Page 1

ASPECTOS PSICOLÓGICOS DE ALFRED HITCHCOCK ESTUDO BIOGRÁFICO Autoras: Priscila Palomo, Talita Guedes da Cunha, Viviane Cristina Mariano Orientadora Profª. Maria Ângela Colombo Rossetto Curso de Psicologia FMU Resumo: Objetivo: Alfred Joseph Hitchcock foi um dos cineastas mais comentados, biografados, admirado e reverenciado de todos os tempos. Amor, morte, culpa, humor, terror e, logicamente, suspense foram o "cardápio" que o Mestre servia de maneira genial, mesmo nos piores momentos da sua obra e da sua vida. Método: Foi realizado um levantamento de todas as biografias encontradas do autor, a pesquisa foi realizada em centros bibliotecários como o da USP e Bireme. Resultados: Pelos dados levantados, Hitchcock manteve sua vida dentro do cinema. Parecia em seus filmes brincar com o público, inclusive aparecendo rapidamente. A rígida educação o faz desenvolver sentimentos de culpa e retraimento social, irônico e dono de um humor sarcasmo. Tinha uma personalidade reservada contribui muito para criar certo mistério sobre ele. Na verdade, a vida de Hitchcock era um filme. Descritores: Alfred Hitchcock, biografia. Objective: Alfred Hitchcock was one of the most commented and admired cinema professionals of all the times. Love, hate, fault, humor, terror, and obviously, suspense were elements of the menu that the master served in a genial way, even at the worse moments of his career and life. Method: We made a raising of Hitchcock’s biographies and, all finding ones were used. There, we took all information used in this job about him. The research was made in libraries as the ECA-USP (School of Communication and Arts of Sao Paulo University) and Bireme ones. Conclusion: Based on the raised data, Hitchcock kept its life inside of the cinema. It seemed in its films to play with the public, also appearing quickly. The rigid education makes him to develop feelings of guilt and social retraction, ironic and mood sarcasm. He had a reserved personality, what contributed to create mysteries about him. In the truth, the life of Hitchcock was a film.

CENTRO UNIVERSITÁRIO FMU SÃO PAULO - BRASIL

2008


adolescência e adulto. Foi feita uma varredura de Introdução todos os seus filmes e produções, para adquirimos Alfred Joseph Hitchcock foi um dos cineastas mais comentados, biografados, conteúdos da sua carreira profissional. Além disso, foi levantado dados dos aspectos admirado e reverenciado de todos os tempos. Amor, morte, culpa, humor, terror e, psicológicos de sua personalidade. logicamente, suspense foram o "cardápio" que o Mestre servia de maneira genial, mesmo nos Processo de levantamento de dados piores momentos da sua obra e da sua vida. Infância O mestre do suspense viveu dividido Teve uma educação rígida na infância, dentro e fora de casa. Conheceu de perto os entre dois países e duas existências. Nasceu no rigores do catolicismo inglês e o temor dos Reino Unido onde deu os primeiros passos no mundo do cinema, porem foi nos Estados castigos. Seu maior medo era escolher o horário Unidos que realizou os seus maiores clássicos. para a punição, naturalmente todos os meninos da escola procuravam um jeito de adiar a escolha do Alfred Hitchcock tornou-se um gênio horário que seria punido pelos padres, essa incontestável na história do cinema. Nasceu em 13 de agosto de 1899 em sensação de espera e expectativa, agrava uma família católica londrina, na cidade de psicologicamente a condenação prometida, o que gerava maior ansiedade. Hitchcock afirma que Leytonstone, Londres. Filho de Emma e não era a palmatória propriamente dita que William Hitchcock, comerciante de alimentos, sugeria o medo e sim a ansiedade até o fato galinhas e hortaliças. Um filho não planejado consumado. Podemos associar esse fato com seus pela família, filho temporão. filmes, onde Hitchcock adiava a punição e a Teve uma educação rígida na infância, revelação do verdadeiro culpado para o final do dentro e fora de casa. Conheceu de perto os filme aumentando cada vez mais a ansiedade, rigores do catolicismo inglês e o temor dos dessa vez do espectador. castigos. Seu maior medo era escolher o horário para a punição, naturalmente todos os Adolescência Em 1914, aos 15 anos, seu pai morreu e meninos da escola procuravam um jeito de Hitch decidiu largar a escola e freqüentar o curso adiar a escolha do horário que seria punido de Engenharia na Escola de Engenharia e pelos padres, essa sensação de espera e Navegação, posteriormente, começou a trabalhar expectativa, agrava psicologicamente a na companhia Henley, fabricante de cabos condenação prometida, o que gerava maior elétricos, onde desenvolveu trabalhos em design ansiedade. Hitchcock afirma que não era a gráfico e publicidade. palmatória propriamente dita que sugeria o Quando adolescente sempre perguntavam medo e sim a ansiedade até o fato consumado. o que ele iria ser quando crescer, e ele sempre Podemos associar esse fato com seus filmes, respondia a mesma coisa: Engenheiro, foi por isso onde Hitchcock adiava a punição e a revelação que os pais o mandaram para uma escola de do verdadeiro culpado para o final do filme engenharia, mas na verdade o único sonho dele aumentando cada vez mais a ansiedade, dessa era não ser policial. vez do espectador. Desde os 16 anos era apaixonado por Método cinema, e nessa época já ia aos cinemas da época A pesquisa biográfica foi realizada em centros bibliotecários como o da USP e procurar por lançamentos e novidades. Bireme. Foi levantado dados da história da vida do cineastra dados da infância, CENTRO UNIVERSITÁRIO FMU SÃO PAULO - BRASIL

