Page 1

em noite de santo antónio as marchas saíram à rua

Julho Agosto 2011 revista do Município | Arruda dos Vinhos

Arrudarevista

44


Indice Editorial

|

1

Legislativas 2011

|

2

Recenseamento Eleitoral

|

2

conta incêndios

|

3

Censos 2011 - Arruda dos Vinhos

|

3

Período crítico

|

3

das dívidas de água, saneamento, rsu’s e serviços conexos

|

4

Gesruda promove festival de natação

|

5

Vinhos do Concelho premiados em Itália

|

5

Festejos de Santo António

|

6

Serviço de apoio à família com novas regras

|

8

EB1 de S. Tiago dos Velhos vence dois prémios nacionais

|

10

Percorrer a pé as Linhas de Torres

|

12

Quinta-feira da Ascensão

|

12

Maio - Mês de Gastronomia

|

13

Galeria Municipal

|

13

Prémio de Artes

|

13

Feiras de Artesanato

|

13

Festival Internacional de grupos de canto em Arruda

|

14

Sons de Luz

|

14

“Feitiços, enguiços e carrapiços” na Biblioteca Municipal

|

14

Poesia anima serões da primavera Arrudense

|

14

Seminário em Arruda

|

15

Benjamins participam no Mundialito

|

15

Kenpocas do CRDA na ilha Terceira

|

15

Seminário no Judo Clube de Lisboa

|

15

Reciclagem

|

16

Apontamentos Culturais

|

18

Obras

|

20

Governador Civil inteirou-se de meios de defesa da floresta

Município lança plano de incentivos à regularização

FICHA TÉCNICA Edição e Propriedade: Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos Director: Carlos M. C. Lourenço - Presidente da Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos Coordenação: Gabinete de Apoio à Presidência Fotografia: Gabinete de Comunicação e Imagem Composição: Gabinete de Comunicação e Imagem Distribuição digital em www.cm-arruda.pt

revista do Município | Arruda dos Vinhos

Arrudarevista


ArrudaRevista // julho2011

EDITORIAL

Cara(o)s Arrudenses, No último editorial expressei a minha preocupação com aquelas que seriam as medidas impostas pela “troika”. Hoje, estas medidas são amplamente conhecidas por todos nós embora, em alguns casos, seja ainda desconhecido o impacto que as mesmas terão no nosso dia a dia . Contudo, enquanto Presidente da Câmara Municipal permitam-me que destaque uma das medidas que pode diretamente questionar a nossa identidade enquanto arrudenses. A reformulação do mapa autárquico português. Desconhecendo, ainda, com rigor os critérios que irão conduzir a esta reforma, a possibilidade de serem extintos os municípios com menos de 10.000 eleitores adensa-se. Por isso, caro munícipe, para que possamos preservar o nosso concelho temos de fazer um grande apelo a todos os nossos familiares, amigos e conhecidos para que façam o seu recenseamento em Arruda dos Vinhos. Este deve ser um esforço conjunto, não apenas da Câmara Municipal, mas de todos nós.

Conscientes das crescentes dificuldades das famílias, a Câmara Municipal lançou, mais uma vez, e até ao final do ano, uma edição do Plano de Incentivo de Regularização de dívidas de água. De acordo com este Plano, as famílias poderão regularizar as suas dívidas sem terem de pagar juros de mora e custas processuais. Ao nível da Educação, uma palavra de destaque para a EB1 de S. Tiago dos Velhos que venceu o concurso “Uma Aventura Literária”, promovida pela Editorial Caminho, na modalidade de desenho, e um concurso nacional dedicado ao meio ambiente e à sua sustentabilidade, promovido pela Galp Energia. São prémios como este que nos fazem ter esperança no futuro demonstrando que as nossas crianças são detentoras de um grande potencial e que felizmente é reconhecido neste tipo de concursos. A todos os participantes e, em especial, aos vencedores os nossos parabéns! Cara(o)s Arrudenses, Nesta edição da Agenda de Eventos apresentamos a nossa programação para os próximos dois meses. Os meses que se avizinham são repletos de atividades culturais por todo o concelho. Desde as Festas de N. Sra. dd Salvação às Festividades das diversas coletividades, julho e agosto apresentam uma riqueza cultural muito diversificada. Tal como havíamos anunciado aquando da realização do Plano de Contenção da Autarquia, as Festas de N. Sra. da Salvação serão este ano reduzidas no seu número de dias. Continuaremos a apresentar um cartaz profano e religioso de grande qualidade mas apenas entre os dias 12 e 18 de agosto . À semelhança de todo o país também nós devemos dar o exemplo. Uma última palavra de apreço e de incentivo a todas as nossas coletividades pelo trabalho desenvolvido em prol da nossa comunidade. Bem hajam

Carlos Manuel da Cruz Lourenço Presidente da Câmara

1


2

ArrudaRevista // julho2011

Legislativas 2011 Após a dissolução do Parlamento pelo Sr. Presidente da República realizaram-se no passado dia 5 de junho Eleições Legislativas em Portugal. Para este ato eleitoral os cadernos eleitorais registavam no Concelho 9879 eleitores, tendo-se verificado uma taxa de abstenção de 37,2% (3671). Os resultados eleitorais no Concelho foram os seguintes:

Recenseamento Eleitoral Em virtude da estruturação administrativa e reorganização de concelhos prevista para breve no nosso País, em que um dos requisitos poderá ser o número de eleitores, o Município de Arruda dos Vinhos solicita que todos os residentes no concelho que não se encontrem devidamente recenseados (nos cadernos eleitorais), o possam fazer em tempo oportuno, por forma a garantir a continuidade deste concelho. O recenseamento poderá ser efetuado nas Juntas de Freguesia ou Conservatória do Registo Civil (Cartão do Cidadão).


