Issuu on Google+

Ijuí, 13 de agosto de 2013

Jornal da Manhã

Além do vínculo

Leite materno é um alimento completo e previne doenças Pág. 4

Como a musculação pode evitar a sarcopenia Pág. 3

Cáries podem começar com o uso da mamadeira Pág. 8

Tecnologia qualifica trabalho das clínicas Pág. 6


2.

Jornal da Manhã | Ijuí, 13 de agosto de 2013

CONSULTÓRIO

VANGUARDA NA SAÚDE REGIONAL: MEDICINA PSICOSSOMÁTICA ESPIRITUALISTA 1) N. R., 23 anos, estudante. A enxaqueca, com dor e vômitos acompanhou-a desde criança quando seus pais alcoólatras brigavam na sua frente. Já passou por vários especialistas, exames sofisticados, sem apresentar causas orgânicas. Periodicamente, ao se estressar, passava 3 a 5 dias confinada em seu quarto, abrindo mão de compromissos ou de se divertir. Após 4 sessões de Hipnose e técnicas de autocontrole emocional, livrou-se da enxaqueca. 2) J. S., 32 anos, supervisor de operações de uma grande empresa, com potencial para crescer profissionalmente, mas quando estava frente a desafios ou quando precisava defender suas ideias, vinha um suador frio, tremia, dava um “branco”. Sofria de crises de ansiedade. As vezes usava sedativos, mas preferia evitá-los por causa de seus efeitos colaterais. Conta que seu pai era muito crítico e exigente. Depois de 8 sessões, usando P.N.L. e Hipnoterapia, descobriu as causas dos seus bloqueios e recuperou sua autoconfiança e autoestima. 3) M. T. , 37 anos, professora. Há 3 anos, desde o falecimento da irmã mais velha, sentia muito medo de morrer, palpitações, insônia com pesadelos de perseguição. Usou por dois anos medicação psiquiátrica, com alguns efeitos adversos, entre eles, perda da libido e tonturas. Esteve por 6 meses afastada em laudo médico, com diagnóstico de síndrome do pânico. Em novembro de 2012 iniciou a Psicoterapia Reencarnacionista. Após seis sessões, já recuperou o sono natural e sente-se animada para

retornar às atividades escolares. Estes três casos acima ilustram o universo da Medicina Psicossomática(soma=corpo), onde a sintomatologia está relacionada com problemas no passado, frustrações atuais, stress, etc... A pessoa somatiza, ou seja, seus dramas manifestam-se em seu corpo, através de variados sintomas. Tudo isso afeta seus relacionamentos, seu trabalho. Procura vários especialistas, faz

As memórias armazenadas no insconsciente, influenciam enormemente nossos sentimentos, pensamentos e atitudes

muitos exames, mas não apresenta uma doença orgânica nem uma corelação clínica. Popularmente chamada doença “dos nervos” ou do “sistema nervoso”. “O passado está presente em nossas vidas, muito mais do que imaginamos”. As memórias armazenadas no inconsciente, influenciam enormemente nossos sentimentos, pensamentos e atitudes. Muita gente não entende conscientemente boa parte de seus sintomas emocionais e de suas próprias reações. Por que uma pessoa é depressiva? Ou impul-

siva? Ou ansiosa? Algumas especialidades médicas apresentam grande evolução tecnológica, diagnóstica e terapêutica, mas nesta área, a medicina tradicional oferece apenas a medicação paliativa dos sintomas e com muitos efeitos colaterais. Como opção terapêutica, a HIPNOTERAPIA oferece uma série de técnicas para trabalhar os aspectos psíquicoemocionais, buscando as causas originárias, o autoconhecimento e no desenvolvimento de habilidades pessoais. Com ótima resolutividade clínica, tanto a depressão grave como a síndrome do pânico, crises de ansiedade, fobias, distúrbios sexuais, comportamentais e somatizações em geral, são curáveis em questão de 3 a 5 meses (8 sessões em média). Entretanto, isto NÃO é do interesse da indústria farmacêutica que quer “vender” uma idéia de cronicidade dos problemas psíquico-emocionais-espirituais. Ou seja, manter a pessoa dependente da medicação indefinidamente. Mas, muitas vezes, no histórico desta vida atual, não existem justificativas para seus sintomas. É aqui que entram as influências de vidas passadas, onde já nascemos com nossa personalidade congênita e os devidos resgates inerentes ao “karma” de cada um. No próximo mês estaremos comentando sobre algo revolucionário na área das Terapias, a PsicoterapiaReencarnacionista(PR). Dr. Gentil Brandão de Souza – CRM:12940 – Médico Hipnoterapeuta, Psicoterapeuta Reencarnacionista.

APRENDA A ALIVIAR A DOR NAS COSTAS É raro quem nunca sentiu dor nas costas por causa de má postura, stress, tensão ou sedentarismo. Manter a calma e tentar avaliar o nível que ela alcança. Mas se a dor atingir o nível 3 ou mais, e persistir por mais de uma semana, procure um ortopedista para uma avaliação completa e siga o tratamento indicado. Pescoço e ombros - O que alivia: Aplicar no local da dor uma bolsa de água quente ou toalha quente e úmida por 20 minutos. Alongar a região suavemente: leve o queixo em direção ao peito, depois no sentido de cada ombro; incline a cabeça devagar tentando encostar a orelha em um ombro e depois no outro. Repetir de três a quatro vezes

DA PESQUISA PARA SEU DIA A DIA

SENADO APROVA ATUAÇÃO DE MÉDICOS MILITARES NO SUS No dia em que o governo perdeu a primeira batalha do programa Mais Médicos no Congresso Nacional, sem conseguir instalar a comissão especial que vai analisar a Medida Provisória que cria a ação, o Senado aprovou por unanimidade uma proposta de emenda constitucional que permite a atuação de médicos militares no Sistema Único de Saúde (SUS). Hoje, os profissionais das Forças Armadas não podem acumular funções fora da área militar nas redes pública e particular de saúde. A intenção é que a PEC se some às iniciativas já tomadas pelo governo federal para tentar garantir a melhoria do atendimento à saúde com o Mais Médicos.

