Page 1

Jornal da Manhã

ijuí, 23 de julho de 2013

Fiat Freemont combina luxo e versatilidade

Versão do SUV traz avançado câmbio automático de seis marchas » 7

capa.indd 1

SUSTENTABILIDADE

CUIDADOS DE INVERNO

Carros híbridos unem força do motor a combustível comum com a do motor elétrico, diminuindo os danos ao meio ambiente »6

A higienização necessária para o ar-condicionado do seu carro durante a estação mais fria do ano »8

23/07/2013 10:03:03


Ijuí, 23 de julho de 2013

Artigo

O aprendizado que vem das pistas Ao contrário do que muita gente pensa, participar de competições motociclísticas pode ser um excelente meio para melhorar a pilotagem nas ruas e estradas. Durante 22 anos (1977-1999) disputei competições nas mais diferentes modalidades em duas e quatro rodas, tanto em pistas quanto no fora-deestrada. E posso afirmar sem qualquer dúvida que isso ajudou muito a preservar minha integridade para pilotar na rua todos os dias. Hoje podemos observar que muitos motociclistas optaram por usar as motos esportivas e fora-de-estrada exclusivamente em competições, enquanto nas ruas e estradas usam motos mais "domesticadas". É uma prova de bom senso, porque não corre o risco de cair em tentação e usar as estradas como se fossem pistas de corrida. Algumas das lições que se pode tirar das competições: Tempo de reação - Também chamado de reflexo, é o tempo entre o cérebro detectar um problema, interpretar, escolher a ação e a moto se movimentar. Uma pessoa comum, saudável, na faixa de 30 anos costuma reagir entre 1 e 1,5 segundo, mas esse tempo pode dobrar se for uma pessoa sedentária, acima de 50 anos. Já um piloto treinado consegue reagir em uma fração de dois décimos a meio segundo, chega a ser 1/3 do tempo normal. Quando pilota fora das pistas, essa habilidade também é aproveitada nas mais diversas situações, mas principalmente nas frenagens. Quanto maior a velocidade, menor é o campo visual. Isso é natural de qualquer pessoa. Quando um motociclista começa a disputar provas de velocidade ou motocross aprende a desenvolver a visão periférica, mesmo em altas velocidades. É uma questão de treino e sobrevi-

vência, que ajuda muito na pilotagem urbana. Seria mais ou menos como trocar a antena interna da TV por uma parabólica. Especialmente na hora de passar nos corredores entre os carros, essa visão periférica e "antenada" ajuda a sair de situações inesperadas como uma fechada ou um buraco encoberto. Sensibilidade - Não, não se trata daquela sensibilidade que leva a chorar diante

Quando um motociclista começa a disputar provas de velocidade ou motocross, aprende a desenvolver a visão periférica, mesmo em altas velocidades de uma cena de novela. Mas a capacidade de sentir cada reação da moto, principalmente o coeficiente de aderência dos pneus. É comum ver motociclista nas ruas rodando com os pneus visivelmente murchos ou gastos ao extremo sem perceber o risco que está correndo. Depois de alguns anos treinando em pistas ou mesmo fora, os pilotos desenvolvem uma grande capacidade de avaliar o tempo todo qual a real condição de aderência e como os pneus estão reagindo. Sobretudo pilotos de rali ou enduro, porque pilotam no limite da aderência, mas sem saber que tipo de piso irá encontrar 100 metros adiante. Qualquer pessoa envolvida com competição sabe da importância de 100% da efi-

ciência mecânica. Para ser um bom piloto é preciso conhecer mecânica e saber interpretar todos aqueles dados que aparecem na ficha técnica de uma moto. Geralmente a competição nos ensina a preservar os veículos porque deles depende parte do sucesso. E isso se estende para os veículos de uso. Um bom piloto sabe da importância de manter os pneus sempre calibrados e em bom estado, assim como o filtro de ar limpo, respeita os limites de troca de óleo etc. Competição não é apenas a briga por frações de segundo. Nas modalidades fora-de-estrada, como rali e enduro, os pilotos aprendem a administrar o tempo, a velocidade e a distância a ponto de calcular a velocidade sem precisar olhar constantemente para o velocímetro. Durante alguns anos eu fazia o mesmo percurso todos os dias e aprendi a controlar o tempo marcando referências fixas como viaduto, esquina, um edifício importante etc. Quando passava nas referências, eu olhava a hora e sabia se podia reduzir a velocidade ou se precisava apertar o ritmo para não chegar atrasado. Isso é mais difícil de fazer em cidades como São Paulo, por causa da quantidade absurda de semáforos. Mas normalmente funciona! Um grande engano é acreditar que pilotos de motos e carros são malucos, que arriscam a vida em troca de prazer e notoriedade. Esse preconceito é resultado da ignorância (como todo preconceito) sobre o tema. Para ser piloto é preciso ser muito lúcido, e o aprendizado das pistas nós levamos para fora delas.

