Issuu on Google+

MARISOL EM REVISTA

REVISTA DIRIGIDA AO PÚBLICO MARISOL

ANO 4 • NO 34 •julho

TECNOTIGOR/ Coleção Verão Tigor T. Tigre é uma viagem ao futuro

P.20

Cultura para a P.04 comunidade/

EMAGReÇA, COM SAÚDe/ P.18


MODA

20

NOTÍCIAS

O Futuruo já chegou

Expansão das franquias O setor de franquias vem crescendo e se consolidando a cada ano. Um dos principais motivos é a segurança de investir em um negócio com uma marca consolidada, suporte e possibilidade de expansão. Somando isso ao momento favorável do mercado brasileiro, o resultado tem sido interessante. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2010 o faturamento do setor alcançou R$ 76 bilhões, 20,4% a mais que em 2009. A previsão é que em 2011 o crescimento continue, mas não tão intenso. Vale ressaltar que, no Brasil, são mais de 778 mil empregos diretos, gerados por mais de 86 mil unidades franqueadas. Só na Marisol, com operações do sistema de Franchising (Lilica & Tigor, Babysol, Pakalolo e Rosa Cha), lojas próprias e credenciadas One Store Marisol, são mais de 330 lojas. Para alcançar esse resultado é preciso trabalhar com seriedade e profissionalismo. Mesmo com mais de 10 anos de experiência em franchising, a cada dia trocamos conhecimentos e aprendemos muito com os franqueados, reconhecendo o empreendimento de cada um e premiando os melhores desempenhos no evento anual da Academia do Varejo. Para os novos interessados, toda segunda-feira tem um encontro especial, em que apresentamos as principais características do sistema de franchising e dos nossos negócios. O objetivo é alinhar as expectativas dos candidatos, esclarecendo as dúvidas. Entendemos que cada oportunidade de negócio possui particularidades e, por isso, franqueado e franqueador precisam ganhar com a parceria e trabalhar juntos para o sucesso do negócio. Cássio Cansian Gerente de Expansão da Marisol Franchising

NOTÍCIAS culinária

04 38 36 EM FOCO

Cinema gratuito

COMPORTAMENTO

Amar é essencial

12

SABOR

Escondidinho de galinha caipira

08

HISTÓRIAS E LUGARES

Gramado, um encanto

18

EQUILÍBRIO

Emagrecer, mas com saúde


Marisol em Revista - Publicação dirigida aos públicos de relacionamento da Marisol.

Coordenação:

Espaço do leitor

Comunicação Corporativa/RH.

Edição e produção: EDM Logos Comunicação (47 3433-0666).

Edição e reportagem:

A Marisol em Revista abre suas páginas para você. Mande comentários, sugestões de assuntos, ideias, críticas. Queremos ouvir sua história, seu depoimento, seu modo de ver o mundo. Escreva para a gente: marisolemrevista@marisol.com.br

“A nova Marisol em Revista está bem atrativa e com matérias importantes para quem quer estar bem informado e por dentro de tudo que acontece, não só na Marisol, mas também na atualidade, principalmente em inovação.” Euderlandia Oliveira, Pacatuba/CE

Jair Morello e Marlise Groth.

Fotografia: Roby e arquivo Marisol.

Projeto gráfico: R2 Estúdio Design.

Conselho Editorial: Ketli Larissa Wagenknecht (47 3372-6157), Salézia Borrineli (47 3372-6106), Ana Carolina Belloni (47 3372 6250) Patrícia Daiana Kluge Witthöft (47 3372-6211), Vanessa Dalpiaz (47 3372-6256), Jorge Marcelo Ribeiro (47 3372-6272), Silvia Quadra (47 3372-6581), Rafaela Donini (47 3372-6018), Rodrigo Branco (47 3372-6580), Rosilene Costa (47 3372-6106), Maria Aparecida Link (51 3584-1270) e Denise Iara Leorne da Cunha (85 3384-9051).

Endereço:

“Gosto muito de ler a revista, ver as novas tendências da moda, ver os lugares que os colaboradores visitam. As dicas de saúde e a culinária são colunas interessantes. Mas a minha sessão preferida é o Ponto Sem Nó, que é interessante e divertida e já estou sentindo falta. Parabéns pela revista!” Ida Schreiner, Schroeder/SC

o

6

Rua Bernardo Dornbusch, 1400 tel. (47) 3372-6000 Jaraguá do Sul - SC.

www.marisolsa.com.br Reprodução permitida mediante consulta à empresa.

“A Marisol, como sempre, continua inovando. A revista está se aprimorando, sem perder o foco, que é a informação e nos encanta cada vez mais. Parabéns a toda a equipe!” Matheus Hentges da Silva, Novo Hamburgo/RS

SABOR

Escondidinho de galinha caipira

EQUILÍBRIO

Emagrecer, mas com saúde

“Acho interessante o estilo de comunicação que a revista prioriza, por exemplo, compartilhar as notícias sobre o que acontece no dia a dia das unidades, sobre as inaugurações, entre outros. A formatação da revista chama a atenção, pois é moderna e atrativa, além de ser compacta e trazer conteúdos bem valiosos para os leitores.” Robson Ribeiro Pegado, Pacatuba/CE “A Marisol em Revista é um material que disponibiliza atualização sobre diversos assuntos. A diversidade de temas é fantástica: cultura, gastronomia, moda e lazer. Vale a pena ler.” Angelica Zils, Schroeder/SC

3


EM FOCO

O projeto Vitrine Cultural Marisol ganha continuidade em 2011, com a exibição de filmes nacionais gratuitos para a população

De 16 de maio a 2 de julho, o caminhão-cinema percorreu doze cidades do Brasil, no Rio Grande de Sul, Santa Catarina e Ceará, para exibição de cinema gratuito, na segunda edição do Vitrine Cultural Marisol Cinemóvel. Iniciada em 2010, a ação objetiva propagar a cultura com a exibição de filmes nacionais para os moradores de 12 cidades dos três estados onde a Marisol tem unidades industriais.

GRATUITO

4


EM FOCO

As cidades visitadas Novo Hamburgo (RS) – 16 a 20 de maio Campo Bom (RS) - 23 a 27 de maio Benedito Novo (SC) – 30 e 31 de maio Timbó (SC) – 1º e 2 de junho Massaranduba (SC) – 3 e 4 de junho Guaramirim (SC) – 6 e 7 de junho Schroeder (SC) – 8 e 9 de junho Corupá (SC) – 10 e 11 de junho Jaraguá do Sul (SC) – 13 a 17 de junho Guaiúba (CE) – 24 e 25 de junho Pacatuba (CE) – 27 a 29 de junho Maracanaú (CE) - 30 de junho a 2 de julho

Os filmes exibidos foram As Melhores Coisas do Mundo, Eu e Meu GuardaChuva, Orquestra dos Meninos, O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, Castelo Rá-Tim-Bum e O Menino da Porteira. Entre as novidades desse ano, destaque para a estrutura do caminhão, que tem ambiente climatizado, poltronas confortáveis e uma supertela de 120 polegadas. O projeto, que visa a democratização da cultura, demonstra e ratifica a responsabilidade da Marisol perante a comunidade.