ArrudaRevista // julho2011

Governador Civil inteirouse de meios de defesa da floresta contra incêndios O Governador Civil de Lisboa, António Galamba, deslocou-se no passado dia 12 de maio ao concelho de Arruda dos Vinhos com o intuito de acompanhar a preparação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais para o presente ano. Em virtude da presença do comandante distrital de operações de socorro, assim como de elementos das entidades representadas na Comissão Municipal de Defesa da Floresta e de representantes de outras entidades de âmbito local que também contribuem para a defesa da floresta, a reunião serviu para melhorar a articulação dos diversos agentes de protecção civil do concelho. Durante a reunião, foram identificados os meios disponíveis, bem como as situações que necessitam de intervenção, no sentido de melhorar o sistema de defesa da floresta contra incêndios.

CENSOS 2011 Arruda dos Vinhos Encontra-se totalmente concluída a operação estatística Censos 2011, no concelho de Arruda dos Vinhos, tendo-se procedido ao pagamento a todos os colaboradores (recenseadores, coordenadores de freguesia e Juntas de Freguesia), que tornaram possível o cumprimento de todos prazos estabelecidos pelo INE - Instituto Nacional de Estatística, entidade que aprovou o Mapa de Despesas do Concelho (no valor de mais de 26.500€) a 25 de maio e procedeu às transferências de verba já no mês de junho. Os resultados preliminares do Censos 2011 apontam para um aumento populacional, no concelho de Arruda dos Vinhos, de 29% face aos resultados de 2001, num total de 13.408 habitantes.

Período Crítico Durante o período crítico de incêndios florestais, compreendido entre 1 de julho e 30 de setembro, aplicam-se medidas especiais de prevenção de incêndios florestais, assim:

1 - Nos espaços florestais • Não é permitido fumar ou fazer lume de qualquer tipo no seu interior ou nas vias que os delimitam ou os atravessam; • Não é permitido realizar queimadas; • Não é permitido lançar balões com mecha acesa ou quaisquer tipos de foguetes.

2 - Nos espaços rurais • A utilização de fogo de artifício ou outros artefactos pirotécnicos está sujeita a autorização prévia da respetiva Câmara Municipal; • Não é permitido realizar fogueiras para recreio, lazer ou para confeção de alimentos, bem como utilizar equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confeção de alimentos, exceto em espaços não inseridos em zonas críticas ou em parques de lazer e recreio ou outros desde que devidamente infraestruturados e identificados como tal. Em caso de incêndio, ligue 112 ou 263 975  114 (Bombeiros voluntários de Arruda dos Vinhos). Nota: Fora do Período Crítico a realização de queimadas só é permitida sob a orientação e responsabilidade de um técnico credenciado.

3


4

ArrudaRevista // julho2011

Município lança plano de incentivos à regularização das dívidas de água, saneamento, RSU’s e serviços conexos Conscientes das crescentes dificuldades das famílias, a Câmara Municipal lançou, mais uma vez, e até ao final do ano, uma edição do Plano de Incentivo de Regularização de dívidas de água. Considerando que: • No âmbito das providências lançadas para a recuperação e regularização das dívidas dos clientes de água, temos vindo a assistir a uma tendência decrescente da acumulação dessa dívida, que é hoje de cerca de 140.000€, e que é intenção deste Município proceder à sua cobrança pelos meios legais previstos. • O sucesso que decorreu da aplicação do último plano de regularização de dívidas de água, saneamento, rsu’s e serviços conexos, em que o Município arrecadou cerca de 25.000,00 € de dívidas em atraso. • Há clientes em incumprimento que estão integrados em agregados familiares com evidentes carências económicas, que os impede de voluntariamente celebrarem acordos de pagamento em prestações estruturados de acordo com o valor mínimo de prestação que resulta, por imperativo legal (número de prestações, montante mínimo por prestação e garantia dos montantes em dívida), do procedimento e processo tributário. • O momento de crise económica que o país atravessa tem vindo a agravar as dificuldades de muitas famílias, tendo como consequência uma crise social, situação à qual não podemos ficar indiferentes. • Importa ainda definir medidas que incentivem a colaboração dos clientes na atualização da titularidade dos contratos e na normalização da base de dados do Município de Arruda dos Vinhos, de forma a mais eficazmente podermos reagir perante futuros incumprimentos. Foi aprovado o plano de incentivos à regularização das dívidas de água, saneamento, RSU’s e serviços conexos:

1. A medida excecional proposta terá a duração até ao final do corrente ano, iniciando a sua vigência no primeiro dia do mês seguinte à data da deliberação que a aprovar. 2. O plano aplica-se aos clientes com dívidas em execução fiscal que voluntariamente a ele venham a aderir, desde que cumulativamente: a) Cumpram o plano de pagamento das suas dívidas ao Município de Arruda dos Vinhos; b) Se mantenham em cumprimento regular em relação aos valores faturados no âmbito da sua relação contratual com o Município; c) Procedam voluntariamente à atualização da titularidade do seu contrato, quando for o caso. 3. Os incentivos definidos neste plano são os seguintes: a) Dispensa do pagamento de juros de mora e custas processuais na cobrança coerciva das dívidas provenientes do não pagamento atempado das faturas de consumo de água e tarifas associadas, aplicável a todos os processos de cobrança coerciva instaurados até 31/12/2010; b) Nas situações de pagamento faseado das dívidas e sempre que os clientes o solicitem, cada uma das entregas mensais e sucessivas não poderá ser de valor inferior a 25,00€, não podendo o plano de regularização exceder a data de 31/12/2012; c) A forma de pagamento só poderá ser autorizada desde que requerida pelo executado ou por ter-


