Page 1

Março ‘05

n. 23

Distribuição gratuita www.citeforma.pt gcm@citeforma.pt

06

04

03

Formandos estagiam na Hungria

03

06 José Sócrates visitou o Citeforma

04 Melhores práticas – Empresariais – Rede

Centenário Miguel Torga

07

‘05

Citeforma promove:

qualificação de jovens, de activos e empresas

MinistŽrio das Actividades Econ—micas e do Trabalho


NOTÍCIAS

nota editorial Neste número, o Cite’in’forma inaugura uma nova imagem que pretende ser o espelho da própria dinâmica de permanente renovação do Citeforma. Também o sítio do Citeforma na Internet, sofreu uma profunda remodelação que procurou tornar mais transparente e amigável a sua consulta e muito mais fácil a sua permanente actualização. Na verdade, tentámos fazer na nossa casa aquilo que procuramos proporcionar àqueles que procuram os nossos serviços. Melhorar as qualificações académicas e profissionais dos jovens, facilitar a formação ao longo da vida àqueles que trabalham e colaborar com as empresas no seu processo de crescimento, modernização e afirmação no mercado, são objectivos com que o Citeforma se identifica e procura levar a cabo. É, por isso, motivo de orgulho, ver uma empresa do REDE - Citeforma entre as melhores práticas do programa. É, igualmente, muito gratificante ver jovens dos nossos cursos a fazer formação prática no posto de trabalho fora do país, por sua iniciativa. Insiste-se, hoje, que sair da crise passa pela restauração da confiança dos portugueses. Isso é, certamente, possível se cada um de nós fizer alguma coisa nesse sentido. Agostinho Castanheira Director do CITEFORMA

Fórum Recursos Humanos

Novo sítio Citeforma

Nos próximos dias 6 e 7 de Abril, realiza-se o Fórum de Recursos Humanos no hotel Avenida Palace, em Lisboa, com o objectivo de fazer o balanço do “Estado da Arte”, em termos de recursos humanos. Numa altura em que todos temos de aprender novas competências e onde é fundamental o capital humano das organizações, este é certamente um acontecimento a ter em atenção. Informações: Tel. 21 8551203 Correio electrónico: rheditora@mail.telepac.pt

Erasmus Até ao próximo 30 de Abril, estão abertas as candidaturas para as actividades relacionadas com a mobilidade no âmbito da acção ERASMUS (European Community Action Scheme for the Mobility of University Students). A acção ERASMUS, está integrada no âmbito do Programa Sócrates e destina-se aos alunos do ensino superior que pretendam completar os seus estudos num dos países participantes no programa. Podem ser obtidas informações em www.socleo.pt ou junto da Agência Nacional para os Programas Comunitários Sócrates e Leonardo da Vinci. Telefones: 21 8919909 / 34.

Curso de Formação para Desempregados Qualificados (FORDESQ) Terminou no passado dia 22 de Fevereiro, o curso de gestão empresarial de micro e pequenas empresas o qual, teve como destinatários formandos desempregados com um curso superior. No seu conjunto, o curso permitiu à maioria dos seus participantes obter novas competências na área de gestão, mas também elaborarem um projecto de criação do seu próprio emprego, como seja a criação de uma creche e de uma empresa para organização de actividades de tempos livres (ATL), ambas promovidas por vários formandos no âmbito das Iniciativas Locais de Emprego.

Curso de secretariado homologado O Citeforma iniciou o curso de Secretariado no dia 14 de Fevereiro. Trata-se de um curso de qualificação inicial de 1500 horas, com a duração de cerca de um ano e destinado a jovens com o 12º ano, que pretendem adquirir uma qualificação para ingressar no mercado de emprego. Como novidade, refira-se que este é o primeiro curso sujeito a homologação pelo Sistema Nacional de Certificação Profissional (SNCP), o que permite que os formandos obtenham no final, em caso de aprovação, o respectivo Certificado de Aptidão Profissional (CAP) de Técnico de Secretariado, com vantagens inequívocas em relação à sua inserção e mobilidade no mercado de emprego.

