Page 1

REPORTAGEM

revista técnico-profissional

o electricista

149

Helena Paulino

formação em soluções Weidmüller {PARA INSTALAÇÕES FOTOVOLTAICAS}

No dia 23 de Novembro em Lisboa no Hotel Tivoli Oriente e no dia seguinte no Hotel Tryp Porto Expo, a Weidmüller organizou duas acções de formação sobre protecção, monitorização e transmissão de dados numa instalação fotovoltaica. Cerca de 200 profissionais estiveram presentes desde instaladores, projectistas, distribuidores, equipas de manutenção, promotores e quadristas. Deodato Vicente fez uma breve apresentação sobre a Weidmüller, explicando como surgiu esta marca no mercado mundial, as inovações que já apresentou ao mercado desde os inovadores bornes de plástico isolados em 1948 que revolucionaram o design de um quadro eléctrico até à ligação PRV-PUSHIN® wire connection lançado em 2010. Destacou que a diversificada gama Weidmüller de produtos e soluções para electrónica, componentes para circuito impresso e conectividade eléctrica, estando presentes no mercado dos fabricantes de máquinas, na indústria petrolífera, nas energias renováveis, nos transportes e nos mecanismos de controlo I/O e na engenharia em si. Apesar da crise muito proclamada, Deodato Vicente ditou que as vendas de produtos e soluções Weidmüller estão a crescer.

A IMPORTÂNCIA DA PROTECÇÃO, MONITORIZAÇÃO E COMUNICAÇÃO Arnau Sumpsi-Colom, Engenheiro de Aplicações de Energia e Responsável pelo Sector Fotovoltaico na Weidmüller abordou a importância da protecção e a monitorização de uma instalação fotovoltaica. Para isso indicou os invólucros e interruptores-

seccionadores da Weidmüller e como são montadas as caixas. Aconselhou a utilização de soluções com bom desempenho mecânico e apresentou os dispositivos Weidmüller

de protecção contra sobretensões. Também abordou os fusíveis-link e os porta-fusíveis chamando a atenção para a obrigatoriedade dos fusíveis quando 4 ou mais strings estão ligados em paralelo. Os condutores são elementos demasiado importantes, referiu Arnau Sumpsi-Colom, e alertou para o facto de nem serem lhes ser dado o merecido destaque.

da Weidmüller apresentou este tema e respondeu a algumas dúvidas colocadas pelos profissionais. Para um controlo eficiente de um parque fotovoltaico há sectores importantes: a monitorização, o controlo, o acesso remoto, a manutenção e a data-loggin. Geralmente é utilizada a Norma RS485 com um protocolo Modbus RTU devido aos baixos requisitos de dados, à velocidade escassa, protocolo simples e fiável, longas distâncias de redes a velocidades baixas, à simplicidade das interfaces de comunicação, à utilização dos cabos de cobre, sem esquecer de ser um protocolo muito conhecido e da sua fácil instalação. Jaime Cabrera conclui que este “é um sistema fiável, simples e económico.” Mas também pode ser utilizada a Ethernet, com uma comunicação de uma ampla gama de banda, distâncias curtas em cobre e grandes em fibra, rede muito rápida e com muitos dados. E questionou: qual delas utilizar? As duas, Ethernet e RS485, dependendo da necessidade de cada cliente.

Para mais informações

E porque a comunicação em parques fotovoltaicos é um tema a ser discutido pelo seu papel relevante, Jaime Cabrera, Engenheiro de Aplicações de Ethernet Industrial

WEIDMÜLLER – SISTEMAS DE INTERFACE, S.A. Tel.: +351 214 459 191 . Fax: +351 214 455 871 weidmuller@weidmuller.pt . www.weidmuller.pt

Formação em soluções Weidmüller:para instalações fotovoltaicas  
Formação em soluções Weidmüller:para instalações fotovoltaicas  

Autor: Helena Paulino; Revista: oelectricista/projecto nº38

Advertisement