Issuu on Google+

Colégio Salesiano Itajaí Nomes: Amanda, Fernanda, João Pedro, Lara, Martha Números: 1,5, 18.19,29 Professora: Tayana Disciplina: Ciências

Projeto de Reconhecimento Ambiental

1


Sumario PRA – Etapa 1 - Identificação e estimativa de biodiversidade............................................................................................................................03 Metodologia Utilizada........................................................................................................04 Resultados Obtidos..............................................................................................................05 Nº de indivíduos por espécie.................................................................................................06 Fichas de Identificação das espécies......................................................................................07 Discussão Final...................................................................................................................13 PRA - Etapa 2 - Caracterização e classificação de espécies....................................14 Metodologia Utilizada.........................................................................................................15 Resultados Obtidos................................................................................................................16 Besouro preto e marrom(Classificação Taxonômica)...........................................................................................................................17 Formiga Preta(Classificação Taxonômica)...........................................................................................................................18 Aranha Vermelha(Classificação Taxonômica)...........................................................................................................................19 Discussão Final.....................................................................................................................20 PRA - Etapa 3 - Fatores abióticos e bióticos observados na área em estudo........................21 Fatores Abióticos..................................................................................................................22 Aspectos Regionais...............................................................................................................23 Aspectos Locais.....................................................................................................................24 Fatores Bióticos....................................................................................................................25 Relação entre as espécies........................................................................................................26

2


P.R.A. Projeto de Reconhecimento Ambiental

Etapa 1-Identificação e estimativa de biodiversidade

3


Metodologia utilizada

Para realizar nosso projeto, fomos até o espaço verde, onde ocorrem às atividades do LEAS, e um dos monitores nos levou até o espaço previamente demarcado pela professora, o terreno não era plano, mas era rico de nutrientes, e tinha muitas folhas secas caídas no solo, porém conseguimos encontrar muitas espécies e realizar o trabalho com facilidade no início. Porém, depois do intervalo, faltou um pouco de organização e seriedade da equipe. Mas depois nos organizamos e o resultado foram 12 espécies encontradas, catalogadas e fotografadas. O registro das fichas ficou parcialmente completo, porém confuso, já que a letra era ilegível na maioria das vezes, e havia excesso de repetição, mas seu trabalho foi bom: a registradora (Fernanda) manteve a paciência e tentava acalmar o grupo quando havia algo errado, além de anotar tudo que o desenhista da equipe (João Pedro) falava, e às vezes essas mesmas informações não estavam de acordo. Entretanto, João Pedro se comportou bem. A Lara, que fez papel de bióloga procurando insetos e plantas no solo e no subsolo, era um tanto impaciente às vezes, quando a fotógrafa (Amanda) ajudava a registradora com os registros, e ela encontrava insetos e chamava a fotógrafa para fotografar a espécie, mas fez um ótimo trabalho e o grupo ficou satisfeito. A Martha ficou encarregada da catalogação das plantas (amostras) e da exsicata, fez um trabalho bom, mas se enganou ao colocar uma formiga para amostra, o grupo, quando percebeu o erro, a avisou e ela 'libertou' a formiga. A fotógrafa (Amanda) ficou encarregada dos registros fotográficos e foi auxiliar da catalogadora Martha, entretanto, demonstrou pouca paciência no grupo, mas suas fotos ficaram realmente boas, além de conseguir fazer registro fotográfico de todas as espécies catalogadas. 4


