Issuu on Google+

APODI NOTÍCIAS Ano II • Edição V • Jan Fev Mar 2013 www.apodi.com.br

Mulheres na construção civil Aumenta a participação feminina no setor Pág. 6

Fala, Cliente

Meio Ambiente

Saúde

Conheça João Batista, da Construtora Mota Machado

Cimenteiras do Brasil são mais ecológicas do mundo

Saiba como evitar o mosquito da dengue

Pág. 3

Pág. 4

Pág. 8


EDITORIAL

No ano em que passou, segundo dados da indústria, as vendas de cimento no mercado brasileiro totalizaram 68,3 milhões de toneladas, um crescimento de 6,9% em relação ao ano de 2011. Como o Apodi Notícias informou em todas as suas edições, o Nordeste foi o grande destaque do País em venda de cimento. Enquanto o Brasil cres-

Brasil consumiu mais de 68 milhões de toneladas de cimento em 2012

ceu 6,9% no ano, o Nordeste cresceu 13,7%. Em 2013, a expectativa é de crescimento. Como muitas obras estruturais ainda serão necessárias aos eventos de Copa do Mundo, além de mobilidade urbana, se aguarda um aquecimento em vendas e consumo de cimento em 2013, onde o setor deverá apontar para um crescimento próximo a 5% neste ano,

dependendo, ainda, muito das políticas habitacionais, dos incentivos governamentais e das grandes obras estruturais. Neste cenário, além do destaque para o Nordeste, é a mulher que entra em evidência, e aumenta sua participação na construção civil, quebrando paradigmas e cooperando com o desenvolvimento do país, assunto abordado nesta edição.

SUMÁRIO

EXPEDIENTE

Fala, Cliente

Página 3

Meio Ambiente

Página 4

Perfil

Página 5

Matéria de Capa:

2

Mulheres na Construção Civil

Página 6

Evite a Dengue

Página 8

Espaço Infantil:

Página 10

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

Realização: Companhia Industrial de Cimento Apodi Apodi Notícias é uma publicação trimestral da Companhia Industrial de Cimento Apodi. Distribuida gratuitamente, com conteúdo desenvolvido por Central de Comunicação Ltda.

Presidente: Adauto Farias Superintendente: Ricardo Nishioka Diretor Comercial Cimento e Concreto: Sérgio Fabiano Gerente Comercial Cimento: Mardônio Alves Gerente Comercial Concreto: José Roberto Iório Marketing: Priscila Martins Textos: Rodrigo de Almeida e Hamilton Nogueira Diagramação: WebLoop Foto: Kléber Gonçalves e Arquivo Apodi Jornalista Responsável: Rodrigo de Almeida [CE 2239 JP] Hamilton Nogueira [CE 2430 JP] Todos os direitos reservados. Central de Comunicação Ltda. (85) 8804.6200 / 8152.2391


FALA, CLIENTE

João Batista do Carmo, da Mota Machado Fundada em 1968, há 45 anos, a Mota Machado possui 10 obras em construção em Fortaleza, além de oito obras em São Luís (Maranhão) e dois lançamentos em Teresina (Piauí). São aproximadamente 1500 funcionários próprios e 800 terceirizados. João Batista do Carmo é gerente de Suprimento da Mota Machado, e aprova os produtos fornecidos pela Cimento Apodi: - A Mota Machado começou a comprar Apodi logo na primeira produção, em março de 2011. De lá para cá, o relacionamento é muito bom, é perfeito, a gente vem se entendendo, é uma parceria que a gente tem, e é mais uma fonte para competir no mercado. Dentre as 10 obras na capital cearense, segundo Batista, 70% contam com o fornecimento da Cimento Apodi. De acordo com Batista, a Cimento Apodi possui qualidades diferenciais no atendimento, no prazo de entrega e, inclusive no preço, como explica: - O cimento é um produto bastante direcionado, não é um

