Page 1

CI RCOLÚDI COEXPERI MENT AL


ACOMPANHI A: ACi aCi r c oLúdi c oExper i ment al -CLEs ur geem 2007evem exper i ment andonodec or r erdes t esanosc r i arem um t er r i t ór i oem queasmar gensent r easl i nguagensc êni c ass eenc ont r am di s s ol vi das . T r ans i t andoent r eoc i r c o, ot eat r oe amús i c avêm c i r c ul andoc om s uapr oduç ãoar t í s t i c anac i dadeef or adel a. Em 2004, noEs paç oCul t ur al daEs c ol aVi l a, aar t i s t aSâmi aBi t t enc our tdái ní c i oaEs c ol adeCi r c oVi l a, dandoc ont i nui dadeaot r abal hodepes qui s ades envol vi doporel anaCompanhi aMai sCar as ,t endoaac r obac i aeopal haç oc omo c ar r oc hef e. Com aqual i dadedot r abal hos ur geavont adeder euni ral unosem demons t r aç õesdast éc ni c asal i des envol vi das .Em 2007,apr es ent aopr i mei r ot r abal hoexper i ment al ,c hamadoÀsAves s as ,i ns pi r adonoc ont o“ Pr i mei r a dor ”deFr anzKaf ka. As s i m nas c eaCompanhi aCLE-Ci r c oLúdi c oExper i ment al . Noanos egui nt e, es t r ei aUm t i qui nhodeNada. Oes pet ác ul oc i r c ul anamai or i adost eat r osdeFor t al ez aedoCear á, ganhaasr uasepr aç asdac i dadeec ont i nuac i r c ul andoat éhoj e. Em 2011, apr es ent as eut er c ei r ot r abal hoi nt i t ul ado Eot r empar t i u, emumapr opos t ac êni c aquet r azac r obac i a, c omi c i dadeemús i c a, pr emi adoem2012pel oEdi t al Ar t es naRua( FUNARTE) eem2011pel oEdi t al dasAr t es( SECUL TFOR) . T ambémes t áems eur eper t ór i oEr êndi r a, c ont empl adoem 2010pel oEdi t aldasAr t es( SECUL TFOR)el i vr ement ei ns pi r adonor eal i s mof ant ás t i c opr es ent enoc ont o“ A i nc r í vel et r i s t ehi s t ór i adeCândi daEr êndi r aes uaavódes al mada” , deGabr i el Gar c i aMár quez . Em 2016, t r azaopúbl i c omai sumac r i aç ão, agor aapar t i rdapoét i c adeManoel deBar r os . Qui nt al , umamont agemapr es ent adac omor es ul t adodopr oj et o“ Repet i rat é c ardi f er ent e:Exper i ment osac r obát i c ospel ool hari nvent i vodeManoeldeBar r os ” , agr ac i adopel opel oPr êmi oCar equi nhadeI nc ent i voaoCi r c o2015( FUNARTE) .


I NT E GRANT E S


S ÂMI ABI TTE NCOURTDI RE T ORAGE RAL At r i z ,bai l ar i naepal haç a,gr aduadanoCur s oSuper i orem Ar t esCêni c as CEFET CE.Des de1993t em s eut r abal hoar t í s t i c ovol t adopar aa pes qui s adoc or poem c enac om bas esnaCul t ur aPopul arenaAnt r opol ogi aT eat r al . T or nous er es pons ável pel ot r abal hoc or por al daCompanhi adeBr i nc ant esBoc aRi c a( 1995)c om di r eç ãodeOs wal dBar r os o dur ant eoi t oanos . Des de1996f azpar t edaCompanhi adaAr t eAndanç as -di r i gi daporAndr éaBar dawi l , ondeéi nt ér pr et ec r i ador anosp c es s osdepes qui s ac or eogr ác aedasmont agensqueac ompanhi a vem des envol vendo. Suavei ac ômi c al evouaat r i zdi r et oaomundodapal haç ar i aedoc i r c o ondej áganhouquat r opr êmi osc om s uapal haç aNadanoes pet ác ul o ‘ Nada, Nenhum eNi nguém’ ( 1997)epar t i c i paç ãoc om oes pet ác ul oUm t i qui nhodeNadanoI I IEnc ont r odePal haç asdeBr as í l i a( 2012)eno Fes t i val I nt er nac i onal deComi c i dadeFemi ni na-Es s eMont edeMul her Pal haç a( 2013). At ual ment edi r i geaCi a. CLE-Ci r c oLúdi c oExper i ment al ,c om pes qui s anaar t ec i r c ens edi al ogandodi r et ament ec om al i nguagem t eat r al , mai sc onhec i doc omoc i r c oc ont emporneo.


