Issuu on Google+

citeinforma

2010 Outubro

news45

04

04

Plano de formação para 2011

CNO: Novas parcerias com SIVA, INFARMED e Direcção Geral de Reinserção Social

05

NBS recruta formandos do Citeforma

citeinforma

nº. 45

Distribuição gratuita www.citeforma.pt gcm@citeforma.pt

Percursos formativos

Sindicato dos Trabalhadores e Técnicos dos Serviços

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

GOVERNO DA REPÚBLICA PORTUGUESA Ministério do Trabalho e Solidariedade Social


NOTÍCIAS

citeinforma nota editorial A crise financeira marca a agenda de todos os europeus, das instituições nacionais e das estruturas europeias. A crise em que vivemos na Europa e em algumas outras regiões do mundo mais do que de origem económica ou financeira tem origem na perda de valores e de princípios. O endeusamento do mercado, a procura do lucro a qualquer preço, o incentivo cego ao consumo, com estímulos inaceitáveis à concessão de créditos por parte das instituições financeiras, fez colapsar as economias, com consequências nos próprios mercados e obviamente na forma como a sociedade encara hoje a politica e os políticos. Todos sentimos os seus efeitos no dia-a-dia, neste mundo complexo e incerto, seja no emprego, no desemprego, na justiça ou na ausência dela, nos juros elevados dos empréstimos obtidos pela República, nos debates sobre questões orçamentais e no mais que se sabe. Sei, de experiência feita, que a economia é um instrumento da política e não um fim e que a psicologia colectiva tem um papel muito importante na recriação da esperança. Por saber isso tenho sustentado ser necessário fazer convergir esforços para um rumo claro da nossa marcha, o que implica que colectivamente saibamos definir grandes desígnios nacionais, em que todos nos possamos rever. Para essa definição é necessário o concurso dos partidos, numa lógica diferente de conceber a política, que secundarize o conflito pelo conflito. No mais, o país tem condições únicas para dar a volta por cima. Somos a nação mais velha da Europa, transportamos por isso uma grande experiência, incluindo de crises anteriores, que soubemos sempre superar, temos uma posição geoestratégica invejável, falamos uma das línguas mais faladas do mundo e integramo-nos num dos maiores pólos de desenvolvimento à escala global. A recriação da esperança tem também muito a ver com a defesa da nossa concepção tolerante e universalista, o que não é questão menor neste mundo globalizado, e ainda a aposta numa dinâmica pedagógica e de rigor na defesa dos valores e princípios por parte das instituições privadas ou públicas que sirvam o interesse colectivo. Saúdo por isso o Citeforma por ter sabido sempre preservar esta preocupação pedagógica, enquanto Centro Protocolar de Formação, com a consciência que ao fazê-lo está a prestar um serviço inestimável à colectividade. Neste momento, aqui e agora, nunca é de mais invocarmos pelos bons exemplos. Vítor Ramalho* (Jurista) * O Dr. Vítor Ramalho tem vindo a colaborar com o Citeforma desde o processo da sua criação, em 1987.

Formandos dos cursos de jovens nas comemorações do centenário da República DIRECÇÃO Agostinho Castanheira | REDACÇÃO E FOTOGRAFIA Tânia Fernandes PAGINAÇÃO Orange | IMPRESSÃO LouresGráfica | COLABORAM NESTA EDIÇÃO Fernando Cordeiro e Rogério Pacheco. PROPRIEDADE CITEFORMA – Centro de Formação Profissional dos Trabalhadores de Escritório, Comércio, Serviços e Novas Tecnologias TELEFONE 21 799 45 60 | FAX 21 799 45 66 | E-MAIL gcm@citeforma.pt | http://www.citeforma.pt TIRAGEM 2000 exemplares | DEPÓSITO LEGAL 139409/99 Estamos nas redes sociais. Siga-nos!

citeinforma

Outubro’10

Os formandos dos cursos de formação para jovens participaram, no início do mês de Outubro, nas comemorações do centenário da república. A visita de estudo teve início no Museu da Presidência da República e estendeu-se a outros eventos culturais a decorrer no Palácio de Belém e seus jardins.


