Page 1

Boletim da

Assistência Social ANO 4 | EDIÇÃO #11 | ABRIL 2019

COMUNIDADE PARTICIPATIVA NO LAR SÃO ROQUE II BALADINHA DA AMIZADE AGITA PROJETO “ALEGRIA DE VIVER”

TECENDO A VIDA INICIA 2019 CHEIO DE NOVIDADES


Editorial Estimados leitores e leitoras, Estamos nos aproximando da Páscoa, tempo de renovação e transformação. Momento propício para ir ao encontro do outro, caminhar lado a lado, abraçar, se colocar à disposição e lutar para que todos tenham uma vida nova, digna e feliz. A Rede Santa Paulina de Assistência Social celebra a Páscoa todos os dias, contemplando o empoderamento de crianças, adolescentes, mulheres, idosos e idosas, além de colaboradores, voluntários, familiares e comunidades, que são impactados diariamente pelo trabalho das unidades. Nosso desejo é ver as pessoas crescendo, realizando sonhos, sendo respeitadas em seus direitos e em sua dignidade. No primeiro boletim deste ano, apresentamos os eventos de encerramento de 2018, realizados por algumas das unidades da Rede Santa Paulina de Assistência Social. O crescimento das parcerias também está relatado nesta edição e se faz presente, de forma notável. As equipes estão se empenhando para garantir a sustentabilidade das unidades, sempre pensando em melhorar ainda mais a qualidade do serviço prestado, oferecendo um espaço agradável de convivência. Na capa desta edição está o Lar São Roque, localizado em Dia-

mantino (MT), que conta com uma participação significativa da comunidade nas atividades da instituição, colaborando não só com doações, mas partilhando alegria e carinho com os idosos e idosas. Sigamos em frente, nos passos de Santa Paulina, defendendo e promovendo a vida, em primeiro lugar. Boa leitura! Irmã Roseli Amorim Coordenadora Geral da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição


Expediente Coordenadora Geral Ir. Roseli Amorim

Dir. Administrativa Ir. Maria das Graças Sampaio

Redação

Unidades de Assistência Social

Edição

Renata Garcia Quito

Responsável Renato Ribeiro

Fotos

Unidades de Assistência Social e Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição

Projeto Gráfico

Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição

Contato

renata.garcia@ciic.org.br www.redesantapaulina-social.com.br (11) 2271-0077

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - NÚMERO 11 - ABRIL 2019


Sumário pecial marca Programação es Educandário início do ano no

9

7 Atendimentos bimestra is têm participação ativa de idosos e idosas no Lar dos Velhi nhos

12 a e respeito Convivência sadidia a dia da são pilares no himento Casa de Acol

Objetivos de De Sustentável (ODS senvolvimento )e Paulina de Assistê a Rede Santa ncia Social

18


LAR SÃO ROQUE AV. MUNICIPAL, 1589, CENTRO DIAMANTINO (MT) - CEP: 78400-000 TELEFONE: (65) 3336-1760

/LARSAOROQUEDIAMANTINO

CASA DE ACOLHIMENTO SANTA PAULINA R. LUÍS BEDUSCHI, 129, FAZENDA ITAJAÍ (SC) - CEP: 88306-240 TELEFONE: (47) 3083-3050

/CASADEACOLHIMENTO SANTAPAULINA

TECENDO A VIDA R. JOHNSON, 200, BAIRRO UNIÃO BELO HORIZONTE (MG) CEP: 31170-650 TELEFONE: (31) 2526-6121

/PROJETOTECENDOAVIDA

EDUCANDÁRIO SAGRADA FAMÍLIA R. BARÃO DE LORETO, 182, IPIRANGA SÃO PAULO (SP) CEP: 04265-030 TELEFONE: (11) 2271-0071

/EDUCANDARIOSAGRADA FAMILIA

LAR DOS VELHINHOS R. PONTA GROSSA, 70, ZONA 08 MARINGÁ (PR) - CEP: 87050-590 TELEFONE: (44) 3227-4559

/LARVELHINHOSMARINGA

CASA DA SAGRADA FAMÍLIA R. DA SAGRADA FAMÍLIA, 143, VL. ALBERTINA CAMPOS DO JORDÃO (SP) - CEP: 12460-000 TELEFONE: (12) 3662-1373