Proximidade com a população A Marisol está envolvida com projetos culturais, especialmente nas comunidades onde está presente. Com o Vitrine Cultural Marisol, a empresa reafirma um dos seus valores básicos, que consiste em incentivar projetos que promovam a integração social e cultural da sociedade. Os recursos deste projeto foram captados via Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e conta com o apoio do Ministério da Cultura, prefeituras e fundações culturais dos municípios envolvidos. 5


PERFIL

Jardineiro fiel O Jardineiro Fiel, filme dirigido por Fernando Meirelles, baseado no romance homônimo de John le Carré, é perfeito para descrever o trabalho de Mariano Orzenckowicz

Quem visita a Marisol em Jaraguá do Sul e presta atenção em seus jardins, se impressiona com a beleza de seus canteiros. Seja pela profusão de cores na primavera e no verão, ou pela simetria das plantas nos períodos mais frios, a verdade é que são muitos os que escolhem o jardim da empresa como cenário para uma bela foto. Por trás desse trabalho está Mariano Orzenckowicz, o jardineiro fiel, que há 25 anos, junto com seus colegas, tem como missão tornar o ambiente harmonioso, alegre e motivador. Mariano tem a Marisol como sua segunda casa. Superorganizado, ele não perde tempo quando o tema é um novo projeto de canteiro ou uma nova área para rever o paisagismo. “Ele chega em casa entusiasmado, especialmente quando é primavera. Traz até uma expressão diferente, sorri ao dizer como as flores estavam bonitas”, destaca Lucia, a companheira há 25 anos e mãe dos dois filhos – Maicon e Leandro, de 24 e 11 anos, respectivamente; e de Fernando, 6

30, que Mariano também acolheu como seu. Em casa, Mariano mostra que gosta de trabalhar em equipe, ajuda a esposa nas atividades domésticas, e só para um pouquinho quando tem jogo do Flamengo, noticiário na TV e para acompanhar o estudo dos filhos. O gosto pela natureza ele passa ao pequeno Leandro, que aprende sobre flores, ervas e outras plantas na pequena horta de casa, instalada num lugar que também lembra um pouco da profissão. Darcy Luiz Buchmann, um dos primeiros colaboradores da Marisol, conhece bem Mariano e afirma: “Ele é uma pessoa positiva, bondosa e esclarecida. Está sempre pronto a ajudar e tem grande conhecimento sobre a vida e a natureza”. A escriturária Ana Paula Schweitzer Matosiaki concorda e completa: “Ele se preocupa com os colegas e está sempre dando bons conselhos”. A supervisora de Qualidade, Iraci Schulz, e a escriturária Eronilde Pedri dos Santos, também o conhecem há mais de 20 anos, da época em que trabalhavam juntos na Unidade de Confecção Jaraguá. “Ele é uma pessoa com a qual podemos falar sobre qualquer assunto, está sempre antenado nos acontecimentos e notícias diversas”, destacam. “Disposto a deixar a empresa sempre bonita, Mariano cuida dos jardins como se fosse sua própria casa e com


PERFIL

bom humor colabora para a decoração de Natal, sempre primando pelos detalhes”, complementa dona Florilda Donini. Elemar Gorges, o inseparável amigo Alemão, também jardineiro da área de Obras, observa que Mariano tem uma habilidade ímpar para cuidar das plantas. Quer conhecer mais sobre o Mariano e sobre o seu trabalho? Fique atento aos jardins. Ele está sempre lá, procurando uma forma de deixar os ambientes ainda mais bonitos.

7


HISTÓRIAS E LUGARES

Simplesmente encantadora. Assim é Gramado, no Rio Grande do Sul, reconhecida pelas belezas naturais, culinária e organização impecável para receber turistas. Tem atrações o ano inteiro, com destaque para o fim de ano e o inverno. Três colaboradores da MSL-CE aproveitaram as férias para viajar e conhecer Gramado e outros municípios da Serra Gaúcha

gramado 8


HISTÓRIAS E LUGARES

Rivelino Sandri, da Manufatura, foi com a esposa Andrea e o filho Guilherme passar o fim do ano na Cidade Luz. “Queríamos algo novo e fomos para Gramado, que se assemelha à Europa e é diferente de todas as cidades que conheço no Brasil. Além das atrações naturais (cidade, paisagens etc.) chamou atenção a forma profissional com que

Gramado trata o turismo (shows magníficos, organização/limpeza impecável, educação exemplar)”, lembra. Ele recomenda também a visita a vinícolas da região, com degustação de salames e queijos. O passeio de trem também deve estar no roteiro, sem falar nos inúmeros restaurantes típicos. Adivinha o que foi mais difícil de encarar? Por incrível que pareça, segundo Rivelino, o frio que faz por lá, mesmo no verão.

Dicas do Rivelino Cuidado com o frio, à noite a temperatura cai, principalmente se estiver chovendo. Visite o Alpen Park, em Canela, ainda mais se você tiver filhos pequenos ou adolescentes (tem tirolesa, rappel e muro de escalada). Faça uma daquelas “fotos antigas”, é imperdível. Não poderia ficar de fora o Mini Mundo, um lugar que encanta. 9


HISTÓRIAS E LUGARES

O fim de ano é especial, com programações belíssimas e encantadoras” Vera Marta Neves Amarante Rabay, do RH, tem 52 anos, e matou a curiosidade de conhecer Gramado. O marido e os dois filhos foram junto conferir as belezas daquela cidade tão admirada por tantos motivos. Vera destaca alguns. “Chamam atenção a limpeza, a segurança, o fato de não haver pedintes, as ruas sem buracos e a educação, especialmente no trânsito, é invejável”, comenta. Além de todos esses pontos positivos, o fim do ano reserva surpresas em Gramado, com uma programação natalina intensa e encantadora. “O visual natalino é lindo. O resgate de passar alguns 10

dias com toda a família reunida, ainda mais em um lugar como esse, foi maravilhoso”, comemora. A alegria desses dias ela repassa a todos, indicando a cidade como destino nas próximas viagens. “Vá, sem medo de ser feliz. Em princípio as pessoas parecem muito sérias, mas são muito educadas e prestativas. A cidade vive em função do turismo e envolve toda a população a não ter desempregados”, ressalta Vera.