Geraldo Tite Simões - Jornalista, instrutor de pilotagem e ministra o Curso SpeedMaster de Pilotagem com apoio de Honda, Pirelli, Tutto e Shoei

1.35 MILHÃO DE CARROS INSEGUROS FORAM VENDIDOS DESDE 2010 NA AMÉRICA LATINA Pelo menos 450 mil veículos 0 km inseguros são vendidos por ano na América Latina. A informação é do Latin NCAP - programa que mede a segurança de carros novos comercializados nos países. Desde que eles realizaram seus primeiros testes, em 2010, 1.350 milhão de modelos novos classificados como inseguros pelos testes foram para as ruas. Para a entidade, são considerados inseguros os carros que obtiveram 0 ou 1 estrela em seus testes periódicos de colisão. A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) divulgou nota afirmando que o automóvel brasileiro é seguro e que vários fatores podem influenciar acidentes, como condições de estradas, consumo de álcool, cansaço excessivo, falta de manutenção do veículo, entre outros.

INMETRO PROPÕE REGULAMENTAÇÃO DE CADEIRINHAS COM ISOFIX O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) abriu no dia 18 de julho, para consulta pública, uma proposta de regulamentação das cadeirinhas de transporte de crianças com Isofix, sistema em que o suporte é acoplado à estrutura interna do veículo por meio de ganchos. O texto ficará aberto a sugestões por 60 dias. Depois disso, passa por uma audiência pública e, por último, será oficializado. Segundo Alfredo Lobo, diretor de avaliação da conformidade do Inmetro, os fabricantes terão até 12 meses para se adequarem às novas regras. Ele diz acreditar que até a metade de 2014 as cadeirinhas estarão regulamentadas. Testes realizados em março deste ano pelo Latin NCAP - programa que mede a segurança de carros novos comercializados na América Latina - apontaram que a fixação com Isofix reduz significativamente erros de instalação.

DESATENÇÃO MATA 15 VEZES MAIS DO QUE ULTRAPASSAGENS INDEVIDAS Uma rápida olhada ao celular ou um gesto com a boa intenção de conferir se o filho está bem acomodado no bebê-conforto no banco de trás do carro podem ser suficientes para causar um grave acidente. Ações cotidianas são apenas algumas das atitudes que causam desatenção e são responsáveis por quase metade dos acidentes registrados em rodovias federais do Brasil no ano passado. Há alguns anos, o principal vilão dos acidentes causados por distração ao volante eram os celulares, que começavam a ser incorporados na vida das pessoas. Por conta disso, as leis que proíbem a espiadinha no aparelho ficaram mais rígidas. Hoje, os celulares já estão inseridos no cotidiano, enquanto sistemas de interatividade acoplados ao painel dos carros popularizam-se no mercado. Essas novas tecnologias somadas a outras simples atitudes, impulsionam o número de acidentes no mundo.

LOTUS ESPRIT SUBMARINO DE JAMES BOND SERÁ LEILOADO A Aston Martin até pode ser a marca preferida de James Bond, mas não é a única a integrar a garagem do agente inglês. Para atender todas as possíveis necessidades de um espião do calibre de 007, é necessário ter à mão automóveis mais “exclusivos”, com um pacote de equipamentos diferenciados e algumas funções adicionais. E nenhum outro modelo foi tão providencial quanto o carro baseado sobre Lotus Esprit S1, conduzido por Robert Moore na pele de Bond no filme "O Espião que Me Amava", de 1977. Além de ser um esportivo potente nas pistas, ao cair na água o carro se transformava em um submarino letal. E não pense que era apenas jogo de cena. Um carro anfíbio foi de fato construído de forma funcional para ser usado nas filmagens. Agora, 36 anos após sua criação, o icônico modelo será leiloado pela casa RM Auctions de Londres, entre os dias 8 e 9 de setembro. Por enquanto, não há valores estimados, mas a casa está otimista e acredita que será uma venda de alguns milhões de libras.

pag 2.indd 2

23/07/2013 10:03:18


Ijuí, 23 de julho de 2013

Peugeot lança série Roland Garros para os modelos 308, 3008 e 308 CC Um dos torneios de tênis mais importantes e charmosos do mundo agora empresta seu nome a uma exclusiva e sofisticada edição disponível a apenas 200 unidades do hatchback médio 308 e outras cem unidades divididas entre o crossover 3008 e o 308 CC

Série foi concebida para um consumidor seletivo e exigente, limitada a 200 unidades

