Page 1

DOSSIER

o electricista

revista técnico-profissional

106

Light+Building 2012

a digitalização da luz ganha terreno {APOSTA NA LIGHT+BUILDING 2012}

O mercado mundial de iluminação está num grande processo de mudança. Uma das principais razões para esta mudança é a Directiva EU 2009/125/EC, “Requisitos de Eco-Design para Produtos relacionados com Energia” (ErP), que banindo progressivamente a iluminação pouco eficiente como as comuns lâmpadas de 60 Volts, pretende promover o desenvolvimento de produtos alternativos. A principal força impulsionadora da mudança tecnológica é o Díodo Emissor de Luz (LED) como demonstra o sucesso das lâmpadas de projecção LED que já existem até 75 Volts. Os factores preponderantes incluem o grande progresso feito na qualidade da luz e output, bem como a descida de preços em cerca de 50% nos últimos três anos. Enquanto elementos semicondutores, os LEDs obedecem às leis de mercado que pedem reduções significativas nos ciclos de inovação e desenvolvimento, bem como nas fases de produção. A digitalização da luz está em grande andamento e a importância deste assunto reflecte-se na variedade de produtos presentes na Light+Building 2012. A principal Feira de arquitetura e tecnologia que decorre em Frankfurt de 15 a 20 de Abril de 2012

é uma plataforma de inovação que apresenta produtos eficientemente energéticos, iluminação e gestão inteligente de edifícios. Cerca de 2.100 fabricantes internacionais vão apresentar os seus mais recentes produtos e inovações nas áreas de iluminação, engenharia eléctrica, automação e gestão

inteligente de edifícios em mais de 240.000 metros quadrados de espaço de exposição. O grande potencial dos LEDs não se reflete apenas em lâmpadas de projecção mas também na sua eficiência energética, uma característica que pode ser explorada ao máximo, utilizando sistemas de controlo ópticos. Em termos de design, a iluminação ou segue o caminho tradicional ou caminha para novas direcções mais interessantes.

© MESSE FRANKFURT EXHIBITION GMBH / JPIETRO SUTERA

© MESSE FRANKFURT EXHIBITION GMBH / PIETRO SUTERA

Os LEDs são os principais beneficiados das directivas Europeias de Eco-Design. Enquanto fontes de luz em superfície plana, os OLEDs apresentam uma nova variedade de aplicações.

Os OLEDs – Organic Light-Emitting Diodes são uma solução orientada para o futuro. Irradiam uma luz suave e difusa e complementam perfeitamente os LEDs. Ainda numa fase inicial do seu desenvolvimento, o nível record de eficiência (87 lm/W) atingido por testes de laboratório de OLED em Junho de 2011 deixou todos a reflectir. No entanto, apesar de estar com um nível superior em 40% desde a última medição, estes representam apenas 50% dos produtos de iluminação de LED convencionais. À semelhança dos LEDs, os OLEDs são baseados em tecnologia semicondutora com a electricidade a ser transmitida por uma ou mais camadas semicondutora extremamen-

A digitalização da luz ganha terreno: aposta na Light+BuiLding 2012  
A digitalização da luz ganha terreno: aposta na Light+BuiLding 2012  

Autor: Light+Building 2012; Revista: oelectricista nº38

Advertisement