/CASADASAGRADAFAMILIA


Lar dos Velhinhos Chegadas e partidas

“Um simples pensamento de gratidão elevado ao céu é a mais perfeita oração.” Sessung O sentimento que perpassa o coração de todos no Lar dos Velhinhos é de gratidão. Irmã Eunice Aparecida da Silva chegou ao Lar no início de 2018. Na bagagem, sensibilidade e disponibilidade, traduzidas em atenção, cuidado e carinho para com cada idoso. Ela é enfermeira e estava desenvolvendo sua missão como Irmãzinha numa paróquia no Oeste catarinense. Quando foi convidada para atuar no Lar dos Velhinhos, se colocou à disposição por poder exercer diretamente a sua profissão. O trabalho que realizou contribuiu muito com o Lar. Em outubro de 2018, Irmã Eunice foi eleita conselheira da Província Nossa Senhora de Lourdes e, mais uma vez, aceitou a nova missão de fazer parte da coordenação provincial, ajudando na dinamização da Congregação. Irmã Liamar Maria de Souza, após um ano exercendo sua missão no Hogar Santa Marta na Argentina, retorna, com muita alegria, ao Lar. O Lar dos Velhinhos agradece à Irmã Eunice por sua dedicação e acolhe, com muito carinho, a Irmã Liamar.

6

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL


Atendimentos bimestrais têm participação ativa de idosos e idosas A equipe técnica do Lar dos Velhinhos (assistente social e psicóloga) realizou, no dia 07 de fevereiro, o primeiro atendimento em grupo com os idosos e idosas acolhidos. Os atendimentos são bimestrais e têm como objetivo o incentivo à autonomia, ao empoderamento e aos novos conhecimentos, além de trabalhar a relação interpessoal e a coletividade. A metodologia da primeira reunião consistiu em relembrar os direitos da pessoa idosa com respaldo no Estatuto do Idoso, enfatizando o objetivo da assistente social e da psicóloga na instituição. Os idosos e idosas também responderam um questionário de avaliação dos serviços prestados durante o ano de 2018 (estrutura, projetos e colaboradores) e apresentaram sugestões para este ano. “Esse atendimento em grupo foi muito importante, os idosos e idosas perceberam que têm voz e que a opinião deles é fundamental para o bom funcionamento da instituição. Além disso, mostra que são os protagonistas de suas vidas e que a equipe pode auxiliar sempre que necessário”, explicou Camila Nascimento, assistente social do Lar.

A pintura como terapia na Terceira Idade Muitos são os benefícios das atividades de pintura na Terceira Idade. Em termos cognitivos, os canais sensoriais são ativados durante a prática da pintura, auxiliando no equilíbrio das emoções do idoso, além de proporcionar a liberação da imaginação, da criatividade e do subconsciente. A memória também é estimulada devido à necessidade de constante evolução e aprendizagem. Quando a atividade é feita de forma contínua, mantém os neurônios ativos e a capacidade cerebral em pleno funcionamento. A pintura também exige concentração e, dessa forma, aprimora a capacidade de análise e observação minuciosa do idoso, possibilitando progressos e desenvolvimentos das habilidades, assim como os níveis de autocrítica e autoestima do idoso. “Temos ainda o fator socialização, que aumenta consideravelmente quando essas atividades são praticadas em grupo; auxiliando assim no combate aos sintomas de depressão, ansiedade e isolamento, além de proporcionar bem-estar aos envolvidos, troca de informações, dicas e técnicas”, ressalta Érica da Silva Gabriel Sgobero, pedagoga.

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

7


Educandário Sagrada Família Acampamento fecha com chave de ouro atividades de 2018

O encerramento das atividades do Educandário Sagrada Família, em dezembro, foi um momento marcante. Entre os dias 18 e 20, as crianças e adolescentes foram ao Acampamento Timbalaia e tiveram a oportunidade de explorar um ambiente novo, com atividades diferenciadas e, acima de tudo, desenvolverem o senso de responsabilidade e solidariedade. Durante esses dias, os educandos participaram de atividades em grupo, além de aproveitarem o espaço verde com piscina, trilha, fogueira, entre outros. Os educandos foram organizados por idade, sendo que no primeiro dia de acampamento as crianças de seis a dez anos participaram de atividades direcionadas para esta faixa etária. No segundo dia, foi a vez dos adolescentes com idades entre 11 e 14 anos. Segundo a coordenadora Andréa Rodrigues, o acampamento foi um dos melhores passeios realizados pelo Educandário. “Tivemos momentos de diversão, mas também de aprendizagem, desenvolvimento da confiança, organização e respeito. Acredito que para muitas crianças foi um momento único que vão levar para a vida inteira”, contou Andréa. “O acampamento foi maravilhoso, as brincadeiras e as atividades realizadas à noite foram super divertidas. Estar em outro ambiente ajudou na aproximação com as minhas amigas. Assar o marshmallow na fogueira foi inesquecível”, comentou Nicolle Nunes, 12 anos.

