Page 1

Setembro 2008

nº. 37

Distribuição gratuita www.citeforma.pt gcm@citeforma.pt

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

06

05

03

Responsáveis de Organismos da Administração Pública dos PALOP visitam Citeforma

03 Primeiras Certificações de Nível Secundário

05 Protocolo com a APOTEC

06

GOVERNO DA REPÚBLICA PORTUGUESA Ministério do Trabalho e Solidariedade Social

citeinforma

2008

Formação 2009

Dupla Certificação


NOTÍCIAS

citeinforma nota editorial A partir do momento em que a sociedade actual declara o saber como sua característica central e dominante a formação ganha importância acrescida. Em face desta situação, a Iniciativa Novas Oportunidades representa um novo impulso no caminho da qualificação dos portugueses. Pretende-se mobilizar os nossos melhores esforços e energias no sentido de combater o défice de qualificação escolar e profissional, intervindo na população jovem, de forma a prevenir o abandono escolar, a saída antecipada e precoce dos sistemas de educação e formação e a entrada no mercado de trabalho sem qualificação adequada. A generalização do acesso e conclusão do ensino secundário constitui-se como objectivo a alcançar, possibilitando que os trajectos de qualificação garantam, em simultâneo, uma certificação escolar e profissional. O Citeforma tem vindo a desempenhar um papel central na execução da Iniciativa Novas Oportunidades, designadamente através do seu Centro de Novas Oportunidades (CNO), certificando competências, aumentando as qualificações e orientando para a frequência de percursos flexíveis (modulares e capitalizáveis) de educação e formação. Ao longo da humanidade, a aprendizagem e o conhecimento sempre foram uma muralha contra a exclusão e a marginalização, e sobretudo, os maiores e mais determinantes factores de competitividade das organizações, empresas, economia e sociedade e, ainda, da inovação. Ana Paula Antunes Vogal do Conselho de Administração do Citeforma

Formandos visitam Jerónimos e Palácio da Ajuda Inserido no Módulo de Português, os formandos do 2º ano do curso de Técnico de Apoio à Gestão visitaram, no final de Junho, o Palácio da Ajuda e o Mosteiro dos Jerónimos. De acordo com Manuela Silva, a formadora que os acompanhou, “esta é uma forma interessante de os fazer trabalhar temas da nossa história. Cada um deles ficou com a tarefa de se documentar sobre determinados aspectos que iriam estar em foco durante a visita e partilhar essa informação com os colegas.” O tipo de construção de ambos os edifícios, a decoração interior e a vida social da época foram temas animadamente debatidos durante a visita.

Encontro InterCNOS na Escola Secundária Eça de Queirós

DIRECÇÃO Agostinho Castanheira | REDACÇÃO E FOTOGRAFIA Tânia Fernandes PAGINAÇÃO Orange | IMPRESSÃO LouresGráfica | COLABORAM NESTA EDIÇÃO Dulce Matos, Fernando Cordeiro, Isabel Pedrosa e Rogério Pacheco PROPRIEDADE CITEFORMA – Centro de Formação Profissional dos Trabalhadores de Escritório, Comércio, Serviços e Novas Tecnologias TELEFONE 21 799 45 60 | FAX 21 799 45 66 | E-MAIL gcm@citeforma.pt | http://www.citeforma.pt TIRAGEM 2000 exemplares | DEPÓSITO LEGAL 139409/99

citeinforma

Setembro’08

O Citeforma participou num encontro InterCNOS, promovido pela Escola Secundária Eça de Queirós, em Lisboa, no passado dia 1 de Julho. Liliana Esteves e Rita Santos, Técnicas do CNO do Citeforma puderam, desta forma, apresentar a oferta formativa disponível, assim como partilhar metodologias de funcionamento.