DIRECÇÃO Agostinho Castanheira | REDACÇÃO Joaquim Lavadinho | DESIGN Shift Design, Lda TIRAGEM 2000 exemplares | COLABORAM NESTA EDIÇÃO António Correia, Cristina Tavares, Dulce Matos, Fernando Cordeiro, Lara Nunes, Paulo Courela, Rogério Pacheco, Susana Gonçalves. | PROPRIEDADE CITEFORMA - Centro de Formação Profissional dos Trabalhadores de Escritório, Comércio, Serviços e Novas Tecnologias | MORADA Avenida Marquês de Tomar, n.º 91 . 1069-181 LISBOA | DEPÓSITO LEGAL 139409/99

02

MARÇO

Veja o novo sítio do Citeforma, na Internet. Um novo design. Mais funcionalidades. Maior interactividade. Mais informação. O endereço continua a ser o mesmo, mas com nova tecnologia. Ou seja, www.citeforma.pt. Consulte. Experimente. Inscreva-se nos cursos e dê-nos a sua opinião.

Ficha Técnica


FORMAÇÃO

Formandos estagiam na Hungria de home cinema, entre outros”. Quando inevitavelmente “olham”, para o nosso país e fazem a comparação com a Hungria que os está a acolher, “sentem” oportunidades para as empresas portuguesas. Em especial, na área do desenvolvimento de software onde se está a dar uma grande expansão ao ponto de ser voz corrente que Budapeste pretende ser a “Silicon Valley” da Europa, estando a criar infraestruturas, com a implementação de complexos tecnológicos, que possam constituir-se como pólos aglutinadores de empresas, como é o caso da Freesoft que, no âmbito da sua expansão, vai instalar-se com outras empresas do mesmo sector numa infra-estrutura como a que atrás é descrita, ao mesmo tempo que se está a expandir para outros mercados como o Oriente. A nível pessoal, o Francisco e o Sérgio consideram que, para além das competências técnicas que estão a adquirir, como em qualquer outro estágio, estão também a adquirir aquilo a que poderíamos designar como “competências de vida”. Isto é, estão num país estrangeiro, têm que falar outra língua e fazer-se entender, desinibir-se, resolver os problemas do quotidiano, viver sózinhos e, interagir com os colegas de empresa de forma profissional e empreendedora, já que os seus companheiros de trabalho têm também estas características como nos relataram. Afinal, nos dias de hoje, para além das competências técnicas, querem-se competências pessoais e sociais.

Muito do que desejamos e que, por vezes, conseguimos para a nossa vida pessoal e profissional passa pela nossa iniciativa e pela capacidade que revelamos, em dinamizar as diferentes realidades e pessoas que estão à nossa volta. Foi o que se passou com o Francisco Silva e com o Sérgio Lobato, formandos do curso de Análise e Programação de Software de Gestão, quando, por sua iniciativa, e com o apoio do Citeforma enviaram os seus curricula para empresas de vários países para a obtenção de um estágio na área da programação, estágio que terminará no próximo dia 31 de Março. A Hungria foi um dos países seleccionados e a Freesoft, uma das empresas desse país que manifestou disponibilidade para os acolher. Estabelecidos os entendimentos necessários seguiram-se as formalidades, tratadas com o apoio do Centro que procedeu à assinatura de protocolos, tradução de documentos e restantes tarefas. Hoje o Francisco, com 23 anos, e o Sérgio, com 21, vivem em Budapeste numa cidade de contrastes, em que, como nos dizem, “há transportes públicos já com algumas décadas, onde os edifícios precisam de restauro, mas em que esta realidade convive com a abertura à tecnologia”. Como diz um deles, “há projectores de televisão nas estações de metro e possibilidade de falar por telemóvel no seu interior, informação detalhada dos preços dos transportes na Internet, para lá da modernidade tecnológica que se esconde por detrás das fachadas dos edifícios de residências, como sejam os equipamentos de última geração

A Hungria aposta forte no desenvolvimento da indústria de software, estando a criar infraestruturas para a instalação de empresas nesta área.

