Issuu on Google+

Tópico 28. Indústria cultural x identidades culturais Indústria cultural é o nome dado a empresas e instituições que trabalham com jornais, rádios, revistas e outras formas de descontração, baseadas na cultura, visando o lucro. Sua origem se deu através da sociedade capitalista que transformou a cultura num produto comercializado. A principal forma cultural construída por estas indústrias é a televisão que ensina e forma indivíduos cada vez mais cedo. Os conteúdos nela existentes possuem mensagens subliminares que conseguem escapar da consciência, o que tende a provocar alienação*. Diante disso pode-se perceber este meio cultural como um produto bom que é capaz de mostrar conteúdos reveladores e contribuir para o desenvolvimento humano e um produto ruim capaz de alienar uma pessoa levando-a a pensar e agir como lhe é proposto sem qualquer tipo de argumentação. A produção realizada pela indústria cultural é centralizada no interesse lucrativo, o que impõe um determinado padrão a ser mostrado que transforma o espectador numa pessoa de crítica rebaixada e de mente narcotizada. INDÚSTRIA CULTURAL E CULTURA DE MASSA A modernidade proporcionou um desencantamento do mundo. Esse processo liberou as artes da função e finalidade religiosas, dando-lhes autonomia. No entanto, a partir da segunda revolução industrial, denominada agora sociedade pós-moderna (iniciada nos anos 70 do século passado), as artes foram submetidas as regras do mercado capitalista e a ideologia da indústria cultural, baseada na idéia e na prática do consumo de “produtos culturais” fabricados em série. As obras de arte são mercadorias, como tudo o que existe no capitalismo. Perdida a aura, a arte não se democratizou, massificou-se para consumo rápido no mercado da moda e nos meios de comunicação de massa, transformando-se em propaganda e publicidade, sinal de status social e prestígio político. A mídia oferece gratificação instantânea criando em nós os desejos e oferecendo produtos (publicidade e programação) para satisfazê-los. o telespectador que muda continuamente de canal o faz porque sabe que, em algum lugar, seu desejo será imediatamente satisfeito. A mídia satisfaz imediatamente nossos desejos porque não exige de nós atenção, pensamento, reflexão, crítica, perturbação de nossa sensibilidade e de nossa fantasia. Em suma, não nos pede o que as obras de arte e de pensamento nos pedem: trabalho sensorial e mental para compreendê-las. A Cultura nos satisfaz, se tivermos paciência para compreendê-la e decifrá-la. Exige maturidade. De fato, como a mídia nos infantiliza, diminui nossa atenção e capacidade de pensamento, inverte realidade e ficção e promete, por meio da publicidade, colocar a felicidade imediatamente ao alcance de nossas mãos, transforma-nos num público dócil e passivo. A massificação das mídias tem como consequência um processo de inculcação de valores, hábitos, comportamentos e ideias, pois não estamos preparados para pensar, avaliar e julgar o que vemos, ouvimos e lemos. Dessa maneira, um conjunto de programas e publicações que poderiam ter verdadeiro significado cultural tornam-se o contrário da Cultura e de sua democratização, pois se dirigem a um público transformado em massa inculta, desinformada e passiva. *A alienação é a diminuição da capacidade dos indivíduos em pensar ou agir por si próprios.

ATIVIDADES D2- O que é Indústria cultural? D10- Por que você acha que as mídias podem provocar alienação? D2- Qual foi a primeira função das artes? D3- Por que o texto diz que a arte não se democratizou, massificou-se? D18- Que dois pontos de vista são apresentados no texto sobre a televisão como um meio cultural? D18- Que posições diferentes são apresentadas no texto sobre as artes? D2- De acordo com o texto, por que as mídias satisfazem os desejos dos telespectadores? D2- De acordo com o texto que exigências são feitas pelas artes e não são feitas pela mídia? D3- Por que se diz no texto que a apreciação da arte exige maturidade? D2- De acordo com o texto, quais as consequências da massificação das mídias? A maioria das pessoas com um nível de conhecimento bom luta contra a "massificação", mas o que é massificação? R:1. Ato de massificar. 2 Característica das sociedades desenvolvidas, para as quais o nível de vida tende a assumir valores padronizados. Na verdade uma das grandes questões dos tempos atuais é como fugir disso, como não virarmos apenas robôs a frente da TV. Existe confusão entre "Popular" e "Massificado", não é porque muitos assistem um tipo de programa, que ele é ruim, o importante é saber o quanto esse programa influência na sua vida. Por ex: a novela Malhação apresenta um produto, se você comprar porque o produto é bom, não é massificado, mas se comprar simplesmente porque apareceu na novela, indica massificação e alienação. Na verdade tudo está em torno das chamadas "Modinhas", "todo mundo hoje é emo, ontem era pop, e anteontem era hippie." Ser simplesmente controlado por modinhas, e seguir cegamente aquilo que as pessoas em volta fazem. O grande artifício que pode ser usado para fugir da tal "massificação" é simplesmente a reflexão nas coisas que o individuo emprega sua atenção, por exemplo, a música do "créu", que é uma "modinha", se boa parte das pessoas parassem para pensar na música em si, muitos não gostariam. Mas a "massa" é como um carrinho de controleremoto nas mãos das mídias.

Observe as informações acima e responda: 1-D2- O que é massificação? 2- D3- O que são valores padronizados? 3- D2- Qual a diferença entre popular e massificado? 4- D3- Dê um exemplo de massificação. 5- D2- De acordo com o texto o que é andar em torno das modinhas? 6- D2- De acordo com o texto o que se deve fazer para fugir da massificação? 7- D2- De acordo com o texto quem controla as massas? 8- D8- Com base no texto acima interprete a charge ao lado.


Topico 28 industria cultural indstriacultural