PAÍS TEM 12 % DOS BEBÊS PREMATUROS Quase 12% das crianças nascidas no Brasil em 2010 eram prematuras. O número, de um estudo inédito feito em parceria pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Ministério da Saúde, acende a luz amarela para uma das políticas mais bem-sucedidas do País nas últimas duas décadas: a queda na mortalidade infantil. Crianças nascidas antes da 37.ª semana de gestação são as com maior probabilidade de morrer antes de completar 1 ano e ter problemas de desenvolvimento. Apesar de o País ter resolvido as principais razões para a mortalidade de bebês menores de 1 ano - falta de acompanhamento pré-natal, partos fora de hospital e desnutrição, entre outros -, a prevalência de crianças prematuras no Brasil vem crescendo e atinge justamente as regiões mais ricas, Sul e Sudeste.

MULHERES QUE AMAMENTAM TÊM MENOR RISCO DE ALZHEIMER Mães que amamentam seus filhos têm um risco menor de desenvolver Alzheimer, segundo um estudo recém-publicado pela Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha. A pesquisa também indicou a possibilidade de haver uma ligação mais ampla entre os dois fatores, já que amamentar pode atrasar o declínio da condição cognitiva da mulher. Estudos anteriores já mostravam que a amamentação reduzia o risco de a mãe desenvolver outras doenças, mas esse é o mais indicativo no que diz respeito a transtornos cognitivos. O estudo mostra que alguns efeitos biológicos da amamentação podem ser os responsáveis pela redução do risco de se desenvolver a doença.

BRASILEIROS MOSTRAM INTENÇÃO DE SER DOADORES DE ÓRGÃOS NO FACEBOOK por dia. No meio das costas - O que alivia: Uma sessão de acupuntura e de massagem com uma mistura de óleos essenciais de copaíba, hortelã-pimenta, gengibre e lavanda ajudam aliviar a dor em pouco tempo. Região lombar, próximo aos

rins - O que alivia: Reforçar a alimentação com sementes (em especial, gergelim preto), recorrer a práticas como o tai chi chuan e experimentar sessões regulares de acupuntura. Um alongamento clássico, esticando o corpo e se espreguiçando levemente, sem torções, também é eficaz.

Em um ano, 135 mil usuários do Facebook expressaram intenção de serem doadores de órgãos. O número é resultado da parceria firmada há um ano entre o Ministério da Saúde e a rede social. De acordo com o ministério, que divulgou o balanço, a ideia é que as pessoas informem a família e amigos sobre a real vontade de ser um doador de órgão, pois a rede social é um espaço público e a informação fica disponível na linha do tempo do usuário do Facebook. Segundo o governo, a campanha vai continuar. Para ser doador, a pessoa deve informar a família o seu desejo, sem a necessidade de deixar documento escrito.


Jornal da Manhã | Ijuí, 13 de agosto de 2013

.3

Exercitar músculos para combater e evitar a sarcopenia Musculação é fundamental para reduzir % de gordura corporal Para ser saudável e resistente, o corpo deve ter de 80% a 82% de músculos e apenas de 18% a 20% de gorduras. Ter a musculatura forte e desenvolvida é importante para sustentar os ossos e prevenir fraturas. Ao exercitar os músculos, a pessoa pode continuar com o mesmo peso, mas pode perder medidas. Dois indivíduos que têm o mesmo peso podem ter a aparência diferente e isso significa que um tem mais músculos do que o outro. A gordura ocupa mais espaço no corpo e pode se concentrar na barriga, por exemplo. Estudos recentes mostram que exercitar a musculatura estimula a produção de substâncias que defendem o organismo de invasores e ainda aumenta a produção de hormônios que auxiliam no metabolismo da glicose e das gorduras. Além disso, ter os músculos desenvolvidos garante um envelhecimento ativo, com mais autonomia e também uma

melhora na autoestima já que ajudam no contorno do corpo. Porém, é importante alertar que o desenvolvimento muscular é diferente para cada pessoa e depende muito de fatores genéticos, do biótipo e também da quantidade de fibras musculares do corpo. Fibras do tipo 1 são aeróbias, de pouca força e resistência; já fibras do tipo 2 têm ação rápida, de força e explosão – quem tem mais o primeiro tipo consegue desenvolver mais os músculos. A atividade mais eficiente nesse processo é a musculação, porém qualquer exercício de força pode aumentar a massa muscular, também conhecida como massa magra. Pessoas que têm entre 20 e 35 anos estão no auge do desenvolvimento muscular do corpo. A partir dessa idade, tanto o homem como a mulher começam a ter uma perda gradual, principalmente se forem sedentários. Se não se exercitarem, essas pessoas correm o risco de desenvol-

ver a sarcopenia, uma doença provocada pela perda da massa magra e da função muscular. Portanto, não fique parado no inverno, recentemente a Active Center Academia ampliou ainda mais o espaço físico da academia para a prática da musculação. Agora são mais de 700m² de área, a Active oferece para você uma estrutura de alto nível com ambiente climatizado para á prática de exercícios físicos, com profissionais qualificados para a prescrição e orientação nos exercícios, com aparelhos ultramodernos, parte aeróbica com 11 esteiras, 9 bikes e 2 transport´s, também oferece sistema de Wi-Fi para seus alunos acessarem a internet. A Active funciona de segunda a sábado das 6h30 as 22h sem fechar ao meio-dia e aos sábados das 8h30 às 12h e das 14h30 as 17h, e atende pelo fone 3331-1022. A equipe de profissionais da Active Academia espera por você.