03


PROGRAMA REDE

“10 Melhores práticas empresariais Rede Anual 2003”

Empresas distinguidas Região Norte - Empaco, Lda. - Elisa Pereira e Freitas, Lda.

Região Centro - Creative Systems - Cardoso e Santos, Lda. - F.B.A., Lda. - Vidreira Mortágua, Lda. - Gorfal, Lda.

O programa REDE, procede anualmente à avaliação dos resultados conseguidos pelas empresas apoiadas através da Linha I (que decorre todos os anos), com base em condições e critérios previamente definidos, tendo em consideração o apuramento das 10 (dez) melhores empresas em cada edição. O Citeforma é uma das entidades que, no âmbito daquele programa, presta assistência às empresas do REDE, sendo por isso com natural satisfação que, no dia 28 de Janeiro, no Centro de Formação Profissional de Santarém, vimos ser distinguida como uma das melhores empresas participantes no ano de 2003, a empresa e o empresário Francisco Manuel Palma Galamba Ferro (na foto, a receber o prémio) que foi acompanhado pelo Centro e pelos consultores do programa, José Rascão e António A. Correia. A cerimónia de entrega das 10 empresas distinguidas, contou com a presença dos empresários, dos parceiros institucionais do programa e respectivos consultores, para além do Secretário de Estado Adjunto e do Trabalho, Luís Pais Antunes, do Presidente do Conselho Directivo do IEFP, Fernando de Almeida Baptista e do Gestor do POEFDS, José Realinho de Matos. O empresário Francisco Manuel Palma Galamba Ferro, começou por ser uma empresa em nome individual, sendo hoje uma sociedade por quotas – Irmãos Galamba Ferro, Lda. -, seguindo aliás uma das recomendações efectuadas pelos consultores do REDE. A empresa situa-se em Vila Nova de S. Bento, perto de Serpa, no Baixo Alentejo, dedicando-se ao fabrico de mobiliário com traça alentejana tendo o empresário na sua curta intervenção, salientado os aspectos em que a sua empresa melhorou com a passagem pelo REDE: “ a empresa optou por participar no programa REDE por ter vontade e consciência da necessidade de melhorar e por acreditar que este programa poderia fornecer a ajuda que procurava, tendo as expectativas sido plenamente alcançadas. A empresa está hoje mais reforçada em termos de imagem, de instrumentos de gestão que apoiam a tomada de decisões e tem uma organização mais eficiente. A empresa conseguiu aumentar as suas vendas e o pessoal que tem ao seu serviço, tendo hoje um projecto para a construção de instalações na Zona de Actividades Económicas, em Vila Nova de S.Bento. Fundamental para os resultados que conseguimos, foi o trabalho e o empenho dos consultores – formadores, Drs. António Correia e José Rascão e, também, a Assistente de Desenvolvimento Empresarial (ADE) que contribuiu com o seu empenho para o desenvolvimento das acções programadas”, assinalou Francisco Ferro. Por último, e neste último aspecto da integração do ADE, cabe referir que o empresário procedeu à sua integração na empresa, após o período de estágio, o que demonstra que o programa REDE é uma das vias para qualificar as empresas e para a promoção do emprego.

Região do Alentejo - Atis - Francisco Ferro - Cooperativa de Olivicultores do Enxoe, Crl.