A Peugeot escalou três “campeões” de sua gama de produtos para representar o espírito de um dos mais tradicionais torneios de tênis do mundo. A série especial Roland Garros foi concebida para um consumidor seletivo e exigente, limitada a 200 unidades do hatchback médio 308, 50 do crossover 3008 e outras 50 do conversível 308 CC.

pag 3.indd 3

A série é baseada nas versões topo de linha dos modelos, o que torna o 308, o 3008 e o 308 CC ainda mais equipados e exclusivos. Em comum, possuem bancos em couro na cor Guerande (cinza claro) e o logotipo oficial do campeonato de tênis bordado no encosto dos assentos e aplicado na carroceria. Cada modelo da série

especial tem a sua personalidade. À esportividade característica do hatch 308, somam-se carpetes bordados, rodas de 17 polegadas exclusivas com acabamento escurecido e capa cromada dos retrovisores externos. Outros equipamentos de série do veículo também se destacam, como seis airbags, controles eletrônicos de estabilidade e tração, sensor de estacionamento traseiro, luzes diurnas em LEDs, teto panorâmico de vidro e WIP NAV, entre outros. A versatilidade do 3008 é combinada com itens tecnológicos da série Roland Garros, na qual se destacam os faróis de xênon autodirecionais em moldura de máscara negra, banco do motorista com ajuste elétrico, sensor de estacionamento dianteiro, tapetes personalizados com o logo do torneio e rodas exclusivas de

17 polegadas. Já o 308 CC tem a esportividade dos cupês e o charme dos conversíveis elevados a um nível ainda mais alto na edição Roland Garros. O modelo traz rodas de liga leve escurecidas de 18 polegadas, faróis de xênon autodirecionais em moldura de máscara negra, tapetes personalizados com o logo Roland Garros, inclu-

ído também no Windstop, uma rede que suprime a turbulência de ar na cabine. O 308 CC agrega os itens dos outros veículos da série especial, além de sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, capota retrátil automática e sistema Airwave, que aquece a nuca dos passageiros dianteiros por meio de um fluxo regulável de ar.

Cada modelo tem sua própria personalidade combinada com itens tecnológicos da série Roland Garros

23/07/2013 10:03:39


Ijuí, 23 de julho de 2013

Brasil vira 4º em vendas; China segue no topo O Brasil subiu para a quarta posição no ranking de vendas da indústria automotiva mundial, segundo informações divulgadas no início deste mês pela consultoria Jato Dynamics. O país teve crescimento de 29,3% em abril, frente ao mesmo mês de 2012, deixando países como Alemanha, Rússia e Índia para trás. Estes dois últimos países, inclusive, tiveram resultados negativos em abril de 2013, com retrações de 6,9% e 5,1%, respectivamente. A liderança permanece com a China, que teve crescimento de significativos 25,1% se comparado com o mesmo período do ano passado. Os Estados Unidos surgem em segundo lugar com alta de 8,5%, seguido pelo Japão - alta de 9,6% em abril. Como ocorre nas outras listas da Jato, os dados da China incluem apenas veículos de passeio, enquanto os demais países somam os resultados de automóveis e comerciais leves. Na lista das montadoras, a Toyota se manteve na

Com o iOS 7, aplicativo será controlado via SIRI

Brasil ultrpassou Alemanha, Rússia e Índia na venda de automóveis

liderança com crescimento de 3% em suas vendas de abril, comparando com os números de 2012. O segundo

lugar ficou com a Volkswagen, seguido por Ford (alta de 17,2%) e Chevrolet - crescimento de 12,2%.

Todos os carros estarão conectados até 2025

Previsão é da GSMA, associação mundial de operadoras e fabricantes de telefonia

Praticamente todos automóveis novos fabricados no mundo a partir de 2025 devem estar dotados de alguma forma de conectividade a bordo. Essa é a previsão da GSM Association, grupo mundial que reúne operadores e fabricantes da telefonia móvel. De acordo com a GSMA, o mercado de carros conectados deve chegar a um valor

pag 4.indd 6

Apple Maps poderá ser integrado aos carros

de 40 bilhões de dólares daqui a cinco anos, ante os 13 bilhões movimentados no ano passado. Ainda segundo previsão da associação, isso estimulará uma variedade de serviços móveis em diversas áreas, como segurança, proteção, entretenimento, informação de tráfego, navegação e diagnóstico de veículos. A decisão da Comissão Eu-

ropeia, que determina que todos os novos modelos comercializados nos países membros sejam equipados com o eCall, sistema que conecta o veículo aos serviços de emergência em caso de colisão, é outro fator para impulsionar a tecnologia. A incorporação da tecnologia móvel em carros não somente vai salvar vidas, mas também vai gerar uma gama de novos serviços", disse Michael O'Hara, diretor de marketing da GSMA, para quem o mercado automobilístico está em meio a uma revolução. "O rápido crescimento deste mercado será gerado em parte pela ação regulatória positiva, particularmente na Europa e em mercados emergentes como a Rússia e o Brasil. É vital que as indústrias móvel e automobilística trabalhem juntas."

