Page 1

citeinforma

2010 Abril

news43

05

Técnicos de Nápoles visitam CNO do Citeforma

03

Novo Percurso Formativo na área da Fiscalidade

02

Futurália

citeinforma

nº. 43

Distribuição gratuita www.citeforma.pt gcm@citeforma.pt

Plataformas de Apoio à Formação

Sindicato dos Trabalhadores e Técnicos dos Serviços

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

GOVERNO DA REPÚBLICA PORTUGUESA Ministério do Trabalho e Solidariedade Social


NOTÍCIAS

citeinforma nota editorial Quando lemos, neste número do Cite’informa, a fascinante abordagem do Arq. Borges da Cunha ao “romance de formação”, verificamos como as novas abordagens e estratégias de qualificação - centradas no desvendar de histórias de vida, verdadeiras plataformas para o reconhecimento de competências e de suporte à construção de percursos de qualificação - acabam por ter muito de revisitação de modos de aprender que já foram paradigma. A ideia das “learning organizations” afirma a relevância da aprendizagem em contexto de trabalho e a importância do capital humano nas organizações como verdadeiras traves mestras do seu desenvolvimento. O valor das competências transversais, potenciadoras da performance das empresas, reconduz-nos à ideia duma formação abrangente que olha para o trabalhador como homem e não como simples recurso. Como nos tempos do “Bildungsroman”, a aprendizagem liga-se à vida real e apela à formação do homem completo. É assim que, de algum modo, as mudanças têm sempre muito de recriação em novos contextos e circunstâncias. Numa época de grandes turbulências, é interessante sentir que os caminhos da mudança têm algo em comum com os romances dos viajantes do passado. Acontece que, hoje, podemos empreender grandes viagens sem sair de casa. Agostinho Castanheira Director do Citeforma

Futurália 2010

DIRECÇÃO Agostinho Castanheira | REDACÇÃO E FOTOGRAFIA Tânia Fernandes PAGINAÇÃO Orange | IMPRESSÃO LouresGráfica | COLABORAM NESTA EDIÇÃO João Borges da Cunha, Rogério Pacheco. PROPRIEDADE CITEFORMA – Centro de Formação Profissional dos Trabalhadores de Escritório, Comércio, Serviços e Novas Tecnologias TELEFONE 21 799 45 60 | FAX 21 799 45 66 | E-MAIL gcm@citeforma.pt | http://www.citeforma.pt TIRAGEM 2000 exemplares | DEPÓSITO LEGAL 139409/99 Estamos nas redes sociais. Siga-nos!

citeinforma

Abril’10

O Citeforma participou na Futurália – Salão de Oferta Educativa, Formação e Emprego, que se realizou entre 10 e 13 de Março de 2010, na FIL - Feira Internacional de Lisboa, Parque das Nações. Foram muitos os que visitaram o nosso stand, onde ficaram a conhecer mais sobre cada um dos cursos destinados a jovens. Estiveram disponíveis, para demonstração, aplicações desenvolvidas em acções de formação aqui ministradas e os próprios formandos foram presença assídua neste evento, ao lado dos técnicos do Centro. Participámos também na Vila das Profissões, zona dinamizada pela ANQ, no período da tarde do dia 11 de Março, na área de Gestão e Serviços com a Profissão de Técnico de Secretariado. Neste espaço teve lugar uma demonstração de algumas das funções inerentes à profissão, tal como a organização e programação de reuniões com a elaboração de documentação inerente, atendimento presencial e gestão de agenda. Os nossos formandos disponibilizaram-se para elaborar currículos a todos os interessados.


O Citeforma reestruturou o antigo percurso formativo da área da fiscalidade, e apresenta, em 2010, a nova Formação Especializada em Contabilidade, Gestão e Finanças. Procurou-se, com este novo percurso reforçar a componente da oferta formativa em Gestão, agregar a oferta formativa constante do anterior, e repensá-lo enquanto fonte integradora da maior parte da oferta formativa que se encontra aprovada pela OTOC para efeitos de atribuição de créditos aos TOC’s. Esta reestruturação teve ainda o objectivo de criar uma maior homogeneidade de alternativas e de cargas horárias entre as três componentes que o compõem: Contabilidade, Gestão e Fiscalidade.

devidamente justificados precedidos de avaliação curricular e entrevista pessoal poderão frequentar o percurso todos aqueles que demonstrem conhecimentos e experiência profissional relevante nas áreas contabilística e fiscal. Organização do percurso: O percurso formativo é composto por 12 módulos, sendo que 4 são de frequência sequencial obrigatória e 8 de frequência facultativa e aleatória, em função da especialização na área (Contabilidade, Fiscalidade ou Gestão). Para obter a certificação, o formando deve completar, no mínimo, 24 créditos, tendo 3 anos para o fazer, desde o momento em que inicia o percurso. Os módulos terão a duração de 32h (2 créditos) e 48h (4 créditos).

