Page 1

116

formação

formação artigo tÊcnico-formativo EXERC�CIO N.º 19 Hilårio Dias Nogueira (Eng.º) com o patrocínio de IXUS, Formação e Consultadoria, Lda.

Neste número, apresentamos um dos primeiros temas relacionados com as instalaçþes elÊtricas em estabalecimentos recebendo público. TEMA ENUNCIADO NA REVISTA ANTERIOR

801.1 - Instalaçþes ElÊtricas em Estabelecimentos recebendo público – ERP 801.1.1 - Regras Comuns 801.2.6 - Estabelecimentos comerciais

1. Introdução Estabelecimento Comerciais  estabelecimento

Foram revogados todos os diplomas existentes, assim como, a norma portuguesa em vigor criando-se uma melhor legislação, qualidade e condiçþes de segurança nos edifícios que recebem público. Perante o exposto, passou a adotar-se os princípios fundamentais de segurança, concebendo adequadamente os projetos e concretizando-se tais princípios na construção. Com estas medidas pretende-se diminuir o grande impacto dos incêndios urbanos em Portugal, que são enormes, calculando-se em mais de 8.000/ano, e que se estima a causa de uma vítima mortal por semana alÊm das perdas incalculåveis materiais que tem afetado em muito o nosso património. Com a criação do Decreto-Lei n.º 220/2008 de 12 de novembro, Ê publicada tambÊm após o regulamento tÊcnico a portaria 1532/2008 de 29 de dezembro, que origina um padrão único de exigências de segurança, alÊm da criação das categorias de risco, aplicadas a cada utilização tipo de edifício (UT). AlÊm de outras opçþes foi tambÊm introduzido o conceito de carga de incêndio, que veio a condicionar em muito determinadas conceçþes do projeto.

Generalidades Lotação

Introdução

      

   

 

 

A segurança nos anos 60 para os ERP em termos de consciência coletiva resumia-se apenas na intervenção dos bombeiros, aquando da ocorrência dos incêndios. Com a evolução e os riscos cada vez maiores e inerentes à falta de segurança, a natureza humana acaba por ter um papel bastante mais preponderante, passando a visar-se então:  Alteração comportamental das pessoas tendo em vista o cumprimento das regras;  Procedimentos na redução dråstica do risco de incêndio. Com a aglutinação de toda a legislação dispersa, como:  9 Diplomas;  1 Decreto regulamentar;  5 Portarias;  1 Documento de resolução ministerial. AlÊm de regulamentar todas as regras para os estabelecimentos:  de culto;  Bibliotecas;  Museus;  de recintos de divertimentos públicos ao ar livre;  Gares de transportes públicos. www.oelectricista.pt o electricista 40

2. Generalidades Definições:  da lotação dos ERP;  da categoria em que está inserido;  do tipo de fonte de segurança e de iluminação de segurança.        atividade, área do estabelecimento e lotação (pessoas que podem permanecer simultaneamente dentro do mesmo).                   !      de segurança e 2 tipos de fontes para apenas iluminação de segurança.

   

     

"  

    

    #

 

acumuladores !

Iluminação

    

  

Formação: artigo técnico-formativo - exercício n.º19  
Formação: artigo técnico-formativo - exercício n.º19  

Autor:Hilário Dias Nogueira; Revista: oelectricista/projecto nº40

Advertisement