HISTÓRIAS E LUGARES

Um dos objetivos de Kátia Cristina Veras Portela, do RH, era fazer uma segunda lua de mel com o marido e conhecer o Natal Encantado de Gramado. Eles aproveitaram as férias e viram muito mais do que a programação de Natal. “Realizamos vários passeios turísticos: tour da uva e do vinho, com visita a uma vinícola, tour em Canela, Nova Petrópolis e outros lugares. Adorei a cidade, toda decorada, os espetáculos Nativitaten, A Árvore Cantante, o Grande Desfile de Natal, a beleza exuberante, a limpeza e a segurança”, conta. Mais uma vez, a educação dos motoristas em relação aos pedestres foi destacada como impressionante, além do primor em todos os espetáculos e serviços. Kátia diz que o planejamento da viagem é sempre muito importante, desde o financeiro até as condições do clima. “Fiquei de olho na previsão do tempo na internet e fui no período que eu queria: verão. É bom, também, se você for para Gramado, que é uma cidade turística, verificar com quem já foi para tornar o custo da viagem menor. Por exemplo: fechei o pacote turístico e hotel com uma empresa de lá e obtive uma economia de mais de R$ 1.000,00”, diz.

Dicas da Kátia A rua Coberta é bastante agradável, adorei. No período de Natal, é imperdível o espetáculo Nativitaten. Fui a dois restaurantes de massas e gostei bastante: Al Piatierre e Pastasciutta. A “noite gaúcha” é ótima, eles são muito profissionais.

11


COMPORTAMENTO

Amar é essencial Presente em verso e prosa o amor é essencial. Palavrinha de quatro letras, a-m-o-r tem uma variedade incrível de conceitos

Como explicam o psicólogo Ailton Amélio e a jornalista Monica Martinez, autores do livro “Para Viver um Grande Amor” (Ed. Gente), o amor pode ser cultivado pelos pais, pelos filhos, pelos amigos, por Deus. E pode também ser o amor romântico, aquele com paixão, que a gente sente pela nossa cara-metade. Segundo Amélio e Monica, um dos primeiros a falar em cara-metade e em “alma gêmea” foi o filósofo Platão (427 a.C.347 a.C). Na concepção de Platão, “originalmente os corpos das pessoas seriam andróginos, e sua divisão teria criado uma porção masculina e outra feminina, que vagam pelo mundo tentando se unir novamente”. Muitas outras teorias foram sur12

gindo, de acordo com a época e até o local. Mas, afinal, de onde vem essa necessidade de amar, ficar junto, gostar e ser correspondido? As respostas são muitas, mas um dos fatos, de acordo com os autores, seria a própria natureza, que estimula o ser humano e outras espécies a viver em união estável. A vida em dupla é entendida como mais fácil para criar os filhos, algo importante para a preservação da espécie. Teorias à parte, a Marisol em Revista foi ouvir alguns casais para conhecer um pouco sobre vida a dois. São histórias de vida pautadas pelo respeito, carinho e cumplicidade, prova de que é possível manter o romantismo mesmo com as atribulações do dia a dia.


COMPORTAMENTO

Conhecer o outro Sidnei Sabino, tintureiro, e Rosani, costureira da Marisol em Jaraguá do Sul/SC, estão juntos há 20 anos. São pais de Anderson, 18 anos, Eduardo, 17, e Lucas, de 1 ano e 7 meses. Para eles, conhecer o outro e prestar atenção em suas opiniões e sentimentos faz a diferença. Sidnei conheceu Rosani quando ela veio trabalhar próximo à sua casa e o jeito meigo da moça logo o cativou. “Eu procuro ajudá-la nas tarefas domésticas e acredito que a base de um bom relacionamento é procurar saber do que o outro gosta. Tudo passa e o que fica realmente é o companheirismo”, diz. Rosani se apaixonou pelo jeito trabalhador, honesto e sem vícios do marido. Eles procuram manter o bom humor e conversar sobre a programação do final de semana. O sonho dos dois é ampliar as economias e fazer uma viagem para conhecer as praias do Nordeste. O casal também mantém o romantismo, prestando atenção nos pequenos gestos e em datas especiais.

Importar-se com o outro Adalberto Goldani, da Manutenção na Marisol/RS, é casado há 31 anos com Helena, sua grande paixão. A amizade virou amor, que virou casamento e hoje se reflete em Gabriel, 27 anos, João, 21, e Fabiani, 14. Adalberto explica que um bom relacionamento exige maturidade para discutir os conflitos até chegar a um acordo. Também reforça a necessidade de que, apesar dos anos, sempre é tempo para celebrar o Dia dos Namorados, o aniversário e a data de casamento. Surpreender o outro e demonstrar carinho é possível. Ele revela um gesto simples e bonito: “Nos dias frios, enquanto ela assiste TV, eu vou para a cama ler um livro e aqueço o lado dela na cama”. Para Adalberto, respeitar e aceitar o outro ajuda a resolver as questões do dia a dia. Ele faz questão de deixar um recadinho: “Helena! O ser divino que existe em mim reconhece o ser divino que existe em você. Nós dois somos um, juntos fazemos a diferença”.

13


COMPORTAMENTO

Respeito e companheirismo Para Juçara Scheid, do RH da Marisol SC, casada com Valmor há 18 anos, e mãe de Maria Fernanda, 12, e João Pedro, 4, respeito e companheirismo são fundamentais para uma boa relação. É esse contexto que vai trazer harmonia e cumplicidade capaz de superar os desafios do cotidiano e colocar novas cores na rotina que envolve toda a família. Juçara observa que a rotina faz parte da vida e pode ser benéfica. Isso porque a vida regrada traz ordem e tempo para fazer o que a família gosta. “No início de uma relação tudo é mágico. Com o tempo, as situações diárias exigem maturidade para uma vida feliz em família”. Para Juçara, “é preciso respeitar o espaço do outro, o que o outro pensa, compartilhar as situações. Ela declara que Valmor é um companheiro maravilhoso que a respeita como esposa, mãe e profissional. “Amo muito você e nossos filhos”, declara.

