Issuu on Google+

‘12

Fevereiro

news49 05 | Formação para jovens com elevada taxa de empregabilidade

Processo de RVCC à distância para trabalhadores deslocalizados em vários pontos do mundo

04 | Novos percursos na área de Infraestruturas Informáticas

04 | Workshop – Novo acordo ortográfico

www.citeforma.pt | tania.fernandes@citeforma.pt | nº.

49


NOTÍCIAS

citeinforma nota editorial Numa conjuntura económica difícil, quer a nível nacional quer internacional é preciso coragem para assumir compromissos. Quando assumi a Presidência do SITESE, assumi também um compromisso com o Citeforma, em nome da sua Direção. Com o desemprego a aumentar e as relações laborais a terem um vínculo cada vez mais precário a aposta numa formação de qualidade assume uma importância vital não só na manutenção do emprego de cada um como também na procura. É com orgulho e satisfação que a marca Citeforma é reconhecida quer pelos trabalhadores, quer pelos empresários. Uns sabem que adquirem o conhecimento que precisam para se manterem actualizados e outros sabem que contratam profissionais competentes. Em ano de vacas magras a formação profissional é uma saída para todos até para os desempregados. Foi por isso, também um ato de coragem que a UGT assumiu ao subscrever o acordo tripartido. O diálogo social em vez da confrontação de rua é a via privilegiada para uma concertação numa altura em que a crise na Europa é geral apesar de atingir mais os países de menores recursos. Não nos queremos ver “gregos” com a situação mas todos temos conhecimento do que se passa noutros países. Não estamos em época de pensar que a defesa dos trabalhadores passa pela luta de classes ou de uma guerra entre o capital e o trabalho, como no século XIX. A concertação social não é só politica reivindicativa mas também passa entre outras, por políticas ativas de emprego e de formação profissional, como por exemplo a ligação entre os desempregados e a oferta formativa dos centros de formação. Numa sociedade em constante mutação a formação e a aprendizagem ao longo da vida e a atualização de competências e qualificações são fundamentais para a competitividade e para a melhoria das condições de vida. Poderia citar o que consta no acordo tripartido sobre formação de desempregados, formação continua, programas de formação profissional ou o aprofundamento do sistema de aprendizagem onde para cada um destes temas se aponta um conjunto de medidas. Prefiro apontar o lançamento do cheque-formação, à semelhança do que o SITESE tem procurado negociar com as entidades patronais para fazer parte integrante dos Instrumentos de Regulamentação Colectiva de Trabalho. Assim o Governo e os Parceiros Sociais (como a UGT) acordaram a criação do cheque-formação para financiar a formação por iniciativa individual do trabalhador com a possibilidade da atribuição a trabalhadores e empresas, como também a desempregados inscritos nos centros de emprego. A escolha da entidade formadora passará pela oferta formativa, pela qualidade da formação e pelos valores a pagar pelas ações. Assim, até ao final deste ano deverão estar definidas as condições de introdução deste mecanismo para ser implementado em 2013. Este é mais um desafio que o Citeforma seguramente vai abraçar e que se vai traduzir num êxito. Quem como o Citeforma é uma referência na formação de trabalhadores vai continuar a ter um papel importante a desempenhar para qualificar e valorizar os recursos humanos. Luís Azinheira (Presidente da Direção)

Tomou posse a nova direcção do Sitese

Na sequência das eleições de Dezembro, decorreu no passado dia 4 de Janeiro, no Auditório do Citeforma, a tomada de posse da nova direção do Sindicato dos Trabalhadores e Técnicos de Serviços, um dos outorgantes deste centro de formação, para o quadriénio de 2012/2016.

Da equipa dirigente agora eleita fazem parte Luís Azinheira (presidente da direção executiva), Luís Santos Silva (vice-presidente da direção executiva) e José Machado Vieira (presidente da comissão de fiscalização de contas).

Técnica do Citeforma entre “Os Melhores Estudantes da UTL”

através do Instituto Superior de Economia e Gestão e foi selecionada não só devido à sua média final de curso de mestrado, mas também pela realização de provas físicas e escritas. “A realização deste mestrado foi um grande desafio pessoal e profissional pelo que foi com enorme satisfação que recebi este prémio” refere Susana Gonçalves. “É um importante reconhecimento do esforço realizado para a aquisição de novas competências profissionais que espero poder continuar a colocar ao serviço dos projetos desenvolvidos pelo Citeforma”.

DIREÇÃO Agostinho Castanheira | REDAÇÃO E FOTOGRAFIA Tânia Fernandes PAGINAÇÃO Orange | COLABORAM NESTA EDIÇÃO Maria Teresa Guimarães, Fernando Cordeiro, Rogério Pacheco. PROPRIEDADE Citeforma – Centro de Formação Profissional dos Trabalhadores de Escritório, Comércio, Serviços e Novas Tecnologias TELEFONE 21 799 45 60 | FAX 21 799 45 66 | E-MAIL tania.fernandes@citeforma.pt | http://www.citeforma.pt DEPÓSITO LEGAL 139409/99 Estamos nas redes sociais. Siga-nos!

citeinforma

Fevereiro’12

Susana Gonçalves, responsável pelo Gabinete de Psicologia e Coordenadora do CNO do Citeforma foi distinguida com um primeiro prémio na iniciativa os “Melhores Estudantes da UTL/ Santander Totta de 2011”. Estes prémios destinam-se a contemplar os estudantes da Universidade Técnica de Lisboa que se distinguiram no contexto da sua formação global, nela salientando as vertentes científica, académica, cultural e cívica. A Técnica do Citeforma, que realizou o mestrado em Gestão de Recursos Humanos, propôs a sua candidatura,