8

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL


Programação especial marca início do ano As atividades de 2019 começaram a todo vapor. O tema dirigido do mês, além das boas-vindas, também foi a integração com os novos educandos e educandas que mudaram de horário. Esta integração tem como objetivo proporcionar um ambiente acolhedor e de novas experiências. As educadoras sociais Solange Gomes (Módulo I), Renata Rodrigues (Módulo II), Vanderli Campana (Módulo III), Natália Zanellato (Módulo IV) e Graciete dos Reis (Módulo V) organizaram atividades e passeios divertidos para o início de ano. O Módulo I visitou o Parque da Independência, no bairro do Ipiranga. Foi um momento de integração e diversão. Todos puderam brincar no parque e caminhar pela trilha. As crianças adoraram este dia, algumas ainda não conheciam o espaço e, diante de tanta animação, o passeio será repetido outras vezes. As crianças do Módulo II fizeram uma roda de conversa sobre as férias e sobre os acontecimentos marcantes, como a tragédia em Brumadinho (MG). Eles ficaram impressionados com a destruição. Mesmo sendo crianças, tiveram sensibilidade e empatia em falar sobre as famílias atingidas e a empresa causadora do estrago. Com o conteúdo da conversa, as crianças fizeram desenhos e, em seguida, apresentaram para os colegas. O Módulo III realizou o Dia da Beleza. Com maquiagens, esmaltes, gel e spray para cabelo, as crianças vivenciaram um momento de cuidado e valorização da imagem e do corpo. Os adolescentes do Módulo IV aprenderam um pouco sobre a cultura japonesa com a história do Tsuru, uma ave sagrada do Japão, que simboliza

saúde, sorte, felicidade, longevidade e fortuna. Os educandos fizeram a ave em dobradura e penduraram na sala para lembrar sempre do cuidado consigo e com o outro. Os jogos cooperativos marcaram as atividades com os adolescentes do Módulo V. O objetivo foi a cooperação entre eles e o cuidado com o outro. Os educandos realizaram atividades como “Coelho sai da toca” e “Segura bastão”. Eles aproveitaram esses momentos e fizeram uma reflexão sobre algumas atitudes e a maneira de tratar as pessoas. Também visitaram o Sesc Ipiranga e participaram do Sesc Verão 2019 – Quintal Esportivo. O Educandário começou 2019 cheio de novidades e com muitas atividades divertidas que fazem a diferença na vida dos educandos e de suas comunidades.

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

9


Casa de Acolhimento Santa Paulina Parcerias contribuem com a manutenção da Casa A Casa de Acolhimento Santa Paulina encerrou 2018 com grande alegria pelas novas parcerias construídas. Graças a elas foi possível ampliar significativamente o número de doadores, que semanalmente comparecem na unidade para deixar algo que contribua com a manutenção do trabalho realizado com as mulheres em situação de rua e seus filhos (as). Essa rede de doadores geralmente acontece por meio de contatos informais, seja por repasse de informações sobre à Casa de Acolhimento (realizada pelas Irmãs e Colaboradoras), seja pelo contato espontâneo do próprio doador (via ligação telefônica, redes sociais e outros). Roupas, calçados, alimentos perecíveis e não perecíveis são os itens mais doados. Alguns dos doadores aproveitam para conhecer a instituição no momento da

10

entrega da doação, outros optam por entrar em contato por telefone e solicitar que a doação seja retirada. Campanhas para arrecadação de alimentos em torneios de futebol, ação solidária com colaboradores de empresas, doação de hortifrútis de Itajaí e região são alguns exemplos das novas parcerias estabelecidas. Sem contar os doadores que contribuem há anos e que apresentam a Casa aos amigos e familiares, que também passam a ajudar. Quando a doação chega até a instituição, a equipe tem o cuidado de filtrar o que é usado pelas acolhidas. Zelar pela qualidade dos produtos é um dos princípios fundamentais da unidade. 2019 começou no mesmo ritmo. Gratidão aos novos e antigos doadores da Casa.

