Page 1

Disciplina: CiĂŞncia da Natureza Professora: Lisete Fonseca

Trabalho realizado por: Diego JĂŠssica Lara


Introdução…………………………………… 3 Desenvolvimento - A constituição do ar na troposfera……………….... 4 - As características do ar……………………………. 5 - As propriedades dos constituintes do ar…………... 6 Conclusão………………………………………..………... 8 Bibliografia…………………………………………… 9

2


Este trabalho foi proposto pela professora de ciências da natureza Lisete Fonseca que teve como objetivo de nos ensinar a matéria através de um trabalho de grupo sobre os tópicos: “As características do ar”, “ A constituição do ar na troposfera” e “ As propriedades constituintes do ar” que fazem parte do tema 3: a água, o ar, as rochas e o solo.

3


A troposfera é a porção mais baixa da atmosfera terrestre. Contém aproximadamente 75% da massa atmosférica e 99% do seu vapor de água e aerossóis. É mais espessa nas regiões trópicas, podendo alcançar até 17 km de altura, e menos espessa nos polos, podendo alcançar 7 km durante o verão e tornando-se indistinta durante o inverno. A parte mais baixa da troposfera, onde a fricção dos ventos com a superfície influencia algumas centenas de metros de espessura, podendo atingir até 3 km, dependendo do relevo e da hora do dia. A região fronteiriça entre a troposfera e a estratosfera é chamada de tropo pausa, onde a temperatura para de cair com a altitude passa então a subir. A palavra "troposfera" deriva do grego: "tropos" (girar, misturar), refletindo o fato de que a turbulência tem um papel importante no comportamento e estrutura da troposfera. A maior parte dos fenómenos meteorológicos que associamos com o tempo meteorológico quotidiano ocorre na troposfera

4


Alguns dos gases que fazem parte do ar são o oxigénio e o nitrogénio. O ar é também constituído por o gás carbónico, o gás nobre e o vapor de água. O ar atmosférico é composto por vários gases diversos como por exemplo o nitrogénio, o oxigénio, gás carbónico e gases nobres.

Massas de ar são porções ou volumes da atmosfera que possuem praticamente as mesmas características de pressão, temperatura e humidade por causa de sua localização e são bastante espessas e homogêneas. As massas de ar formam-se sobre grandes áreas de terra ou água uniformes, onde não há muito vento. Assim, o ar vai adquirindo características de acordo com a superfície sobre a qual se encontra. Uma massa de ar localizada sobre um oceano, por exemplo, costuma ser bastante húmida, ao contrário de uma massa de ar formada sobre um continente que, geralmente, é seca. Os processos ou fenómenos que fazem com que a massa de ar vá adquirindo características adaptadas à superfície são a radiação solar, a convecção vertical (quando o ar morno próximo à superfície da terra subitamente levanta indo para a camada superior da troposfera e depois retorna em questão de dias), a advecção (movimento horizontal da massa de ar quando uma substitui outra de características diferentes) e a turbulência.

5


O ar é formado por uma fusão de gases e pode transportar partículas sólidas. Os principais gases que constituem o ar são todos invisíveis, incolores e inodoros. Mas, além destas propriedades, também têm outras que os distinguem entre si.

Vapor de água

6


AZOTO

OXIGÉNIO

- É incomburente porque não - É um gás comburente porque alimenta uma combustão e é alimenta as combustões. responsável pela moderação das - É incombustível porque não arde. combustões. - É incombustível porque não arde.

Como o azoto existe em maior quantidade que o oxigénio podemos concluir que o primeiro gás funciona como moderador das combustões.

Quando o palito em brasa é colocado em contacto com o oxigénio, reacende.

Quando um pavio em brasa é colocado em contacto com o azoto, não reacende.

DIÓXIDO DE CARBONO

VAPOR DE ÁGUA

- É um gás incomburente (não - É um gás incomburente (não permite a combustão). permite a combustão). - É incombustível porque não arde. - É incombustível porque não arde. O vapor de água é usado para apagar os fogos.

Quando o palito em brasa é colocado em contacto com o dióxido de carbono, não reacende.

O vapor de água existente no ar ao encontrar uma superfície fria condensa-se, passando ao estado líquido. A presença de água altera a cor do sulfato de cobre anidro, passando de branco a azul. 7


Com a realização deste trabalho aprendemos muitas informações que desconhecíamos sobre o AR. Verificamos que o ar é constituído por vários gases e, contrariamente ao que pensávamos, o oxigénio não é o constituinte que existe em maior quantidade, mas sim o azoto. Concluímos que o AR tem massa e possui volume. Concluímos também que o azoto, o dióxido de carbono e o vapor de água são gases incomburentes, enquanto o oxigénio é comburente.

Por fim, gostaríamos de dizer que foi um pouco difícil a realização deste trabalho em grupo pela falta da nossa disponibilidade fora do tempo de aulas, no entanto sabemos que poderíamos ter sido mais organizados com o tempo para o ter feito na escola. Pensamos que nos próximos trabalhos de grupo iremos melhorar neste aspeto.

8


Motta, Lucinda; Viana, Maria dos Anjos; Isaías, Emídio. Viva a Terra – Ciências da Natureza 5.º ano. Porto: Porto Editora, 2010. Ramos, Adriana Mota; Lima, Vitor. CSI 5 – Ciências Sob Investigação – Parte 2, Ciências da Natureza - 5.º ano. Porto: Areal Editores, 2010. http://www.slideshare.net/Isabel7654/ar-8089622 http://brip.escolavirtual.pt/page.php/resources/view_all?id=cn5_17_02

9

Cn jessica lara e diego  

Trabalho realizado por: Diego Jéssica Lara Disciplina: Ciência da Natureza Professora: Lisete Fonseca Introdução…………………………………… 3 Desenvolvim...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you