Resultados Obtidos

Obtemos um índice de biodiversidade razoável dos reinos animalia e plantae. Impressionamos-nos bastante com os tipos de animais que tinham cores chamativas e diferentes que nos chamou muito a atenção. Encontramos várias espécies, pois em volta de nosso espaço tinham muitas árvores, e o solo era fértil. No nosso espaço pré-determinado havia muitos insetos e também uma grande quantidade de plantas. Encontramos um total de 10 espécies de plantas e 3 espécies de insetos no metro quadrado. A espécie com mais indivíduos no local era a formiga de vários tamanhos e cores, e umas aranhas também de várias cores, mas todas pequenas. A maior parcela de espécies encontradas estavam sobre o solo, não encontramos muitos insetos no subsolo, apenas formigas, pequenas aranhas e as raízes das plantinhas que haviam lá. Era um dia de sol, o ambiente estava seco, por este motivo encontramos muitas formigas. A terra estava com aspecto arenoso na superfície, mas a terra do subsolo estava úmida e um pouco barrenta, para nosso espanto. Por fim, foi um trabalho produtivo, todos

cooperaram,

mesmo

com

seus

desentendimentos

e

diferenças.

5


Espécie Pata de macaco Planta roxa Joaninha verde Mini aranha Trevo de uma folha Bicho bronze Matinho Trevo Trevinho Seiva reta Formiga

Nº de indivíduos (estimativa) 1 1 1 1 1 1 1 2 15 4 20

6


Ficha de Identificação de Espécie – 1 Nome científico: Nome popular de espécie: planta pata de macaco Reino a que pertence e suas principais características: Plantae, de seu tronco brotam pequenos galhos com aproximadamente 9 folhas. Descrição do local: O solo era úmido e cheio de folhas secas, rico em tecidos mortos. Nº de indivíduos encontrados: 1 'Outras observações importantes: --

Ficha de Identificação de Espécie - 2 Nome científico: Nome popular da espécie: planta de folha roxa. Reino a que pertence e suas principais características: Plantae, sua folha se parece com a folha de beterraba. Descrição do local: O solo era úmido e cheio de folhas secas, rico em tecidos mortos. Nº de indivíduos encontrados: 1 Outras observações importantes: --

7


Ficha de Identificação de Espécie - 3 Nome científico: Nome popular da espécie: Joaninha Verde Reino a que pertence e suas principais características: Animalia (inseto), é colorido, tinha diversas cores que nos chamou atenção. Descrição do local: Estava voando sobre nosso metro quadrado, e depois pousou no dedo de um dos integrantes da equipe. Número de Indivíduos: 1 Outras observações importantes: --

Ficha de Identificação de Espécie - 4 Nome científico: Nome popular da espécie: Bicho vermelho. Reino a que pertence e suas principais características: Animalia, bem pequena, vermelha. Descrição do local: Por baixo de folhas secas, na parte “pobre” de nutrientes do solo. Número de Indivíduos: 1 Outras observações importantes: Sua teia era transparente, quase invisível aos olhos humanos.

8


Ficha de Identificação de Espécie - 5 Nome científico: Nome popular da espécie: Reino a que pertence e suas principais características: Plantae tem tubo de seiva separado. Descrição do local: no metro quadrado, estava entre folhas, no lado fértil do solo. Número de Indivíduos: 5 Outras observações importantes: --

Ficha de Identificação de Espécie - 6 Nome científico: Nome popular da espécie: Mini aranha. Reino a que pertence e suas principais características: Animalia, três pernas de cada lado, e um corpo meio arredondado. Descrição do local: Em uma terra seca, com folhas secas e poucas folhas. Número de Indivíduos: 1 Outras observações importantes: --

9


Ficha de Identificação de Espécie - 7 Nome científico: Nome popular da espécie: grama. Reino a que pertence e suas principais características: Plantae, raízes finas e compridas. Descrição do local: Terra fértil e cheia de tecidos mortos que serviam como adubo, em volta de outras plantinhas de cores diferentes. Número de Indivíduos: 2 ou 3. Outras observações importantes: --

Ficha de Identificação de Espécie - 8 Nome científico: Nome popular da espécie: palmeirinha. Reino a que pertence e suas principais características: Plantae é toda verde com manchas. Descrição do local: Terra fértil e cheia de tecidos mortos que serviam como adubo, em volta de outras plantinhas de cores diferentes. Número de Indivíduos: 2 ou 3. Outras observações importantes: --