Destinatários: Licenciados em Contabilidade, Fiscalidade, Economia, Gestão e Auditoria, bem como Técnicos Oficiais de Contas (TOC). Em casos Designação Contabilidade Financeira (SNC) Fiscalidade Empresarial Encerramento de Contas – Aspectos Contabilísticos e Fiscais Contabilidade de Gestão Fiscalidade Aplicada Análise de Modelos Declarativos Auditoria Fiscal Análise e Gestão Financeira Gestão e Controlo Orçamental Auditoria Contabilística e Financeira Consolidação de Contas Cálculo Financeiro

Duração 48 h 32 h 48 h 32 h 48 h 32 h 32 h 32 h 32 h 32 h 32 h 32 h

Frequência Obrigatório Obrigatório Obrigatório Obrigatório Facultativo Facultativo Facultativo Facultativo Facultativo Facultativo Facultativo Facultativo

Créditos 4 2 4 2 4 2 2 2 2 2 2 2

Área Funcional Contabilidade Fiscalidade Contabilidade/ Fiscalidade Contabilidade/ Gestão Fiscalidade Fiscalidade Fiscalidade/ Gestão Gestão Contabilidade/ Gestão Contabilidade/ Gestão Contabilidade Contabilidade/ Gestão

OTOC - Formação para atribuição de créditos 2010 À semelhança do sucedido em anos anteriores, a Direcção da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas definiu o conjunto de acções de formação, ministradas pelo Citeforma, que reúne condições para atribuição de créditos nos termos previstos pelo Regulamento de Atribuição de Créditos (alínea b) do artigo 4º). Assim, os profissionais da área poderão obter créditos nas seguintes acções: Seminário de Actualização Fiscal (37,5h) – 56,25 créditos De 06.02.2010 a 13.03.2010 De 20.02.2010 a 20.03.2010 De 20.02.2010 a 27.03.2010 De 20.03.2010 a 24.04.2010 Encerramento de Contas - Aspectos Contabilísticos e Fiscais - (48h) – 72 créditos De 06.03.2010 a 17.04.2010 De 06.11.2010 a 11.12.2010 Contabilidade Financeira - Sistema de Normalização Contabilística - (48h) – 72 créditos De 09.01.2010 a 20.02.2010 Análise e Gestão Financeira (32h) – 48 créditos De 27.02.2010 a 20.03.2010 Análise de Modelos Declarativos (32h) – 48 créditos De 09.01.2010 a 30.01.2010 Contabilidade de Gestão - (32h) – 48 créditos De 11.09.2010 a 16.10.2010

Auditoria Contabilística e Financeira (32h) – 48 créditos De 11.09.2010 a 30.10.2010 Consolidação de Contas (32h) – 48 créditos De 20.11.2010 a 11.12.2010 Impostos Diferidos - Aspectos Contabilísticos e Fiscais (17h) – 25,5 créditos De 08.05.2010 a 22.05.2010 Encerramento de Contas - Aspectos Fiscais (IRC) - (17h) – 25,5 créditos De 10.04.2010 a 24.04.2010 SNC – NCRF – Pequenas Entidades - (17h) – 25,5 créditos De 06.02.2010 a 27.02.2010 Auditoria Fiscal - (32h) – 48 créditos De 06.10.2010 a 29.12.2010 Fiscalidade Empresarial (32h) – 48 créditos De 06.10.2010 a 29.12.2010 Fiscalidade Aplicada (48h) – 72 créditos De 05.04.2010 a 27.05.2010

Estas acções contam para efeitos dos créditos anualmente exigidos aos técnicos de contas. Os formandos necessitam apenas de apresentar o certificado de formação junto da OTOC, comprovando assim que concluíram o curso com aproveitamento.

03

citeinforma

FORMAÇÃO DE ACTIVOS

Novo percurso formativo da área da Fiscalidade - Formação Especializada em Contabilidade, Gestão e Finanças


jovens e dar um forte impulso à sua capacidade empreendedora” acrescentou Susana Gonçalves. “È importante sensibilizar para as novas vias de combate ao desemprego, mostrando as condições reais de criação do próprio emprego, como um caminho possível e alternativo”. O programa do seminário incluiu também a participação de Susana Pereira, técnica especializada em recrutamento e selecção, que partilhou com os formandos uma visão pragmática e centrada na perspectiva empresarial sobre as normas e técnicas de recrutamento utilizadas actualmente; Beatriz Antunes do IEFP que abordou essencialmente questões relacionadas com os estágios profissionais e o seu enquadramento; Manuel Tavares de Oliveira do SITESE que falou sobre o papel dos sindicatos no apoio ao percurso profissional e ainda Pedro Dias Coelho, Director Executivo da ANJE que alertou os jovens para a necessidade de mudança de mentalidade, mais proactiva e empreendedora, nesta fase de integração no mercado de trabalho como garantia de um futuro profissional.