LEGISLAÇÃO DO TRABALHO Ministério da Segurança Social, da Família e da Criança Despacho normativo nº 41/2004 de 25 de Outubro de 2004 Aprova as normas que estabelecem os critérios de atribuição do subsídio de sobrevivência, do subsídio mensal complementar e dos apoios sociais de natureza eventual. Ministério das Actividades Económicas e do Trabalho Portaria nº 1451/2004 de 26 de Novembro de 2004 Estabelece normas relativas às condições de emissão de certificado de aptidão profissional (CAP) e de homologação dos respectivos cursos de formação profissional relativas ao perfil profissional de técnico(a) instalador(a) de sistemas solares térmicos. Ministério da Segurança Social, da Família e da Criança Por taria nº 1475/2004 de 21 de Dezembro de 2004 Actualiza as prestações de invalidez, de velhice e de sobrevivência, bem como as pensões de doença profissional dos subsistemas previdencial e de solidariedade. Ministério das Actividades Económicas e do Trabalho Decreto-Lei nº 242/2004 de 31 de Dezembro de 2004 Actualiza o valor da retribuição mensal garantida para 2005 e revoga o Decreto-Lei nº 19/2004, de 20 de Janeiro Ministério das Actividades Económicas e do Trabalho e da Educação Portaria nº 1509/2004 de 31 de Dezembro de 2004: Altera o anexo I do Decreto-Lei nº 242/96, de 18 de Dezembro, que transpôs para a ordem jurídica interna a Directiva nº 92/51/CEF, que estabeleceu um segundo sistema geral de reconhecimento de diplomas e qualificações profissionais. Ministério das Actividades Económicas e do Trabalho Decreto-Lei nº 28/2005 de 10 de Fevereiro de 2005 Alarga o regime especial de acesso às pensões de invalidez e de velhice dos trabalhadores do interior das minas, estabelecido pelo Decreto-Lei nº 195/95, de 28 de Julho, aos trabalhadores do exterior das minas que, à data da sua dissolução, exerciam funções nas áreas mineiras e anexos mineiros ou em obras e imóveis afectos, à exploração da Empresa Nacional de Urânio, SA. Rogério Pacheco

04


Duração do programa O programa tem a duração de um ano, incluindo o diagnóstico e a implementação do plano de acção. O tempo de afectação prevista para o estágio do ADE, conforme já se referiu é de 9 (nove) meses.

O programa REDE é habitualmente um tema tratado nas páginas desta publicação. As razões são várias, entre as quais, o carácter inovador do programa: é dirigido às pequenas empresas; pode combinar assistência técnica individualizada nas empresas, com formação profissional; permite integrar recursos humanos qualificados em empresas que de outro modo dificilmente teriam esta oportunidade; facilita o estabelecimento de contactos para se encontrarem novos negócios e novas práticas de gestão. Enfim um conjunto de vantagens, que tem justificado a adesão dos pequenos empresários e que o configura como uma “boa prática” no apoio à gestão das micro e pequenas empresas. Agora que se aproxima uma nova edição do programa, a iniciar-se no próximo dia 1 de Abril importa que demos alguma informação sobre as suas características, esperando que os pequenos empresários da Região de Lisboa e Vale do Tejo, possam aproveitar esta oportunidade.

Condições gerais de acesso Podem aceder ao programa, as pequenas e médias empresas que tenham até 50 trabalhadores e que tenham a sua situação regularizada perante a Fazenda Pública e a Segurança Social. Candidaturas Os prazos de candidatura estão permanentemente abertos. No e n t a n to , o p r o g r a m a t e m anualmente uma data de início fixa. Para este ano, é já no próximo dia 1 de Abril. Outros apoios REDE Para além da informação que anteriormente transmitimos para a Linha I do REDE, informamos que existe igualmente uma Linha II que essencialmente tem como objectivo apoiar intervenções de curta duração, como sejam acções de formação ou intervenções de consultoria.

O que é o Rede – Linha 1 É um programa de apoio às pequenas e médias empresas (pme’s), nas várias áreas da sua gestão. Como funciona Com o apoio de um consultor, é efectuado um diagnóstico estratégico à empresa, sendo estabelecido um plano de acções por acordo com os empresários. O plano de acções beneficia igualmente do apoio de um Assistente de Desenvolvimento Empresarial(ADE), o qual é integrado na

Informações: Citeforma Telefone: 21 799 45 60 Telefax: 21 7994566 Correio electrónico: rede@citeforma.pt

LEGISLAÇÃO FISCAL Ofício-Circulado 20100/2005, de 24 de Janeiro - DSBF Através do Ofício-circulado n.º 20.071, de 26.06.2002, foi divulgada uma tabela relativa às Convenções para Evitar a Dupla Tributação (CDT's) celebradas por Portugal.