10


Ficha de Identificação de Espécie - 9 Nome científico: Nome popular da espécie: trevinho. Reino a que pertence e suas principais características: Plantae, a folha tem formato redondo, seu cale é curto. Descrição do local: Estava sobre a terra, em volta de outras plantas verdes, a maioria verdinha e linda. Número de Indivíduos: várias (muitas) Outras observações importantes: --

Ficha de Identificação de Espécie - 10 Nome científico: Nome popular da espécie: Seiva reta. Reino a que pertence e suas principais características: Plantae, com folhas grandes, compridas e ásperas. Descrição do local: Um solo cheio de plantinhas de vários tamanhos. Número de Indivíduos: aprox. 4 Outras observações importantes: --

11


Ficha de Identificação de Espécie - 11 Nome científico: Nome popular da espécie: Formiga. Reino a que pertence e suas principais características: Animalia, preta com aprox. 0,3 cm. Descrição do local: Próximo às folhas verdinhas. Número de Indivíduos: aprox. 20. Outras observações importantes: Algumas estavam no subsolo e outras em um monte de terra (espécie de pedra de terra).

Ficha de Identificação de Espécie - 12 Nome científico: Nome popular da espécie: capoeira. Reino a que pertence e suas principais características: Plantae, folhas pequenas e suculentas, a raiz molhadinha e o caule bem comprido. Descrição do local: Solo úmido. Número de Indivíduos: 3 Outras observações importantes: --

12


Discussão final Haviam bastante plantinhas pequenas, mas nenhuma grande, além de um raiz de árvore que estava ao redor do nosso perímetro. Entretanto, isso trouxe mais animais para o local. Encontramos muitos deles, mas alguns fugiram antes que pudessem ser fotografados, mas há também exceções: conseguimos fotografar um inseto voador colorido, bem exótico, no dedo de um dos integrantes do nosso grupo, e alguns insetos saíram "correndo", pois eram ágeis, mas conseguimos a fotografia de 3 desses, outros perdemos de vista. Acho que encontramos mais formigas, pois havia algo parecido com um formigueiro no local e elas preferiram ficar perto de uma raiz que havia lá. Acreditamos que o fato do nosso metro quadrado ter um solo ser mais seco na superfície e ser inclinado, fez com que menos plantas e menos animais, rastejantes, por exemplo, passassem ou vivessem no local. Deixamos de catalogar muitos seres vivos minúsculos, pois não havia como recolhê-los

do

solo,

que

não

tínhamos

equipamentos

necessários.

13


P.R.A. Projeto de Reconhecimento Ambiental

Etapa 2 - Caracterização e classificação de espécies

14


Metodologia Utilizada Nessa segunda etapa do P.R.A. tínhamos como objetivo, classificar cientificamente, e fazendo uso a classificação taxonômica de Lineu, os seres que encontramos na primeira etapa, e conhecer mais os “nossos” seres vivos. Pretendíamos também ter atenção ao classificar as espécies, pois isso consta bastante no aprendizado e na nota que obteremos para o grupo. Após termos organizado os seres vivos em fichas com algumas informações básicas, pesquisamos mais sobre três deles em sites de busca e em alguns blogs indicados pela professora, usando seus nomes populares e algumas características físicas observadas como palavra-chave da pesquisa, para fazer a classificação. Depois de sabermos exatamente a que grupos pertenciam (reino, filo, classe, ordem, família, gênero e espécie), os organizamos novamente em fichas, mas dessa vez com suas classificações taxonômicas.

15


Resultados Obtidos No trabalho cada um no grupo conseguiu desempenhar seu papel, ou seja, cada um com seu cargo, utilizando a classificação taxonômica para separamos as plantas e animais, para pesquisa que no total são 13, mas só utilizaremos três delas para 2ª etapa. Conseguimos ao fim de tudo,classificar 20% das espécies, e descobrimos o gênero mais encontrado em nossa área de estudo,conseguimos também ver as semelhanças e diferenças entre cada forma de vida encontrada,utilizando como referencia suas características físicas,a única dificuldade que encontramos foi quando tivemos que definir família e espécie onde os mínimos detalhes fazem diferença.

