Issuu on Google+

ECONOM IA

SALVADOR QUINTA-FEIRA 10/2/2011

B7

NEGOCIAÇÃO Trabalhadores reivindicam um aumento salarial de 18,7%. Já as empresas oferecem um reajuste de 5%

Operários da construção entram em greve CLARISSA PACHECO E JOÃO PEDRO PITOMBO

Os trabalhadores da construção civil na Bahia anunciaram greve geral por tempo indeterminado a partir de hoje, após decisão tomada em assembleia realizada terça-feira. Os trabalhadores decretaram estado de greve no último dia 27 de janeiro, reivindicando reajuste salarial

de 18,7%, além de melhorias no trabalho. Em reunião ontem com representantes do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sinduscon-BA) e mediadores da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), a categoria chegou a afirmar que aceitaria um reajuste de no mínimo 15%, diferente do oferecido pelos patrões, de

apenas 5%. Segundo informações do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção e da Madeira do Estado da Bahia (Sintracom-BA), o mediador da SRTE, o auditor do trabalho José Ivan Pugliese, sugeriu reajuste de 10,7%, percentual negado pelos empresários. A ausência de um acordo levou os trabalhadores a confirmarem a greve, que já

“A nossa posição é de continuarmos abertos às negociações” CARLOS ALBERTO VIEIRA LIMA, Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sinduscon-BA)

vinha sendo esperada desde o início da semana. Em todo o Estado, cerca de 140 mil pessoas são empregadas na construção civil. O presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sinduscon), Carlos Alberto Vieira Lima, contradiz a versão dos trabalhadores e diz que a proposta do mediador foi aceita. Segundo ele, a proposta prevê

um reajuste de 10%, que seria ampliado para 11% a partir de julho deste ano. “A nossa posição é de continuarmos abertos às negociações”, afirma. Vieira Lima ainda destaca que a paralisação dos trabalhadores vai prejudicar o andamento das obras. E descarta o pagamento dos dias parados aos trabalhadores: “Os dias em que eles ficarem sem trabalhar não serão pagos”.

com a comunicação, as mídias e as tecnologias digitais, as crianças da Gen Y ensinaram seus pais a usar os controles remotos enormes ou a gravar filmes da televisão. A Gen Y adotou e-mail, mensagem de texto via celular e MSN como formas de comunicação, enquanto lia 'O Senhor dos Anéis', crescia com Harry Potter ou via a trilogia de 'Star Wars' em tela gigante. Música digital, iPod e download grátis se tornaram triviais. Acho que é bem a geração do meu filho, de 20 anos. Mas o tempo não para, assim como a fabricação de rótulos, e chegou a Gen Z, dos chamados nativos digitais. Esses não só demonstram uma incrível facilidade de lidar com qualquer tipo de equipamento novo como gostam de consumir 'tudo ao mesmo tempo agora'. Usam instintivamente todos os recursos das redes sociais, como Facebook ou Twitter, e, se tiverem dinheiro, se-

rão viciados também em smartphones (como o iPhone) e tablets (como o iPad). Dizem que a Gen Z é mais consumista que a Gen Y, além de ser mais conectada. Parece o caso da minha filha de 12 anos, que adora passar a tarde no shopping do bairro com as amigas e os amigos. Sua turma fala no Skype e troca SMS ao fazer a lição de casa com a TV ligada. É claro que classificar as pessoas em gerações sempre causa controvérsias. Até porque a data de nascimento de alguém não precisa corresponder à mentalidade, aos valores, ao comportamento, à maneira de ser ou mesmo à aparência. Tenho idade para ser da Geração X, mas meu marido insiste que sou da Geração Z. Acho que ele tem ciúme da minha família Apple (Macbook, iPad e iPhone), que carrego para cima e para baixo, inclusive nas férias. Mas há um problema maior. Depois do Z, o que vem?