14

“E cada verso meu será Pra te dizer que eu sei que vou te amar Por toda a minha vida” Eu sei que vou te amar, Tom Jobim e Vinícius de Moraes


COMPORTAMENTO

Romantismo a cada dia

“Deixa eu dizer que te amo, Deixa eu pensar em você. Isso me acalma, me acolhe a alma. Isso me ajuda a viver!” Amor I Love You, Marisa Monte e Carlinhos Brown

Na Marisol/CE o casal Elielma Stefany Sousa Marques, da Confecção I, e José Carlos Nascimento Gomes, do CTM, procuram ser românticos a cada dia. Para manter um bom relacionamento ele ajuda nos afazeres da casa, elogia e reconhece as ações da esposa. Elielma respeita o espaço do marido e mantém um diálogo saudável com ele, reconhecendo suas atitudes colaborativas. Entre as datas que eles celebram estão o dia do casamento, o do primeiro beijo, o dia dos namorados, aniversários de namoro e noivado. Eles mantêm a espiritualidade frequentando a igreja juntos e cultivando a fé. Uma vez por mês tiram um final de semana para um almoço em um lugar diferente e dedicam o final de semana para um passeio. O sonho é viajar e conhecer o Brasil junto com um futuro casal de filhos formando uma família “abençoada por Deus” e repleta de afeto.

15


ENTREVISTA

Vida com sabor de baunilha! Flávia Quaresma, uma das mais conceituadas culinaristas, conquistou uma legião de fãs no seu restaurante Carême. Depois de fechá-lo, ficou afastada da mídia para ganhar “qualidade de vida”. Agora volta com força total em novos projetos, como o Ciclo de Palestras Docol, que aborda arquitetura do sabor e a construção dos cinco sentidos

Formada na escola francesa Le Cordon Bleu, uma das mais famosas do mundo” 16

Fechar um restaurante de sucesso como o Carême deve ter sido uma decisão difícil. Valeu a pena? Fechar um ciclo é sempre difícil. Levei quase um ano refletindo sobre o assunto, e talvez por isto quando tomei a decisão estava bastante segura. Junto com a crise dos 40 anos vieram vários questionamentos. Vivi um momento onde coloquei tudo na balança. Queria entender o que realmente me dava prazer e o que pretendia construir daquele ponto em diante. Também queria ter um pouco mais de tempo pra mim. Depois de 10 anos felizes com o Carême, que foi tão sonhado e me deu tantas alegrias, comecei a sentir que a emoção não era mais a mesma. Me pegava mais feliz dando aulas, participando de programas de televisão, fazendo eventos e consultorias... Não achei justo seguir adiante desta forma. Não conseguia sentir uma coisa e ter que passar outra para a equipe e os clientes. Hoje fico feliz ao ver que tomei a decisão certa.


ENTREVISTA

Como você cria suas receitas? É só inspiração ou é necessário estudar, pesquisar... A inspiração pode vir de várias partes. De uma imagem, um livro, uma viagem, uma exposição, um jantar, um ingrediente, um produto e até de uma memória. Vem sempre de algo concreto, que já existe e, junto às emoções, conhecimento e técnica, a ideia vai ganhando corpo. O estímulo pode ser espontâneo ou sob demanda. É bacana também ter a criatividade aguçada por de um produto, por exemplo. Porém é muito importante a busca constante por conhecimento. Ler muito, devorar revistas e fazer pesquisas em viagens e pela internet são funções obrigatórias. Precisamos exercitar sempre: estudar, provar e cozinhar. Você defende o slow food e a alimentação saudável. É possível em um mundo tão agitado? Sem produtos de qualidade é impossível fazer uma boa comida. O ingrediente representa 70% do sucesso de um prato, depois vêm criatividade e técnica. Com tanto tempo castigando a terra e o meio ambiente acabamos danificando nossos alimentos. Felizmente acordamos a tempo para achar um caminho para esta questão e recuperar o sabor perdido. É extremamente importante reconectar o homem ao campo, valorizar a agricultura e proteger os produtos regionais. A agricultura orgânica e o movimento slow food são fundamentais para a valorização da boa alimentação. A alimentação saudável depende de bons ingredientes. Somos realmente o que comemos. Se comemos melhor certamente ficamos mais saudáveis. Acredito muito no poder terapêutico dos alimentos: “Que a comida seja seu remédio e seu remédio seja sua comida”. A boa mesa exige tempo. Mas compensa? Claro que compensa. Para construir um bom prato muitas vezes passamos horas trabalhando em cima dele. Horas de cozimento, horas de redução, horas de teste... E apenas alguns minutos para degustar. Porém, cada segundo de prazer gerado com esta criação vale muito a pena. Este é o gol do cozinheiro.

O que é preciso para ser criativo e ousado na cozinha? É preciso ser curioso e estar aberto para conhecer novos sabores. É importante não ter preconceitos, querer conhecer novas técnicas e cozinhas diferentes, mas sem esquecer as bases. Usar o passado a favor do presente. Mesclar o antigo com o moderno. Ter coragem para experimentar, já que nem sempre a conquista é certa. Como você vê a cozinha brasileira no mundo? A gastronomia brasileira está em movimento ascendente. Estamos conquistando cada vez mais visibilidade no exterior. É fantástico ver o Alex Atala e seu DOM em sétimo lugar na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo. E ainda tem o Fasano e o Mani nesta lista. É emocionante ver uma nova geração de chefs brasileiros trabalhando com nossos ingredientes, orgulhosos com nossa brasilidade. É maravilhoso acompanhar o desenvolvimento da gastronomia em outras regiões do Brasil saindo do eixo Rio e SP. Vários bons restaurantes estão conquistando espaços em cidades como Manaus, Belém, Cuiabá e tantas outras. Agora precisamos nos preocupar em proteger nossas riquezas, valorizando os produtores que fazem um belo trabalho. Aumentar o número de ingredientes com denominação de origem controlada para termos nos mercados apenas produtos de qualidade com boa procedência e sustentáveis. Sonho com o dia em que vamos encontrar nas prateleiras, por exemplo, apenas o verdadeiro azeite de dendê.

“Apaixonada por doces e ingredientes brasileiros, Flávia é fã dos alimentos orgânicos e do slow food

17


EQUILÍBRIO

O USO INADEQUADO DE MEDICAMENTOS PARA EMAGRECER TRAZ CONSEQUÊNCIAS SÉRIAS PARA A SAÚDE, CAUSANDO INCLUSIVE DEPENDÊNCIA

18

A obesidade aumentou significativamente no Brasil. Com dados do Censo 2010, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) estima em 90 milhões os brasileiros com sobrepeso (50% da população), dos quais 30 milhões são portadores de obesidade. E a questão não fica por aí. O uso de medicamentos para emagrecer é altíssimo e causa inúmeras complicações. Conforme o Jornal do Senado (edição de 10/05/2011) em “março de 2008 a Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife), órgão das Nações Unidas, mostrou o Brasil como o maior consumidor de remédios para emagrecimento do mundo, chegando a consumir 90% do que é produzido”. Os remédios para emagrecer só podem ser vendidos sob prescrição médica, pois agem diretamente sobre o sistema nervoso. O uso indiscriminado e a prescrição inadequada podem causar dependência. Assim, para quem está com uns quilinhos a mais, a dica é rever hábitos e procurar um endocrinologista e um nutricionista. Os


