Page 1

INFORMAÇÃO TÉCNICO-COMERCIAL Nuno Guedes Pilz Industrieelektronik S.L. Tel.: +351 229 407 594 · Fax: +351 229 407 595 pilz@pilz.pt · www.pilz.pt

PNOZ CLASSIC, PASSA TESTEMUNHO EM DEFINITIVO, AO PNOZ X E PNOZ SIGMA SOBRE AS NORMAS RELATIVAS AOS DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA Estávamos em 1986, quando a associação alemã VDMA procurava participantes para a normalização na àrea dos dispositivos de segurança. A Pilz começou a ser sondada nesse sentido e juntamente com entidades como BG, TÜV, BIA e a própria indústria em geral, elaboraram propostas de normas que depois seriam rectificadas. Havia muita insegurança acerca dos requisitos de segurança que deveriam ser cumpridos pelas máquinas depois da entrada em vigor da norma EN 60204-1 na indústria, assim de como se haveria de passar à prática. Assim se iniciou um mercado promissor! Em meados desse ano apareceu uma informação parcial em que se descreviam 6 possíveis campos de aplicação. Depois dos primeiros dispositivos de comando bi-manual e da supervisão de barreiras de segurança foi desenvolvido o primeiro relé de segurança para paragem de emergência. Uma série de ambiguidades na EN 60204-1 atrasaram todo o processo.

eléctrico custa dinheiro. A nova gama de relés de segurança PNOZ Sigma é um expoente máximo dessa tendência. Desde carcaças com 12,5mm de largura, que é metade dos mais pequenos relés de segurança das anteriores gamas. O mais pequeno dos PNOZ Sigma é cerca de um sétimo da largura dos primeiros PNOZ (90 mm), sem dúvida uma grande evolução. Em cerca de 23 anos de história, o PNOZ é o dispositivo de segurança mais utilizado no mundo e tem passado por muitos sucessos.

PNOZ – UMA COMBINAÇÃO DE LETRAS MUNDIALMENTE CONHECIDA Apesar de hoje em dia o nome PNOZ ser utilizado frequentemente como sinónimo de dispositivo de segurança, poucos sabem o significado de PNOZ. “P” significa uma carcaça P-75, “NO” significa “NOT-AUS” (paragem de emergência) e “Z” significa “zwangsgefuhrt” (guia forçada). Isto significava que era muito difícil encontrar um fabricante com estes requisitos: dimensões reduzidas, seis contactos com possibilidade de 8 a 10A de corrente nominal e uma elevada impedância da bobina. Difícil, mas não impossível! Em Abril de 1987, os dispositivos estavam prontos para o fabrico em série e receberam a homologação da TÜV nesse mesmo ano. A homologação da BG veio no ano seguinte em Abril de 1988. A motivação para o desenvolvimento deste tipo de dispositivos seriam as suas vantagens, comparadas com a electrificação de vários contactores, com uma construção mais compacta, exclusão de erros de cablagem e seguranças comprovadas. Nasciam assim os primeiros PNOZ, conquistando o mercado e o mundo.

PNOZ : EVOLUÇÃO “Small is beautiful”: a tecnologia de automação segue a tendência de redução do tamanho dos equipamentos. Cada centímetro de espaço no armário

[80]

UREËWLFD

FIM DO PNOZ CLASSIC Passados 23 anos desde o desenvolvimento do primeiro PNOZ Classic, chega a hora de fechar este “livro” na história da automação de segurança e dar lugar aos seus sucessores PNOZ X e PNOZ Sigma. São, pois, rendidas as velhas carcaças de 90 mm, com o seu verde característico e os seus Leds redondos, verdes ou vermelhos, terminando a produção dos últimos PNOZ Classic no final de 2010. As funções dos PNOZ Classic estão cobertas pelas funções das novas gamas e, para alguns casos foram desenvolvidos equivalentes específicos, com nova tecnologia para que a sua substituição se possa tornar mais fácil, sem nenhum tipo de adaptações ou mudanças nas cablagens já existentes.

Pnoz classic, passa testemunho em definitivo, ao pnoz X e pnoz sigma  

Autor: Nuno Guedes; Revista: robótica nº81

Pnoz classic, passa testemunho em definitivo, ao pnoz X e pnoz sigma  

Autor: Nuno Guedes; Revista: robótica nº81

Advertisement