SAMARAGARCI A-I NTÉPRETECRI ADORA At r i zeac r obat ai ni c i ous euc ont at oc om aar t ec i r c ens enaEs c ol adeCi r c odoEs paç oCul t ur al Vi l aem 2006. Em 2007par t i c i padaf undaç ãodaCi a. CLE–Ci r c oLúdi c oExper i ment al di r i gi da porSâmi aBi t t enc our t ,ees t r ei ac om oes pet ác ul o“ Àsaves s as ”( 2007) ,i ns pi r adonoc ont o“ A pr i mei r ador ”deFr anzKaf ka. Em 2009, mor andoem Goi ás , c r i aaCi a. ComF us ãoem par c er i a c om opal haç oear t i s t ader uaRober t oVar el a.J unt oss eapr es ent am em pr aç as ,pr oj et os s oc i ai sef es t i vai sdar egi ão, f az endodi al ogaromal abar i s mo, ac ont aç ãodehi s t ór i as , amús i c a eaac r obac i ades ol oc omonoes pet ác ul o“ Oc as odaLagar t a”( 2009) .Em 2010em r et or noà For t al ez a, vol t aac omporoel enc odaCi a. CLÊedápr os s egui ment oàpes qui s adaar t ec i r c ens e edoss eusdi ál ogospos s í vei sc om out r asl i nguagensar t í s t i c as . At ual ment epar t i c i padosdoi s es pet ác ul osder eper t ór i odaCi a. CLE, “ Eot r em par t i u”( 2011)e“ Er êndi r a”( 2011) . T endo, es t e úl t i mo, s i doc ont empl adopel oEdi t al dasAr t esdanac at egor i ac i r c o. DANI ELLEFREI T AS-I NTÉRPRETECRI ADORA Al unadoc ur s odegr aduaç ãoem danç adaUni ver s i dadeFeder al doCear á( UFC) . Cont or c i oni s t a, i nt egr ou poroi t oanosopr oj et oCi r c oEs c ol aBom J ar di m,c ompondooses pet ác ul os :J ar di m RealdosSonhose ENKAX.At ual ment ei nt egr aoCol et i voI n ux o,ondedi r i gi uoes pet ác ul oT r ans i t ór i oapr es ent adono anode2015, gr upof oi f or madoem 2013c om oi nt ui t odepes qui s ardanç aeens i noat r avésdomét odode i mpr ovi s aç ãopar ac ena. Par t i c i pat ambém daCompanhi aCLE-Ci r c oLúdi c oExper i ment al , des envol vendoapes qui s adaac r obac i ac omoex er c í c i opar aac ons c i ênc i ac or por aldoat or ,al ém daspes qui s asem c l own, c omi c i dadeemús i c a. NaCi aCLE, es t r eouem 2011doi ses pet ác ul os : Eot r em par t i ueEr êndi r a, es t e úl t i mos endoc ont empl adonoEdi t al dasAr t esdaSECUL TFOR. At ual ment eédi r et or aef undador adoc ol et i voI n ux odedanç a, quees t eveem c ar t azem 2015nosc ent r osCul t ur ai sBanc odoNor des t ec om oEs pet ác ul oT r ans i t ór i oaoqual f oi s uapr i mei r aexper i ênc i aem di r i gi res pet ác ul osdeDanç a. Nomoment oes t á at uandononovoes pet ác ul oQui nt al daCi aCi r c oLúdi c oExper i ment al , c r i adoc om oapoi odoedi t al Car equi nhadeI nc ent i voaoCi r c o-2015-FUNARTE


NOS S ASOBRAS


Qui nt a l Si nops e: Qui nt al ,umapaus ano ux oi nt ens odac i dadepar aampl i arool harpar aapequenezdasc oi s as ,pésdes c al ç os , bal anç o,f az erbr i nquedoc om aspal avr as ,f az erpal avr a vi r arc or po.Det er s eaobs er var ,daràsc oi s asumavol t a i nt ei r a, mar gear , i magi nar , i nvent armodosdeol har , t r ans veromundo. Umes pet ác ul odeac r obac i ac êni c ai ns pi r ado naobr adeManoel deBar r os . FI CHATÉCNI CA: DI REÇÃO: Sâmi aBi t t enc our t ACROBAT AS:Dani el l eFr ei t as ,Samar aGar c i aeSâmi a Bi t t enc our t TRI LHA SONORA: Dani elGr oove e Car l osEduar do Gadel ha FI GURI NO: Ci a. CLE DESI GNERGRÁFI CO: Di ogoBr aga I L UMI NAÇÃO: Wal t erF aç anha APOI OTÉCNI CO: F ábi oSi l va


Powered by TCPDF (www.tcpdf.org)


2017-5-5

Maloca Dragão

Ficha técnica Elenco: Geórgia Dielle, Evan Teixeira, Magno Carvalho, André Feitosa, Janaina Marcout e Edicleison Freitas. Direção: Thiago Arrais.

// Programação

DIA 25

Teatro das Marias 21:00H | Quintal | Cia Circo Lúdico Experimental | DANÇA

DIA 26 DIA 27 DIA 28 DIA 29 DIA 30

A Cia Circo Lúdico Experimental (CLE) surge em 2007, na cidade de Fortaleza. Ao longo da trajetória tem experimentado criar em um território em que as margens entre as linguagens cênicas se encontram dissolvidas, transitando entre o circo, o teatro e a música. Os espetáculos Às Avessas (2007), inspirado no conto Primeira Dor de Franz http://malocadragao.org.br/atracoes/?dia=28

34/46


2017-5-5

Maloca Dragão

Kafka, Um tiquinho de Nada (2008), Erêndira (2010) e E o trem partiu (2011) ganharam acolhida do público, assim como premiações e editais, sendo apresentados em diversos espaços. Sinopse do espetáculo Quintal, uma pausa no fluxo intenso da cidade para ampliar o olhar para a pequenez das coisas, pés descalços, balanço, fazer brinquedo com as palavras, fazer palavra virar corpo. Deter-se a observar, dar às coisas uma volta inteira, margear, imaginar,

// Programação

inventar modos de olhar, transver o mundo. Um espetáculo inspirado na obra de

DIA 25

Manuel de Barros.