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL


Contato com a Rede de Serviços de Itajaí beneficia acolhidas O ano de 2019 está só começando, mas já se percebe que será marcado também pela continuidade de uma aproximação com a Rede de Serviços de Itajaí (SC). Embora o Acolhimento Institucional, na modalidade Albergue Feminino, pertença à Política de Assistência Social, as áreas não trabalham isoladamente. Para garantir os direitos sociais das acolhidas da Casa de Acolhimento Santa Paulina de forma integral, a equipe técnica sistematicamente mantém contato com a Saúde, Previdência Social, Cultura e Lazer, Educação, além de outros serviços também da Assistência Social, com intuito de encaminhar as demandas do público atendido. Participar de eventos, reuniões externas e formações são de fundamental importância para essa aproximação com a Rede. “A partir do momento que você conhece pessoalmente o profissional com quem dialoga frequentemente sobre a pessoa que atende, abre-se um leque que só o estreitamento das relações possibilita”, avalia a assistente social da unidade Karina Rodrigues. Em janeiro, a

Casa de Acolhimento foi convidada para participar da abertura das atividades de 2019 do Centro de Arte e Lazer Nossa Senhora de Lourdes (CAL), do bairro Fazenda, em Itajaí. O evento contou com a presença de autoridades, como o prefeito da cidade, Volnei Morastoni; o ex-secretário de Assistência Social e atual vereador, Fabrício Marinho; entre outros. Em 2018, representantes do CAL, da Secretaria de Assistência Social e da Secretaria de Saúde de Itajaí visitaram a Casa de Acolhimento e foram recebidos pelas Irmãs Elisete Perondi e Salete Leite. Um dos principais frutos dessa visita foi a realização de consultas médicas e exames das acolhidas que estavam há anos na fila de espera aguardando atendimento. A Casa de Acolhimento agradece aos colegas de trabalho da Rede de Serviços do município de Itajaí pela parceria que se concretiza a cada dia.

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

11


Convivência sadia e respeito são pilares no dia a dia da Casa As características do grupo de mulheres atendidas pela Casa Santa Paulina vêm alterando significativamente nos últimos meses. Há quem já esteja no acolhimento além do prazo estabelecido (até seis meses), mas que se mantém de acordo com a necessidade e avaliação da equipe técnica (coordenação, assistente social e psicóloga), há quem fique somente por alguns dias, há quem fique por poucos meses. Além disso, a faixa etária das mulheres varia bastante, de jovens a idosas (atualmente, a mais jovem no acolhimento tem 22 anos e a mais idosa tem 63 anos). Dentro desse grupo, também vem ampliando o acolhimento institucional de transexuais e travestis (em 2018 foram três e em 2019, até o momento, foram duas), tendo em vista que ambas têm o direito de estarem na

12

unidade, em função de que socialmente se reconhecem como mulheres. Com o objetivo de promover uma convivência sadia, extinta de qualquer tipo de preconceito, respeitando a diversidade e a orientação sexual de cada uma, para 2019, a instituição adotou como prática, por meio de roda de conversa conduzida pela equipe técnica, o momento integrativo das novas acolhidas. Geralmente são realizadas dinâmicas, leituras de textos ou repassado algum vídeo reflexivo e/ou motivacional. As mulheres têm a oportunidade de se apresentar para a nova integrante do grupo, dizendo o nome, idade, lugar de origem e outras informações que acharem pertinentes. O objetivo é que todas possam se conhecer e compartilhar suas experiências, sempre respeitando a história de vida de cada uma.

