Page 1

Espaço Opinião

Portugal sem investimento é um país sem futuro Reis Campos, Presidente da CPCI – Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário

O compromisso entre o governo e a confederação portuguesa da construção

são a realidade diária de um setor à beira do colapso.

e do imobiliário é essencial para a retoma do crescimento.

O processo de destruição do tecido empresarial encerra consequências dramáticas, que não se esgotam em números como a perda de 394 mil postos de trabalho desde

Mais de 11 anos volvidos desde a última vez

2002, ou o encerramento de 13 mil empre-

que, em Portugal, se registou um acrés-

sas e os mais de 6 mil milhões de euros de

cimo da produção da Construção e Imobi-

crédito malparado. Está em causa a sus-

liário, e após se ter atingido um valor do

tentabilidade económica do País e, tal como

investimento em construção que é o mais

temos repetidamente afirmado, não pode-

reduzido dos últimos 32 anos, é consensu-

mos ficar à margem de uma Europa que

almente reconhecido que o setor foi o mais

vê, nesta atividade, a chave para combater

atingido pela situação que o país atraves-

a crise instalada, promover o emprego e

destaca a importância da construção e do

sa. Os nossos empresários enfrentam um

atingir as metas que estabeleceu em ma-

imobiliário, responsável por 10% do PIB eu-

cenário de rutura e as falências, o crédito

téria de competitividade e desenvolvimento

ropeu e 20 milhões de empregos, enquanto

malparado, o desemprego, as dificuldades

sustentável. Veja-se, a esse propósito, a Es-

instrumento propulsor da manutenção e

de tesouraria, a falta de trabalho, o desin-

tratégia Europeia para o Setor, apresentada

criação de postos de trabalho e do cresci-

vestimento e os atrasos nos pagamentos,

há um ano pela Comissão Europeia e que

mento sustentável da economia em geral. Em Portugal, e após um período de excessivo enfoque em políticas de austeridade, que ignoraram a necessidade de promover o crescimento económico e, em particular, de inverter o défice de investimento que se verifica, existe, finalmente, um reconhecimento consensual que é necessário encontrar soluções efetivas para recolocar a economia numa trajetória de sustentabilidade. Iniciativas como a Resolução da Assembleia da República n.º 58/2013, pela qual todos os partidos com assento parlamentar vieram recomendar a adoção de medidas para o relançamento do setor, revelam a unanimidade quanto à necessidade de salvaguardar o tecido empresarial da construção e do imobiliário e de dinamizar o investimento, tanto público, como privado. Foi nesse contexto que o Governo formalizou, no passado dia 8 de março, com a

6

elevare

Portugal sem investimento é um país sem futuro  

Autor: Reis Campos; Revista: Elevare nº1

Portugal sem investimento é um país sem futuro  

Autor: Reis Campos; Revista: Elevare nº1

Advertisement