produto que temos muitos fornecedores em qualquer momento, o fornecedor de cimento é mais restrito. A vinda da Apodi foi um canal que ajudou muito na construção civil. O gerente de Suprimento enxerga na Apodi como uma empresa ágil, nova, que assumiu desafios em um mercado competidor, o que trouxe inovação e benefícios para os construtores. Gerente de Suprimento da Mota Machado, João Batista do Carmo trabalha na empresa há 42 anos, quando iniciou na função de “office-boy”, o que permite que tenha uma análise do momento da construção civil: - Acredito que a construção civil não parou de crescer, mas o mercado está se estabilizando. Até o ano passado houve um corre-corre. Quem acertou vai ficar porque é hora de saber o que mercado realmente quer. Acredito que o mercado ainda vai crescer até a Copa do Mundo, não vai diminuir, depois ele vai se estabilizar. As obras para a Copa do Mundo dão um gás para a construção civil no Ceará. Veterano na profissão, Batista fundou a Associação dos Profissionais de Compra do Estado do Ceará, e foi seu primeiro presidente, no ano de 1997. APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

3


Meio Ambiente

Indústria de cimento brasileira é mais ecológica do planeta: Cimento Apodi é pioneira em eficiência energética

De 1990 a 2005, a produção dos fornos de cimento para desde cimento aumentou 50%, mas truição de resíduos, que tem a emissão de CO² variou apenas dado à indústria do cimento um 38%. A redução é fruto de um novo e relevante papel no levantamento realizado pelo âmbito da promoção da sustenCement Sustaitabilidade e nability InitiatiNO PERÍODO DE 1991 A do equilíbrio ve (CSI), e consambiental. 2011 FORAM tatou que o O co-proCO-PROCESSADOS OITO cessamento Brasil é o país que menos MILHÕES DE TONELADAS pode signifiemite taxas de car uma DE RESÍDUOS. CO² na naturesolução mais za. A pesquisa eficiente e foi feita entre 900 fábricas pereconômica para a gestão de resítencentes a 46 grupos indusduos, sem risco ao meio ambientriais atuantes em todo o te, além de servir como uma das mundo. alternativas para eliminar os Um dos principais avanços lixões urbanos. da indústria de cimento é o chaA indústria brasileira possui mado co-processamento: uso um parque industrial moderno

4

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

e eficiente, com instalações que operam com baixo consumo energético. Praticamente todo o cimento no País é produzido por via seca, processo industrial que garante a diminuição do uso de combustíveis em até 50% em relação a outros processos. Já a fábrica da Cimento Apodi, que está sendo construída em Quixeré (212 Km de Fortaleza) terá um diferencial ecoeficiente a mais. De acordo com Geraldo Magela, engenheiro responsável pelo projeto da fábrica, o aproveitamento do calor existente nos gases de escape irão gerar entre 4,5 a 6 megawatt de energia elétrica, e será a única do Brasil a fazer isso.


PERFIL

José Roberto Iório Contratado como Gerente-Geral da Concreteira Apodi há nove meses, José Roberto Iório, 59 anos, é formado em administração de empresas, mas admite: “sou graduado mesmo é em concreto”. Casado há 34 anos com a pedagoga Maria Aparecida, com quem tem quatro filhos e quatro netos. “Eles estão espalhados, só a mais nova que é professora e ainda mora comigo”, diz. Natural de São Paulo, Iório iniciou sua vida profissional com o concreto em 1978, onde trabalhou por 10 anos, até ser transferido para o Rio de Janeiro, e chegou a trabalhar por várias empresas, inclusive numa multinacional tida, segundo Iório, como uma das maiores cimenteiras do mundo. Até que surgiu a oportunidade de atuar no Nordeste, como gerente regional, sempre atuando no ramo do concreto. Em 2012 foi contratado pela Apodi. “Estou muito motivado com o potencial da empresa e poder criar uma identidade numa empresa nova”, diz. Hoje, a concreteira possui as unidades em Pecém e Eusébio. Este ano, será inaugurada a unidade de Fortaleza, localizada na BR-116. Em estudo, há outra unidade também na capital cearense, a localizar-se no bairro Mucuripe.