Equipamentos disponíveis na academia auxiliam na redução de peso

Pode acreditar: malhar no frio queima mais calorias Que a prática regular de exercícios físicos faz um bem danado ao corpo, você já sabe. Mas atire a primeira pedra quem não mor-

re de preguiça de ir para a academia/clube/quadra no frio. Ainda mais nesse inverno megasurpreendente que tem feito em alguns

lugares do Brasil. Pois temos uma informação no mínimo incentivadora para você tirar o bumbum do sofá agora mesmo e se dirigir à academia mais próxima: o frio acelera a queima de calorias. Na mesma proporção que a queima de gorduras se intensifica, o consumo calórico também aumenta. O fenômeno (super-

natural, diga-se de passagem) é comum a todas nós: parece que a vontade de se alimentar com quitutes pesados fica praticamente incontrolável, o que resulta em certos deslizes diante da geladeira e do fogão. Mais um motivo para enfrentar a malhação e não chegar ao verão com as calças apertadas.

Na mesma proporção que a queima de calorias se intensifica, o consumo calórico também aumenta

Exercícios físicos são capazes de gerar “gordura boa”, aponta estudo Dois novos estudos realizados em humanos e animais mostram que exercícios físicos alteram a gordura do corpo. A descoberta foi apresentada no final do mês de julho, durante a reunião anual da ADA (Associação Americana do Diabetes), em Chicago (EUA). Segundo a pesquisa, as atividades físicas conseguem transformar a gordura proveniente de comportamento sedentário em um tipo de gordura capaz de acelerar o metabolismo. As pesquisas revelam que os ratos que se exercitaram por 11 dias e homens que andaram de bicicleta por 12 semanas transformaram o tecido adiposo branco em marrom, que é metabolicamente ativa, ou seja, leva à queima de calorias. Até pouco tempo, achavase que ela existia apenas nos bebês, mas estudos revelaram que adultos também podem fabricar esse tipo de gordura “desejável”.


4.

Jornal da Manhã | Ijuí, 13 de agosto de 2013

Amamentação: mais do que um ato de amor O leite materno é o alimento mais completo e equilibrado que a criança recebe até os 6 meses. Para reforçar a importância desse ato, a World Alliance for Breastfeeding Action (Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno) criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno em 170 países com o objetivo de aumentar os índices de amamentação. Sendo que a 22ª edição aconteceu entre os dias 1º e 7 de agosto desse ano. De acordo com a última pesquisa do Ministério da Saúde, de 2009, 41% das crianças menores de seis meses recebem exclusivamente leite materno e 67% mamam na primeira hora de vida. O tempo médio de

aleitamento materno aumentou um mês e meio de 1999 a 2008, passando de 296 para 342 dias. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e a amamentação complementar até os 2 anos. A amamentação exclusiva é a estratégia mais eficaz na redução da mortalidade infantil. Estima-se que ações de promoção do aleitamento materno e da alimentação complementar saudável sejam capazes de diminuir, respectivamente, em até 13% e 6% a ocorrência de mortes em crianças menores de 5 anos em todo o mundo. Além disso, estudos mostram que o leite materno estimula o

desenvolvimento cerebral no primeiro ano de vida. E isso já é comprovado há mais de 30 anos, mas novos estudos surgem para reforçar essa constatação. O mais novo foi realizado no Hospital Infantil de Boston, nos Estados Unidos, e mostrou que, quanto mais tempo uma criança é amamentada, melhor será, ao longo da infância, o seu desempenho em testes que avaliam aspectos da cognição — como aquisição da linguagem, por exemplo. Elas também se saíram melhor em um teste de inteligência verbal e não verbal aos 7 anos. A pesquisa mostrou que cada mês a mais de amamentação aumentou progressivamente a pontuação das crianças nesses testes.

Amamentar seu filho só faz bem! Confira os benefícios: 1. Fácil de ser digerido, o leite materno provoca menos cólicas nos bebês;
 2. Colabora para a formação do sistema imunológico da criança, previne alergias, obesidade e intolerância ao glúten. 3. Contém uma molécula chamada PSTI, responsável por proteger e reparar o intestino delicado dos recém-nascidos. 4. O momento da amamentação aumenta o vínculo entre mãe e filho e colabora para que a criança se relacione melhor com outras pessoas. 5. Previne a anemia.

 6. A sucção ajuda no desenvolvimento da arcada dentária do bebê. 7. O ômega 3, presente no leite materno, ajuda no desenvolvimento e crescimento dos prematuros nos primeiros meses de vida. 8. Ajuda no desprendimento da placenta, contribuindo para a volta do útero ao tamanho normal. Com isso, também evita o sangramento excessivo e, consequentemente, que a mãe sofra de anemia. 9. Protege a mãe contra o câncer de mama e de ovário. 10. Amamentar reduz o risco de a mulher desenvolver síndrome metabólica (doenças cardíacas e diabetes) após a gravidez, inclusive para aquela que teve diabetes gestacional.