QUALIDADE

citeinforma

Citeforma colabora com DGERT no regime de certificação O Citeforma está a apoiar a Direção de Serviços de Qualidade e Acreditação (DSQA) da Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) nos trabalhos de definição e implementação do modelo de auditorias às entidades formadoras certificadas pela DGERT, previsto pela Portaria n.º 851/2010, de 6 de Setembro. Nesta fase de transição, entre o sistema de acreditação e o sistema de certificação, a DGERT conta com a colaboração do Gabinete de Sistemas de Gestão do Citeforma que integra uma equipa com experiência no âmbito da gestão e avaliação da qualidade. O referencial de qualidade do Sistema de Certificação de Entidades Formadoras, gerido pela DGERT/DSQA é composto por requisitos, fontes de verificação e critérios de apreciação dos mesmos e visa não só garantir a qualidade dos serviços prestados como

contribuir para o aumento da qualidade da formação. Desta forma, e uma vez implementado o sistema, as entidades formadoras devem ser capazes de:  - Prever um conjunto de recursos essenciais a uma atuação com qualidade em cada fase do ciclo formativo e para as áreas de formação em causa; - Garantir a planificação da atividade formativa numa base sólida de necessidades identificadas; - Estimular a orientação para resultados e para práticas de melhoria contínua das entidades formadoras; - Incentivar práticas e condutas mais profissionais por parte das entidades formadoras.

Formação em “Metodologia Peer Review na Orientação de Adultos em Educação e Formação Profissional”. O Citeforma, participou, no passado mês de novembro, numa ação de formação internacional dedicada à “Metodologia Peer Review na Orientação de Adultos em Educação e Formação Profissional”. 26 participantes reuniram-se com o objetivo de preparar os futuros “peers” (pares) para aplicar com sucesso a metodologia da “Revisão por Pares” nos Centros de Orientação de Adultos em cada um dos países envolvidos: Eslovénia, Finlândia, França e Portugal. A formação foi promovida pelo CECOA e foram abordadas questões relativas à natureza da Metodologia Peer Review, à sua aplicação prática e às competências específicas que os Pares devem possuir para desempenharem as suas funções.

“A participação na ação de formação, “European PR Training in Educational and Vocational Guidance for Adults”, foi extremamente gratificante não só pela troca de experiências com os restantes formandos, mas também pela oportunidade de ter contactado com uma metodologia credível de avaliação externa, orientada para a melhoria, para a procura de soluções e resultados, realizada por colegas do setor da avaliação, possibilitando a partilha de boas práticas e levando à criação de uma rede de cooperação entre Entidades” refere Teresa Guimarães, do Gabinete de Sistemas de Gestão do Citeforma

Citeforma na presidência da Comissão Setorial para a Educação e Formação do IPQ Teresa Guimarães, responsável do Gabinete de Sistemas de Gestão do Citeforma, foi reconfirmada, em junho de 2011, na presidência da CS11Comissão Setorial para a Educação e Formação, do Instituto Português da Qualidade. Em funcionamento desde 1997, este grupo de trabalho tem como missão a análise das questões da Qualidade nas instituições de educação e

formação. Dinamiza seminários sobre boas práticas ligadas ao planeamento, gestão, avaliação e melhoria do desempenho das instituições de educação e formação. A Comissão é constituída por cerca de 30 membros representantes de diversas entidades, nomeadamente associações, escolas, e outras do setor da educação e formação.

Temas dinamizados no seio da Comissão ao longo de 2011: “Um Ensino Superior para o Século XXI: Diferentes Olhares”; “EuropassInstrumentos de Transparência de Qualificações Profissionais”; “Novas abordagens pedagógicas: o Modelo de Ensino de Medicina na Universidade da Beira Interior”; “Certificação Entidades Formadoras” ,“A Ciência: Apresentação do Relatório sobre a Ciência em Portugal desenvolvido na AR (síntese e

enquadramento deste relatório, avaliação da ciência) e nos resultados da Conferência realizada na Sala do Senado da Assembleia da República no dia 20 de Dezembro”, “Sistema de avaliação, certificação e apoio à utilização de software na educação e formação (SACAUSEF) e sobre   o esquema de validação de Recursos Educativos Digitais (RED)”, “A Qualidade no e-learning (UAb)”, “Metrologia na Educação e no Ensino”; “CAF na Educação”.

Comissão Técnica 80 - Gestão da Qualidade e Garantia da Qualidade O Citeforma ocupa, desde junho de 2011, o lugar de Secretário da Comissão Técnica 80 - Gestão da Qualidade e Garantia da Qualidade. A CT80 tem por objetivo proporcionar à atividade económica nacional normas e outros documentos normativos, em língua portuguesa, no domínio geral da Gestão pela Qualidade, incluindo normas relativas a Sistemas de Gestão da Qualidade e de Garantia da Qualidade e normas relativas às respetivas técnicas e metodologias de apoio, que possibilitem uma melhoria contínua da qualidade das organizações e dos respetivos produtos e serviços com os

correspondentes aumentos de produtividade e satisfação dos clientes. Ao longo de 2011 a CT80 acompanhou os trabalhos dos seguintes referenciais normativos: - NP EN ISO 9004 – Gestão do sucesso sustentado de uma organização. Uma abordagem da gestão pela qualidade; - ISO 19011 – Linhas de Orientação para auditorias a sistemas de gestão; - ISO 10004 - Gestão da qualidade – Satisfação do cliente – Linhas de orientação para a monitorização e a medição.

