Page 1

1

2

3

4

1 - Entrega de livros e mochilas na Casa Transitória 2 - Patrocínio da Festa do Centro Espírita Fraternidade 3 - Entrega de brinquedos à entidade 4 - Entrega de brinquedos à entidade 5 - Compra dos brinquedos em SP. 6 - Entrega de brinquedos à entidade Casa de Nazaré 7 - Entrega de brinquedos à entidade Lar Espírita Vinha

de Luz 8 - Entrega de brinquedos à entidade 9/10/11 - Festa de Natal da Escola Municipal de Educação Básica Wilma Nalin Fávaro 12 - Entrega de brinquedos à entidade Amigos Ir.'. Del Roy

5

6

7

8

Em relação a festa do Natal Solidário promovida pela ABCJ foi um sucesso. As crianças ficaram muito felizes e aproveitaram cada instante... os brinquedos (pulapula, cama elástica, tobogã), as oficinas de balão e maquiagem artística, a pipoca, o algodão doce e o momento especial com o Papai Noel para entrega do presente e a foto instantânea para recordação daquele dia especial. Participaram da festa 78 crianças e as 30 funcionárias da Escola Municipal de Educação Básica Wilma Nalin Fávaro, localizada no Jardim Santa Gertrudes, na cidade de Jundiaí. Organizamos os horários para garantir que todas as crianças aproveitassem o máximo os brinquedos e as oficinas. As famílias observaram toda a organização da festa e elogiaram o trabalho realizado junto às crianças. Foi um dia muito especial... As crianças se divertiram e demonstraram alegria, encantamento e surpresa por tudo o que nos foi proporcionado. Com certeza, ficará registrado em nossas mentes e corações. Reconhecemos que a campanha do Natal Solidário da ABCJ é uma iniciativa honrosa, cumprindo sua missão sócio-educativa, com organização e excelência em cada etapa do processo, desde a ideia até sua concretude. Agradecemos o Sr. Mazzola pela sua atenção, dedicação e compromisso com a nossa escola bem como pela sua presença atuante durante toda a campanha do Natal Solidário. Estendemos os nossos agradecimentos a todos que direta ou indiretamente contribuíram para que esse sonho se tornasse realidade. Como gestora da escola, ressalto a importância das parcerias entre o público e o privado em prol de objetivos comuns e de um projeto sócio-educativo. Esse evento vai além do caráter assistencialista, pois promove a integração de aspectos educativos e sociais indispensáveis ao desenvolvimento infantil. Em poucas palavras, fiz um resumo do evento, veja se está de acordo com o seu trabalho ou se você necessita de maiores informações.

9

10

11

www.facebook.com

Balanço da Campanha Natal Solidário 2012

ABCJ

Comunidade São Benedito – 20 brinquedos EMEB Wilma Nalin Fávero – 76 brinquedos e livros infantis Creche Ternura e Coragem – 130 brinquedos C.C.I. Nosso Lar – 16 brinquedos Creche Mãe Mei Mei – 150 brinquedos Sargento Moraes – 400 brinquedos Senhoras da Ponte (Dona Cida) – 170 brinquedos Paróquia Currupira- Conferencia Nossa Senhora Auxiliadora – 140 brinquedos Lar Espírita Vinha de Luz – 300 brinquedos Grupo Espírita Chico Xavier – 416 brinquedos Favela (Ir.'. Zutin) – 50 brinquedos Congregação das Servas – 50 brinquedos Lar Pedacinho de Luz – Campo Limpo 120 brinquedos Casa Transitória (Ir.'. Alencar) – 130 brinquedos Associação do Voluntário Amigo – AMA Núcleo Espírita André Luiz – 200 brinquedos Casa de Nazaré – 100 brinquedos Amigos Ir.'. Del Roy – 50 brinquedos Associação da Família do Jardim Liliane – 140 brinquedos Favela (D. Clotilde) – 60 brinquedos Centro Espírita Operários da Verdade – 110 brinquedos ONG “Um só coração” – 140 brinquedos Centro Espírita (cunhada Alda) – 300 brinquedos Casa Transitória Nossa Senhora Aparecida – 20 mochilas e 78 livros infantis Centro Espírita Francisco Morato (D. Magali) – 280 brinquedos Atendendo solicitação do Ir. Francisco Alves Bezerra – 10 brinquedos Foram distribuídas 55 cestas básicas para Senhoras da Ponte; Centro Espírita Chico Xavier e pessoas diversas atendendo solicitações de vários irmãos.