ArrudaRevista // julho2011

ceiro que assuma a dívida e que, para tal, obtenha autorização do devedor ou prove interesse legítimo no processo e depois de comprovado (documentalmente) que a alegada situação económica do interessado/requerente não lhe permite solver a dívida de uma só vez, analisado caso a caso; d) Isenção do pagamento de verbas devidas pela atualização da titularidade da relação contratual, promovida voluntariamente pelos clientes, excetuando-se porém as que forem legalmente devidas a outras entidades; e) O incentivo previsto na alínea d) é aplicável a qualquer cliente que se encontre em situação irregular de titularidade contratual; f) A falta de pagamento de qualquer das prestações importa o vencimento imediato das seguintes, prosseguindo o processo de execução fiscal os seus normais termos até à extinção.

vinhos do concelho premiados em itália No passado mês de maio, realizou-se o X Concurso Internacional do Vinho,”Selezione Del Sindaco” 2011, em Benevento e Torrecuso em Itália. O Municipio de Arruda dos Vinhos esteve presente através da Associação de Municípios Portugueses do Vinho, com dois produtores: Adega Cooperativa de Arruda dos Vinhos e a Sociedade Agrícola de Arruda (Quinta de São Sebastião).

Gesruda promove festival de natação Com o objetivo de dar a conhecer o que se tem vindo a fazer na área da natação, realizou-se no passado dia 18 de junho, mais um festival de natação, organizado pela Gesruda, EM. Durante toda a manhã os utentes mais pequeninos - dos 6 meses aos 3 anos de idade - em conjunto com os seus pais e professores, foram mostrando a sua evolução e como se sentem à vontade naquele ambiente aquático. De tarde foi a vez dos utentes, dos 4 aos 14 anos mostrarem os conhecimentos adquiridos durante este período de aulas administradas pela equipa de professores que, com eles tem trabalhado. Foi, portanto, um dia muito bem passado onde a alegria e boa disposição marcaram presença.

Um júri constituído por elementos oriundos da Hungria, Reino Unido, Espanha, Eslóvenia, Slovak, Russia, Rumenia, Portugal,Polónia, Moldavia, Coreia, Italia, Alemanha, França, Croacia, Colombia,Belgica e Azerbeijão apreciou 1113 vinhos inscritos e atribuiu Medalhas de Prata aos vinhos tintos arrudenses Lote 44 e Extra-Madura, da Adega Cooperativa e Quinta de São Sebastião, da Sociedade Agrícola de Arruda, foram distinguidos com 3 medalhas de prata. Os vinhos premiados encontram-se à venda nos pontos de venda dos próprios produtores e no Posto de Turismo no Centro Cultural do Morgado.

5


6

ArrudaRevista // julho2011

Festejos de

Santo António

tónio, n A o t n a co S Ó meu ri to popular, n és um sa ta s sar. na tua fe ardinha para as s não falta as marchas saíram à rua Em noite de Santo António as marchas saíram mais uma vez à rua, em Arruda dos Vinhos.

Não faltaram as sardinhas, a música, nem a animação, e até S. Pedro ajudou à Festa. Nos dias 9, 10, 11, 12 e 19 a Junta de Freguesia de Arruda dos Vinhos promoveu a realização de mais uma edição dos Festejos de Santo António.

Da tradição ao futuro, quatro marchas encheram a Praça de Touros de cor e alegria: Centro Escolar de S. Tiago dos Velhos, Associação dos Bombeiros Voluntários de Arruda dos Vinhos, Santa casa da Misericórdia de Arruda dos Vinhos e Clube Recreativo e Desportivo Arrudense (CRDA).

A marcha do Centro Escolar de S. Tiago dos Velhos, que participou em representação do Agrupamento de Escolas e Jardins de Infância do concelho de Arruda dos Vinhos, pretendeu mostrar como era, desde há séculos, a vida dos moleiros da nossa terra.

A original marcha da Associação dos Bombeiros Voluntários de Arruda dos Vinhos trouxe o circo à praça, não tendo faltado o palhaço e cuspidores de fogo. Pretenderam também mostrar à população que os Bombeiros não servem só para os momentos de aflição, e que também estão presentes quando o mote é diversão.


ArrudaRevista // julho2011

Clicks Fotográficos expõem em Arruda No âmbito dos Festejos de Santo António inaugurou no dia 10 de junho, no GAE, a exposição “Pormenores da Minha Terra” da autoria do grupo “Clicks Fotográficos”. Trata-se de um conjunto de 24 belas fotografias, ilustrando vários pormenores de Arruda dos Vinhos. A inauguração contou com a presença de grande parte dos autores, que se mostraram bastante agradados com o convite para partirem brevemente à descoberta de novos “pormenores da nossa terra”.

IV Passeio de motos e vespas antigas A encerrar os Festejos de Santo António decorreu, no dia 19 de junho, a 4.ª edição do Passeio de Motos e Vespas Antigas, uma organização dos “Amigos dos Antigos”. O sucesso desta iniciativa evidência-se nas largas de dezenas de participantes que integraram a exposição no centro da vila, a

Sob o mote da chegada à lua, a Santa Casa da Misericórdia desfilou este ano com astronautas de todas as idades e um foguetão.

que se seguiu um passeio turístico pelo Concelho e almoço no Pavilhão Multiusos. De realçar ainda que a edição deste ano foi especialmente dedicada ao “amigo Marcos”, grande adepto destas relíquias e personalidade amplamente conhecida no Concelho, que nos deixou no ano passado.

