Page 1

Artigo Técnico

António A. Roque11, J.M.F. Calado2 e José M. Ruiz3 1

DatAnálise, Serviços e Técnicas de Manutenção, Lda, Oeiras, Portugal 2

IDMEC/ISEL - Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, Departamento de Engenharia Mecânica, Lisboa, Portugal 3

DatAnálise España, SL, Madrid, España

aroque@datanalise.pt · aroque@dem.isel.ipl.pt jcalado@dem.isel.ipl.pt · jruiz@datanalise.es

(Continuação da edição da revista “Manutenção” n.o 106/107)

Controlo de Condição de Motores Eléctricos de Indução Trifásicos (Análise de Vibrações versus Análise de Corrente Eléctrica) 3. Análise Experimental – barras partidas No sentido de simular os vários defeitos que podem ocorrer num motor eléctrico de indução trifásico foi instalado um sistema de medida e análise associado a um modelo didáctico constituído basicamente por um motor onde será introduzido o defeito - neste caso barras partidas.

A. Modelo didáctico utilizado Foi construído um modelo didáctico constituído por um motor onde serão introduzidos os defeitos em estudo – neste caso barras partidas - acoplado directamente a uma unidade de variação de carga electrónica. Na Figura 5 pode-se observar o modelo alvo deste estudo.

Figura 5 – Modelo didáctico utilizado: 1 - Motor de teste, 2 - unidade electrónica de carga variável.

Na Figura seguinte (Figura 6) encontra-se representado o diagrama funcional do sistema experimental de medida e análise utilizado.

B. Introdução do defeito Para estudar o defeito, barras partidas, foi utilizado um rotor, no qual após maquinação, através de uma fresadora, foram eliminadas por corte duas e posteriormente quatro barras como se pode observar na Figura 7.

4 · MANUTENÇÃO

Figura 6 – Diagrama funcional – parte experimental.


Artigo Técnico

Figura 12 – Motor com quatro barras partidas. Espectros de frequência em mm/s Rms.

Figura 13 – Motor com quatro barras partidas. Espectros de frequência em g,s Pico.

Motor em vazio e em carga.

Motor em vazio e em carga.

Referências

[6]

[1]

[2]

[3]

[4]

[5]

Ilonen, J., Kamarainen, J.-K., Lindh, T., Ahola, J., Kalviainen, H. e Partanen, J. (2005), “Diagnosis tool for motor condition monitoring”, IEEE Transactions on Industry Applications, Vol. 41, No. 4, July/August, pp. 963-971; Singh, G. K. e Kazzaz (2003), “Induction machine drive conditioning, monitoring and diagnostic research – a survey”, Electric Power Systems Research, Vol. 64, No. 2, February, pp. 145-158; Liu, L., Logan, K. P. e Cartes, D. A. (2005), “Fault detection, diagnosis, and prognostics: software agent solutions”, 2005 IEEE Electric Ship Technologies Symposium, 25-27 July, Philadelphia, USA, pp. 425-431; Newland, D. E. e Ungar, E. E. (1990), “Mechanical Vibration Analysis and Computation”, Journal of the Acoustical Society of Amarecica, Vol. 88, No. 5, November, pp. 2506-2506; Lee, C.-W. (1993), Vibration Analysis of Rotors, Kluwer Academic Publishers, USA;

[7]

[8]

[9]

Kliman, G. B. e Stein, J. (1992), “Methods of Motor Current Signatures Analysis”, Electric Power Components and Systems, Vol. 20, No. 5, pp. 463-474; Thomson, W. T. e Fenger, M. (2001), “Current signature analysis to detect induction motor faults”, IEEE Industry Applications Magazine, Vol. 7, No. 4, July/August, pp. 26-34; Benbouzid, M. H. (2000), “A Review of Induction Motors Signature Analysis as Medium for Faults Detection”, IEEE Transactions on Industrial Electronics, Vol. 47, No. 5, October, pp. 984-993; Bellini, A., Filippetti, F., Franceschini, G., Tassoni, C., Kliman, G. B. (2001), “Quantitative evaluation of induction motor broken bars by means of electrical signature analysis”, IEEE Transactions on Industry Applications, Vol. 37, No. 5, September/October, pp. 1248-1255.

(Continua na próxima edição)

MANUTENÇÃO · 7

Controlo de condição de motores eléctricos de indução trifásicos (análise de vibrações versus anális  

Autor: António A. Roque, J.M.F. Calado, José M. Ruiz; Revista: Manutenção nº109

Controlo de condição de motores eléctricos de indução trifásicos (análise de vibrações versus anális  

Autor: António A. Roque, J.M.F. Calado, José M. Ruiz; Revista: Manutenção nº109