CTA25 – Qualidade na Educação e Formação O Citeforma está representado na CTA25 – Qualidade na Educação e Formação que tem por objetivo elaborar documentos normativos a partir do modelo Alemão QPL –

Quality Platform Learning, de avaliação da qualidade do ensino com especial ênfase na formação em e-Learning. É coordenada pelo Instituto Português da Qualidade.

03


citeinforma

FORMAÇÃO TI

Novos percursos na área de Infraestruturas Informáticas Planeamento, implementação e gestão de infraestruturas com servidores Windows e Planeamento, implementação e gestão de infraestruturas com Linux são dois novos percursos formativos promovidos pelo Citeforma em 2012. ”Na atual conjuntura económica portuguesa, onde as pequenas e médias empresas vão assumir um papel relevante, e com o aumento do desemprego, os empregadores tendem a exigir cada vez mais conhecimentos e experiência aos candidatos. Face a este contexto, o Citeforma delineou dois percursos formativos que permitem aos candidatos o planeamento, implementação e gestão de uma rede, assim como a gestão do sistema operativo, tendo em conta a funcionalidade e segurança global da solução” refere José Aser Lorenzo, coordenador desta formação, justificando o desenvolvimento da área de Infraestruturas Informáticas no Citeforma. As empresas que querem crescer necessitam de uma informática sólida e adaptada às suas necessidades de negócio, o que torna indispensável o investimento em infraestruturas. Num clima de fraco crescimento económico há redução de investimento nesta área, o que se traduz em menor compra de hardware e extensão dos prazos de vida útil dos equipamentos existentes. A

procura por técnicos especialistas em sistemas operativos assim como em redes e na área de segurança é uma realidade. Indo ao encontro das necessidades do mercado, o Citeforma pretende, com esta formação que o técnico de informática, de forma autónoma, seja capaz de instalar e gerir operativos Windows e /ou Linux; planear, instalar e gerir uma rede informática que interligue os computadores da empresa, suporte as suas necessidades de comunicação e mantenha níveis de segurança adequados; instalar, configurar e gerir alguns serviços base, como os servidores de base de dados e os servidores web. Percurso formativo flexível Esta oferta formativa, organizada em sistema modular, permite aos interessados obter uma especialização em determinada área. Trata-se de um sistema flexível, constituído por formação organizada em unidades de formação independentes embora interligadas. Cada percurso tem o seu próprio sistema de créditos. Mediante a conclusão de um número estipulado de cursos, o formando poderá requisitar a sua certificação no percurso frequentado.

Planeamento, Implementação e Gestão de Infraestruturas com servidores Window Curso Windows server - instalação e configuração de rede (parte 1) Windows server - Instalação e configuração de serviços (parte2) Protocolos de redes instalação e configuração (Introdução às redes de computadores) Topologias de redes (10Base2, 10Base5 e Star) Topologias de redes - fibra óptica e wireless Equipamentos passivos de redes Equipamentos ativos de redes (Instalar e configurar Routers) Segurança de redes Administração de bases de dados para programadores (Oracle) Administração de bases de dados para programadores (SQL Server)

UFCD 834 835 827 829 830 832 833 844 3933 3933

Duração 50h 50h 50h 25h 25h 50h 50h 50h 50h 50h

Créditos 15 (obrigatório) 15 (obrigatório) 10 (obrigatório) 5 (facultativo) 5 (facultativo) 5 (facultativo) 5 (facultativo) 10 (obrigatório) 5 (facultativo) 5 (facultativo)

A certificação é obtida através da realização dos cursos obrigatórios e de dois cursos não obrigatórios, o que significa, pela obtenção mínima de 60 créditos. Planeamento, Implementação e Gestão de Infraestruturas com Linux Curso Linux - Instalação e configuração (Sistema operativo distribuições Linux - Fedora, Debian Suse) Protocolos de redes - Instalação e configuração em sistema Linux (Linux - serviços de redes - parte I) Linux - Serviços de redes (Linux - serviços de redes - parte II) Protocolos de redes instalação e configuração (Introdução às redes de computadores) Topologias de redes (10Base2, 10Base5 e Star) Topologias de redes - fibra óptica e wireless Equipamentos passivos de redes Equipamentos ativos de redes (instalar e configurar routers) Segurança de redes Administração de bases de dados para programadores (Oracle) Administração de bases de dados para programadores (SQL Server)

UFCD 824 828 839 827 829 830 832 833 844 3933 3933

Duração 50h 50h 50h 50h 25h 25h 50h 50h 50h 50h 50h

Créditos 10 (obrigatório) 10 (obrigatório) 10 (obrigatório) 10 (obrigatório) 5 (facultativo) 5 (facultativo) 5 (facultativo) 5 (facultativo) 10 (obrigatório) 5 (facultativo) 5 (facultativo)

A certificação é obtida através da realização dos cursos obrigatórios descritos e de dois cursos não obrigatórios, o que significa, pela obtenção mínima de 60 créditos.