E agora que concluí o curso, de que forma irei integrar o mercado de trabalho? Como procurar emprego? Se quiser abrir o meu próprio negócio, onde posso encontrar apoio? Com o objectivo de responder a estas e muitas outras dúvidas, o Citeforma promoveu no dia 10 de Fevereiro um Seminário destinado aos jovens, entre os 15 e os 35 anos, que se encontram a terminar os seus estudos e se preparam para integrar o mercado de trabalho. “No âmbito do acompanhamento realizado pelo Gabinete de Psicologia aos cursos de jovens, nomeadamente nas questões relativas ao início do percurso profissional, considerámos extremamente relevante a organização de um evento que proporcionasse a estes formandos um contacto mais directo com questões como o Empreendedorismo e os Programas e Medidas de Apoio à Inserção Profissional e à Criação de Empresas” refere Susana Gonçalves, responsável do Gabinete de Psicologia do Citeforma. Sensibilizou-se para a procura activa de emprego, referindo alguns dos instrumentos e técnicas necessárias a uma candidatura válida. “Quisemos também estimular a iniciativa destes

Palavras a Reter “Informação é poder, usem-na!” – Susana Gonçalves, Gab. Psicologia do Citeforma. “A procura de emprego vai ser o vosso primeiro emprego” – Susana Pereira, Técnica de Recrutamento e Selecção “A flexibilidade de ideias é essencial ao empreendedorismo” – Pedro Coelho, Director Executivo da ANJE

Formação Jovens 2010/2011 Foram antecipadas algumas das acções de formação destinadas a jovens e está planeada uma nova acção para Beja. Seguem as novas datas: Lisboa Tipologia de formação Destinatários Curso Início/ Fim Tipologia de formação Destinatários Curso Início/ Fim Curso Início/ Fim Curso Início/ Fim Curso Início/ Fim

Lisboa Tipologia de formação Destinatários

Educação Formação de jovens – Tipo 6 Jovens até aos 22 anos, com o 11º ano de escolaridade Técnico de Multimédia 19.07.2010 a Set 2011 Educação Formação de jovens – Tipo 7 Jovens até aos 22 anos, com o 12º ano de escolaridade Técnicas Administrativas 19.07.2010 a Out 2011 Técnico de Contabilidade 27.09.2010 a Out 2011 Técnico de Secretariado 18.10.2010 a Set 2011 Programador de Informática 18.10.2010 a Set 2011

Curso Início/ Fim Todos os cursos:

Beja Tipologia de formação Destinatários Curso Início/ Fim

Curso de Especialização tecnológica Jovens com o ensino secundário completo e uma qualificação profissional de nível 3 na área Técnico Especialista em Gestão de Redes e Sistemas Informáticos 27.09.2010 a Jul 2011 Horário Laboral. Isento de custo de inscrição. Direito a subsídios de acordo com a legislação. Educação Formação de jovens – Tipo 4 Jovens até aos 22 anos, com o 9º ano de escolaridade Práticas Administrativas 06.10.2010 a Julho 2011

Processos de Educação e Aprendizagem Intercultural No dia 8 de Março, os formandos dos cursos de Educação e Formação de Adultos reuniram-se no auditório do Citeforma para assistir a uma sessão moderada por um Técnico da ACIDI – Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural. Vânia Morais, formadora do módulo de Liberdades e Responsabilidades Democráticas dos cinco cursos EFA’s que se encontram a decorrer, propôs esta iniciativa por considerar que constituía um “reforço importante para as competências a adquirir pelos formandos envolvidos”. Na abordagem sobre os processos de educação e aprendizagem intercultural, foram explorados os seguintes temas: Eu (sobre a indentidade); Nós (O outro como ponto de partida); “Tratado” do diálogo intercultural; Pressupostos da educação intercultural.

04

citeinforma

FORMAÇÃO JOVENS

Seminário “Integração de Jovens no Mercado Trabalho”


a adesão da generalidade das pessoas às novas ferramentas Web 2.0. Os nossos formadores e formandos não são excepção e assistimos, desta forma, ao aparecimento de novos suportes de apoio à formação, como os blogs, a utilização de espaços de partilha de informação e fóruns. Tratam-se de actos espontâneos, resultado da reflexão sobre modelos mais eficientes que permitem usar melhor os recursos disponíveis.

