Page 1

Círculo do Graal

NA PAZ DO SILÊNCIO

Poesia De

Rui Pais

Rui Pais

Página 1


Círculo do Graal

ÍNDICE 1 – Na Paz do Silêncio 2 – Doce Sorriso 3 – As Flores Vermelhas 4 – Eu me perdi 5 – A Tentação do Mal 6 – O Sol no enigma da Pirâmide 7 – Quando anoitece 8 – A Paz perdida noutra idade 9 – Minha esposa Jenny 10 – Para saber quem sou 11 – O Fogo e a Água 12 – Quem sou eu 13 – O Poder do Amor 14 – Reconciliação ambiental 15 – Quando te perguntarem por mim 16 – Um Altar a Céu aberto 17 – Diálogo com Deus 18 – Apelo à unificação 19 – A Vida é Sagrada 20 – O Arquitecto da Criação

Rui Pais

Página 2


Círculo do Graal

1 NA PAZ DO SILÊNCIO A vida na sua pureza original Tem o poder do Espírito Santo Cuida de todo o Reino Espiritual Imune a vírus e acções do vento! Governa acima dos tempos eternos Onde a imortalidade nunca adormece Sejam esses tempos velhos ou modernos No silêncio da Paz é onde mais se cresce!

Rui Pais

Página 3


Círculo do Graal

2 DOCE SORRISO Menina do doce sorriso… Que face mais entusiasta… Surgiste de improviso… Vens agora dalguma festa? Teu tom rosado no rosto… Mostra uma frescura tão pura Como se para o mal fosses a cura Alegrando qualquer ser indisposto! Sente-se por ti uma grande empatia Vejo-te subir na vida de forma galopante Menina que ganhou o prémio Simpatia Teu sorriso supera o fulgor do diamante!

Rui Pais

Página 4


Círculo do Graal

3 AS FLORES VERMELHAS Vi umas bonitas flores vermelhas Eram duma finura tão evidente Colhi duas para as tuas orelhas Quis fazer de ti meu Sol Nascente!

Rui Pais

Página 5


Círculo do Graal

4 EU ME PERDI Eu me perdi no isolamento do mundo Onde era preciso saber representar Mentir enganar… Nessa solidão imensa apaguei minha vida E me deixei sufocar. Eu me perdi neste mundo Falso e imundo E me reencontrei na natureza Para me purificar… Eu me busquei No universo de meu pensamento Que me transportou Por entre as estrelas do firmamento E o azul do mar E nunca uma ave deste planeta Partiu sem me levar!

Rui Pais

Página 6


Círculo do Graal

5 A TENTAÇÃO DO MAL Viajando em tapete voador Poisou com pezinhos de lã Agiu como se fosse meretriz Arranjando um companheiro Cama, lençóis e travesseiro Mas não fés dele o que quis! O parceiro uma alma de Bem De passagem por Jerusalém Vê no ímpeto dessa menor A imprudência sem pudor Desejo que não condiz Com a alma da Petiz!

Rui Pais

Página 7


Círculo do Graal

6 O SOL NO ENIGMA DA PIRÂMIDE Não há outra vibração mais poderosa Que te ultrapasse em esplendor na Luz Nem tanta beleza que seja tão graciosa Além do Criador como de seu Filho Jesus. De tudo o que reluz Sol és o grande prodígio Em Ti tem cada alma a sua origem, sua cruz Ganhas sempre de todas és a de mais prestígio Chama pura e eterna a quem a Pirâmide seduz!

Rui Pais

Página 8


Círculo do Graal

7 QUANDO ANOITECE Quando o Sol se põe no horizonte Dá lugar a uma ligeira escuridão. A noite vai avançando galopante… Sacode o torpor de cada ilusão. No cansaço a sonolência vence Sente-se uma tremenda calma. Logo que o homem adormece Passa a movimentar-se a alma. Já em território doutra dimensão Ocorrem os sonhos e pesadelos. Eventos noutro nível de percepção Uns muito feios e outros tão belos. No despontar da próxima alvorada Deixamos o conforto do travesseiro A alba faz a sua surpresa abençoada Brinda-nos a luz para o dia inteiro!

Rui Pais

Página 9


Círculo do Graal

8 A PAZ PERDIDA NOUTRA IDADE Exausto da vida passada na mentira Com o desespero grassando no mundo O governo em vez de dar ainda retira Sente-se a paciência tocar no fundo. Promessas de antes a todas as horas Trazemos no dorso o espinhoso fardo. Das aldrabices não chegam as melhoras De tanto sofrer o operário está cansado. O Terceiro Milénio vai formar uma Nova Era Numa grande mudança rumo à Espiritualidade É preciso sair desta contaminada atmosfera E abraçar a Paz que já floriu noutra idade!

