Issuu on Google+

Oásis Jardim Paraná O Oásis Jardim Paraná foi uma ação realizada na comunidade Jardim Paraná, pela s Guerreiras sem Armas Clarissa Müller e Glenda Barcarol. Guerreiros sem Armas (GSA) O GSA é um programa internacional de liderança e empreendedorismo social, voltado para jovens que por meio de vivencias são treinados para serem agentes de transformação social. Na edição de 2012, o programa reuniu 59 jovens, de 19 países diferentes, durante 30 dias na cidade de Santos, com o intuito de ensinar a filosofia Oasis transformando comunidades locais. Para saber mais acesse: http://www.guerreirossemarmas.net/ Oásis O Oásis é o desafio de empreender uma ação transformadora, que envolva um número crescente de pessoas (voluntários e comunidade) e promova a participação de cada um com a sua MELHOR VERSÃO para a construção de um SONHO COLETIVO. E desta forma, estimular o empoderamento dos moradores na transformação da comunidade. O processo do Oásis está ancorado em 3 princípios fundamentais: - Tem que ser divertido, porque se pensarmos que para mudar o mundo precisamos trabalhar ninguém vai querer colocar a mão na massa para transformar o mundo no MELHOR mundo. - Tem que ser rápido, para valorizar o poder de realização e mobilização da comunidade. Se em dois dias conseguimos realizar um sonho o que mais poderia ser feito se tivéssemos mais tempo? - Tem que ser sem colocar a mão no bolso, todos os recursos necessários devem ser levantados através de parcerias, de recursos existentes na comunidade e da rede de contatos de todos os envolvidos na ação. A comunidade Jardim Paraná, também conhecida como Favela do Papelão, é uma comunidade localizada em uma área não regularizada do bairro Capão Raso (região sul de Curitiba). Residem no local cerca de 190 famílias, das quais grande parte sobrevive da coleta e separação de materiais recicláveis. Os primeiros moradores chegaram na comunidade por volta da década de 70. Ela não possui saneamento básico, energia elétrica regulamentada (muitas casas possuem energia através de “gato”) e enfrenta desafios diários com a violência e tráfico de drogas. A comunidade foi escolhida devido à relação prévia que havia entre uma das facilitadoras e alguns moradores da favela em decorrência de outro projeto social. O Oásis Jardim Paraná aconteceu entre os dias 1º e 14 de agosto envolvendo cerca de 30 voluntários e 40 moradores da comunidade (entre crianças e adultos).


A Filosofia Oasis é baseada em 7 disciplinas: O Olhar (4 de agosto) - «O essencial é invisível aos olhos.» O exercício e cultivo de uma visão apreciativa sobre a comunidade e seu ambiente, com vistas a criar um cenário de abundância de recursos e possibilidades.

A busca por recursos e belezas é realizada através de uma caminhada de olhos vendados pela comunidade de forma a valorizar os demais sentidos como tato, olfato e audição.

O voluntário Raphael guiando a voluntária Julianny.

A moradora Vitória guiando a voluntária Karine.

O Afeto (5 de agosto) - «Busque a pessoa por trás da beleza!» O estímulo para o estabelecimento de relações afetivas entre as pessoas propiciando o surgimento da confiança e do cuidado mútuo, elementos que alimentam e fortalecem o trabalho coletivo.


Na disciplina do afeto é realizada a busca pelos talentos da comunidade e todos eles são valorizados através da apresentação em um Show de Talentos realizado na própria comunidade.

A voluntária Luíza durante o Show de Talentos, exibindo os crochês de D. Érica (à esquerda) e D. Salete (à direita).

Os voluntários Caroline e Rapahel guiados pelas crianças da comunidade para conhecerem os talentos do Jardim Paraná.

O Sonho (7 de agosto) - «Sonho que se sonha só e só um sonho, Mas sonho que se sonha junto é realidade.» Propiciar o espaço e a relação adequados para a expressão das melhores e mais profundas aspirações que todos temos. Construir uma imagem do melhor que gostaríamos de realizar transcendendo a prática comum de identificar problemas.


A pergunta feita à comunidade: “Se você tivesse um pacote cheio de sonhos qual seria o primeiro que você tiraria para realizar no Jardim Paraná?”

Seu Alberto sonhando uma vida melhor para os moradores da comunidade.

