Issuu on Google+

6º Comidas típicas África do Sul: A culinária sul-africana é fortemente baseada em carne, México: A pimenta reina na culinária mexicana, onde é difícil encontrar pratos sem ela. Até em balas e pirulitos a pimenta está presente. Alguns pratos típicos são as tortillas, os tacos, os nachos e o guacamole. Uruguai: Os uruguaios são grandes consumidores erva mate, e o choripan (pão com linguiça) França: Berço dos grandes chefes da gastronomia, a França exporta receitas como o foie-gras, as quiches e os crepes,vinhos, espumantes e queijos. Argentina: Nossos “hermanos” argentinos têm como prato mais conhecido seu churrasco, chamado de parrilla. O mate é a bebida mais típica. Nigéria: O prato mais típico da cozinha nigeriana é a sopa de pimentão: Um molho picante com três pedaços de peixe ou carne de vitela ou cabra. Um tira gosto típico é o dodo, pedaços de banana frita. Coreia do Sul: A comida coreana tem como característica um sabor picante, baseada principalmente em vegetais. Um prato típico é o kimchi, preparado com repolho chinês, alho, gengibre, chilly e, apresentado fermentado em uma vasilha de cerâmica. O arroz também está sempre presente à mesa. Grécia: E conhecida por ser saudável, é rica em frutos do mar, azeite de oliva, legumes, vegetais e ervas frescas, iogurtes e mel, carne de cordeiro , a berinjela e o tomate estão sempre presentes nas receitas. Um dos pratos típicos é o moussaká,(lasanha feita de batatas, queijo, cebola, tomates, com recheio de berinjela e carne moída.) Inglaterra: A gastronomia da Inglaterra é composta principalmente por frutos do mar, rins suínos. torta de maçã e o famoso chá inglês. Estados Unidos: Ao pensar em culinária americana, diretamente associamos a fast food e comidas pesadas.já no café da manhã, são comuns alimentos como ovos batidos, bacon, panquecas, cereais e pães com pasta de amendoim. Além dos sanduíches com fritas e refrigerante, os estadunidenses também apreciam carnes assadas. Argélia: Algumas especialidades da culinária da Argélia são o cuscús, feito a base de polenta, carne e vegetais, Eslovênia: A cozinha eslovena oferece uma grande variedade de pastéis doces e vinhos brancos. Alemanha: A culinária alemã é famosa pela grande variedade de salsichas,além do chucrute, o eisbein (joelho de porco e da grande variedade de cervejas,) Austrália: vinhos. Sérvia: fígados de galinha enrolados em toucinho, cogumelos recheados com queijo. Gana: fufu, uma espécie de acompanhamento feito à base de farinha de trigo ou de mandioca, formando uma massa pastosa. Com a mão, se faz uma bola com a massa e se come junto com molhos feitos de peixe, quiabo, bode ou frango. Holanda: purês de batata e carne de porco . Dinamarca: sanduíches abertos . Japão: saudável. Algas, legumes, verduras, peixes e frutos do mar complementam os pratos que quase sempre trazem arroz branco cozido em uma panela especial. São pratos típicos sopa de missô, sushi, sashimi. Camarões: peixe apimentado e acompanhado de amendoins e o cuscus de milho com molho de peixe e a carne com champignons. Itália: Terra das dezenas de tipos de massas, sempre acompanhadas de um bom vinho, a Itália coleciona receitas extremamente difundidas do mundo inteiro. A tradição italiana de reunir a família e fazer das refeições grandes eventos, tornou comuns frases como cozinha da mamma, receita da nonna e “Mangia che te fa benne”. São pratos típicos macarrão, bruschetta, pizza, risoto e polpettone. Paraguai: A cozinha paraguaia mescla carne de gado, ovina, caprina e carnes silvestres com produtos vegetais como a mandioca, o milho, o choclo (milho terno), a batata e a abóbora. O almidón é a farinha de mandioca, produto com o qual se elaboram as variedades de "chipas", o pão paraguaio. Com a farinha de milho se elabora as mais variadas sopas paraguaias, e com o milho terno se elabora o chipá guazú. Nova Zelândia: A culinária neozelandesa combina influências britânicas com as raízes culinárias Maoris. Assim, são frequentemente utilizados frutos e vegetais nativos da região, sobretudo o kiwi e o kumara, um tubérculo semelhante à batata-doce. A abundância de peixe, marisco e moluscos faz com que sejam ingredientes usados em muitos pratos típicos. A mais conhecida das sobremesas neozelandesas é a Pavlova, um merengue com chantilly e fruta fresca, inventado em honra da bailarina Anna Pavlova. Eslováquia: Como na República Checa, uma das especialidades da cozinha eslovaca são os bunhuelos, uma espécie de bolinho salgado. Os mais populares são os feitos com queijo de ovelha e bacon frito. A sopa mais conhecida é a kapustnica, feita com repolho, presunto defumado, salsichas, cogumelos e maçãs. A sobremesa típica são as crepes (palacinky), especialmente as de chocolate. Brasil: É um pouco difícil de se falar em uma culinária tipicamente brasileira, já que existem variações de gostos e ingredientes utilizados nas várias partes do país. Mas não tem como não eleger a feijoada como o grande símbolo da nossa gastronomia.