 11. A amamentação dá às mães as sensações de bem-estar, de realização, e também ajuda a emagrecer, pois consome até 800 calorias por dia (mas dá uma fome...). 12. É de graça, natural, prático, e não desperdiça recursos naturais. 13. Está sempre pronto para ser transportado e ingerido (não precisa nem aquecer). 14. Protege a mãe contra doenças cardiovasculares no futuro. 15. Bebês que mamam exclusivamente no peito até os seis meses têm menos risco de desenvolver asma e artrite reumatoide e recebem uma proteína que combate vírus e bactérias do trato gastrointestinal. 16. Além de todos esses, é durante a amamentação, naquele momento só seu e dele, a cada trocar de olhar, que o vínculo vai se formando para sempre! Aproveite!

O aleitamento materno é o único alimento que a criança precisa até os seis meses de vida

Banco de leite do HCI completa 27 anos Com a intenção de incentivar o aleitamento materno e a doação do excedente, o Banco de Leite do Hospital Caridade de Ijuí (HCI), único da metade norte do Rio Grande do Sul, há 27 anos, completados hoje, trabalha incentivando as doações e o aleitamento materno. Referência para 120 municípios da macrorregião missioneira, atualmente, é coletado pelo banco de leite do HCI, uma média de 40 litros/mês, sendo que o ideal seria o dobro. O banco de leite do HCI funciona de acordo com os procedimentos técnicos adotados pela rede nacional de bancos de leite. A padronização é exigida com o intuito de propiciar melhor qualidade ao leite. Este serviço pioneiro na região, recebe visitas de profissionais de outros hospitais do Estado que buscam orientações, já que o HCI é referência, em função da padronização dos procedimentos técnicos

adotados pela rede nacional de bancos de leite. De acordo com a técnica de enfermagem responsável pelo banco de leite do HCI, Juliana Froner, a procura pelo uso do banco é grande, principalmente pelas mães de prematuros da UTI Neo-Pediátrica do hospital. “No mês de julho tivemos 16 doadoras e 30 litros de leite pasteurizado, o que supre, de certa forma a nossa demanda”, conta. No entanto, Juliana salienta que as doações deveriam aumentar para que mais crianças possam ser atendidas. “Todas as mães que amamentam são possíveis doadoras, desde que estejam com os exames laboratoriais em ordem e não tenham nenhuma sorologia positiva”, destaca. Segundo a técnica, as mulheres podem fazer a coleta em casa de forma manual ou com esgotadeira em um frasco de vidro de maionese ou nes-

café, fervido previamente em banho-maria e armazenado de forma a não ser contaminado. “A mulher deve fazer a higiene pessoal, lavando bem as mãos e os seios com água e sabão e manter os cabelos amarrados. Após a coleta, o frasco deve ser acondicionado no freezer e quando estiver cheio deve ser encaminhado para o Banco de Leite. Após analisadas as condições o leite é pasteurizado”. Juliana Froner diz que a existência do Banco de Leite é fundamental. “Apesar de existirem os postos de coleta, o Banco de Leite é o único na região, pois faz a paesturização do leite e tem o objetivo de promover, proteger e apoiar o aleitamento materno, contribuindo com a diminuição da mortalidade infantil”, destaca. De acordo com ela, apesar das campanhas, as doações ainda são poucas e não suprem a demanada. “Considero que as mães que têm condições

devem doar, pois além de seus próprios filhos, estarão ajudando outras crianças e isso é um ato de amor”, ressalta. A intenção do Banco de Leite do HCI é aumentar o número de doadoras cadastradas. Para

tanto, disponibiliza serviço de transporte onde uma enfermeira vai até a residência da doadora, para fazer a coleta. Para fazer o cadastramento, basta entrar em contato pelo 3331-9300, ramal 9431 ou 9324.

Há 27 anos o Banco de Leite do HCI é referência na região


Jornal da Manhã | Ijuí, 13 de agosto de 2013

.5

Novidades em micropigmentação na Espaço Zen Terapias Usadas para dar novo formato ou para preencher as falhas em sobrancelhas, as técnicas de maquiagem definitiva e micropigmentação estão cada vez mais populares entre as mulheres. Micropigmentação: é um procedimento diferente da antiga maquiagem definitiva, porque é, na verdade, uma maquiagem temporária. O aparelho usado tem uma rotação menor que o da tatuagem, deixando o traço mais suave. O pigmento usado é próprio para o rosto e não sofre variação de cor como o da tatuagem, que após alguns anos azulava as sobrancelhas. Maquiagem definitiva: é um tipo de tatuagem que perfura a camada mais profunda da pele. Se o resultado não agradar, é complicado livrar-se do problema. – A micropigmentação precisa de retoques de tempos em tempos, o que é ótimo para quem gosta de estar acompanhando o que dita a moda. No entanto, é fundamental verificar se o micropigmentador é habilitado e se o material e o local seguem as regras e os protocolos deter-

minados pelos órgãos de vigilância sanitária. Após um curso de aperfeiçoamento a Dra Joice Liege Parzianello trouxe para Ijuí e região soluções em dermopigmentação. Você que deseja fazer uma maquiagem definitiva mas ainda não tem coragem ou quer um efeito mais natural, agora você tem a solução. Você também que já realizou uma sobrancelha anteriormente e ficou com um resultado não muito agradável ou ainda com cores diferentes do esperado, nós temos a solução, despigmentando a cor ou neutralizando o tom. Utilizamos anestésicos especiais e pigmentos nacionais e importados. Agende sua avaliação gratuitamente. Joice Liege Parzianello (Crefito 39255) é fisioterapeuta especialista em ortopedia, traumatologia. É esteticista facial, designer de sobrancelhas/henna australiana e dermopigmentadora. A clínica Espaço Zen Terapias está localizada na Rua Benjamin Constant 593, esquina com a 20 de Setembro. Telefone: 55 3332 2015.