Rui Pais

Página 10


Círculo do Graal

9 MINHA ESPOSA JENNY Minha esposa é uma alma carinhosa Um pouco sentida de tanto padecer. É uma mulher dos trópicos, formosa… Minha esposa luta na vida para vencer. Conhecia-a numa ida Primavera a sorrir… É o meu pomar, meu jardim, minha alteza. Minha esposa veio a este mundo para luzir… É como um fino bouquet de coloridas rosas. Tem uma aparência calma e bem-disposta De espírito sensível pleno de humanidade. Quando a ofendem nem sequer contesta… O amor está no cerne de sua identidade. Minha esposa revela um coração dócil… Como a água fluindo da fonte cristalina. Uma criatura dinâmica, um ser frágil... Minha esposa é uma bênção divina!

Rui Pais

Página 11


Círculo do Graal

10 PARA SABER QUEM SOU Para saber quem sou… Fui confidenciar com a alma Falamos da existência e de Deus Entendi a origem da vida em cada recanto Escutei as aves num chilrear que as anima A musicalidade que existe em todo o canto! Tive a percepção do horizonte que me rodeia Ouvia um crepitar distante próprio da chama Enquanto olhava as ondas afagando a areia!

Rui Pais

Página 12


Círculo do Graal

11 O FOGO E A ÁGUA O fogo no cosmos insulta a água Ela não gostou da ofensa cercou-o Do alto numa enxurrada solidificou-o. Amolecendo a crosta aí colocou vida Donde brota uma água translúcida! Os vulcões agitam-se como as feras A lava sai ao rubro do âmago da terra Irrompem de súbito abrindo crateras. Os rios cruzam os campos de searas E a Vida renova-se na Primavera!

Rui Pais

Página 13


Círculo do Graal

12 QUEM SOU EU Eu Sou parte do Espírito da Vida Sou Amor a Fé Perdão e Compaixão A parte sensível sente-se agredida Integro a Divina Congregação. Já fui neste planeta a guerra Agora junto de meu Pai Amado Sabe que desprezei esta Terra Eu Sou seu resgate imaculado. Ao Chegar olha-me e me leva Conta-me a história do Universo Assim como criou a Adão e Eva Ao Deus da Vida eu o Enalteço. Prepara o futuro da humanidade Criando a Paz estável que perdura Nesta elevação rumo à eternidade Ele é o Espírito da grande aventura! Eu Sou Luz da pureza da Sua Chama Venho na aurora saudar a vinda do Sol Meu Pai tem apreço na Criação que ama Vê-nos confusos entre o alvor e o pôr-do-sol!

Rui Pais

Página 14


Círculo do Graal

13 O PODER DO AMOR Sendo o amor puro e cristalino Advindo dum poder Supremo forte Nele é acolhido qualquer ser divino Pela eternidade onde não há morte! Ainda que nos coloquem numa intriga A chama que nutre nosso bem-querer Não nos deixará arrastar para a briga O mal no Céu não tem onde se acolher! Ainda que metidos em direcções opostas O Espírito é tão poderoso e omnipotente Não admitiria farpas nas nossas costas Porque Deus neste amor está presente!

Rui Pais

Página 15


Círculo do Graal

14 RECONCILIAÇÃO AMBIENTAL Passou a Primavera num ápice chega o Verão Reflectindo vejo o meio ambiente alterado. No espaço que antes definia qualquer estação Á uma chaga que sangra por falta de cuidado! O clima na aurora apresenta-se indeciso… O Rei da Luz diz em confidência ao Vento No Estio quero poucas nuvens no firmamento Para que toda a gente receba o Sol do paraíso! A Terra segue sua circular e eterna viagem… Sem se preocupar como funciona a evolução Os humanos que mais parecem uma miragem… Vão espalhando no planeta caos e desolação!

Rui Pais

Página 16


Círculo do Graal

15 QUANDO TE PERGUNTAREM POR MIM Um dia quando te perguntarem por mim Diz que pus em dúvida a nossa identidade Alegando que a Ilusão não era a verdade! Um dia quando te perguntarem por mim Diz que fui um ser carismático e sonhador De certa forma também fui um pensador! Um dia quando te perguntarem por mim Explica que andava sempre em viagem E que vos deixei a seguinte mensagem: Nós no conjunto formamos a Humanidade Almas portadoras da nova centelha de Luz Queremos salientar que a Espiritualidade Trás o Amor e na Paz a bênção de Jesus!