Lei do Orçamento do Estado para 2005 (Lei n.º 55-B/2004, de 30 de Dezembro) Introduz importantes alterações para o ano de 2005, no Estatuto dos Benefícios Fiscais, IRC, IRS e IVA. Decreto-Lei n.º 242/2004 de 31 de Dezembro O valor da retribuição mínima mensal a que se refere o n.º 1 do artigo 266.º do Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 99/2003, de 27 de Agosto, é de ¤ 374,70. Este valor é um referencial importante em várias normas do Código do IRS.

Ofício-Circulado 20101/2005, de 25 de Janeiro - DSIRC Taxas de derrama lançada para cobrança em 2005 - Exercício de 2004 Divulga a lista de Municípios, com indicação dos respectivos códigos Distrito/Concelho, necessários ao preenchimento do anexo A da Declaração de Rendimentos Modelo 22, bem como das taxas de derrama lançadas para cobrança em 2005. Estas taxas incidem sobre a colecta do IRC relativa ao exercício de 2004.

IRS -2005 Subsídio de alimentação excluído da tributação: Geral Subsídio Função Pública x 1,5 = 3,83 ¤ x 1,5 = 5,75 ¤ por dia

Estão disponíveis no site da DGCI (www.dgci.min-financas.pt) as estatísticas IRS e IRC 2001 – 2003 NOVOS RECIBOS VERDES Portaria n.º 102/2005 Atendendo a que determinados factos tributários constitutivos da obrigação de imposto em IRS, no âmbito da categoria B, também se encontram abrangidos pelas normas de delimitação positiva da incidência do imposto do selo, nos termos Código do Imposto do Selo e respectiva Tabela Geral, republicados de harmonia com o disposto no artigo 9.º do Decreto-Lei n.º 287/2003, de 12 de Novembro, e que as importâncias respeitantes a este imposto, quando constituam encargo do sujeito passivo de IRS, também devem ser evidenciadas no recibo ou documento equivalente a que se refere o artigo 115.º do Código, foi aprovado o novo modelo oficial de recibo do qual passará a constar um espaço adequado à sua inscrição.

Pagamento em senhas de refeição: Subsídio Função Pública x 1,7 = 3,83 ¤ x 1,5 = 6,51 ¤ por dia Ajudas de custo excluídas da tributação (valores mais elevados da função pública): No país: 57,98 ¤ por dia No estrangeiro: 137,58 ¤ por dia Quilómetros pela utilização de viatura do trabalhador ao serviço da empresa: 0,36 ¤ por quilómetro Portaria 99/2005, de 17 de Janeiro - II Série nº 11 Fixação do custo de construção por metro quadrado e factor de capitalização da renda anual de prédios urbanos arrendados com rendas degradadas

Fernando Cordeiro

05

PROGRAMA REDE

empresa durante 9 meses, sob a forma de estágio. Este técnico, tem como principal missão proceder ao apoio de gestão ao empresário, nas áreas da sua especialidade. Finalmente todo este trabalho, é acompanhado e supervisionado por um consultor do REDE.

Novo programa REDE para Pequenas Empresas Candidaturas abertas


VISITA

José Sócrates visitou o Citeforma a José Sócrates situá-la no conjunto das prioridades consideradas necessárias para o país, no caso de vir a ser eleito, como se veio a verificar, quando referiu que “não basta só olhar para os números, confundindo economia com finanças, mas olhar também para as pessoas”, para mais adiante sendo mais incisivo considerar que “a formação profissional é um factor decisivo no crescimento e desenvolvimento da nossa economia, por via do aumento das competências dos nossos trabalhadores”, aspectos que igualmente viriam a ser corroborados e demonstrados por Agostinho Castanheira, Director do Citeforma, aquando da sua intervenção. Actualmente o Citeforma é dos Centros de gestão participada “ um dos que mais formação profissional contínua desenvolve, situando-se em cerca de 3500 participantes os que, em 2004, recorreram ao Centro para efectuarem a sua formação contínua e inicial”, referiu aquele responsável. O Director do Centro, destacou igualmente a actividade e o posicionamento do Citeforma na realização de acções de formação em áreas que maioritariamente se situam no chamado “terciário interno das empresas” e que são determinantes no contributo que podem dar para que se possa trabalhar cada vez melhor, como sejam áreas como a informática, comercial ou as acções associadas à melhoria dos diversos fluxos e procedimentos administrativos.