FALANDO BEM

Saiba mais 1. A obesidade pode, também, mexer com fatores psicológicos, diminuindo a autoestima e gerando depressão. 2. O excesso de peso pode estar ligado à genética da pessoa, a maus hábitos alimentares ou a disfunções endócrinas. Por isso, na hora de emagrecer, procure um especialista. Fonte: www.endocrino.org.br

remédios podem até ser necessários para alguns casos, mas normalmente são dispensáveis. De acordo com a SBEM, a recomendação é comer a cada três horas, ingerir frutas, legumes, proteínas e carboidratos dentro de porções moderadas. Água, sucos ou chás sem adoçantes estão liberados uma hora antes ou uma hora depois das refeições. O ideal é que as crianças já recebam noções e habituem-se a comer corretamente em casa, estimuladas pelos pais. Hábitos alimentares saudáveis associados à prática de exercícios físicos são essenciais no combate à obesidade que representa um risco à saúde das crianças e adultos.

“os remédios para emagrecer sÓ podem ser vendidos soB prescriÇÃo médica”

PORTUGUÊS Nesta edição, a coluna apresenta um novo site, que vale a pena consultar em caso de dúvidas de português. É o blog do professor e gramático Sérgio Nogueira, no portal da Globo (g1.globo.com/platb/ português). Destacamos uma dica que esclarece uma dúvida muito comum. Este ou esse? Quando nos referimos ao “tempo presente”, devemos usar ESTE: “NESTE momento, está chovendo no Rio de Janeiro.” ( = agora) “Ele deve entregar o proposta NESTA semana.” ( = na semana em que estamos) “Não haverá futebol NESTE domingo.” ( = hoje) “O pagamento deverá ser feito NESTE mês.” ( = mês em que estamos) Quando nos referimos a algo citado anteriormente, devemos usar ESSE: “Tudo ia bem até a 25ª volta, NESSE momento houve um grande acidente.” “Ele pouco se dedicava ao projeto, por ISSO foi dispensado.”

INGLÊS A partir desta edição vamos trabalhar algumas dúvidas comuns dos alunos. Vamos começar com “because” e “because of”. because /bI”kQz, bI”k@z/ conjunction Used to give a reason for something I phoned because I needed to talk to you. I can’t come out tonight because I’ve got too much homework. because of /bI”kQz@v, bI”k@z@v/ preposition As a result of someone or something We got into all this trouble because of you. (Dica de Clodoaldo Tomazelli)

19


MODA

20


MODA

21


MODA

22


MODA

23


MODA

24


MODA

25


INOVAÇÃO

O Boné Tigor Néon Cap tem aBa com acaBamento Feito de uma FaiXa de LED colorida. Um BotÃo na aBa controla a LuZ, que pode FicaR esTÁTica ou piscar. SÃo dois modelos, nas cores vermelHa ou verde

26


INOVAÇÃO MODA

Tigor X oferece o máximo de conforto e leveza. A mistura de EVA e nylon garante a durabilidade do calçado e oferece excelente amortecimento. O forro de poliéster com tratamento antimicrobiano e antibactericida, aliado às áreas vazadas no EVA, mantém os pés secos e protegidos. O solado é antiderrapante e tem pontos estratégicos para apoio e flexão dos pés. Ainda acompanha um superchaveiro em miniatura do tênis. Uma verdadeira máquina do futuro!

27


MODA

Comprando para a alma Lojas devem criar uma atmosfera encantadora em todo o seu espaço, proporcionando experiências únicas aos consumidores

O Visual Merchandising é um dos artifícios mais essenciais na hora de projetar a identidade de uma marca e cativar o consumidor. A decisão pela compra está tão relacionada a um produto bem resolvido (design, qualidade e acabamento), quanto à forma como ele tem seus atributos expostos. O consumidor busca uma experiência de consumo, em que ele possa ver o seu estilo de vida e suas A vitrine, além escolhas ilustradas de atraente, em um ambiendeve ter uma te de projeção de atmosfera desejos. Por isso, a grande tendência envolvente, dos últimos anos é

convincente e tentadora

28

criar não apenas uma vitrine atraente, mas uma atmosfera envolvente, convincente e tentadora, proporcionando uma experiência de consumo mais individualizada. O interior da loja é um prolongamento da fachada, onde se exploram outros potenciais dos produtos e elementos que agreguem valor: música, iluminação, objetos de design. Tudo para fazer com que o visitante fique o mais confortável possível e se identifique com um conjunto de ideias. Em meio a tudo isto, pode parecer que o produto é apenas um coadjuvante, mas ele é integrante de um mundo que o consumidor entende como seu. Inconscientemente (ou nem tanto), ele se sente parte deste universo.


MODA

Aqui e lá Alguns exemplos de sucesso mostram como o universo do consumo está cada vez mais elaborado e surpreendente. Para comprar, inspirarse ou simplesmente admirar, vale a pena conhecer.

www.king55.com.br www.valisere.com.br

King 55

Valisére A loja da marca de underwear na Oscar Freire, em São Paulo, tem quatro ambientes que exploram diferentes tipos de mulher. A arquitetura é arrojada e clean. Quem acha que vai encontrar apenas lingeries, vai ficar surpreso com a linha de homewear, acessórios e até bonecas Barbie.

Localizada no bairro Vila Madalena, em São Paulo, a loja traz um conceito urbano e fresh, sem afetação. As portas dos provadores são geladeiras retrô. O espaço é pequeno e o staff é acolhedor. Vale o passeio também pela rua Harmonia, endereço da loja.

blogdaemme.com www.urbanoutfitters.com

Urban Outfitters Já falamos da Urban aqui. A loja é o suprassumo da cultura de consumo jovem na Europa e nos Estados Unidos. Os preços são acessíveis e o design é imbatível.

Loja M Focada no público jovem feminino, segue o padrão de lojas Fast Fashion. Mistura moda, design e decoração. A ideia do ambiente é criativa e inovadora, utilizando papelão, revistas e caixotes de madeira como mobiliário.