DIA 26

Direção: Sâmia Bittencourt. Acrobatas: Danielle Freitas, Samara Garcia e Sâmia

Ficha técnica Bittencourt. Técnico de som e luz: Fábio Silva. Trilha sonora: Daniel Groove. Designer Gráfico: Diogo Braga. Iluminação: Walter Façanha

DIA 27 DIA 28 DIA 29

Palco José Avelino 21:15H | Baile do Gallo | Nego Gallo | MÚSICA

DIA 30

http://malocadragao.org.br/atracoes/?dia=28

35/46


ERÊNDI RA RELEASE Uma l adehomenss ef or manas ec ur adodes er t o, at endamai sumavezes t á ar madaeameni navendes euc or popar apagaràavóopr ej uí z o." I s s onãoé vi das em Er êndi r a" ,ol et r ei r oanunc i a.Des dequeovent odas uades gr aç a des f ezem c i nz asagr andemans ão, f oi es s aas i nadapobr epequena. I ns pi r adol i vr ement enoc ont o" Ai nc r í vel et r i s t ehi s t ór i adaCândi daEr êndi r a es uaavódes al mada" , deGabr i elGar c í aMár quez , oes pet ác ul oEr êndi r at em c omopont odepar t i daasi magenses ens aç õesquemar c am ot ext odoaut or , nor t eandoapes qui s ademovi ment oeac ompos i ç ãos onor adoes pet ác ul o. Fi c haT éc ni c a: El enc o:Dani el l eFr ei t as , Samar aGar c i a, Sâmi aBi t t enc our t Mús i c oConvi dado: Moi s ésFel i pe Cr i aç ãodeT r i l ha: Car l osHar dy Fi gur i no: Thaí sdeCampos Cenár i o: Renat oSoar es Apoi oT éc ni c o: F ábi oSi l va


Caderno3 | 3

DIÁRIO DO NORDESTE FORTALEZA, CEARÁ - QUARTA-FEIRA, 10 DE MAIO DE 2017

CIRCO Espetáculo da Companhia Circo Lúdico Experimental faz livre adaptação de conto de Gabriel García Márquez

F

isicamente falando, Erêndira, de 14 anos, “era lânguida e de ossos tenros, e demasiado mansa para a sua idade”. A menina vivia com a sua avó que, por sua vez, era “grande, parecia uma formosa baleia branca na alverca de mármore”. São descrições que Gabriel García Márquez (1927-2014) faz em estado de busca. Porque, ao ler todo o texto do escritor colombiano em que se encontram os excertos mencionados, imagina-se que o mesmo almeja – em igual tempo e em igual processo – narrar e descobrir, com o leitor, aspectos de suas personagens. Um exercício de íntimo acompanhamento. Essa é a premissa do conto intitulado “A incrível e triste história da cândida Erêndira e da sua avó desalmada”. Nele, Gabo confere, à figura mencionada, uma projeção para além das páginas do livro, suscitando reflexões a respeito de uma prática que é fartamente esmiuçada na obra: a exploração sexual de crianças e adolescentes. Porque Erêndira vende seu corpo para pagar à avó o “prejuízo” que um dia dera a ela. E são as nuances desse cotidiano obscuro da jovem que também vêm à tona com o espetáculo que herda seu nome, em cartaz no Teatro Dragão do Mar durante todas as quartas-feiras do mês de maio, a partir das 20h, a começar por hoje (10). “Erêndira”, a montagem – apresentada pela Companhia Circo Lúdico Experimental (CLE) – integra a Temporada de Arte Cearense do Dragão e faz uma livre adaptação do referente conto de Márquez, associando-o à linguagem circense. Com direção de Sâmia Bittencourt – fundadora do grupo –, a apresentação objetiva dar corpo físico à subjetividade do texto já escrito, sem, contudo, deixar de mostrar sua identidade enquanto Companhia. “Claro que nosso esforço é para que o espetáculo seja fiel ao que o Gabriel García Márquez escreveu. Mas temos que dar nossa cara ao

As acrobacias dramáticas de Erêndira que será mostrado, por isso priorizamos algumas técnicas do circo”, conta Danielle Farias, que divide a cena com Samara Garcia e a própria Sâmia Bittencourt. Os ingressos para as noites estarão disponíveis na bilheteria do Teatro no valor de R$ 6 (inteira). A classificação indicativa para o espetáculo é de 10 anos de idade.

Acrobaciacênica Um dos conceitos ao qual Danielle se refere é o de Acrobacia Cênica, bastante explorado no palco pelos circenses da Companhia. Segundo a artista, o termo

evoca a dimensão que os movimentos corporais ganham quando associados à narrativa desenvolvida. “É uma técnica que transforma a acrobacia de forma que ela ganhe sentido a partir do contexto, do que queremos contar na história”, explica. Não sem motivo, as três atrizes dialogam de forma a contemplar tais minúcias, promovendo variadas leituras do espetáculo ao público. Este, por sinal, fica bem próximo do tablado, indo na contramão das vertentes do palco italiano. “As pessoas entram como espectadores compondo a estética geral da montagem”, detalha Danielle. Um ir e vir de informações, portanto, realizado de forma horizontal,

ampliando as tradicionais regras do teatro e configurando-se efetivamente como uma das tendências do circo contemporâneo. Na apresentação, os arranjos líricos são executados ao vivo – assinados pelo instrumentista Carlos Hardy e contando com a participação de Moisés Felipe – e acompanhados pelas vozes das artistas em cena. A dinâmica de representação fica livre para explorar vertentes que põem em diálogo tanto falas quanto coreografias. A magia do circo em texturas acrobáticas, elásticas, híbridas.