Gen X, Y ou Z? Qual é a sua? que viviam na Europa depois de servir na Primeira Guerra. Era o caso de Hemingway, que achou no final que 'todas as gerações eram perdidas, por alguma razão'. Depois da Geração Perdida, vimos surgir o termo Greatest Generation, cunhado pelo jornalista Tom Brokaw para se referir às pessoas que nasceram sob as privações da Grande Depressão e contribuíram materialmente ou lutando na Segunda Guerra. Virou livro. E depois veio a Geração Silenciosa, jovem demais para ter lutado na Segunda Guerra, mas que também viveu seu impacto profundamente. Acho que minha mãe é dessa geração. Com o fim da Segunda Guerra veio a Geração Baby Boom, assim batizada devido ao crescimento das taxas de natalidade. E depois dos 'boomers' veio a Geração X. O termo Geração X foi cunhado pelo fotógrafo Robert Capa no começo dos anos 50

e depois serviu como título de um ensaio fotográfico seu com jovens. Disseram que se referia aos jovens ainda sem identidade, talvez sem futuro, ou com um futuro incerto, por isso o X. Geração X também se tornou o nome de um livro de sociologia, de Jane Deverson e Charles Hamblett, publicado em 1965. Falava dos jovens que dormiam juntos antes de casar, que não aprenderam muito bem quem era Deus e/ou que não obedeciam mais a seus pais. Consta que um exemplar do livro foi parar na casa da mãe do músico inglês Billy Idol, que batizou sua banda punk de Geração X, de 1976 a 1981. Digamos que a Geração X nasceu entre 1950 e 1970 e viveu o surgimento do computador pessoal, da TV a cabo, do videogame e da web. Depois da X, claro, tinha de vir a Geração Y, nascida a partir de 1980 (os anos são sempre definidos arbitrariamente). Muito mais familiarizada

Emprego no setor industrial

Relatório Focus do Banco Central

Pesquisa mensal do comércio

A Pesquisa Industrial de Emprego e Salário será divulgada amanhã pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estudo mostra o comportamento do emprego e dos salários.

Na segunda-feira, dia 14, o Banco Central apresenta os dados do Relatório Focus. O documento compila a opinião das instituições financeiras sobre os principais dados macroeconômicos.

Na terça-feira, dia 15, o IBGE publica o resultado da Pesquisa Mensal do Comércio (dez/10). A pesquisa produz indicadores de faturamento real e nominal, pessoal ocupado e salários.

Opinião Econômica Márion Strecker Jornalista e diretora de conteúdo do UOL

Ao escrever sobre a Gen Z, no mês passado, fui questionada sobre a razão desse nome. Geração Z de zapear, pregaram alguns. Geração Z porque Z vem depois de Y, disseram outros. Cem anos atrás, as gerações eram descritas apenas por nomes, não por letras. Como está narrado no livro 'Paris É Uma Festa', de Ernest Hemingway (1899-1961), o termo Geração Perdida foi tomado por Gertrude Stein (1874-1946) de um mecânico que ralhava com um funcionário e usado em seguida para caracterizar seu círculo de amigos mais novos, em particular escritores e artistas

A Gen Y adotou e-mail, mensagem de texto via celular e MSN como formas de comunicação, enquanto lia 'O Senhor dos Anéis'

Dizem que a Gen Z é mais consumista que a Gen Y, além de ser mais conectada

AMANHÃ

"O elevado desemprego e a baixa inflação ainda exigem o apoio do Fed”

Inflação medida pelo IPC-S A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal – IPC-S (fevereiro/2011, de 1º ao dia 31) será divulgado quarta-feira, dia 16, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

BEN BERNANKE, presidente do Fed (BC norte-americano)

Stephan Savoia / AP / 14.10.2010

INDICADORES MERCADOS

u +

-

u

=

Receba notícias sobre Economia em seu celular. Envie um SMS para 50010 com o texto ATECO (Economia) ou ATNOT (Boletim de Notícias). R$ 0,10+imp. por msg (1 a 5/dia). Operadoras: Oi, Vivo, TIM e Claro.