29


GENTENOSSA NOSSA GENTE

30


ELES TRABALHAM COM

GENTE NOSSA

“As pessoas vão para o trabalho para alimentar a alma, para se sentir conectadas, para aumentar o amor próprio, para aprender, para se divertir.” Grace Cirocco, escritora

Ir ao trabalho pode ser algo prazeroso, especialmente quando a gente está num ambiente agradável e faz o que gosta. Pessoas que gostam do trabalho geralmente costumam manter um equilíbrio entre o que a escritora Grace Cirocco, autora de “Dê o Passo – A Ponte Estará Lá” (Ed. Fundamento), chama de fatores motivadores externos: pagar as contas, comprar uma casa, ofertar um curso particular para você ou seus filhos, por exemplo - e motivadores internos: fazer amizades, seguir a vocação, contribuir com seu talento, ajudar as pessoas etc. Cultivar o equilíbrio é a palavra-chave para uma vida plena e feliz. Na Marisol há quem goste muito do que faz e o faz com o coração.

31


GENTE NOSSA

gratidão Gratidão faz parte do cotidiano da Renata Silva, Vendas/Logística da Marisol CE. Ela foi homenageada por seus 10 anos de empresa em 2009 e durante dois anos fez parte do Coral. A Marisol é o seu primeiro emprego com carteira assinada, e a identificação com as atividades e com o grupo foi tão grande que ela aproveitou as oportunidades de crescimento e fala com muito orgulho dos seus mais de 11 anos de empresa. Renata começou na Dobração e hoje atua na área de Vendas. Qual o segredo para a disposição que a faz ser uma referência entre os demais? Ela conta: “Procuro trabalhar da melhor forma possível. Não gosto de faltar e nem de quebrar regras. A visão da empresa é vestir o corpo e alma das pessoas, e eu aplico isso na minha vida”. A inspiração de Renata vem das oportunidades de crescimento e do lema de trabalhar a liberdade com responsabilidade: “Nós temos a liberdade de falar com os gestores e podemos expressar ideias para aprimorar o trabalho e o clima organizacional”. Grata a Deus ela completa: “Sempre existe alguém olhando para você. Faça o seu melhor, aprimore seus conhecimentos, porque as oportunidades surgem e nesse momento você precisa estar preparado para abraçá-las”.

A visão da empresa é vestir o corpo e alma das pessoas, e eu aplico isso na minha vida” 32

Paixão Clóvis da Silva Vieira, do Corte, sempre sonhou em trabalhar em uma grande empresa, e quando conheceu a Marisol SC foi paixão à primeira vista. “Vim de uma região sem oportunidades e achei tudo maravilhoso: jardins, entrada, pessoas felizes... Tudo me chamou a atenção”. Prestes a comemorar um ano de casa, ele destaca que “este será o primeiro de muitos aniversários. Estou feliz e a cada dia conheço mais a Marisol o que aumenta minha admiração”. Clóvis está sempre disposto a mudanças e desafios. Entende que tudo é oportunidade de aprimoramento. Bem humorado, é conhecido por trabalhar com alegria e sem reclamações. Segundo ele,


GENTE NOSSA

Persistência Duas palavras exprimem bem a trajetória da colaboradora Elisângela Teixeira Possenatto, da Marisol RS. Com seu sorriso franco ela é reconhecida pela persistência e força de vontade, qualidades que ajudaram no crescimento profissional, a realizar sonhos e a ser reconhecida como uma “apaixonada pelo que faz”. Atuando no Corte, Elizângela entrou na empresa há nove anos e argumenta que sua caminhada não foi fácil. Começou na área de Serviços Gerais e, aos poucos, foi galgando degraus e vencendo as próprias barreiras. Obstinada, ela buscou qualificação profissional e atualmente trabalha na distribuição de serviços no Corte. Um dos grandes estímulos para fazer bem o que faz são as oportunidades e a liberdade com responsabilidade que a Marisol proporciona. Determinação, autoestima e vontade de crescer Elizângela tem bastante e completa: “Acredite em seus sonhos. Lute por suas ideias com otimismo, trace metas e, com determinação, concretize os seus sonhos”. a empresa é o reflexo de seus colaboradores e por isso o grupo deve ser ético, fiel e motivado. “O que me inspira é um conjunto de valores. É o jeito de ser Marisol - dedicada e comprometida com seus colaboradores, comunidade, meio ambiente, cultura”. Clóvis diz ter uma grande família no trabalho. E existe um fato curioso referente ao seu ingresso na empresa: ele prometeu que daria três cambalhotas se passasse no período de experiência. Choveu muito nesse dia, mas ele cumpriu a promessa. “Fui embora todo sujo, mas feliz da vida!”

“Sempre superei os desafios com força de vontade e paixão pelo que faço

33


GENTE NOSSA

Da “nossa Marisol” para a Marisol de Goiânia Ela vai fazer 3 anos em 31 de agosto, com um jeito sapequinha que encanta a todos os amigos da mamãe Laura e do papai Rogério Teixeira Moraes. Loirinha, olhos claros e de personalidade forte, a pequena, que se chama Marisol e espera uma irmãzinha, a Mariste-

À família da garotinha Marisol o nosso abraço. E que a Maristela seja tão linda como é a sua IRMÃ Marisol!”

34

la, para o mês que vem, mora em Goiânia/GO. E Marisol não tem esse nome por acaso, não. A inspiração veio de um lindo outdoor que seus pais viram logo após uma romântica viagem pelo litoral de Natal/RN, na qual decidiram que iam deixar de ser casal e constituir uma família. “Laura se encantou pela loirinha linda deitada na grama, de botinha e perninhas pra cima e decidiu: se tivermos uma menininha será Marisol”, conta Rogério, que mais tarde, por coincidência, encontrou João Carlos Borges Rezende, coordenador de Expansão One Store Marisol, em uma pracinha onde levava os filhos e que nos fez chegar essa bonita história. Marisol já está na escolinha e tem uma boa percepção de mundo fazendo muitas perguntas aos pais. Adora desenhar, conhecer novas cores e assistir à sua coleção de DVDs. “Ou-


SÓ PARA VOCÊ

3

1

2

A modelo que inspirou o nome da filha de Laura e Rogério

4 tra paixão é colocar nome nas bonecas e brincar com a nossa cachorrinha Mila. Elas são inseparáveis”, destaca Rogério, que junto com a esposa sempre leva a pequena para andar de bicicleta. “A Marisol é um sonho que realizamos e estamos muito felizes em ampliar a família agora”, destaca a mamãe Laura.

1 • Livro O Menino do Pijama Listrado (John Boyne): uma fábula sobre amizade em tempos de guerra e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável. 2 • Livro Sobrou Dinheiro! – Lições de economia doméstica (Luís Carlos Ewald): o “dr. Dinheiro” ajuda no equilíbrio das contas domésticas explicando conceitos e melhorando o orçamento no fim do mês. 3 • Livro Faça o Amor Valer a Pena (Rosana Braga): o livro é provocador e envolvente, mostra que só vive o real amor quem se compromete e se entrega plenamente. 4 • Documentário Senna (Universal, 2010): o documentário conta a vida do brasileiro Ayrton Senna, acompanha a carreira do piloto, desde sua estreia na Fórmula 1, em 1984, até a sua morte em um acidente no Grande Prêmio de San Marino, em 1994.