Temática “Erêndira” é um espetáculo que tem sua gênese no desejo da diretora de explorar

contextos literários, aproximando o circo da arte impressa no papel. Concebido entre 2011 e 2012, desde essa época o trabalho já esteve em cartaz em equipamentos como Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB) e o próprio Teatro Dragão do Mar. A encenação que será feita neste mês de maio, portanto, é uma reapresentação do que o público já conhece. Todavia, não deixa de continuar sendo intrigante o recorte temático no qual a montagem se esgueira, principalmente considerando que a classificação indi-

cativa referente a ela é de 10 anos de idade. Como, então, falar de prostituição infantil sem soar tenso, “pesado”, agressivo? “O próprio texto do Márquez evoca muito a questão das imagens. E, apesar de tratar de um tema tão forte, ele é muito poético e autêntico. Tanto é que, no palco, trabalhamos mais essa parte sensível do conteúdo do que propriamente a parte mais dramática, o que deixa tudo mais acessível”, contextualiza Danielle. Porque o que a Companhia deseja mesmo é experimentar sensações. Promover a fruição dos sentidos e, durante a performance, deixar-se ser conduzida pela estética do movimento. Tal assunto, inclusive, é alimento para pesquisas e estudos por parte de seus integrantes, o que suscita a sua procura por variadas formas de representação artística.

Futuro Os próximos passos do grupo devem culminar em projetos que conferirão enfoque, por exemplo, sobre a técnicas como a do circo com trapézio. Tarefa de ampliação de olhares e ofícios sobre a arte circense. Neste momento, entretanto, fica a espera pelos resultados de editais nos quais se inscreveu. Até lá, que não falte a vontade, por parte deles, de saborear conhecimentos para trazer ao público discussões sociais, denúncias anônimas tão urgentes como a que “Erêndira” faz.

C Mais informações

Espetáculo “Erêndira”, da Companhia Circo Lúdico Experimental. Em cartaz durante todas as quartas-feiras de maio, a começar por hoje (10), no Teatro do Dragão do Mar (R. Dragão do Mar, 81, Praia de Iracema). Classificação: 10 anos. Ingressos: R$ 6 (inteira). Contato: (85) 3488-8600

C Cena de

“Erêndira”: técnicas de circo para adaptar conto de García Marquez FOTO: LEVY MOTA/DIVULG.

MUSEU DA FOTOGRAFIA

Fotopintura é tema de oficina

O

Museu da Fotografia Fortaleza recebe, neste sábado (13), um dos artistas brasileiros que mais utiliza a técnica de fotopintura, o Mestre Júlio Santos, para um workshop. A oficina acontece das 13 às 17h, tem vagas limitadas e custa R$ 50. As inscrições devem ser feitas na recepção do museu, na rua Frederico Borges, 545, Varjota. O contato é (85) 3017.3661. Dono do Áureo Studio, em Fortaleza, Mestre Júlio Santos aprendeu fotopintura com seu pai, Didi, ainda nos anos 60. Ele começou a explorar o processo tradicional, com tintas e pinceis e, no começo dos anos 2000, passou utilizar técnicas digitais, sobretudo o Photoshop, para retocar e mesmo recriar registros, alguns muito afetados pela passagem do tempo. Sua vocação, habilidade técnica, o vasto conhecimento químico e histórico da fotografia e, sobretudo, seu amor em ampliar e preservar a memória afetiva sobre os retratos fazem do Mestre Júlio Santos uma referência na arte da fotopintura.

Arte hoje quase perdida, a fotopintura foi muito difundida até a metade do século XX, para fazer com que as fotografias em preto e branco parecessem mais reais. Chegou a ser ‘moda’ nos álbuns de famílias nos anos 1950. Ao contrário da fotografia tradicional, a fo-

topintura não se pauta na retratação fiel – não é espelho. O fotopintor é um software ambulante e nascido nos confins da própria foto. Com a fotopintura, o fotografado pode ter cores, sorrisos e amores que não se viam na imagem fixa tradicional.

Museu da Fotografia: instituição recebe novo workshop. Ação faz parte da programação do local, que inclui exposições e palestras FOTO: FABIANE DE PAULA 363996484


2017­6­29

Cia. CLE (CE)

8ª Bienal Internacional de Dança do Ceará Cia. CLE (CE) Erêndira

Curtir Seja o primeiro de seus amigos a curtir isso.

Tweetar

Dia 03/11 ­ QUINTA­FEIRA  20h30 – CirculaDança  Local: Cine Teatro Neroly Filgueira (Barbalha)  2011 – 45 min. – 12 anos Uma fila de homens se forma na secura do deserto. A tenda mais uma vez está armada e a menina vende seu corpo para pagar à avó o prejuízo. “Isso não é vida sem Erêndira”, o letreiro anuncia. Desde que o vento da sua desgraça desfez em cinzas a grande mansão foi essa a sina da pobre pequena. Inspirado livremente no conto “A incrível e triste história de Cândida Erêndira e sua avó desalmada”, de Gabriel Garcia Marques, este trabalho tem como ponto de partida as imagens e sensações que marcam o texto do autor norteando a pesquisa de movimento e a pesquisa sonora.   Direção e concepção Sâmia Bittencourt Elenco Dani Freitas, Samara Garcia, Sâmia Bittencourt e Sol Moufer Criação, preparação e performance musical Carlos Hardy Figurino Thaís de Campos Cenário Renato Soares Iluminação A Companhia Projeto Gráfico Fernanda Porto e Felipe Acácio   A Cia. CLE, cujo primeiro trabalho estreou em 2007, nasceu por iniciativa da artista Sâmia Bittencourt, que, ainda em 2003, deu continuidade ao trabalho de pesquisa desenvolvido na Companhia Mais Caras, através da criação da Escola de Circo Vila. Desde então, a companhia circula com seus espetáculos por teatros cearenses, ganha as ruas e praças do Ceará.   Foto: Levy Mota

acessar Portal Notícias 8ª Bienal CirculaDança Espetáculos Formação Programação Parcerias Endereços Equipe Imprensa http://www.bienaldedanca.com/atividades­bienal­2011/cia­cle­ce