O Citeforma, tem muita da sua formação organizada em percursos formativos, ou seja, conjuntos articulados de formações constantes do CNQ que permitem agregar competências profissionais afectas a uma ou mais saídas profissionais. Dão resposta a necessidades das próprias organizações que, com frequência, solicitam técnicos para o desempenho de funções específicas. Nos percursos formativos fixos, o formando pode-se inscrever no percurso completo, beneficiando de um desconto e garantindo a sua vaga. Sempre que o curso não esteja completo, é permitida a frequência por unidade modular, em conformidade com os requisitos de acesso. Muitos destes percursos iniciam em Setembro ou Outubro e decorrem durante o ano lectivo. No caso dos percursos formativos flexíveis, tal como o nome indica, o sistema é flexível, constituído por formação organizada em unidades de formação independentes embora interligadas. Cada percurso tem o seu próprio sistema de créditos disponível para consulta em www.citeforma. pt. Mediante a conclusão de um número estipulado de cursos, o formando

poderá requisitar a sua certificação no percurso frequentado. O candidato tem um período de três anos para concluir o número mínimo de cursos que constituem o percurso. Esta solução permite fazer uma articulação entre as necessidades formativas concretas dos trabalhadores e os seus compromissos profissionais e familiares. As acções estão disponíveis na Calendarização e cabe ao próprio indivíduo fazer a gestão do seu plano de formação, sabendo que o acumular de competências conduz à obtenção de qualificações reconhecidas e certificadas. A aposta em formação específica e técnica tem permitido, a muitos profissionais sustentar a mudança decorrente da actualização dos meios e dos processos de trabalho, com a autonomia e a eficácia necessárias à flexibilidade e/ou mobilidade no posto de trabalho. As alterações constantes do perfil profissional são uma realidade. O conhecimento, hoje, constitui uma importante ferramenta para sobreviver num mercado agressivo e competitivo. Assim, mesmo com um curso superior no currículo, são muitos os que procuram na formação profissional, o complemento impulsionador da sua carreira.

Percursos formativos fixos - Aperfeiçoamento em secretariado I e II – Destinado a técnicos associados à área do secretariado que, no âmbito da sua formação contínua, pretendam aperfeiçoar os seus conhecimentos. - Contabilidade e gestão administrativa I e II –Destinado a assistentes e técnicos administrativos, técnicos de contabilidade e técnicos de apoio à gestão. - Direito nas relações laborais –Destinado a quadros e técnicos administrativos das áreas administrativas e financeiras, bem como todos aqueles que na área organizacional da empresa estejam envolvidos nos aspectos relacionados com as questões jurídicas da função pessoal. - Gestão de pessoal I e II - Destinado a trabalhadores que desempenhem funções na área de Gestão de Pessoal - Inglês (elementar I e II, intermédio I e II, avançado) – Destinado a trabalhadores em geral, tendo como habilitações mínimas o 9.º ano de escolaridade.

-P  rocessos de Gestão de Recursos Humanos - Destinado a chefes de departameto de pessoal, técnicos de RH, Administrativos de pessoal e todos aqueles que pretendam aprofundar conhecimentos de gestão de Recursos Humanos. -M  arketing - Destinado a quadros e técnicos das diferentes áreas funcionais das organizações, em geral, ou quadros e técnicos das áreas do Marketing e das Venda, em particular. - Segurança, higiene e saúde no trabalho - Destinado a pessoas que pretendam adquirir competências associadas ao perfil profissional de Técnico de Segurança e Higiene do Trabalho, constante no Catálogo Nacional de Qualificações (empregadores, trabalhadores, representantes do empregador, representantes do trabalhador, trabalhadores designados, elementos da Comissão de S.H.T. (Administração Pública), Técnicos de S.H.T.), que no âmbito da sua formação contínua pretendam aperfeiçoar os seus conhecimentos. Habilitações mínimas 9º ano de escolaridade.

Percursos formativos flexíveis - Desenvolvimento de competências de liderança – Este percurso formativo destina-se aos formandos que pretendam adquirir competências de liderança e de animação de grupos. - Desenvolvimento de competências socioprofissionais - Trabalhadores do sector de serviços, tendo como habilitações mínimas o 9º ano de escolaridade - Desenho e projecto em autocad – Arquitectos, Engenheiros, Desenhadores Técnicos e Designers. - Formação especializada em contabilidade, fiscalidade e gestão Licenciados em Contabilidade, Fiscalidade, Economia, Gestão e Auditoria, bem como Técnicos Oficiais de Contas (TOC). Em casos devidamente justificados, precedidos de avaliação curricular e entrevista pessoal, poderão frequentar o percurso, todos aqueles que demonstrem conhecimentos e experiência profissional relevante nas áreas contabilística e fiscal. - Gestão de redes informáticas - Este percurso destina-se a profissionais de informática que pretendam adquirir competências na área da implementação e

