Page 1

Siemens, S.A. Industry Automation and Drive Technologies . Tel.: +351 214 178 127 Fax: +351 214 178 050 www.siemens.pt/automation

DOSSIER

MODERNIZAÇÃO DOS TERMINAIS PORTUÁRIOS NACIONAIS

Vista geral do estado da máquina

Em 2001, as divisões Industry Automation e Drive Technologies (IA/DT), antiga Automation and Drives, da Siemens, tomaram a decisão estratégica de desenvolver competências locais para fazer face ao desafio de modernização dos portos marítimos nacionais.

O mercado internacional está actualmente dominado por players globais, essencialmente Chineses (ZPMC), que tiram partido dos baixos custos de produção e do efeito de escala mundial, para oferecer máquinas a custos imbatíveis.

Com efeito, a aposta passou pelo recrutamento, formação e especialização interna de jovens engenheiros portugueses.

Por isso, a aposta dos fabricantes nacionais passa por mercados nicho, de menor volume, mas maior especificidade, essencialmente na América do Sul e África Austral.

A iniciativa revelou-se acertada, tendo dados os seus primeiros “frutos” em 2002, com a encomenda das primeiras três máquinas RMG (Rail Mounted Gantry), fornecidas em parceria com um fabricante nacional, para o terminal de contentores de Leixões.

As soluções desenvolvidas pela Siemens são completas e incluem o fornecimento global da componente electromecânica, que “dá vida” e controla as máquinas de movimentação de carga.

A aplicação foi um sucesso, e, apesar da complexidade das soluções regenerativas utilizadas, os níveis de eficiência e fiabilidade dos sistemas revelaram-se elevadíssimos. Até à data, o índice de avarias é praticamente nulo. Após este sucesso, a Siemens ganhou a confiança do mercado, tendo sido sucessivamente solicitada para as várias etapas de modernização de que têm sido objecto os terminais portuários portugueses. Desde Sines, Terminal XXI, até Leixões/TCL, passando por Lisboa / Sotagus e Liscont, Setúbal, Figueira da Foz e Aveiro, a lista de referências da Siemens não tem parado de crescer. Após a consolidação da sua posição no mercado, a IA/DT aposta agora na internacionalização, acompanhando os parceiros nacionais que se iniciaram nesse trilho. Os desafios são ambiciosos mas realistas. Layout geral

[36]

UREËWLFD

Modernização dos terminais portuários nacionais  
Modernização dos terminais portuários nacionais  

Autor: Siemens, S.A.; Revista: robótica nº79

Advertisement