Issuu on Google+

A Cigarra Fantasma e as Formigas

Autores Felippe Guimar達es e Filipe Petine Releitura da fabula A Cigarra e a Formiga


Era uma vez uma cigarra que cantava e dançava. Ela já tinha estocado muita comida então foi cantar e dançar pela floresta. Quando ela encontrou as formigas e a rainha, a rainha disse: Porque você não esta estocando comida para o inverno? E ela respondeu: - Eu já estoquei. E a rainha deu uma coronhada na cabeça da cigarra e ela desmaiou.


Quando a cigarra acordou ela voltou para casa teve uma surpresa: um coelho tinha comido toda a comida, então ela ficou muito triste começou a chorar.


Um dia depois começou o inverno e ela estava com muita fome e com frio então foi até a casa das formigas e bateu na porta. Toc toc toc, e a rainha respondeu: - Quem é? E a cigarra respondeu: - Sou eu, a cigarra. Então a rainha se dirigiu a porta e disse: - O que você quer? - Por favor, abra a porta eu estou com frio e com fome.


Então a rainha retrucou: - Você não disse que tinha muita comida? E a cigarra respondeu: - Sim, mas um coelho comeu tudo. Então a rainha suspeitou: - Seu mentiroso você disse que tinha comida e agora não tem mais, vá embora! E a cigarra disse: - Mas eu... Então a rainha interrompeu e disse: Tchau. Então a coitada da cigarra morreu congelada.


Entรฃo e a rainha ouviu alguรฉm bater na porta. Toc toc toc . A rainha perguntou: - Quem รฉ? - Sou o fantasma da cigarra e vou te assombrar para sempre. โ€“ Hรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรกรก.


Então a cigarra pegou seu violino fantasma e bateu na cabeça da rainha. A rainha morreu e a cigarra fantasma disse: - Viu o que acontece quando você não ajuda um amigo.

Fim


A cigarra fantasma e as formigas - Felippe Guimarães e Filipe Petine