para Ireland. “Mande os pais do Rick darem uma olhada no site da Fundação Crossfire.” “Já chega de ficar tomando as minhas dores”, Gideon falou, chegando tão perto que seu corpo se encostou no meu, “o lançamento vai começar em cinco minutos.” Procurei por Brett, que havia voltado para o meio da multidão, e estava acenando para mim. Eu olhei para Cary. “Vai lá”, ele falou, apontando com o queixo. “Eu fico aqui com Ireland e Cross.” Fui caminhando até a banda, e sorri quando vi como estavam empolgados. “É um grande momento pra vocês, né?”

Profile for Cláudia Tressoldi

Crossfire 3 para sempre sua  

Crossfire 3 para sempre sua  

Advertisement