gestão de redes informáticas. - Planeamento e projecto de redes informáticas - Este percurso destina-se a profissionais de informática que pretendam adquirir competência na área tecnológica de redes, com particular ênfase no projecto e implementação das mesmas. - Programador em java - Este percurso formativo destina-se aos profissionais de informática que pretendam adquirir competências de programação na linguagem Java. - Programador em .NET - Este percurso formativo destina-se aos profissionais de informática que pretendam adquirir competências de programação sobre a framework Microsoft .NET. - Programador sobre bases de dados - Este percurso formativo destina-se aos profissionais de informática que pretendam adquirir competências de programação sobre uma base de dados. - Tecnologias de informação e comunicação (nível I e II) - Profissionais em geral.

03

citeinforma

FORMAÇÃO DE ACTIVOS

Melhore as suas competências, enriqueça o seu currículo


A aposta do Citeforma para o ano de 2011 é na formação contínua de activos, em horário pós-laboral, de forma a permitir a conclusão de processos de certificação profissional daqueles que pretendem melhorar as suas qualificações. “Dando continuidade ao forte incremento da actividade formativa do Citeforma em 2010, iremos no próximo ano, por um lado, assegurar os compromissos já estabelecidos ao nível da dupla certificação, correspondente a todos os cursos de formação destinados a jovens e os cursos de educação e formação de adultos que se iniciaram ao longo deste ano. Por outro lado, vamos dar resposta às solicitações de oferta formativa que permita, aos activos, concluir o seu processo de certificação profissional” explica-nos Cristina Tavares, responsável pelo Departamento de Formação do Citeforma. Estão, assim, planeados cursos que permitem obter um conhecimento mais estruturado em determinada área (ver artigo sobre Percursos Formativos), ou que dão resposta a necessidades de formação pontuais, como são os casos dos cursos que conduzem à obtenção de créditos para a OTOC, etc. Os activos encontrarão aqui, também, resposta às suas lacunas de conhecimentos que impedem a conclusão do seu processo de certificação profissional pela via da experiencia:

Certificação via Centro Novas Oportunidades Profissões onde pode ser obtida a certificação profissional, pela via da experiência, no Citeforma: - Técnico de Contabilidade - Técnico de Informática – Instalação de redes - Técnico de Informática – Sistemas * *  O Citeforma irá iniciar em breve processos de certificação profissional nesta vertente. Está, de momento, a receber inscrições. O RVCC-PRO tem como objectivo reconhecer, validar e certificar as competências que os profissionais adquiriram pela experiencia de trabalho e vida. O processo é desenvolvido no Centro Novas Oportunidades, ao longo de um conjunto de sessões durante as quais os candidatos são apoiados por técnicos e formadores da área profissional, na identificação e reconhecimento das respectivas competências

e na recolha de evidencias que as comprovem, bem como na demonstração. Posteriormente, os candidatos são avaliados, sendo validadas as competências detidas e identificadas as competências, eventualmente, em falta, bem como a formação adicional que deve ser frequentada para obter a certificação final. Para informações ou candidaturas: cno@citeforma.pt

Certificação via Sistema Nacional de Certificação Profissional Neste regime, o candidato que apresente o processo pela via da experiência, submete a sua candidatura e desde que cumpra os requisitos obrigatórios legais, é convocado para uma avaliação de competências perante um júri. Quando o candidato não tem um nível de conhecimentos que permita a certificação, é-lhe passada uma caderneta de competências que após frequência de formação adequada poderá conduzir posteriormente à obtenção do CAP.

O Citeforma é, desde 2007, a entidade com responsabilidade na certificação da aptidão profissional e na homologação e reconhecimento dos cursos de formação, da área dos serviços administrativos. Para informações ou candidaturas: certificacao@citeforma.pt

Profissões onde pode ser obtida a certificação profissional no Citeforma: - Assistente Administrativo/a - Técnico/a Administrativo/a - Técnico/a de Contabilidade - Técnico/a de Secretariado

Certificados de Aptidão de Formador (CAP) sem limite de validade A Portaria n.º994/2010 do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, veio alterar a validade dos certificados de aptidão pedagógica de formador: Portaria n.º 994/2010 de 29 de Setembro Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Determina a validade dos certificados de aptidão pedagógica de formador, emitidos ao abrigo do Decreto Regulamentar n.º 66/94, de 18 de Novembro Artigo 1.º Validade dos certificados de aptidão pedagógica de formador

