Page 1

Ascensores com história

Os elevadores do edifício Nova Póvoa António Vasconcelos Engenheiro Especialista em Transportes e Vias de Comunicação (OE)

Por razões de segurança, o edifício possui dois lanços de escadas, um do lado esquerdo e outro do lado direito. O edifício dispõe de um gerador de grande potência destinado a alimentar, no caso de falta de energia, os elevadores e monta-cargas, a iluminação dos patamares e as bombas de água, que enchem os depósitos no piso superior que abastecem os apartamentos por gravidade. Este edifício é servido por quatro elevadores, cada um com capacidade para 10 pessoas (800 kg) e um monta-cargas com capacidade para 12 pessoas (900 kg). Os Com os seus 28 andares, o edifício “Nova

certeza, o maior complexo exclusivamente

elevadores estão agrupados dois a dois

Póvoa”, na Póvoa do Varzim, é um mais dos

habitacional.

(um grupo do lado esquerdo – n.° 1 e 2 e outro do lado direito – n.° 3 e 4). A velocidade

altos do nosso país. Possui 286 apartamentos, em regime de propriedade horizontal, à

Foi construído entre 1973 e 1980, pela

dos elevadores é de 2 m/s enquanto a do

razão de 10 apartamentos (nove T2 e um T1)

empresa João Marquês da Cruz, com um

monta-cargas é de 1 m/s. Todos os apare-

por cada andar. Localiza-se na zona norte da

projeto de arquitetura do Arquiteto Carlos

Póvoa de Varzim, na Avenida Repatriamento

Garcia, depois de muita polémica dado o

dos Poveiros, n.° 779, muito perto do Hotel

seu impacto visual na cidade, em virtude da

Axis Vermar e da Praça de Touros.

sua grande altura de cerca de 90 metros. A escolha da cor do edifício em “amarelo

Na sua maioria os apartamentos são apenas

ocre” foi objeto de criteriosos estudos, pri-

habitados na época balnear e nessa época

vilegiando a exposição solar, a proximidade

a população do prédio atinge mais de mil

do mar e o enquadramento estético com os

pessoas. Apesar de existirem em Portugal

edifícios envolventes.

prédios mais altos, o Nova Póvoa é, com A vista do telhado é soberba, alcançando a Refinaria da Galp em Matosinhos e as Tor-

"Este edifício é servido por quatro elevadores, cada um com capacidade para 10 pessoas (800 kg) e um monta-cargas com capacidade para 12 pessoas (900 kg)."

res de habitação de Ofir. Se o céu estiver muito limpo, é mesmo possível avistar o Monte de Santa Tecla na Galiza, em frente a Caminha. A planta do edifício é irregular de maneira a maximizar a exposição solar. As paredes exteriores e interiores são integralmente de betão armado.

70

elevare


Ascensores com história

O comando de tração era efetuado por

efetuada por um grupo de 6 cabos de aço,

mente a velocidade real foi reduzida ele-

um equipamento eletrónico, designado

de 10 mm de diâmetro, dispondo de cabos

tronicamente, para 1100 rpm, (velocidade

por ARVA (Armário de Regulação de Velo-

de compensação, constituídos por duas

nominal dos antigos motores de cc), de ma-

cidade de Elevadores), desenvolvido pela

grossas correntes, entrelaçadas com cabo

neira a manter a velocidade de 2 m/s.

EFACEC, que comandava a excitação do ge-

de cânhamo.

rador através de uma ponte retificadora a

Algum tempo depois os elevadores foram

tiristores, que por sua vez provocava uma

intervencionados pela Schindler que mo-

tensão de saída variável do dito gerador. Essa tensão aplicada ao motor fazia com que ele rodasse a uma velocidade variável, tal como era pretendido. A regulação de velocidade era controlada em malha fechada (feedback), através de um dínamo taquímetro, acoplado ao motor. Assim o elevador acelerava continuamente e suavemente até atingir a velocidade máxima. Na travagem passava-se o contrário, com uma desaceleração progressiva.

"Os elevadores foram instalados pela EFACEC, em 1980, com máquinas com redutor e motores de tração de 20 kW, 1100 rpm, de Corrente Contínua, sistema Ward Leonard, excitação independente, fabrico EFACEC (...)"

dernizou as botoneiras de cabine e patamar. O monta-cargas foi instalado pela antiga empresa Comportel e mais tarde remodelado pela OTIS. Dispõe de portas automáticas de cabina e patamares e pára em todos os pisos. Está situado ao lado do elevador n.° 4. AGRADECIMENTOS >

domínio; >

Os redutores são EFACEC, tipo RXX, do tipo sem-fim-roda de coroa, com relação de

Mais tarde, estes elevadores foram remo-

transmissão de 45/2 e as rodas de cabos

delados pela Liftech, sendo retirados os

têm o diâmetro exterior de 840 mm.

motores e geradores EFACEC e substituídos por motores assíncronos trifásicos

Dr. Costa e Silva, Administrador do ConSr. Jorge Silva, Porteiro do edifício;

>

Eng.° António Garrido, Diretor da Liftech;

>

Sr. Fernando Almeida, antigo funcionário da EFACEC;

>

Jornal “Povoa Semanário”, 12/8/2009, No Topo da Povoa, Pedro Ferreira da Silva.

As portas de patamar são do tipo Semiau-

alemães Loher, de 15 kW, 1450 rpm, com

tomático e as de cabina são automáticas,

comando eletrónico de variação de velo-

As imagens são do autor devidamente autorizadas

tipo telescópico. A suspensão das cabinas é

cidade, por variação de frequência. Obvia-

pela Administração do Condomínio.

72

elevare

Os elevadores do edifício Nova Póvoa  

Autor: António Vasconcelos ; Revista: elevare n.º7

Os elevadores do edifício Nova Póvoa  

Autor: António Vasconcelos ; Revista: elevare n.º7

Advertisement