Os cursos de dupla certificação (escolar e profissional) continuam a ser a aposta do Citeforma para 2009. O Centro procura, desta forma, dar resposta aos compromissos assumidos no âmbito do Programa Novas Oportunidades e assegurar as necessidades de aperfeiçoamento profissional dos trabalhadores de escritório, comércio, serviços e novas tecnologias. “O Citeforma pretende continuar a optimizar a sua oferta, conjugando uma boa resposta às necessidades de formação do nosso público-alvo com a disponibilização de oportunidades de acesso à dupla certificação” refere Agostinho Castanheira, Director do Citeforma, acrescentando que “nesse campo, pretende-se dar cada vez mais ênfase à articulação com o CNO, tentando que as respostas formativas do Centro constituam, igualmente, respostas a encaminhamentos de processos de diagnóstico efectuados no âmbito do CNO”

b) Unidades Modulares de Curta Duração: Acções de formação com a duração de 25h ou 50h, que podem ser capitalizáveis para a obtenção de qualificações (escolares e/ou profissionais) constantes do Catálogo Nacional de Qualificações. c) Processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências: Destina-se a todas as pessoas que ao longo da sua vida foram adquirindo experiência e conhecimentos, escolares e não escolares, permitindo assim que estas vejam as suas aprendizagens reconhecidas e obtenham um diploma escolar do 4º, 6º ou 9º ou 12º ano de escolaridade. O Citeforma reconhece também competências na área profissional, como é o caso do Técnico de Contabilidade. Brevemente estarão disponíveis processos de certificação de competências em outras profissões da área administrativa.

Os candidatos podem aceder à formação por duas vias, de acordo com os seus objectivos: I. Qualificação Escolar e/ ou Profissional A Qualificação Escolar e/ ou Profissional pode ser obtida através do Centro

II. Aperfeiçoamento Profissional O Citeforma continua a desenvolver alguma formação “em matérias ainda não contempladas no Catálogo Nacional de Qualificações”, como nos explica Cristina Tavares, responsável pelo Departamento de Formação do Citeforma.

Novas Oportunidades do Citeforma. Uma vez inscrito, o candidato é sujeito a um diagnóstico do qual resulta um encaminhamento adequado ao seu percurso profissional, às suas expectativas, motivações, interesses e perspectivas de futuro. Neste âmbito, o Citeforma disponibiliza algumas soluções: a) Cursos de Educação e Formação de Adultos: Destinados a activos desempregados com mais de 18 anos. Permitem obter equivalência ao 12º ano e certificação profissional de nível III.

Está um fase de conclusão um Diagnóstico de Necessidades de Formação para o período 2007-2010, sobre as regiões em que o Citeforma se encontra presente (Lisboa e Alentejo) e desse trabalho foram já retirados alguns dados relativos à “manutenção das competências profissionais daqueles que se encontram em exercício” acrescenta Cristina Tavares. Com base nestes dados, e nos dados de execução do plano de 2008, foram planeadas algumas acções de formação que se destinam ao aperfeiçoamento profissional dos activos.

Em 2009, o Citeforma ministra formação destinada a activos nos perfis profissionais das áreas de: - Contabilidade - Apoio à Gestão - Administrativa - Secretariado

- Programação de Informática - Instalação e Gestão de Redes - Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Acções de dupla certificação!

Responsáveis de Organismos da Administração Pública dos PALOP visitam Citeforma No âmbito de uma visita ao Instituto do Emprego e Formação Profissional, um grupo de responsáveis de organismos da administração pública dos PALOP e Timor-Leste visitaram, no passado dia 8 de Setembro, o Citeforma. Para José Alberto Leitão, responsável pelo Departamento de Formação do IEFP, esta deslocação ao Citeforma mostrou-se vantajosa, uma vez que permitiu fazer não só uma intervenção de enquadramento do Sistema Nacional de Qualificações como facilitar aos participantes o contacto com um Centro de Formação Profissional da rede de Centros do IEFP e, consequentemente, mostrar como funciona um dos muitos Centros Novas Oportunidades. Agostinho Castanheira, Director do Citeforma explicou a forma como, na prática, as orientações provenientes da Iniciativa Novas Oportunidades são implementadas, tanto na vertente da formação como na dos processos de reconhecimento, validação e certificação de competências: quem pode delas beneficiar, de que forma, o tempo de duração dos processos, etc… No final os visitantes tiveram ainda a oportunidade de esclarecer algumas dúvidas, nomeadamente sobre a articulação entre o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social e o Ministério da Educação.