1 — Os certificados de aptidão pedagógica de formador, emitidos ao abrigo do Decreto Regulamentar n.º 66/94, de 18 de Novembro, com as alterações introduzidas pelo Decreto Regulamentar n.º 26/97, de 18 de Junho, incluindo aqueles que tenham sido renovados nos termos do disposto na Portaria n.º 1119/97, de 5 de Novembro, consideram -se emitidos sem dependência de qualquer período de validade, não carecendo de ser objecto de renovação. 2 — O disposto no número anterior aplica -se igualmente aos certificados de aptidão pedagógica de formador que se encontrem caducados à data da entrada em vigor da presente portaria. Artigo 2.º (…)

04

citeinforma

Formação 2011

Plano Formação 2011


Com o objectivo de reconhecer o investimento das empresas na melhoria das qualificações dos seus recursos humanos, foi criado um mecanismo de valorização, distinção e reconhecimento social das entidades empregadoras: a Rede de Empresas Qualificantes. Assim, as empresas e outras entidades empregadoras que tenham desenvolvido actividades no âmbito da formação e qualificação dos trabalhadores podem-se candidatar a esta distinção. A disseminação dessas boas práticas, poderá sensibilizar e contribuir para o envolvimento do tecido empresarial. O Selo de Empresas Qualificantes pretende criar uma espécie de imagem de marca. Neste âmbito, a formação assume-se como a ferramenta fundamental para o progresso das instituições, da sociedade e do país em geral, quer sob o ponto de vista social, económico, quer de intervenção cívica de cada um. Como requisitos para atribuição do selo, destacamse vários critérios, agrupados em três áreas principais:

- medidas internas de qualificação dos trabalhadores; - acolhimento e integração dos formandos/ estagiários no âmbito das modalidades do Sistema Nacional de Qualificações; - articulação da formação dada com base nos referenciais do Catálogo Nacional de Qualificações. A existência de um plano de intervenção na qualificação dos trabalhadores e a celebração de protocolos de colaboração no âmbito da Iniciativa Novas Oportunidades (com a ANQ, I.P., a rede de Centros Novas Oportunidades disseminados por todo o país, …) são, entre outros, situações que serão relevantes para a selecção das entidades. Este selo é atribuído às empresas e outras entidades empregadoras de direito privado pelos Ministérios do Trabalho e Solidariedade Social e da Educação. As candidaturas são anuais, com necessidade de preencher um formulário disponível nos sítios da ANQ (www.anq.gov.pt) ou do IEFP (www.iefp.pt).

Selo de Empresas Qualificantes Quais os objectivos? - Reconhecer as políticas de responsabilidade social e promover a visibilidade das empresas e outras entidades empregadoras de direito privado que investem na elevação das qualificações dos seus trabalhadores; - Criar uma imagem de marca que comprove a qualidade das suas intervenções no que concerne à qualificação da população; - Reconhecer e disseminar boas práticas de actuação de empresas e outras entidades empregadoras no domínio da qualificação dos trabalhadores;

- Fomentar nas empresas e outras entidades empregadoras a visão estratégica da qualificação como factor essencial para a sua competitividade; Sensibilizar as empresas para a necessidade de investir em formação, com vista, entre outros, ao reforço da modernização e da melhoria da qualidade dos serviços prestados; - Permitir que o esforço realizado em processos de qualificação possa vir a ser considerado, de forma objectiva, no quadro da regulação das políticas públicas dirigidas a empresas.

Ex-formandos do Citeforma na mira de empresa de recrutamento e selecção Com o objectivo de recrutar candidatos com determinado perfil técnico, a NBS realizou, no passado mês de Julho, uma apresentação, no Citeforma, da sua empresa e das vagas disponíveis. “Já integrámos, anteriormente, jovens formados no Citeforma e correu bem. Por essa razão, e uma vez que temos novas vagas em aberto, achámos que valeria a pena vir aqui fazer uma apresentação junto de um grupo de potenciais interessados” referiu Paula Costa, Consultora de Recursos Humanos da empresa. A NBS é uma empresa de recrutamento e selecção na área de tecnologias de informação e procura, para colocação nas suas empresas clientes, jovens com qualificação de nível III, motivados a iniciar uma carreira na área das TI’s.