Coreia do Norte: As comidas típicas da Coréia do Norte são as mesmas da Coréia do Sul, ou seja, baseada principalmente em vegetais, com um sabor picante. Costa do Marfim: Na culinária da Costa do Marfim, são muito utilizados peixes e mariscos tanto de água doce quanto salgada. Costumam ser preparados grelhados com molhos elaboradas com gergelim ou nozes, e servidos acompanhados de arroz, mandioca e milho. As carnes também são muito apreciadas na culinária local. Como sobremesa, são comuns frutas frescas, especialmente a banana frita, ou doces preparados com cacau e nozes. Portugal: O vasto litoral de Portugal influencia intensamente a sua gastronomia. A variedade de peixes e frutos do mar reina quase soberana nas receitas, como por exemplo, as lagostas, lagostins, polvo, lula, sibas, peixe-espada e, impossível não citar, o bacalhau, peixe símbolo deste país. Também as carnes de porco, boi, cordeiro e cabrito cumprem papel importante na cozinha portuguesa. Sopas, cozidos, assados e embutidos figuram entre os pratos principais. São famosos os doces feitos a base de ovos, como os Pastéis de Belém. Espanha: Os mares que circundam este país fazem com que a culinária seja repleta de pratos com peixes e frutos do mar, sendo a Espanha o segundo maior consumidor de peixes do mundo (depois do Japão). Aves, porco, carneiro e cabra são outras carnes apreciadas pelos espanhóis. O ingrediente mais utilizado desta culinária é, sem dúvida, o azeite de oliva. Embutidos, sopas e ensopados de legumes figuram entre os pratos principais, assim como o arroz em vários tipos. Feijão, batata, ovos e tomate também estão presentes em muitas receitas e a pimenta é condimento certo. São pratos típicos da Espanha a paella, os tapas (tira-gostos), o gazpacho (sopa fria de tomate e pepino, com cebolas e pimentões) e a tortilla de patatas (espécie de omelete preparada com batatas e farinha de milho). Suíça: Os pratos mais conhecidos da culinária suíça são as fondues e raclettes, incomparáveis, sobretudo no inverno. A fondue é preparada de várias formas, sendo que a moitié-moitié (partes iguais dos queijos Gruyère e Vacherin) é a mais popular. A raclette, outra iguaria típica, é o nome do queijo fundido que adquire maior cremosidade pela ação do calor e acompanha batatas cozidas com casca e pepinos em conserva. As frutas suíças unem, do ponto de vista gastronômico, todo o país. Seja qual for a região, morangos, framboesas, amoras e mirtilos são base de tortas. Honduras: Os mais típicos dos pratos hondurenhos são os preparados com marisco de várias formas. E, como em todos os países da América Central, no cardápio não podem faltar as tortilhas, o feijão, enchilados, pamonhas de milho, nacatamales e mondongo, rodelas de banana com carne, além das frutas tropicais como manga, abacaxi, mamão, romã e banana. Chile: A culinária chilena faz um grande uso de milho, sendo um dos pratos mais conhecidos o pastel de choclo (milho). Também as cazuelas (caçarolas) de carne ou de aves, e as parrillas são populares no Chile. A extensa costa marítima chilena permite que os pratos de peixe sejam ricos e variados. Integrada já na culinária internacional, a empanada chilena pode ser frita ou assada, recheada com carne e cebola ou com queijo e mariscos.


6º Comidas típicas