Page 1

CENTRO JUVENIL SALESIANO COLÉGIO DOS ÓRFÃOS DO PORTO email: ligacoes@hotmail.com

E porque Cristo ressuscitou, hoje celebramos um Deus vivo que vive para todo o sempre.


2

Notícias

Cabazes de Natal Ligações

Mais uma vez, o Centro Juvenil foi fiel aos seus valores e em associação com as restantes valências da comunidade Salesiana do Colégio dos Órfãos do Porto, esforçou-se por proporcionar um Natal melhor aos menos favorecidos da sua área envolvente e que directa ou indirectamente estão ligados ao Colégio. Para isso, os bens alimentares e monetários recolhidos ao longo de várias semanas nesta campanha de solidariedade foram contabilizados e transformados em perto

de 80 cabazes. Nos dias anteriores ao Natal esses cabazes foram então distribuídos pelos agregados familiares identificados como prioritários para que o objectivo solidário desta campanha fosse cumprido com sucesso. A imensa alegria e gratificação demonstrada pelas pessoas ao receber o seu cabaz são a prova de que esta iniciativa é necessária e merece ser repetida mais vezes nos anos vindouros.

Jantar de Natal

Joana Lorenzo No dia 19 de Dezembro realizou-se o famoso jantar de Natal dos animadores do CJS e das suas famílias. Com uma localização diferente da habitual (bar do colégio), reinou a boa disposição e alegria a que estamos habituados. O esquema de troca de postais manteve-se, sendo que cada pessoa oferecia o dinheiro que podia para ajudar nos cabazes de Natal. Foi uma noite muito bem passada e esperamos muitas mais.

Festa de Natal

Ligações Quando chegamos a meados de Dezembro, faltam apenas alguns dias para o Natal e as férias escolares estão à porta, tudo isto quer dizer uma algo: a Festa de Natal do CJS!! A Festa de Natal é um momento incontornável do nosso calendário. Poderia mesmo dizer-se que é uma necessidade, a alegria do Natal não seria tão grande se houvesse festa. Assim, no dia 20 de Dezembro, todos os grupos de catequese mostraram aos pais, amigos e familiares as suas muitas qualidades artísticas, cantando, dançando, representando, sempre

com o tema do Natal e todos os seus valores como inspiração. Dos mais pequenos aos mais graúdos, o esforço e dedicação, aplicados nos ensaios dos dias anteriores, valeu a pena pois resultou num momento bem passado em comunidade, que é a melhor forma de celebrar o nascimento de do Menino Jesus. No final, como já começa a ser hábito, toda gente imbuída no espírito natalício pegou na sua cadeira e ajudou a arrumá-las, entre outros adereços que fizeram parte da festa.

Fomos Cantar as Janeiras! Joana Silva

Onde? Pelas ruas vizinhas. Quando? Dia 2 de Janeiro. Um pouco de história nunca fez mal a ninguém e, por isso, cá vai: As Janeiras – assim denominadas, pelo facto de ocorrerem no primeiro mês do ano. O mês de Janeiro era o mês do Jano, o deus das portas e da entrada e também porteiro dos céus. Os Romanos pediam-lhe protecção e que afastasse os maus espíritos, aclamando-o nesta altura com festejos. Continuando com a tradição das Janeiras , mais uma vez o pessoal do centro juvenil reuniu-se ao final da tarde para o habitual ensaio, sendo desde logo distribuídas as tarefas pelos presentes…afinar as violas, preparar a pandeireta, distribuir os sacos e a folhinha com a letra da canção/mensagem. Apesar do medo da possível chuva, o S.Pedro colaborou connosco, permitindo que o nosso canto chegasse a todas as casas de bom agrado, com a pandeireta e o djambé a comandar o ritmo.


3 Fica uma mostra da nossa mensagem:

Veio um menino à terra ensinar-nos o caminho Abrir-nos o coração e falar-nos de carinho E com toda a humildade ensinou-nos a amar A dividir com os outros, a ter sempre amor para dar.

Terminada a cantoria, já de vozes roucas, mãos frias e barriga a dar horas, seguimos para o colégio, para o jantar partilhado, onde cada um contribuiu com algo. Para o ano já sabes, traz as luvas, cachecol e junta a tua voz ao “grito” do centro juvenil! Aparece!