05

citeinforma

Formação Empresas

Rede de Empresas Qualificantes


citeinforma

CENTRO NOVAS OPORTUNIDADES

Citeforma entrega certificados de reconhecimento de competências Decorreu, no passado dia 22 de Setembro, no auditório do Citeforma, mais uma cerimónia de entrega de certificados a cerca de uma centena de candidatos que concluíram o processo de reconhecimento, validação e certificação de competências no CNO deste centro de formação. Esta sessão contou com a presença de representantes de entidades com as quais o CNO do Citeforma estabeleceu parcerias: Rita Soares do El Corte Inglês e Maria das Dores Sampaio da DGCI entregaram os certificados aos colaboradores das respectivas empresas. Agostinho Castanheira, Director do Citeforma, felicitou os presentes pelo empenho neste processo realçando a importância e a presença cada vez mais significativa das empresas: “Há, de facto, um conjunto cada vez maior de entidades que consideram relevante o estabelecimento de parcerias, pois não só reconhecem que esta é uma forma muito interessante de qualificar os seus recursos humanos como ainda encontram aqui uma forma de desenvolver o papel de responsabilidade social da empresa junto dos seus colaboradores.” De referir que, ao abrigo de muitas destas parcerias, e com o objectivo de facilitar a participação da maior parte dos colaboradores, as empresas não só providenciam condições para que os processos decorram nas suas

próprias instalações como ainda permitem que os trabalhadores o façam dentro do seu horário de trabalho. Rita Soares, técnica de recrutamento e selecção do El Corte Inglês tem acompanhado alguns dos candidatos que se inscreveram no Centro Novas Oportunidades do Citeforma e refere como um dos aspectos mais positivos o facto de “o processo não parar com a entrega do diploma. Estas pessoas sentem realmente vontade de aprender mais e ficam mais dispostas a investir na sua carreira”. Nesta sessão, os candidatos receberam não só o diploma como também uma oferta da ANQ constituída por uma pasta, uma pen e um pin.

Novas parcerias com SIVA, INFARMED e Direcção Geral de Reinserção Social INFARMED Na sequência da parceria assinada com o INFARMED, em Agosto, o Citeforma realizou já uma sessão de esclarecimento junto de um grupo de potenciais interessados. “Temos já um conjunto de pessoas da área administrativa que aderiram à iniciativa e brevemente iremos iniciar um processo nas suas instalações”

Se no início os candidatos chegavam ao Citeforma por sua própria iniciativa, hoje é crescente o número de empresas que procura aderir de forma institucional ao programa Novas Oportunidades. O Citeforma, assinou, assim, no último trimestre mais um conjunto de parcerias com entidades que pretendem proporcionar, aos seus colaboradores, a melhoria das suas qualificações. SIVA O Citeforma foi contactado pela SIVA com o objectivo de envolver os seus colaboradores em processos de reconhecimento de competências. “Uma vez que a sede é no Carregado e por uma questão de proximidade geográfica, começámos a trabalhar com o concessionário das Laranjeiras” explica-nos Alexandra Alves, Técnica de Diagnóstico e Encaminhamento do CNO do Citeforma. A parceria foi assinada e foram já realizadas duas sessões de esclarecimento. “Temos 22 candidatos para o nível secundário e 11 para o básico. Iremos iniciar processo brevemente nas instalações deles”. A técnica refere que a maior parte dos trabalhadores são da área da oficina, mas também há chefias e vendedores.

Direcção Geral de Reinserção Social O grupo de candidatos que iniciou processo de RVCC de nível básico, ao abrigo da parceria estabelecida com a Direcção Geral de Reinserção Social está já a concluir a fase de formação complementar, prevendo-se que alguns se apresentem a júri durante o próximo mês. “É um grupo de candidatos muito coeso. São assíduos e muito responsáveis” refere Liliana Esteves, Profissional de RVCC do Citeforma “há mesmo alguns com capacidade para avançar para o nível secundário”. A maior parte do processo decorreu nas instalações desta entidade, no horário da tarde.

06


legislação

citeinforma

Fiscalidade por Fernando Cordeiro Medidas fiscais para 2011 O Conselho de Ministros aprovou, em 29/09/2010, um conjunto de medidas de consolidação orçamental. Algumas das principais medidas fiscais que, eventualmente, constarão do próximo orçamento de estado, são as seguintes: IVA - Revisão das listas de bens serviços a taxas reduzidas e intermédias e aumento da taxa normal para 23%; IRS e IRC - Alteração das deduções à colecta e revisão dos benefícios fiscais

Sector Financeiro – Introdução de um novo imposto sobre os resultados. Lei Geral Tributária Foi publicada a Lei n.º 37/2010, de 2 de Setembro sobre a derrogação do sigilo bancário (21.ª alteração à Lei Geral Tributária, aprovada pelo Decreto-Lei n.º 398/98, de 17 de Dezembro, e 2.ª alteração ao Decreto-Lei n.º 62/2005, de 11 de Março).