35


SABOR

com sabor caseiro Dona “B” é a forma carinhosa como os filhos Pedro Henrique, Polyana e Jorge chamam a mãe Benirde de Lima Ribeiro

36

Jorge Ribeiro, da Marisol Franchising, conta um pouco mais sobre a mãe, de quem herdou, entre outras virtudes, o gosto pela culinária. “Em sua simplicidade e jeitinho de mãezona, ela sempre procura agradar os filhos”, destaca. E uma das formas de agradá-los é com a culinária. Sua preferência por pratos da terra é evidente. “Comidinhas caseiras, feitas no fogão à lenha, frango caipira, risoto (frango com arroz e mandioca), farofa, broa de milho, bolos, bolachas, tortas caseiras e geleias estão entre seus pratos prediletos”, conta Jorge. Tudo de dar água na boca. Mas não é só cozinhar por cozinhar. “Sempre aprendi com minha mãe que a mesa é um lugar sagrado, onde reunimos a família e amigos. Lugar onde decidimos as coisas importantes da vida. É através do amor à família e à boa mesa que procuramos fazer algo especial, mesmo que seja simples”, conceitua Jorge. Bom, vamos então compartilhar uma dessas receitas. Jorge selecionou o “escondidinho de batata baroa” ou como a maioria prefere, “escondidinho de batata-salsa”.


SABOR

Dona “B” com os filhos Pedro Henrique, Jorge, e Polyana

Curiosidade A batata baroa recebe nomes diferentes: batata-salsa, mandioquinha, mandioquinhasalsa e batata-aipo, entre outros. Ela é nativa dos Andes. Tem uma bonita cor amarela, sabor adocicado e faz deliciosos purês, suflês, croquetes, nhoques, pães, sopas e o que mais você imaginar! Tão versátil como a batata comum.

Duração do preparo: 1 hora Serve: 8 porções O prato pode ser servido com saladas ou com arroz branco

Escondidinho de batata baroa 700 g de batata baroa cozida em água e sal 300 g de batata inglesa cozida em água e sal ½ kg de carne de frango (cozida e desfiada) 3 colheres (sopa) de manteiga 1 caixinha de creme de leite 1 tablete de caldo de galinha 2 colheres de manteiga ou de azeite 2 dentes de alho amassado 1 cebola pequena picada ou ralada 1 cebola média em rodelas 1 colher (sopa) de cebolinha picada 1 colher (sopa) de salsa picada Pimenta calabresa ou pimenta-do-reino Leite, bacon, requeijão, mussarela e sal a gosto

Passe pelo espremedor as batatas, até que fiquem bem macias e homogêneas, adicionando a manteiga. Reserve. Em uma panela, frite o bacon, o alho, a cebola, a carne já desfiada (previamente cozida em água e sal). Acrescente a salsa e a cebolinha, o caldo de galinha, o creme de leite e, se necessário, coloque leite até ficar cremoso; sal e pimenta a gosto. Montagem: coloque em uma forma refratária untada com manteiga no fundo e nas laterais. Forre o fundo da refratária com uma camada de requeijão. Coloque uma camada de purê intercalando com uma camada do molho de frango desfiado. Por fim, termine o prato com uma camada de purê e fatias de mussarela por cima. Leve ao forno por mais ou menos 20 minutos ou até dourar. 37


NOTÍCIAS

Expansão constante

Prosseguindo com a estratégia de expansão de franquias, a Marisol participou, pela segunda vez, da ABF Franchising Expo 2011, de 8 e 11 de junho, na capital paulista. Com esta participação, a empresa, detentora das redes Babysol, Pakalolo, Lilica & Tigor e Rosa Cha apresentou as diversas possibilidades e vantagens de seu sistema de franchising, um dos mais sólidos no segmento de moda nacional. Até a próxima edição da Feira, a Marisol prevê a ampliação de suas redes de lojas com os novos parceiros que estiveram no evento. Com relação à presença na ABF Expo, o gerente de Expansão Cássio Cansian resume: “Nossas expectativas foram superadas. Tivemos um número 30% maior de atendimentos personalizados, com aproximadamente 400 contatos diretos e mais de 2.000 visitantes circulando por nosso estande. Aproveitamos para destacar nossos diferenciais e solidez como uma das maiores empresas nacionais do segmento de vestuário.” O público desta edição foi mais qualificado. Cássio atribui esse

38

resultado ao crescimento do setor e à disseminação, cada vez maior, das informações sobre o sistema de franquias. “Tão importante quanto a interação com possíveis novos franqueados, foi o interesse dos shoppings centers em contar com nossas lojas em seus empreendimentos. Foi marcante a presença dos principais grupos em nosso estande”, ressaltou Cássio. Com a experiência de mais de 10 anos como franqueador e gerindo atualmente mais de 185 franquias - sendo a Lilica & Tigor a maior rede brasileira no segmento de vestuário infantil -, a Marisol Franchising oferece opções inovadoras aos interessados em abrir seu próprio negócio.


NOTÍCIAS

Apoio total ao franqueado A Marisol oferece oportunidades a quem deseja abrir o seu primeiro negócio ou a lojistas interessados em expansão. “Para potenciais franqueados, proporcionamos suporte completo, que vai desde o apoio e negociação do ponto comercial até a gestão do estoque, com um consultor de franquias capacitado para apoiar na gestão do negócio”, explica Cássio. O primeiro passo é acessar o site www.marisolsa.com.br/ business e conhecer cada negócio, escolher aquele que mais se identifica e fazer um cadastro. Todas as segundas-

feiras, na sede da Marisol em Jaraguá do Sul, a empresa reúne empreendedores interessados para esclarecer todas as dúvidas e entender detalhadamente o processo de parceria, em uma programação agradável e com objetivo de alinhar as expectativas dos candidatos. Os interessados podem agendar a reunião pelo telefone (47) 3372-6256 ou pelo email franchising@marisol.com.br.

Lilica & Tigor No dia 7 de junho foi realizada a cerimônia de entrega do prêmio As Melhores Franquias do Brasil 2011, promovido pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Empresas de 14 setores foram premiadas. Dentro da modalidade Vestuário, Calçados e Acessórios, a rede Lilica & Tigor figurou novamente como a melhor franquia na área de vestuário infantil do Brasil.

39


NOTÍCIAS

Babysol Cássio destacou o grande interesse pela franquia da Babysol, uma das melhores opções de negócio da Feira. “Ela é fruto da combinação de um franqueador experiente com um negócio novo e promissor”, destaca.