Manuais e sebentas foram, desde sempre, o único e indispensável suporte de apoio à formação. No papel fazia-se o registo dos novos conhecimentos e por ele se estudavam as novas práticas a assimilar. A generalização de conhecimentos básicos de informática transportou essa informação para suportes digitais, no entanto, a relação permanecia bidireccional. A grande revolução está a acontecer neste momento, com

Partilhar documentos, fazer chegar a informação Já não é a primeira vez que Rui Loureiro, coordenador do curso de Programador de Informática, utiliza o google sites para partilhar informação com e entre formadores e formandos. “Este espaço foi criado para dar apoio aos formandos e formadores deste curso. É um sítio de partilha de informação e de interacção entre todos os participantes.” As funcionalidades são parametrizadas pelo administrador, que neste caso é o coordenador. Neste espaço, ao qual só é possível aceder por convite, os formadores podem fazer chegar aos formandos notas, trabalhos, mensagens, exercícios, manuais, imagens, etc. “Criei um espaço que privilegia a troca de informação sobre o curso em si, mas também sobre outros aspectos que possam ser relevantes. Estão lá todos os contactos dos formandos, um cronograma da formação para que saibam sempre com a devida antecedência qual a matéria que se segue. Por exemplo, se um formando está em casa, pode ficar a saber que na 2ª feira de manhã têm o módulo X com o formador Y na sala Z e, no inicio do ano lectivo, até partilhei informações sobre a prevenção do vírus H1N1.” explica-nos Rui Loureiro, acrescentando que outra das mais valias deste sistema é o facto de ser gratuito: “basta ter uma conta de gmail!”.

Blogosfera Um propósito totalmente diferente têm os trabalhos desenvolvidos pelos formandos dos cursos de Educação e Formação de Adultos Marta Silva, formadora do módulo de Sociedade, Tecnologia e Ciência promoveu a criação de um blog, junto do grupo de formandos, com o objectivo de trabalhar conhecimentos e competências tecnológicas. “Eles começaram por colocar lá reflexões sobre os próprios e sobre as visitas de estudo” refere Susana Pereira, Mediadora do curso EFA de Técnico de Contabilidade “A minha ideia é retomar

Técnicos de Nápoles visitam CNO Citeforma Um grupo de técnicos oriundos da região italiana da Campania visitou, no passado dia 25 de Fevereiro, o CNO do Citeforma. Esta deslocação a Portugal, integrada num programa organizado pela ANQ, tinha como propósito conhecer o funcionamento do programa Novas Oportunidades. Em fase de constituição de um sistema próprio de reconhecimento, validação e certificação de competências para a sua região, estes técnicos tinham já visitado países como França, Espanha, Finlândia, Suécia e recolhido informação sobre a organização de cada um dos processos. No Citeforma, foram recebidos pela responsável do Centro Novas Oportunidades que os acompanhou numa visita às instalações. Susana Gonçalves fez também uma apresentação que incidiu em três vertentes: os desafios de mudança do Citeforma ao aderir à iniciativa Novas Oportunidades; o papel do Centro Novas Oportunidades nos percursos de qualificação e os constrangimentos em termos de articulação; e a dinamização de parcerias com entidades empregadoras.

05

agora esse trabalho, levando-os a comentar competências técnicas: conhecimentos adquiridos, apreciações positivas e/ ou negativas, expectativas para o futuro…” acrescenta. Assim, cada formando mantém o seu blog e alguns estão abertos, podendo qualquer utilizador visitá-lo e comentar. http://efaxarangacarlos.blogspot.com/ http://citefatecc-anaperner.blogspot.com/ http://praritamarques.blogspot.com/ http://pra-carlareis.blogspot.com/ http://efapra-phi.blogspot.com/

citeinforma

FORMAÇÃO ACTIVOS

Plataformas de apoio à formação


citeinforma

CENTRO NOVAS OPORTUNIDADES

Cerimónia de Entrega de Certificados O Citeforma contou com a presença de Jorge Soares, Sub-Director Geral da DGCI na área das Cobranças IVA, na cerimónia de entrega de certificados, dia 18 de Janeiro, aos candidatos que concluíram, no CNO do Citeforma, os processos de RVCC de nível básico e secundário. Este responsável da DGCI fez questão de felicitar o grupo de trabalhadores desta entidade que, ao abrigo de um acordo assinado em Fevereiro de 2009, fez o processo de reconhecimento no CNO do Citeforma. O programa da sessão contou ainda com o testemunho de duas candidatas, Aura Martins e Celeste Dias, que tendo concluído o processo há algum

tempo quiseram explicar aos presentes o impacto que isso teve nas suas vidas. Fernando Cruz, Avaliador Externo habitualmente convocado para as sessões de júri do Citeforma também esteve presente nesta cerimónia, elogiando todo o trabalho dos técnicos envolvidos “Não há bons processos sem boas equipas. No Citeforma há grande exigência, rigor e entrega, tanto da parte da equipa como dos candidatos. É preciso não esquecer que as pessoas partilham as suas vivências e experiências, o que nem sempre é fácil. Estão todos de parabéns!”. Nesta cerimónia, foi entregue quase uma centena de certificados.