A noite terminou com a marcha do CRDA que este ano teve por tema “As Varinas”, um símbolo da cultura portuguesa e que está bem presente na mente do povo.

7 7


8

ArrudaRevista // julho2011

Serviço de Apoio À família com novas regras A Assembleia Municipal de Arruda dos Vinhos aprovou no dia 22 de junho o novo Regulamento da utilização dos serviços de apoio à família nas escolas básicas do 1.º ciclo e jardins de infância da rede pública do Concelho de Arruda dos Vinhos, que define as novas regras de utilização dos serviços, já a partir do ano letivo 2011/2012. Atendendo aos normativos legais publicados, considerando ainda a nova realidade socioeconómica envolvente, e tendo em conta o crescimento do parque escolar do Concelho, bem como a evolução emergente, na área das tecnologias de informação e comunicação, verificase a necessidade de otimizar recursos materiais e humanos, através de um método mais eficaz e célere, no que respeita à organização, prestação e cobrança destes serviços. Assente num modelo de pré-carregamento de cartão de utilizador, o regulamento agora aprovado confere também aos encarregados de educação um leque mais variado e abrangente de alternativas, no que respeita à utilização destes serviços. Se é encarregado de educação de uma criança que esteja a frequentar um Jardim de Infância ou EB1 pública do Concelho, as notas que se seguem serão importantes para si.

O que muda?

As contratações pa ra os SAF são efet uadas durante os m eses de julho e ag osto de cada ano civil, no Balcão Único, pa ra vigorarem no ano letivo que se inicia rá em setembro segu inte. A título excecion al, poderão ocor rer contratações fora do período mencion ado. Neste caso o fo rnecimento do serv iço só terá início ci nco dias úteis após a celebração do resp etivo contrato.

Cartão do aluno Aos utilizadores do s gratuitamente, um SA F será atribuído, cartão de aluno, ao qual será associad o um código de ut ilizador e uma passw or celebração do cont d, a fornecer após a rato. O cartão será re at aquando da celebr ivado anua lmente, ação do novo cont rato e será vá lido desde a pr imeira contratu alização até ao final do 1.º Ciclo do Ensi no Básico. Os encargos com su bstituições ou segu ndas vias do cartão serão suportados pe los utilizadores dos SA F.


ArrudaRevista // julho2011

9

Pagamento / marca ção do serv iço de al imentação O Serv iço

de Alimen Educação proceder tação é pré-pago, devendo o Enca rregado de ao marcação de refeiçõ carregamento do cartão do aluno e reserva/ es. O carregamento do cartão do aluno po formas: derá ser efetuado de duas - Multibanco - Na opção Pagamento de cia fornecidos pelo Se Ba lcão Único (o va lor rv iços - entidade e referênno cartão do aluno do carregamento es no praz tará disponível - Balcão Único - At o máximo de dois dias úteis); ravés de Guia de Re pagamento). ceita (va lor disponíve l no ato do

A marcação ou de smarcação de refe ições pode ser efet formas: uada de três - Internet – www. cm-arruda.pt – Aces código de utilizado so à platafor ma, m re ediante o - Estabelecimento password; de Ensino - Atravé s gar aos responsáve is dos serv iços de al de impresso próprio a entreimentação - Balcão Único - At ravés de impresso próprio. A marcação ou de sm com a antecedênc arcação de refeições terá de ser ia mínima de do efetuada is não havendo lugar a restituição de va lo dias úteis, até às 12.00h, res referentes a refe vadas e não consum ições reseridas.

Serv iço de prolonga mento para

(Serv iço exclusivo

os alunos do pré-e

scolar)

O serv iço de prolon ga sendo descontado mento é pré-pago, do cartão do alun no dia oito de ca o da garantido o prov im mês, e devendo ser en te, com a antecedê to de sa ldo suficienncia de dois dias út eis. O pagamento refe re-s em curso, excetuan e sempre ao mês do que será descontado o mês de setembro co a mensa lidade de ou njuntamente com tubro. A ausência de paga m pensão imediata da ento, implica a susprestação do serv iço .

Consultas do Cartão do A luno A conta corrente do cartão poderá ser consultada na inte rnet, acedendo à pl ataforma a partir da cípio – www.cm-arr Página do Muniud código de utilizado a.pt, mediante o r e a password, ou mediante solicitaçã o no Ba lcão Único. O Regulamento dos SAF pode ser consul tado na íntegra em www.cm-arruda.pt