No primeiro semestre de 2014, será implantada uma unidade em Natal (RN), e ainda em 2014, outra unidade em São Luis (MA). “O planejamento é crescer em Fortaleza e expandir para todo o Nordeste e Norte”, afirma Iório. Iório pretende transformar o concreto produzido pela Apodi em uma atividade nobre, o que significa em curto prazo ser líder de mercado. “Até 2016 a Apodi será líder de mercado, e ultrapassará todas as marcas no Nordeste”, afirma. Segundo Iório, o sistema de produção de alguns concorrentes já está ultrapassado, e a fábrica da Apodi tem a vantagem da modernidade. “Não vejo nenhuma outra empresa com condições

iguais à Apodi para torna-se líder de mercado em Fortaleza”, diz Iório. Em 2012, a produção de concreto foi de 70 mil m³. A previsão para 2013 é de 90 mil m³ de concreto. Ou seja, o crescimento é contínuo. E não vai parar.

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

5


MATÉRIA DE CAPA

Aumenta participação de mulheres na construção civil Cuidado, capricho e atenção aos detalhes somados à falta de mão de obra. Essa combinação está fazendo com que a participação das mulheres em um ramo historicamente dominado pelos homens cresça cada vez mais. O setor atrai mulheres que buscam uma colocação no mercado de trabalho, e também aquelas que veem na construção civil uma forma de ganhar mais dinheiro do que nas profissões tradicionalmente femininas. Segundo a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho e Emprego, o número de mulheres atuantes na construção civil aumentou 65% na década. Em 2000 elas eram pouco mais de 83 mil entre 1,094 milhão de pessoas empregadas. Já em 2008, elas ocupavam 137.969 vagas em um estoque de trabalhadores de quase 2 milhões. Diana Rodrigues é Técnica em Segurança do Trabalho em um empreendimento na Cidade dos Funcionários, diz que durante muitos anos trabalhou no ambiente da construção civil, mas não diretamente. “Eu era da área administrativa, mas foi justamente em uma construção que conheci a profissão da técnica de segurança do trabalho, que é relativamente nova. Esse é um ramo difícil, extremamente masculino, mas eu sou apaixonada pelo que eu faço”.

6

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

Diana justifica essa paixão com uma palavra: desafiio. “Particularmente eu gosto de desafios. E o maior desafio é conscientizar o trabalhador da área para a segurança”, explica. “Eles são rudes. Mas tem evoluido, mesmo que lentamente. Então a vantagem da mulher é saber conversar e entender quando eles estão com problemas. Não é só punir, é entender quando alguém tem um problema em casa”, detalha. “Eu tenho que mostrar que sou mais uma. A falta da maquiagem, a largura da minha camisa (diz mostrando uma blusa larga), são formas disso. Se ele sobre a escada eu também subo. Não existe isso de sexo frágil. A mulher pode ser delicada, mas não é frágil. Nós temos mulheres na estiva e temos mulheres comandando países.”

PONTO DE VISTA O engenheiro elétrico Dallas Ferreira, ratifica. “Não é que elas sejam boazinhas. Elas são profissionais, mas com uma visão mais humana. Sabem ouvir mais que o homem, podendo executar as tarefas com a mesma qualidade que eles. Isso cria um diferencial que precisa ser respeitado”, comenta. E em tom de brincadeira, “elas vão dominar o mundo”, diz.