One Store Marisol

Equipe de atendimento que atuou na Feira da ABF

Características de um franqueado de sucesso Ser uma pessoa pró-ativa, empreendedora, confiante e motivadora, e, ao mesmo tempo, ter disciplina para as regras e padrões formatados pela franqueadora. Ter sensibilidade no relacionamento interpessoal e outras aptidões essenciais, como organização financeira e capacidade de gerenciamento. Outro ponto importante é conversar com os franqueados da rede para ouvir o que eles têm a dizer sobre o negócio e a franqueadora. Adquirir uma franquia significa empreender e assumir riscos. O sistema de franchising minimiza os riscos do negócio, mas tem seus riscos. Franquias não são garantias de sucesso. Elas reduzem as margens de erro, porém, a franquia de uma marca conhecida não tira do franqueado a responsabilidade de gerenciar bem o negócio, tornando-o o mais rentável possível. Um dos fatores principais de sucesso dos negócios franqueados é o envolvimento do franqueado no negócio, no atendimento e contato com o público e gestão da equipe. 40

A rede de valor foi alvo de uma grande procura por parte dos empreendedores, especialmente de shoppings. Todos com interesse em contar com uma das lojas da rede devido à importância que a One Store Marisol vem conquistando no mercado.

O sistema de franquias O setor de franquias vem crescendo e se consolidando cada vez mais. Um dos principais motivos é a segurança de investir em um negócio com marca consolidada, suporte aos franqueados e possibilidade de expansão por várias regiões.

Características de um bom franqueador A compra da franquia não pode ser feita de maneira inconsequente. Somente porque apareceu uma ótima oportunidade como um ponto comercial, por exemplo. É preciso fazer uma avaliação criteriosa, não só do negócio em si, mas do franqueador, que será seu parceiro por muitos anos. Ele precisa ter estrutura, solidez, planejamento e comprovada experiência naquilo que irá produzir para você vender. Além é claro, de uma marca forte e conhecida.


NOTÍCIAS

inaugurações Lilica & Tigor No dia 7 de junho, o Shopping Praia de Belas, em Porto Alegre/RS, foi palco da reinauguração da franquia Lilica & Tigor, agora com o conceito do novo projeto, sob o comando de Erenilda e Roberto Bortolin.

One Store Marisol A mais nova One Store Marisol foi inaugurada no dia 10 de junho, na rua Rui Barbosa, Centro de Gravatá/ PE. É a segunda loja do credenciado Luciano Gomes, que montou sua primeira unidade em Garanhuns, também em Pernambuco.

Babysol No dia 2 de junho foi inaugurada mais uma loja da rede Babysol. A nova loja fica no Shopping Boulevard Tatuapé (rua Gonçalves Crespo), em São Paulo e tem em seu comando as franqueadas Rosimara e Rosicler Mazaro.

41


NOTÍCIAS

Justa homenagem

Costureiros e costureiras da Marisol receberam uma justa homenagem da empresa no dia 25 de maio. Nas unidades do Ceará, Jaraguá do Sul, Benedito Novo e Schroeder, os profissionais da costura foram parabenizados pelos diretores e gerentes em momentos especiais. Em Jaraguá do Sul, a comunidade também ficou por dentro desta data tão importante, já que o estúdio móvel da rádio Studio FM 99.1 apresentou um dos programas ao vivo da Marisol, inclusive entrevistando duas colaboradoras que falaram sobre a profissão.

Incentivo à cultura Na Marisol CE um grupo de colaboradores participou de um curso de Arte e Cultura promovido pelo Sesi. O objetivo foi aumentar o conhecimento e ampliar os horizontes sobre a história, a cultura e o turismo de Fortaleza/CE. 42

Ela é campeã

Daiane da Silva, auxiliar de produção do Corte, da Marisol SC, conquistou o 1º lugar no tênis de mesa em duplas e o 3º lugar individual no 7º Parajasc. Os Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina, realizados na cidade de São Miguel do Oeste de 2 a 8 de junho, reuniram mais de 2.250 para-atletas de 64 municípios de todo o estado, que deram lições de vida, demonstraram que o esporte é o caminho para a igualdade entre as pessoas e emocionaram quem acompanhou cada uma das provas. É o quarto ano que Daiane participa da competição, sempre entre os primeiros colocados.


MODA

20

NOTÍCIAS

O Futuruo já chegou

Expansão das franquias O setor de franquias vem crescendo e se consolidando a cada ano. Um dos principais motivos é a segurança de investir em um negócio com uma marca consolidada, suporte e possibilidade de expansão. Somando isso ao momento favorável do mercado brasileiro, o resultado tem sido interessante. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2010 o faturamento do setor alcançou R$ 76 bilhões, 20,4% a mais que em 2009. A previsão é que em 2011 o crescimento continue, mas não tão intenso. Vale ressaltar que, no Brasil, são mais de 778 mil empregos diretos, gerados por mais de 86 mil unidades franqueadas. Só na Marisol, com operações do sistema de Franchising (Lilica & Tigor, Babysol, Pakalolo e Rosa Cha), lojas próprias e credenciadas One Store Marisol, são mais de 330 lojas. Para alcançar esse resultado é preciso trabalhar com seriedade e profissionalismo. Mesmo com mais de 10 anos de experiência em franchising, a cada dia trocamos conhecimentos e aprendemos muito com os franqueados, reconhecendo o empreendimento de cada um e premiando os melhores desempenhos no evento anual da Academia do Varejo. Para os novos interessados, toda segunda-feira tem um encontro especial, em que apresentamos as principais características do sistema de franchising e dos nossos negócios. O objetivo é alinhar as expectativas dos candidatos, esclarecendo as dúvidas. Entendemos que cada oportunidade de negócio possui particularidades e, por isso, franqueado e franqueador precisam ganhar com a parceria e trabalhar juntos para o sucesso do negócio. Cássio Cansian Gerente de Expansão da Marisol Franchising

NOTÍCIAS culinária

04 38 36 EM FOCO

Cinema gratuito

COMPORTAMENTO

Amar é essencial

12

SABOR

Escondidinho de galinha caipira

08

HISTÓRIAS E LUGARES

Gramado, um encanto

18

EQUILÍBRIO

Emagrecer, mas com saúde


MARISOL EM REVISTA

REVISTA DIRIGIDA AO PÚBLICO MARISOL

ANO 4 • NO 34 •julho

TECNOTIGOR/ Coleção Verão Tigor T. Tigre é uma viagem ao futuro

P.20

Cultura para a P.04 comunidade/

EMAGReÇA, COM SAÚDe/ P.18


Marisol em Revista Julho 2011