Page 1

Artigo Técnico

C. Pereira Cabrita Departamento de Engenharia Electromecânica (UBI) Faculdade de Engenharia Universidade da Beira Interior 6201-001 Covilhã cabrita@ubi.pt

Contribuição para o entendimento da elaboração das cartas de desempenho das filosofias de gestão seis sigma Parte 2 – Six Sigma Business Scorecard RESUMO Na 1.ª parte deste trabalho, publicada no número anterior deste prestigiada revista, descreve-se de uma forma detalhada a metodologia de obtenção das cartas de desempenho Seis Sigma (Six Sigma Scorecards) para a filosofia de gestão Six Sigma Business Scorecard, com aplicação às grandes e médias empresas. Como complemento, nesta 2.ª parte apresentam-se os resultados desta filosofia relativos às 30 organizações norte-americanas indexadas ao Dow Jones Index, assim como a sua aplicação prática a pequenas empresas.

1. EXEMPLO DAS EMPRESAS DOW JONES Nos Estados Unidos, o Dow Jones Industrial Average, designado apenas por Dow, é um índice de desempenho de negócios bem conhecido, que é influenciado pelo desempenho das organizações listadas assim como pela percepção dos seus accionistas. Na prática, este índice representa o desempenho de uma amostra de grandes grupos empresariais, representativos da economia e do mercado bolsista norte-americano [1]. No Quadro 1 indicam-se as 30 organizações listadas no Dow Jones Index, designado comummente por Dow 30, sendo representativas de 10 sectores de actividade económica, incluindo a indústria, tecnologia, telecomunicações, finanças, retalho, e cuidados de saúde. Em termos Organizações Alcoa

Sector indústria

Organizações Intel

Sector indústria

American Express

finanças

IBM

indústria

AT&T

serviços

International Paper

indústria

Boeing

indústria

Johnson & Johnson

indústria

Caterpillar

indústria

J. P. Morgan Chase

finanças

Citigroup

finanças

McDonalds

distribuição

Coca Cola

distribuição

Merck & Co.

indústria

Dupont

indústria

Microsoft

software

Eastman Kodak

indústria

3M

indústria

Exxon

indústria

Phillip Morris

distribuição

General Electric

indústria

Proctor & Gamble

indústria

General Motors

indústria

SBC Communication

serviços

Hewlett-Packard

indústria

United Technology

indústria

Home Depot

serviços

Walt Disney

distribuição

Honeywell International

indústria

Wal-Mart

distribuição

Quadro 1 – Organizações americanas do Dow Jones Index (2004).

4 · MANUTENÇÃO

operacionais, 18 são grupos industriais, 5 são de distribuição, 3 de serviços, 3 de finanças, e 1 de software [1]. Gupta [1], a partir dos indicadores de negócios relativos a cada um destes grupos económicos, procedeu à aplicação da Six Sigma Business Scorecard a cada um deles, mostrando-se no Quadro 2 os resultados obtidos para o conjunto das 30 organizações, em termos de máximos, mínimos, médias, amplitudes de variação e medianas (ver Anexo 1), para cada um dos índices de desempenho de negócios parciais IDNP , correspondentes aos 10 indicadores n medidos Mn, assim como para os IDN, DPU , número de adB ministradores executivos, DPMO e níveis sigma. Como se pode B constatar, o nível sigma mais baixo é de 3,06, enquanto que o mais elevado é de 4,02, o que prova que, mesmo para grupos com dimensão gigantesca, com uma gestão e organização eficientíssimas, é difícil conseguirem-se níveis sigma superiores a 4, daí que, na nossa opinião, se possa afirmar que uma empresa 3,6 sigma (valor médio e mediana) se possa considerar muito boa, no seu desempenho de negócios global, devendo contudo encetar processos de melhoria contínua, para aumentar ainda mais esse nível. Por outro lado, no Quadro 3 calculam-se ainda os respectivos valores máximos e mínimos dos desempenhos dos indicadores medidos, para que se possa ter uma ideia mais concisa desses valores tomando como referência os valores recomendados expostos no Quadro 2 da 1.ª parte. Curiosamente, como se constata facilmente no que respeita ao indicador M10, Gupta [1] considerou que a satisfação total dos clientes (100 %) correspondeu a D = 100 e não a 90, como indica n no Quadro 2 da 1.ª parte. Esta valorização é perfeitamente pertinente, na medida em que, para grupos com esta dimensão e importância, a satisfação plena dos clientes é fundamental, como se prova através dos valores máximo e mínimo desse indicador.


Artigo Técnico

Distribuição

Média

Mediana

2 17 30 55 90

X = 2+17+30+55+90 = 38,8 5

M = 30

8 11 13 15 16 18

X = 8+11+13+15+16+18 = 13,5 M = 0,5 x (13 + 15) = 14 6

10 11 14 15 16

X = 10+11+14+15+16 = 13,2 5

M = 14

2 5 8 11 524

X = 2+5+8+11+524 = 110 5

M=8

Para a Six Sigma Business Scorecard:

Quadro A – Exemplos de cálculo de médias e medianas.

ANEXO 2 Defeitos por Unidade DPU, Defeitos por Oportunidade DPO, e Defeitos por Milhão de Oportunidades DPMO De acordo com os conceitos e definições desenvolvidos em [2,3], tem-se, respectivamente: Para a fabricação de equipamentos, com diversos componentes:

PUB

MANUTENÇÃO · 7

Contribuição para o entendimento da elaboração das cartas de desempenho das filosofias de gestão sei  

Autor: C. Pereira Cabrita; Revista: Manutenção nº105

Contribuição para o entendimento da elaboração das cartas de desempenho das filosofias de gestão sei  

Autor: C. Pereira Cabrita; Revista: Manutenção nº105

Advertisement