EXEMPLO NA APODI Mara Queiroz, 29 anos, é estudante de Engenharia de Produção e Técnica de Produção da Usina de Quixeré. Nesta edição, ela nos fala um pouco sobre o avanço das mulheres (e sobre sua experiência pessoal) no ramo da construção. Confira: Apodi Notícias: No seu serviço há mais homens que mulheres? Como é o convívio? Mara Queiroz: Sim, a grande maioria é homem, mas o convívio é super saudável. Meus companheiros de trabalho são bastante cavalheiros e nunca passei por alguma situação que causasse qualquer desconforto ou embaraço. AN:Você já foi discriminada por ser mulher no seu trabalho? MQ: Não, pois sempre procurei trabalhar visando o aproveitamento das qualidades únicas, exclusivas, do sexo feminino, trabalhando meu marketing pessoal. E também tendo sempre como foco principal, vencer os desafios do dia-a-dia da produção de cimento, ajudando assim a afastar a imagem de qualquer preconceito ou discriminação. AN: O que você acha da atuação das mulheres em papéis que antigamente eram apenas executados por homens? MQ: Nas mulheres mora também a habilidade de lidar bem com situações difíceis e delicadas, dando a elas jogo de cintura. Assim também por serem mais detalhistas e acolhedoras, melhoram a produtividade e o bem-estar dos colaboradores.

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

7


SAÚDE

Saiba como evitar o mosquito da dengue É possível prevenir a dengue, mas para isso é necessário o esforço da população. O passo mais importante para a prevenção da dengue é evitar o acúmulo de água parada que não pode ser protegida. A orientação da Secretaria da Saúde do Estado é de que pelo menos uma vez por semana as famílias façam a limpeza rigorosa em todos os depósitos que acumulam água e até eliminem os reservatórios de

água limpa e parada. Os ovos da muriçoca não sobrevivem fora d’água. Já os ovos do mosquito da dengue (Aedes aegypti) ficam por mais de um ano nas bordas das caixas d’água, tinas, baldes, garrafas, latas ou pneus. No contato com a água, eclodem e saem por aí ameaçando a saúde da população, transmitindo uma doença que deixa as pessoas com dores nas articulações, febre, dor de cabeça e pode até matar.

Sintomas da dengue

O médico Samyr Campos, especialista em Medicina do Trabalhador, alerta para os sinais que merecem atenção redobrada, já que o agravamento da doença costuma ocorrer na fase de remissão da febre. “Após ter passado a febre, em torno de cinco dias, é a fase mais crítica da doença. As pessoas costumam pensar que parando a febre estão boas, o que na realidade não é”, diz.

Geralmente os sintomas se manifestam a partir do 3º dia após a picada do mosquito

Atenção! Na dengue hemorrágica, o

quadro clínico se agrava rapidamente,

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

atenção médica, e pode ser fatal.

apresentando sinais de insuficiência circu-

O médico orienta ainda que não existe

latória e choque, podendo levar a pessoa à

tratamento específico para a dengue, no

morte em até 24 horas. O aparecimento de

entanto tomar bastante líquido e soro oral

manchas vermelhas na pele, sangramen-

são ações importantes. “O tratamento é

tos, dor abdominal intensa e contínua e

dividido em grupos de gravidade, e

vômitos persistentes podem indicar a evo-

dependendo dos sinais de alerta a pessoa

lução para dengue hemorrágica. Procure

necessitará de pelo menos uma hidratação

um posto de saúde, pois é esse é um

venosa”, diz Samyr.

Dicas úteis: Não deixe a água acumulada na laje

Mantenha telhas e calhas sempre limpas, livres de galho e folhas

Coloque areia no vasinho de planta até a borda

Mantenha a caixa d’água fechada para impedir que vire um criadouro do mosquito

Se tiver planta aquática, lave o vaso com escova e sabão pelo menos uma vez por semana

Jogue o lixo no lixo, que deverá estar sempre bem fechado, e nunca despeje pneus, garrafas, latas ou objetos que possam armazenar água em terrenos baldios

Mantenha o saco de lixo bem fechado e fora do alcance de animais até o recolhimento pelo serviço de limpeza urbana

8

quadro grave que necessita de imediata

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

9


APODI KIDS

Palavras Cruzadas

Caça-palavra

Preencha o espaço que falta, e coloque a palavra no número corresponde no jogo de palavras-cruzadas. Se precisar, peça ajuda a um adulto.