Rui Pais

Página 17


Círculo do Graal

16 UM ALTAR A CÉU ABERTO Sete árvores em formato semicircular Por onde o brilho da Luz do Sol penetrava Compunham um natural e digníssimo altar Nesse sagrado espaço que a luz identificava. Como no espaço de culto duma ampla capela Imaginava os coloridos e deslumbrantes vitrais Via esses reflexos através de múltiplas janelas Que revestem tantas das faustosas catedrais. Senti uma forte ligação ao transcendental Que me encaminhava rumo ao Universo Algo muito íntimo de carácter espiritual Assentava como a rima nos versos!

Rui Pais

Página 18


Círculo do Graal

17 DIÁLOGO COM DEUS Quero ser um conceituado investigador Entender que neste mundo como no antigo Vivi as experiências em sintonia Contigo Sempre conduzidas por Tua mão Senhor! No porvir serei sempre um Teu aliado… Abraçando a obra de Tua Concepção. Se dúvidas houver Tu as terás dissipado… Desde tempos imemoriais à actual geração! Ao nos acercarmos duma nova Era Gostaria que no período mais avançado Não agredíssemos as pessoas tipo fera Aprendendo com o que nos tens ensinado!

Rui Pais

Página 19


Círculo do Graal

18 APELO À UNIFICAÇÃO Apenas alguns Filhos de Deus São conhecidos fora dos Céus. Uns desceram e outros descerão À Terra num apelo à unificação! É preciso elevar cada alma Reparar os erros com o serviço Para que no final do Ciclo no Drama O Fim seja prenúncio dum bom recomeço!

Rui Pais

Página 20


Círculo do Graal

19 A VIDA É SAGRADA A vida é uma bênção num caminho Que cada um tem de percorrer sozinho. Não fala da gente transviada Na berma de qualquer estrada! A vida não tem dó nem se apieda… Mas felicita os heróis de cada existência Que passo a passo num chão sem clemência Entendem que têm uma missão Sagrada!

Rui Pais

Página 21


Círculo do Graal

20 O ARQUITECTO DA CRIAÇÃO Deus foi o arquitecto da criação… Passou aos discípulos a instrução. A ideia de como conceber pontes… Pontes elos de amizade e de amor… Pontes para a paz entre suas gentes… Pontes para colmatar qualquer dor… Pontes união entre os continentes!

Rui Pais

Página 22


Círculo do Graal

Epílogo

Nasci na orla sul numa faixa onde o oceano quase sempre se vê azul. Portimão, na Pátria Lusa. Gosto de ler bons livros que me ajudam a crescer interiormente. Interesso-me pelos temas que vão do científico ao oculto! Subo degrau a degrau a escada do mundo Transcendental, talvez por isso me sinta mais próximo dos caminhos que levam à Espiritualidade. Sobressai em mim o poético e o profético que não deixa de passar despercebido na minha escrita. Como Guia de Turismo na maioria de Grandes Viagens iniciei minha profissão em excursões pequenas no início, mas passando gradualmente aos grandes circuitos… as designadas Viagens de Longo Curso que alcançavam 50 dias o itinerário completo… nesta actividade mantive-me durante 30 anos... No período entre 1980/82 exerci esta profissão em Circuitos Europeus de 30 dias para uma Agência de Turismo francesa com sede em PARIS, normalmente entre os meses de Abril a Setembro considerada época alta, com grupos de turistas Latino Americanos. Estes circuitos não visitavam Portugal, o mais próximo era Madrid… foi numa destas viagens que conheci minha esposa de nacionalidade equatoriana com quem estou casado. Meu curso Universitário foi frequentado em múltiplas digressões pelo estrangeiro, ao longo deste período fiz por elevar meu conhecimento nos MUSEUS e outras organizações de carácter cultural dispersas pelas grandes metrópoles do mundo. Os Pensamentos irrompem como uma nascente em Março de 2003 e meus primeiros POEMAS pouco depois seguindo um percurso evolutivo que abraça o ambiente duma Nova Era do Espírito e que estão no âmago da minha escrita. Deixei-me seduzir pelos versos de MIGUEL TORGA e o enlevo dos poemas de SOPHIA DE MELLO BREYNER, estes dois em particular…mas houve tantos outros POETAS, duma forma mais ou menos similar como ALFONSINA STORNI que se tornaria enfadonho estar mencionando nesta Biografia em síntese. Rui Pais

Rui Pais

Página 23

Na Paz do Silêncio  

Poesia espiritualista e humanista.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you