BOLSAS PELO MUNDO (VARIAÇÃO%)

u -2,36 0,06 -0,29 -0,22 -0,43 -0,03 -0,27 -0,64 u uuuuuu BRASIL BOVESPA

BOVESPA

EUA DOW JONES

PTS 64.217,52

VAR. -2,36%

MAIORES ALTAS LLX LOG ON BMF Bovespa ON OGX ON -

5,88 3,57 0,71 -

MAIORES BAIXAS Lojas Renner ON Brasil Ecodiesel ON Cosan ON Rossi ON Vivo PN -

-4,82 -4,65 -4,38 -4,33 -3,99 -

Todas as cotações em www.bovespa.com.br

EUA NASDAQ

ITÁLIA MILÃO

DOW JONES

PTS 12.239,89

ARROZ BANANA BETERRABA CACAU CAFÉ

CEBOLA CENOURA COCO COCO CRAVO DA ÍNDIA DENDÊ FARINHA DE MAND. FEIJÃO

TIPO MÉDIO MÉDIO PLUMA CAROÇO COM CASCA PACOVAN PRATA FUTURO ARÁBICA DURO RIO DESPOLPADO DESPOLPADO DURO RIO DISPONÍVEL DISPONÍVEL FUTURO CONILLON TIPO 7 TIPO 7/8

SECO MÉDIO VERDE MÉDIO CACHO 1ª CARIOCA

MULATO

VAR. 0,06%

MAIORES ALTAS Walt Disney, Coca-Cola -

5,29 0,45 -

MAIORES BAIXAS Chevron Alcoa JPMorgan Chase Microsoft -

-1,53 -1,38 -1,38 -1,10 -

Todas as cotações em www.bovespa.com.br

AGROPECUÁRIA /9.2.2011 PRODUTOS ABACATE ABACAXI ALGODÃO

FRANÇA PARIS

PRAÇA CEASA/SALVADOR CEASA/SALVADOR BARREIRAS BARREIRAS BARREIRAS CEASA/SALVADOR CEASA/SALVADOR IRECÊ ILHÉUS/ITABUNA NEW YORK (US$) L.EDUARDO MAGALHÃES L.EDUARDO MAGALHÃES L.EDUARDO MAGALHÃES VITÓRIA DA CONQU ISTA VITÓRIA DA CONQUISTA VITÓRIA DA CONQUISTA SANTOS NEW YORK (U$$) NEW YORK (U$$) EUNÁPOLIS EUNÁPOLIS CEASA/SALVADOR CEASA/JUAZEIRO IRECÊ IRECÊ CEASA/SALVADOR CEASA/SALVADOR VALENÇA VALENÇA CEASA/SALVADOR ADUSTINA BARREIRAS IRECÊ RIBEIRA DO POMBAL TUCANO IRECÊ

ALEMANHA FRANKFURT

COTAÇÕES DÓLAR COMERCIAL DÓLAR PARALELO DÓLAR TURISMO EURO TURISMO OURO CDB (pre-fix 30 dias) CDI

ESPANHA MADRID

COMPRA 1,658 1,730 1,627 2,190

VENDA 1,660 1,840 1,760 2,380 76,01 11,24% ao ano 11,14% ao ano

VALORES DE REFERÊNCIA TR TBF SELIC FGTS UFIR FAJ TJLP UPC

0,0792% 0,6724% 10,75% 0,3170% 1,0641 2,64102 6,00% ao ano 21,97

INGLATERRA LONDRES

POUPANÇA

FEVEREIRO DIA 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18

VAR.% 0,5719% 0,6015% 0,6249% 0,6095% 0,6369% 0,5855% 0,5729% 0,5711% 0,6007% 0,6175% 0,6306% 0,6266% 0,6000% 0,5782% 0,5833% 0,6040% 0,6404% 0,6268%

DIA 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28

VAR.% 0,6577% 0,5962% 0,5848% 0,5748% 0,6051% 0,6235% 0,6303% 0,6377% 0,6218% -

www.atarde.com.br SEU BOLSO

TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES

ÍNDICE DE PREÇOS

NOV 1,58 1,00 1,45 1,03 0,83 0,80 1,04

IGP-DI (FGV) IPC-DI IGP-M (FGV) INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPC (SEI/SSA) ICV (DIEESE)

