Page 1

Case study

ThyssenKrupp apela à otimização da sustentabilidade urbana ThyssenKrupp Elevadores, S.A.

O grupo industrial ThyssenKrupp continua a apelar ao desenvolvimento

tar três mil milhões de árvores durante o mesmo período.

energético mais eficiente nos cenários urbanos, depois de apurar que nos

Schierenbeck acrescentou que “a produção

edifícios a poupança poderá ser

elétrica face ao diálogo sobre o consumo

otimizada atualmente para alcançar

não é recente, mas o rápido aumento da

resultados significativos em apenas

organização em todo o mundo continua a

15 anos. Os prédios de hoje são

acelerar neste preciso momento, o que re-

responsáveis por 40% do consumo de

quer medidas mais urgentes na criação de

eletricidade a nível global.

um ambiente energético mais eficiente. Em 2030, até 60% da população global viverá

"(...) a produção elétrica face ao diálogo sobre o consumo não é recente, mas o rápido aumento da organização em todo o mundo continua a acelerar neste preciso momento, o que requer medidas mais urgentes (...)"

Em Barcelona, na Smart City Expo 2015 –

em cidades e a energia consumida nestas

o maior Congresso Mundial sobre Cidades

áreas urbanas aumentará até um quarto.

Inteligentes, o CEO da ThyssenKrupp Ele-

Como resultado, os prédios com energia ine-

ência energética. Nas cidades, a tendência

vator AG, Andreas Schierenbeck, afirmou

ficiente não conseguirão responder à forte

dos edifícios vira-se para o diálogo sobre

que “os edifícios nas nossas cidades estão

exigência crescente, o que torna imperativas

como os permitir funcionar de forma mais

limitados a fracos padrões energéticos por

as decisões de desenvolvimento urbano to-

inteligente, minimizando o consumo e re-

serviços ineficientes com uma média de ciclo

madas hoje para que as cidades do futuro

duzindo a sua pegada. Com os prédios a

de vida de 15 anos. Instalações como eleva-

se foquem na sustentabilidade para as ge-

tornarem-se cada vez mais altos, os ele-

dores, aquecedores, ventilação e refrigera-

rações seguintes.”

vadores são das instalações integrais que

ção não estão a funcionar nos níveis mais

mais energias consomem nas cidades e,

eficientes, pelo que é de extrema importân-

Considerando a grande quota de energia

assim, uma área de reflexão quando se

cia que respondamos com celeridade a esta

utilizada (40%), os prédios são cada vez

procuram novas e melhores soluções de

questão e que atualizemos estas instala-

mais o tema central no debate sobre efici-

eficiência energética.

ções de forma mais engenhosa, de forma a otimizar os níveis energéticos até 2030.” Cada um dos edifícios comerciais construídos, atualmente requer uma média de 12 000 MWh de consumo elétrico durante os próximos 15 anos. Apenas nos Estados Unidos da América, anualmente mais de 150 000 prédios são construídos, o que resulta num consumo de eletricidade de 120 Twh por ano, o equivalente ao consumo anual nos Países Baixos. Reduzindo estes valores em 10% é agora possível poupar o equivalente a 180 TWh nos próximos 15 anos, nivelando a redução de emissões de carbono nas 180 milhões toneladas de CO2, o equivalente a reduzir o número de carros nas ruas a dois milhões por ano ou a plan-

62

elevare


Case study tes devem ser reparados ou substituídos ou quando são necessárias intervenções, evitando os sinais de “Fora de serviço” nas portas dos elevadores. Num prédio ligado com o MAX, as pessoas esperarão menos pelos elevadores, o que resulta numa diminuição do stress e de um maior tempo de qualidade. Schierenbeck concluiu que “a necessidade de uma urbanização sustentável é algo que já não podemos ignorar e, com um vasto leque de vantagens tangíveis, as soluções de eficiência energética dos elevadores tornam-se centrais na criação de cidades autenticamente sustentáveis no futuro. É agora que temos de integrar estes sistemas nos edifícios. O conhecimento e os produtos já existem; o desafio passa por acelerarmos o processo de integração à Andreas Schierenbeck referiu o sistema

solução vanguardista: o MAX é uma solu-

MULTI da ThyssenKrupp como uma das

ção de serviço revolucionária preditiva e

soluções que pode contribuir para cidades

preventiva que prolonga a capacidade de

Numa altura em que a Internet e as re-

tecnologicamente inovadoras. A 5 de no-

monitorização remota ao aumento drásti-

des sociais definem diálogos globais so-

vembro de 2015, apenas um ano depois de

co de níveis de disponibilidade dos elevado-

bre uma série de temas, a URBAN HUB da

anunciar o conceito da tecnologia do ele-

res existentes e futuros.

ThyssenKrupp foi desenhada como uma

vador MULTI, a empresa apresentou um

atualização.”

revista digital internacional com conteú-

modelo à escala 1:3 em Gijón, Espanha. O

Com o MAX, a informação é recolhida em

dos completos, promovendo discussões

sistema MULTI utiliza motores lineares em

tempo real em milhões de elevadores

interativas sobre a urbanização e sobre

substituição de cabos, permitindo também

ThyssenKrupp conetados e enviada para a

o que significa para todos os envolvidos

a deslocação horizontal e transformando

plataforma confiável nuvem Azure, onde

quando se dá forma às nossas cidades.

a transportação convencional de elevador

um algoritmo calcula o tempo de vida dos

Abordando temas como cidades inteli-

em sistemas de metro vertical. A tecnolo-

sistemas-chave e componentes em cada ele-

gentes e inovação na mobilidade urbana

gia do elevador MULTI aumenta a capaci-

vador. Agora, as equipas da ThyssenKrupp

eficiente, a URBAN HUB inclui vídeos, foto-

dade de transporte e a eficiência enquanto

podem confiar no MAX como o seu braço

grafias, ilustrações e conteúdos de tercei-

reduz a pegada energética e picos de con-

direito, tornando possível informar atem-

ros em inglês, alemão, espanhol, francês

sumo nos edifícios.

padamente os proprietários dos edifícios

e português. Trabalha-se presentemente

quando os sistemas-chave ou componen-

numa tradução para Mandarim.

O sistema ACCEL facilita a movimentação de passageiros para as estações de metro, tornando-as mais acessíveis mesmo para aqueles que normalmente não utilizam o metro devido à distância do seu ponto de partida. A capacidade do sistema de metro pode agora ser maximizada com novos pontos de acesso e, aumentando a ligação entre as atuais linhas de metropolitano, este novo sistema de transporte poderá transportar mais 30% de passageiros adicionais. O ACCEL funciona como uma alternativa a novas e dispendiosas estações ou ligações subterrâneas complexas, com resultados que se traduzem numa redução significativa do número de automóveis na estrada. Para além destes produtos inovadores, a ThyssenKrupp lançou recentemente uma

elevare 63

ThyssenKrupp apela à otimização da sustentabilidade urbana  

Autor: ThyssenKrupp Elevadores, S.A.; Revista: elevare nº6

ThyssenKrupp apela à otimização da sustentabilidade urbana  

Autor: ThyssenKrupp Elevadores, S.A.; Revista: elevare nº6

Advertisement