03

citeinforma

FORMAÇÂO 2009

Formação 2009 - Dupla Certificação


citeinforma

FORMAÇÃO 2008

Formação 2008 Adultos Está prevista, para o final de Outubro, uma acção de Educação-Formação de Adultos na área da Contabilidade. Decorre em horário pos-laboral e tem uma duração até 1240h (com possibilidade de dispensa de módulos através de processos de RVCC). A frequência é gratuita. Informações e inscrições através do Centro Novas Oportunidades do Citeforma: 217994560 cno@citeforma.pt Técnico de Contabilidade Curso de Educação e Formação de Adultos. Curso de dupla certificação: 12º ano de escolaridade e saída profissional de Técnico de Contabilidade. De 27-10-2008 a Junho de 2010 Destinatários: Pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, com o 11º ano de escolaridade, activos desempregados, à procura do primeiro emprego ou novo emprego. Jovens O Citeforma inicia no último trimestre seis acções de formação destinadas a jovens até aos 25 anos, à procura do 1º emprego. Os cursos decorrem em horário laboral, a frequência é gratuita e os formandos têm direito a bolsa de formação, subsídio de transporte e subsídio de refeição nos termos da legislação em vigor. Informações e inscrições através da Secretaria do Citeforma: 217994560 geral@citeforma.pt Técnicas Administrativas Curso de Educação e Formação de jovens – Tipo 7. O curso confere Certificado de Aptidão Profissional (CAP) – Técnico(a) Administrativo(a) De 29-09-2008 a Novembro de 2009 Destinatários: Jovens até aos 25 anos, à procura do 1º emprego ou novo emprego, com o 12º ano de escolaridade.

Programador (a) Curso de Educação e Formação de jovens – Tipo 7. De 15-12-2008 a Janeiro de 2010 Destinatários: Jovens até aos 25 anos, à procura do 1º emprego ou novo emprego, com o 12º ano de escolaridade. Técnico de Gestão Curso de Especialização Tecnológica. O curso confere Certificação de nível 4 UE. De 06-10-2008 a Setembro de 2009 Destinatários: Jovens à procura do primeiro emprego, com o ensino secundário completo e com uma qualificação profissional de nível 3 da área.

Técnico de Secretariado Curso de Educação e Formação de jovens – Tipo 7. O curso confere Certificado de Aptidão Profissional (CAP) de Técnico(a) de Secretariado – nível 3 UE De 03-11-2008 a Outubro de 2009 Destinatários: Jovens até aos 25 anos, à procura do 1º emprego ou novo emprego, com o 12º ano de escolaridade.

Técnico(a) Especialista em Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Curso de Especialização Tecnológica. O curso confere Certificação de nível 4 UE. De 03-11-2008 a Setembro de 2009 Destinatários: Jovens à procura do primeiro emprego, com o ensino secundário completo e com uma qualificação profissional de nível 3 da área.

Técnico de Contabilidade Curso de Educação-Formação de Jovens - tipo 7. O curso confere Certificado de Aptidão Profissional (CAP) de Técnico(a) de Contabilidade – nível 3 UE. De 02-12-2008 a Dezembro de 2009 Destinatários: Jovens até aos 25 anos, à procura do 1º emprego ou novo emprego, com o 12º ano de escolaridade.

Visita Museu Oriente A exposição “Presença Portuguesa na Ásia” perspectiva historicamente o séc XV português até aos nossos dias, a partir da construção de uma utopia oriental, baseada no comércio, na missionação e no encontro de culturas. Percorrer este espaço do Museu do Oriente é apreciar uma selecção de biombos chineses, estátuas em granito, desenhos, porcelanas brasonadas, mobiliário, têxteis, ourivesaria, pinturas e marfins – que documentam o estabelecimento do Império Português do Oriente, centrado em Goa. A visita guiada proporcionada ao grupo de Formandos do curso de “Técnico de Secretariado”, modalidade EFJ, foi extremamente surpreendente para todos, pela evidência com que a organização da exposição transmite a rota da madrepérola, a cultura do império do Meio descoberto pelos Portugueses, bem como o comércio de produtos de luxo e o impulso da acção missionária no início da igreja Cristã na China. A concluir, pudemos conhecer bem os objectivos dos Portugueses ligados à expansão do cristianismo face ao panteísmo da Ásia, e à implementação da cultura ocidental aniquilando aspectos muito fechados, “mesquinhos” dos costumes orientais. Texto de Isabel Pedrosa

