Page 1

ESPECIAL BIEMH 2010 Helena Paulino

DESAFIAR A CRISE NA BIEMH 2010 Em tempos conturbados, a BIEMH – Feira Bienal Espanhola de Máquinas e Ferramentas 2010 foi uma lufada de ar fresco ao provar como é um ponto de encontro fundamental para o desenvolvimento do sector das máquinas-ferramentas e um espaço eficaz para maximizar o impacto internacional do mesmo. Milhares de profissionais de todo o mundo visitaram a 26.ª edição da BIEMH 2010, que decorreu de 31 de Maio a 5 de Junho no Bilbao Exhibition Centre (BEC). José Miguel Corres, CEO da BEC, ditou que o sucesso do evento “desafiou a crise generalizada”. Feitas as contas o evento recebeu mais de 35 mil visitantes oriundos de 54 países, incluindo alguns mercados estratégicos como a Europa, ou a Índia, Argentina, Rússia, Brasil, países do Magrebe, Chile, Israel, China e México. De Espanha chegaram visitantes da Catalunha, Madrid, Castela-Leão e Navarra, além da própria Comunidade Autónoma Basca. O evento recebeu apoio institucional ao mais alto nível: com a abertura oficial a ser presidida pelo Príncipe Felipe de Espanha, acompanhado pelo chefe do governo basco Patxi López, e outras personalidades de renome. A AFM (Associación Española de Fabricantes de Máquinas-Herramientas) organizou, em conjunto com o BEC, a BIEMH 2010, a exposição Bienal de Máquinas-ferramenta, a 4.ª feira mais importante neste sector a nível mundial e a terceira a nível europeu. Tudo isto foi garantido pelo progresso consolidado ao longo dos 26 anos que o evento já contabiliza. A designação de máquina-ferramenta abrange uma vasta gama de máquinas com um denominador comum: todos se dedicam ao fabrico de produtos ou acessórios dos mesmos (geralmente metálicos mas não só). Tal como nas outras edições, a 26.ª BIEMH estava organizada por sectores. Este ano contabilizaram-se 12 sectores: as máquinas ferramentas de corte ocupavam o Hall 1, ao passo que o Hall 2 era partilhado pela Soldadura, Manipulação e Robótica. No Hall 3 encontrávamos as Ferramentas, Acessórios, Automação e empresas de Hidráulica/ Pneumática, e por fim, o Hall 5 possuia Máquinas de Maquinagem, Marcação a Laser, Metrologia e CAD/CAM/CAE.

CONFIANÇA NO SUCESSO DO EVENTO O número de visitantes reafirmou a liderança e qualidade excepcional da BIEMH, e foi uma justa recompensa para os esforços dos organizadores do evento, em termos comerciais e financeiros. Com toda esta parafernália de sectores representados, os visitantes da BIEMH vinham das mais diversas áreas, desde a automóvel, aeronáutica, railway, energias renováveis e ge-

[76]

UREËWLFD

rentes de indústrias importantes, entre outros. Além disso ainda existiram visitas programadas de delegações comerciais internacionais das maiores empresas mundiais, como CEOs, donos das mesmas e gestores de vendas, e esta presença contribuiu muito para o sucesso do evento. Grupos de compradores de mais de 30 países compareceram ao evento, incluindo representantes de empresas de relevo, como MABE do México, EMBAER, SCANIA e VOLKWAGEN do Brasil e ENERCON, DIESEL LOCOMOTIVE WORKS e SUZLON da Índia, entre muitos outros. A presença de especialistas de empresas com grande poder de compra proporcionou a concretização de um grande número de contratos significativos e operações comerciais: produção (21%), gestão (20%), chefes de departamento (17,6%) e chefes de compras (16%). A BIEMH também atraiu grandes nomes do sector automóvel, equipamentos domésticos, aeronáutica, energia solar e indústria ferroviária, entre outros. Sobre a área circundante da BIEMH circularam mais de 25 milhões de euros. Além dos visitantes profissionais, a BIEMH contabilizou 4.000 pessoas dos stands e mais de mil instaladores e montadores das estruturas das máquinas e dos respectivos stands para receber os visitantes. O evento também foi visitado por estudantes de mais de 50 escolas de formação profissional espanholas. Koldo Arandia, Presidente da AFM (Associação dos Fabricantes de Máquinas-Ferramenta) classificou esta 26.ª edição como “um enorme sucesso, em termos de exposição e da resposta dada pelos visitantes”.

INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO Cerca de 1.085 fabricantes, importadores e distribuidores internacionais de máquinas de última geração e tecnologia de ponta marcaram presença. Em termos de expositores, os principais sectores foram as máquinas-ferramenta (17%) e máquinas-ferramenta de corte (16%), e ainda ferramentas para máquinas-ferramenta, acessórios, workshops e serviços prestados, metrologia e controle da qualidade, outras máquinas e equipamentos de soldadura, manipulação e robótica, CAD/CAM/CAE e equipamentos de hidráulica e pneumática. A relevância do evento a nível europeu, e mesmo mundial justifica-se pela presença de empresas expositores de renome como ABB, DLM, CMZ DMG, Fagor Automation, Fanuc, Motoman, Kuka, Ona, Motofil,