Workshop – Novo acordo ortográfico Novo Acordo Ortográfico: Conhecer e aplicar é o tema do workshop promovido pelo Citeforma, no próximo dia 11 de fevereiro de 2012. Visa dotar os seus destinatários dos conhecimentos necessários para saber compreender a nova ortografia e utilizar corretamente as novas regras de escrita, sensibilizando para a sua adoção, partindo das alterações introduzidas às normas linguísticas em que fizeram a sua aprendizagem de escrita. Decorrerá no Auditório do Citeforma, em Lisboa, entre as 9h30 e 17h30 e tem

um custo de inscrição de €25. Os interessados poderão fazer a sua inscrição on-line em http://www.citeforma.pt ou na Secretaria do Centro, na Avenida Marquês de Tomar, nº91. A entrada em pleno do novo Acordo Ortográfico implicará que todos os utilizadores da língua portuguesa, na sua dimensão escrita, terão que conhecer, compreender e aplicar as reformas que dele advêm. Aproveite esta oportunidade para conhecer as alterações fundamentais e exercitar as novas mudanças da grafia das palavras.

04


Formação para Jovens

“A articulação contínua com múltiplas entidades empregadoras tem obviamente reflexos na taxa de empregabilidade dos jovens que frequentam cursos de formação no Citeforma” admite Susana Gonçalves, responsável do Gabinete de Psicologia. A maioria destes jovens consegue colocação no período de um ano após a conclusão do percurso formativo. A passagem destes formandos no Centro é acompanhada por esta técnica desde a fase de seleção para a formação até à entrada no mercado de trabalho. “O nosso objetivo, no Citeforma, é dotá-los de competências técnicas mas também comportamentais com vista à integração no mercado de trabalho” afirma Susana Gonçalves. Na fase final do percurso formativo, todos os formandos que obtêm aprovação na componente teórica são colocados em empresas para realização da componente de formação prática em posto Aprendizagem | Técnicas Administrativas De 02 abril de 2012 a abril 2014 Destinatários: Jovens até aos 25 anos, com o 9º ano de escolaridade Objetivos do curso: - Planear, organizar, executar e controlar tarefas relacionadas com o expediente geral das organizações. - Atender e informar o público interno e externo das organizações em português e língua estrangeira. - Efectuar a gestão do economato das organizações. - Planear, organizar, executar e controlar tarefas administrativas de apoio à actividade comercial das organizações. - Executar tarefas de apoio à contabilidade geral das organizações. - Executar tarefas administrativas de apoio à gestão de recursos humanos.

de trabalho. É o Gabinete de Psicologia quem estabelece esses contactos e, de acordo com as necessidades das empresas tenta adequar os candidatos às ofertas disponíveis tendo em atenção o perfil de cada um. “Muitos destes jovens acabam por integrar as empresas em regime de estágio profissional. Os que não têm essa possibilidade, e dada a conjuntura essa é hoje uma realidade cada vez mais frequente, voltam a contactar-nos com o currículo actualizado. Uma vez concluído o curso, apoiamos o seu processo de colocação noutras entidades” acrescenta a responsável pelo Gabinete de Psicologia. Todas as empresas que tenham interesse em acolher formandos do Citeforma podem entrar em contacto com o Gabinete de Psicologia através do 21 7994560 ou susana.goncalves@citeforma.pt

externos, em língua portuguesa ou estrangeira. - Organizar e executar tarefas relacionadas com o expediente geral do secretariado da chefia/direcção. - Executar tarefas inerentes à gestão e organização do secretariado tanto a nível interno como externo. Técnico de Contabilidade De 05 novembro a nov 2013 Objetivos do curso: - Organizar e classificar os documentos contabilísticos das organizações. - Efectuar o registo das operações contabilísticas das organizações. - Contabilizar as operações das organizações, registando débitos e créditos. - Preparar, para a gestão das organizações, a documentação necessária ao cumprimento das obrigações legais e ao controlo das actividades. - Recolher dados necessários à elaboração, pela gestão, de relatórios periódicos da situação económico-financeira das organizações. - Arquivar todos os documentos relativos à actividade contabilística.

Educação e Formação de Jovens - tipo 7 Destinatários: Jovens até aos 22 anos, à procura do 1º emprego ou novo emprego, com o 12º ano de escolaridade. Técnico de Multimédia De 01 outubro de 2012 a out 2013 Objetivos do curso: - Conceber e executar ecrãs em 2D e 3D utilizando ferramentas informáticas. - Captar, digitalizar, tratar e integrar som, imagem fixa e animada nos ecrãs produzidos utilizando programas informáticos específicos. - Utilizar ferramentas de autor para programar aplicações multimédia. - Utilizar diversas linguagens de programação para aplicações multimédia. - Integrar os produtos multimédia previamente concebidos. - Proceder à concepção técnica e ao planeamento de projectos de sistemas e produtos multimédia, com vista à criação de soluções de informação e comunicação. - Aplicar as ferramentas e tecnologias, actualizadas, de criação de componentes multimédia. - Desenvolver aplicações multimédia para a Internet. - Enunciar e aplicar os aspectos legais das publicações electrónicas, incluindo jurisdição, direito de cópia, patentes e marcas registadas. - Descrever e aplicar as estratégias e objectivos de marketing digital.

Programador De 05 novembro a nov 2013 Objetivos do curso: - Proceder à instalação e manutenção de computadores, periféricos, redes locais, sistemas operativos e utilitários. - Proceder ao desenvolvimento de aplicações informáticas de gestão. - Proceder à análise, gestão de bases de dados e ao desenvolvimento de aplicações. Técnicas Administrativas De 05 novembro a nov 2013 Objetivos do curso: - Planear, organizar, executar e controlar tarefas relacionadas com o expediente geral das organizações. - Atender e informar o público interno e externo das organizações em português e língua estrangeira. - Efectuar a gestão do economato das organizações. - Planear, organizar, executar e controlar tarefas administrativas de apoio à actividade comercial das organizações. - Executar tarefas de apoio à contabilidade geral das organizações. - Executar tarefas administrativas de apoio à gestão de recursos humanos.