Testemunho de uma candidata certificada do CNO – Maria Felícia Louro “O saber enriquece a Pessoa o País e o Universo. O Centro Citeforma transmite-o com grande qualidade. Mas não seria possível sem as equipas que o sustentam. À excelente equipa que me acompanhou, com todo o profissionalismo, disponibilidade e muito afecto, quero expressar os meus sinceros agradecimentos. O meu bem haja ao Citeforma e equipa: Nélia Lavos, Patrícia Pereira, Sara Gomes e Carlos Rangel.”

Rede Valorizar, dos Açores, em formação prática no Citeforma Quatro formadores e um técnico da Rede Valorizar, sistema de reconhecimento e validação de competências académicas e profissionais da Região Autónoma dos Açores, estiveram em formação prática, durante uma semana, no Citeforma. Procuravam conhecer, na prática, o funcionamento do sistema de RVCC escolar como nos explicou Catarina Azevedo, formadora “Tínhamos o referencial, fizemos uma formação de três dias com a ANQ, muito teórica e abstracta sobre “O que é o funcionamento do CNO” mas não sabíamos bem como aplicá-lo e o referencial é uma coisa muito assustadora inicialmente… Sabíamos que o Citeforma era uma instituição que tinha o sistema de RVCC e estava vocacionada para áreas como a contabilidade ou o secretariado que, à partida, mesmo para a vertente profissional teria mais a ver com o nosso contexto”. Numa fase de arranque do projecto, admitem ainda algumas dificuldades não só em termos de instalações e de condições como também de articulação com as outras entidades e ilhas. No final da semana, mostravam-se muito satisfeitos com o trabalho de acompanhamento efectuado pelos técnicos do CNO: “Estamos muito satisfeitos, porque houve uma preocupação da equipa que nos recebeu em que acompanhássemos todo o processo, desde a fase de recepção dos candidatos, às sessões a que tivemos a possibilidade de assistir. Apesar

de trabalharmos com uma realidade muito diferente, esta experiência permitiu-nos recolher ideias ao nível da organização e da implementação do processo. Referiram-nos, é certo, que já passaram por etapas em que funcionaram menos bem. Mas nitidamente vê-se que já atingiram um nível de maturidade organizacional e de execução. Desenvolveram muitas ferramentas de apoio ao funcionamento do vosso CNO. Também foi bom, para nós, ver que há outro tipo de candidatos, outro tipo de contextos. O Citeforma recebe mais uma equipa de Técnicos desta Rede, no final de Março, para nova semana de formação prática.

07


FORMAÇÃO

citeinforma

A formação como romance e viagem do próprio leitor. Era pois com um duplo objectivo de formação pelo lúdico da ficção e de formação pela leitura, que estes romances eram escritos e recebidos. E conseguiam-no, por seu lado, recorrendo a dois artifícios complementares: o relato de uma viagem, a que o protagonista em formação era sujeito, enfrentando aventuras e superando desafios; e a invenção de um espaço-tempo alternativo, como se de uma realidade paralela se tratasse, um mundo de em-vez-de, a solicitar reflexão e consentânea narração: pensar para contar e aprender. Ora, com a generalização do ensino escolar e da pedagogia formal, constituída por um corpo de leituras obrigatórias, a maior parte das vezes de pendor clássico, é natural que este tipo de representação tenha perdido quer a sua utilidade, quer o Na história do romance enquanto género literário, há um tipo de obra de longa tradição e

seu impacto social. Curioso é que nos dias que correm, o termo “formação” volte a

reconhecimento assinalável, mas acerca de cuja classificação os teóricos nunca chegaram

ser convocado para o lado onde estão as experiências de vida, isto com a formação

a consenso. Falamos do “romance de formação”, o qual é entendido por uns como uma

de adultos e de activos, e para o lado da inovação e da mudança, com a formação de

simples “forma” de construção narrativa, sem particular definição no que diz respeito ao

jovens, e também ainda para onde as práticas de ensino instituído claudicaram.