A Apple lançará o iOS 7, versão atualizada de seu sistema operacional para iPhone, iPod Touch e iPad, em junho. Com ela, o aplicativo Apple Maps também chegará renovado, podendo ser integrado aos dispositivos multimídia de diversos carros. Assim, os motoristas poderão utilizar os mapas atualizados disponibilizados pelo aplicativo e gerenciar os comandos de navegação

por meio do SIRI, sistema de reconhecimento de voz da Apple. Desse modo, não será necessário desviar a atenção do trânsito para digitar na tela (sistema Eyes-Free). Apesar de ainda não divulgar uma lista definitiva dos modelos aptos ao recebimento da novidade, a Apple adiantou que estarão englobadas marcas como Audi, BMW, Chrysler, GM, Honda, Land Rover, Mercedes-Benz e Land Rover.

Fiat lança série especial Bravo Wolverine Antes mesmo do filme “Wolverine - Imortal” chegar aos cinemas, a Fiat lança a série especial Bravo Wolverine, por R$ 57.640. Externamente, o Bravo Wolverine chega com um visual diferenciado, com faixas laterais exclusivas com a logomarca do filme Wolverine - Imortal; minissaias

laterais na cor do veículo; spoiler traseiro esportivo na cor do carro; faróis com máscara negra; rodas em liga leve 17 exclusivas e soleiras nas portas. Além de bancos dianteiros com logo Wolverine bordado; tapetes em carpete com bordado Wolverine e chaveiro exclusivo.

De acordo com a marca, essa é uma parceria inédica com a Fox Film

23/07/2013 10:03:55


Ijuí, 23 de julho de 2013

Fox chega em duas novas versões

BlueMotion oferece motor mais econômico

Rock in Rio mostra estilo e talento

Versão se diferencia pelos emblemas e pelas faixas laterais com guitarras estilizadas

A Volkswagen gosta de associar seus carros ao rock and roll: é a segunda vez que a marca comercializa uma série Rock in Rio para o Fox. O conjunto mecânico do Fox Rock in Rio é mais que conhecido. O motor é o 1.6 EA-111, que tem construção simples: é dotado de bloco em ferro fundido, cabeçote em alumínio, duas válvulas por cilindro e comando de válvulas único movido por correia dentada. O propulsor entrega 101/104 cv de potência a 5.250 rpm e torque de 15,4/15,6 kgfm a 2.500 rpm, com gasolina e etanol, na ordem. O resultado é uma performance bastante agradável em urbano, com grande oferta de torque em baixas e médias rotações. Outros elementos mecânicos

seguem a mesma receita de simplicidade. A direção revela progressividade na medida certa, com maciez em manobras e firmeza em alta velocidade. O quadro de instrumentos analógico, que é completo e proporciona ótima leitura, segue à risca a escola alemã, com pouca ornamentação e grafismo bem claro. A versão Rock in Rio se diferencia dos irmãos pelos emblemas, as rodas de liga leve aro 15” e as faixas laterais com guitarras estilizadas. Por dentro, parece se enquadrar no estilo dark, com muitos elementos negros, inclusive os revestimentos das colunas e até o forro do teto. O painel também é preto, mas ganhou molduras vermelhas em torno dos difusores de ar. Aliás,

há vários apliques vermelhos na cabine, como nas costuras dos bancos e do volante, que é forrado em couro. A configuração ainda dispõe de iluminação nos quebra-sóis e spots de leitura para os passageiros de trás. De série, o Fox Rock in Rio traz ar-condicionado, direção com assistência hidráulica, alarme, sensores de estacionamento traseiros, retrovisores e vidros elétricos nas quatro portas, rádio/cd player com entrada USB e Bluetooth e chave do tipo canivete com telecomando, além dos detalhes próprios da versão, como as rodas de liga leve aro 15”. O pacote de segurança traz os equipamentos que já se tornaram básicos na categoria, incluindo ABS e airbags frontais.