10

ArrudaRevista // julho2011

EB1 de S. Tiago dos Velhos vence dois prémios nacionais A escola básica do 1.º ciclo de S. Tiago dos Velhos ganhou o primeiro prémio do concurso promovido pela Galp Energia “Brigadas Positivas”, integrado no projeto “Missão Up - Unidos pelo Planeta”, que visa promover a eficiência no consumo energético. O projeto Missão UP - Unidos pelo Planeta integra-se na política de responsabilidade social da Galp Energia e decorreu ao longo de todo o ano letivo (2010/2011) tendo envolvido 380 mil alunos, 31 mil professores e 1720 escolas de todo o país. No dia 15 de junho foram apresentados os projetos premiados e as escolas vencedoras do Concurso Brigadas Positivas, que mobilizaram os alunos a desenvolver ações que promovam comportamentos mais sustentáveis junto dos colegas, amigos e pais, dentro e fora da escola. Aos três melhores trabalhos foram atribuídos prémios num valor total superior a 60 mil euros, que incluem a oferta às escolas de uma auditoria energética, instalação de soluções de energia mais eficientes e prémios individuais. A Escola Básica do 1.º Ciclo com Jardim de Infância de S. Tiago dos Velhos arrecadou o primeiro prémio com o projeto “Brigadas Super Greens” que integrou 20 alunos dos 1.º e 2.º anos, 11 alunos do 3.º ano e 13 alunos do 4.º ano. As “Brigadas Super Greens” criaram um relatório e um vídeo de 16 minutos com o mote “Vamos salvar o mundo”, em que através das encenações criadas abordam temas como reciclagem, mobilidade sustentável, poupança de água e eletricidade. Os alunos envolveram ainda e sensibilizaram a comunidade para a importância da eficiência energética através de uma aula para pais, distribuição de folhetos na comunidade local, interações com entidades oficiais locais, como a Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos e Junta de Freguesia de S. Tiago dos Velhos e Agrupamento de Escolas de Arruda dos Vinhos. A música de acompanha-

mento do filme foi também criada exclusivamente para o trabalho. Já em maio passado os alunos do 4.º A da EB1 de S. Tiago dos Velhos já tinham vencido a edição de 2011 do concurso “Uma Aventura Literária”, promovida pela Editorial Caminho, na modalidade de desenho. A entrega dos prémios teve lugar no dia 29 de abril na Feira do Livro de Lisboa e estiveram presentes as autoras da mais famosa saga de aventuras portuguesa. Os alunos receberam brindes, diplomas e um cheque-brinde para a escola.

O concurso desenrolou-se nas modalidades de Olimpíadas da História, Texto Original, Crítica e Desenho, e este ano recebeu mais de 10.500 trabalhos individuais e de grupo, de centenas de escolas de Portugal e do estrangeiro. Os prémios ganhos pela EB1 de S. Tiago dos Velhos demonstram o empenho de toda aquela comunidade escolar em envolver os alunos nas atividades que promovem o desenvolvimento da criatividade e a sua participação em atividades promovidas pela sociedade.


o t n e m i v o M

2011

ArrudaRevista // julho2011

11

a a o c b e s i L t e o n i e l Bib a Municipal Ir sões c s e e t s o o i r l n b p a Bi x 0 1 E s o e a d 6 s ê i o l d Atarea crianças em

P

: s participar

que quere e o turno em

Escolh

Julho e d 8 0 a - 04 Julho e d 5 1 a 1 -1 Julho e d 2 2 a - 18 Julho e d 9 2 a - 25 osto g A e d 5 0 - 01 a gosto A e d 2 1 a - 08

Inscreve-te até dia 28 de Junho Biblioteca Municipal Irene Lisboa (Inscrições limitadas às vagas existentes)


12

ArrudaRevista // julho2011

quinta-feira da ascensão No dia 2 de junho, Quinta-feira da Ascensão e feriado municipal, realizou-se a tradicional Romaria à Sr.ª do Monte, tradição mantida com o empenho do Rancho Folclórico Podas e Vindimas.

Durante a tarde foi celebrada a tradicional oração junto à Capela, a que se seguiu a atuação do Rancho Folclórico.

Percorrer a pé as linhas de Torres No dia 30 de abril foi inaugurada a Grande Rota das Linhas de Torres, relativamente ao troço que passa no Concelho de Arruda dos Vinhos. Embora as condições climatéricas não tenham ajudado, ainda participaram algumas dezenas de caminheiros, que tiveram a possibilidade de percorrer as bonitas paisagens do Concelho. O Passeio Pedestre teve o seu início pelas 9.00h, em direção ao Pé do Monte, passando pela Louriceira, Carvalha, Forte da Carvalha, Lugar da Mata, terminando por volta das 12.00h, junto à Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos. Este pequeno troço, insere-se numa Grande Rota, com mais de 160 km, que percorre os Concelhos de Torres Vedras, Mafra, Sobral, Arruda, Loures e Vila Franca de Xira.

A data ficou ainda marcada com a realização de mais uma edição do Pint’Arruda. Distribuidos pelos vários recantos da Vila, os artistas plásticos pintaram pormenores e episódios do Património e do quotidiano Arrudense. Os trabalhos estão expostos no átrio da Biblioteca Municipal Irene Lisboa até final do mês de junho.


ArrudaRevista // julho2011

Maio - Mês de Gastronomia No passado mês de maio ocorreu o IX Concurso de Gastronomia do Concelho de Arruda dos Vinhos. Os restaurantes “A Tasca do Beco Torto”, “Ao Forno Restaurante”, “Club dos Bifes”, “Kottada de Galopin”, “O Barril”, “O Fuso”, “O Valverde” e “Sabores da Quinta” apresentaram a concurso como prato de peixe o bacalhau mas no prato da carne, apresentaram propostas muito variadas que passaram, pelo porco; cabrito; borrego; vitela e perdiz. Uma vez mais a tradição aliou-se à inovação resultando em pratos originais e sofisticados sem nunca perderem de vista os ingredientes e os sabores mais tradicionais e populares. Os resultados do concurso, serão conhecidos durante a cerimónia de entrega dos troféus e dos diplomas de participação, no intervalo do espetáculo de encerramento das Festas em Honra de Nossa Senhora da Salvação, no dia 18 de agosto pelas, 22.00h, na escadaria do Edifício dos Paços do Concelho.

Galeria Municipal De 7 de abril a 15 de junho esteve patente uma exposição do escultor Português Rogério Abreu e do Pintor Espanhol Andrés Mérida.

