Page 1

137

case-study

TRĂŠS PASSOS PARA O ĂŠXITO

desenho de instalaçþes fotovoltaicas SMA IbÊrica Tecnologia Solar, S.L.

A diversidade de opçþes na planificação da instalação Ê imprevisível: existem diferentes tipos de módulos, inversores, inclinaçþes de telhado e localizaçþes, e não Ê tudo. O desenho correto de uma instalação fotovoltaica Ê decisivo para o futuro rendimento da mesma. As decisþes mais importantes podem resumir-se nos três passos seguintes. Estes têm em conta as inter-relaçþes tÊcnicas mais importantes, assim como as diretrizes e regras empíricas a seguir para o desenho de uma instalação fotovoltaica padrão de funcionamento paralelo à rede. Em caso de divergência das condiçþes normais aqui pressupostas, serå necessårio alterar em conformidade as diretrizes acima mencionadas.

1. Respeite os valores elĂŠtricos limites do inversor Em primeiro lugar, assegure-se de que a tensĂŁo do gerador ĂŠ adequada para o inversor. Os limites sĂŁo determinados atravĂŠs da

tensão do Ponto de Måxima Potência (MPP) na temperatura måxima das cÊlulas (normal: 70° C) e da tensão em vazio na temperatura mínima das cÊlulas (normal: –10° C). A tensão em vazio do gerador tambÊm pode ser limitada atravÊs da tensão de sistema måxima permitida para os módulos fotovoltaicos.

2. Escolha entre otimizar a rentabilidade ou o rendimento A relação de potência (relação entre a potência måxima de entrada do inversor e a potência måxima do gerador fotovoltaico) pode revelar um sobredimensionamento ou subdimensionamento da potência do inversor. Para poder utilizar sempre a potência total fornecida pelo gerador fotovoltaico, o inversor deverå estar ligeiramente sobre-

dimensionado (uma relação de potência de 110%). No entanto, a rentabilidade ideal corresponde a um ligeiro subdimensionamento. TambÊm Ê necessårio tomar decisþes quanto ao desenho: interessa tirar partido de toda a energia disponível do gerador solar (otimização do rendimento energÊtico) ou Ê preferível uma potência do inversor um pouco menor, assumindo assim perdas de rendimento mínimas com maior irradiação (otimização da rentabilidade)? Obviamente, a resposta a esta pergunta depende em grande medida das condiçþes económicas do local de instalação.

3. Tire partido do rendimento máximo do inversor Para cada inversor há uma tensão de entra        cia. Esta tensão poderá situar-se na parte superior ou inferior do intervalo de funcionamento, consoante o dimensionamento, sendo possível constatá-lo na folha de dados do inversor correspondente. Se possível, a tensão do Ponto de Máxima Potência (MPP) com NOCT (Normal Operation Cell Temperature, ou Temperatura de Funcionamento Normal das Células) do módulo solar utilizado deverá estar próxima dessa tensão. Os três passos mencionados para a tomada de decisão assentam bases importantes para o futuro rendimento, embora o de      vá mais longe. Nesse sentido, a SMA oferece o software gratuito SUNNY DESIGN, que tem      instalação.

www.oelectricista.pt o electricista 41

Desenho de instalações fotovoltaicas  

Autor: SMA Ibérica Tecnologia Solar; Revista: oelectricista/projecto nº41

Desenho de instalações fotovoltaicas  

Autor: SMA Ibérica Tecnologia Solar; Revista: oelectricista/projecto nº41

Advertisement