Empresa holandesa desenvolve bicicleta de madeira que pode ser montada pelo próprio usuário Você já pensou em receber as peças em casa e montar sua própria bicicleta, e ainda de madeira? É esse o conceito da Sandwichbike, desenvolvida pelo Studio Bleijh, da Holanda. No total, o meio de transporte pode ser montado com menos de 50 peças e inclui madeira ecologicamente correta. De acordo com o site Springwise, plataforma criada para captar e replicar boas ideias de empreendimento ao redor do mundo, a bicicleta é enviada para o cliente em uma caixa com as peças e ferramentas necessárias para a montagem. O modelo está disponível para pré-encomenda no site da empresa e as entregas devem começar em outubro. O preço? 799 euros ou R$ 2.100.

pag 5.indd 6

Com motor mais moderno, ele promove redução no consumo de combustível e na consequente emissão de gases

Foi apresentado no dia 27 de junho, o Fox BlueMotion 2014, que estreia no Brasil o novo motor de três cilindros 1.0l da família EA211. O motor é o mais moderno e econômico fabricado pela montadora no Brasil, pois promove uma redução no consumo de combustível e na consequente emissão de gases. Produzido no interior de São Paulo, o motor EA211 é Total Flex, capaz de rodar com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis. A partida do motor é assistida, o que significa que não é necessário manter a chave acionada para que ela se processe – basta um leve toque na chave para dar a partida, desde que o motorista esteja com a embreagem pressionada. O I-System, item oferecido como opcional e que faz parte do pacote I-Trend, concentra as informações do rádio – como a sintonia (AM/FM) e o nome da música que está tocando –, o status do telefone (se está ou não conectado com o Bluetooth) e os dados do computador de bordo (que informa distância

percorrida, tempo de viagem, velocidade digital, consumo instantâneo e médio de combustível e autonomia). Com o novo Fox 1.0l BlueMotion, a Volkswagen amplia a oferta de modelos concebidos com as diretrizes do conceito BlueMotion Technologies no mercado brasileiro. O Fox 1.0l BlueMotion junta-se aos modelos Polo 1.6l BlueMotion, Gol G4 Ecomotion e o Novo Gol e o Novo Voyage equipados com o pacote BlueMotion Technology. Disponível em carroceria de duas ou de quatro portas, o Fox BlueMotion está disponível em cinco opções de cores de carroceria: duas sólidas (Preto Ninja e Branco Cristal) e três metálicas (Azul Boreal, Prata Sargas e Cinza Quartzo). Ambas as versões você encontra na Mecautor, revendedora da Volkswagen em Ijuí, que há mais de 40 anos prima pela qualidade e tradição, oferecendo aos clientes os serviços de manutenção e assistência técnica especializada. A Mecautor está situada na BR 285, km 445. Telefone: 55 3333 1010.

Produto é enviado em uma caixa com peças e ferramentas necessárias para montagem

A Sandwichbike é um exemplo de como uma empresa pode criar produtos que criem uma maior ligação entre o consumidor e o produto, já

que é o próprio usuário quem monta a bicicleta. Além disso, a Sandwichbike aposta no conceito de sustentabilidade e chama atenção pelo design.

23/07/2013 10:04:12


Ijuí, 23 de julho de 2013

MEIO AMBIENTE

Carros híbridos: a um passo da sustentabilidade Atualmente, boa parte das pessoas tem consciência das questões ambientais e de como elas vêm influenciando cada vez mais as decisões de grandes empresas e instituições. Porém, poucas observam isso na prática, tornando o conceito de sustentabilidade muito teórico. Além disso, com o aumento do preço do mais popular derivado do petróleo, os usuários de automóveis procuram evitar a dependência da gasolina, utilizando fontes como o etanol e o gás natural, que são mais baratos, mas nem tanto para aliviar o orçamento com combustíveis. O surgimento e a popularização dos denominados “carros híbridos” prometem mudar essas duas realidades. Em decorrência disso, surgiram os automóveis elétricos que são modelos inteiramente independentes de combustíveis fósseis, utilizando a eletricidade como força motriz. A recarga pode ser realizada na tomada ou por meio de uma chapa indutiva, que atua como se fosse um transformador, transferindo energia sem necessidade de contato físico. Os dois últimos pontos atualmente ainda geram desvantagens para o carro elétrico, devido à dificuldade e demora em se recarregar o carro, à limitada autonomia, ao peso das baterias e ao alto custo do veículo.

Consumo de diesel irá superar o de gasolina em 2020, diz estudo

Nos automóveis híbridos há possibilidade de uso do combustível ou energia elétrica para o abastecimento

Para tornar a situação mais viável, surgiu o automóvel híbrido, que combina a força do motor a combustível comum (gasolina, etanol) com a do motor elétrico, proporcionando uma maior autonomia e desempenho frente aos modelos puramente elétricos, enquanto polui menos do que os modelos convencionais. Nas primeiras décadas do século XX, a frota de veículos elétricos e híbridos chegava até 20% nos EUA, número considerável. Porém, com a maior facilidade na produção de carros a gasolina, mencionando a invenção da partida elétrica que contribuiu bastante nesse aspecto, e a necessidade de se trafegar a longas distâncias, o que só era possível para tais, os modelos híbridos e elétricos perderam espaço, somente retornando com força nos últimos anos.