DEZ 0,38 0,72 0,69 0,60 0,63 0,27 0,65

ANO 11,30 6,24 11,32 6,47 5,91 4,33 6,91

12 MESES 11,30 6,24 11,32 6,47 5,91 4,33 6,91

SEGURO / FEVEREIRO PRO-RATA DIA DA TR (I) DIA ATÉ 30/6/94 (II) 9 0,01218786 10 0,01218813 11 0,01218851 12 0,01218865 13 0,01218865 14 0,01218865 15 0,01218878 16 0,01218902

APÓS 1/7/94 (III) 2,72032444 2,72038557 2,72047026 2,72050033 2,72050033 2,72050033 2,72052968 2,72058421

REAJUSTE DO ALUGUEL

ÍNDICE IPC-Fipe IGP-M IGP-DI IPCA INPC ICV

JAN/11 1,0640 1,1132 1,1130 1,0591 1,0647 1,0691

DEZ/10 1,0601 1,1027 1,1075 1,0563 1,0608 1,0631

NOV/10 1,0556 1,0881 1,0911 1,0520 1,0539 1,0585

SALÁRIO MÍNIMO FAMÍLIA

OUT/10 1,0474 1,0777 1,0795 1,0470 1,0468 1,0543

(I) Fator diário para aplicação de juros (TR) nos contratos de seguro. (II) Antigo IDTR. (III) Fator acumulado de juros -TR (FAJ-TR)

u

Fator de reajuste para os contratos com último reajuste há um ano. Multiplica-se o fator de reajuste do mês que venceu o contrato pelo valor do aluguel. O resultado será o novo valor a ser pago.

u

R$ 540,00 R$ 29,41 R$ 20,73

Até R$ 573,58 R$ 573,59 até R$ 862,11

Principais cotações agrícolas em R$ Fonte: EBAL, EBDA, Coordenação de Conjuntura Agrícola - SEAGRI Fone : 3115 - 2725 / SC = Sem Cotação

UNIDADE SC 30 KG CENTO ARROBA ARROBA SC 60 KG KG CENTO SC 20KG ARROBA TON SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG LIBRA-PESO LIBRA-PESO SC 60 KG SC 60 KG SC 20 KG SC 20 KG SC 20 KG SC 20 KG CENTO CENTO KG T ONELADA SC 50 KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG

R$ 42,00 130,00 107,00 14,50 29,00 1,20 18,00 8,00 84,00 3.273,00 460,00 230,00 480,00 490,00 380,00 230,00 S/C S/C S/C 200,00 197,00 14,00 10,00 16,00 11,00 90,00 60,00 6,50 170,00 80,00 60,00 S/C 75,00 110,00 70,00 S/C

PRODUTOS GOIABA PALUMA GUARANÁ LARANJA LIMA LIMÃO MAMÃO MAMÃO MAMÃO MANGA MARACUJÁ MEL MELANCIA

TIPO

PERA GRANDE INDÚSTRIA TAITI GRANDE FORMOSA FORMOSA B HAWAI TOMMY ATKINS PALMER TOMMY ATKINS COMUM COMUM

MELÃO MILHO

SISAL SOJA

EXTRA TIPO 2 REFUGO

SORGO TOMATE

MESA 1ª

UVA UVA

ITÁLIA ITÁLIA

PRAÇA CEASA/SALVADOR CEASA/JUAZEIRO VALENÇA CEASA/SALVADOR RIO REAL INHAMBUPE CEASA/SALVADOR CEASA/SALVADOR CEASA/SALVADOR CEAGESP CEASA/SALVADOR CEASA/JUAZEIRO LIVRAMENTO N. SRA LIVRAMENTO N. SRA CEASA/JUAZEIRO CEASA/JAGUAQUARA TUCANO CEASA/SALVADOR CEASA/JUAZEIRO GRANDE CEASA/SALVADOR CEASA/JUAZEIRO ADUSTINA IRECÊ RIBEIRA DO POMBAL TUCANO VALENTE VALENTE VALENTE BARREIRAS CHICAGO-USA (U$$) IRECÊ CEASA/SALVADOR CEASA/JUAZEIRO CEASA/JAGUAQUARA CEASA/SALVADOR CEASA/JUAZEIRO