Técnicas novas, fio a fio, tridimensional, esfumaçadas e sombreadas que resultam em um tom natural

Neutralização de cores azuis, verdes, rosa, violeta e laranja

Rugas: hábitos que aceleram o envelhecimento da sua pele Dependendo do caso, é possível eliminar praticamente todas as marcas precoces de envelhecimento com tratamento. Uma mulher jovem com sinais leves pode reverter esse quadro em

quase 100% em, no mínimo, um ano de tratamento - que deve incluir cremes, filtro solar, peelings e laser. Nas fumantes, o processo é bem mais demorado: pelo menos cinco anos para per-

der o tom amarelado e recuperar a elasticidade. Já para aquelas que têm a pele envelhecida pelo sol, a notícia não é boa. Se a radiação solar alterou o DNA das células, não há tratamento que resolva. Sol - Adeus, pele lisa! - Os raios UVA e UVB são responsáveis por 90% dos sinais prematuros de envelhecimento. Má alimentação - Na falta de antioxidantes e da hidratação adequada, a pele fica mais flácida e as marcas surgem. Make - Se a limpeza no fim do dia não for benfeita, os resíduos obstruem os poros e, assim, impedem que os tecidos epiteliais fiquem oxigenados. Álcool - O excesso de bebidas alcoólicas provoca o aumento dos radicais livres e barra a absorção de vários nutrientes. Estresse - É que a adrenalina (hormônio da tensão) reduz a quantidade de proteína P53, gene que protege o genoma. Cigarro - Logo atrás da radiação solar, ele é um dos maiores vilões da epiderme. A nicotina

Algumas atitudes simples podem prevenir o envelhecimento precoce no rosto

quebra as fibras colágenas e elásticas. Resultado: uma pele amarelada, enrugada, manchada e sem vida. Falta de sono - Quem tem o costume de dormir pouco fica, não só com olheiras, mas com toda a pele com aspecto cansado.

Isso ocorre porque, no momento do sono, é produzido o hormônio do crescimento (GH), responsável pela renovação celular e pela qualidade da cútis. Sem as preciosas horas para recarregar as energias, esses fenômenos simplesmente não acontecem.


6.

Jornal da Manhã | Ijuí, 13 de agosto de 2013

Avanços tecnológicos qualificaram diagnóstico Evolução e criação de novos aparelhos tornaram exames clínicos mais acessíveis As mudanças e avanços tecnológicos notados nos últimos anos alteraram também os tratamentos de saúde. Os benefícios foram obtidos não só na cura, mas, principalmente, no diagnóstico preventivo e de patologias. Exames que antigamente eram feitos de forma manual são, hoje, realizados de forma rápida e com grande precisão. As pesquisas científicas desenvolvidas na área da saúde evoluíram no decorrer dos anos. A tecnologia empregada hoje nas clínicas permite, inclusive, realizar o mapeamento genético de cada indivíduo. Um caso divulgado recentemente foi da atriz americana,

Angelina Jolie que, a partir de um exame, detectou predisposição a um determinado tipo de câncer. Após a análise, ela realizou uma mastectomia, cirurgia para retirada das mamas. O descobrimento de muitas doenças através do aprimoramento das formas de diagnóstico, deveu-se ao interesse de investimento em tecnologia por parte das multinacionais. Hoje, graças à tecnologia empregada, os equipamentos e metodologias são melhores, e capazes de mostrar resultados mais precisos. Mesmo as cidades menores, como Ijuí, possuem capacidade de realização da maioria dos exames,

alguns ainda são feitos somente em grandes centros. Para facilitar o atendimento nestes casos, são buscadas as chamadas “clínicas de apoio”. “Os próprios laboratórios maiores têm estrutura de transporte para a captação de amostras. É uma dinâmica própria que permite aos pacientes receber o resultado do diagnóstico de forma rápida”, afirma a sócia administrativa do Laboratório Hemovita, Mônica Eickhoff. Outra mudança no decorrer dos anos foi da popularização da tecnologia, pois ela contribuiu para a baixa dos valores de alguns exames. Um exemplo é a sexagem fetal, exame feito para descobrir o sexo do bebê aos dois meses de gestação. Desde o surgimento, este procedimento teve uma redução de cerca de 50% no custo. O descobrimento de muitas doenças que antes nem se pensava existir, aconteceu com a ajuda dos avanços da tecnologia. Os diagnósticos que antes eram baseados em exame de sangue e urina evoluíram e, hoje, conseguem realizar diagnóstico mais rápido, barato e preciso.