Leia o texto abaixo, e encontre em meio às letras embaralhadas as palavras selecionadas em negrito. Se não conseguir sozinho, peça ajuda a alguém: pode ser o papai, a mamãe, o irmão mais velho ou até o mesmo o seu professor. Vamos tentar? Apodi quer dizer firmeza, e vem de uma língua indígena. A Cimento Apodi foi fundada em 2008, é uma empresa moderna e oferece cimento de qualidade desde 2011. O clínquer e o gesso são dois componentes do cimento. As fábricas da Cimento Apodi estão localizadas em Pecém e Quixeré, no Estado do Ceará. Além de cimento, a Apodi fornece concreto, outro insumo importante para a construção civil. Duas das maiores preocupações da Cimento Apodi são seus funcionários e o respeito à natureza. Q

J

F

I

R

M

E

Z

A

R

N

F

D

S

B

I

U

Y

T

W

W

U

T

J

W

O

G

R

E

V

U

Y

A

V

V

N

X

U

V

P

T

C

R

L

D

O

B

O

L

Q

B

A

P

T

O

W

N

E

I

E

Z

A

B

A

I

H

R

T

M

I

J

E

A

E

K

M

I

X

T

M

D

J

J

U

L

R

P

K

F

B

U

T

E

K

R

F

A

P

X

R

X

R

A

O

B

Z

M

F

S

N

S

B

D

N

U

E

H

G

C

R

Y

O

K

G

I

B

T

I

E

G

I

Z

F

C

M

O

D

E

R

N

A

Y

Q

O

X

M

H

A

E

T

H

Q

X

A

G

X

O

T

Q

E

J

B

Q

J

Q

W

I

A

W

A

V

S

T

Z

U

O

C

O

N

C

R

E

T

O

Q

S

P

U

Q

U

O

V

1

1. O pai de João usou Cimento Apodi para construir uma C 2. Apodi quer dizer

I

3. Principal meio de transporte que leva Cimento Apodi é o 4. A Cimento Apodi

a natureza

E

5. Respeita também todos os

7. A Apodi fornece cimento e

4

M E N

6

T O

I

5

N

6. Atender sempre bem ao

2 3

M

de qualidade

C

7

T O

Para colorir Agora, pegue canetas coloridas e pinte com cores bem alegres os desenhos abaixo. Depois, mostre aos seus amiguinhos e amiguinhas. Pergunte a eles qual o mais bonito. Faça um círculo no desenho mais votado.

Respostas C

N

O

C

J

Q

B

J

H

M

X

I

G

E

U

N

D

X

P

A

J

J

D

R

H

I

B

Q

L

V

V

A

T

Y

U

F

J

Q

A Z E R U T A N W I

R Q E F

E W

A Q

H

T

M

C G R

X

R

L

I

M

T

P

U

X R

O

I

H W

T

U M

C A P J O

O R

X

O

F

P J

T

Z

A

Y

K W

A E

B

E

S

D

O

V E

Q W

Z B E

A

E

N T W A

C

P V G R K M

U S X N

O A

Q Q T

B

I

N K

E

T

I Z

E

D

L R

G

O

F

N

R

E D

U

T

S

M

O

Y

F

K I

Z

T

G

U R

U

Q

X A O V S

S R

V O E O I B F M

T

A

B

O

B

Y

U B

I

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

1. Casa 2. Firmeza 3. Caminhão 4. Respeita 5. Funcionários 6. Cliente 7. Concreto

10

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013

11


4

APODI NOTÍCIAS > ANO II EDICÃO V JAN FEV MAR 2013


Revista apodi ed5