Page 1

Informação Técnico-Comercial

Schaeffler Iberia, s.l. Tel.: +351 225 320 800 . Fax: +351 225 320 860 marketing.pt@schaeffler.com . www.schaeffler.pt

Objectivo: evitar paragens imprevistas - manutenção condicionada em acção Em muitas empresas, a manutenção é considerada exclusivamente como um factor de custo, cujo peso no orçamento supera em muitos casos os benefícios da empresa. Apesar disso, só há muito pouco tempo se começou a prestar atenção à definição e à implementação de uma estratégia de manutenção optimizada.

MANUTENÇÃO REACTIVA Em muitas empresas a manutenção é realizada da mesma forma dos bombeiros, quando realizam o seu trabalho: apagando o fogo no momento em que surge. Sob este conceito, denominado manutenção correctiva, só se realiza uma intervenção quando o equipamento ou algum componente falha em consequência de avarias. Esta abordagem é justificável quando estão disponíveis outras máquinas que podem ser activadas rapidamente para as suprir nas paragens ou quando não há necessidade de um alto nível de disponibilidade da máquina. No entanto, em geral, esta forma é arriscada no caso dos equipamentos destinados ao fabrico, uma vez que as paragens imprevistas podem acarretar custos elevados associados a perdas de produção.

detectados sinais de danos iniciais e, portanto, esgotando o tempo de vida máximo possível do mesmo. Não obstante, esta abordagem exige a realização de inspecções adequadas, medições e monitorização que permitam avaliar o estado dos equipamentos de forma fiável e detectar falhas em estados iniciais. Os métodos habituais para determinar o estado do equipamento incluem a análise de vibrações, a termografia e a análise do óleo (Figura 1).

MANUTENÇÃO BASEADA NO TEMPO Em muitos casos, a manutenção é realizada seguindo uma abordagem baseada no tempo, o que se conhece como manutenção preventiva. Sob esta forma, os componentes que estão sujeitos a condições de desgaste são substituídos de forma preventiva em intervalos de tempo predeterminados. Dependendo da correcta definição destes intervalos, esta actuação permite evitar as paragens imprevistas e também organizar as reparações atempadamente. Contudo, a desvantagem desta abordagem é que não se tem em conta o estado dos componentes e o tempo de vida útil restante. Se os intervalos forem muito curtos, é possível que os componentes sejam substituídos quando ainda não esgotaram o seu tempo de vida em serviço. Isto implica um aumento desnecessário do custo em peças sobresselentes. Se, ao contrário, os intervalos forem muito longos, o operário corre o risco de acabar por efectuar a manutenção de maneira reactiva, já que possivelmente voltarão a ocorrer paragens imprevistas e a manutenção será realizada novamente com reparações perante cada eventual falha.

Figura 1 . Monitorização de vibrações num programa de Condition Monitoring.

O objectivo deste tipo de estratégia de manutenção baseada na condição é obter um rendimento óptimo dos limites de desgaste dos componentes da máquina, evitando ao mesmo tempo as paragens imprevistas raças à manutenção programada. Idealmente, isto assegura um nível óptimo de disponibilidade dos equipamentos.

MANUTENÇÃO BASEADA NA CONDIÇÃO OU MANUTENÇÃO CONDICIONADA Se a manutenção for realizada com base no estado actual ou previsto, só será necessário substituir um componente da máquina quando forem

‘26 · MANUTENÇÃO

O diagrama da figura 2, também conhecida como “curva da banheira”, apresenta a probabilidade de falha de uma máquina sujeita a desgaste durante o seu tempo de vida em serviço. A razão pela qual a probabilidade de falha é

Objectivo: evitar paragens imprevistas - manutenção condicionada em acção  

Autor: Schaeffler Iberia, s.l.u.; Revista: Manutenção nº97

Objectivo: evitar paragens imprevistas - manutenção condicionada em acção  

Autor: Schaeffler Iberia, s.l.u.; Revista: Manutenção nº97

Advertisement