Page 174

“Isso eu não vou deixar acontecer. E você, nada de se preocupar com Brett.” Ele pensou por um instante antes de responder: “Me preocupar eu vou, mas pode deixar que consigo me controlar”. Eu sabia que aquilo não era nada fácil para ele. Gideon estreitou os lábios. “Preciso falar com Christopher. Estamos conversados?” Fiz que sim com a cabeça e respondi: “Por mim, estamos. E por você?”. “Desde que Kline mantenha distância da sua boca.” O tom de ameaça em sua voz era nítido. “O mesmo vale pra você.” “Se ele me beijar, vai levar porrada.” Eu dei risada. “Você sabe o que eu quis dizer.” Ele pegou minha mão e mexeu no meu anel com os dedos. “Crossfire.” Senti meu coração se apertar dentro do peito, mas de uma forma agradável. “Eu também te amo, garotão.” Brett se desvencilhou das fãs e voltou para a tenda, com uma expressão bem séria no rosto. “Não está se divertindo?”, eu perguntei, na esperança de manter uma atmosfera positiva. “Ele quer você de volta”, Brett falou, desanimado. Eu não hesitei em responder. “Sim.” “Se ele vai ter uma segunda chance, eu também mereço uma.” “Brett...” “Sei que não vai ser fácil, que eu estou no meio de uma turnê...” “E mora em San Diego”, eu completei. “... mas posso vir sempre pra cá, e você também pode ir me encontrar, conhecer lugares novos. Além disso, a turnê termina em novembro. Eu posso passar o fim do ano aqui.” Ele me encarou com seus olhos verdes, e a atração que existia entre nós se tornou palpável. “O seu pai ainda mora na Califórnia, mais um motivo pra você ir até lá com frequência.” “Só você já seria um bom motivo. Mas, Brett... Não sei mais o que dizer. Eu sou apaixonada por ele.” Ele cruzou os braços, revelando toda a sua beleza de menino rebelde. “Isso não importa. O seu lugar não é com ele, Eva, é comigo.” Olhei bem para ele, e cheguei à conclusão de que somente o tempo seria capaz de convencê-lo. Brett chegou mais perto e passou uma das mãos pelo meu braço, com o corpo inclinado na direção do meu. Eu me lembrei de outras vezes em que estivemos nessa mesma posição, momentos antes de ele me prensar contra uma superfície plana e me foder com força. “Só uma vez pra mim já basta”, ele murmurou na minha orelha com uma voz que era um convite ao pecado. “Quando você me sentir dentro do seu corpo, vai se lembrar de como as coisas funcionavam entre nós.”

Profile for Cláudia Tressoldi

Crossfire 3 para sempre sua  

Crossfire 3 para sempre sua  

Advertisement