Apresentação do Lema do Reitor-Mor www.salesianos.pt Mais de quinhentos participantes estiveram presentes, no dia 16 de Janeiro de 2010, no Seminário de Verbo Divino, em Fátima. Foi um dia inolvidável pelo alegre convívio fraterno e grande participação em todos os actos. O dia começou com a oração de Laudes onde se fazia um convite à festa com o “Alegrai-vos, alegrai-vos, alegrai-vos sempre no Senhor” e a leitura de Fil 4,4-9 onde Paulo de Tarso faz o mesmo convite, tão típico da pedagogia salesiana. A manhã foi preenchida pela apresentação do Lema do Reitor-Mor, feita pelo Pe. João de Brito Carvalho, provincial, e pela Ir. Maria da Conceição Santos, madre provincial das Filhas de Maria Auxiliadora.  Depois de um breve intervalo, o Pe. Basílio Gonçalves traçou o perfil do Pe. Miguel Rua, 1.º sucessor de Dom Bosco, enquanto acontecia, ao mesmo tempo, um encontro de jovens Educadores Salesianos com o Pe. José Aníbal Mendonça, delegado para a Pastoral Juvenil. A tarde iniciou-se com a tomada de posse dos novos corpos gerentes da Federação Nacional dos Antigos Alunos de Dom Bosco em que tomaram a palavra o presidente da assembeia geral, Eng.º José Manuel da

Conceição Noites, o presidente da direcção nacional, Arq.º Artur Daniel Pinto do Lago, o Pe. Jerónimo da Rocha Monteiro, delegado para a Família Salesiana, e o Pe. João de Brito Carvalho, provincial. Depois de uma breve síntese do trabalho realizado pelos jovens educadores salesianos pelo Pe. José Aníbal Mendonça, concelebrámos uma Eucaristia Solene na igreja do Seminário do Verbo Divino, presidida pelo Pe. Miguel Núñez, conselheiro para a Região Europa Oeste, em que participou também um grupo de sacerdotes da equipa do Projecto Europa. De realçar a presença de um belíssimo coral proveniente de todas as partes de Portugal, regido pelo Pe. J. Rocha Monteiro e acompanhado ao órgão de tubos pelo prof. Paulo Silva, director pedagógico do Colégio de Poiares. Damos os parabéns aos coordenadores e coordenadoras dos diversos grupos da Família Salesiana, aos senhores directores e directoras das escolas e de outras presenças, quer dos Salesianos, quer das Irmãs Salesianas, intervenientes na efeméride que a todos encheu de regozijo num dia em que o espírito de família esteve sempre.

CJS marca presença no Flash Bosco

Mafalda Calisto (em http://tasatoa.blogspot.com) Como sabem, nos dias 23 e 24 de Janeiro, em V. N. de Famalicão realizou-se mais um Flash Bosco. Este ano foi o Francisco Almendra que preparou este encontro.Podemos contar com cerca de 55 adolescentes (7º, 8º e 9º ano) e 13 animadores. O tema deste encontro foi “Com D. Bosco fazemos da vida uma Festa” os seus objectivos foram: conhecimento da vida de D. Bosco e de D. Rua; descoberta do rumo da própria caminhada; alegria e entusiasmo na vida; reconhecer Jesus e ouvir a sua Palavra e por fim partilha e convívio. Houve momentos de reflexão, trabalho de grupo, plenários, convívio entre outras actividades. Gostei muito de ter tido esta oportunidade, trabalhar com adolescente nem sempre é fácil, mas no meu grupo não senti muito isso, foram muito participativos, deu gosto trabalhar com eles, sinto que eles aprenderam algo, e eu pude aprender com eles também.


4

Notícias

Seminário “Pedagogia da Relação” Graça Borges No dia 30/01/10 realizou-se no Colégio dos órfãos o Seminário “Pedagogia da relação – Afectos, gestos e palavras”. Estiveram presentes elementos dos vários sectores da Obra Salesiana do COP e pessoas de Centros vizinhos. O primeiro tema “Aproximação ao conceito de pessoa na sua dimensão afectiva” foi apresentado pelo Pe. Paulo Pinto. Foi um tema que percorreu conceitos filosóficos e da teologia. A pessoa é mais do que biologia, é ser em relação. Após uma pausa para o café e para pôr a pessoa em relação, seguiu-se o segundo tema “Descobrir o potencial dos gestos, das palavras, para o desenvolvimento da relação educativa criança vs educadores”, apresentado pelo Pe. Manuel Mendes. O objectivo da Educação é formar pessoas em plenitude, multidimensional e integralmente, e isto supõe o sobrenatural. O