16


Besouro verde e marrom Categoria

Reino

Filo ou Divisão

Classificaç ão Animalia

Arthropoda

Características Pluricelulares, células eucariontes, heterótrofos, reprodução assexuada ou sexuada Invertebrado, vários pares de patas. Corpo dividido em três partes: cabeça, tórax e abdômen. Corpo rígido. Olhos compostos

Classe

Insecta

Ordem

Coleoptera

Par de asas anterior endurecidos.

Família

Cerambycid ae

Longas antenas articuladas.

Gênero

Espécie

Coccinella

Os élitros da maioria das espécies são de cor vermelha ou laranja, pontuado com manchas pretas ou bandas.

Possui élitros de uma cor vermelha, Coccinella mas pontuado com septempunct três manchas pretas ata. cada, com um ponto ainda mais sendo espalhado sobre a junção dos dois, 17


Formiga Preta Categoria

Classificação

Reino

Animalia

Filo ou Divisão

Arthropoda

Classe

Ordem

Família

Gênero

Espécie

Características Pluricelulares, células eucariontes, heterótrofos, reprodução sexuada. Invertebrado, vários pares de patas.

Corpo dividido em três Insecta partes: cabeça, tórax e abdômen. Corpo rígido. Olhos compostos. Possui dois pares de asas Hymenoptera membranosas, sendo as anteriores maiores que as posteriores. Possui uma casta de obreiras sem asas, Formicidae presença de um saco infrabucal entre o lábio e a hipofaringe, tem antenas articuladas, com o artículo distal alongado. Camponotus Todas as formigas deste gênero possuem uma bactéria endossimbionte chamada Blochmannia, para sintetizar aminoácidos e outros nutrientes. Tem cor opaca preta da Camponotus cabeça e do corpo, e pennsylvanicu pelos esbranquiçados ou s amarelados no abdômen.

18


Aranha Vermelha

Categoria

Classificação

Reino

Animalia

Filo ou Divisão

Arthropoda

Classe

Arachnida

Ordem

Araneae

Família Agelenidae

Gênero

Tegenaria

Espécie

Tegenaria domestica

Características Pluricelulares, células eucariontes, heterótrofos, reprodução sexuada. Invertebrado, vários pares de patas. Possui o corpo dividido em duas partes: cefalotórax e abdome. Apresentam fiandeiras na região posterior do abdômen, glândulas de veneno conectadas às quelíceras. Possui uma carapaça com as duas regiões bem distintas com a zona cefálica comprida e estreita e a zona torácica mais larga e aplanada. Quelíceras robustas e dentadas Possui patas muito peludas, da cor da carapaça. Abdômen de cor uniforme ou com marcas pouco patentes mais nítidas na parte posterior Possui corpo alongado, um pouco achatado cefalotórax e abdome reto.

19


Discussão Final Percebemos que grande parte dos seres encontrados em nossa área de estudo pertenciam ao reino plantae, porém, haviam poucos insetos. Observamos que haviam muitos seres pertencentes a classe Insecta, acreditamos que isso se deve ao fato de ser um local pequeno, então não cabiam animais de grande porte, e o clima também estava propício para algumas espécies de insetos (úmido e fresco). Mesmo que houvessem outras classes de animais acreditamos que eles se sentiram ameaçados com a presença de seres humanos(nosso grupo), alem de ser próximo a uma casa, e com isso se afastaram, pois ao contrario dos insetos não conseguem conviver pacificamente com seres humanos. Após a finalização da classificação aprendemos muito mais sobre insetos e plantas que já conhecíamos, porém sabíamos apenas o nome popular, depois desse trabalho ficamos sabendo sobre suas características de forma clara e objetiva.