1/2


2017­6­29

Circo Lúdico Experimental apresenta peça “Erêndira” ­ Gastrovia Turismo e Gastronomia

20:55

Cadastre seu estabelecimento »

BUSCA Palavra­chave

Home | Notícias | Ebooks | Cozinha de A à Z | Vídeos | Dicas | Receitas | Cadastre-se Gosto 0

Tweet

0

Partilhar

Onde? Todo o site

AGENDA - TURISMO

Circo Lúdico Experimental apresenta peça “Erêndira” Buscar

de 25/07/2012 a 26/07/2012

GUIA

Gastrov… 4,4 mil curtidas

Palavra­chave

Curtir Página

Localidade

Seja o primeiro de seus amigos a curtir isso.

Todas as cidades Buscar

Inspirado livremente no conto “A incrível e triste história da Cândida Erêndira e sua avó desalmada”, de Gabriel Garcia Márquez, o espetáculo teatral “Erêndira”, com direção de Sâmia Bittencourt, será apresentado pela Companhia CLE – Circo Lúdico Experimental, no Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza, nos próximos dias 25 e 26 (quarta e quinta-feira), às 15h e 18h. Classiícação Indicativa: 12 anos. Grátis. O espetáculo “Erêndira” tem como ponto de partida as imagens e sensações que marcam o texto do autor Gabriel Garcia Márquez, norteando a pesquisa de movimento e a composição sonora do espetáculo. Uma íla de homens se forma na secura do deserto, a tenda mais uma vez está armada e a menina vende seu corpo para pagar à avó o prejuízo. “Isso não é vida sem Erêndira”, o letreiro anuncia. Desde que o vento da sua desgraça desfez em cinzas a grande mansão, foi essa a sina da pobre pequena. Lavar, passar, cozinhar, aguar as îores desérticas, lustrar e polir. Ações que viraram focos de pulsação inicial de um processo de pesquisa em que a dramaturgia corporal para a cena busca uma qualidade de movimento que diz respeito ao tônus do corpo do acrobata, improviso contornado pelas linhas do realismo fantástico de Gabriel Garcia Márquez. Artista e público comungam do mesmo espaço, preenchendo lacunas, propondo aproximação, intimidade.

Clique para ativar o plug­in Adobe Flash Player

Improviso é onde se tem algo que permita enxergar pequenos focos de pulsação, rigor. Ter habilidade do que pulsa para se tornar dramaturgia, aliando técnica e estética a uma escrita elástica, híbrida que caracteriza o novo circo. O tema proposto pelo autor colombiano vira uma denúncia anônima e poética no que diz respeito à exploração sexual de crianças e adolescentes em nossa cidade. A música dá o tom lírico, acompanha a trajetória de Erêndira, desde que chegara o vento de sua desgraça desfazendo em cinza a grande mansão. Paga com o corpo. A

http://www.gastrovia.com.br/noticia/622/circo­ludico­experimental­apresenta­peca­erendira

1/3


2017­6­29

Circo Lúdico Experimental apresenta peça “Erêndira” ­ Gastrovia Turismo e Gastronomia dívida foi a infância perdida deserto à fora. Serviço Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 – Centro – fone: (85) 3464.3108, dias 25 e 26 /07 (quarta e quinta-feira), às 15h e 18h. Classiícação Indicativa: 12 anos. Entrada: Gratuita.    

Gosto 0

Tweet

0

Partilhar

Comentários Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Faça seu comentário:

Nome: E-mail: Código de segurança Digite aqui o código de segurança mostrado na imagem abaixo.

[ Trocar imagem ]

Enviar

Notícias relacionadas Circo nacional da China em Santos 18/09/2013

Circuito Cultural Paulista leva humor, música, teatro e circo para a região de Campinas 16/08/2013

Programa oferece atividades culturais gratuitas para municípios do interior e litoral do Estado

Penne ao molho de funghi 31/05/2013

Para um jantar especial e fácil de fazer

Teatro SESI apresenta a peça Paranoia 16/08/2012

A Companhia de Danças Diadema, inspirada no livro Paranoia, de Roberto Paiva, encena visão poética da cidade de São Paulo

Teatro SESI Campinas apresenta a peça Os Sete Gatinhos 05/07/2012

A montagem integra o projeto Nelson Rodrigues 100 Anos

SESI Indaiatuba apresenta a exposição - Bolívia entre duas Capitais 27/06/2012

De 2 a 16 de julho, a unidade abriga a exposição fotográíca que retrata a Bolívia e suas capitais, La Paz e Sucre.

Espetáculo "IMPROVÁVEL" tem apresentação em Indaiatuba 14/06/2012

Diversão e improviso na peça da Cia Barbixas de Humor

http://www.gastrovia.com.br/noticia/622/circo­ludico­experimental­apresenta­peca­erendira

2/3


2017­6­29

Circo Lúdico Experimental apresenta peça 'Erêndira', inspirada em conto de Gabriel Garcia Márquez

(http://www.centrodefortaleza.com.br)

   Postado em 18/07/2012 ­ 10:01:42

Circo Lúdico Experimental apresenta peça 'Erêndira', inspirada em conto de Gabriel Garcia Márquez Artista e público comungam do mesmo espaço, preenchendo lacunas, propondo aproximação, intimidade.

Facebook

Twitter

Mais...