UNIDADE CX 03 KG CX 20 KG KG CENTO TONELADA TONELADA CENTO SC 20 KG KG CX 21 KG CX 7/8 KG KG CX 6,5 KG CX 6,5 KG SC 15 KG SC 20 KG KG KG KG KG KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG SC 60 KG KG KG KG SC 60 KG BUSCHEL SC 60 KG CX 20/22 KG CX 26 KG CX 23 KG CX 07 KG CX 06 KG

R$ 1,20 25,00 8,00 10,00 265,00 260,00 16,00 13,00 0,80 19,32 8,00 0,48 8,45 2,10 20,10 10,00 4,10 0,60 0,40 1,30 0,80 31,00 32,00 38,00 32,00 1,17 1,07 0,51 46,00 14,29 30,00 26,00 20,00 19,00 19,00 45,00

FEIJÃO

60

MILHO

31

Confira outros indicadores da economia no portal de A TARDE

uu CACAU

84

BOI

100

TRIBUTO MUNICIPAL CALENDÁRIO FISCAL / JANEIRO ISS Vencimento 5 IPTU / TRSD Vencimento DMS Vencimento 10 TFF Vencimento -

Parcela 12/12

Referência -

Parcela -

Referência dez/2010

Parcela 12/12

Referência -

Parcela -

* DMS / Declaração mensal de serviços, instituída pelo art. 98 da lei n. 4.279/90, alterado pela Lei n. 6.250/02.** Vencimento no dia 10, prorrogado para o 1º dia útil seguinte.

IMPOSTO DE RENDA RENDIMENTOS (R$) Até 1.499,15 1.499,16 a 2.246,75 2.246,76 a 2.995,70 2.995,71 a 3.743,19 Acima de 3.743,19

ALIQ. (%) 7,5 15,0 22,5 27,5

DEDUC. (R$) ISENTO 112,43 280,94 505,62 692,78

Deduções: 1) R$ 150,69 por dependente; 2) pensão alimentícia integral; 3) contribuição à Previdência Social; 4) R$ 1.499,15 por aposentadoria a quem já completou 65 anos. SELIC

SOJA

46

Referência dez/2010

SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO JANEIRO

0,85% 0,81% 0,81% 0,93% 0,86%

PREVIDÊNCIA

PECUÁRIA

CAPRINO OVINO LEITE (NA PLATAFORMA)

PRAÇA FEIRA DE SANTANA STO. ANTÔNIO DE JESUS ITAPETINGA SALVADOR ARAÇATUBA/SP FEIRA DE SANTANA JEQUIÉ FEIRA DE SANTANA JEQUIÉ F. DE SANTANA TE IXEIRA DE FREITAS

UNIDADE

R$

ARROBA ARROBA ARROBA ARROBA ARROBA ARROBA ARROBA ARROBA ARROBA LITRO LITRO

10000 96,00 93,00 102,00 S/C 139,50 135,00 142,50 135,00 0,65 0,68

Fonte: EBAL, EBDA, Coordenação de Conjuntura Agrícola - SEAGRI

CACAU ILHÉUS/ITABUNA

84,00 (arroba)