O Secretário – Geral do Partido Socialista (PS) e futuro primeiro Primeiro-Ministro, na sequência das recentes eleições, visitou o Citeforma, no dia 10 de Janeiro, com o objectivo de contactar com a realidade do Centro e com a sua contribuição para a execução da política de formação profissional do país. Na ocasião, o Presidente do Conselho de Administração do Citeforma, Carlos Dias Pais, te v e o p o r t u n i d a d e d e m a n i fe s t a r o seu apreço pela visita efectuada pelo Secretário – Geral do PS, salientando na sua curta intervenção o contexto em que se situa o Citeforma na rede de Centros do IEFP e de forma mais alargada, no sistema de formação profissional em Portugal. Posteriormente, interveio Vítor Hugo Sequeira, Presidente do Sitese (o outorgante deste Centro de formação, conjuntamente com o IEFP) destacando o facto de o Citeforma, no conjunto da rede de Centros de gestão participada do país, ser o “único com a exclusiva participação de uma estrutura sindical”, o que atesta a preocupação deste sindicato com a qualificação dos trabalhadores portugueses para a manutenção e qualidade dos seus postos de trabalho, preocupações que são, aliás, herdeiras daquelas que o Sindicato vem revelando desde 1940 quando, já então, desenvolvia acções de formação profissional para os trabalhadores de escritório. A qualificação profissional da população activa, foi de resto o denominador comum das várias intervenções, cabendo

“Não basta só olhar para os números, confundindo economia com finanças, mas olhar também para as pessoas”, referiu José Sócrates

06


(a propósito do seu centenário)

“ Torga é um poeta em quem um país se diz (…) Um poeta que através de uma apaixonada consciência do país natal nos ensina a procurar a verdade universal da nossa habitação humana do terrestre.” (Sophia de Mello Breyner, 1978).

Coimbra, 1 de Outubro de 1945

Sementeira

Evocamos aqui o seu DIÁRIO (agora que este género narrativo está tão na moda!), não sem antes referir algumas considerações sobre a autobiografia e géneros afins, feitas por sua filha, Clara Crabbé Rocha, in O espaço autobiográfico de Miguel Torga (Livraria Almedina, Coimbra, 1977).

“Foi a mão como um ralo a semear que me disse que sim, que acreditasse; que a vida era um poema a germinar, e portanto cantasse!”

Confissões – caracterizadas pela sinceridade e pela autenticidade – “ a forma que exprime de modo mais acabado o desejo de doação do EU e a necessidade de absolvição”. Memórias – de interesse histórico e narrativo “apelam para a admiração do leitor”.

3 de Dezembro de 1935 – Morreu Fernando Pessoa. Mal acabei de ler a notícia no jornal, fechei a porta do consultório e meti-me pelos montes a cabo. Fui chorar com os pinheiros e com as fragas a morte do nosso maior poeta de hoje, que Portugal viu passar num caixão para a eternidade sem ao menos perguntar quem era.

Diário Íntimo – é frequentemente desprovido de unidade e é menos elaborado do que a autobiografia – “ relação redigida pouco depois da vivência dos acontecimentos (em princípio no próprio dia, de acordo com o étimo de “diário”). Ensaio autobiográfico e auto-retrato – em que o objectivo do ensaísta é conhecer e dar a conhecer um eu intelectual e onde a linguagem é simultaneamente expositiva e descritiva.

Arganil, 21 de Junho de 1944 – Esta Beira confunde-me. Vejo que há nela qualquer coisa de específico e seu, que tem grandeza e verdade, quase que vislumbra a coisa nestes pequenos rios que correm sem fúria e nestas serras sem magestade, mas não apanho a verdade toda. Hei-de, contudo vencer a esfinge. Não posso levar para a sepultura a mágoa de não entender um pedaço da minha própria alma.

