Page 1

Qualidade, segurança e ambiente

O comportamento dos ascensores em caso de incêndio 2.a Parte: Os ascensores prioritários para uso dos bombeiros em caso de incêndio Miguel Leichsenring Franco1, João E. Almeida2 1

Engenheiro Eletrotécnico, Administrador da Schmitt-Elevadores, Lda, Portugal

2

Engenheiro, Mestre em Segurança Contra Incêndios Urbanos, Portugal

RESUMO

pelos regulamentos nacionais de construção,

um ou mais ascensores para uso prioritário

Em caso de incêndio, um conjunto específi-

são equipamentos importantes para o com-

dos bombeiros1. Assim, o projetista deverá

co de ascensores poderá ser utilizado para

bate ao fogo, transportando os bombeiros e

atender às seguintes condições (referidas

o apoio às operações de socorro, pelos

respetivo material.”

no Artigo 104.° do mesmo Regulamento):

ticas que esses ascensores – os ascensores

Neste artigo descrevem-se as particularida-

Os edifícios deverão ser servidos por, pelo

prioritários de bombeiros - deverão possuir

des que os ascensores prioritários de bom-

menos, um ascensor destinado ao uso prio-

e em que situações poderão ser utilizadas.

beiros deverão possuir para poderem ser

ritário dos bombeiros em caso de incêndio,

utilizados como meio de apoio às operações

sempre que:

INTRODUÇÃO

de socorro de uma forma eficaz e segura,

1.

No artigo anterior (I - O comportamento dos

por parte das forças de segurança, em par-

ascensores em caso de incêndio) abordou-

ticular dos bombeiros. Tomar-se-á como

-se a questão dos ascensores em caso de

base o Regime Jurídico da Segurança contra

incêndio, desde logo, os requisitos necessá-

Incêndios em Edifícios (RJ-SCIE – Decreto-Lei

rios para o cumprimento da legislação em

n.° 220/2008 de 12 de novembro, atualizado

vigor e algumas considerações sobre me-

pelo Decreto-Lei 224/2015 de 9 de outubro),

lhorias que poderão ser introduzidos para

o Regulamento Técnico de Segurança contra

prioritário de bombeiros como “elevador

aumentar a segurança ao incêndio.

Incêndio em Edifícios (RT-SCIE – Portaria

situado na fachada de um edifício ou no seu

n.° 1532/2008 de 29 de dezembro) e com-

interior, dispondo neste caso de caixa própria

A Norma Portuguesa NP EN 81-72:2007

plementarmente a Norma portuguesa

protegida, equipado com maquinaria, fonte

refere no seu Anexo A que “o desenvolvi-

NP EN 81-72:2007, de 12 de novembro.

de energia permanente e comandos especial-

bombeiros. Este artigo refere as caraterís-

o edifício tenha uma altura superior a 28 m2;

2. tenha mais de dois pisos abaixo do plano de referência.

1

O mesmo Regulamento define ascensor

mente protegidos, com dispositivo de coman-

mento crescente dos edifícios de grande altura colocou aos arquitetos e bombeiros dois

No texto, as referências à NP EN 81-72:2007

do para utilização exclusiva pelos bombeiros,

problemas bem definidos, sendo o primeiro o

serão destacadas utilizando-se esta forma-

em caso de emergência”. De referir que este

de conceber edifícios que resistam à propa-

tação.

ascensor pode ser utilizado como ascensor de transporte de pessoas na ausência de in-

gação do fogo e do fumo e fornecendo um elevado grau de segurança para os ocupan-

cêndio.

LEGISLAÇÃO 2

A altura de um edifício para os efeitos dispos-

tes. O outro, o de incorporar nestes mesmos

Ascensores de uso prioritário dos bombeiros

edifícios meios permanentes de combate a

O Regulamento Técnico de Segurança con-

tos no RT-SCIE encontra-se definida no Artigo

incêndio e disposições de evacuação que se-

tra Incêndio em Edifícios (RT-SCIE) define no

1.° do Anexo I do referido Regulamento Técni-

jam ambos eficazes e práticos. Os ascenso-

Título V (Condições gerais das instalações

co, sendo a diferença de quota entre o piso

res [prioritários] de bombeiros, cujo número

técnicas), no Capítulo VII (Ascensores), as

mais desfavorável susceptível de ocupação

e a localização no edifício são determinados

condicionantes que obrigam à existência de

e o plano de referência.

24

elevare


Qualidade, segurança e ambiente Sinalização

Tabela 1. Resumo das caraterísticas que os ascensores devem possuir para uso prioritário dos bombeiros.