Fonte: Seagri-Ba NOVA IORQUE MAR/11 MAI/11 JUL/11 Fonte: AGÊNCIA EFE

ABT. -

MAX. 3.307 3.327 3.316

MIN. 3.210 3.226 3.222

AJUSTE 3.272 3.283 3.280

OSC. 33 23 24

NOTAS: 1. O ISS relativo à prestação de serviços de bailes, “shows”, festivais, recitais, espetáculos e congêneres, exploração de camarotes, arquibancadas e similares, exposições e feiras deve ser recolhido antecipadamente, até a data da autorização para utilização dos ingressos, ou até o dia 5 (cinco) do mês da realização do evento, quando a autorização for concedida para período superior a três meses. 2. O pagamento do tributo após as datas indicadas ensejará o acréscimo de multa de mora, à razão de 0,33% por dia, até o limite de 10% e dos juros de 1% ao mês, a partir do mês subsequente ao do vencimento, calculados sobre o valor do tributo. Fonte: Sefaz/CTR

NOTAS: 1. O pagamento do imposto pode ser parcelado em até 8 quotas, mensais sucessivas, desde que cada quota não seja inferior a R$ 50. Está dispensado o recolhimento de valor inferior a R$ 10. O imposto de valor inferior a R$ 100 deve ser recolhido em quota única. 2. O pagamento da 1ª quota ou quota única até 30/4/2007 não sofre acréscimo. A 2ª quota, com vencimento em 31/5/2007, sofre acréscimo de 1%. O valor das demais quotas deve ser acrescido de juros equivalentes à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic), para títulos federais, acumulada mensalmente, calculados a partir de maio de 2006 até o mês anterior ao do pagamento e de 1% no mês do pagamento. O site da Receita (www.receita.fazenda. gov.br) oferece um programa que realiza o cálculo e impressão do Darf. Para pagamento das cotas do imposto de renda, utilize o código 0211. Fonte: Sefaz/CTR

u

NOTAS: 1. Com a Medida Provisória nº 83 de 12.12.2002 e a conversão desta, na Lei nº 10.666 de 8.5.2003, bem como da Instrução Normativa nº 87 de 27.3.2003, FICA EXTINTA a escala de salários-base, a partir da competência abril/2003, sendo aplicável apenas para pagamentos de contribuição em atraso. A partir da competência abril/2007, para os segurados contribuinte individual e facultativo o valor da contribuição deverá ser de 11% para quem recebe até um salário mínimo e de 20% para quem recebe acima do mínimo, caso não preste serviço a empresa(s), que poderá variar do limite mínimo ao limite máximo do salário de contribuição. 2. Tabela referente a trabalhador assalariado e doméstica. Empregador contribui com 12%. Fonte: Ministério da Previdência

NOVA TABELA DE CONTRIBUIÇÕES

PRODUTOS BOI GORDO POSTO NO FRIGORÍFICO POSTO NO FRIGORÍFICO POSTO NO FRIGORÍFICO

u

FAIXAS Até R$ 1.106,90 R$ 1.106,91 a R$ 1.844,83 R$ 1.844,84 a R$ 3.689,66

ALIQ. (%) 8 9 11

u

IPVA 2011 / CALENDÁRIO DE PAGAMENTO PLACA FINAL 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0

1ª COTA ATÉ 15/3/2011 16/3/2011 19/4/2011 20/4/2011 17/5/2011 18/5/2011 15/6/2011 16/6/2011 19/7/2011 20/7/2011

PARCELAMENTO 2ª COTA ATÉ 19/4/2011 20/4/2011 17/5/2011 18/5/2011 15/6/2011 16/6/2011 19/7/2011 20/7/2011 16/8/2011 17/8/2011

Fonte: Secretaria da Fazenda do Estado

3ª COTA ATÉ 17/5/2011 18/5/2011 15/6/2011 16/6/2011 19/7/2011 20/7/2011 16/8/2011 17/8/2011 19/9/2011 20/9/2011

COTA ÚNICA C/ DESC. SEM DE 5% DESC. 15/3/2011 17/5/2011 16/3/2011 18/5/2011 19/4/2011 15/6/2011 20/4/2011 16/6/2011 17/5/2011 19/7/2011 18/5/2011 20/7/2011 15/6/2011 16/8/2011 16/6/2011 17/8/2011 19/7/2011 19/9/2011 20/7/2011 20/9/2011


Operários da construção entram em greve