04


O Centro Novas Oportunidades do Citeforma certificou, no passado dia 7 de Julho, os primeiros cinco candidatos ao processo de reconhecimento, validação e certificação de competências de nível secundário (12º ano). “Tratase de um processo iniciado no final do ano passado, pioneiro e muito exigente, tanto para os candidatos como para a equipa que os acompanha. Esta sessão prova que as dificuldades inerentes a um projecto novo foram ultrapassadas e que se conseguiu levar o trabalho a bom termo” referia Agostinho Castanheira, Director do Citeforma durante a sessão de abertura. Testemunho dos candidatos Raul Faustino tem 60 anos e é Analista Programador de Informática numa multinacional. Concluiu o processo de RVCC de nível básico em Março de 2007, sem qualquer necessidade de formação complementar e candidatou-se ao processo de nível secundário quando abriram inscrições “Inicialmente, o processo é difícil. Os documentos que temos de ler são pouco acessíveis e o nível de exigência é muito elevado” refere o candidato, acrescentando que “as sessões de esclarecimento foram muito úteis num processo que foi sobretudo de reconhecimento”. Para este candidato, o certificado tem um valor pessoal muito significativo. “Gostava de evoluir profissionalmente e, quem sabe, abrir o meu próprio negócio nesta área!” concluiu. Rui Moreira, de 48 anos, completou o processo de reconhecimento em apenas cinco meses. Para Susana Gonçalves, coordenadora do CNO do Citeforma, “É um dos casos que acompanhámos em que se comprova que uma experiência profissional rica facilita a validação de competências adquiridas ao longo do tempo”. Rui começou a trabalhar como colaborador externo de segurança e ao fim de algum tempo teve a oportunidade de assumir funções na área administrativa. Ao seu portfolio adicionou um documento de que muito se orgulha: “É uma carta de agradecimento de Hillary Clinton” refere Rui Moreira. “Na altura trabalhava na área de relações públicas e fui eu quem a acompanhou a quando da sua deslocação a Portugal”. Sobre o processo, Rui salienta a orientação e o rigor “para quem deixou de estudar há tanto tempo como eu, foi importante voltar a ter um método de trabalho e de estudo”. Entre os seus projectos para o futuro consta uma Licenciatura, preferencialmente, na modalidade de e-learning, em Sociologia do Trabalho. Para informações sobre os processos de RVCC de nível básico, nível secundário ou profissional, é favor contactar Bárbara Gomes através do 217994560 ou cno@citeforma.pt.

Citeforma assina protocolo com Casa do Concelho de Ponte de Lima O CNO do Citeforma assinou, no dia 2 de Julho, no âmbito do Centro Novas Oportunidades, um acordo de cooperação com a Casa do Concelho de Ponte de Lima. Elevar os níveis de qualificação escolar e profissional dos sócios, amigos e familiares que frequentam aquela entidade é o principal objectivo da assinatura deste protocolo. No âmbito da assinatura o Citeforma compromete-se a assegurar a recepção, acompanhamento e encaminhamento de candidatos ao processo de RVCC escolar e profissional provenientes desta entidade. Trata-se de um acordo inovador na medida em que é assinado com uma associação de índole cultural.”Sabemos que a Casa do Concelho de Ponte de Lima tem como objectivo a promoção da cultura desta vila a todas as pessoas provenientes da região, que residem na capital e nesse âmbito desenvolve inúmeras actividades de confraternização” admite Agostinho Castanheira, Director do Citeforma, acrescentando que “é de louvar, por isso, o interesse também em mobilizar as pessoas que aqui se encontram para outros aspectos de grande importância, como a qualificação escolar e profissional”. João Gonçalves, Presidente da Casa do Concelho de Ponte de Lima acredita que “esta será uma mais valia para os nossos associados e estamos muito satisfeitos por conseguir diversificar a nossa oferta além da conhecida vertente cultural, como é o rancho folclórico e os cavaquinhos”.