Sistema de Normalização Contabilística e IES A Lei nº 35/2010, de 2 de Setembro, veio instituir um regime especial simplificado das normas e informações contabilísticas em vigor aplicáveis às designadas microentidades.

contabilísticas previstas no Decreto -Lei n.º 158/2009, de 13 de Julho, devendo passar a adoptar normas contabilísticas simplificadas que serão objecto de regulamentação.

Nos termos da referida Lei, consideram -se microentidades as empresas que, à data do balanço, não ultrapassem dois dos três limites seguintes: a) Total do balanço - € 500 000; b) Volume de negócios líquido - € 500 000; c) Número médio de empregados durante o exercício — cinco.

Ficam igualmente dispensadas da entrega dos anexos L, M e Q da informação empresarial simplificada (IES). A Lei nº 20/2010 de 23 de Agosto, que alarga o conceito de pequenas entidades para efeitos da aplicação do Sistema de Normalização Contabilística (SNC), procedendo à Primeira alteração ao Decreto-Lei nº 158/2009, de 13 de Julho.

As microentidades ficam dispensadas da aplicação das normas

IVA Foi publicada no Diário da República nº 163, Série I de 23-08-2010 a Lei nº 22/2010 de 23 de Agosto, que alarga o âmbito da não tributação em sede de IVA das transmissões de livros a título gratuito, alterando o Código do IVA.

Foi publicada a Declaração n.º 169/2010 (Diário da República nº 156, Série II de 12-08-2010) que aprova o modelo oficial da declaração de certificação de programa de facturação (modelo 24) e respectivas instruções.

Imposto sobre o rendimento Foi publicada no Diário da República nº 163, Série I de 23-08-2010 a Portaria nº 785/2010 que actualiza os coeficientes de desvalorização da moeda a

aplicar aos bens e direitos alienados durante o ano de 2010, para efeitos de determinação da matéria colectável dos impostos sobre o rendimento.

Legislação sobre trabalho, solidariedade e segurança social Por Rogério Pacheco Lei n.º 23/2010. D.R. n.º 168, Série I de 2010-08-30 Assembleia da República Primeira alteração à Lei n.º 7/2001, de 11 de Maio, que adopta medidas de protecção das uniões de facto, terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 322/90, de 18 de Outubro, que define e regulamenta a protecção na eventualidade da morte dos beneficiários do regime geral de segurança social, 53.ª alteração ao Código Civil e 11.ª alteração ao Decreto-Lei n.º 142/73, de 31 de Março, que aprova o Estatuto das Pensões de Sobrevivência

trabalho, a radiações ópticas de fontes artificiais, transpondo a Directiva n.º 2006/25/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 5 de Abril Portaria n.º 851/2010. D.R. n.º 173, Série I de 2010-09-06 Ministérios do Trabalho e da Solidariedade Social e da Educação Regula o sistema de certificação de entidades formadoras previsto no n.º 2 do artigo 16.º do Decreto-Lei n.º 396/2007, de 31 de Dezembro Portaria n.º 994/2010. D.R. n.º 190, Série I de 2010-09-29 Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Determina a validade dos certificados de aptidão pedagógica de formador, emitidos ao abrigo do Decreto Regulamentar n.º 66/94, de 18 de Novembro

Lei n.º 25/2010. D.R. n.º 168, Série I de 2010-08-30 Assembleia da República Estabelece as prescrições mínimas para protecção dos trabalhadores contra os riscos para a saúde e a segurança devidos à exposição, durante o

07


citeinforma

FORMAÇÃO PARA JOVENS Curso

UFCD

Programador Técnico de Secretariado Destinatários: Jovens até aos 22 anos*, com o 12º ano de escolaridade. Práticas Administrativas - Beja Destinatários: Jovens até aos 22 anos*, com o 9º ano de escolaridade..