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL


Tecendo a Vida Há um tempo para tudo

Os educandos e educandas, no primeiro semestre deste ano, estão refletindo sobre o tema “Há um tempo para tudo”, com o objetivo de entender a percepção que cada indivíduo tem do tempo, a importância do tempo biológico e a necessidade de viver com qualidade cada etapa da vida. As atividades com as crianças e adolescentes iniciaram dia 04 de fevereiro com a acolhida e apresentação do espaço, que está de cara nova após a pintura que definiu as cores oficiais do Tecendo a Vida: azul e branco. Na primeira semana, os educandos dos turnos da manhã e da tarde participaram de uma programação especial com o intuito de fortalecer os vínculos entre eles, com o espaço e com os colaboradores. “Cine Vida”, “Dia Livre”, jogos, karaokê, gincana e dinâmicas foram algumas das atividades realizadas. As novidades ficaram por conta das oficinas específicas que promovem maior convivência com o educador social, como aquarela, Jazz Funk, Libras, ponto-cruz e o laboratório criativo. Com muito entusiasmo, o Tecendo a Vida segue caminhando em mais um ano repleto de atividades.

Há um tempo para tudo…e para todo mundo O Grupo de Mulheres Renovadas reiniciou as atividades no mês de fevereiro. Elas escolheram reviver todo o processo de construção do grupo. A proposta é, por meio da convivência, trazer à memória o ontem, o hoje e os sonhos de cada uma. A convivência será fortalecida e os direitos jamais adormecidos. Afinal, há um tempo para tudo e para todo mundo. E esse tempo é o AGORA.

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

13


Casa da Sagrada Família Espetáculo encerra atividades de 2018 Os educandos e educandas, a equipe do projeto social, os voluntários e as Irmãs Soeli e Sebastiana participaram, no dia 06 de dezembro, do almoço de confraternização e encerramento das atividades. Irmã Soeli conduziu a oração de ação de graças por todas as bênçãos recebidas no decorrer de 2018, os educandos também se manifestaram agradecendo a Deus pela família, pela saúde, pelas Irmãs, pelo projeto e por tudo de bom que eles têm. Após as orações, foi servido um almoço especial e, de sobremesa, um delicioso bolo de chocolate. Os voluntários que colaboraram durante o ano receberam uma lembrança como forma de agradecimento pela dedicação. Seguindo a tradição de fim de ano, no dia 07 de dezembro, os educandos e educandas do projeto social “Alegria de Viver” apresentaram para as famílias e para a comunidade a peça teatral “Os três Reis Magos e o nascimento de Jesus”. Entre as cenas, a educadora social Annelise Gonçalves Cardoso incluiu apresentações de flauta e Libras, o que enriqueceu ainda mais o teatro. “O sucesso da apresentação só foi possível graças ao envolvimento de toda a equipe do projeto, que contou com a colaboração e participação dos educandos na adaptação do texto, nos ensaios, na confecção de figurinos e cenários e nos bastidores. Os educandos realizaram a apresentação de forma admirável, com muita concentração, dedicação e, acima de tudo, com comprometimento”, relatou Cleuza Novaes, coordenadora social.

14

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL


Crianças e adolescentes fazem pintura artística em muro No mês de dezembro, os educandos e educandas do projeto social “Alegria de Viver” foram convidados pelos proprietários da lotérica Montanha da Sorte, na Vila Albertina, para colaborar com a arte de um muro que fica em frente ao estabelecimento. No local, antes estava uma caçamba de lixo e era muito sujo, inclusive com um odor desagradável. Por isso, os proprietários decidiram, por iniciativa própria, limpar o espaço, pintar e grafitar o muro. Para finalizar a arte, as crianças e adolescentes fizeram, com uma esponja, os pingos de tinta e deixaram as marcas das mãos. Além de ser uma atividade diferente para os educandos e educandas, que a realizaram com muita alegria, o nome da instituição e do projeto social ficou gravado no muro de forma marcante e alegre, chamando a atenção das pessoas que circulam pelo local.

II Baladinha da Amizade agita projeto “Alegria de Viver” O projeto social “Alegria de Viver” realizou, no dia 17 de fevereiro, a II Baladinha da Amizade, no Clube Campos do Jordão. O evento contou com a participação dos educandos e educandas, pais, amigos, educadores sociais, além da presença especial de ex-educandos (as), que tiveram a oportunidade de colocar a conversa em dia, dançar e se divertir. “Agradecemos de forma especial à educadora social Silvana Januzzi Adão que, juntamente com seu filho, Carlos Renato, proprietário do espaço, proporcionou, mais uma vez, esse momento de diversão, integração e muita alegria”, declarou Cleuza Novaes, coordenadora social. A ideia agora é programar uma “Noite dos anos 80” com as famílias. Os pais que participaram da II Baladinha aguardam ansiosos.