Prémio de Artes O Município de Arruda organiza, pela primeira vez, o Prémio de Artes do Concelho de Arruda dos Vinhos. Pretende-se com esta iniciativa dinamizar a cultura em geral e as artes plásticas em particular no Concelho de Arruda dos Vinhos, permitindo também que jovens artistas plásticos possam ter a possibilidade de mostrar os seus trabalhos. Terminou a 31 de maio o período de entrega dos trabalhos a concurso. Cada artista plástico pôde concorrer com duas obras de pintura, escultura ou fotografia. O setor cultural do Município rececionou 127 obras de pintura, escultura e fotografia. Após verificação por parte do Júri se todas as obras a concurso estão em conformidade com o que estava definido no Regulamento, as obras ficarão expostas de julho a setembro no Centro Cultural do Morgado, em Arruda dos Vinhos.

Feiras de Artesanato Quer na escultura quer na pintura, foi possível, através duma abordagem mais contemporânea, apreciar alguns trabalhos ligados à Tauromaquia para além de outros temas. Ainda evocando o tema da Tauromaquia, de 18 de junho a 13 de julho estará patente na Galeria Municipal uma exposição de Fotografia de Pedro Cardoso, um dos fotógrafos oficiais da Cavaleira Ana Batista. Este fotógrafo, apresenta de uma forma muito sublime, os principais intervenientes da Festa Brava, deixando para quem observa, a liberdade de interpretar a muito complexa simbologia do espaço do Toureio.

Por iniciativa dos artesãos do Concelho ocorreram nos dias 1 de maio, 2 de junho e durante os Festejos do Santo António, Feiras de Artesanato no Jardim Municipal. Para além dos artesão concelhios, participaram também artesãos de outras regiões do País. Esta é mais uma oportunidade para apreciar e comprar algumas peças que dão a conhecer os saberes tradicionais da Região e do País. Lembramos, que de terça a domingo pode visitar a Oficina do Artesão, no Centro Cultural do Morgado, onde terá oportunidade de observar as artesãs a trabalhar ao vivo.

13


14

ArrudaRevista // julho2011

Festival Internacional de Grupos de Canto em Arruda

“Feitiços, Enguiços e Carrapiços” na Biblioteca

O Auditório Municipal acolheu no passado dia 30 de abril a 13.ª edição do Festival Internacional de Grupos de Canto.

Em apenas dois meses foram dinamizadas perto de quatro dezenas de sessões da Hora do Conto, na Biblioteca Municipal. Esta atividade tem feito as delícias da pequenada, desde os mais jovens leitores dos jardins de infância, até aos mais crescidos do 4.º ano, que têm empreendido uma divertida viagem pelo mundo da fantasia, conduzidos pela nossa bruxa e pelo gato feiticeiro de serviço. São personagens mágicas que saltam das histórias e dos livros, e que a este mundo de palavras e afetos regressam mais enriquecidos, depois destes animados momentos de partilha.

O evento contou com a participação dos grupos Grace 2 Portugal (EUA/ Peninsilvânia), o GLCA High School Choir de Loures e o grupo anfitrião Cant´Arruda. Destacaram-se a diversidade dos repertórios apresentados e a excelente qualidade interpretativa dos grupos intervenientes.

Sons de Luz O serão do dia 13 de maio foi marcado por um original concerto de gongos, taças tibetanas e taças de cristal quartzo, apresentado por Anabela Val-Flores. O ambiente intimista criado e a originalidade, na combinação dos sons executados, foram do agrado geral de todos os assistentes, que no fim tiveram a possibilidade de experimentar os instrumentos.

Poesia anima serões da primavera Arrudense Fruto de uma parceria entre a Biblioteca Municipal, o grupo “Trovadores do Vento” e Catarina Gaspar, Arruda contou, nesta primavera com quatro sessões de Poesia. Nos dias 8 de abril , 6 de maio e 3 de junho, Catarina Gaspar apresentadou, no GAE e na Capela do Palácio do Morgado, a “Primavera dos Poetas”, trazendo, como ilustres acompanhantes, as metáforas de Florbela Espanca, Fernando Pessoa e heterónimos, Sophia de Mello Breyner e Eugénio de Andrade. No dia 28 de maio, pelas 16h o grupo Arrudense “Trovadores do Vento” apresentou no auditório “Esta Terra personagem”, uma sessão com poemas da sua autoria, inspirados nas poéticas paisagens de Arruda dos Vinhos.


ArrudaRevista // julho2011

desporto do crda em destaque seminário em arruda

Kenpocas do CRDA na ilha Terceira

seminário no judo clube de lisboa

No dia 16 de abril de 2011 o CRDA organizou mais um seminário internacional de kenpo que contou com a presença do Mestre Miguel Rivas (Espanha), representante europeu do Kosho-Ryu Kenpo.

A convite da Associação Açoreana de Karaté e com o apoio do Centro de Karaté de Angra do Heroísmo e Centro de Karaté de Praia da Vitória, vários Kenpokas do CRDA deslocaram-se, nos passados dias 13 a 15 de maio, à Ilha Terceira para ministrarem o 1.º Seminário de Kosho-Ryu Kenpo nos Açores.

Realizou-se no dia 29 de maio um Seminário Inter-estilos de Artes Marciais, para o qual, uma vez mais, o CRDA foi convidado a estar presente.

O resultado foi muito positivo, havendo da parte dos karatekas Açoreanos vontade de organizar mais eventos de kenpo na Ilha, bem como organizar uma comitiva para visitar e treinar em Arruda dos Vinhos, no próximo ano.