Técnico de Secretariado De 01 outubro a out 2013 Objetivos do curso: - Planear e organizar a rotina diária e mensal da chefia/direcção, providenciando o cumprimento das actividades agendadas. - Assegurar a comunicação da chefia/direcção com interlocutores, internos e

Todos os cursos decorrem em horário laboral, têm estágio incluído e estão isentos de custos de inscrição. Os formandos têm direito a bolsa para material de estudo, bolsa de profissionalização, subsídio de transporte e subsídio de refeição nos termos da legislação em vigor.

05

citeinforma

FORMAÇÃO – JOVENS

Formação para jovens com elevada taxa de empregabilidade


citeinforma

CENTRO NOVAS OPORTUNIDADES

Processo de RVCC à distância para trabalhadores deslocalizados em vários pontos do mundo “Cada vez mais os países procuram trabalhadores qualificados e vedam o acesso a trabalhadores indiferenciados” A necessidade de certificar trabalhadores deslocalizados pelo mundo levou uma grande empresa portuguesa da área da construção a contactar o Citeforma. “Têm muitos trabalhadores espalhados pelo país e até mesmo fora de Portugal, o que à partida, inviabiliza a frequência de um processo de reconhecimento, validação e certificação de competências, nos moldes em que habitualmente são organizados. O que se propôs foi, com recurso à plataforma Moodle, com a qual habitualmente trabalhamos, dividir o processo em sessões presenciais e sessões à distância” explica-nos Susana Gonçalves, coordenadora do CNO do Citeforma. “Recebemos um primeiro grupo em janeiro e o segundo em fevereiro. Estamos a trabalhar com pessoas que exercem variadas funções, desde administrativos, condutores manobradores, a operacionais de obra. Alguns, têm a particularidade de estar deslocados do país durante um determinado tempo, que nem sempre é certo: podem estar umas semanas num sítio e depois um mês noutro” refere Alexandra Alves, a Técnica que tem acompanhado os candidatos. Do primeiro grupo, que iniciou o processo no Citeforma, há neste momento candidatos que entretanto foram colocados

na Argélia, Venezuela, Moçambique, Angola e Brasil e que continuam a desenvolver o seu trabalho recorrendo à plataforma de e-learning. “Eles têm seis sessões presenciais no Citeforma e depois doze sessões à distância. Eu programo atividades e dou-lhes algum tempo para eles as desenvolverem e procederem ao seu envio via plataforma. Até agora tem corrido bem e eles parecem-me bastante motivados” acrescenta a Técnica. Estes candidatos estão a certificar competências de nível secundário. Posteriormente são agendadas sessões de atendimento personalizado com cada um dos candidatos em que a equipa técnico-pedagógica avalia o portfolio e verifica se estão em condições de avançar para as fases de validação e certificação. Para a empresa, este aumento de qualificações dos seus trabalhadores é não só um estímulo para os próprios, como também é facilitador da concessão de vistos para a entrada em muitos países. “Cada vez mais os países procuram trabalhadores qualificados e vedam o acesso a trabalhadores indiferenciados” refere o técnico de recursos humanos que tem dinamizado este grupo.

Parceria com empresa de telemarketing A proximidade geográfica acabou por ditar a parceria entre a empresa de telemarketing 3C – Contact Center e o CNO do Citeforma. Têm

empresa que desempenham funções de assistentes de banca, operadores (inbound, outbound e helpdesk), supervisores de banca telefónica” explica Sheron Chagan, Técnica de Diagnóstico e Encaminhamento do CNO do Citeforma. “São pessoas muito interessadas, motivadas e empenhadas em aumentar as suas qualificações, para poderem progredir na carreira e fazerem o reconhecimento das respetivas aprendizagens, adquiridas pela experiência” acrescenta.

muitas pessoas com qualificações abaixo do desejado e uma forte aposta na qualidade dos serviços que prestam levou-os a envolver os seus colaboradores em processos de RVCC. O Citeforma vai iniciar, em fevereiro, dois grupos de nível secundário, com 22 pessoas, em horário pós-laboral e em regime de itinerância. “Vamos trabalhar com colaboradores da

Certificação Profissional – Contabilidade, Informática e Administrativo O Citeforma continua a receber candidaturas de adultos (mais de 18 anos) empregados ou desempregados, com experiência profissional na área em questão, que pretendam ver as suas competências reconhecidas num certificado profissional de nível II ou IV, de acordo com a saída profissional

respetiva. O processo é gratuito e tem uma duração média de 3 meses. As profissões a certificar, através do CNO do Citeforma são: Técnico de Contabilidade (nível IV), Técnico de Informática - Instalação de Redes (nível IV), Técnico de Informática - Sistemas (nível IV), Técnico Administrativo (nível IV).

06


Lei n.º 53/2011, Serie I de 2011-10-14 Procede à segunda alteração ao Código do Trabalho, aprovado em anexo à Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro, estabelecendo um novo sistema de compensação em diversas modalidades de cessação de contrato de trabalho, aplicável apenas aos novos contratos.