Inspirado livremente no conto "A incrível e triste história da Cândida Erêndira e sua avó desalmada", de Gabriel Garcia Márquez, o espetáculo teatral "Erêndira", com direção de Sâmia Bittencourt, será apresentado pela Companhia CLE ­ Circo Lúdico Experimental, no Centro Cultural Banco do Nordeste­ Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 ­ Centro ­ fone: (85) 3464.3108), nos próximos dias 25 e 26 (quarta e quinta­feira), às 15h e 18h. Classificação Indicativa: 12 anos. Grátis. O espetáculo "Erêndira" tem como ponto de partida as imagens e sensações que marcam o texto do autor Gabriel Garcia Márquez, norteando a pesquisa de movimento e a composição sonora do espetáculo. Uma fila de homens se forma na secura do deserto, a tenda mais uma vez está armada e a menina vende seu corpo para pagar à avó o prejuízo. "Isso não é vida sem Erêndira", o letreiro anuncia. Desde que o vento da sua desgraça desfez em cinzas a grande mansão, foi essa a sina da pobre pequena. Lavar, passar, cozinhar, aguar as flores desérticas, lustrar e polir. Ações que viraram focos de pulsação inicial de um processo de pesquisa em que a dramaturgia corporal para a cena busca uma qualidade de movimento que diz respeito ao tônus do corpo do acrobata, improviso contornado pelas linhas do realismo fantástico de Gabriel Garcia Márquez. Artista e público comungam do mesmo espaço, preenchendo lacunas, propondo aproximação, intimidade. Improviso é onde se tem algo que permita enxergar pequenos focos de pulsação, rigor. Ter habilidade do que pulsa para se tornar dramaturgia, aliando técnica e estética a uma escrita elástica, híbrida que caracteriza o novo circo. O tema proposto pelo autor colombiano vira uma denúncia anônima e poética no que diz respeito à exploração sexual de crianças e adolescentes em nossa cidade. A música dá o tom lírico, acompanha a trajetória de Erêndira, desde que chegara o vento de sua desgraça desfazendo em cinza a grande mansão. Paga com o corpo. A dívida foi a infância perdida deserto à fora. Trajetória da Cia. CLE ­ Circo Lúdico Experimental Em 2004, no Espaço Cultural da Escola Vila, a artista Sâmia Bittencourt dá início à Escola de Circo Vila, dando continuidade ao trabalho de pesquisa desenvolvido por ela na Companhia Mais Caras. Com a qualidade do trabalho surge a vontade de reunir alunos em demonstrações das técnicas ali desenvolvidas. Em 2007, estreia o primeiro trabalho experimental, chamado Às Avessas, inspirado no conto "Primeira dor", de Franz Kafka. Assim nasce a Companhia CLE ­ Circo Lúdico Experimental, que até então era formada por alunos da própria Escola Vila. No ano seguinte, estreia Um tiquinho de Nada. O espetáculo circula na maioria dos teatros de Fortaleza e do Ceará, ganha as ruas e praças da cidade e continua circulando até hoje. Atualmente composta por quatro atrizes­acrobatas, Danielle Freitas, Samara Garcia, Sâmia Bittencourt e Sol Moufer, a Companhia CLE acaba de montar seu terceiro espetáculo intitulado E o trem partiu que mistura acrobacia, comicidade e música. Também está em seu repertório o espetáculo Erêndira, premiado pela SECULTFOR e inspirado no conto "A incrível e triste história da Cândida Erêndira e sua avó desalmada", de Gabriel Garcia Márquez.  

MAIS DO CENTRO

http://centrodefortaleza.com.br/Paginas/Destaques.php?titulo_resumo=Circo+Ludico+Experimental+apresenta+peca+%27Erendira%27,+inspirada+em+…

1/2


UMTI QUI NHODENADA ACL OWNNADAper ambul apel asr uasem mai sum di adel abut a.Der epent e, vi s l umbr aoes paç oi dealpar amai sum des euss howsdear t esder ua.O di a pas s a. . . Vai ar r umandos uapr aç anumat r apal hadadaquel as . At équeent ão, no der r adei r ot empo, nor us hdoc ent r o, nodes mont edabanc adof ei r ant e, nor ec ol herdat r al haambul ant e, noavex odass ac ol aspendul andopel osj oel hos , t udo pár apar aque nal ment eNadaf aç as eues pet ác ul o! T er mi nado, Nadavêanoi t e vi ndoeel abr i nc ac om ass ac ol asvadi as ,r el uz ent esaol uar ,abandonadasao vent o, adanç ar . Um t i qui nhodeNadaexi s t ent ehác i nc oanos .

ELENCO Sâmi aBi t t enc our t SONOPLASTI A Samar aGar c i a APOI OTÉCNI CO Dani el l eFr ei t as


2017­6­29

Um Tiquinho de Nada ­ oQBrasil

Fortaleza, CE 

(/SOBRE)

(/LOGIN)

 (http://facebook.com/oQBrasil)

Evento: Um Tiquinho de Nada  Voltar

 INGRESSO

 Gratuito  Gratuito  Gratuito

A palhaça Nada perambula pelas ruas em mais um dia de labuta. De repente, vislumbra o espaço ideal para mais um de seus shows. Até que então, no derradeiro tempo, tudo para para que, nalmente, Nada faça seu espetáculo! Terminado, Nada vê a noite vindo e ela brinca com as sacolas vadias, reluzentes ao luar, abandonadas ao vendo, a dançar. DATA/HORA  Qua 27/11/2013 19:00 LOCAL Feira da Beira-Mar ENDEREÇO Avenida Beira Mar , Sem Numero Meireles, Fortaleza - CE, CATEGORIA(S) INFANTIL