O que era um procedimento cirúrgico, agora pode ser diagnosticado em cerca de dez minutos. A detecção da presença de fibrose no fígado de pacientes com hepatites B e C, antes feita por meio de cirurgia, pode ser feita pela elastografia, exame que não é invasivo e se assemelha a um ultrassom. O procedimento, entretanto, ainda é para poucos, pois na rede particular chega a custar R$ 3 mil e a rede pública ainda tem poucos aparelhos. O exame tradicional exige um procedimento cirúrgico, com anestesia, para ter acesso direto ao órgão e assim saber em que estado se encontra. O procedimento oferece riscos, por isso a importância da elastografia. A estimativa do Ministério da Saúde é que no Brasil 800 mil pessoas estejam infectadas pelo vírus B e 1,5 milhão de pessoas pela hepatite C. Da infecção até a fase da cirrose hepática, pode levar de 20 a 30 anos, em média, sem nenhum sintoma. Pelos dados oficiais da Organização Mundial da Saúde, 1,4 milhão de pessoas morrem por ano em decorrência das diversas formas de hepatite. Apenas 37%

dos 126 países analisados pela organização dispõem de estratégias para prevenção e tratamento. O Ministério da Saúde informa que, no Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Sobre a Hepatite Existem dados da Organização Mundial de Saúde mostrando que apenas 5% das pessoas com hepatite sabem que têm o vírus. Nem sempre há sintomas, mas os especialistas alertam que cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras podem ser sinais da doença. No Brasil, há vacinas para a prevenção das hepatites A e B. O Ministério da Saúde oferece vacina contra a hepatite B nos postos de saúde do SUS e contra a hepatite A nos centros de Referência de Imunobiológicos Especiais. Não há vacina contra a hepatite C.

Um diagnóstico comum na infância é o HDL, o colesterol bom, abaixo do esperado. Ele é importante porque recolhe do sangue as sobras de colesterol, fazendo que não seja depositado nas nossas artérias; ajuda na formação da membrana celular e é base para formação de hormônios sexuais. O colesterol em crianças deve ser inferior a 170, o LDL abaixo de 100 e o HDL acima de 35. A alteração nesses níveis acontece, normalmente, porque as crianças, hoje em dia, são mais sedentárias. O ideal é que as crianças façam atividade física todos os dias por, pelo menos, 50 minutos. Embora pareça, o tempo não é longo, pois equivale, por exemplo, a uma partida de

futebol de brincadeira. Caso não haja espaço para as brincadeiras. O ideal é que os pais levem a criança para andar de bicicleta. O ideal não é fazer uma atividade intensa, mas, sim, prolongada. Uma das primeiras oerientações dos médicos é estabelecer, já em casa, um cardápio mais saudável com fibras e menos gorduras e açúcares. No caso de a criança ter babá, ou ser cuidada por alguém, é importante passar as recomendações também a esta pessoa. O refrigerante, preferencialmente, deve ser eliminado das refeições. O incentivo à atividade física deve ser incentivado, não necessariamente em academia, mas principalmente através de brincadeiras.

Exercício físico é a principal orientação dos médicos para casos de colesterol

Nova tecnologia já está disponível no Hemovita

Novoexamepodedetectarfibroseem pacientes com hepatite

Atividade física pode controlar colesterol em crianças

Falta de controle no uso de medicamentos pode resultar em tratamento ineficaz Conhecido pelos médicos como polifarmácia, o uso de vários medicamentos ao mesmo tempo pode ser notado, principalmente, em pacientes geriátricos. A busca do tratamento de vários problemas de saúde, comum na terceira idade, faz com que os pacientes sejam orientados a tratamento químico para as mais diversas especialidades. Mas e como controlar as consultas e os medicamentos prescritos pelo ortopedista, cardiologista, reumatologista? Segundo o médico clínico geral Anibal Nogueira, é importante que o paciente tenha contato mais frequente com um medico geriatra ou mesmo clínico geral. “Estes especialistas podem trabalhar na administração dos diversos especialistas que atendem o paciente”, afirma o médico. Outro ponto considerado importante para os especialistas é o paciente ter conhecimento da medicação que ingere e o motivo pelo qual ela foi prescrita. O cuidado com horário é uma das dicas dos profissionais de saúde, “principalmente no caso das dro

Anibal Nogueira, clínico geral

gas neurológicas e cardiológicas, que precisam ser tomadas com mais regularidade”, afirma Anibal. Um dos principais danos causados pela falta de controle no uso de medicamentos são os efeitos colaterais causados pela interação de alguns componentes químicos. Além disso, os casos mais notados são da ineficácia do tratamento. “Se não há o cuidado devido, o tratamento pode não surtir efeito e ocasionar interações medicamentosas com efeitos colaterais indesejados”, comenta Nogueira. Por isso é importante que o paciente, ao consultar um especialista, saiba informar quais medicamentos já está usando.

Farmacovigilância Segundo a definição da Organização Mundial de Saúde, OMS, a farmacovigilância compreende a ciência e as atividades relacionadas à detecção, avaliação, compreensão dos efeitos adversos e/ou outros problemas relacionados a medicamentos. A farmacovigilância se constitui numa estratégia essencial para a promoção do uso racional de medicamentos, pelo qual gera um impacto direto nas políticas de prevenção de danos, através da disseminação de informação isenta aos profissionais de saúde, órgãos reguladores e usuários.