Portaria n.º 320-B/2011. D.R. n.º 250, 2.º Suplemento, Série I de 2011-12-30 Ministérios das Finanças e da Solidariedade e da Segurança Social Estabelece, nos termos da Lei do Orçamento de Estado para 2012, as normas de execução da atualização transitória para o ano de 2012 das pensões mínimas do regime geral de segurança social, do regime especial de segurança social das atividades agrícolas (RESSAA), do regime não contributivo e regimes a este equiparados, dos regimes transitórios dos trabalhadores agrícolas e do complemento por dependência e das pensões mínimas de aposentação, reforma e invalidez atribuídas pela Caixa Geral de Aposentações, I. P.

Lei n.º 63/2011. D.R. n.º 238, Série I de 2011-12-14 Assembleia da República Aprova a Lei da Arbitragem Voluntária Lei n.º 64/2011. D.R. n.º 244, Série I de 2011-12-22 Assembleia da República Modifica os procedimentos de recrutamento, seleção e provimento nos cargos de direção superior da Administração Pública, procedendo à quarta alteração à Lei n.º 2/2004, de 15 de Janeiro, que aprova o estatuto do pessoal dirigente dos serviços e organismos da administração central, regional e local do Estado, e à quinta alteração à Lei n.º 4/2004, de 15 de janeiro, que estabelece os princípios e normas a que deve obedecer a organização da administração directa do Estado

Decreto-Lei n.º 127/2011. D.R. n.º 250-A, Série I de 2011-12-31 Ministério das Finanças Procede à transmissão para o Estado das responsabilidades com pensões previstas no regime de segurança social substitutivo constante de instrumento de regulamentação coletiva de trabalho vigente no setor bancário Lei n.º 3/2012. D.R. n.º 7, Série I de 2012-01-10 Assembleia da República Estabelece um regime de renovação extraordinária dos contratos de trabalho a termo certo, bem como o regime e o modo de cálculo da compensação aplicável aos contratos objeto dessa renovação

Portaria n.º 311-D/2011. D.R. n.º 247, 2.º Suplemento, Série I de 2011-12-27 Ministérios das Finanças, da Saúde e da Solidariedade e da Segurança Social Estabelece os critérios de verificação da condição de insuficiência económica dos utentes para efeitos de isenção de taxas moderadoras e de outros encargos de que dependa o acesso às prestações de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS)

Lei n.º 5/2012. D.R. n.º 16, Série I de 2012-01-23 Assembleia da República Regula os requisitos de tratamento de dados pessoais para constituição de ficheiros de âmbito nacional, contendo dados de saúde, com recurso a tecnologias de informação e no quadro do Serviço Nacional de Saúde

Lei n.º 64-B/2011. D.R. n.º 250, Suplemento, Série I de 2011-12-30 Assembleia da República Orçamento do Estado para 2012

Fiscalidade Por Fernando Cordeiro Lei n. 64-B/2011, de 30 de Dezembro Aprova o Orçamento de Estado para 2012, o qual contempla um conjunto significativo de alterações ao sistema fiscal.

Ofício circulado n.º 30132 de 13/jan/2012 Explicita as alterações ao Código do IVA e ao RITI introduzidas pela Lei do Orçamento de Estado para 2012.

situação. Com a sua ativação, as notificações de natureza tributária podem ser efetuadas por transmissão eletrónica de dados, os quais equivalem, conforme os casos, à remessa por via postal registada com aviso de receção. As notificações consideram-se efetuadas no momento em que o contribuinte acede à sua “caixa postal eletrónica”. Em caso de ausência deste acesso, a notificação considera-se efetuada no 25º dia posterior ao seu envio, salvo nos casos em que se comprove que o contribuinte comunicou a alteração daquela ou que demonstre ter sido impossível essa comunicação. A caixa postal eletrónica está contemplada na Lei Geral Tributária. Consiste no dever de comunicar o domicílio fiscal que corresponde à residência habitual – no caso de particulares – e à sede ou direção efetiva da sociedade, no caso de pessoas coletivas, passa a incluir não só a morada física, mas também a caixa postal eletrónica. A ativação é feita diretamente no portal das Finanças que terá, em simultâneo, associada uma caixa na via CTT. São obrigados a possuir caixa postal eletrónica os contribuintes de IRC com direção efetiva ou sede em território nacional (para os contribuintes de IRC e os contribuintes enquadrados no regime normal do IVA que tenham ou devam ter contabilidade organizada até 30 de março de 2012) e os estabelecimentos estáveis de sociedades e outras entidades não residentes (para os contribuintes enquadrados no regime normal do IVA, não abrangidos pela condição anterior, até 30 de abril de 2012). Também se aplica aos contribuintes residentes no regime normal de IVA (pessoas singulares).

OE 2012 (Lei Geral Tributária) A “caixa postal eletrónica” constitui uma das principais alterações fiscais introduzidas pelo Orçamento do Estado, de acordo com a Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC), que alerta os profissionais para uma nova

Despacho n.º 1553-B/2012 do Ministro das Finanças – de 01/07/2012 - Adapta a declaração modelo 22, respetivos anexos e instruções, ao novo acordo ortográfico, bem como da necessidade de criar um novo Anexo D (Benefícios Fiscais)

OE 2012 (IVA) Entre as medidas de tributação indireta previstas na Lei que aprova o Orçamento do Estado para 2012 (Lei n.º 64-B/2011, de 30 de Dezembro), encontra-se contemplada uma autorização legislativa para a transposição, para o plano jurídico interno, da nova Diretiva da Faturação (Diretiva 2010/45/UE, do Conselho, de 13de Julho). Trata-se, para já, de uma transposição de âmbito parcial, centrada nas novas regras de exigibilidade do IVA nas transações intracomunitárias, as quais deverão, assim, ser concretizadas no decurso do ano 2012. A Lei do Orçamento consagra igualmente uma autorização legislativa para a aprovação de um regime que “institua e regule a emissão e transmissão eletrónica de faturas e outros documentos com relevância fiscal”, não contendo, contudo, qualquer referência expressa à transposição da Diretiva da Faturação.