05

citeinforma

CNO – Centro Novas Oportunidades

CNO Certificações de Nível Secundário


citeinforma

CNO – Centro Novas Oportunidades

CNO

Acordo com a APOTEC

A assinatura de um acordo de colaboração entre o CNO do Citeforma e a APOTEC (Associação Portuguesa de Técnicos de Contabilidade) no dia 9 de Setembro, pretende trazer mais pessoas ao processo de RVCC, através dos cerca de 7000 associados desta instituição. “Achamos uma ideia interessante. Como instituição de utilidade pública, consideramos que é também nosso dever facilitar este tipo de informações às pessoas com as quais temos contacto” refere Manuel Patuleia, Presidente da Direcção Central da APOTEC. “Estamos sempre abertos a este tipo de parcerias!”. Juntamente com a direcção da APOTEC, os técnicos do CNO irão promover uma ampla divulgação desta iniciativa juntos dos associados da instituição e garantir o acesso aos processos de RVCC de todos os candidatos interessados. Acordo com a Nucase Foi assinado, no início de Setembro, um acordo de colaboração entre o CNO do Citeforma e a Nucase, empresa que actua nas áreas da contabilidade, gestão administrativa de recursos humanos, consultoria de gestão e consultoria fiscal. “Trata-se de uma empresa com a qual já temos tido contacto através do Gabinete de Psicologia do Citeforma e do processo de colocação de jovens em estágio” refere Susana Gonçalves, responsável pelo Gabinete de Psicologia e Coordenadora do CNO. “Certificámos também, recentemente, no nível secundário um candidato proveniente desta empresa e, naturalmente, esta oportunidade acabou por surgir. A empresa mostrou-se interessada em estabelecer um protocolo connosco.” A Nucase encontra-se no mercado há 30 anos e tem cerca de 180 colaboradores.

Fiscalidade – Por Fernando Cordeiro «Educação Fiscal»

sobrecarregados, contrariamente aos rendimentos obtidos pela aplicação de

Na pagina da DGCI (http://www.dgci.min-financas.pt/pt/dgci/noticias/

capitais, originando injustiças entre os cidadãos.

destaques/NEWS__educacao_fiscal.htm), encontrámos o conteúdo de uma

Contudo, não é pela via da fuga ao pagamento dos impostos que se modifica

exposição temática sobre a educação fiscal.

a situação. Pelo contrário. A evasão e fraude fiscal só podem ser associados

Há bem pouco tempo, um cidadão comum tinha, por convicção, que os

a uma maior carga fiscal sobre quem paga impostos. E, portanto, a um

impostos eram mal aplicados, muitas das vezes desbaratados. Via o Estado

acumular de injustiças fiscais.

como um ente estranho, hostil, explorador. Por outro lado, tinha a ideia que

Daí que urge desenvolver um outro tipo de cultura. Que deveria passar pelos

os grandes do país pouco ou nada pagavam.

primeiros anos de escola e continuar durante a formação dos cidadãos. Como

Daí a associação da fuga ao pagamento de impostos à ideia da sobrevivência.

referem os autores da exposição citada:

Ainda recentemente numa entrevista na televisão alguém argumentava que

Cremos que é possível colaborar no desenvolvimento das capacidades que intervêm

se poderia considerar legítimo o facto de um canalizador omitir os seus

na formação ética do cidadão, especialmente enquanto jovens. Esta convicção

proveitos, não passando factura. Dizia o entrevistado que tal atitude lhe

leva-nos a unir esforços na formação de um futuro cidadão crítico e participativo;

permitia manter o seu posto de trabalho e, consequentemente, sobreviver.

um cidadão que se pretende responsável e que contribua para a construção de

É certo que a carga fiscal suportada pelos cidadãos não tem sido igual para

uma sociedade que se pretende cada vez mais justa, solidária, livre, e integrada no

todos. Há rendimentos, como os do trabalho dependente, que têm sido

espaço democrático de uma Europa que todos temos de ir construindo.