Jornal da Maçonaria de Jundiaí e Região

Edição Especial

BCJ

Associação Beneficente e Cultural de Jundiaí

Estamos on line

12

Zênite Zênite

ABCJ Através do Perfil de Carlos Alberto Rabello Portella Grupo Maçonaria Jundiaí Através do perfil de Walter Luiz De Oliveira Jornal Zênite Através do perfil de twitter: @jornalzenite Denis Hespanha Ordem Demolay Através do Perfil de Bruno Maia/ Rafael Pangoni Alves/Carlos Eduardo Litwin/Gustavo Romanato Zambotto

Expediente

Zênite Zênite

www.jornalzenite.com.br

Jornal da Maçonaria de Jundiaí e Região

Zênite Jornal da Comunidade Maçônica de Jundiaí e Região. Fundado em Março de 2010 Edição N.10 Ano 03 - Novembro/Dezembro de 2012. Formato Digital Comissão Editorial Conselho Editorial Dalmo Caresato Jairo Arlindo Mattos Jovair Rodrigues da Silva Denis Hespanha Marcos Germano Robson Pirani Claudia Hespanha Fotografias desta edição

Tesoureiro Olavo Medeiros

Olavo Medeiros - Editor de Fotografia Denis Hespanha

Publicidade Dalmo Caresato Cláudia Hespanha

Participe! Contribua com seus artigos ou anúncios. contato@jornalzenite.com.br

Projeto gráfico e diagramação

Colunistas Convidados André Victtor Aguinaldo Oliveira

Fale conosco: contato@jornalzenite.com.br comercial@jornalzenite.com.br zenitejdi@gmail.com (11) 8427-1166 (Dalmo) (11) 3446-4748 (Denis).

www.claudiahespanha.com.br

Projeto Preparando o Futuro

ABCJ


Objetivo Geral

A ABCJ Entidade civil legalmente constituída sem finalidade lucrativa, de caráter filantrópico, beneficente e cultural. Possui administração, sede e foro na Rua Barão de Jundiaí, 161, centro de Jundiaí e é formada por grupo de profissionais capacitados e motivados para desenvolver atividades sócio educativas, culturais e sociais junto à população, principalmente à de baixa renda. Possui registro no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e considerada de Utilidade Pública Municipal em 2009, pela Lei no. 7264 de 08/04/2009. A Associação detém marcantes e expressivos projetos anuais tais como o Projeto Preparando o Futuro e a Campanha Natal Solidário. O envolvimento de amigos e parceiros é fundamental, visto que o trabalho é estritamente voluntário. Em 30/11/2012, a Equipe Técnica da Associação de Educação do Homem de Jundiaí, parceira da ABCJ no Projeto Preparando o Futuro, realizou o sorteio das 16 vagas para o curso em Auxiliar de Logística. Foram inscritos 66 adolescentes e os contemplados são: 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.

Angel Cristina Silva; Angélica Gianini Almeida; Anna Dara Moraes Araújo; Bianca Bento de Souza; Daieli de Souza Bezerra; Darlei França Amaral; David Júnior do Carmo; Dayara Gabriela Barros; Elton Muniz Barreto; Érica Maciel da Silva; Érika da Silva Gomes; Gabriela Fernanda Pereira Lima; Jeferson Belo da Silva; Luan Felipe Moura; Murilo Pereira ribeiro Silva; William Almeida de Souza.