Jornal da Manhã | Ijuí, 13 de agosto de 2013

.7

Ijuí será representado em Congresso de Saúde Mental Acontece nos próximos dias 25 a 28 em Buenos Aires, o Congresso Mundial de Saúde Mental. O evento organizado pela Associação Mundial de Saúde Mental junto com Associação Argentina vai tratar principalmente de temas referentes à ressocialização do doente mental. O município de Ijuí e também a Unijuí estarão sendo representados no encontro através da participação do médico psiquiatra Antônio Carlos Amaral. Amaral é mestrando em Educação nas Ciências pela universidade ijuiense e desenvolve estudo sobre a ressocialização do doente mental, tema que coincidiu com o do Congresso. O estudo desenvolvido na

Unijuí com orientação dos professores Paulo Rudi Schneider e Naiara Oliveira objetivou analisar a participação de pacientes psicóticos e seus familiares em um grupo terapêutico. Pacientes e familiares, atendidos no Centro de Atenção Psicossocial – Caps 2 Ijuí, responderam um questionário semiestruturado do qual foram selecionadas duas questões para análises preliminares (capacidade de identificar a doença mental no outro e autopercepção da doença). Os resultados indicam que a terapia de grupo pode orientar e ajudar a melhorar o entendimento da doença, bem como lidar com essa de forma adequada. Concluímos, portan-

to, que a grupoterapia pode ser usada formalmente no processo de educação dos pacientes psicóticos e seus familiares. “Como não seria possível colocar todo o material da dissertação no pôster, nos concentramos em questões básicas, tendo como principal foco a dificuldade que as pessoas têm para identificar a doença mental no outro”, comenta o psiquiatra. A percepção e aceitação da doença é, segundo o médico, o primeiro passo para o início do tratamento e para que os efeitos da doença sejam reduzidos logo. O estudo feito em Ijuí acontece junto ao Caps 2, no grupo de ressocialização, onde participam doentes, familiares e téc-

nicos. O trabalho desenvolvido por eles é principalmente com a educação através de um grupo terapêutico para identificar

a doença. Além disso, o estudo ainda ajuda na orientação para a busca de alternativas de tratamentos para as doenças mentais.

Dr. Antônio Amaral estará representando o município em Congresso Mundial

Alimentação Adoçante pode ser prejudicial pode afetar QI em crianças Crianças que estão acostumadas a comer muitos salgadinhos, batatas fritas, biscoitos e pizzas antes dos três anos de idade podem desenvolver um baixo QI para o resto da vida. De acordo com o estudo, realizado pela Universidade de Bristol, a diferença no QI das crianças que se alimentam de maneira inadequada pode chegar a cinco pontos em relação às crianças que receberam uma alimentação mais saudável com frutas, legumes e comida caseira. Especialistas alertam que, mesmo que a dieta seja corrigida, o resultado não se altera, pois o período crucial está mesmo no início da infância. Estes dados são alarmantes, pois é o primeiro estudo a sugerir uma ligação direta entre a dieta das crianças aos recursos intelectuais na vida adulta. O projeto da pesquisa levou em conta fatores como classe social, aleitamento materno, escolaridade e idade materna. Os pesquisadores também ressaltam a influência do ambiente doméstico, como o acesso da criança a brinquedos e livros. Analisando todos estes dados, os pesquisadores chegaram à conclusão de que a alimentação é crucial nos primeiros três anos de vida, quando o cérebro cresce em ritmo mais rápido.

O gosto doce serve para estimular respostas fisiológicas que ajudam a manter o equilíbrio energético do corpo. Ele sinaliza ao organismo a entrada de alimentos com alto valor energético, facilitando a absorção e a utilização da energia. Os adoçantes, porém, têm um gosto doce intenso, mas baixo valor calórico. Pesquisas feitas nos últimos 40 anos mostraram que os adoçantes não têm impacto direto na perda de peso nem efeitos positivos na prevenção de doenças como diabetes tipo 2, hipertensão e cardiovasculares. Além disso, sua ingestão está ligada a mudanças nos mecanismos de resposta do cérebro a sabores doces, o que pode impactar a sensação de saciedade. Um novo estudo, mostra um novo complicador. Ao analisar pesquisas sobre os edulcorantes feitos nos últimos anos se con-

clui que esses produtos podem provocar um efeito contrário ao esperado. No nosso território - 30% dos lares brasileiros utilizam adoçantes, segundo levantamento da empresa de pesquisas Kantar WorldPanel. - Todos os adoçantes permitidos no Brasil fazem parte da lista de alimentos considerados seguros, chamada GRAS (generally recognized as safe). Os compostos presentes na lista passaram por uma série de pesquisas e podem ser usados dentro das quantidades indicadas. - O consumo do açúcar não diminuiu com a chegada dos adoçantes às prateleiras. Substitutos químicos são compostos de origem sintética ou natural usados para adoçar alimentos no lugar da sacarose e de outros açúcares. Aspartame, sucralose e sacarina são os mais utilizados.

Consumo de adoçante não mostra resultados diretos na perda de peso


Próximo Caderno

Ijuí, 13 de agosto de 2013

Jornal da Manhã

Alveolite, o que significa este termo odontológico Alveolite é a complicação mais pertinaz e desagradável da extração dentária. Ocorre pela infecção do alvéolo causada principalmente pelos Streptococos e Estafilococos, causando ao paciente dores intensas que se prolongam por muitos dias. Aparece logo no segundo ou terceiro dia pos a extração e chega a prolongar-se por até quinze dias. O coágulo desaparece, o alvéolo se torna vazio e seco, com uma cor pardo-escuro e mau odor, apesar de não haver supuração. Em alguns casos, o alvéolo não permanece aberto, notando-se no seu interior um tecido de granulação necrótico e mau aspecto, mas a dor é um sintoma constante, desafiando as medicações comuns, até que se inicie o tardio processo cicatricial.