20


P.R.A. Projeto de Reconhecimento Ambiental

Etapa 3 - Fatores abi贸ticos e bi贸ticos observados na 谩rea em estudo

21


Fatores Abióticos Aspectos Regionais:

O clima da região estava seco e muito quente, e bem perto da nossa área estudo haviam muitas árvores e pequenos insetos, devido às condições estabelecidas. Estava ventando pouco, o suficiente para nos refrescar; e não havia chuva. Havia muita radiação Solar, o que mantinha o ambiente agradável, e possibilitava maior índice de biodiversidade. Notavelmente percebíamos que quando nos afastávamos um pouco da nossa área de estudo onde haviam árvores que nos forneciam oxigênio e sombra, o clima ia ficando um pouco mais quente, principalmente perto das construções presentes, como: perto dos quiosques ou dentro da "casa" que havia lá.

22


Aspectos Locais:

O solo era argiloso e úmido, haviam árvores, que forneciam muita sombra, e juntamente com a vegetação rasteira e as células mortas dos pequenos animais, forneciam também um solo muito rico em nutrientes, o que o possibilitava de ter cada vez mais vegetação. As mudanças humanas são perceptíveis, há um baixo muro de cimento, que evita que o morro seda, onde se localiza nossa área de estudo. Perto das áreas de outros grupos, haviam quiosques e até uma espécie de casa, onde fizemos a exsicata e onde havia também uma cozinha, para preparo do lanche.

23


Fatores Bióticos Relação entre as espécies:

Na nossa área de estudo encontramos alguns insetos que se alimentavam das plantas e de outros pequenos insetos, por exemplo: a formiga preta (Camponotus pennsylvanicus) que se alimentava das plantinhas rasteiras e também de outros insetos pequenos. Outros seres carregavam seu pólen, como o besouro verde (Coccinella septempuctacta), que também se alimentava de pequenos insetos. Todos eles ajudavam na fertilização do solo quando morriam, suas células mortas tinham proteínas e minerais necessários na produção de adubo. Podíamos ver claramente a relação de coexistência entre animais e plantas, mas também se notava a pequena cadeia alimentar do local: as árvores forneciam alimento e outros fatores importantes para a vida de pequenos animais, como: sombra e oxigênio. Já as pequenas aranhas são fundamentais pois se alimentam de outras aranhas ou formigas, e servem de alimento para aranhas maiores e pássaros.Para melhor entender a cadeia alimentar da nossa área de estudo observe a ilustração:

24


O sol oferece luz e calor além de Além de pó

Possibilitar a fotossíntese das plantas

Servem de alimento a insetos menores e ao morrerem transformam-se em adubo

As arvores oferecem Sombra e oxigênio, Além de proteger o solo.

Os insetos alimentam-se de plantas menores, e ao morrerem transformam-se em adubo. 25


Localização da área de estudo no universo

O planeta Terra é o único do sistema solar em que há seres viventes. Esse fato se atribui a nossa distancia do sol:nem muito próximos e nem muito distantes.Portanto temos a localização ideal,e graças a atmosfera a Terra mantém o calor. No entanto alguns lugares da Terra não recebem tanta radiação solar então tem escassez de espécies, como lugares frios ou a grandes altitudes. Felizmente o estado de Santa Catarina(onde fica nossa área de estudo) está na 2ª zona mais privilegiada da Terra: a zona temperada.Por não ter quedas ou aumento de temperatura repentinas,ter chuvas e sol em abundancia torna-se um bom lugar para desenvolvimento da maioria das espécies.O solo do espaço verde também favorece a existência de vida: é rico em matéria orgânica (deixada por outras plantas e insetos já em decomposição) e pode contar com a radiação quase constante do sol.

26


Anexo 1 – Ilustração botânica

27


PRA_martha_iara__amanda_joao_pedro_fernanda