06


citeinforma

APONTAMENTO CULTURAL

Apontamento Cultural Recuperar a Claridade de cada um tornadas universais equilibram-se harmoniosamente: “Os círios da Páscoa/ estão acesos em todas as casas/ Já não importa/ a religião de quem lá mora/ A luz que distingue o bem do mal/ tem uma origem só/ a esperança de cada um/ tornou-se universal!”. Ao longo do livro são visíveis sinais (a que o poeta prefere chamar “encontros”) de Miguel Torga com a sua forte dimensão telúrica, a coexistência dos três reinos – animal, vegetal e mineral – a que não é alheia a origem de ambos os artistas – Trás-os-Montes e Beira Alta. Outro segundo “encontro” será com António Gedeão que tal como Joaquim Carvalho foi professor de química e só começou a publicar poesia depois dos 50 anos. O uso da linguagem científica e técnica, que este levou para o domínio poético constituiu não só uma novidade como também um enriquecimento para o mundo da poesia, é algo que decorre com frequência da pena do autor. O terceiro “encontro” centra-se em Cesário Verde no tema do quotidiano. O nosso sempre amado poeta-pintor que tanto cantou a cidade de Lisboa, as suas ruas, vielas e becos, destacando quem nelas caminhava, ofereceu-nos uma galeria de tipos humanos em que obreiros e obreiras são protagonistas e a quem deu alma e dignidade. Joaquim Carvalho ao escolher o amolador – figura típica das ruas de Lisboa com o seu pregão tradicional – segue a senda de Cesário enaltecendo não só a capacidade de trabalho, mas também a coragem e a persistência de que se faz acompanhar. É, indubitavelmente, um verdadeiro preito de homenagem a quem luta pela sobrevivência! “A fome incita ao grito…/ O homem da roda/ afia as lâminas/ no perpétuo vazio do esmeril gasto/ na esperança de acalmar a fome/ que lhe desbasta a vida./ O homem-peregrino vai atrás…/ Não se deixa soçobrar!.../ Descobre cânticos ancestrais/ E canta!... Canta!”

O título da obra, que é simultaneamente uma síntese do propósito do autor, é-nos remetido por este em “quando o fim do caminho surgir,/ todos os dias serão claros./ Até a noite será clara…/ Tudo será ofuscantemente claro!” Ele admite que algo possa vir a perturbar essa clareza e essa transparência e no seu empenhamento não hesita em nos indicar como vencer os obstáculos: “há que ceifar rente a morte/ E, com alegria,/ recuperar a claridade/ que as nuvens escondem”. Nesta sua busca incessante e voluntariosa pela luz, o poeta não está sozinho começando por admitir que “os poetas/ são os confessores/ do universo:/ compreendem/ cada som,/ cada forma,/ cada gesto…” E também são os arautos do Amor em toda a sua plenitude. Assim quando afirma “Hoje/ apetece-me viajar/ por dentro das palavras que mais gosto./ Pai, mãe, irmão, mulher, filho, amigo, saudade” assume que a Claridade, a Luz têm de estar irmanadas com o sentimento do Amor. E esta função ficaria, sem dúvida, incompleta se a componente mística estivesse ausente. A fé de cada um e a esperança

Recuperar a Claridade, de Joaquim Carvalho – poemas acompanhados de 9 imagens do projecto “ecos de tantos gritos” – pintura sobre fotografia de obras do autor. Pangeia Editores – Lisboa 2008 Texto de Dulce Matos

Legislação sobre trabalho, solidariedade e segurança social Por Rogério Pacheco Portaria n.º 413/2008 de 9 de Junho Aprova o modelo de requerimento do complemento solidário para idosos. Revoga a Portaria n.º 98-A/2006, de 1 de Fevereiro.

aprovando medidas de protecção e reforço das condições de exercício da actividade de guarda-nocturno e cria o registo nacional de guardas-nocturnos. Lei n.º 36/2008 de 4 de Agosto Autoriza o Governo a alterar o Estatuto da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas

Portaria n.º 425/2008 de 16 de Junho Procede à actualização extraordinária dos montantes das prestações por abono de família para crianças e jovens e por abono de família pré-natal. Decreto-Lei n.º 105/2008 de 25 de Junho Institui medidas sociais de reforço da protecção social na maternidade, paternidade e adopção integradas no âmbito do subsistema de solidariedade e altera o Decreto-Lei n.º 154/88, de 29 de Abril.