Contudo, a falta de investimento e a alta carga tributária exercida sobre esses modelos, bem maior do que em um carro comum, devem atrasar a popularização dos híbridos no Brasil, fazendo com que esses modelos não custem menos do que R$ 100 mil. Neste caso, o desenvolvimento econômico, aliado a políticas de incentivo no setor são uma boa alternativa para a inclusão de tais modelos no mercado. Essa nova perspectiva afeta também o setor de geração de energia, aumentando a demanda de energia elétrica no país. Por ter uma grande produção de energia a partir de fontes renováveis – a exemplo claro das hidrelétricas – os automóveis à base de eletricidade constituem também uma vantagem estratégica e ambiental para o Brasil.

Carro parece um avião e foi criado para ser o veículo mais rápido do mundo

O consumo global de diesel como combustível automotivo deverá superar o de gasolina até 2020. A informação foi divulgada no estudo "Perspectiva sobre energia: panorama até 2040", feito pela ExxonMobil, grande empresa do ramo do petróleo nos Estados Unidos. Na publicação, os motivos apontados como primordiais para essa projeção são o aumento expressivo de transportes comerciais e o apelo pelo aumento da eficiência energética dos motores automotivos. Pelos dados revelados, o

consumo total de gasolina deverá se manter estável até 2040. No entanto, o consumo médio de diesel deverá ter aumento de 65% no período. Quanto à utilização de energia elétrica nos carros, a expectativa é de que os preços de modelos híbridos ou puramente elétricos sofra redução sensível até 2025. A partir de então, tais modelos tenderão a se tornar mais populares. Para 2040, híbridos deverão corresponder a 40% dos carros em todo o mundo, enquanto os 100% elétricos teriam cerca de 7% do mercado.

Até 2020, carros verdes devem ocupar 6,3% do mercado Em 2020, um em cada 16 novos carros vendidos no mundo será híbrido, plug-in ou elétrico. Difícil de acreditar? Essa é a previsão da consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC), que projeta um crescimento acentuado dos quatro-rodas com credenciais ecológicas. Até o final da década, segundo pesquisa da consultoria, os carros verdes vão abocanhar 6,3% do mercado automotivo mundial. A queda nos preços, que deverão ficar mais acessíveis e competitivos, será uma das principais alavancas para o aumento da popularidade dos verdinhos, que hoje somam 4,5 milhões de unidades em circulação, a maioria de híbridos. Mas outras mudanças também ajudarão o setor.

pag 6ok.indd 6

Segundo o estudo da PWC, o incremento do número de estações de recarga e de locais para troca de baterias vão reforçar a infraestrutura elétrica das cidades - e a confiança dos consumidores. Uma rede de reabastecimento ampla é condição fundamental para a expansão do mercado de carros elétricos e híbridos. Na ausência de uma, reina a insegurança entre os motoristas, que até gostariam de comprar um modelo ecológico mas temem ficar no meio do caminho, com a bateria zerada e sem possibilidade de reabastecer. Nesse sentido, a criação de baterias com maior capacidade de armazenamento de energia é outro fator que deverá atrair mais interessados. Atualmente,

um dos modelos elétricos mais vendidos do mundo, o Nissan Leaf, consegue rodar até 160 km com uma única carga, o que para trajetos curtos dentro da cidade é mais do que suficiente. O problema - e o pé atrás - se instala mesmo quando se quer percorrer longas distâncias, numa viagem, por exemplo. Até o momento, o único país que dá para atravessar de leste a oeste, norte a sul, dentro de um carro elétrico sem esquentar a cabeça é a Estônia. Esse pequeno país báltico é o primeiro do mundo a implementar uma rede nacional de recarga de carros elétricos. Cada uma das 165 estações recarrega até 90% da bateria em menos de 30 minutos. Dependendo do modelo, uma única carga permite rodar 140km.

Estudo prevê o aumento do número de estações de recarga para alavancar o setor

23/07/2013 10:04:27


Ijuí, 23 de julho de 2013

Os lançamentos da Fiat para 2014 Strada Mangalarga Marchador

Carro é fruto de uma parceria entre a marca e a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador

A Fiat lança uma versão especial da picape Strada, fruto de uma parceria firmada entre a marca e a Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador. A nova Strada foi batizada com o nome da raça brasileira de cavalos, ficando como: “Strada Mangalarga Marchador” modelo que estará disponível no mercado brasileiro nas versões Strada Trekking 1.6 CE e Strada Adventure 1.8 CD. A versão mais barata da série Mangalarga é a Trekking 1.6 CE que é equipada de série com:

rodas de liga leve com pintura exclusiva, retrovisores externos elétricos, faróis biparábola com moldura e canhões negros, volante de couro com comandos de rádio, rádio Connect CD MP3, ar-condicionado e o símbolo da série especial nos bancos dianteiros e paralama traseiro. A versão mais completa da Adventure 1.8 CD possui equipamentos da versão Trekking, teto solar, capota marítima e diferencial blocante Locker, itens opcionais da Adventure padrão.