2008


Adulto Sua carreira cinematográfica começou em 1920, com um emprego na Famous Players-Lasky, da Paramount Pictures e, durante dois anos, ele fez o "cartão" que aparecia em dialógos de filmes mudos. Logo aprendeu a criar roteiros e a editar. Em 1922, tornou-se cenógrafo e assistente de direção. Em 1922 iniciou seu primeiro filme, chamado Number Thirteen, mas o projeto foi abandonado. No final de 1923, conheceu Alma Reville, que trabalhava na época como anotadora e montadora no filme Woman to Woman, de Graham Cutts. Um ano depois ficaram noivos e Alfred Hitchcock teve a oportunidade de realizar, na íntegra, um filme. O Jardim das Delícias foi o primeiro dos seus 53 filmes e Alma Reville trabalhou nele como assistente de realização. O casamento com Alma deu-se em Dezembro de 1926 e a única filha do casal, Patricia, nasceu em 7 de Julho de 1928, da primeira e talvez a única relação sexual do casal. Lenda ou não, conta-se que, durante a gravidez, Hitchcock não conseguia olhar para Alma que seria sua companheira durante 53 anos. Resultados Características Psicológicas

capacidade para realização de qualquer ação, podendo ou não estar associado a uma impossibilidade real. Onipotência: momentos, sentimentos ou idéias de grandeza. Sintomas pré-morbidos: Educação severa na infância, timidez, mau relacionamento com colegas da escola, isolamento em casa, trauma de infância, fobia social. Um garoto calado, desambientado na família, sem interesses comuns com seus colegas de escola. Aluno pouco brilhante limitava-se a olhar e observar. Dividia seu interesse entre geografia criando habito de estudar e decorar mapas. Chegando inclusive a conhecer com intimidade a cidade de Nova Yorque. Gostava de ir ao cinema sozinho, e se isolava constantemente. Comprava revistas técnicas e ficava lendo o dia inteiro. Não gostava de sair com os amigos e nem de procurar namoradas. Enquanto os meninos de sua idade saiam em busca de mulheres, preferia ficar em casa, lendo suas revistas. Não tinha interesse sexual. Obsessões:Prendia-se a detalhes no trabalho. Era minucioso com os detalhes de seus filmes. Impecável com suas vestimentas, ao ponto de ao final do dia estar nas mesmas condições na qual chegara. Dirigia as cenas de seus filmes com muito detalhe, os protagonistas fiacavam nervosos com as perfeições de Hitch, sabia a quantos graus deveria virar a cabeça, qual o movimento da câmera , tudo com suas perfeições.

Alterações da afetividade: Sentimentos ligados à tristeza: melancolia, saudades, tristeza, nostalgia, Compulsões Alimentares: Hitchcock tinha o hábito de comer e beber vergonha, impotência, aflição, culpa, remorso, muito, esse ritual cultivara desde os tempos de auto-depreciação, auto-piedade, sentimento de solteiro. Todas as quintas feiras freqüentava um inferioridade, tédio e desesperança. restaurante com sua mulher chamado “Chanses” Anedomia: falta acentuada de prazer onde sempre pedia um filé duplo. Em casa em atos ou situações que são usualmente conservava uma adega que como era de esperar, prazerosas, incapacidade para sentir-se feliz. ampliava-se. Esse tipo de comportamento servia Labilidade afetiva: oscilação de para amenizar as cobranças e as críticas que humor,ocorre mudanças súbitas e imotivadas constantemente recebia, ele achava isso um prazer de humor. Oscilação rápida e inesperada. e era a maneira com que ele se relacionava com as Sentimento de insuficiência: coisas. sentimento de inutilidade e de falta de CENTRO UNIVERSITÁRIO FMU SÃO PAULO - BRASIL

2008


Discussão Pelos dados levantados, Hitchcock manteve sua vida dentro do cinema. Parecia em seus filmes brincar com o público, inclusive aparecendo rapidamente.A rígida educação o faz desenvolver sentimentos de culpa e retraimento social, irônico e dono de um humor sarcasmo. Tinha uma personalidade reservada contribui muito para criar certo mistério sobre ele. Na verdade, a vida de Hitchcock era um filme. BIBLIOGRAFIA: •

FRUNDT, Bodo. Alfred Hitchcock. S.L: Ediouro,1992.

CAPUZZO, Heitor. Alfred Hitchcock. Vitória: Editora Fundação Ceciliano Abel

de

Almeida-

Universidade

Federal do Espírito Santo, 1993 •

ARAÚJO,Inácio. Alfred Hitchcock, o mestre

do

medo.

São

Paulo:

Brasiliense,1982 •

TRUFFAUT,

François.

Hitchcock/Truffaut. São Paulo, SP: Brasiliense, 1986. •

DURGNAT, Raymond. The Strange case of Alfred Hitchcock. London: Faber, 1974

GOTTLIEB, Sidney. Hitchcock por hitchcock - Coletânea de textos e entrevistas. Editora: Imago, 1995

CENTRO UNIVERSITÁRIO FMU SÃO PAULO - BRASIL

2008

Aspectos psicológicos de Hitchcock - Estudos Bibliográficos  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you