Romance autobiográfico – a representação mimética ou imitativa é substituída pela criação fictícia. O DIÁRIO de Miguel Torga é uma boa exemplificação da mistura de discursos que a escrita autobiográfica integra: comentários, crónicas, meditações, descrições, monólogos, diálogos e até poemas.

Coimbra, 30 de Junho de 1944 – Foi hoje, a propósito de uma tradução francesa da minha Criação do Mundo. - Queria mais naturalidade – dizia eu – Queria a escola do senhor Botelho vertida na escola dum senhor Martin qualquer. A cana da Índia a vergastar, a palmatória a dar-lhe delas, a emenda dos problemas com lágrimas e puxões de orelhas…Vida, paixão, uma coisa sanguínea e meridional… - Ah, mas é que as escolas lá de fora não são assim! Se um professor ousasse erguer a mão para uma criança de nove anos, ela chamava-lhe logo a atenção para os direitos do homem.

Trata-se, na realidade, de um conjunto de textos em poesia e em prosa (o que evidencia a raiz lírica do DIÁRIO) centrado, como não podia deixar de o ser, na expressão do EU. “Coimbra, 4 de Fevereiro de 1935 – Que belo é ter um amigo! Ontem eram idéias contra idéias. Hoje é este fraterno abraço a afirmar que acima das idéias estão os homens. Um sol tépido a iluminar a paisagem de paz onde êsse abraço se deu, forte e repousante. Que belo e que natural é ter um amigo!

Dulce Matos

07

APONTAMENTO CULTURAL

Miguel Torga

Incursão Diarística em MIGUEL TORGA


CURSO

INÍCIO

FIM

DURAÇÃO

HORÁRIO

ANÁLISE E PROGRAMAÇÃO DE SOFTWARE DE GESTÃO - A/05

09/05/05

01/05/06

1500

L

FORMAÇÃO PARA ACTIVOS ÁREA

CURSO

INÍCIO

FIM

DURAÇÃO

HORÁRIO

16/04/05

04/06/05

42

Sábados

EDIÇÃO NÃO LINEAR DE VÍDEO COM AVID

18/06/05

23/07/05

42

Sábados

Audiovisuais e Prod. dos Média PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO DE AUDIOVISUAIS

EDIÇÃO DE ÁUDIO

25/06/05

11/08/05

42

Pós-Laboral

Contabilidade e Fiscalidade

ENCERRAMENTO ANUAL CONTAS

02/04/05

09/07/05

48

Sábados

344

SEM. ACTUALIZAÇÃO FISCAL

02/04/05

07/05/05

38

Sábados

344

SEM. ACTUALIZAÇÃO FISCAL - Portalegre

09/04/05

07/05/05

38

Sábados

344

GEST CRÉDIT. COBRANÇAS

07/05/05

04/06/05

30

Sábados

Desenv. Pessoal (COMP.)

GEST. REL. INTERPESSOAIS

30/04/05

04/06/05

35

Sábados

90

CONDUÇÃO DE REUNIÕES

18/06/05

16/07/05

35

Sábados

90

COMUNICAÇÃO

25/06/05

23/07/05

35

Sábados

Formação de Formadores

FORM. FORMADORES (INICIAÇÃO)

01/04/05

17/05/05

100

Pós-Laboral

PLANEAMENTO E AVALIAÇÃO DA FORMAÇÃO

30/04/05

04/06/05

35

Sábados

FORMAÇÃO DE FORMADORES (INICIAÇÃO) - Portalegre

15/05/05

15/07/05

96

Pós-Lab./ Sáb.