Decreto Regulamentar n.º 17/2008 de 26 de Agosto Procede à segunda alteração do Decreto Regulamentar n.º 3/2006, de 6 de Fevereiro, que regulamenta o Decreto-Lei n.º 232/2005, de 29 de Dezembro, através do qual é criado o complemento solidário para idosos no âmbito do subsistema de solidariedade.

Decreto-Lei n.º 114/2008 de 1 de Julho Procede à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 310/2002, de 18 de Dezembro,

Lei n.º 53/2008de 29 de Agosto Aprova a Lei de Segurança Interna.

07


citeinforma

CURSOS DE FORMAÇÃO

Outubro a Dezembro de 2008 FORMAÇÃO PARA Jovens Curso Técnico de Gestão – Curso de Especialização Tecnológica Técnico de Secretariado – Curso de Educação-Formação de Jovens - tipo 7. Técnico(a) Especialista em Gestão de Redes e Sistemas Informáticos – Curso de Especialização Tecnológica Técnico de Contabilidade – Curso de Educação-Formação de Jovens  - tipo 7. Programador (a) – Curso de Educação e Formação de jovens – Tipo 7.

Início

Fim

Duração

Horário

06-10-2008

09-2009

1560 h

Laboral

03-11-2008

10-2009

1505 h

Laboral

03-11-2008

09-2009

1500 h

Laboral

02-12-2008

12-2009

1655 h

Laboral

15-12-2008

01-2010

1655 h

Laboral

Início

Fim

Duração

Horário

10-10-2008

05-2010

2585 h*  

PL

27-10-2008

06-2010

2585 h*  

PL

FORMAÇÃO PARA ACTIVOS – Educação Formação de Adultos Curso Técnico de Contabilidade ( EFA ) – (Portalegre) Curso de dupla certificação: 12º ano de escolaridade e saída profissional de Técnico de Contabilidade.

Técnico de Contabilidade ( EFA ) Curso de dupla certificação: 12º ano de escolaridade e saída profissional de Técnico de Contabilidade. * possibilidade de dispensa de módulos através de processos de RVCC

FORMAÇÃO PARA ACTIVOS - Formação Contínua

Contabilidade e Fiscalidade

Desenvolvimento Pessoal Direito Formação de Formadores Gestão e Administração

Informática para Técnicos

Informática para Utilizadores

Línguas

Segurança e Saúde no Trabalho

Curso Contabilidade e Gestão Administrativa II Fiscalidade * 1. Imposto sobre o Rendimento – IRS 2. Imposto sobre o Valor Acrescentado – IVA 3. Imposto sobre o Rendimento – IRC 4. Imposto sobre o Património Auditoria Fiscal Plano Oficial de Contabilidade Pública Sistema de Normalização Contabilística para as Pequenas Entidades Encerramento Anual de Contas Consolidação de Contas Controlo e Planeamento Financeiro Sistemas de Custeio Contas do Plano Oficial de Contabilidade Pública Gestão Orçamental Técnicas de Apresentação e Expressividade Liderança e Trabalho em Equipa (Portalegre) Liderança e Trabalho em Equipa Função Pessoal - Legislação Laboral Formação Pedagógica de Formadores à Distância Gestão Integrada de Recursos Humanos Legislação Laboral Recursos Humanos - Processamento de Vencimentos Fundamentos Gerais de Higiene do Trabalho Programação em Linguagem SQL - Avançada Redes de Computadores (Avançado) Programação de Sistemas Distribuídos - Java para a Web Programação em ASP .NET Avaliação das Necessidades de Rede numa Organização Criação de Sites Web Análise de Sistemas Políticas de Segurança Servidor de Correio Electrónico Folha de Cálculo - Funcionalidades Avançadas (Portalegre) Gestão de Projectos ( Project ) Apresentações Electrónicas ( Power Point ) Folha de Cálculo - Funcionalidades Avançadas VBA - Excel e Access MS - Access Avançado Inglês Avançado * 1. Língua Inglesa 2. Atendimento - Inglês Técnico Inglês Elementar I * 1. Inglês Elementar I - I 2. Língua Inglesa - Técnicas de Escrita Espanhol Inicial I Espanhol Intermédio I Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Segurança , Higiene e Saúde no Trabalho – Socorrismo (Portalegre) Segurança , Higiene e Saúde no Trabalho - Ambiente (Portalegre)