Durante a manhã decorreram várias aulas para crianças e adultos e, durante a parte da tarde, realizaramse os exames para os novos cintos castanhos e negros. Podemos referir que o Kenpo no CRDA ficou mais “rico” com os novos cintos castanhos e negros que irão com certeza contribuir para o desenvolvimento técnico e humano das dezenas de crianças que frequentam as aulas no CRDA!

benjamins participam no mundialito De 16 a 23 de abril os Benjamins do CRDA participaram na 18.ª edição do Mundialito de Futebol 7 que decorreu no Complexo Desportivo de Vila Real de Santo António, tendo-se classificado em 3.º lugar do grupo.

Neste que é considerado o maior evento de futebol para crianças do mundo jogaram-se mais de 600 jogos, onde participarão perto de 3.500 jogadores e 170 clubes de 30 países.

O evento decorreu num dos mais antigos centros de Artes Marciais em Portugal, o Judo Clube de Lisboa, e contou com a presença dos kenpokas Arrudenses, do karaté, taekwondo e esgrima Lusitana.

15


16

ArrudaRevista // julho2011

Reciclagem

Cuidar do Ambiente depende de todos

Plástico e metal Plástico O que depositar: • Garrafas, garrafões e frascos de: • Água, leite, sumos e refrigerantes, • Pacotes de bebidas e iogurte, • Vinagre e óleos alimentares, • Detergentes e produtos de higiene, • Sacos de plástico e esferovite limpa, • Embalagens de gorduras alimentares (manteiga e margarina).

Reciclar materiais usados tem diversas vantagens ambientais e económicas: • Redução de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) que vão para aterro sanitário, • Diminuição das emissões dos gases de efeito de estufa, • Poupança de matérias-primas e preservação dos recursos naturais, (combustíveis fósseis) ao longo da cadeia de produção. Em 2010, o Concelho de Arruda dos Vinhos reciclou (em toneladas):

Metal O que depositar: • Latas de bebidas e de conserva, • Tabuleiros de alumínio, • Latas de spray e Aerossóis vazios, • Pacotes de batatas fritas Não depositar no Ecoponto: • Embalagens de produtos tóxicos ou perigosos (de combustíveis e óleo de motor), e eletrodomésticos , • Tachos, panelas e talheres (plástico ou metal) • Pilhas e baterias (contentor vermelho)

101

166

Plástico/metal

147

Papel/cartão Vidro

Todos juntos conseguimos poupar: • O abate de 2 940 árvores. • O consumo de 14 406 000 litros de água. • 66 400 kg de areia no fabrico de vidro reciclado. • O envio de aproximadamente 1 091 ton de CO2 para a atmosfera. • 11 Barris de petróleo ao reciclar 1ton de sacos de plástico.

Sabia que… • A reciclagem de plásticos permite poupar petróleo e gás natural. • A reciclagem de 1 tonelada de plástico economiza 130 kg de petróleo. • Por quilograma de alumínio reduz-se a emissão de 9 kg de CO2 e por kg de plásticos reduz-se em cerca de 1,5 kg as emissões.


ArrudaRevista // julho2011

Recolha seletiva Na recolha seletiva os resíduos são previamente separados de acordo com a sua composição.

Papel e Cartão

Vidro

O que depositar: • Jornais e revistas, • Papel de escrita e impressão, • Caixas de cartão espalmadas, • Papel de embrulho, • Sacos de papel.

O que depositar: • Garrafas e garrafões de vidro, • Frascos, • Boiões e copos de iogurte.

Não depositar: • Fraldas, guardanapos, lenços e toalhetes, • Papel de prata ou alumínio e vegetal, • Papel com plástico ou autocolante, • Papel sujo e loiça descartável.

Sabia que… • Ao reciclar 1 tonelada de papel evita o abate de 20 árvores. • 1 tonelada de papel reciclado: • poupa-se até 98 mil litros de água. • requer 2 a 3 vezes menos energia, • reduz 25 % as descargas de águas residuais, • reduz 75 % as emissões atmosféricas. • Por quilograma de papel reciclado diminui-se cerca de 900 g de CO2 emitido • reduz-se o consumo de oxigénio em 50 %.

Não depositar: • Loiça de vidro e pirex, • Cerâmica, porcelana e cristal, • Seringas, espelhos e lâmpadas, • Vidros e Vidraças.

Sabia que… • Ao reciclar 1 tonelada de vidro usado, dá origem a 1 tonelada de vidro novo. • Ao reciclar 1 tonelada de vidro poupa-se 400 kg de areia no seu fabrico; • Reduz-se a poluição atmosférica em 20 %. • Por quilograma de vidro reciclado diminui-se cerca de 300 g de CO2 emitido.

Ecopontos O conjunto de três contentores destinados à deposição seletiva dos seguintes materiais: papel e cartão, vidro e embalagens de plástico e metal. O Ecoponto amarelo poderá ter incorporado um contentor mais pequeno destinado à deposição de pilhas usadas.

Contentor dos Têxteis e Calçado usados Este contentor tem a finalidade da recolha seletiva de roupa e calçado usado. Esta ação é assegurada por empresas responsáveis pelo transporte, transformação e tratamento dos desperdícios têxteis, roupa e calçado usado.

Óleos alimentares usados A recolha de óleos alimentares usados é muito importante pois 1 litro de óleo alimentar contamina cerca de 1 milhão de litros de água. Pode depositar as suas garrafas de óleo usado num dos oleões disponíveis: • Rua do Cácere (em frente ao Pavilhão Polidesportivo) • Centro Escolar do Casal do Telheiro.