conteúdo, ao passo que outros lhe apontam elementos tão vincados, da linguagem à

Vêm estas reflexões a propósito da experiência das visitas de estudo que, durante

caracterização das personagens, que chegam a considerá-lo como uma “espécie” ou mesmo

o último trimestre de 2009, o Citeforma nos deu a feliz oportunidade de promover

um “subgénero”. O seu ponto alto foi a obra «Os Anos de Aprendizagem de Wilhelm Meister»

dentro do âmbito do Módulo de História das Artes, do Curso de Formação de Jovens

(1795), do gigante da literatura alemã J. W. Goethe, que no limite é simultaneamente

para Técnicos de Comunicação Multimédia. É que esta possibilidade de a formação

o momento inaugural e final da sua linhagem, já que foi a partir dele que se cunhou o

sair do seu quadro de desenvolvimento estabelecido, o centro, a sala, o posto, o

termo alemão «Bildungsroman» (de que “romance de formação” é a tradução), e também

guião, é claramente do mesmo cariz da simulação romanesca de uma outra realidade

porque foi olhando para ele como modelo acabado, que todos os sucessivos exemplos se

alternativa, fazendo da formação uma transformação por confronto com um real

constituiriam. Daí que em larga medida seja considerado, desde então, um tipo em crise, ou

que no limite é inventado pela iniciativa e pela viagem. E sucede que a visita de

pelo menos em acentuada mudança, isto ao ponto da extinção.

estudo é precisamente a encarnação da viagem como processo de formação que

O que nos interessa neste tipo ficcional é que ele tomava como tema – e o próprio

encontramos no Bildungsroman. A visita de estudo transforma-se assim, num reduto

nome o indica -, a formação do indivíduo, o protagonista, geralmente um jovem

do que há de episódico mas memorável, do que é digno de ser contado e narrado,

adulto. Porém, não sob o prisma da aprendizagem institucional, mas no âmbito de

do que fica para recordar, em oposição ao que é rotineiro e maquinal, e que, em

um processo de vida, no seio daquilo a que hoje se usa designar por experiência

esquecendo-se, logo fica como automatismo. São, concedamos, dois modos distintos

vivida. Sobretudo uma experiência que implicava transformação, e não uma mera

de formação. E reconhecemos também que nem a todas as matérias se permite a

transmissão tradicionalista de valores. Antes uma experiência de percurso único

viagem e a digressão. Mas esse é um privilégio das artes a que cai mal renegar. A

e pessoal, que alterava comportamentos e mentalidades. Neste sentido, era uma

visita de estudo faz da formação um romance, tal como a viagem fazia do romance

formação contra a tradição, contra o ensino instituído, contra o imobilismo da

um “romance de formação”.

sociedade. E estas representações romanescas tinham como intuito muito mais do Texto de João Borges da Cunha

que o retrato artístico e literário deste processo formativo, mas também a formação

Legislação sobre trabalho, solidariedade e segurança social Por Rogério Pacheco Declaração de Rectificação n.º 86/2009 de 23 de Novembro Rectifica o Decreto-Lei n.º 295/2009, de 13 de Outubro, do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, que no uso da autorização legislativa concedida pela Lei n.º 76/2009, de 13 de Agosto, altera o Código de Processo do Trabalho, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 480/99, de 9 de Novembro, publicado no Diário da República, 1.ª série, n.º 198, de 13 de Outubro 2009.

outras prestações sociais atribuídas pelo sistema de segurança social e das pensões do regime de protecção social convergente para o ano de 2010 e revoga a Portaria n.º 1514/2008, de 24 de Dezembro. Portaria n.º 1460-C/2009 de 5 de Janeiro Aprova o modelo do formulário para a acção de impugnação judicial da regularidade e licitude do despedimento.

Decreto-Lei n.º 323/2009 de 24 de Dezembro Aprova um regime extraordinário de actualização de pensões e de outras prestações indexadas ao indexante dos apoios sociais para 2010.

Decreto-Lei n.º 5/2010 de 15 de Janeiro Actualiza o valor da retribuição mínima mensal garantida para 2010.

Portaria n.º 1452/2009 de 29 de Dezembro Define os códigos de actividade económica (CAE) correspondentes a várias actividades.

Resolução do Conselho de Ministros n.º 5/2010 de 20 de Janeiro Aprova a Iniciativa Emprego 2010, destinada a assegurar a manutenção do emprego, a incentivar a inserção de jovens no mercado de trabalho e a promover a criação de emprego e o combate ao desemprego.

Decreto-Lei n.º 324/2009 de 29 de Dezembro Modifica, transitoriamente, durante o ano de 2010, o prazo de garantia para acesso ao subsídio de desemprego.

Portaria n.º 54/2010 de 21 de Janeiro Fixa o valor mensal da bolsa de formação devida aos internos que preencham vagas preferenciais.

Lei n.º 119/2009 de 30 de Dezembro Primeira alteração à Lei n.º 110/2009, de 16 de Setembro, que estabelece uma nova data para a entrada em vigor do Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social.

Portaria n.º 55/2010 de 21 de Janeiro Regula o conteúdo do relatório anual referente à informação sobre a actividade social da empresa e o prazo da sua apresentação, por parte do empregador, ao serviço com competência inspectiva do ministério responsável pela área laboral.