TEATRO E CIRCO

GRATUITOS

LOCALIZAÇÃO DO EVENTO

Informar erro no mapa (https://www.google.com/maps/@-3.7232674,-38.4849976,15z/data=!10m1!1e1!12b1?source=apiv3&rapsrc=apiv3) (https://maps.google.com/maps?ll=-3.723267,-38.484998&z=15&t=m&hl=pt-BR&gl=US&mapclient=apiv3) Dados cartográäcos ©2017 Google

Compartilhe nas redes sociais

http://www.oqbrasil.com.br/evento/311

1/2


2017­6­29

Divirta­se

"Um Tiquinho de Nada": solo de Sâmia Bittencourt no Sesc | O POVO Online

TEATRO

TERÇA ENCENA 03/08/2015 ­ 13h45

"Um Tiquinho de Nada": solo de Sâmia Bittencourt no Sesc DIVULGAÇÃO

Com direção e atuação de Sâmia Bittencourt, o espetáculo Um Tiquinho de Nada (foto) dá início ao projeto Terça EnCena de agosto com apresentação gratuita nesta terça­feira, ao meio­dia, no Espaço Multicultural do Sesc­ Centro (rua 24 de Maio, 692). Já na Área de Convivência do Sesc­Fortaleza (rua Clarindo de Queiroz, 1740 ­ Centro), às 12h30min, o destaque vai para o Grupo Garajal com Circo Alegria. Outras informações: 3455 2118 (Sesc­Centro) / 3452 9090 (Sesc­ Fortaleza). Site: www.sesc­ce.com.br  

RECOMENDADAS PARA VOCÊ

Sponsored Links  by Taboola 

 

Lula Presidente? Veja o plano que pode ameaçar o seu patrimônio Empiricus

Peritos chocados com novo truque que faz compradores online poupar milhares em Brasil MadBId.com

Voos Baratos desde R$ 93 jetcost.com.br

Solução estranha acaba com ronco e vira febre em Baturite. Veja! Fim do Ronco

Cientista cria método para falar inglês em 90 dias e deixa cursinhos em crise. Acelerador do Inglês

Técnica americana de estudo vira "febre" entre concurseiros em Baturite Estudo Memorização

ESPAÇO DO LEITOR Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.

http://www20.opovo.com.br/app/divirta­se/agenda/teatro/2015/08/03/noticiasteatro,3478803/um­tiquinho­de­nada­solo­de­samia­bittencourt­no­sesc.shtml

1/1


EOTREM PARTIU. Ot r em j áes t ápr ont opar amai sumavi agem. Oguar daeo aj udant epr epar amaes t aç ãopar aapar t i da. Enahor amar c adaot r em par t e,dei xandoquat r odi s t r aí dasmul her es , des ol adas .Eagor a?Àes per adopr óxi moel ass edi s t r aem ent r ec ambal hot asegal hof as .I ns pi r adoem umac enado l meOsPal haç osdeFr eder i c o Fel l i ni ,o es pet ác ul o de ac r obac i ac êni c aEot r em par t i uéum exper i ment oac r obát i c odaCI ACLE-Ci r c oLúdi c oExper i ment al ,quet r ans i t a ent r easl i nguagensdoc i r c o, dot eat r oedamús i c a.

FI CHATÉCNI CA Di r eç ão: Sâmi aBi t t enc our t . El enc o: Dani el l eFr ei t as , Samar aGar c i a, Sâmi aBi t t enc our t. Som el uz : F ábi oSi l va


2017­6­29

Vermelho

Vermelho www.vermelho.org.br 27/03/2011

Fortaleza: Domingão cultural com diversão para toda a família A Prefeitura de Fortaleza, através da Secretaria Municipal de Cultura, oferece diversas atrações gratuitas para as famílias curtirem o domingo, com tarifa social nos ônibus. Recuperar a história da cidade é viver um caso de amor com a mesma. A gestão Fortaleza Bela tem feito múltiplos esforços neste sentido em oferecer cultura e lazer ao público em locais importantes da nossa história. Isto pode ser confirmado pelo crescente número de edifícios e praças requalificados na cidade. Um caso exemplar é o Passeio Público. Um dos destaques da programação acontece neste domingo, a partir das 10h, o Piquenique no Passeio, que leva diversão para criançada com a Companhia Circo Lúdico Experimental e o espetáculo Trem Partiu. O espetáculo conta a história de quatro mulheres que foram deixadas na estação, sozinhas, e agora? À espera do próximo trem, elas se distraem entre cambalhotas e galhofas dadas ao rapaz responsável pela estação. Já a tarde, o mais novo projeto da Secretaria Municipal de Cultura na área de música, o Para Todos no Parque, tem como proposta promover shows de artistas cearenses que já contam com reconhecimento pelo público da capital, em edições mensais constituindo um convite aos ouvintes para um domingo musical em uma das mais importantes áreas verdes da cidade: o Parque Municipal Adahil Barreto. Todos os meses – sempre no último domingo ­, serão dois shows de músicos ou grupos atuantes na cena de Fortaleza. Começando às 15h e seguindo até as 17h, a programação promete ser um atrativo a mais para quem já frequenta o Parque, em busca de um espaço para atividade física, contato com a natureza e lazer com familiares e amigos. Oportunidade para a revalorização de um oásis verde em meio à densidade urbana e para a criação de novos públicos, tal como aconteceu quando da consolidação de uma programação permanente em outros espaços de Fortaleza, transformados em equipamentos culturais. Neste domingo, as atrações são Manassés e Adelson Viana. E encerrando a noite do domingo, o tradicional Forró no Mercado anima o fiel público do Mercado dos Pinhões. Este mês, destaque para grandes intérpretes femininas, reforçando as comemorações pelo Dia Internacional da Mulher. Show com a cantora Vanda Lúcia e participação especial do Grupo Asa Branca. Serviço Gratuito ­ Ônibus com Tarifa Social MANHÃ// PIQUENIQUE NO PARQUE ­ Programação infantil volta a ocupar as manhãs de domingo no Passeio Público, no Centro (R. Dr. João Moreira, s/n, ao lado da Santa Casa de Misericórdia). Apresentação da Companhia Circo Lúdico Experimental com espetáculo Trem Partiu. Horário: 10h. TARDE// PARA TODOS NO PARQUE – Manassés de Sousa e Adelson Viana no Parque http://www.vermelho.org.br/noticia_print.php?id_noticia=150348&id_secao=61