Duração Horário

Inscrição

Início

Fim

18-10-2010 04-10-2010

07-2011 18-07-2011

1390 h   1355 h  

L L

Isento Isento

11-10-2010

19-07-2011

1412 h  

PL

Isento

Sócios Sitese

Não sócios

CURSOS DE FORMAÇÃO

Outubro a Dezembro 2010

Curso

UFCD

Início

Fim

Gestão e marketing princípios básicos Auditoria Fiscal * Fiscalidade Empresarial * Gestão de stress e gestão de conflitos Iniciação aos ambientes virtuais de aprendizagem Redes de computadores (avançado) Adobe Photoshop Direito de trabalho Folha de cálculo funcionalidades avançadas Formação Pedagógica Inicial de Formadores à Distância Gestão de Correio Electrónico e Pesquisa de Informação na Web Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho - Identificação, avaliação e prevenção dos riscos de trabalho - Portalegre Criação de sites WEB Legislação laboral Administração de bases de dados para programadores Gestão Estratégica de Recursos Humanos Orçamentação de Serviços Públicos Programação de sistemas distribuídos JAVA para a web Programação em C# Sistema de Normalização Contabilística Programação Dentro de Base de Dados Relacionamento interpessoal Sistemas de gestão de bases de dados (SGBD) Espanhol Inicial I Comportamento do consumidor Operar, em segurança, equipamento tecnológico, designadamente o computador Programação em ASP.NET Relacionamento interpessoal - Portalegre Plano de emergência definição Portalegre Contrato de Compra e Venda Gestão do tempo e organização do trabalho Contratos comerciais e títulos de crédito Organização contabilística livros e mapas Comunicação, moderação, técnicas de apresentação e visualização Encerramento de Contas - Aspectos Contabilísticos e Fiscais * Liderança e gestão de equipas Folha de cálculo Recursos humanos processamento de vencimentos Liderança e gestão de equipas Avaliação das necessidades de rede numa organização Contabilidade Financeira - Sistema de Normalização Contabilística SNC – NCRF – Pequenas Entidades Técnicas de Apresentação e Expressividade Desenvolvimento de Software na Web 2.0 Recursos humanos processamento de vencimentos Função Pessoal - Legislação Laboral Consolidação de Contas Processamento Salarial e Segurança Social Ms-Access Avançado Sistema de gestão da segurança e saúde do trabalho OSHAS 18001 - Portalegre Mercados - Comercialização e Segmentação Língua portuguesa comunicação empresarial Liderança e gestão de equipas Recursos humanos processamento de vencimentos SNC – NCRF – Pequenas Entidades Comunicação Interpessoal e Assertividade Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho - Socorrismo - Portalegre Aplicação informática gestão de projectos Contratos comerciais e títulos de crédito Custos, proveitos e resultados Gastos de Produção Gastos, Rendimentos e Resultados Código de Contas e Normas Contabilísticas Médias, percentagens e proporcionalidades Comunicação e comportamento organizacional Ética e deontologia profissionais Legislação laboral

423

693

02-10-2010 06-10-2010 06-10-2010 09-10-2010 09-10-2010 09-10-2010 11-10-2010 11-10-2010 11-10-2010 11-10-2010 12-10-2010

23-10-2010 29-12-2010 29-12-2010 30-10-2010 06-11-2010 30-10-2010 27-10-2010 15-11-2010 20-10-2010 11-12-2010 18-11-2010

25 h   32 h   32 h   25 h   35 h   25 h   42 h   25 h   25 h   164 h 25 h  

S PL PL S S S PL PL PL PL PL

5432

18-10-2010

27-10-2010

25 h  

PL

768 592 3933

19-10-2010 21-10-2010 23-10-2010 23-10-2010 23-10-2010 23-10-2010 23-10-2010 23-10-2010 25-10-2010 25-10-2010 25-10-2010 27-10-2010 30-10-2010 30-10-2010 30-10-2010 30-10-2010 02-11-2010 03-11-2010 03-11-2010 04-11-2010 04-11-2010 06-11-2010 06-11-2010 06-11-2010 08-11-2010 08-11-2010 11-11-2010 13-11-2010 13-11-2010 13-11-2010 13-11-2010 15-11-2010 15-11-2010 17-11-2010 20-11-2010 20-11-2010 23-11-2010 25-11-2010 27-11-2010 30-11-2010 02-12-2010 04-12-2010 04-12-2010 06-12-2010 07-12-2010 09-12-2010 09-12-2010 09-12-2010 09-12-2010 09-12-2010 15-12-2010 15-12-2010 23-12-2010 28-12-2010 28-12-2010