Acompanhe os projetos e ações da ABCJ pelo site: www.abcj.com.br ou fale conosco, abcjundiai@gmail.com. ABCJ Jairo Arlindo Mattos - presidente Miguel Arcanjo Mazzola - Diretor Social João Gama Teodolindo Sheila Regina

Projeto Preparando o Futuro O objetivo principal deste projeto social é o de aumentar a possibilidade de inserção destes jovens no mercado de trabalho, onde já foram beneficiados 128 alunos. Outras atividades beneficentes e culturais consistem em proporcionar preparação de jovens carentes e em situação de vulnerabilidade social, para a inserção no mercado de trabalho propiciando uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional, através de seu estabelecimento como pessoa economicamente ativa, proporcionando um suporte às suas famílias, para um melhor convívio familiar e comunitário. O projeto “Preparando o Futuro”, iniciado em 2005, foi desenvolvido em parceria com a Escola SENAI e a Associação de Educação do Homem de Amanhã, conhecida como Guardinha, que atende adolescentes de baixa renda, de ambos os sexos e na faixa etária de 16 a 18 anos. São Instituições de notória e indiscutida seriedade. Houve um grande envolvimento dos familiares dos jovens e oferecidas palestras motivacionais referentes aos aspectos sociais, morais, éticos e afetivos ministradas por membros da ABCJ e profissionais convidados capacitados em suas atividades. Na Escola SENAI o foco foi o desenvolvimento da qualificação profissional que proporcionou cursos de “Montagem e Configuração de Microcomputadores” em sua primeira edição de 2005 e a partir de 2006 cursos de “Administração e Organização de Almoxarifado e de Logística”. A ABCJ e o Lar Anália Franco se uniram em 2010 em um projeto piloto, oferecendo aos adolescentes uma ocupação organizada e a sua inserção na sociedade com vivências significativas de cidadania, assumindo o desafio de construir, em parceria com a sociedade civil, uma ação que viabilize a construção de políticas públicas para essa faixa da população do município. Além disso, estimulando atitudes e ações de protagonismo juvenil, promovendo a interação entre os adolescentes, deles junto aos educadores e familiares, sua integração social e sua inserção no mercado de trabalho. Promovendo encontros com as famílias sobre a importância do apoio ao jovem no processo de aprendizagem e em sua qualificação profissional. No ano de 2010, tivemos 17 alunos, com 10 empregados (60%), 5 desistiram(30%), 1 empregado por iniciativa própria (5%) e 1 aluno continuou em 2011 (5%). No ano de 2011 tivemos 24 alunos, sendo 4 empregados (15%), 9 desistiram(40%) e 11 continuaram em 2012. Habilidades do Projeto O conteúdo programático constou de habilidades básicas, específicas, de gestão, condicionamento físico, expressão corporal (teatro); visitas de complementação de estudos e condicionamento físico (parceria com a ESEF). Todas estas atividades desenvolvidas no período matutino da segunda-feira até quinta-feira no prédio do Lar Anália Franco, por uma coordenadora pedagógica, uma psicóloga, três professores educacionais, um professor de informática e um professor de teatro. Nas instalações da ESEF com uma professora supervisora de dois estagiários no condicionamento físico. 2012/2013 Vigência do Projeto: De janeiro a dezembro de 2013. Valor do Projeto: R$ 31.600,00 Justificativa: A adolescência é um período de muitas transformações que acarretam consequências para a vida adulta. Dentre os desafios encontrados pelos adolescentes está a construção de sua identidade e a elaboração de seu projeto de vida. A ABCJ, esmera-se por promover inclusão com número alargado de opções a fim de que as maleabilidades de cada grupo se manifestem, com apoio ao esforço, dedicação e disciplina. O conceito de inclusão pressupõe que seja ela franqueada a todos, não apenas aos desfavorecidos pela fortuna, aos residentes nas periferias das cidades, aos portadores de necessidades especiais, mas, a todos eles. Como se viu antes se justifica plenamente este projeto em decorrência de sua inserção aos primados da Cidadania e inclusão ao status de cidadão, que somente a instrução e o acompanhamento psicológico e educacional ao jovem e à sua família podem propiciar de maneira justa e técnica. A família, com todas as alterações estruturais pelas quais vem passando nas últimas décadas mostra-se elemento imprescindível para o sucesso dos objetivos esculpidos neste projeto. Compreende-se por família o núcleo de convivência íntima na qual está inserido o adolescente, com o qual mantém estreitos laços de convivência e interdependência econômica, cultural e afetiva. A participação familiar dos jovens que virão a compor o projeto mostrou-se, em edições anteriores de especial importância no acompanhamento pessoal que os colaboradores do Preparando o Futuro puderam constatar no dia-dia de seu desenvolvimento. A inclusão ampla, a metodologia de desenvolvimento das atividades que o projeto oferece aliada a participação intensa e coadjuvante do meio familiar, além de caracterizar positivamente o projeto e servirem como elemento diferencial de sua execução, justificam plenamente sua existência e a proficuidade demonstrada em oportunidades anteriores.