Freemont Acaba de chegar ao mercado o novo Fiat Freemont 2014. A maior novidade dessa nova versão do SUV é o avançado câmbio automático de seis marchas que chega ao modelo – antes eram quatro. A ideia da Fiat é deixar o modelo em pé de igualdade com seu concorrente, o Dodge Journey. O carro é resultante da associação do Grupo Fiat com a Chrysler, é produzido em Toluca, no México. O modelo combina funcionalidade, estilo original, excelente nível de acabamento, comodidade interna e grande versatilidade. Com o novo câmbio automático de seis marchas a dirigibilidade do Freemont 2014 torna-se ainda mais prazerosa. Outra novidade para o Fiat Freemont 2014 é o novo sistema multimídia UConnect 8.4 NAV, que passa a ser de série na versão Precision. Ele conta com tela de

Estudo aponta que freio ABS pode salvar vida de motociclistas

Apenas 17% das motos vendidas no Brasil possuem o sistema, representando apenas 13% do total de motos comercializadas no país

O número de mortes de motociclistas no trânsito poderia ser menor se as motos contassem com sistema de freios ABS de série, divulgou o Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi). De acordo com a entidade, um estudo feito pela “Insurance Institute for Highway Safety” (IIHS), organização dos Estados Unidos que realiza testes independentes de segurança, aponta que

pag 7.indd 1

a presença de freios ABS em motos podem diminuir os acidentes fatais em 37%. Ainda segundo a experiência, o número de colisões se torna 23% menor. Em 10 anos, de 2001 a 2011 o número de mortes em acidentes de trânsito com motos no Brasil aumentou 263,5%, segundo o Ministério da Saúde. O Cesvi informa que apenas 17% das motos vendidas no Brasil possuem o

sistema, e somente em motos acima de 250 cilindradas, que representam apenas 13% do total de motos comercializadas no país. Nestes casos, o ABS, dispositivo que evita o travamento das rodas nas frenagens, aparece muitas vezes apenas como opcional. Além disso, a categoria city, que representaram quase 55% dos emplacamentos realizados no ano passado, apenas 5% possuem ABS, somente como opcional, diz o Cesvi. Os demais não possuem o dispositivo nem como opcional. Segundo a entidade, o levantamento se baseou em 357 versões de 199 modelos vendidos no Brasil. Em uma frenagem à velocidade de 100 km/h, a moto com ABS leva em média 9 metros a menos para parar, afirma o Cesvi, além de possivelmente evitar tombos. Enquanto uma moto convencional leva 58,5 metros até parar, o modelo com ABS faz isso em 49,5 metros.

8,4 polegadas touch screen, navegador garmin, câmera de ré, DVD e entrada para cartão de memória SD, além das funções usuais como viva voz via Bluetooth, CD MP3 com USB, AUX IN e áudio streaming. O Fiat Freemont chega ao Brasil em duas versões: Fiat Freemont Emotion e Fiat Freemont Precision, ambas com motor de última geração 2.4

litros, 4 cilindros, DOHC, 16 válvulas, com comando de válvulas variável (Dual VVT), além de câmbio automático de seis marchas com opção de mudanças sequenciais. O novo Fiat Strada e o Freemont 2014 você encontra na Guaracar de Ijuí. A empresa está situada na Avenida David José Martins, 884. Telefone: 55 3332 4242. Site: www. guaracarplus.com.br.

Veículo combina funcionalidade, estilo original e excelente nível de acabamento

Furgões vendem roupa para clientes apressadas na hora do almoço

Caminhonetes, trailers e furgões vendem roupas e acessórios em boutiques móveis

Modelo de negócio se espalha pelos Estados Unidos para vender roupas, acessórios e até sabonete orgânico Os furgões que vendem comida já são figuras bem conhecidas nos Estados Unidos. Mas uma outra modalidade de negócio sobre rodas começa a ganhar espaço. São caminhonetes, trailers e furgões que vendem roupas e acessórios, as boutiques móveis. Em Chicago, por exemplo, existe o Fashion in Motion, que vende joias artesanais, lenços e bolsas que não são encontradas nas grandes lojas de varejo. A loja sobre rodas é uma oportunidade para essas mulheres comprarem roupas

elegantes durante uma pausa para o almoço, segundo Gina. Em Boston, a empresária Emily Benson apostou na ideia para abrir o negócio "The Fashion Truck". Ela sempre teve vontade de abrir sua própria boutique e apostou na loja sobre rodas para vender roupas e acessórios por menos de US$ 100. O veículo pode ser estacionado em mercados abertos, eventos e festas, por exemplo. Já em Nova York tem a loja móvel vintage: The mobile vintage shop. No local, são vendidas roupas, acessórios, livros, vinil, sabonetes orgânicos. Tudo por US$ 10 ou menos.