educador deve estimular a auto-estima dos educandos com palavras carinhosas. Deve trabalhar a inteligência emocional, saber escutar, encorajar a autonomia e a independência. Deve “confiar e depois confirmar”. Seguiu-se o almoço e na parte da tarde foi exposto o último tema “Potenciar a educação não-formal como factor catalizador da acção educativa”, pelo Dr. Sérgio Fraga (Fraga para os amigos e Sérgio para os mais íntimos!). Distinguiu-se os três tipos de Educação: a formal, a não-formal e a informal. Foi apresentada a análise de um inquérito realizado a vários antigos alunos do COP e concluiu-se que o Sistema Preventivo de D. Bosco foi (e esperemos que continue a ser!) um caso de sucesso. Muito se aprendeu. Várias questões ficaram a pairar em nossas mentes. Mas esse dia foi muito bom para os que ousaram repensar a sua Pedagogia da Relação!

Festejando D.Bosco Ligações

Reunimo-nos todos mais uma vez para celebrar a festa de D. Bosco, desta vez de uma maneira diferente e original. Com o concurso “Quem quer ser Salesiano” e com a apresentação duma pequena parte da vida de D. Bosco ficamos a saber um pouquinho mais do nosso grande amigo. O concurso consistia no objectivo de ser 100% Salesiano, com a ajuda da Idália na representação relembramos o sonho dos nove anos, a sociedade da alegria, a mãe Margarida, o oratório, os presos e até o seu cão Pardo. Estas passagens foram todas representadas pelos grupos de catequese e muito animadas. Contamos também com a presença de alguns pais e no fim do concurso ganho tivemos o nosso lanchinho da praxe.

Festejos de Carnaval Dulce Panóias

Quem não gosta de, pelo menos um dia no ano, poder vestir a pele do seu herói preferido? Ou sentir o mistério na cara dos outros que não nos reconhecem? O Carnaval tem a sua origem em crenças pagãs, mas toda a gente gosta de entrar no mundo do “faz de conta” e deixar-se guiar pelo seu imaginário. Pois bem, o nosso centro juvenil salesiano, mesmo que sempre muito atarefado, não esquece a festa de Carnaval dos nossos meninos mais novos, do 1.º ao 4.º ano, o tema era “Os animais” e os animadores presentes estiveram mascarados a preceito. No pátio grande, abençoados por uma tarde de sol, brincou-se ao carnaval e sim, brincar foi palavra de ordem nesta tarde, os animadores preparam muitos jogos e várias “bans” divertidas. A cor reinava nos fatos de super-heróis, nos vestidos das damas antigas e dezenas de outras vestimentas. Claro está tudo muito bem decorado com as serpentinas esvoaçantes. E como em cada um de nós existe uma criança, não podia faltar o baile de máscaras, na noite de segunda, véspera de Carnaval, onde se reuniram animadores, amigos e família. Um serão também ele bastante divertido, os animadores presentes não descuraram das


5 máscaras, primando até pela originalidade. Neste baile não faltou a música e a dança, como não podia deixar de ser, a animação, e jogos até ao amanhecer. Ficou um gostinho de “quero mais”, mas infelizmente o Carnaval é só uma vez por ano e por isso resta-nos esperar pelo próximo para que, mais uma vez, possamos vestir a pele de outro e sermos, por umas horas, de novo crianças.

Avaliação Intercalar Ligações

Já não é novidade que a regular avaliação das actividades realizadas é uma grande preocupação do CJS. Esta preocupação advém da perfeita consciência do nosso centro que é sempre necessário reflectir sobre a validade das actividades desenvolvidas e se reflectiram bem as ideias que estiveram na sua origem. No entanto, este ano houve uma grande novidade, no processo de avaliação, que passou a ser inovador e mais ecológico. Em vez de imprimir várias folhas para cada um dos animadores preencher e entregar posteriormente para se fazer a recolha e a síntese de cada uma das opiniões, foi a avaliação de cada um foi feita via Internet. Cada animador desde o conforto de sua casa pôde fazer a sua avaliação das actividades, primeiro escolhendo classifi-

cações predefinidas (por exemplo, de Mau a Muito Bom) e depois comentando-as de forma mais específica, se desejassem. Os resultados eram então automaticamente armazenados. No dia 27 de Fevereiro, foram apresentados a todos os animadores reunidos e discutidos os resultados sob a forma de gráficos de barras e dos comentários compilados por actividades. No final, aproveitou-se para avaliar também este novo método de avaliação, o qual foi aprovado por unanimidade, pelo que é para continuar a seguir este modelo no futuro. De salientar que este modelo de avaliação foi soberbamente sugerido e conduzido pelo Sílvio Monteiro, que está portanto de parabéns pela inovadora iniciativa!