Wordcloud com os sonhos mais queridos do Jardim Paraná.

O Cuidado (8 de agosto) - «Para chegar a algum lugar é necessário termos um mapa.» O planejamento cuidadoso de estratégias e projetos que realizarão amplamente as expectativas de um conjunto de sonhos comuns. Respondendo a questão de como caminhar juntos cuidando de si, do outro e de um sonho comum ao mesmo tempo.


. Durante o cuidado é realizada a maquete do sonho, ou seja, o projeto de como vai ficar a comunidade depois da materialização do sonho. Da esquerda para a direita: Anna, Aline, Vitória e Suzane fazendo a maquete das crianças.

D. Érica e D. Sônia fazendo a maquete dos adultos.

Resultado final: a união da maquete das crianças com a maquete dos adultos.


O Milagre (9, 10, 11 e 12 de agosto) - «Sem saber que era impossível, foi lá e fez.» A ação do coletivo fortalecida por suas melhores qualidades e recursos, confiante pelos laços afetivos o unem e motivada por seus melhores sonhos comuns. O resultado é sempre além do que imaginamos possível.

Para o sonho tornar-se real durante dois dias foi realizada a captação de recursos em loja s da região e outras entidades. O sonho realizado no Jardim Paraná foi: limpeza das ruas principais e valetas, construção de um jardim com variedade de flores e árvores, pintura dos muros e construção de jardim vertical. Lista de apoiadores: ● Horto Municipal (mudas de árvores e flores) ● Loja de Materiais de Construção Brambilla (material de construção) ● Casa Franco (material de construção) ● O Barateiro (tinta) ● Moinho Safra (camisetas) ● Bar do Rogério (almoço) ● Paróquia São Miguel (espaço para realização dos encontros) ● Farmácia Descontão Popular (kit primeiros socorros) ● Tintas Darka - sede Capão Raso e sede São José dos Pinhais (tinta)

Mural de entrada do Jardim Paraná


Antes

Depois

Valeta de esgoto.

Antes

Depois

Centro Comunitรกrio


Muros de entrada da comunidade

Antes

Depois

Detalhe de um desenho/mensagem pintado no muro.

Detalhe do contorno das crianças desenhados na parede.


A Celebração (12 de agosto) - «Brincando de mudar o mundo juntos.» O reencontro após a jornada de ação para partilhar a alegria da realização conjunta, reconhecer e celebrar a contribuição de cada um na conquista coletiva. É quando a realização física e a experiência vivida ganham ainda mais sentido porque estão alimentando a celebração da vida.

Após o encerramento do Mutirão para realização do sonho é comemorada a transformação feita na comunidade.

O voluntário Jamerson e a D. Sônia, moradora, celebram a transformação.

Eduarda comemora com refrigerante e chocolate.

Uma «voltinha« pela comunidade para conferir como ficou a mudança.

O último círculo.


A Re- Evolução (14 de agosto) – “Seja você a mudança que quer ver no mundo.” O início de um novo ciclo expandindo sonhos e realizações. Após a descoberta de tanto potencial de realização e do prazer de empreender sonhos coletivamente, o desejo de continuar e expandir para saltos maiores é inevitável.

“Quais os próximos sonhos que a comunidade pode realizar utilizando seus próprios recursos e talentos dando continuidade à transformação?”: essa é a pergunta norteadora do encontro de Re-Evolução.

Grupo de voluntários e moradores encerram a Re-Evolução com música...

Moradores assumem alguns compromissos: os próximos sonhos que realizarão juntos!

... e dança.


“Venha ver agora o Jardim Paraná, venha ver agora o Jardim Paraná. Ficou muito bom, ficou muito legal. Venha ver. Venha ver.”

Links:

- Site Guerreiros sem Armas - www.guerreirossemarmas.net - Página do Oásis Jardim Paraná no Facebook - https://www.facebook.com/OasisJardimParana - Página do Guerreiros sem Armas no Facebook - http://www.facebook.com/GuerreirosSemArmas - Blog Clarissa Müller - http://www.clarissagsa2012.blogspot.com.br - Blog Glenda Barcarol - http://www.glendagsa2012.blogspot.com.br * Os créditos das fotos são de Gabriel Caires e Lari Gla ss.


Relatório Oásis Jardim Paraná