Promover atividades e ações educativas que visem à qualificação para o mercado de trabalho, garantindo a ampliação do recurso destinado à melhoria do processo educativo, da qualificação profissional e da geração de emprego. Conquistar habilidades necessárias para a vida cotidiana em busca da autonomia e uma vida saudável. Confiar na própria capacidade de aprender, propor e atuar. Conviver pautado em valores éticos, trabalhar em grupo respeitando pontos de vista distintos e utilizando o diálogo nas resoluções de conflitos. Respeitar os saberes e as experiências dos outros e recorrer a eles como fonte de aprendizagem e informação. O Projeto sócio educativo “Preparando o Futuro” visa oferecer aos adolescentes uma ocupação organizada e a sua inserção na sociedade com vivências significativas de cidadania, assumindo o desafio de construir, em parceria com a sociedade civil, uma ação que viabilize a construção de políticas públicas para essa faixa da população do município. Além disso, pretende estimular atitudes e ações de protagonismo juvenil, promovendo a interação entre os adolescentes, deles junto aos educadores e familiares, sua integração social e sua qualificação no mercado de trabalho. O atendimento de adolescentes de ambos os sexos com o fito de torná-los aptos ao meio profissionalizante, por intermédio de ministração de conhecimentos específicos desenvolvimento de atividades pedagógicocientíficas, valendo-se o projeto para obtenção de seu intento de ministração de palestras, aulas presenciais, avaliações pessoais e de rendimento, sem prejuízo do acompanhamento familiar estimulado, orientado e coordenado pelos profissionais ligados a tais atividades, não se limitando apenas aos alunos, indo além e buscando contar com a colaboração e adesão dos familiares, para os quais os participantes do projeto atuarão de forma a orientá-los a fim de que participem positivamente em prol dos adolescentes. Objetivo Específico O atendimento ao adolescente na faixa etária e condições discriminadas anteriormente de modo a propiciar-lhe capacitação profissional, com desenvolvimento de atividades no período de doze meses contados de Janeiro a Dezembro de 2013, persegue a capacitação profissional dos assistidos, levando-se em conta a necessidade do mercado, interesse, necessidade e aptidão do público alvo a continuidade da formação que há de culminar com o aperfeiçoamento acadêmico profissional, por meio do custeio de curso superior integralmente para os que maior rendimento obtiverem, este considerado sob o aspecto do maior empenho, disciplina, força de vontade sempre manifestados pela conduta de cada aluno, coadjuvado com o desempenho técnico ao longo do curso. A aproximação do adolescente e seu meio familiar é meta inserta no contexto do programa que servirá de amálgama ao relacionamento familiar e por decorrência social e profissional. Tudo isso decorre da concepção de que o ser humano deve ser compreendido em todas as dimensões de sua existência, social, profissional, familiar cidadã. Metas A meta tem finalidades mais imediatas que os objetivos que podem ser alcançáveis em prazo maior. Desta forma, a meta ou intento imediato consiste em se obter resultados no espaço de tempo designado para a consecução do projeto enquanto sua realização temporal (doze meses) e atendimento de 16 (dezesseis) alunos no período de janeiro a dezembro de 2013 para desenvolver atividades que contemplem os objetivos específicos em sua expansão e sedimentação. Ao final do projeto espera-se que os adolescentes tenham adquirido concepções éticas, sociais e profissionais, além das familiares afetivas que permitam o aprimoramento, respeito dentro e fora do âmbito familiar valorizando o conceito superior de autoridade, permitindo o ampliar de seu conhecimento de mundo; que sejam capazes de relacionar-se bem na sociedade e que continuem inseridos no mercado de trabalho e preparados para evolução pessoal sustentável.

Jornal Zênite Especial ABCJ  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you