Encontro de Pré-Adolescentes Ana Gabriela Carvalho

No dia 6 de Fevereiro de 2010,foi um grande dia porque tivemos um Encontro de Pré-Adolescentes em Arcozelo, nas Irmãs Salesianas. Foi muito divertido. Quando chegamos, fomos acolhidos por animadores que nos dividiram por grupos. Reunimo-nos em seguida, no pavilhão, onde Abraão e Lot, o seu sobrinho, nos apresentaram o tema – “Abraão e Lot em busca da Terra Prometida”. Aprendemos ainda o Hino do encontro. Depois fizemos a formação de grupos devido a papéis que

tinham o nome dos grupos onde tinhamos de ficar. Durante o resto da manhã, fizemos um trabalho de grupo, preparáramos uns cartazes e o tema foi: «Caminha na minha Presença «. Durante a tarde, participámos num jogo que se chamava jogo das Cidades. Por fim, antes da despedida, fizemos uma oração na capela. Foi uma experiência muito boa para todos os elementos e acho que todos se divertiram e que querem repetir.

A Paz Esteja Convosco Graça Borges

Depois da chuva e do frio o Sol vem acariciar-nos com a sua brisa. Depois do vazio e da sombra, o verde, de todas as cores, inunda o nosso ser. Há uma borboleta feliz que voa livre no céu, existem flores a cantar a vida e aves que se preparam para acasalar.

Há um cheiro doce no ar e um avião que rasga o azul, até à linha do horizonte. Existem pessoas que nos sorriem e olhares que brilham de alegria. Existem encontros que nos surpreendem e nos tornam mais humanos e mais divinos. A paz estará connosco, sempre que formos capazes de abrir o nosso coração

Palco da Vida


6

Formação de Animadores Sérgio Fraga

Dia 20 de Março, dia de mais uma oportunidade de os animadores investirem na sua formação. Desta vez tivemos connosco o Pe. David que nos veio falar sobre o tema da oração. Poder-se-ia pensar que era um tema bastante comum e que poucas coisas haveria a acrescentar sobre o assunto. Contudo,

pela sua importância na vida do cristão e por isso mesmo na catequese, foi bom redescobrirmos a importância que a oração tem para cada um de nós, e formas novas de a potenciar na cateq uese. Um obrigado ao Pe David pela partilha e sobretudo pelo testemunho de fé

Encontro Ibérico de Taizé no Porto Joana Lorenzo | João Pedro Neves

Tendo como tema “As Fontes da Alegria”, o Encontro Ibérico de Taizé pôde contar com uma participação modesta, mas entusiasmada do CJS. Enquadrado na Missão 2010 e no mês de Fevereiro, mês da Alegria, pudémos, através de momentos de oração, cânticos, discussão de temas, workshops, partilhar a nossa fé e alegria. Eu pessoalmente gostei particularmente do workshop com o Pe. Carlos e alguns Gaiatos sobre aquilo que foi e é a Casa do Gaiato e quem foi o Pe. Américo; foi o testemunho que mais se aproxima daquilo que nós fazemos no CJS e deu-nos uma nova força para pôr os nossos dons ao serviço das nossas crianças. Há histórias que não se repetem, e há momentos que são únicos. É aquilo que posso relatar da minha experiência em mais um encontro de Taizé, alguns anos depois do primeiro contacto com a comunidade francesa, aquando do anterior encontro realizado em Portugal, na altura em Lisboa. O espírito é o mesmo, mas desta vez deixei-me levar pelo factor que mais me marcou na comunidade: a música. Não posso explicar a minha participação neste encontro sem que ecoem na minha memória as várias melodias dos refrães, tantas vezes repetidas nos ensaios de coro e de solistas em que me vi envolvido. Participar no encontro do lado de quem o prepara não permite vivê-lo da mesma forma, não pude simplesmente deixar-me levar ao ritmo das orações, cantar ao meu ritmo, deixar-me envolver sem que depressa me surgisse a preocupação de ter de “solar” a seguir. Não pude. Mas pude terminar o encontro

com as palavras do irmão Alois – prior da comunidade – sorrindo em frente ao coro quando já quase todos os participantes tinham abandonado o recinto do Dragão Caixa no último dia, agradecendo o contributo do coro. Enquanto cantávamos com ele “Entoemos hinos”, já com a sensação de missão cumprida, eu interiorizava a forma como, segundo este irmão, tínhamos conseguido que todos nos acompanhassem por entre as melodias, em oposição a um coro para apenas dar espectáculo. Haverá melhor que isto? As minhas fontes da Alegria foram encontradas de outra forma, noutros sítios, com outros horários, com outras pessoas. Mas a fonte é uma só, a mesma. Tenho seguro que estes momentos não se repetem, não desta forma, mas também tenho seguro que ainda há muitas fontes às quais quero ir beber, e que ainda quero contar com a ajuda desta comunidade. Próxima paragem: Taizé.