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

15


Encontro com Irmã Benedicta proporciona momento de espiritualidade Irmã Benedicta Auta dos Santos visitou a Casa da Sagrada Família e realizou, na tarde do dia 14 de fevereiro, um encontro de espiritualidade e reflexão com os educandos e educandas do projeto social “Alegria de Viver”. Por meio de dinâmicas, orações e leitura do Evangelho, Irmã Benedicta desenvolveu uma atividade utilizando as palavras “família”, “escola”, “cidade”, “amizade” e “eu”, na qual os educandos e educandas refletiram, em grupos, sobre a importância do caminho

16

que percorrem, pois todos são estrelas de luz nos espaços onde estão. Depois da oração final, Irmã Benedicta entregou para os educandos e educandas chocolates e balas como demonstração de carinho. “Irmã Benedicta enriqueceu o trabalho desenvolvido com as crianças e adolescentes e nos marcou com sua sabedoria e dedicação. Somos todos gratos pelo encontro e por sua disponibilidade”, agradeceu Cleuza Novaes, coordenadora social.

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL


Lar São Roque Comunidade participativa no Lar São Roque A convivência social traz inúmeros benefícios para a pessoa idosa, como elevação da autoestima, desenvolvimento da autonomia e, consequentemente, melhora da qualidade de vida. A presença da comunidade dentro da instituição é fundamental para o empoderamento dos idosos e idosas. A comunidade diamantinense e das cidades vizinhas tem participação ativa no Lar São Roque, não somente com ajuda financeira e outras doações, mas em todos os aspectos relativos ao cuidado e respeito para com os idosos e idosas. Exemplo disso são os estagiários do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), que visitam o Lar regularmente, aplicando conhecimento prático-teórico com os residentes, partilhando a vida e distribuindo carinho. O Banco de Leite da cidade de Nova Mutum também é um grupo parceiro do Lar São Roque que contribui regularmente com doação de leite, além de partilhar alegria e descontração nas visitas realizadas à instituição. Os idosos e idosas do Lar São Roque participam ativamente do Grupo Viver Legal, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Pessoa Idosa, mantido pela Prefeitura de Diamantino, por meio da Secretaria Municipal de Ação Social. O grupo tem como objetivo oferecer qualidade de vida com atividades físicas, aulas de danças, alfabetização, artesanato, palestras e apoio na saúde. Nos encontros, que acontecem duas vezes na semana, eles participam de atividades diversas e têm a oportunidade de conviver com pessoas diferentes da rotina na qual estão habituados.

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

17


Fique por dentro Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a Rede Santa Paulina de Assistência Social Você sabe o que é ODS? Trata-se de uma lista com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, aprovados pelos 193 Estados-membros da Organização das Nações Unidas, para transformar o mundo, as pessoas e o planeta, com a intenção de acabar com a pobreza, proteger o planeta e garantir o desenvolvimento e a prosperidade para todos nós e para as futuras gerações, com ações universais. Para alcançarmos as 169 metas até 2030 precisamos nos engajar e unir forças para garantir o resultado esperado. As seis unidades da Rede Santa Paulina de Assistência Social estão empenhadas, principalmente, em quatro ODS: erradicação da pobreza; igualdade de gênero e empoderamento das mulheres; redução das desigualdades e promoção da paz e justiça; e instituições eficazes. Você também pode se mobilizar para reduzir o desperdício de alimentos; arrecadar e doar livros, vídeos e revistas; contribuir com oficinas nas escolas; comunicar uma situação de violência contra a mulher pelo número 180; reduzir o consumo de água e reaproveitar a água da chuva; praticar o consumo responsável e plantar árvores. Esses são apenas alguns exemplos de ações que podem ajudar. Convidamos você para descobrir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, acesse os links e veja o que mais pode fazer: https://bit.ly/2WCET8C https://nacoesunidas.org/pos2015/

18

BOLETIM DA ASSISTÊNCIA SOCIAL


Boletim da Assistência Social nº 11  

Informativo trimestral com atividades e eventos realizados nas unidades da Rede Santa Paulina de Assistência Social.

Boletim da Assistência Social nº 11  

Informativo trimestral com atividades e eventos realizados nas unidades da Rede Santa Paulina de Assistência Social.

Profile for ciic1890
Advertisement