Page 1

Nota Técnica

Abel Carlos Pereira ISS - Facility Services abel.pereira@pt.issworld.com

IFS e FM “Diferenças” e “semelhanças” Há dias, estando a trocar ideias com um colega da área da Manutenção, foi focado o tema da Gestão da Manutenção, Prestação de Serviços e inevitavelmente as siglas “FM” e “IFS” vieram para o centro da discussão. Tentei verificar com o meu “oponente” nesta discussão, se estávamos a falar dos mesmos conceitos e em caso negativo, quais as diferenças e semelhanças entre os mesmos. A abordagem deste tema parece-me importante, já que, não raras vezes somos confrontados com estes conceitos, mas com significados diferentes, não interessando se estamos do lado dos clientes ou fornecedores. Não havendo uma definição comum aceite por todos, pareceme coerente começar pela tradução das siglas e posteriormente dar a minha visão (entendimento) do seu significado.

IFS – “Integrated Facility Service”

Na minha óptica, essa integração pode incluir ou não o serviço individualizado de FM, mas mesmo que essa não seja a ideia base do fornecimento, a integração de serviços tem de ter SEMPRE a gestão dos mesmos.

Serviço Integrado de Instalações (Edifícios)

Uma outra grande diferença tem a ver com o facto dessa integração ser feita aos serviços prestados por uma única empresa, ou aos serviços prestados por diferentes empresas.

FM – “Facility Management”

Imaginemos um conjunto de serviços constituídos por: limpeza, manutenção, logística, correio, transportes, informática, catering, jardinagem, controlo de pragas, executados em regime de subcontratação num determinado cliente. Se esses serviços forem fornecidos por uma só empresa, é expectável que a gestão dos mesmos seja feita por esse fornecedor, não tendo o cliente que se preocupar em ter um gestor próprio dedicado a esses serviços ou em subcontratar essa gestão a uma entidade do exterior (excluímos o facto de isso poder acontecer por questões estratégicas).

Gestão de Instalações (Edifícios)

Começando pelo FM, parece-me não ser difícil aceitar que se trata de um Serviço, que diz respeito a uma Gestão, gestão esta referida a instalações. Olhando para uma instalação típica – edifício de escritórios, complexo residencial ou mesmo uma unidade industrial – será agora necessário definir quais as actividades que é necessário gerir. Estes serviços podem dizer respeito a trabalhos de limpeza, manutenção, logística, correio, transportes, informática, entre outros, no entanto o FM é sem dúvida um serviço de gestão.

Já no caso dos serviços serem feitos por entidades diferentes, no extremo uma entidade por serviço, então o cliente terá que fazer ele próprio a gestão dos fornecimentos, ou subcontratar esse serviço específico de gestão a uma outra entidade (ou a alguma das entidades já fornecedoras).

Já quando falamos do IFS, estamos a referir-nos, sem dúvida, a vários serviços que estão a ser fornecidos de uma forma integrada na instalação em causa.

Penso que este exemplo traduz o meu pensamento sobre a diferença entre FM e IFS.

Parece, pois, estar mais ou menos claro que o FM é um serviço de gestão e o IFS é a integração de vários serviços.

Em resumo direi que o FM está SEMPRE incluído no IFS, mesmo que esse serviço de gestão não esteja separadamente visível.

16 · MANUTENÇÃO

IFS e FM: "diferenças" e "semelhanças"  

Autor: Abel Carlos Pereira; Revista: Manutenção nº105

IFS e FM: "diferenças" e "semelhanças"  

Autor: Abel Carlos Pereira; Revista: Manutenção nº105

Advertisement