1/2


2017­6­29

Circo Escola de Itapipoca: Cia Circo Lúdico Experimental ­ CLE na Lona da Maria 1

mais    Próximo blog»

daniellefreitascle@gmail.com Painel   Sair

Circo Escola de Itapipoca Circo Escola

Apresentação

O que é que tem debaixo da Lona da Maria?

Fotos

Vídeos

Arquivo do blog

quarta­feira, 17 de abril de 2013

Cia Circo Lúdico Experimental ‐ CLE na Lona da Maria

►  2014 (1) ▼  2013 (2) ►  Maio (1) ▼  Abril (1) Cia Circo Lúdico Experimental ‐ CLE na Lona da Mar... ►  2012 (6)

Neste mês  o  espetáculo  E  o  trem  partiu  entra  em  circulação  pelo  Prêmio  Funarte  Artes Cênicas na Rua (2012), ocupando as praças e espaços públicos de 5 (cinco) cidades do estado,  entre  elas  Itapipoca,  Trairi,  Maracanaú,  Aracati  e  Crato.  Em  cada  uma  dessas cidades  a  Cia.  Circo  Lúdico  Experimental  –  CLE  realizará  residências  artísticas  com diferentes  grupos  cearenses  que  trabalham  o  circo  em  suas  interfaces  com  outras linguagens artísticas, como o teatro e a dança. A  primeira  cidade  é  Itapipoca,  lugar  onde  a  Cia.  Os  Trapolias  desde  1990  investiga  o palhaço em diálogo com outras linguagens. Numa mistura de “Trapalhada” e “Estripulia”, a Cia Os Trapolias recria números tradicionais da palhaçaria do circo de lona unidos com a cultura  de  emboladas  e  piadas  populares  trazidas  do  teatro  de  rua  e  da  cultura  popular, até  então  muito  presente  nas  feiras  e  praças  da  cidade.  Hoje  a  Cia  emerge  ainda  mais dentro  do  universo  circense  com  a  implantação  do  Circo  Escola  de  Itapipoca  –  Lona  da Maria,  local  onde  acontecerá  a  residência  artística  e  a  apresentação  do  espetáculo  E  o Trem partiu, contando com a participação de integrantes da Cia Os trapolias. O espetáculo de acrobacia cênica  E o trem partiu  mergulha na estética da época áurea das estações de trem. Traz em sua composição a comicidade entre as personagens que se  cruzam  em  uma  estação.  Com  seus  tipos  bem  diferentes,  com  características  bem definidas,  elas  afetam  e  são  afetadas  pelas  ações  de  cada  uma,  construindo  assim  a narrativa  do  espetáculo.  A  música  feita  por  um  personagem  indica  os  acontecimentos, participa  das  ações  e  propõe  a  atmosfera  do  espetáculo  através  de  dinâmicas  e intensões.   Cômico, mágico e musical, E o trem partiu tem uma dramaturgia assimilável para adultos e crianças,  fazendo  com  que  o  circo  permaneça  vivo  no  imaginário  do  público.  Terceiro trabalho  no  repertório  da  Cia.  CLE  o  espetáculo  foi  criado  em  2011  e  experimenta  o diálogo  entre  acrobacia,  comicidade  e  música.  Este  ano  apresenta  nova  roupagem, reelaborando figurinos e cenário e investindo em sua qualidade técnica e estética ao ser agraciado pelo III Prêmio de Incentivo ao Circo (SECULTFOR/2011).  Postado por Viana Junior às 08:45

+1  Recomende isto no Google

http://circoescoladeitapipoca.blogspot.com.br/2013/04/cia­circo­ludico­experimental­cle­na.html

1/2


Powered by TCPDF (www.tcpdf.org)


OTRAPEZI STA Aenc enaç ãogi r aem t or nodeumat r upedec i r c oes uasr el aç õesc om ot r apez i s t a, quemor a, l i t er al ment eem s eut r apéz i o. Li vr ement ei ns pi r adonapr i mei r anar r at i vadoc ont oUM ARTI ST ADAFOME-de Fr anzKaf ka, oes pet ác ul of azopúbl i c oper c eberaf r agi l i dadedos er humano.

FI CHATÉCNI CA: DI REÇÃO: Sâmi aBi t t enc our t ELENCO:Ar nal doLi ma,EdmarCândi do,Eduar doSoar es , Emanuel Br eno, Samar aGar c i aeSâmi aBi t t enc our t . MÚSI CO: Dani el Al buquer que


Portfólio de espetáculos - Companhia Circo Lúdico Experimental - CLE  

A Cia Circo Lúdico Experimental - CLE surge em 2007 e vem experimentando no decorrer destes anos criar em um território em que as margens en...

Portfólio de espetáculos - Companhia Circo Lúdico Experimental - CLE  

A Cia Circo Lúdico Experimental - CLE surge em 2007 e vem experimentando no decorrer destes anos criar em um território em que as margens en...

Advertisement