As principais causas das alveolites: - Septidez do meio bucal. - Deficiência circulatório local causada pela ação dos vasos constritores utilizados nos anestésicos. - Perda do coágulo pelas lavagens bucais ou sucção da ferida operatória. - Circulação alveolar deficiente ou pré-existente de infecção da lâmina dura. - Deficiência vitamínica. As causas determinantes ligadas à produção das alveolites são as seguintes: - Falta de adoção de um padrão racional de assepsia para toda e qualquer extração, independente de um caso simples ou de difícil solução. - Traumatismo operatório - Falta de sutura ou falta de uma boa coaptação dos bordos da mucosa ao proceder-se a sutura. - Cristas alveolares expostas, sem a indispensável proteção oferecida pela sutura da mucosa. - Medicamentos, mechas de algodão ou tamponamentos dentro do alvéolo. - Lavagens ou irrigações do alvéolo. - Extração de um ou dois dentes, em lugar de todos os indicados, com consequente permanência de dente cariado, ou infectado próximo ao alvéolo do dente extraído.

Mamadeira causa risco de cáries Muitos pais e mães não sabem, mas os primeiros dentinhos que nascem nos bebês já despontam necessitando de cuidados. É difícil imaginar que os dentes tão novinhos podem ser alvo de doenças bucais, mas caso não haja a higienização adequada, eles podem sim ser atingidos pela cárie de acometimento precoce, mais conhecida popularmente como a cárie de mamadeira. O termo corresponde ao período em que as crianças estão sendo alimentadas, na maioria das vezes, por mamadeiras. É nesta época em que alguns fatores de risco já começam a surgir prejudicando a saúde bucal. O primeiro deles é a frequência

com que a criança toma a mamadeira. É aí que surge o segundo problema: os açúcares. Além da alta frequência, os líquidos oferecidos ao bebê são açucarados. Quando não se faz a higiene bu-

cal da criança após a mamada, as bactérias grudam nos dentes e os açúcares acabam ocasionando a desmineralização dos dentes, formando a cárie”, destaca. Para a preveção de probelmas bucais já nesta fase, uma simples escovação já minimiza o problema, pois evita que as bactérias se instalem nos dentes. O maior problema visto pelos especialistas é à noite, pois os pais não querem que a criança acorde e colocam-na para dormir depois de mamar. O leite fica parado na boca e o processo se torna ainda mais danoso, Por isso, a dica é dar uma mamadeira de água após o leite da madrugada. Assim, garante-se que os dentes não ficarão sujos com restos de leite. É recomendado, ainda, que os pais procurem o dentista para avaliação de como deve ser feita a higienização dos dentes da criança, mas a recomendação padrão é que seja feita a escovação dos dentinhos sem pasta de dente. Se possível, uma vez ao dia, pode ser aplicado o flúor dentifrício.

PREVENÇÃO - Para prevenirmos uma alveolite, inicia-se pelo exame clínico pré-operatório, objetivando verificar alguma doença sistêmica que possa causar dificuldade de cicatrização. Em pacientes com abundante placa bacteriana e cálculos, faça profilaxia préoperatória (raspagem supra gengival e polimento dental). A exodontia deve seguir os princípios de assepsia, evitar anestesias com vasos constritores em excesso ao redor do alvéolo, não deixar restos de fragmentos ósseos ou de lesão periapical, usar a técnica em detrimento da força, evitando traumatizar. Por todos estes motivos, procure sempre profissionais qualificados que possam realizar com segurança as cirurgias tanto na sua boca como na sua face.

Remédios podem causardanos Muitos medicamentos podem apresentar efeitos colaterais na boca. Um deles é a chamada “boca seca”, considerado um dos efeitos colaterais mais comuns. Informar o dentista sobre os medicamentos que está usando é uma das principais dicas para evitar danos. Dentre alguns dos que podem causar ressecamento da boca estão: os antialérgicos, descongestionantes, analgésicos, diuréticos, medicamentos para pressão alta e também antidepressivos. Outros medicamentos podem causar inflamações, ulcerações, dormência, formigamento, distúrbios de movimento, alterações do paladar e, durante a escovação ou do uso do fio dental, sangramento excessivo da gengiva. No caso da percepção de qualquer um destes sintomas o médico ou o dentista devem ser consultados.

Facetas embelezam sorriso As facetas dentárias são próteses de porcelana finas que são coladas na frente dos dentes (conhecida como face vestibular), proporcionando uma aparência natural e atraente. As facetas dentárias são usadas para corrigir dentes trincados, manchados, desalinhados, desgastados, desiguais ou com espaçamento anormal. Tipos de facetas dentárias Os dois materiais mais comumente usados na fabricação das

facetas dentárias são a resina e a porcelana. Ambos os tipos podem ser fabricados por um protético em laboratório de prótese dentária, chamadas facetas indiretas, ou ainda com aplicação direta de resina no consultório, conhecida como faceta direta. As facetas são coladas aos dentes com cimento resinoso. A porcelana é um material frágil, mas, quando firmemente colada ao dente, pode tornar-se muito forte e durável.

As facetas são utilizadas como uma espécie de capa protetora para os dentes


Caderno Saúde 13.08.2013