Compostagem doméstica Processo de valorização da matéria orgânica para usá-la como fertilizante. Os munícipes podem pedir um compostor, sem encargos, na Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos.

17


18

ArrudaRevista // julho2011

Apontamentos Culturais Igreja de São Lourenço, em Arranhó Arranhó é a segunda maior sede de Freguesia do concelho de Arruda dos Vinhos, sendo a origem do topónimo desconhecida. Diz a tradição oral que o nome Arranhó será proveniente de outro vocábulo, talvez “Arranhou” do verbo “arranhar”(?), uma vez que não deriva nem do latim nem do árabe. Certo é que, por volta de 1504 já existia a povoação com este nome, possuindo uma capela própria, que acolhia os fiéis desta região para culto religioso. A construção deste templo dever-se-á à benfeitoria de uma mulher de origem nobre, D. Catherina Annes, esposa de Affonso de Athayde Lourenço, fidalgo da corte de El’ Rei D. Manuel I. Arranhó era por aqueles tempos uma pequena comunidade, com casa senhorial deste casal abastado, que tinha produção agrícola e de produtos artesanais. São Lourenço, diácono de Roma e mártir que viveu no século III d.C, foi perseguido pelo imperador romano Valeriano (que perseguiu os cristãos), tendo sido queimado vivo. Affonso de Athayde Lourenço e Catherina Annes, devotos de S. Lourenço, escolheram-no para orago da capela de Arranhó, permanecendo como padroeiro da freguesia até aos dias de hoje, com festejos anuais em sua honra a 10 de agosto .


ArrudaRevista // julho2011

tetónica que hoje apresenta. É uma igreja de nave única suportada, no exterior, do lado esquerdo, por dois contrafortes maciços. No cunhal frontal direito tem uma torre sineira, com dois sinos e relógio, servida por escada de pedra em caracol, cujo acesso é feito pelo interior da igreja. A cabeceira é constituída pela capela-mor, abrindo com dois arcos ligados e encimados por um nicho; o fundo é revestido de talha de madeira dourada (de construção recente, mas imitando um anterior destruído no final dos anos 50, do século XX) expondo, na parte superior, um cruxifixo de grandes dimensões, ladeado pelas imagens de São Lourenço (padroeiro da paróquia) e São Francisco de Assis. O altar-mor, também recente, é de pedra e destaca-se no centro do presbitério. O altar do lado do Evangelho apresenta a imagem de Nossa Senhora da Piedade, em madeira; o do lado da Epístola é dedicado a Nossa Senhora de Fátima. Uma balustrada fecha o presbitério.

D. Catherina Annes, religiosa convicta e possuidora de uma enorme caridade cristã, odenou que todos os anos se rezasse uma missa, mandando distribuir pão e vinho pelos devotos que lá se deslocavam. Diz o povo que quando D. Manuel I saiu de Lisboa e se refugiou na Vila de Arruda, para escapar à peste que assolava a capital, terá parado em Arranhó para rezar na capela de S. Lourenço. A 3 de janeiro de 1584, o Bispo Atropolinado de Lisboa, D. Jorge, concedeu a Arranhó o alvará de “Parochia“, ficando a mesma com obrigação de, anualmente, pagar ao Bispo de Lisboa 30 alqueires de trigo ou o equivalente em outros cereais. Quanto à estrutura arquitetónica da Igreja, sabe-se, por documento datado de 1758 (resposta ao inquérito do Patriarcado de Lisboa aquando do terramoto de 1755) que, já naquela época, teria a forma arqui-

Na parte lateral do Evangelho existe um altar, aberto na parede e com nicho, dedicado a Nossa Senhora da Conceição. À esquerda deste altar, ergue-se um púlpito de pedra, servido por uma escada do mesmo material. Na mesma parede, ao fundo da igreja, aberto em capela, encontra-se o batistério com pia central e um nicho com ícone representativo do Batismo de Jesus. Na parede contrária, num altar idêntico venera-se Santa Catarina; à direita deste altar existe uma lápide com a inscrição atrás referida. Em ambas as paredes destacam-se grandes janelas de torneira. Todo o perímetro interior foi revestido recentemente por um silhar de azulejos. O teto é revestido a madeira, com painéis retangulares pintados. O painel central, além dos motivos decorativos comuns aos outros, representa o Santíssimo Sacramento. No fundo da igreja, sobre a porta principal, encontra-se o coro, construído em madeira policromada, assente nos cantos, em capitéis de pedra incrustados nas paredes. É suportado, na frente, por duas colunas cilíndricas de pedra. A balaustrada frontal ostenta a data de 1755. As pinturas da parte inferior representam, além de vários motivos decorativos, símbolos referentes a São Lourenço. Fonte: Arquivos Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos

19


20

ArrudaRevista // julho2011

OBRas arranjo urbanístico, no casal do telheiro

Reparação da conduta de saneamento, na reta da fresca


ArrudaRevista // julho2011

reparações diversas no terminal rodoviário

Limpeza de árvores

Estrada entre N. Sr.ª da Ajuda e Louriceira de Cima

Pucariça - Cardosas

limpeza e desobstrução de coletores por todo o concelho

21


22

ArrudaRevista // julho2011

reparação do abatimento de estrada

reparação de esgotos pluviais e passeios

Rua de S. Sebastião

Arruda dos Vinhos

reparação de pavimento

Reparação dos passeios

A-do-Baço

Casal do Telheiro

montagem de arraial

Apoio à construção da capela

Festejos em Camondes

Camondes

Arruda revista n.º 44  

Revista do Município

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you