Noite XP - Uma directa com Deus João Pedro Neves, Joana Lorenzo, Inês Braz Yaidelin Alves

Pode ser estranho pensar num Bispo que se propõe a fazer uma noitada com centenas de jovens. Pode ser estranho pensar que a Paixão de Cristo podia acontecer hoje, aqui mesmo, no Porto. A proposta lançada pela Pastoral Universitária foi precisamente esta: uma noitada, uma directa com Deus, mergulhando activamente numa espécie de Viasacra contemporânea. Na surpresa de fazer caminho com o Bispo do Porto D. Manuel Clemente, ao longo de toda a noite, alguns jovens do nosso Centro aceitaram o desafio de sair da rotina e


7

fizeram-se ao caminho rumo à praça Sandeman, junto à marginal de Gaia, para começar esta jornada. Deu-se início com a Eucaristia (ou antes, com a última Ceia) e assim nos uníamos para seguir a Cruz. Por entre as ruas estreitas, partimos em direcção a um armazém, onde nos foi apresentado o Jesus do Porto; a uns mudou a vida; a outros só trouxe problemas...mas afinal quem é Ele? Saímos em silêncio, sendo bombardeados por acusações a Jesus, às quais ninguém ficou indiferente. Após uma longa caminhada de reflexão pessoal e partilha, assistimos ao julgamento de Jesus. Ele foi condenado. Os amigos de Jesus perante este facto prestam a sua homenagem fazendo uma vigília de oração em sua honra. Pedro comunica que ele morreu. Mas acreditam em coisas impossíveis? Já alguma vez, ao passear pela cidade de madrugada, ouviram a voz de um poeta, a voz de três mulheres a cantar, um pintor a inspirar-se ao som de um violino, choveram bolas de sabão na vossa cabeça ou viram na montra duma loja manequins a dançar ballet? Afinal, as coisas impossíveis acontecem! No culminar desta directa, eis que Ele ressuscita! Amanhece, o sol nasce. Todos festejam no Seminário de Vilar...até o Bispo.

Tríduo Pascal

Ligações A celebração da Páscoa é uma das actividades que os elementos do Centro Juvenil Salesiano se empenham de forma especial. Durante três longos dias (sem contar com o tempo prévio de preparação), muitos são os que passam horas incontáveis a alinhavar os traços gerais do plano inicialmente definido, a organizar e a colocar tudo no seu devido lugar. Tudo para que um dos períodos mais importantes e característicos da Comunidade Cristã Católica, seja muito próximo da perfeição e único cada ano. No primeiro dia do Triduo Pascal, na Quinta-Feira Santa ao final da tarde é recordada a última ceia de Jesus com os seus apóstolos. Durante a eucaristia é tradição representar o momento em que Jesus lava os pés de cada um dos apóstolos como prova de humildade e serviço aos outros. Assim, doze dos presentes na cerimónia sobem ao altar onde, o celebrante lava simbolicamente os seus pés. À noite, a comunidade foi convidada a reunir-se novamente no coro da capela para reflectir em oração sobre os acontecimentos difíceis vividos pelos apóstolos e Jesus, no Horto das Oliveiras, quando este se entregou para nos dar a vida. Esta foi a primeira vez que o espaço do antigo coro foi usado para receber de forma muito acolhedora e confortável uma oração comunitária. Certamente muitas se seguirão pela aprovação unânime dos presentes. Passadas algumas horas a Sexta-Feira Santa começa cedo com as Laudes com a comunidade salesiana. Durante a tarde, é recordada a Paixão de Jesus Cristo, desde o seu julgamento até à sua morte na Cruz,