07

citeinforma

FISCALIDADE

Legislação sobre trabalho, solidariedade e segurança social por Rogério Pacheco


UFCD

Técnicas administrativas

INÍCIO

FIM

02-04-2012

Abril 2015

INÍCIO

FIM

DURAÇÃO HORÁRIO 1050 h

Fevereiro Março Abril

UFCD

Imposto sobre o valor acrescentado (IVA) Workshop de gestão administrativa de recursos humanos Sistema de segurança social Aplicações informáticas de gestão de pessoal Contabilidade financeira - sistema de normalização contabilística Seminário de atualização fiscal (Portalegre ) Legislação e organização da segurança, higiene e saúde no trabalho nas empresas Gestão de correio eletrónico e pesquisa de informação na web (Portalegre ) Língua estrangeira continuação -espanhol inicial II Sistemas de gestão de bases de dados (SGBD) Comportamento do consumidor Seminário de atualização fiscal Workshop “Novo acordo ortográfico: conhecer e aplicar” Língua estrangeira - iniciação - alemão Língua estrangeira - continuação - inglês elementar II - I Língua estrangeira continuação_4_espanhol inicial II Língua estrangeira - continuação - inglês elementar II - I Língua inglesa - acompanhamento e Avaliação Língua inglesa - informações acerca da vida quotidiana, compras, serviços e locais de interesse turístico Relacionamento interpessoal Seminário de atualização fiscal Programação em linguagem SQL (sobre Oracle) Análise de modelos declarativos CAD - comandos e potencialidades Encerramento de contas - aspetos contabilísticos e fiscais Espanhol ao vivo - conversação em língua espanhola Gestão do tempo e organização do trabalho Programação em C# (.NET) Processamento salarial e segurança social Modelos de demonstrações financeiras Aplicações informáticas de contabilidade Cálculo financeiro e actuarial Formação pedagógica inicial de formadores Recursos humanos - processos de recrutamento, seleção e admissão Técnicas de venda - noções básicas Comunicação, moderação, técnicas de apresentação e visualização Processador de texto - funcionalidades avançadas Modelos de demonstrações financeiras Cálculo financeiro e actuarial Gastos de produção Recursos humanos - processamento de vencimentos Fundamentos gerais de higiene do trabalho Língua estrangeira - continuação - alemão Animação 2 D (Flash) Gastos de produção Língua inglesa organização administrativa da venda Criação de sites WEB Programação dentro de base de dados Língua espanhola - comunicação administrativa Legislação fiscal Seminário de atualização fiscal Língua estrangeira continuação - espanhol inicial II (Portalegre) Folha de cálculo - funcionalidades avançadas Auditorias da qualidade Comunicação interpessoal e assertividade Gestão do tempo e organização do trabalho (Portalegre) Mercados - comercialização e segmentação Língua inglesa - serviço de mesa e bar na restauração e hotelaria Fundamentos gerais de segurança no trabalho Animação no ponto de venda Língua inglesa - serviço de mesa e bar na restauração e hotelaria Gestão do tempo Recursos humanos - balanço social Preparação para o exame de avaliação de acesso à OTOC Ergonomia do posto de trabalho Aplicação informática - gestão de projetos Métodos e técnicas de análise económica e financeira Encerramento de contas - aspetos fiscais (IRC) Recursos humanos - processamento de vencimentos (avançado) Métodos e técnicas de análise económica e financeira Programação de sistemas distribuídos JAVA para a web Linux - serviços de redes CAD 2D - projecto de arquitectura Administração de bases de dados para programadores (SQL server) Programação em ASP.NET Língua inglesa - serviço de cafetaria, balcão e mesa na restauração Língua inglesa no serviço de mesa/bar Língua inglesa na cozinha / pastelaria Recursos humanos - relatório unico Gestão de stress e gestão de conflitos Língua estrangeira - continuação - inglês elementar II - I

0568

DURAÇÃO HORÁRIO

Não sócios

Laboral

INSCRIÇÃO Sócios Sitese

Não sócios

PL PL PL S S S PL PL PL PL S S S PL PL PL PL PL

€47.5 €60 €23.75 €25 €71.5

€95 €95 €47.5 €50 €110

€45 €50 €25 €50 €15 €50 €50 €45 €50 €50

€90 €100 €50 €80 €25 €100 €100 €90 €100 €100

01-02-2012 02-02-2012 02-02-2012 04-02-2012 04-02-2012 04-02-2012 06-02-2012 06-02-2012 06-02-2012 06-02-2012 11-02-2012 11-02-2012 11-02-2012 13-02-2012 13-02-2012 13-02-2012 14-02-2012 14-02-2012

11-04-2012 13-02-2012 01-03-2012 01-03-2012 24-03-2012 03-03-2012 07-03-2012 15-02-2012 06-03-2012 01-03-2012 10-03-2012 10-03-2012 11-02-2012 30-03-2012 02-05-2012 13-03-2012 08-05-2012 08-05-2012