ESPECIAL BIEMH 2010

Interruptor de posição de encravamento com desbloqueio remoto: ZSM 476 O ZSM 476 é um interruptor de posição de encravamento que pode ser desbloqueado mediante um sinal eléctrico de 24 V, 110 V ou 230 V (CA/CC). Graças a esta função de desbloqueio remoto, pode ser utilizado em lugares de difícil acesso. O invólucro do interruptor cumpre a norma DIN EN 50047 e possui uma largura de apenas 30 mm. Graças ao seu design, o interruptor pode ser utilizado em espaços estreitos, como portas batentes de elevadores, ou aplicações em ambientes de humidade ou pó, já que o interruptor possui a classe de protecção IP67. O interruptor pode ser encomendado com fios previamente instalados de comprimento standard ou especial, e com diferentes actuadores. Este produto da Schmersal pode ser aplicado em elevadores porque é limitador da velocidade, e por isso é especialmente conveniente para elevadores sem sala de máquina. Ainda controla portas e janelas de inspecção e barreiras desmontáveis de cabinas de elevador, tal como, sistemas de desbloqueio das portas do poço quando a cabeça do elevador tiver uma altura reduzida. Mas este é um produto bastante adequado para aplicações, onde seja necessário um desbloqueio intencionado do interruptor, e também é bastante indicado para zonas de acesso mínimo como geradores eólicos, por exemplo.

A Motoman apresentou o V1400, um robô especial para soldadura por arco, com um eixo de 7 servocontroladores e os cabos de ignição integrados dentro do braço do robô de forma a eliminar interferências com a peça do trabalho, as ferramentas ou outros robôs. Podem trabalhar vários robôs juntos, sem interferências entre eles, e podem ser instalados num espaço de trabalho muito reduzido. A inovação dos 7 eixos incrementa a liberdade de movimento do robôs e adopta uma óptima postura para soldar, e por isso o VA1400 apresenta uma boa qualidade na soldadura. As elevadas prestações que apresenta o novo VA1400, incluindo que é o mais rápido do mundo, são uma elevada repetibilidade de +/- 0,08 mm, um alcance máximo de 1,434 e 3 Kg de carga para melhorar o crescimento da produtividade. Motoman Robotics Iberica, S.L. Tel.: +351 234 943 900 · Fax: +351 234 943 108 · Tlm.: +351 96 68 98 901 motoman@motoman.pt · www.motoman.com

Robocoaster: primeiro robô industrial-passageiro

A Fagor Automation apresentou na edição n.º 26 da BIEMH um produto exclusivo: o Innova 40i “TrueVision” DRO, graças ao seu design e funcionalidades, que permite uma das leituras mais sofisticada do mundo. Este é um produto fácil de operar e absolutamente confiável, e representa um novo avanço tecnológico em sistemas de medição e controle para a máquina. Com a sua exclusiva tela colorida TFT é possível simular a parte programada em 3D, com uma vista incomparável de qualquer ângulo, um avanço considerável relativamente às telas LCD existentes no mercado actualmente. A Innova 40i “TrueVision” DRO utiliza os CNC da Fagor e toda a sua tecnologia, e pode ser definida por se adaptar às fresadoras, tornos, moinhos e aplicações de utilização geral, de forma a mostrar a ajuda dos gráficos e os recursos para o aplicativo seleccionado.

Pela primeira vez na BIEMH, qualquer visitante pôde comprovar em primeira pessoa o Robocoaster da KUKA. Cada segundo daquele passeio continham adrenalina e emoção e representava uma oportunidade única de desfrutar da tecnologia da robótica industrial, mas os passageiros que queriam um passeio mais suave podiam escolher um programa com movimentos mais pausados. O Robocoaster é o primeiro robô industrial-passageiro do mundo, porque fornece um assento como uma sequência do movimento aos seus dois passageiros, e assim o passeio é programável, sendo mais rápido ou mais lento, consoante a vontade do passageiro. O Robocoaster pode ser considerado, pelos menos atentos, um brinquedo baseado num robô industrial, mostrando um elevado domínio da tecnologia de segurança. A tecnologia KUKA “Safe Teaching” é um sistema para o guia manual do robô e memorização de pontos e trajectórias, através de um sensor de controlo de esforço, instalado na ligação ao robô. O sistema de maquinagem com robôs da KUKA oferece componentes e ferramentas específicas de aplicação e permite utilizar um robô em tarefas de fresagem. A tecnologia de maquinagem com robôs da KUKA foi concebida especialmente para a maquinagem com arranque de aparas, combinados com parafusos eléctricos que, por sua vez, são utilizados em materiais como plástico, madeira e outros.

Fagor Automation S. Coop – Sucursal Portuguesa, Lda.

KUKA Robotics Ibérica, S.A.

Tel.: +351 229 968 865 · Fax: +351 229 960 719

Tel.: +351 265 729 780 · Fax: +351 265 729 782

fagorautomation@fagorautomation.pt · www.fagorautomation.pt

info.portugal@kuka-e.com · www.kuka-robotics.com

Schmersal Ibérica, S.L. Tel.: +351 219 593 835 · Fax: +351 219 594 283 info-pt@schmersal.com · www.schmersal.pt

Inovação da TrueVision da Fagor

[80]

Novo robô para soldadura

UREËWLFD

Desafiar a crise na Biemh 2010  

Autor: Helena Paulino; Revista: robótica nº80

Desafiar a crise na Biemh 2010  

Autor: Helena Paulino; Revista: robótica nº80

Advertisement