No patamar de acesso ao ascensor localizado no plano de referência deve ser afixado

Elementos

o sinal com a inscrição: “Ascensor prioritário

Independente e com envolvente corta-fogo (Artigo 28)

de bombeiros” ou pictograma equivalente. Caixa A Norma NP EN 81-72:2007 recomenda o

Paredes não resistentes: EI60 Paredes resistentes: REI60 Portas de patamar: E30C

seguinte pictograma com a figura em bran-

Dimensões mínimas úteis:

co e o fundo em vermelho, com uma dimensão de 100 mm x 100 mm:

Caraterísticas

Cabina

- 1,1 x 1,4 metros (largura x profundidade) - 1,1 x 2,1 metros (monta-macas ou monta-camas)

Capacidade de

Não inferior a 630 kg ou a 1000 kg (monta-camas, monta-

carga nominal

-macas ou cabina com acesso duplo) - alimentação por fontes de energia de emergência (Artigo 72) - proteção IP X3 para equipamento dentro da caixa, até 1 me-

Equipamento elétrico Figura 5. Pictograma (Fonte: NP EN 81-72:2007).

- grau de proteção IP 67 para equipamento localizado a menos de 1 metro do fundo do poço - dispositivo de chamada por chave para permitir o controlo

CONCLUSÕES

pelos bombeiros

Num edifício de grande altura (superior a

Percurso entre o piso do plano de referência e o piso mais

28 metros) ou que tenha mais de 2 pisos abaixo do plano de referência, a instalação

tro de uma parede de caixa que contenha portas de patamar

Velocidade nominal

afastado deverá ser efetuado num tempo não superior a

de um ascensor prioritário de bombeiros é

60 segundos

obrigatória. É necessário que este ascensor

Dimensões mínimas:

seja facilmente disponibilizado e adequada-

- 0,4 x 0,5 metros (630 kg)

mente concebido para ser utilizado pelos bombeiros e que permaneça em funciona-

Alçapão de socorro

- 0,5 x 0,7 metros (restantes situações) - escada ou degraus que permitam acesso ao topo da cabi-

mento o máximo de tempo possível duran-

na, com passo máximo de 0,4 metros e capacidade de su-

te as operações de combate ao incêndio.

portar uma carga de 1200 N

Por princípio os bombeiros continuarão a

Escada para

utilizar o ascensor no interior de um edifí-

auto-socorro

cio, mesmo quando este já se encontra num estado de degradação avançada originada pelo próprio incêndio. A fiabilidade da ali-

Sistema de intercomunicação

mentação de energia elétrica e da instalação elétrica é por isso essencial para o

No interior ou exterior da cabina para permitir o acesso por dentro da caixa do ascensor à porta de patamar mais próxima Deve permitir a comunicação entre o interior da cabina, o piso do plano de referência e o posto de segurança, quando este exista Detetores de temperatura e de fumo a instalar por cima

funcionamento do ascensor prioritário de

Sistemas de deteção

das vergas das portas de patamar e na casa das máquinas

bombeiros.

de incêndio

(ou no topo da caixa do ascensor, se não existir casa de máquinas).

Dada a sua natureza, o combate a incêndios implica habitualmente a utilização de quantidades consideráveis de água e é, por consequência, essencial que a instalação do

Afixação de sinal com a inscrição “Ascensor prioritário de Sinalização

bombeiros” ou pictograma equivalente, no patamar de acesso ao ascensor no plano de referência.

ascensor seja concebida de modo a fornecer uma proteção do equipamento elétrico

se possam libertar pelos seus próprios

rido para funcionar em serviço de bombei-

contra este perigo.

meios ou serem socorridos por outros.

ros, a sua utilização para transporte de lixos

Todavia, é possível que, mesmo com todos

Por fim convém referir que este ascensor,

os elementos de segurança previstos, o

apesar de estar instalado numa caixa inde-

Neste artigo abordaram-se as caraterís-

ascensor possa avariar, com pessoas en-

pendente, pode ser utilizado como um trans-

ticas que os ascensores deverão ter para

carceradas no seu interior. Por isso, a cabi-

porte normal de pessoas na ausência de um

cumprir o exigido pelo Regulamento de Se-

na deve estar equipada com um acesso de

incêndio. Para reduzir o risco de que o acesso

gurança Contra Incêndios, e também cum-

emergência para que os bombeiros presos

esteja obstruído quando o ascensor é reque-

prir a NP EN 81-72:2007.

ou mercadorias deve ser restringida.

28

elevare

O comportamento dos ascensores em caso de incêndio 2.ª Parte: Os ascensores prioritários para uso do  

Autor:Miguel Leichsenring Franco, João E. Almeida ; Revista: elevare n.º7

O comportamento dos ascensores em caso de incêndio 2.ª Parte: Os ascensores prioritários para uso do  

Autor:Miguel Leichsenring Franco, João E. Almeida ; Revista: elevare n.º7

Advertisement