04-11-2010 12-11-2010 04-12-2010 13-11-2010 13-11-2010 04-12-2010 04-12-2010 13-11-2010 11-11-2010 02-11-2010 17-11-2010 13-12-2010 20-11-2010 11-12-2010 11-12-2010 20-11-2010 24-11-2010 18-12-2010 10-11-2010 15-01-2011 11-01-2011 18-12-2010 11-12-2010 18-12-2010 30-11-2010 17-11-2010 29-11-2010 04-12-2010 18-12-2010 27-11-2010 11-12-2010 03-12-2010 17-12-2010 29-12-2010 11-12-2010 27-11-2010 03-12-2010 06-12-2010 18-12-2010 10-02-2011 15-12-2010 18-12-2010 18-12-2010 14-12-2010 21-12-2010 20-12-2010 17-02-2011 17-02-2011 15-02-2011 17-02-2011 25-02-2011 21-01-2011 24-02-2011 26-01-2011 19-01-2011

50 h   25 h   50 h   30 h   25 h   50 h   50 h   25 h   50 h   25 h   50 h   50 h   25 h   50 h   50 h   25 h   50 h   25 h   25 h   50 h   50 h   50 h   48 h   50 h   50 h   25 h   50 h   25 h   48 h   17 h   35 h   50 h   25 h   50 h   32 h   15 h   25 h   25 h   25 h   50 h   50 h   25 h   17 h   25 h   30 h   50 h   50 h   50 h   50 h   50 h   50 h   25 h   25 h   25 h   25 h  

PL PL S S S S S S PL PL PL PL S S S S PL PL PL PL PL S S S PL PL PL S S S S PL PL PL S S PL PL S PL S S S PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL

4651 5102 634 757

6220 817 3935 6214 403 759 UC 377 TIC-B3-A 3936 3787 670 382 564 570 4641 4216 756 678 4216 5103

678 674

5171 425 697 4216 678

UC 530 564 582 6218 6217 6215 578 6233 683 592

Duração Horário

Inscrição

Sócios Sitese

Não sócios

21 € 52 € 52 € 21 € 61,5 € 32,5 € 71,5 € 21 € 21 € 224 € 21 €

42,5 €   80 €   80 €   42,5 €   95 €   65 €   110 €   42,5 €   42,5 €   320 €   42,5 €   Isento

62,5 € 21 € 62,5 € 39 € 21 € 62,5 € 62,5 € 21 € 81 € 21 € 42,5 € 42,5 € 21 € 42,5 € 62,5 €

125 €   42,5 €   125 €   60 €   42,5 €   125 €   125 €   42,5€   125 €   42,5 €   85 €   85 €   42,5 €   85 € 125 €   Isento Isento

21 € 21 € 42,5 € 42,5 € 42,5 € 52 € 42,5 € 42,5 € 21 € 42,5 € 32,5 € 52 € 34 € 61,5 € 81 € 21 € 42,5 € 39 € 65 € 21 €

42,5 €   42,5 €   85 €  85 €   85 €   80 €   85 €   85 €   42,5 €   85 €  65 €   80 €   52,5 €   95 € 125 €   42,5 €   85 €  60 €   100 €   42,5 €   Isento

21 € 42,5 € 42,5 € 21 € 34 € 21 €

42,5 €   85 €  85 €  42,5 €   52,5 €   42,5 €   Isento

42,5 € 42,5 € 42,5 € 42,5 € 42,5 € 42,5 € 21 € 21 € 21 € 21 €

85 €  85 €  85 €  85 €  85 €  85 €  42,5 €   42,5 €   42,5 €   42,5 €  

Inscrição em UFCD: Descontos para sócios do Sitese, reembolsos para formandos encaminhados por um CNO e isenção para desempregados

* Por comunicação do Presidente da Direcção da OTOC, o Citeforma foi informado de que esta acção de formação que reúne condições para atribuição de créditos nos termos previstos do Regulamento de Atribuição de Créditos (artigo 4º).

Formação Co-Financiada pela União Europeia (Fundo Social Europeu) e pelo Estado Português (Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social).

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

GOVERNO DA REPÚBLICA PORTUGUESA Ministério do Trabalho e Solidariedade Social

• Nota: datas previstas, sujeitas a confirmação • OUTUBRO A DEZEMBRO 2010

Dezembro

Novembro

Outubro

FORMAÇÃO PARA ACTIVOS - Formação Contínua


CITE'IN'FORMA Nº45