Portaria n.º 1457/2009de 31 de Dezembro Actualiza o valor de referência e o montante do complemento solidário para idosos e revoga a Portaria n.º 1547/2008, de 31 de Dezembro.

Portaria n.º 99/2010 de 15 de Fevereiro Estabelece uma medida excepcional de apoio ao emprego para o ano de 2010 que se traduz na redução de um ponto percentual da taxa contributiva a cargo da entidade empregadora.

Portaria n.º 1458/2009de 31 de Dezembro Estabelece as normas de execução da actualização transitória das pensões e de

07


citeinforma

FORMAÇÃO PARA ACTIVOS - Formação Contínua FIM

Técnicas Administrativas - EFA

06-04-2010

17-06-2011

1970 h

L

Isento

Técnicas Administrativas - EFA

03-05-2010

14-11-2012

1970 h

PL

Isento

05-04-2010 06-04-2010 06-04-2010 06-04-2010 07-04-2010 08-04-2010 09-04-2010 10-04-2010 10-04-2010 10-04-2010 12-04-2010 12-04-2010 12-04-2010 12-04-2010 14-04-2010 14-04-2010 19-04-2010 20-04-2010 21-04-2010 24-04-2010 24-04-2010 03-05-2010 03-05-2010 03-05-2010 03-05-2010 03-05-2010 04-05-2010 08-05-2010 08-05-2010 08-05-2010 08-05-2010 12-05-2010 12-05-2010 13-05-2010 13-05-2010 15-05-2010 15-05-2010 15-05-2010 15-05-2010 15-05-2010 17-05-2010 17-05-2010 17-05-2010 17-05-2010 17-05-2010 24-05-2010 24-05-2010 25-05-2010 26-05-2010 27-05-2010 27-05-2010 27-05-2010 29-05-2010 29-05-2010 29-05-2010 05-06-2010 05-06-2010

27-05-2010 15-06-2010 28-04-2010 20-04-2010 08-06-2010 03-06-2010 16-06-2010 22-04-2010 08-05-2010 08-05-2010 13-05-2010 13-05-2010 13-05-2010 23-04-2010 23-04-2010 23-04-2010 28-04-2010 03-05-2010 07-05-2010 22-05-2010 22-05-2010 12-05-2010 12-05-2010 12-05-2010 12-05-2010 23-06-2010 12-05-2010 22-05-2010 03-07-2010 26-06-2010 29-05-2010 14-06-2010 23-07-2010 20-05-2010 02-06-2010 05-06-2010 10-07-2010 10-07-2010 10-07-2010 19-06-2010 02-06-2010 26-05-2010 02-06-2010 06-07-2010 30-06-2010 31-05-2010 02-06-2010 01-07-2010 07-07-2010 08-07-2010 08-07-2010 08-07-2010 24-07-2010 03-07-2010 24-07-2010 31-07-2010 10-07-2010

48h 25h 50 h 25 h 25 h   25 h   50h 17 h   25 h   25 h   50 h   50 h   25 h   35 h   25 h   25 h   25 h   25 h   42 h   25 h   25 h   25 h   25 h   25 h   25 h   85 h   25 h   17 h   50 h   50 h   25 h   25 h   50 h   25 h   50 h   25 h   50 h   50 h   50 h   25 h   50 h   25 h   50 h   50 h   25 h   25 h   25 h   25 h   25 h   50 h   25 h   25 h   50 h   25 h   50 h   50 h   25 h

PL PL PL PL PL PL PL S S PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL S S PL PL PL PL PL PL S S S S PL PL PL PL S S S S PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL S S S S S