23/07/2013 10:04:50


Ijuí, 23 de julho de 2013

Próximo caderno:

Moto de três rodas: essa moda pega? A inédita e peculiar moto de 3 rodas, anunciada pela Yamaha no no Japão, pode representar o início de uma nova era para o mundo da motocicleta. Ela será mostrada em versão definitiva no Salão de Tóquio, no fim de novembro. Ainda que não tenham sido divulgadas muitas informações, as fotos do protótipo escancaram que tal veículo "pisa" na trilha tecnológica aberta pela italiana Piaggio que comercializa o inovador scooter de 3 rodas MP3.

Higienização do ar-condicionado automotivo é essencial no inverno

Não usar o termo "triciclo" para falar do LMW ou do Piaggio MP3 pode ser justificado pelo ineditismo tecnológico, se compararmos com triciclos convencionais, inclusive criações mais recentes, como chamativo Can Am Spyder. A genial solução técnica que possibilita às suspensões atuarem de modo a inclinar as rodas presente na novidade da Yamaha, semelhante à usada pelo MP3, preserva a mobilidade da moto, e ainda oferece outras vantagens. Falta de manutenção acarreta o acúmulo de poluentes e de sujeiras no filtro

Inovação pode significar o início de uma nova era para o mundo da motocicleta

No frio, os motoristas costumam fechar as janelas para evitar as baixas temperaturas e a chuva. Porém, são nestes momentos que o ar-condicionado automotivo precisa ser lembrado, especialmente pelo fato de que muitas pessoas passam boa parte do tempo dentro do carro. A poluição e a sujeira que são acumuladas no ar

Toyota highlander ganha versão bob esponja A Toyota precisava de uma estratégia única para chamar a atenção do público para a versão 2014 do seu utilitário esportivo familiar Highlander. E a solução veio com a ajuda de um personagem que faz muito sucesso com pais e filhos pelo mundo. Assim nasceu o Toyota Highlander Bob Esponja, uma edição especial única apresentada durante um jogo de baseball nos EUA. O Highlander Bob Esponja foi criado em parceria entre a marca japonesa e

condicionado, teto, carpete e bancos são um campo de cultivo de bactérias, fungos e ácaros que podem causar alergia, irritações e doenças respiratórias. Para evitar esses problemas, é importante realizar a higienização do interior do veículo e trocar o filtro da cabine. Com a falta de manutenção periódica, o equipamento acaba acumulando poluentes e sujeiras no filtro, dando a sensação de falta de ar ou de ar saturado, além do mau cheiro. Fungos e bactérias podem contaminar o sistema de ar, forçando-o e podendo danificá-lo. Além disso, é o filtro que pode proteger as peças do sistema de ventilação do ar-condicionado. Para a prevenção desses

problemas, realize uma revisão periódica do filtro, verificando o grau de sujeira que há nele. A JR Performance oferece os melhores produtos do mercado para atender os clientes de Ijuí e região, e proporcionar mais qualidade de vida através da higienização do ar-condicionado de seus veículos. A empresa, especializada em som automotivo, mecânica, insulfilm, automóveis, ar-condicionado e alarmes, também realiza envelopamento de teto, instalação de alarmes e travas elétricas. Visite a JR Performance, faça um orçamento e escolha as melhores opções para o seu carro. A JR está situada na Avenida Coronel Dico, 850. Telefone: (55) 3333-8789.

Principais diferenças para versão original estão apenas no visual chamativo do exterior e do interior do veículo

Por dentro, o carro é marcado pelo teto que simula o fundo do mar, e os bancos amarelos com as caras dos principais personagens do desenho animado

pag 8.indd 1

a Nicklodeon. Suas principais diferenças para a versão original do utilitário esportivo estão apenas no visual chamativo do exterior - com pintura das expressões do protagonista da série - e do interior, marcado pelo teto que simula o fundo do mar e os bancos amarelos com desenho das caras dos principais personagens.

23/07/2013 10:05:10

Veículos 23.07.2013  

Edição do caderno Veículos do JM

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you