Início

Fim

01-10-2008 01-10-2008 01-10-2008 14-10-2008 06-11-2008 Jan 2009 02-10-2008 18-10-2008 18-10-2008 25-10-2008 08-11-2008 08-11-2008 17-11-2008 22-11-2008 27-11-2008 25-10-2008 27-10-2008 08-11-2008 03-11-2008 10-10-2008 02-10-2008 23-10-2008 17-11-2008 15-12-2008 06-10-2008 14-10-2008 25-10-2008 25-10-2008 28-10-2008 03-11-2008 10-11-2008 11-11-2008 11-12-2008 01-10-2008 22-10-2008 27-10-2008 11-11-2008 25-11-2008 26-11-2008 01-10-2008 01-10-2008 Jan 2009 01-10-2008 01-10-2008 Jan2009 08-10-2008 08-10-2008 27-10-2008 24-11-2008 10-12-2008

15-07-2009 31-12-2008 13-10-2008 05-11-2008 02-12-2008 31-12-2008 15-11-2008 22-11-2008 13-12-2008 29-11-2008 29-11-2008 11-12-2008 20-12-2008 16-12-2008 29-11-2008 05-11-2008 29-11-2008 10-12-2008 13-12-2008 15-03-2009 13-11-2008 12-12-2008 02-01-2009 22-10-2008 27-10-2008 20-12-2008 20-12-2008 10-11-2008 19-11-2008 26-11-2008 10-12-2008 29-12-2008 16-10-2008 04-11-2008 07-11-2008 24-11-2008 19-12-2008 11-12-2008 30-01-2009 17-12-2008 30-01-2009 17-12-2008 04-11-2008 04-11-2008 10-11-2008 09-12-2008 23-12-2008

Duração Horário UFCD 350 h 175 h   25 h 50 h 50 h 50 h 75 h 25 h 37,5 h 48 h 32 h 32 h 25 h 25 h 25 h 35 h 25 h 25 h 50 h 164 h 95 h   25 h 25 h 25 h 50 h 25 h 50 h 50 h 25 h 50 h 50 h 50 h 25 h 25 h 25 h 25 h 25 h 50 h 25 h 100 h 50 h 50 h 75 h 50 h 25 h 50 h 50 h 40 h 30 h 30 h

PL PL PL PL PL PL PL S S S S S PL S PL S PL S PL PL PL PL PL PL PL S S PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL PL

575 568 576 577 588 574

584 589 585 4647 4647 674

706 678 3777 5102 817 156 5103 768 811 5109 5110 757

757

* Nos cursos compostos por vários módulos, o formando pode-se inscrever no percurso completo, beneficiando de um desconto e garantindo a sua vaga. Sempre que o curso não esteja completo, é permitida a frequência por unidade modelar, em conformidade com os requisitos de acesso. Formação Co-Financiada pela União Europeia (Fundo Social Europeu) e pelo Estado Português (Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social). UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

GOVERNO DA REPÚBLICA PORTUGUESA Ministério do Trabalho e Solidariedade Social

• Nota: datas previstas, sujeitas a confirmação • OUTUBRO a DEZEMBRO de 2008

Área


CITE'IN'FORMA Nº37  

CITE'IN'FORMA Nº37 - Setembro de 2008

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you