Junho

Maio

Abril

Fiscalidade Aplicada Documentos multimédia Sistemas de gestão de bases de dados (SGBD) Software de Gestão de Pessoal Arquivo organização e manutenção Legislação fiscal Imposto sobre o Rendimento - IRS Encerramento de Contas - Aspectos Fiscais (IRC) Montagem de hardware Recursos humanos processamento de vencimentos Espanhol Inicial I Espanhol Inicial II Estatísticas das relações laborais Gestão de Conflitos em Grupos Animação no ponto de venda Portalegre Gestão informática de projectos Portalegre Introdução à WEB 2.0 Fundamentos gerais de higiene do trabalho Macromedia Dreamweaver Relacionamento interpessoal Técnicas de venda noções básicas Algoritmos Aplicações informáticas apresentações gráficas Gestão de stress e gestão de conflitos Portalegre Ms-Access Avançado Preparação para o exame de avaliação de acesso à CTOC Fundamentos gerais de segurança no trabalho Impostos Diferidos - Aspectos Contabilísticos e Fiscais Liderança e gestão de equipas Portalegre Marketing mix Plano oficial de contabilidade pública (POCP) Aplicações informáticas de contabilidade Modelos de Demosntrações Financeiras Comunicação Interpessoal e Assertividade Ergonomia do posto de trabalho Detecção de avarias Operar, em segurança, equipamento tecnológico, designadamente o computador Programação de sistemas distribuídos Web Services com.NET Raciocinar matematicamente de forma indutiva e de forma dedutiva Recursos humanos processamento de vencimentos Análise de sistemas Correio electrónico e gestão do tempo Criação de sites WEB Espanhol Intermédio II Língua inglesa serviço de cafetaria, balcão e mesa na restauração Gestão de conflitos Língua inglesa informação e orientação Portalegre Aplicações informáticas de contabilidade Língua inglesa no serviço de mesa/bar Inglês Elementar I - I Língua inglesa aplicada às práticas administrativas Língua inglesa no quotidiano Auditoria e controlo interno Gestão de stress e gestão de conflitos Programação em Java: AWT e Swing Programação em linguagem SQL Serviços de rede Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho - Identificação, avaliação e prevenção dos riscos de trabalho Língua inglesa comunicação oral e escrita Portalegre Recursos humanos – processos de recrutamento, selecção e admissão Sistema de Normalização Contabilística para as Pequenas Entidades Formação Pedagógica Inicial de Formadores Plano de emergência definição Cálculo Financeiro e Actuarial Desenvolvimento de Software na Web 2.0 Folha de cálculo funcionalidades avançadas Língua inglesa aplicada às práticas administrativas Técnicas de Apresentação e Expressividade Língua inglesa animação cultural Portalegre Programação em linguagem SQL

696 759 5449 653 707 575 5099 678 UC UC 614 385 694 3777 403 4365 804 507 4651

3780 4216 365 588 664 6216 5440 3775 5100 TIC-B3-A 3937 MV-B3-D 678 811 693 768 UC 3335 1531 3462 664 4214 CLC-LEI-1 5183 5144 622 4651 812 5106 5432

07-06-2010

16-06-2010

25 h

PL

657 677

09-06-2010 09-06-2010 12-06-2010 14-06-2010 17-06-2010 18-06-2010 21-06-2010 21-06-2010 22-06-2010 26-06-2010 28-06-2010 28-06-2010

22-06-2010 01-07-2010 31-07-2010 21-07-2010 07-07-2010 30-07-2010 08-07-2010 30-06-2010 08-07-2010 24-07-2010 07-07-2010 14-07-2010

25 h 25h 37,5 h   104 h   50 h   50 h   50 h   25 h   25 h   35 h   25 h   50 h  

PL PL S PL PL PL PL PL PL S PL PL

3787 UFCD 580 757 5183 3476 812

Inscrição em UFCD: Descontos para sócios do Sitese, reembolsos para formandos encaminhados por um CNO e isenção para desempregados Formação Co-Financiada pela União Europeia (Fundo Social Europeu) e pelo Estado Português (Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social). UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

DURAÇÃO HORÁRIO

INSCRIÇÃO

INÍCIO

GOVERNO DA REPÚBLICA PORTUGUESA Ministério do Trabalho e Solidariedade Social

Sócios Sitese

Não sócios

€52 €21 €42,5 €21 €21 €21 €42,5 €34 €32,5 €21 €42,5 €42,5 €21 €61,5

€80 €42,5 €85 €42,5   €42,5   €42,5 €85 €52,5 €65 €42,5 €85   €85 €42,5   €95   Isento Isento

€40,5 €21 €71,5 €21 €21 € 32,5 €21

€65 €42,5   €110   €42,5   €42,5   €65 €42,5  Isento

€21 €195 €21 €34

€42,5 €300 €42,5 €52,5 Isento

€42,5 €21 €21 €42,5 €21 €42,5 €32,5 €42,5 €62,5 €42,5 €21 €62,5 €21 €62,5 €42,5 €21 €21

€85 €42,5 €42,5 €85 €42,5 €85 €65 €85 €125 €85 €42,5 €125 €42,5 €125 €85 €42,5 €42,5 Isento

€21 €21 €42,5 €21 €21 €42,5 €21 €62,5 €62,5 €32,5

€42,5 €42,5 €85 €42,5 €42,5 €85 €42,5 €125 €125 €65

€21

€42,5 Isento

€21 €52 €218 €42,5 €42,5 €81 €21 €21 €61,5

€42,5 €80 €336 €85 €85 €125 €42,5 €42,5 €95 Isento

€62,5

€125

• Nota: datas previstas, sujeitas a confirmação • ABRIL A JUNHO DE 2010

UFCD

EFA

CURSO

CURSOS DE FORMAÇÃO

ABRIL A JUNHO DE 2010

CITE'IN'FORMA Nº43  

CITE'IN'FORMA Nº43 - 2º trimestre 2010

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you