através da leitura do Evangelho que relata este episódio triste mas que deve ser encarado com esperança e fé. Como é uma leitura longa, vários foram os leitores a participar, conferindo uma animação especial adequada para um acontecimento também ele especial. Neste dia é também habitual reviver o calvário dos últimos momentos da vida de Jesus, através da Via-sacra, uma oração em 15 momentos ou estações, por vezes realizada sob a forma de uma procissão. Desta vez, no entanto, optou-se pela dramatização de cada uma das estações no altar da capela. Após uma pequena introdução inicial, procedia-se à representação que era seguida por uma actualização para a nossa vida da mensagem. A reduzida luminosidade do local e focalizada no altar, bem como algumas belas músicas proporcionaram um excelente momento de oração. No sábado, tal como no dia anterior, começou com as Laudes. À noite deu-se a última cerimónia do Triduo, a grande Vigília Pascal, que é considerada a mais importante celebração do calendário litúrgico cristão, pois comemora a Ressurreição de Jesus. A Vigília Pascal começa tradicionalmente apenas ao cair da noite, após o pôr-do-Sol, e tem quatro partes. A primeira é a designada a Celebração da Luz, nas imediações da Capela, este ano ocorreu no pátio coberto das primárias. Reunida a comunidade, começa-se por abençoar o fogo de uma fogueira, com o qual é aceso o novo Círio e a partir dele é transmitido aos pequenos sírios empunhados por todos os presentes. De segui-

Tríduo Pasqual


8 da, passou-se à Capela que estando às escuras, começou por ser gradualmente iluminada pelo Sírio Pascal e pelos pequenos sírios de toda a comunidade. A segunda parte é a Celebração da Palavra onde são lidas várias leituras que recordam a história dos cristãos desde o Êxodo até à Ressurreição de Cristo. Ao som dos sinos entoa-se o Glória e acendem-se as luzes, abre-se o sepulcro e revela-se o Cristo Ressuscitado. De seguida dá-se a Celebração da Água, onde a comunidade associando-se à Ressurreição de Cristo, são convidados a renovar-se, “ressuscitando” também para uma vida nova como filhos de Deus

e como membros da Igreja. Este momento é simbolizado pela aspersão de água benta pela comunidade por parte do celebrante. Nesta parte é também habitual baptizar-se algum membro da comunidade e foi com grande alegria que se assistiu ao baptismo do Miguel Ângelo Chaves. A quarta e última parte é a celebração da Eucaristia. Antes de ser dado por terminado mais um Tríduo Pascal e de cada um ir festejar o Domingo de Páscoa com a família e amigos mais próximos, foi oferecido a quem quisesse uma chávena de chá, para conviver mais uns momentos e aquecer ainda mais o espírito, já revitalizado pelas cerimónias pascais!

Emergência Haiti

www.salesianos.pt Os salesianos de Portugal juntamente com a Fundação D. Bosco-Projecto Vida estão a promover uma campanha de angariação de fundos para apoio às necessidades básicas e reconstrução dos edifícios dos salesianos do Haiti. Esta campanha integra-se na rede mundial salesiana de solidariedade, coordenada pela Procuradoria Missionária Salesiana de New Rochelle dos Estados Unidos. To d o s o s a m b i e n t e s e d u c a t i v o s s a l e s i a n o s d e P o r t u g a l e s t ã o f o r t e mente empenhados na concretização desta Campanha através da realização de várias actividades. Graças a esse empenho e à generosidade de muitas outras pessoas, a campanha já rendeu sessenta e dois mil euros. Quem desejar colaborar poderá enviar os donativos para a conta expressamente constituída para esse fim: conta SOLIDARIEDADE SALESIANA HAITI, Finibanco, balcão da Avenida de Berna, NIB: 0076 0000 4526 1687 1014 1, IBAN: PT50 0076 0000 4526 1687 1014 1. Quem desejar recibos para efeitos fiscais, envie nome, morad a e N I F, j u n t a m e n t e c o m o c o m p r o v a t i v o , p a r a a n o s s a m o r a d a . Em nome do povo Haitiano, o nosso obrigado.

Edição

Páscoa 2010 nº

Ficha Técnica Coordenadores: Carlos Nunes Sérgio Santos

PARABÉNS... 26 - DeolindaSantos Ab 30 - Mário Amaral

ril

Colaboradores:

Graça Borges Sérgio Fraga Joana Lorenzo Joana Silva Mafalda Gomes Ana Gabriela Carvalho Dulce Panóias João Pedro Neves Inês Bráz Yaidelin Alves

Ju 04 - Liliana Patricia nh 05 - Mariana Alves o 08 - Diogo Pinto 27 - Liliana Sista

Ju 02 - João Pedro lho


Ligações n. 47  

Ligações número 47

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you