FORMAÇÃO DE FORMADORES (INICIAÇÃO)

03/06/05

19/07/05

100

Pós-Laboral

Línguas e Literat. Estrangeiras

INGLÊS AO VIVO - CONVERSAÇÃO EM LÍNGUA INGLESA

02/04/05

25/06/05

30

Sábados

Gestão e Administração

DIREITO DAS SOCIEDADES

07/05/05

09/07/05

32

Sábados

Proced. Juridico-Fiscais para a Const. de Entid. Colectivas

14/05/05

25/06/05

38

Sábados

PLANEAMENTO E GESTÃO DE PROJECTOS SIG

04/04/05

13/04/05

32

Pós-Laboral

PL/SQL (Oracle)

14/04/05

28/04/05

40

Pós-Laboral

PROGRAMAÇÃO VISUAL BASIC. NET

16/04/05

04/06/05

42

Sábados

PROGRAMAÇÃO EM VISUAL C++. NET

16/04/05

04/06/05

42

Sábados

3 D STUDIO VIZ

18/04/05

06/05/05

42

Pós-Laboral

DREAMWEAVER

18/04/05

06/05/05

42

Pós-Laboral Sábados

Informática para Técnicos

Informática para Utilizadores

MICROSOFT SQL/SERVER

30/04/05

18/06/05

42

CRIAÇÃO PÁG.P/ WEB EM JAVA

30/04/05

25/06/05

49

Sábados

FORMS (Oracle)

04/05/05

17/05/05

40

Pós-Laboral

INST. E ADMI. DE SERVID. DE CORREIO-ELECTRÓNICO

07/05/05

04/06/05

30

Sábados

DREAMWEAVER AVANÇADO

09/05/05

27/05/05

42

Pós-Laboral

GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO WINDOWS 2003 SERVER

09/05/05

31/05/05

50

Pós-Laboral

MAYA FUNDAMENTAL

11/05/05

31/05/05

42

Pós-Laboral

REPORTS (Oracle)

23/05/05

06/06/05

30

Pós-Laboral

FIREWORKS

30/05/05

20/06/05

42

Pós-Laboral

MAYA AVANÇADO

06/06/05

27/06/05

42

Pós-Laboral

MODELAÇÃO E DESENHO DADOS

15/06/05

30/06/05

48

Pós-Laboral

PROGRAMAÇÃO EM ASP.NET

18/06/05

23/07/05

42

Sábados

PROGRAMAÇÃO EM VISUAL C#. NET

18/06/05

23/07/05

42

Sábados

ADMINISTRAÇÃO DE SERVIDORES WEB

18/06/05

09/07/05

30

Sábados

AUDITORIA E RESPOSTA A INCIDENTES

18/06/05

09/07/05

30

Sábados

PHOTOSHOP

21/06/05

08/07/05

42

Pós-Laboral

CONSTRUÇÃO DE APLICAÇÕES WEB EM UML

25/06/05

30/07/05

42

Sábados

INTERNET E CORREIO ELECTRÓNICO

04/04/05

15/04/05

30

Pós-Laboral

MS-ACESS FUNDAMENTAL - Portalegre

12/04/05

03/05/05

40

Pós-Laboral

MS-WORD AVANÇADO

26/04/05

09/05/05

30

Pós-Laboral

INTERNET E CORREIO ELECTRÓNICO - Portalegre

10/05/05

25/05/05

30

Pós-Laboral

MS-EXCEL AVANÇADO

16/05/05

30/05/05

30

Pós-Laboral

MS-ACESS AVANÇADO

06/06/05

21/06/05

30

Pós-Laboral

APRESENT. ELECTRÓNICAS (Power Point) - Portalegre

07/06/05

23/06/05

30

Pós-Laboral

GESTÃO DE PROJECTOS (Project)

27/06/05

08/07/05

30

Pós-Laboral

MS-WORD AVANÇADO - Portalegre

28/06/05

19/07/05

40

Pós-Laboral

Datas previstas, sujeitas a confirmação Formação Co-Financiada pela União Europeia (Fundo Social Europeu) e pelo Estado Português (Ministério das Actividades Económicas e do Trabalho).

08

Cursos de Formação

FORMAÇÃO PARA JOVENS

CITE'IN'FORMA Nº23  

CITE'IN'FORMA Nº23 - Março de 2005

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you