6957

14-02-2012

05-05-2012

50 h

PL

€50

€100

0403

14-02-2012 18-02-2012 22-02-2012 25-02-2012 25-02-2012 25-02-2012 25-02-2012 25-02-2012 25-02-2012 25-02-2012 27-02-2012 27-02-2012 27-02-2012 27-02-2012 28-02-2012 05-03-2012 05-03-2012 05-03-2012 06-03-2012 06-03-2012 07-03-2012 10-03-2012 12-03-2012 12-03-2012 12-03-2012 12-03-2012 13-03-2012 14-03-2012 14-03-2012 16-03-2012 16-03-2012 17-03-2012 19-03-2012 19-03-2012 20-03-2012 24-03-2012 24-03-2012 24-03-2012 26-03-2012 26-03-2012 26-03-2012 27-03-2012 03-04-2012 04-04-2012 07-04-2012 09-04-2012 10-04-2012 13-04-2012 14-04-2012 14-04-2012 17-04-2012 21-04-2012 21-04-2012 21-04-2012 21-04-2012 21-04-2012 23-04-2012 23-04-2012 23-04-2012 27-04-2012 28-04-2012 30-04-2012

23-02-2012 17-03-2012 09-03-2012 21-04-2012 14-04-2012 28-04-2012 31-03-2012 17-03-2012 14-04-2012 03-03-2012 07-05-2012 07-03-2012 07-05-2012 03-04-2012 14-03-2012 14-03-2012 20-03-2012 14-03-2012 17-05-2012 17-05-2012 18-05-2012 31-03-2012 21-03-2012 11-04-2012 02-04-2012 22-05-2012 29-03-2012 30-03-2012 30-03-2012 20-04-2012 03-04-2012 21-04-2012 17-04-2012 28-03-2012 14-04-2012 21-04-2012 21-04-2012 21-04-2012 02-05-2012 04-04-2012 04-04-2012 08-05-2012 26-04-2012 24-04-2012 30-05-2012 16-05-2012 04-05-2012 27-06-2012 28-04-2012 28-04-2012 26-06-2012 02-06-2012 02-06-2012 02-06-2012 02-06-2012 02-06-2012 30-05-2012 30-05-2012 30-05-2012 16-05-2012 19-05-2012 27-06-2012

25 h 37,5h 50 h 32 h 50 h 48 h 25 h 25 h 50 h 14 h 50 h 25 h 50 h 93 h 25 h 25 h 50 h 25 h 50 h 50 h 50 h 25 h 25 h 50 h 50 h 50 h 25 h 50 h 50 h 50 h 25 h 37,5h 50 h 25 h 40 h 25 h 25 h 25 h 25 h 25 h 25 h 25 h 25 h 25 h 85 h 50 h 50 h 50 h 17 h 25 h 50 h 50 h 50 h 50 h 50 h 50 h 25 h 25 h 25 h 25 h 25 h 50 h

PL S PL S S S S S S S PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL S S PL PL PL PL PL PL PL PL PL S PL PL PL S S S PL PL PL PL PL PL S PL PL PL S S PL S S S S S PL PL PL PL S PL

€27.5 €50 €67.5 €52 €67.5 €71.5 €32.5 €27.5 €67.5 €65 €47.5 €27.5 €47.5 €218 €25 €27.5 €55 €25 €47.5 €47.5 €47.5 €25 €25 €50 €67.5 €47.5 €25 €67.5 €67.5 €45 €25 €50

€55 €80 €135 €80 €125 €110 €50 €55 €135 €95 €95 €55 €95 €336 €50 €55 €110 €50 €95 €95 €95 €50 €50 €100 €125 €95 €50  €135 €135 €90 €50 €80

0675 0616 5433 0693 CLC-LEC 0759 0377 CLC-LEi CLC-LEC CLC-LEC CLC-LEC 0531

0812 2750 0382 3935 6216 0664 0580 0677 4365 4641 0755 6216 0580 6218 0678 3777 CLC-LEI 0141 6218 0386 0768 6231 0707 CLC-LEC 0757 5440 0382 425 3346 3780 0385 3346 0686 0679 3775 0530 0619 0619 0817 0839 2819 3933 3936 3335 4214 4664 6736 4651 CLC-LEC

Inscrição em UFCD: Descontos para sócios do Sitese, reembolsos para formandos encaminhados por um CNO e isenção para desempregados Formação Co-Financiada pela União Europeia (Fundo Social Europeu) e pelo Estado Português (Ministério da Economia e do Emprego).

50 h 14 h 25 h 25 h 48 h 37,5 50 h 25 h 50 h 50 h 25 h 37,5h 7h 50 h 50 h 50 h 50 h 50 h

Sócios Sitese

L

FORMAÇÃO ACTIVOS CURSO

INSCRIÇÃO

GOVERNO DA REPÚBLICA PORTUGUESA Ministério da Economia e do Emprego UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

Isento

€50

€100 Isento

Isento

€25 €65 €27.5

€50 €110 €55 Isento

€25 €25 €25 €27.5 €25 €25 €25 €195 €50 €50 47.5 €34 €40 €47.5 €67.5 €67.5 €67.5 €67.5 €67.5 €25 €25 €25 €25 €27.5 €50

€50 €50 €50 €55 €50 €50 €50 €300 €100 €100 €95 €52.5 €60 €95 €135 €135 €125 €135 €135 €50 €50 €50 €50 €55 €100

• Nota: datas previstas, sujeitas a confirmação • FEVEREIRO A ABRIL DE 2012

CURSO

citeinforma

FORMAÇÃO JOVENS - APRENDIZAGEM

CURSOS DE FORMAÇÃO

FEVEREIRO A ABRIL DE 2012


CITE'IN'FORMA Nº49